CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

Texto

(1)

_______________________________________________________________________________________________

Av. Goiás Nº. 112 Ed. Tropical Sala 303 Centro - Goiânia/Goiás CEP: 74010-010 - Fone : 3224-4970 Fax: (062) 3213-3339

Home Page: www.setheg.com.br E-Mail: setheg@gmail.com

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000630/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/07/2013

NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024196/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.005979/2013-18 DATA DO PROTOCOLO: 11/06/2013

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

SINDICATO EMPREGADOS TUR HOSPITALIDADE ESTADO GOIAS, CNPJ n. 01.078.153/0001-14, neste ato representado(a) por seu Vice-Presidente, Sr(a). CLEITON BARBOSA VAZ;

E

SINDEVIGO SINDICATO EMPRESAS VIDEO DO ESTADO DE GOIAS, CNPJ n. 37.622.768/0001-07, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). JOSE MELO DA SILVA MAIA FILHO;

celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes:

CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE

As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de julho de 2013 a 31 de janeiro de 2014 e a data-base da categoria em 1º de fevereiro.

(2)

_______________________________________________________________________________________________

Av. Goiás Nº. 112 Ed. Tropical Sala 303 Centro - Goiânia/Goiás CEP: 74010-010 - Fone : 3224-4970 Fax: (062) 3213-3339

Home Page: www.setheg.com.br E-Mail: setheg@gmail.com CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA

A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) dos Empregados em Turismo e Hospitalidade no Estado de Goiás (vídeo locadoras), com abrangência territorial em GO.

Salários, Reajustes e Pagamento Reajustes/Correções Salariais

CLÁUSULA TERCEIRA - DA REPOSIÇÃO SALARIAL

Fica concedido aos Empregados em Empresas de Vídeo, um reajuste de 8% (oito por cento), a partir de 01 de Julho de 2.013, que será aplicado nos salários de 01 de Julho de 2.012.

Fica acordado que o piso salarial da categoria é de R$ 685,00 (seiscentos e oitenta e cinco reais), para aqueles empregados que percebem atualmente o salário mínimo. Para os que percebem acima do mínimo ou do piso é que será aplicado o reajuste de 8%, assegurando assim a empregabilidade na categoria.

PARAGRAFO PRIMEIRO - DA ATUALIZACAO SALARIAL

Aos empregados admitidos a partir de 1º de Julho de 2011, o reajuste será concedido proporcionalmente ao número de meses trabalhados na empresa.

PARAGRAFO SEGUNDO - Os reajustes concedidos espontaneamente pelos empregadores poderão ser compensados até os percentuais previstos pela presente convenção;

Descontos Salariais

CLÁUSULA QUARTA - DOS CHEQUES SEM PROVISÕES DE FUNDO

Fica vedado o desconto no salário do empregado, de qualquer importância por ter ele recebido cheque sem provisão de fundos desde que, não esteja o mesmo desempenhando funções de confiança, caixa ou preposto, caso em que deverá ser regulado pelo contrato de trabalho, assim como cartões de crédito.

Gratificações, Adicionais, Auxílios e Outros Adicional de Tempo de Serviço

(3)

_______________________________________________________________________________________________

Av. Goiás Nº. 112 Ed. Tropical Sala 303 Centro - Goiânia/Goiás CEP: 74010-010 - Fone : 3224-4970 Fax: (062) 3213-3339

Home Page: www.setheg.com.br E-Mail: setheg@gmail.com

A todos os empregados que completarem 03 (três) e 05 (cinco) anos de serviços ininterruptos à mesma Empresa, serão concedidos respectivamente, 4% (quatro por cento) e 6% (seis por cento), sobre o salário contratual a título de triênio e qüinqüênio, respectivamente, que não serão cumulativos.

Comissões

CLÁUSULA SEXTA - DOS COMISSIONADOS

Os cálculos de quaisquer parcelas, tais como férias, décimo terceiro salário e rescisão de empregados que recebem comissões, bem como horas extras serão feitos pela média dos últimos 03 (três) meses.

Auxílio Transporte

CLÁUSULA SÉTIMA - DO VALE-TRANSPORTE

Sem prejuízo das demais disposições da Lei nº 7.418, de 16 de dezembro de 1985, e do Decreto nº 95.247, de 17 de novembro de 1987, fica estipulado que o Vale-Transporte será custeado integralmente pelo empregador.

Auxílio Morte/Funeral

CLÁUSULA OITAVA - AUXILIO FUNERAL

Quando ocorrer o falecimento do empregado, a empresa concederá aos herdeiros legais, uma ajuda financeira para custear despesas funerárias, na importância equivalente a 01 (um) salário mínimo vigente na época da morte.

PARAGRAFO ÚNICO - As empresas que possuem seguro de vida em grupo para seus empregados, estarão isentas do pagamento desta ajuda financeira.

Contrato de Trabalho - Admissão, Demissão, Modalidades Normas para Admissão/Contratação

CLÁUSULA NONA - ANOTAÇÕES NA CTPS

As Empresas ficam obrigadas a anotar na CTPS de seus empregados os salários produtividade, triênio, e outros benefícios pecuniários e fornecer os recibos de salários discriminando a remuneração.

Desligamento/Demissão

(4)

_______________________________________________________________________________________________

Av. Goiás Nº. 112 Ed. Tropical Sala 303 Centro - Goiânia/Goiás CEP: 74010-010 - Fone : 3224-4970 Fax: (062) 3213-3339

Home Page: www.setheg.com.br E-Mail: setheg@gmail.com

Fica vedada à dispensa do empregado que estiver há pelo menos 12 (doze) meses da aquisição do direito à aposentadoria, desde que este apresente ao seu empregador, certidão comprobatória do seu tempo de serviço.

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - DO ATRASO NO ACERTO DA RESCISÃO

Ao empregado dispensado ou demissionário, a empresa fica na obrigação de fazer o acerto final no primeiro dia útil seguinte, a contar do término do Aviso Prévio, ou no prazo de 10 (dez) dias da data da comunicação, quando o Aviso foi indenizado, conforme os termos do artigo 477 da CLT.

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - DA RESCISÃO PELO EMPREGADO

Ao empregado que rescindir seu contrato de trabalho, com base no artigo 483 da CLT, fica garantido o pagamento de férias, décimo terceiro salário proporcional e entrega do TRCT no código 01 (zero um) ou indenização, desde que prove inequivocamente qualquer dos pressupostos mencionados no referido artigo. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - DA JUSTA CAUSA

Em caso de dispensa por Justa Causa, se obrigam os empregadores a fornecer por escrito ao empregado a causa e o enquadramento da falta, na CLT, sob pena de, por presunção, ser considerada dispensa sem justa causa.

Aviso Prévio

CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - DO AVISO PRÉVIO

Ficam as Empresas dispensadas do pagamento e o empregado dispensado do cumprimento e pagamento do Aviso Prévio, na dispensa sem justa causa, no caso de o mesmo vir a obter novo emprego, sendo de seu interesse a saída imediata da empresa, devendo, no aviso, se fazer menção expressa a esta cláusula.

Suspensão do Contrato de Trabalho

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DIA DO COMERCIÁRIO

Fica estabelecido que a segunda feira de carnaval, é o dia de comemoração do “DIA DO COMERCIÁRIO”, em toda a base da categoria, não havendo expediente nesse dia.

Outras normas referentes a admissão, demissão e modalidades de contratação CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - DA RESCISÃO IMEDIATA

(5)

_______________________________________________________________________________________________

Av. Goiás Nº. 112 Ed. Tropical Sala 303 Centro - Goiânia/Goiás CEP: 74010-010 - Fone : 3224-4970 Fax: (062) 3213-3339

Home Page: www.setheg.com.br E-Mail: setheg@gmail.com

Durante o prazo do Aviso Prévio, dado por qualquer das partes, salvo o caso de reversão ao cargo efetivo por exercente de cargo de confiança, ficam vedadas alterações nas condições de trabalho, respondendo o empregador pelo pagamento do restante do Aviso.

Relações de Trabalho - Condições de Trabalho, Normas de Pessoal e Estabilidades Estabilidade Mãe

CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - DA ESTABILIDADE DA GESTANTE

Fica assegurado a estabilidade provisória de 60 (trinta) dias, à gestante, contados do término previsto no artigo sétimo item XVIII da Constituição Federal, que trata da licença maternidade.

Outras normas de pessoal

CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA - DO UNIFORME

Quando as Empresas exigirem expressamente o uso de uniformes com ou sem emblemas, ficam obrigadas a fornecê-los gratuitamente, em número de 02 (dois), durante a vigência da presente Convenção.

Jornada de Trabalho ? Duração, Distribuição, Controle, Faltas Prorrogação/Redução de Jornada

CLÁUSULA DÉCIMA NONA - DAS HORAS EXTRAS

As horas extras serão remuneradas com sobretaxa de 80% (oitenta por cento), sobre o valor da hora normal. CLÁUSULA VIGÉSIMA - JORNADA DE TRABALHO REDUZIDA

Os empregados de vídeo locadora poderão ser contratados em regime de meio expediente, isto é, quatro horas diárias, com remuneração equivalente a 50% cinqüenta por cento do valor dos contratos de jornadas integrais, porém as horas extras terão sobretaxa de 100% (cem por cento) sobre o valor do salário.

Compensação de Jornada

CLÁUSULA VIGÉSIMA PRIMEIRA - DO DESCANSO AOS SÁBADOS

As Empresas poderão aumentar em 45 (quarenta e cinco) minutos a jornada de trabalho do Empregado, de segunda a quinta feira para compensar o sábado, desde que haja conveniência para ambas as partes, sendo esta prorrogação de caráter obrigatório quando o empregado (a) for adventista do sétimo dia, Ortodoxo ou Judeu com autorização do sindicato laboral.

(6)

_______________________________________________________________________________________________

Av. Goiás Nº. 112 Ed. Tropical Sala 303 Centro - Goiânia/Goiás CEP: 74010-010 - Fone : 3224-4970 Fax: (062) 3213-3339

Home Page: www.setheg.com.br E-Mail: setheg@gmail.com CLÁUSULA VIGÉSIMA SEGUNDA - DO BANCO DE HORAS

Faculta-se às Empresas de Vídeo, a adoção do sistema de compensação mensal de horas extras, de maneira que as as horas extras efetivamente realizadas pelos empregados durante o mês, poderão ser compensadas, no período máximo de 12 (doze)meses, com reduções de jornadas ou folga compensatórias.

CLÁUSULA VIGÉSIMA TERCEIRA - DA COMPENSAÇÃO

Os empregados de vídeo locadora poderão trabalhar nos domingos, e serão compensados em outro dia da semana seguinte, efetivando assim, o descanso semanal obrigatório respectivo.

Os empregados que trabalharem nos feriados serão compensados em outro dia da semana posterior ou terão pagamento em dobro das horas trabalhadas.

Férias e Licenças Licença Remunerada

CLÁUSULA VIGÉSIMA QUARTA - DA MÃE TRABALHADORA

Fica concedido à empregada, no caso de consulta médica com filho(s) de até 14 (quatorze) anos de idade ou inválido(s), abono de falta de 01 (um) dia por mês, mediante declaração médica.

Relações Sindicais Contribuições Sindicais

CLÁUSULA VIGÉSIMA QUINTA - TAXA NEGOCIAL E HONORATÍCIA

Por deliberação da A.G.E. do Sindicato Profissional, ficam as empresas autorizadas a descontar dos salários já reajustados no mês de Julho, a importância correspondente a 5% (cinco por cento) de sua remuneração, recolhendo na CEF ou na Tesouraria do Sindicato até 10 (dez) de agosto de 2013, a título de taxa negocial para os associados inscritos, conforme inciso IV do Artigo 8º da C.F. A mesma importância será descontada dos associados emergentes (ainda não inscritos), afim de satisfazer os incisos XXVI do Artigo 7º, e III e VI do Artigo 8º, da C.F., a título de Honorários Advocatícios e serviços prestados na elaboração, discussão, fechamento, editais, etc. da C.C.T. Referida taxa isenta a categoria do recolhimento da Taxa Assistencial e Contribuição Confederativa. O direito de oposição ao desconto será do dia 01 à 10 de julho de 2013, e deverá ser feito por escrito e individualmente na sede do Sindicato.

(7)

_______________________________________________________________________________________________

Av. Goiás Nº. 112 Ed. Tropical Sala 303 Centro - Goiânia/Goiás CEP: 74010-010 - Fone : 3224-4970 Fax: (062) 3213-3339

Home Page: www.setheg.com.br E-Mail: setheg@gmail.com CLÁUSULA VIGÉSIMA SEXTA - DA RELAÇÃO DA C.C.T.

Fixar-se-á a obrigatoriedade de as empresas enviarem à Entidade Sindical dos Trabalhadores, a relação dos empregados abrangidos pelas contribuições sociais e pelo desconto da Taxa Negocial, Honoratícia e Sindical.

CLÁUSULA VIGÉSIMA SÉTIMA - DA PENALIDADE ACESSÓRIA

Os empregadores que violarem o disposto na presente Convenção ficam sujeitos a multa de R$ 500,00 (quinhentos reais) por empregado, sendo revertida em favor do Sindicato Obreiro, sendo dobrada na reincidência.

Disposições Gerais

Mecanismos de Solução de Conflitos

CLÁUSULA VIGÉSIMA OITAVA - DA COMISSÃO DE CONCILIAÇÃO PRÉVIA

Fica acordada a possibilidade das empresas instituírem a Comissão de Conciliação Prévia, devendo ter a participação do representante do Sindicato Laboral, com a finalidade de fiscalizar a implantação da Comissão de conformidade com a Lei 9.958/99, publicado no Diário Oficial de 13.01.2.000.

Outras Disposições

CLÁUSULA VIGÉSIMA NONA - DOS EFEITOS LEGAIS

E, por estarem justos e acordados, firmam a presente Convenção Coletiva de Trabalho, em tantas vias quantas necessárias para o seu registro junto a Delegacia Regional do Trabalho em Goiás e sua divulgação, para que surta seus efeitos legais e jurídicos.

CLÁUSULA TRIGÉSIMA - DO RECOLHIMENTO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

No ato da rescisão a empresa deverá apresentar o comprovante do recolhimento da contribuição sindical patronal do ano anterior e atual.

(8)

_______________________________________________________________________________________________

Av. Goiás Nº. 112 Ed. Tropical Sala 303 Centro - Goiânia/Goiás CEP: 74010-010 - Fone : 3224-4970 Fax: (062) 3213-3339

Home Page: www.setheg.com.br E-Mail: setheg@gmail.com CLEITON BARBOSA VAZ

Vice-Presidente

SINDICATO EMPREGADOS TUR HOSPITALIDADE ESTADO GOIAS

JOSE MELO DA SILVA MAIA FILHO Presidente

Imagem

Referências

temas relacionados :