PLANO DE TRABALHO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Reformulação devido à Pandemia COVID-19

13  44  Download (0)

Full text

(1)

PLANO DE TRABALHO

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Reformulação devido à Pandemia COVID-19

ADQUIRA ESTE TRABALHO CONOSCO –

TEMOS A PRONTA ENTREGA

WHATSAPP: (91)988309316

(2)

Sumário

1. PLANO DE TRABALHO: ESTÁGIO CURRICULAR I: INICIAÇÃO E TREINAMENTO DESPORTIVO ...3 1.1 ORIENTAÇÕES PARA AS ATIVIDADES ... 3 2. PRODUÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO ... 13

(3)

3 1. PLANO DE TRABALHO: ESTÁGIO CURRICULAR I: INICIAÇÃO E TREINAMENTO

DESPORTIVO

A seguir, você terá as atividades a serem realizadas no estágio em iniciação e treinamento desportivo. Este Plano de Trabalho foi elaborado devido ao contexto da pandemia COVID-19.

1.1 ORIENTAÇÕES PARA AS ATIVIDADES

Seja bem-vindo ao Estágio Curricular I: Iniciação e Treinamento Desportivo!

No decorrer dessas semanas de estudos de casos do Estágio em Iniciação e Treinamento Desportivo, iremos juntos aprender como lidar com diferentes situações da área. No primeiro estudo caso, você deverá avaliar uma situação referente à maturação e desempenho esportivo em um projeto esportivo de uma instituição.

No segundo estudo de caso você deverá analisar uma prescrição de treinamento realizada em um importante clube esportivo de sua região e associar o conteúdo com a Especialização Esportiva Precoce.

No terceiro estudo de caso você irá se deparar com um trabalho de futsal em um clube esportivo em que o treinador apresenta apenas alguns elementos do modelo tradicional de ensino. Diante disso, irá elaborar um planejamento de trabalho dentro do modelo tradicional. No quarto estudo de caso você irá participar do processo de ensino com o Minivoleibol relacionando esta prática de iniciação esportiva ao método situacional.

No quinto estudo de caso, você auxiliará um preparador físico na prescrição de treinamentos que envolvem diferentes capacidades motoras. Neste estudo de caso você associará aspectos teóricos e práticos no momento da resolução, apresentando conceitos, definições e outras variações das capacidades motoras.

E por fim, no sexto estudo de caso você deverá preparar tópicos para uma palestra sobre os avanços científicos e tecnológicos do treinamento desportivo que ocorreram na história do esporte de competição.

Bons Estudos! Equipe de Docentes do Curso de Educação Física

(4)

4 ATIVIDADE A – Maturação e Desempenho

O profissional de Educação Física deve aplicar conhecimentos de áreas específicas na prescrição de atividades. Um exemplo são os conhecimentos provenientes das áreas de Iniciação Esportiva e Desenvolvimento motor. Um tema muito debatido que está relacionado às duas áreas é a maturação. Apesar de estar associada ao crescimento, de acordo com o trecho de Haywood e Getchell (2016): “A maturação denota o progresso em direção à maturidade física, ao estado de integração funcional ideal dos sistemas corporais de um indivíduo e à capacidade de reprodução”.

Haywood, Kathleen M. Desenvolvimento motor ao longo da vida. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2016. E-book. Disponível em: MINHA BIBLIOTECA.

Sabendo disto, leia atentamente e responda o estudo de caso a seguir:

Você é estagiário em Educação Física de um projeto esportivo de uma instituição de ensino em seu município. Você acompanha as aulas de futsal no contraturno escolar e auxilia o profissional responsável na preparação das atividades e observação dos alunos enquanto estes realizam as ações motoras. Em todo fim de semestre escolar, seu município organiza um evento esportivo que reúne as escolas da região. O projeto esportivo em que você realiza estágio representará a escola ao inscrever uma equipe de Futsal, com meninos de 8 a 10 anos de idade. Durante os treinamentos, você verifica que os meninos apresentam diferenças em capacidades importantes para o desenvolvimento da modalidade, como força e velocidade. Estas diferenças são ainda mais proeminentes em crianças de diferentes idades, acarretando uma desmotivação nos alunos que apresentam pior desempenho. Sabendo disto, responda:

a) Como organizar a prática esportiva para que todos os alunos participem?

b) Como você pode avaliar o nível de maturação dos alunos? Descreva um método e suas características.

(5)

5 ATIVIDADE B – Especialização Esportiva Precoce

A Especialização Esportiva Precoce está relacionada ao processo de aprofundamento em aspectos técnicos, táticos e físicos em uma modalidade esportiva, em uma idade cronológica anterior à considerada adequada.

CAMARA, FABIANO MARQUES. Fundamentos da iniciação esportiva. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2018.

Considerando o desenvolvimento de modalidades esportivas e o tópico Especialização Esportiva Precoce, leia atentamente:

Você acaba de ser aprovado em um processo seletivo para estagiar em um grande clube esportivo. Como você passou em primeiro lugar, poderá escolher a modalidade que deseja trabalhar, assim, você escolheu o Atletismo. Ao chegar no clube, você verifica que no grupo de atletas especialistas na prova dos 400 metros rasos constam 3 atletas de nível internacional, com experiência de pelo menos 10 anos de treinamento na modalidade. No início do treinamento, o técnico responsável adiciona ao grupo um adolescente de 14 anos que pratica a modalidade há 6 meses. Durante a prática, você verifica que são realizados exercícios específicos e que não ocorre distinção na prescrição das atividades entre os participantes deste grupo de velocistas, ou seja, todos os participantes realizam o mesmo treinamento (os 3 atletas de nível internacional e o adolescente de 14 anos). Ademais, você descobre que este grupo sempre realiza o mesmo programa de treinamento e que desde que entrou no clube, o adolescente sempre fez as mesmas atividades que os atletas adultos. Sabendo disto, você se preocupa com a situação e deverá explicar ao técnico que este tipo de prescrição não é o adequado. Neste caso, responda:

(6)

6 b) Considerando o tópico de Especialização Esportiva Precoce, qual o problema de

colocar atletas de diferentes faixas etárias e experiências para realizar as mesmas atividades durante todo o treinamento?

c) Quais os problemas decorrentes da Especialização Esportiva Precoce?

ATIVIDADE C – Método Tradicional ou Tecnicismo

Os métodos de ensino ajudam a ação pedagógica de ensino de um esporte. Quando pensamos na Iniciação Esportiva, não podemos mais pensar o ensino do esporte de forma aleatório, sem um planejamento, objetivos, etapas e conteúdos abordados.

No entanto, também não podemos ser defensores de um único método de ensino. Realidades diferentes e contextos distintos muitas vezes requer abordagem metodológicas diferentes. Assim, o importante é o profissional de educação física ter pleno domínio dos métodos de iniciação esportiva presentes na educação física. Isso ajuda a ampliar e qualificar sua intervenção profissional e até mesmo os resultados que pretende alcançar. Cada método possui suas bases científicas, teóricas e procedimentais. O momento do estágio é muito importante para vivenciar as possibilidades de atuação na iniciação esportiva.

Então, você está a uma semana já estagiando em um Clube Esportivo. A modalidade que você está fazendo o estágio é o futsal, com 2 equipes de meninos 10 a 12 anos de idade. Você, já com seu conhecimento adquirido ao longo de sua formação, percebe que o treinador é tecnicista. No entanto, você começa a perceber que ele não necessariamente ensina a partir de um método tradicional, tecnicista. Isso está mais na postura dele com os garotos, na forma de ensinar e cobrar do que, necessariamente, um planejamento baseado nesse método.

Na terceira semana você percebe que o treinador repete muitas as atividades, tendo um repertório pequeno. Você começa entender melhor que ele não planeja as aulas, não há uma estruturação do ensino. Ele acaba reproduzindo atividades que ele vivenciou como aluno na escola, como atleta em equipes na cidade.

Bem, ao final dessa terceira semana você precisa apresentar a este professor o seu planejamento de duas (2) semanas de trabalho em que você vai ser o regente, você vai intervir

(7)

7 diretamente, com dois (2) encontros por semana com cada uma das duas equipes.

Tendo como referência o método tradicional, tecnicista, que mais se aproxima da realidade que você encontrou:

a) Elabore um texto sobre o método tradicional de ensino, apontando seus pontos fortes e fragilidades, para apresentar ao técnico o que irá fundamentar seu trabalho.

b) Apresente um planejamento de duas (2) semanas de trabalho, com dois (2) encontros semanais, pensando seu grupo de alunos: meninos de 10 a 12 anos de idade: Não esqueça de selecionar alguns fundamentos do futsal e planejar as atividades a partir do método tradicional de ensino.

(8)

8 ATIVIDADE D – O Ensino a partir de Jogos

O ensino a partir de jogos busca romper com o ensino tecnicista na educação física, no esporte, ou seja, na iniciação esportiva. A educação física brasileira, principalmente a partir dos anos de 1970, assim como o ideário da educação no Brasil, foi baseada em um modelo tecnicista, tradicional de ensino. Esse ensino se dava com o conhecimento centrado no professor, com atividades isoladas, decompondo o conhecimento em pequenas partes. Por exemplo, no ensino do voleibol, primeiro se ensinava os elementos mais básicos e depois passava para os mais difíceis, reduzindo em partes simples, decompondo o jogo: seria como ensinar o saque, depois a manchete e toque, levantamento, ataque, bloqueio e depois sistemas de jogo. Presumia-se que assim, aprendendo tudo separado, decomposto em partes pequenas, quando o conseguiria, sozinho, juntar tudo na dinâmica de jogo.

Bem, a educação física a partir dos anos de 1980 começou a questionar esses modelos, que priorizavam os mais habilidosos e quem possuía mais capacidades físicas e motoras. Entende-se que, principalmente no processo de iniciação esportiva, todos têm o direito de aprendizado do esporte. A seleção e especialização deve ficar mais a frente desse processo, correndo-se o risco de não provocar aspectos de especialização precoce.

Com isso, novos modelos foram surgindo, como o ensino a partir de jogos, que busca romper com o modelo tecnicista. Nesse modelo a técnica não é o elemento único e principal, trabalha-se elementos táticos e técnicos em situações reais de jogos, em pequenos jogos. Assim, seu eixo central não é decompor os aspectos técnicos/fundamentos, mas pensar o jogo, suas situações, sua complexidade. Assim, o aluno pode apreender a técnica dentro de uma situação real de jogo.

Alguns esportes buscaram se apropriar desses avanços teóricos na alcançados pela pedagogia do esporte. Um deles é o Voleibol, que criou o Mini Vôlei como sistema de iniciação ao Voleibol, priorizando o aprendizado lúdico, o jogo adaptado.

SILVA, Leandro Régis.; COSTI, André Rímoli. Mini voleibol: Uma estratégia de iniciação esportiva para crianças e jovens entre 7 e 14 anos. Iniciação - Revista de Iniciação Científica, Tecnológica e Artística Edição Temática em Saúde e Bem Estar. São Paulo: Centro Universitário

(9)

9 Senac. Vol. 6 no 5 – Abril de 2017. Disponível em:

http://www1.sp.senac.br/hotsites/blogs/revistainiciacao/wp-content/uploads/2017/04/203_IC_Artigo_Revisado.pdf.

Gestos Técnicos e Exercícios de Minivoleibol. Disponível em:

https://mid.curitiba.pr.gov.br/2015/00160850.pdf

Você acaba de iniciar seu estágio em uma escolinha de voleibol que trabalha com a iniciação a partir do Mini Voleibol, com crianças de 7 a 14 anos:

a) Quais as características do método de ensino a partir de jogos?

b) O que seria o Método Situacional?

c) Como você aplicaria o Método Situacional no contexto do Minivoleibol?

(10)

10 ATIVIDADE E – Treinamento das capacidades motoras

Caro aluno, você em seu estágio realizado uma equipe de futebol de um clube da sua cidade recebeu a incumbência de auxiliar o preparador físico da equipe no treinamento das capacidades motoras.

O profissional responsável disse que as capacidades motoras que serão desenvolvidas são: Força muscular, velocidade, resistência, coordenação e flexibilidade.

No intuito de discutir com você sobre as capacidades motoras ele apresentou alguns conceitos e definições, tipos, classificação e as variações de cada capacidade.

No entanto, ele te passou como tarefa também apresentar estes fatores das capacidades motoras.

Para esta tarefa você pode consultar os materiais apresentados na disciplina, principalmente das teleaulas e do livro didático (unidade 2 – seção 2.3, p 66), ou outro material que você conseguir encontrar.

Procure fazer de forma resumida e indicando quais tipos destas capacidades seriam mais inerentes ao futebol, considerando o início da temporada.

LOURENÇO, THIAGO FERNANDO. Fundamentos do Treinamento Esportivo. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2017.

(11)

11 ATIVIDADE F – Os avanços científicos e tecnológicos do Treinamento Desportivo

Ao participar de um estágio em um clube desportivo, com várias modalidades desportivas, principalmente com jovens em fase de iniciação desportiva.

Quando participou de uma reunião com os todos os profissionais responsáveis para o treinamento dos jovens atletas, surgiu a ideia de realizar uma série de palestras aos praticantes e vários temas foram distribuídos entre todos, no qual seria responsáveis de apresentá-los no dia destas palestras.

No seu caso, ficou decidido que você irá abordar sobre os avanços científicos e tecnológicos que ocorreram no treinamento desportivo em vários momentos no esporte competitivo.

Para colaborar em sua palestra, o diretor citou alguns momentos e avanços científicos e tecnológicos que você deveria abordar.

Sendo eles:

a) Um marco histórico aconteceu em 1936, durante os Jogos Olímpicos de Berlim com o norte-americano Jesse Owens.

b) O avanço tecnológico na chegada dos atletas em provas de corrida no atletismo.

c) Análise tecnológica de algumas situações que ocorrem em uma partida no Voleibol e no futebol.

d) Avanço científico na análise de concentração de lactato sanguíneo e frequência cardíaca.

(12)

12 e) A utilização do GPS (global positioning system) que é um sistema de navegação por

satélite que também passou a ser utilizado de maneira ampla no esporte.

Caro aluno, faça uma busca nos materiais apresentado e discutido na disciplina, principalmente nas teleaula e no livro didático (unidade 1 – seção 1.3), ou outro material que você conseguir encontrar.

Lembre-se de fazer forma resumida e não esqueça de colocar também seu ponto de vista.

LOURENÇO, THIAGO FERNANDO. Fundamentos do Treinamento Esportivo. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2017.

(13)

13 2. PRODUÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

Para a elaboração do relatório final de estágio, você deverá fazer o download do Modelo no AVA e reunir todo o material elaborado no desenvolvimento das diferentes atividades descritas no Plano de Trabalho.

2.1 Elementos pré-textuais

Inserção de elementos de apresentação/identificação do estudante e do estágio cursado no semestre, conforme Modelo disponibilizado no AVA:

• capa;

• folha de rosto; • sumário.

2.2 Elementos textuais

Inserção das atividades realizadas, conforme descritas no Plano de Trabalho, seguindo o Modelo disponibilizado no AVA:

• Introdução: inserção de texto com a contextualização sobre o estágio realizado. • Desenvolvimento: inserção, em sequência, de todos os materiais elaborados nas

atividades, conforme Modelo disponibilizado no AVA e orientações descritas no Plano de Trabalho.

• Considerações finais: inserção de reflexões decorrentes da realização do estágio. Atenção:

• Verifique o plano de trabalho específico do estágio que você está cursando no semestre. • O relatório deve ser postado em formato word.

2.3 Elementos pós-textuais

Inserção de elementos complementares para fechamento do relatório, conforme Modelo disponibilizado no AVA:

• referências; • anexos; • apêndices.

Figure

Updating...

References