Diário do Mercado I 3 de agosto de 2017 Citi Corretora

Texto

(1)

Pag 1 de 11

Market Overview

Fechamento:

O Ibovespa encerrou a sessão em alta de 0,93%, a 67.135 pontos, enquanto bolsas americanas apresentaram leves alterações. O petróleo apresentou alta reagindo à queda nos estoques da commodity e seus derivados, embora o movimento tenha sido de menor intensidade vs a semana anterior. O destaque ficou para a demanda por gasolina nos EUA atingindo recorde. Na agenda de indicadores econômicos, a criação de vagas no mercado de trabalho privado norte americano decepcionou (178k vs 190k esp.). O dólar apresentou a segunda queda em três dias com investidores aguardando a votação de denúncia contra Temer na Câmara. Os DIs futuros fecharam em baixa, acompanhando o movimento do cãmbio. O volume do Ibovespa foi de R$7,6 bilhões.

Mercado hoje:

As bolsas asiáticas fecharam em queda nesta quinta-feira, em meio a um movimento de realização, após dados mais fracos da China. O índice Shanghai Composto fechou em queda de 0,4%. O índice Nikkei caiu 0,3%. O PMI de serviços da China passou de 51,6 em junho para 51,5 em julho. Já o PMI composto passou de 51,1 em junho para 51,9 em julho. As bolsas europeias e os futuros de NY operam com viés de baixa nesta manhã, após a divulgação de PMIs mais fracos na Zona do Euro. O PMI composto da região caiu de 56,3 em junho para 55,7 em julho e atingiu o menor nível em 6 meses, com maior impacto da Alemanha que recuou de 56,4 em junho para 54,7 em julho. Na contramão, o PMI de serviços do Reino Unido subiu de 53,4 em junho para 53,8 em julho e explica a alta da libra frente ao dólar que atingiu o maior nível nos últimos dez meses. O petróleo opera em ligeira alta, após o Departamento de Energia dos Estados Unidos divulgar queda no volume de estoques de petróleo bruto na última semana. Por aqui, os mercados se ajustam ao arquivamento da denúncia contra o presidente Temer por 263 volta a 227 no plenário da Câmara ontem a noite. Agora, o mercado deve voltar à pauta econômica e às articulações do governo aprovar a reforma da Previdência.

Empresas & Setores

Ultrapar (pg. 5), Cosan (pg. 6), Cia Hering (pg. 7), JBS (pg. 8), Arezzo (pg. 9), Sabesp (pg. 10)

Ibovespa – Intra Day

65.800 66.000 66.200 66.400 66.600 66.800 67.000 67.200 67.400

10 11 12 14 15 17

Performance (%)

Fe c h. Dia S e m. Mê s Ano Ibovespa 67.136 0,9 2,5 1,8 11,5 IBX- 50 11.229 0,9 2,5 1,8 11,6 S&P 500 2.478 0,0 0,2 0,3 10,7 Dow Jones 22.016 0,2 0,9 0,6 11,4 Nasdaq 6.363 (0,0) (0,2) 0,2 18,2 Dólar Ptax 3,126 0,3 (0,6) (0,1) (4,1)

Maiores Altas/Baixas – Ibovespa (%)

Código Compa nhia V a r.

RAIL3 Rumo 6,50

USIM5 Usiminas PNA 4,17

BBAS3 Banc o do Brasil 4,03

HYPE3 Hypermarc as 4,01

BRKM5 Braskem 3,96

CIEL3 Vale - 5,03

UGPA3 Ultrapar - 4,92

ESTC3 Estác io - 3,89

ELET6 Eletrobras PN - 1,73

ELET3 Eletrobras ON - 1,18

Performance por Setor (%)

2,5 2,0

1,9

1,9 1,8

1,1

0,9 0,9

0,9

0,3 -0,3

Imobiliário Energia Materials Transp. & Infra-…

Industrials Financials Telecom, Mídia &…

Consumo & Varejo Ibovespa Utilities Saúde & Educação

Fontes: Bloomberg, Ibovespa ANALISTAS RESPONSÁVEIS: Cauê Pinheiro, CNPI, Larissa Nappo, CNPI-P & Rafael Santos, CNPI

(2)

Pag 2 de 11

MONITOR DE MERCADO

(3)

Pag 3 de 11

AGENDA DE INDICADORES ECONÔMICOS

Segunda, 31/jul Período Expec. Anterior

01:00 JN Produção de veículos A/A Jun -- 5,5%

02:00 JN Construção de casas novas A/A Jun 0,1% -0,3%

03:00 GE Vendas a varejo M/M Jun 0,2% 0,5%

06:00 EC Taxa de desemprego Jun 9,2% 9,3%

06:00 EC Estimativa do IPC A/A Jul 1,3% 1,3%

08:25 BZ Central Bank Weekly Economists Survey (Table)

10:45 US Índ Purchasing Mgr Chicago Jul 60,0 65,7

11:00 US Vendas de casas pendentes (M/M) Jun 1,0% -0,8%

11:30 US Atividade manuf Fed Dallas Jul 13,0 15,0

15:00 BZ Balança comercial semanal 30/jul -- $2203m

21:30 JN Nikkei Japão PMI Manuf Jul F -- 52,20

22:45 CH Caixin China PMI Manuf Jul 50,40 50,40

Terça, 01/ago Período Expec. Anterior

04:55 GE PMI Manufatura Alemanha Markit/BME Jul F 58,30 58,30 05:00 EC PMI Manufatura zona do euro Markit Jul F 56,80 56,80

06:00 EC PIB SAZ T/T 2Q A 0,6% 0,6%

08:00 BZ IPC-S IPC FGV 31/jul -- 0,1%

08:00 BZ COPOM Meeting Minutes

09:00 BZ Produção industrial M/M Jun 0,1% 0,8%

09:30 US Renda pessoal Jun 0,4% 0,4%

09:30 US Gastos pessoais Jun 0,1% 0,1%

10:45 US PMI Manufatura EUA Markit Jul F 53,20 53,20

11:00 BZ Utilização da capacidade CNI (SA) Jun -- 77,40%

11:00 US Manufaturados ISM Jul 56,50 57,80

11:00 US Gastos com construção M/M Jun 0,5% 0,0%

BZ Vendas de veículos Fenabrave Jul -- 194.971

Quarta, 02/ago Período Expec. Anterior

02:00 JN Índice de confiança do consumidor Jul 43,50 43,30

05:00 BZ IPC FIPE - mensal Jul -- 0,1%

06:00 EC IPP M/M Jun -0,1% -0,4%

08:00 US MBA-Solicitações de empréstimos hipotecários 28/jul -- 0,4%

09:15 US ADP Variação setor empregos Jul 190k 158k

21:30 JN Nikkei Japão PMI Serviços Jul -- 53,30

22:45 CH Caixin China PMI Composto Jul -- 51,10

22:45 CH Caixin China PMI Serviços Jul -- 51,60

Quinta, 03/ago Período Expec. Anterior

04:55 GE PMI Serviços Alemanha Markit Jul F 53,50 53,50 05:00 EC PMI Serviços zona do euro Markit Jul F 55,40 55,40 05:00 EC PMI Composto zona do euro Markit Jul F 55,80 55,80

06:00 EC Vendas a varejo M/M Jun 0,0% 0,4%

09:30 US Novos pedidos seguro-desemprego 29/jul 240k 244k

10:00 BZ Markit Brasil PMI Composto Jul -- 48,50

10:45 US PMI Serviços EUA Markit Jul F -- 54,20

11:00 US ISM Composto exceto manufatura Jul 56,90 57,40

11:00 US Pedidos de fábrica Jun 2,8% -0,8%

11:00 US Pedidos de bens duráveis Jun F 6,0% 6,5%

Sexta, 04/ago Período Expec. Anterior

03:00 GE Pedidos de fábrica M/M Jun 0,01 0,01

05:10 GE PMI Varejo Alemanha Markit Jul -- 54,50

09:30 US Variação folha de pag não agrícola Jul 180k 222k

09:30 US Variaç em folha pgmto privada Jul 180k 187k

09:30 US Taxa de desemprego Jul 4,3% 0,04

09:30 US Balança comercial Jun -$45.0b -$46.5b

11:20 BZ Produção de veículos Anfavea Jul -- 212.281

11:20 BZ Vendas de veículos Anfavea Jul -- 194.954

(4)

Pag 4 de 11

Agosto 2017

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

31 1 2 3 4

Itaú Unibanco (D) BTG Pactual (D) Arezzo (A) Iochpe Maxion Aes Tietê

Magazine Luiza (D) Cielo Cia Hering Multiplus Alpargatas

Equatorial Duratex (D) Renova Energia Cremer

Porto Seguro Suzano (D) Sanepar Ser Educacional

Totvs (D) Sonae Sierra Smiles (D)

Transmissão Paulista (D) Sul América

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

7 8 9 10 11

BB Seguridade Aliansce Shopping Center CVC Brasil B2W Alupar Investimento

Direcional Engenharia Banco Pine Energisa Banco do Brasil B3

Eletropaulo BR Properties Gerdau (A) BRF Bradespar

Linx Comgas Gol Linhas Aereas Copel Braskem

Marcopolo Iguatemi Guararapes Cosan Cesp

Valid Soluções Itaúsa Oi Cyrela Kroton

Locamerica QGEP EzTec Lojas Americanas

Mills Randon Fertilizantes Heringer LPS Brasil

Senior Solution Gafisa Movida

SLC Agrícola JSL Petrobras

T4F Entretenimento Light Saraiva

Taesa Mahle-Metal Leve Somos Educação

Tegma Sabesp Tecnisa

Ultrapar Tenda

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

14 15 16 17 18

CSN BrasilAgro

Azul International Meal

CCR JHSF Participações

Cemig Marfrig

Even

General Shopping JBS

Minerva

MRV Engenharia Profarma Qualicorp Restoque

Rossi Residencial São Martinho Tupy

Legenda: (A ) - A ntes da abertura do mercado ; (D) - Depo is do fechamento do mercado Fo nte: B lo o mberg

(5)

Pag 5 de 11

Empresas & Setores

Ultrapar

Como a UGPA acelerará o crescimento?

O regulador antitruste rejeitou a aquisição da Alesat pela Ultrapar – O negócio foi o anunciado em junho de 2016 por um valor de R$2,1 bilhões (~R$1,4 bilhão de equity value) e a transação ficou sob análise antitruste desde então. O principal argumento para a rejeição foi o Market share de 50% em algumas regiões, mesmo que as duas companhias combinadas somem 23,4% de participação no Brasil. A decisão impacta as expectativas de crescimento da Ultrapar para 2018-19. Cortamos o nosso NAV para R$78,5/ação, removendo aproximadamente R$4,6/ação pelo valor da AleSat. Um corte em nossa premissa de câmbio e juros sobre a dívida refletindo as taxas de mercado parcialmente compensaram a remoção da AleSat de nosso NAV.

O que acontece com o crescimento indo adiante? – Esperamos que a Ipiranga continue com seu recente modo mais agressivo na abertura de postos à rede da companhia indo adiante. O crescimento do Ebitda em 2018 foi cortado de 13,4% para 10,4%

e para 2019 de 28% para 24% vs 2017, numa base recorrente através da remoção da AleSat. Preferimos esperar por um guidance da administração para fazer qualquer alteração na estratégia de crescimento. Fizemos um exercício para entender o valor potencial caso a Ipiranga consiga melhorar os serviços nos postos mantendo a eficiência de custos e um Ebitda similar por loja. Nossa análise de sensibilidade indica que o Ebitda poderia crescer R$100 milhões em 2018, representando um potencial de R$1,8/ação.

Transação da Liquigas em risco – O resultado negativo da AleSat reduz as chances do negócio com a Liquigas ser aprovado dado o alto nível de concentração de mercado. Adicionalmente, as vendas da Liquigas são altamente concentradas em usuários residenciais (~65% do total), e enfrenta um alto risco de concentração de mercado. Mantemos a Liquigas como um upside para o nosso preço-alvo de R$2,69/ação.

Mantemos nossa recomendação neutra – Em nosso preço-alvo,

vemos as ações negociando a um P/L 2018e de 23,2x e 2018e EV/Ebitda de 10,4x, em linha com a média histórica e compatível com os níveis de ROE.

Fonte: Citi Research (baseado em Ultrapar – How will UGP steam growth, de Pedro Medeiros, publicado em 03/08/2017)

(6)

Pag 6 de 11

Empresas & Setores

Cosan

Estágio inicial de um ciclo virtuoso?

Iniciando a cobertura com recomendação de compra – Estamos iniciando a cobertura de Cosan com uma recomendação de compra e um preço-alvo de R$53/ação. A Cosan oferece exposição à recuperação potencial no consumo de combustíveis no Brasil. O etanol deve ser beneficiário de maiores volumes e preços. A companhia deve se beneficiar de uma recuperação no consumo de gás natural na área metropolitana de São Paulo seguindo a recuperação econômica, e ela se beneficia de um custo de capital em queda no Brasil. A Cosan negocia a 4,6x Ebitda 2018e e oferece um atrativo e crescente free cash flow yield de 8,7%, ou 12% se ajustado para níveis recorrentes.

O consumo de combustíveis no Brasil está se recuperando – Vários sinais de uma mudança nas vendas de combustíveis da Cosan: elevação do tráfego nas rodovias; uma elevação nas vendas de carros novos; e uma recuperação de participação de mercado sobre distribuidores de combustíveis independentes.

Vemos evidências crescentes de uma moderada recuperação do mercado ao longo do 2S17. Enquanto a Cosan deve se beneficiar de elevações em volumes, um mercado crescente oferece espaço para contínuos ganhos de margens em distribuição. Volumes em elevação devem suportar também o prêmio da Petrobras para a paridade de importação de gasolina, levando a ganhos da Cosan em importações de combustíveis e etanol.

Esperamos uma recuperação no preço do açúcar no 3T – Seguindo um período de contratempos climáticos e agrícolas nos últimos anos que apertaram os mercados de açúcar, esperamos que a oferta global mude neste ano para 5mt de superávit. Os preços caíram no 2T como resultado desse cenário negativo. O time de commodities do Citi espera uma recuperação moderada para US$0,16/lb no 2S17, 8% acima do preço no mercado a vista.

Assim, a Cosan deve apresentar ganhos marginais, dado que as vendas foram em sua maioria hedgeadas a ~US$0,18/lb. No longo prazo, assumimos preços normalizados de US$0,16/lb em termos reais, baseado nas premissas para os preços de gasolina com um Brent a US$55/b.

Alta alavancagem operacional aos preços do etanol – A recente elevação nos impostos dos combustíveis deve levar a uma contínua força dos preços do etanol ao longo do ano.

Também esperamos que os preços do petróleo poderiam levar a elevações de preço pela Petrobras no 2S17. A potencial criação de impostos de importação sobre o etanol poderia mitigar riscos de uma maior importação de combustíveis dos EUA.

Fonte: Citi Research (baseado em Cosan – Early stage of a virtuous cycle?, de Pedro Medeiros, publicado em 02/08/2017)

(7)

Pag 7 de 11

Empresas & Setores

Cia Hernig

Resultado do 2T17 – Sólida alavancagem operacional

A Hering divulgou resultados melhores do que o esperado no 2T.

As receitas líquidas atingiram R$ 406 milhões, +7,5% A/A e +7%

acima das nossas estimativas, beneficiada pela recuperação do canal multimarcas. A margem bruta expandiu 600bps A/A, para 44,9% no 2T17 (contra nossa estimativa de 40%), devido a 1) boa aceitação da coleção de inverno (com menos markdowns), 2) melhor gerenciamento de estoques, 3) diluição dos custos fixos de produção. ) lucro líquido atingiu R$ 68 milhões (após excluir R$ ~30 milhões de ganhos one-off), o que representa +20 A/A, +47% em relação às nossas estimativas e 23% acima do consenso. Na nossa visão, os números divulgados devem apoiar uma reação positiva das ações da empresa.

As vendas para varejistas multimarcas explica o crescimento do top line no 2T. Todas as marcas apresentaram crescimento no trimestre: Hering kids +23,9% A/A, Hering +8,1% A/A, PUC +7,4%

e Dzarm +10,5%. Em termos de canal, os principais destaques ficaram para a Webstore (+2% das receitas) e vendas para varejistas multimarcas (+48% das receitas), o que explica o crescimento de 20,6% A/A e 16,7% A/A, respectivamente, mais do que compensando o fraco same store sales da loja Hering de 1,4% (pior do que as nossas estimativas +1,8%, e melhor do que os -7,5% reportado no 2T16).

Uma combinação de crescimento acima das expectativas no top line, níveis de estoques ajustados e reduções de markdowns explicam os 600bps de crescimento da margem bruta no período, compensado parcialmente o aumento das despesas relacionadas à aquisição de 5 lojas de franquias e maior provisão para bônus.

Tudo considerado, a margem EBITDA cresceu 190bps, para 18,1% (ou ~180bps para 16,1%, com a exclusão de R$ 8,1 milhões de ganhos one-off no períodos, registrados como outras receitas).

Mantemos nossa recomendação de compra/ alto risco.

Acreditamos que a empresa está em um ciclo de margens comprimidas, mas que deve se beneficiar da alavancagem

operacional no curto prazo. As ações são negociadas a um múltiplo P/E de 13x, com um desconto de aproximadamente 50% em relação aos seus pares.

Mantemos também nosso preço-alvo em R$ 28,30/ ação.

Fonte: Citi Research (baseado em Cia Hering – Results: Solid operating leverage in 2Q17, maintain buy, de Paola Mello, publicado em 02/08/2017)

Rating Código Preço-Alvo Último Preço Upside (%)

Trading

Market Cap (Milhões) Volume Médio 3M (Milhões) Máxima (52 semanas) Mínima (52 semanas)

Performance % Abs Vs. Ibov

1 Mês 11,1 5,0

3 Meses (1,3) -

12 Meses 22,6 5,0

Múltiplos (x) 2017E 2018E

VE/EBITDA 12,4 9,8 P/L 14,9 12,1

Compra / Risco Alto

R$ 23,88 R$ 14,33

HGTX3 R$ 28,30 R$ 21,95 28,9

R$ 3.540

R$ 9,7

(8)

Pag 8 de 11

Empresas & Setores

JBS

Resultado de Pilgrim´s Pride

Elevamos ligeiramente nossas estimativas do Ebitda de 2017E para a JBS por conta dos resultados melhores do que o esperado referentes ao 2T17 da Pilgrim’s, refletindo exportações mais fortes e a boa demanda doméstica que nos levam a assumir uma margem Ebitda do 2S17 de 14,2%, de 11,4 % anteriormente.

Em menor grau, acreditamos que as tendências da margem do meio do ano estão melhorando mais rapidamente do que o esperado em carne bonvina nos EUA e Brasil. Os custos de gado dos EUA caíram mais de 10% em junho em relação ao pico do mês de maio. O Brasil também viu um alívio de custo de gado maior do que esperado, com preços de insumos em queda de 15% desde o início do ano. Elevamos nossas estimativas de margem Ebitda de 2017 em 0,30 p.p para 5,0% e 5,7%, para as operações de carne bovina nos EUA e Brasil. Isso é parcialmente compensado por menores ganhos com a venda de ativos para Minerva por quase R$ 1 bilhão. Também aumentamos ligeiramente nossa taxa de juros para incorporar uma hipótese de maior renovação da dívida de curto prazo.

Separadamente, destacamos que três anúncios recentes ajudaram a atenuar as preocupações de liquidez na JBS, em nossa opinião. Primeiro, a JBS concluiu negociações de dívida de curto prazo com seus credores mais importantes, que incluíram um pagamento inicial de R$ 3 bilhões estimado em 12 meses. Em segundo lugar, JBSS fechou a venda de alguns ativos de carne bovina para Minerva por quase R$ 1 bilhão. Por fim, a JBS confirmou que o seu controlador J&F está na fase final da venda da Vigor.

Mantemos recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 10,50/ ação.

Fonte: Citi Research (baseado em JBS – Slightly raise EE mainly on stronger 2Q17 Pilgrim´s, partly offset by asset sales which help liquidity, de Alexander Robarts, publicado em 02/08/2017)

Rating Código Preço-Alvo Último Preço Upside (%)

Trading

Market Cap (Milhões) Volume Médio 3M (Milhões) Máxima (52 semanas) Mínima (52 semanas)

Performance % Abs Vs. Ibov

1 Mês 18,1 12,0

3 Meses (30,2) -

12 Meses (28,8) (46,5)

Múltiplos (x) 2017E 2018E

VE/EBITDA 5,6 5,1 P/L 9,2 5,3

Compra / Risco Alto

R$ 12,91 R$ 5,25

JBSS3 R$ 12,50 R$ 7,71 62,1

R$ 21.039

R$ 89,8

(9)

Pag 9 de 11

Empresas & Setores

Arezzo

Resultados do 2T17 superaram as estimativas de consenso, mantemos Neutro

Opinião - Arezzo & Co reportou resultados fortes referentes ao 2T17 com 2,20 p.p. de expansão da margem bruta. As vendas mesmas lojas (SSS) ficaram em 5,3%, +2,80 p.p. a/a (vs. nossa estimativa de 3,2%). A receita líquida cresceu +11% a/a para R$ 329 milhões, em linha com nossas estimativas e consenso, apoiado pelo crescimento do comércio eletrônico e pelas vendas aos varejistas multimarcas. O Ebitda atingiu R$ 50 milhões, 17%

acima das nossas estimativas e 4% acima do consenso. A receita líquida cresceu 30% a/a, atingindo R$ 39 milhões, 35% acima da nossa estimativa e 10% acima do consenso.

A margem Ebitda expandiu 1,40 p.p. para 15,3% - A margem bruta cresceu 2,20 p.p. atingindo 46,9% no 2T17, positivamente impactada por: i) incentivo fiscal relacionado ao novo centro de distribuição no Espírito Santo, iniciado em março de 2016; ii) ao melhor mix de vendas nas exportações; iii) maior participação no canal de comércio eletrônico, que atingiu 9,0% da receita bruta da ARZZ (vs. 7,3% no 2T16). Isso foi parcialmente compensado por um aumento de 13% nas despesas com despesas gerais e administrativas. Como consequência, a margem Ebitda atingiu 15,3% (vs. 13,9% no 2T16).

Varejistas Multimarcas consolidam caminho de recuperação - No 2T17, as vendas das varejistas multimarcas cresceram 17% a/a, suportadas pelo forte crescimento das marcas Anacapri e Arezzo, que cresceram 33% e 25%, respectivamente, no 2T17.

Expansão da marca 'Anacapri' - A receita cresceu 35% a/a para a Anacapri. A marca expandiu sua participação no portfólio da empresa, atingindo 8,8% das receitas (vs. 7% no 2T16), devido à maior penetração da marca nos canais de franquia e multimarcas.

Implicações – Mantemos recomendação Neutra.

Fonte: Citi Research (baseado em Arezzo – Results: 2Q17 results beats consensus, maintain Neutral, de Paola Mello, publicado em 02/08/2017)

(10)

Pag 10 de 11

Empresas & Setores

Sabesp

Tietê compra três projetos de energia solar; NPV neutro a primeira vista

A Sabesp anunciou que seu acionista controlador, o Governo do Estado de São Paulo, deu mais um passo na direção da reestruturação acionária e aumento de capital. O projeto de lei contém detalhes do processo de reestruturação de propriedade que deverá ser publicado hoje no diário oficial e está sujeito à aprovação estadual.

O projeto de lei deve provisionar: a autorização do governo estadual para criar uma holding que deverá deter as ações da Sabesp de propriedade do governo estadual e aumentar a equidade através da venda de participações minoritárias.

O Estado de São Paulo deverá manter o controle da Holding e consequentemente, da Sabesp, o que significa que uma privatização não está sendo considerada. Uma oferta pública de ações da Sabesp terá como objetivo financiar os investimentos em água e esgosto.

Nós temos uma visão cautelosa e acreditamos que a decisão do governo estadual de avançar na reestruturação de propriedade da Sabesp confirma que as avaliações tarifárias e crescimento dos fluxos de caixa operacional não são as únicas opções para financiar o capex de crescimento da empresa. Dado que a revisão da taxa de equidade não deve acontecer de forma concomitante, esperamos que as próximas revisões de tarifas não devem descontar completamente a revisão do plano de crescimento e estrutura de capital esperada. Consequentemente, os retornos podem ser impactados negativamente.

A Sabesp negocia a um múltiplo EV/ RAB de 0,86x (vs 0,82x observado na última revisão tarifária e antes da crise hídrica e estimamos um múltiplo justo de 0,87x). Dado o valuation atual, a taxa estimada para cobrir o plano de investimento atual é uma preocupação. Além disso pensamos que uma oferta pública no nível da holding pode criar um overhang para as ações da Sabesp.

Mantemos nossa recomendação neutra/ alto risco, com preço- alvo de R$ 34,80/ ação.

Fonte: Citi Research (baseado em Sabesp – Alert: São Paulo takes another step towards ownership restructuring and equity raise, de Marcelo Britto, publicado em 03/08/2017)

Rating Código Preço-Alvo Último Preço Upside (%)

Trading

Market Cap (Milhões) Volume Médio 3M (Milhões) Máxima (52 semanas) Mínima (52 semanas)

Performance % Abs Vs. Ibov

1 Mês 8,1 2,0

3 Meses 14,6 -

12 Meses 23,2 5,6

Múltiplos (x) 2017E 2018E

VE/EBITDA 6,6 5,6 P/L 9,0 7,4

Neutro / Risco Alto

R$ 35,81 R$ 25,25

SBSP3 R$ 34,80 R$ 34,21 1,7

R$ 23.383

R$ 45,3

(11)

Pag 11 de 11

Informações Importantes:

Este relatório foi elaborado por Cauê Pinheiro, Larissa Nappo & Rafael Santos (“Analistas”), analistas de investimentos credenciados junto à Apimec e vinculados à Citigroup Global Markets Brasil CCTVM S.A. (“CGMB”), uma afiliada do Citigroup Global Markets Inc. (“CGMI”). Cauê Pinheiro é o responsável principal pelo conteúdo deste relatório de acordo com a Instrução CVM nº 483, de 6 de julho de 2010.

Este material tem caráter meramente informativo, não constituindo oferta de compra ou de venda de títulos e/ou valores mobiliários pela CGMB, ainda que aqui mencionados. As informações constantes deste material podem auxiliar o investidor em suas decisões de investimento, porém o investidor será responsável, de forma exclusiva, pela verificação da conveniência e oportunidade da movimentação de sua carteira de investimentos e pela tomada de decisão quanto à efetivação de operações de compra e/ou venda de títulos e/ou valores mobiliários. Este material apresenta informações para diversos perfis de investimento e o investidor deverá verificar e atentar para as informações próprias ao seu perfil de investimento, uma vez que as informações constantes deste material não são adequadas para todos os investidores. Quaisquer projeções de risco ou retorno potenciais são meramente ilustrativas e não são e não devem ser interpretadas pelo investidor como previsão de eventos futuros e/ou garantia de resultados. Além disso, não garantimos a exatidão das informações aqui contidas e recomendamos ao investidor que não utilize este relatório com única fonte para embasar suas decisões de investimento. Os investimentos realizados pelo investidor para sua carteira estão sujeitos a diversos riscos inerentes aos mercados e aos ativos integrantes da carteira, incluindo, sem limitação, risco de mercado, risco de crédito, risco de liquidez, risco cambial, risco de concentração, risco de perda do capital investido e de disponibilização de recursos adicionais, entre outros.

Com relação às companhias, mercados e valores mobiliários ora analisados, nos termos da regulamentação em vigor, os Analistas declaram que:

(i) As recomendações do presente relatório de análise refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais, sendo certo que o relatório foi elaborado de forma independente, inclusive em relação à CGMB e da CGMI.

(ii) A remuneração recebida pelo Analista está condicionada ao cumprimento de premissas qualitativas e quantitativas estabelecidas pela CGMB, podendo inclusive levar em consideração o resultado total da CGMB, mas não é influenciada, direta ou indiretamente, por recomendações específicas ou opiniões expressas pelo Analista neste relatório de análise.

(iii) A CGMB é membro do grupo Citi, que possui empresas e negócios em mais de 100 países. Considerando a atual estrutura do grupo Citi, é provável que alguma empresa do grupo, inclusive as próprias CGMB e CGMI, tenham interesses financeiros e/ou comerciais relevantes em relação às companhias, mercados e aos valores mobiliários objeto do presente relatório de análise.

As opiniões aqui constantes foram elaboradas com base em informações e dados obtidos de diversas fontes, inclusive no material de análise elaborado pela Citi Investment Research & Analysis (“CIRA”), conforme devidamente identificadas e indicadas no corpo do documento. CIRA é a divisão de análise de investimento da CGMI, cuja política aplicável às suas opiniões e relatórios de análises está disponível em http://www.citigroupgeo.com. O presente relatório foi elaborado de forma independente pelo Analista vinculado à CGMB e não obstante a utilização do material de análise elaborado pela CIRA, as opiniões do Analista podem divergir das opiniões da CIRA.

SAC Citi - Serviço de Apoio ao Cliente Reclamações, Cancelamentos e Informações 0800 979 2484 (deficientes auditivos - 0800 724 2484)

Todos os dias, 24h

Se não ficar satisfeito com a solução apresentada, de posse do protocolo, contate a Ouvidoria 0800 970 2484 (deficientes auditivos - 0800 722 2484).

Em dias úteis das 9h às 18h Fale Conosco: www.citicorretora.com.br

Imagem

temas relacionados :