Loja de peixes ornamentais

Texto

(1)
(2)

Expediente

Presidente do Conselho Deliberativo

Adelmir Santana

Diretor-Presidente

Paulo Tarciso Okamotto

Diretor Técnico

Luiz Carlos Barboza

Diretor de Administração e Finanças

Carlos Alberto dos Santos

Gerente da Unidade de Capacitação Empresarial

Mirela Malvestiti

Coordenação

Nidia Santana Caldas

Autor

Lauri Tadeu Corrêa Martins

Projeto Gráfico

Staff Art Marketing e Comunicação Ltda. http://www.staffart.com.br

(3)

Apresentação do Negócio

Loja de peixes ornamentais é um negócio que está relacionado ao passatempo, lazer e entretenimento.

O aquarismo ou aquariofilia é um passatempo que permite o contato com uma pequena parte da exuberância do mundo submerso e por isso é considerado um dos hobbies mais fascinantes do mundo.

“ Os peixes têm um forte magnetismo e um enorme poder de chamar a atenção para si. O aquarismo é utilizado nos Estados Unidos para

auxiliar no tratamento de algumas doenças, como o mal de Alzheimer. Alguns psicólogos também indicam aquários na terapia para crianças hiperativas. Além de propiciar um enorme prazer e ser um calmante para a alma", afirma o especialista em aquarismo e autor do livro “Aquarismo de Verdade”, Ricardo Assunção.

O aqua-paisagismo é um novo segmento de aquarismo em que o peixe é um simples artigo de decoração, e o objeto de admiração está no planejamento minucioso de cada centímetro de plantas em um conjunto harmônico.

Mercado

Segundo Arsênio Batista, médico e consultor da empresa Aquality – Assessoria em Ambientes Aquáticos, o crescimento do aquarismo nos últimos anos tem sido significativo e tal desempenho vem sendo

mantido, com tendência de crescimento maior, face às vantagens do hobby, como baixa dedicação diária, baixa demanda de espaço, possibilidade de investimento em vários patamares etc.

Esse mercado começou a crescer na década de 70 e hoje se apresenta com mais de 500 mil aquários e 1800 criatórios espalhados pelo país,

(4)

sendo que a maioria está localizada na região sudeste.

Cerca de 80% a 90% dos praticantes do aquarismo são pessoas que se intitulam amadoras, sem grande conhecimento das suas características e os demais 10% a 20% são compostos por aquaristas mais

qualificados, mais técnicos e mais esclarecidos.

Os consumidores de peixes ornamentais são fieis e pertencem a uma faixa etária mais elevada, permitindo-lhes manter os custos do hobby. O negócio de peixes ornamentais vende bem durante todo o ano, e incorpora um amplo espectro de consumidores de ambos os sexos. A experiência mostra que os homens apresentam maior preferência por peixes exóticos de água salgada e as mulheres preferem mais os de água doce, porque são mais fáceis de serem tratados. Já foi o tempo em que o aquarismo era predominantemente preferido por

consumidores do sexo masculino.

Há um mercado especializado também para empresas como: restaurantes, hotéis, clínicas, e etc.

Localização

A localização da loja de peixes ornamentais é fator muito importante para o negócio. A loja deve estar localizada em ruas de grande fluxo de pessoas e veículos, como grandes avenidas e

cruzamentos, para onde fluem pessoas de diversas regiões da cidade. É necessário identificar os "pólos geradores de público", geralmente formados por supermercados, hipermercados, agências bancárias, instituições de serviço público municipal, estadual e federal, terminais de ônibus e/ou metrô, parques, clubes, hospitais, maternidades e

(5)

Outro aspecto fundamental é a visibilidade, ou seja, os clientes, ao se movimentarem em uma avenida, devem identificar facilmente a loja. Como os clientes saem da loja com aquários e objetos pesados, é muito importante a existência de estacionamento no local.

Exigências legais específicas

É necessário contratar um contador profissional para legalizar a empresa nos

seguintes órgãos: - Junta Comercial;

- Secretaria da Receita Federal (CNPJ); - Secretaria Estadual de Fazenda;

- Prefeitura Municipal, para obter o alvará de funcionamento;

- Enquadramento na Entidade Sindical Patronal em que a empresa se enquadra (é obrigatório o recolhimento da Contribuição Sindical Patronal por ocasião da constituição da empresa e até o dia 31 de janeiro de cada ano);

- Caixa Econômica Federal, para cadastramento no sistema “Conectividade Social – INSS/FGTS”;

- Corpo de Bombeiros Militar.

Além do cumprimento das exigências anteriores, é necessário

pesquisar na Prefeitura Municipal se a Lei de Zoneamento permite a instalação de loja de peixes ornamentais no local.

O Sebrae local poderá ser consultado para orientação.

Estrutura

A estrutura de uma loja de peixes ornamentais é bastante simples, composta basicamente por um show room para exposição de aquários montados, balcão para atendimento dos pedidos, serviço de

(6)

caixa, área para acesso e circulação de clientes e espaço para

exposição dos peixes e demais itens a serem comercializados, onde, tanto os peixes como os produtos devem ser bem expostos e em harmonia com o ambiente, além de um pequeno escritório para administração.

Entretanto, é importante também considerar o perfil do cliente que será alvo do negócio e a linha de produtos que será colocada à venda, para definir o tamanho da loja e as instalações.

É aconselhável dispor de estacionamento. Se não houver

disponibilidade permanente de vagas públicas nas proximidades será necessário realizar convênio com estacionamento próximo.

Pessoal

A quantidade de profissionais está relacionada ao porte do empreendimento. Para uma loja de peixes ornamentais pode-se

começar com dois empregados para o atendimento e manutenção dos peixes.

A atividade de caixa pode ser executada pelo empresário ou por um dos atendentes por ele designado.

O empresário e os atendentes devem gostar da atividade e conhecer vários detalhes como a montagem de aquários, comportamento dos peixes, utilização dos equipamentos, tratamento e diagnóstico de doenças, qualidade da água, alimentação e iluminação. Freqüentar cursos, pesquisar através de livros e da Internet e conversar com outros profissionais, são estratégias de atualização fundamentais para o sucesso do negócio.

As indústrias e fornecedores de itens para lojas de peixes ornamentais, preocupados com a qualidade do atendimento, estão investindo na

(7)

capacitação de profissionais e empresários do segmento.

O atendimento personalizado e qualificado é um item que merece a maior atenção do empresário, procurando-se a manutenção e

fidelização da clientela.

Deve-se estar atento para a Convenção Coletiva do Sindicato dos

Trabalhadores no Comércio, utilizando-a como balizadora dos salários e orientadora das relações trabalhistas, evitando, assim, conseqüências desagradáveis.

O Sebrae da localidade poderá ser consultado para aprofundar as orientações sobre o perfil do pessoal e o treinamento adequado.

Equipamentos

São necessários os seguintes móveis e equipamentos: - um microcomputador completo;

- uma impressora; - uma linha telefônica;

- uma impressora de cupom fiscal;

- gaveteiro para guardar dinheiro, cheques e tickets de cartões de débito e crédito;

- equipamento para recebimento através de cartões de débito e crédito; - aquários com dimensões variadas;

- aquecedores com termostato; - bombas para oxigenação; - compressores de ar;

- filtros biológicos;

- pedras e plantas ornamentais;

- maternidades (pequenos aquários onde a fêmea é colocada antes de ter a sua cria, para evitar canibalismo, existente em algumas espécies); - balcão;

(8)

- veículo utilitário (a critério do empreendedor).

Matéria Prima / Mercadoria

As mercadorias são os peixes de água doce e salgada, ração para peixes, aquários, equipamentos, pedras, objetos decorativos e plantas ornamentais.

Para a definição do mix de produtos a ser oferecido ao mercado, o empresário deverá visitar lojas estabelecidas, ouvir permanentemente seus clientes e ir fazendo adaptações ao longo do tempo.

Organização do processo produtivo

O processo produtivo de uma loja de peixes ornamentais pode ser dividido em:

Show room – Deve ser composto por alguns aquários de estilos variados representados por uma ampla variedade de peixes tropicais, marinhos, plantados e ciclídeos.

Deve ser montado em área de acesso imediato à loja. Serve como decoração da loja, atrai a atenção e estimula o cliente. É o cartão postal da loja. Deve ser bonito, estar visível e ter produtos de boa qualidade.

Exposição dos produtos – Composto por prateleiras, vitrines e bateria de aquários. A maioria dos acessórios para aquários é adquirida por impulso, por isso os itens devem ficar em local visível.

Quarentena – Pequena área destinada a alguns aquários utilizados apenas para abrigar peixes recém adquiridos e peixes de clientes que devem ser medicados e observados por alguns dias.

(9)

serão atendidos. A entrega dos produtos adquiridos poderá ocorrer em área destinada para esse fim, nas proximidades do caixa.

Caixa – Espaço destinado ao recebimento do valor das vendas.

Administração – Pequeno espaço destinado às atividades de compra e relacionamento com fornecedores, controle de estoques, controle de contas a pagar, atividades de recursos humanos, controle financeiro e de contas bancárias, acompanhamento do desempenho do negócio e outras que o empreendedor julgar necessárias para o bom andamento do empreendimento.

Automação

Há no mercado uma boa oferta de sistemas para

gerenciamento de lojas de peixes ornamentais. Para uma produtividade adequada, devem ser adquiridos sistemas que integrem as compras, as vendas e o financeiro. Os softwares possibilitam o controle dos

estoques, cadastro de clientes, serviço de mala-direta para clientes e potenciais clientes, controle de estoque de produtos, cadastro de móveis e equipamentos, controle de contas a pagar e a receber, fornecedores, folha de pagamento, fluxo de caixa, fechamento de caixa etc.

Uma pequena loja deve-se ter um software com custo acessível e compatível com o porte do negócio.

Canais de distribuição

O canal de distribuição é a própria loja. Uma alternativa que está sendo bastante utilizada é a venda pela internet, trazendo

comodidade para o cliente e a possibilidade de alteração constante dos produtos em exposição e o desenvolvimento de estratégias

(10)

estratégia que possibilite o equilíbrio das margens de lucratividade, estabelecendo valores mínimos de pedidos que serão entregues em domicílio.

Investimentos

O valor do investimento será calculado em razão do porte do empreendimento e dos serviços ofertados.

Investimento compreende todo o capital empregado para iniciar e viabilizar o

negócio até o momento de sua auto-sustentação. Pode ser caracterizado

como:

- investimento fixo – compreende o capital empregado na compra de imóveis, equipamentos, móveis, utensílios, instalações, reformas etc.; - investimentos pré-operacionais – são todos os gastos ou despesas realizadas com projetos, pesquisas de mercado, registro da empresa, projeto de decoração, honorários profissionais e outros;

- capital de giro – é o capital necessário para suportar todos os gastos e despesas iniciais, geradas pela atividade produtiva da empresa.

Destina-se a viabilizar as compras iniciais, pagamento de salários nos primeiros meses de funcionamento, impostos, taxas, honorários de contador, despesas com vendas, giro de estoques e outros.

Para uma loja de peixes ornamentais o empreendedor terá que dispor de

Aproximadamente de R$ 70.000,00 para fazer frente aos seguintes itens de investimento:

- reforma e adaptação do imóvel – inclui placa de identificação e mecanismos de segurança – R$ 28.000,00;

- um microcomputador completo, software, impressora e impressora de cupom fiscal – R$ 3.000,00;

(11)

1.000,00;

- móveis, aquários, estantes, balcões, prateleiras etc – R$ 30.000,00; - despesas de registro da empresa, honorários profissionais, taxas etc.-R$ 3.000,00;

- capital de giro para suportar o negócio nos primeiros meses de atividade – R$ 5.000,00.

O investimento mensal para a manutenção de uma loja de peixes ornamentais não exige grandes investimentos.

Capital de giro

Capital de giro é um montante de recursos financeiros que a empresa precisa manter para garantir a dinâmica do seu processo de negócio.

O capital de giro precisa de controle permanente, pois tem a função de minimizar o impacto das mudanças no ambiente de negócios no qual a empresa atua.

O desafio da gestão do capital de giro está, principalmente, na ocorrência dos

fatores a seguir:

- variação dos diversos custos absorvidos pela empresa;

- aumento de despesas financeiras, em decorrência do baixo valor médio de vendas;

- aumento dos índices de inadimplência;

- altos níveis de estoques, levando-se em consideração a quantidade de produtos necessários para compor os itens à venda;

- perda no estoque de peixes colocados à venda relacionados com a morte ou doenças.

O empreendedor deverá ter um controle orçamentário rígido, de forma a não consumir recursos sem previsão.

(12)

O empresário deve evitar a retirada de valores além do pró-labore estipulado, pois no início todo o recurso que entrar na empresa nela deverá permanecer, possibilitando o crescimento e a expansão do negócio. Dessa forma a empresa poderá alcançar mais rapidamente sua auto-sustentação, reduzindo as necessidades de capital de giro e agregando maior valor ao novo negócio.

No caso de uma loja de peixes ornamentais, o empresário deve reservar em torno de 30% do total do investimento inicial para o capital de giro.

Custos

São todos os gastos realizados na produção de um bem ou serviço e que serão incorporados posteriormente ao preço dos produtos ou serviços prestados, como: aluguel, água, luz, salários, honorários profissionais, despesas de vendas, matéria-prima e insumos

consumidos no processo de produção.

O cuidado na administração e redução de todos os custos envolvidos na compra, produção e venda de produtos ou serviços que compõem o negócio, indica que o empreendedor poderá ter sucesso ou insucesso, na medida em que encarar como ponto fundamental a redução de desperdícios, a compra pelo melhor preço e o controle de todas as despesas internas. Quanto menores os custos, maior a chance de ganhar no resultado final do negócio.

O empresário deve ter contato com o produtor para conhecer o ambiente e as características dos peixes que serão adquiridos, para evitar o custo com tratamento e a perda dos peixes adquiridos. É preciso investir em equipamentos e instalações para ter sempre a oxigenação, iluminação e aquecimento adequados para evitar as

(13)

doenças, evitando grandes perdas.

A venda pela Internet exige também uma logística mais apurada, inclusive quanto ao processo de embalagem e entrega, com o objetivo de evitar o stress e morte dos peixes.

Os custos para abrir uma loja de peixes ornamentais devem ser estimados considerando-se os itens abaixo:

1. salários, comissões e encargos;

2. tributos, impostos, contribuições e taxas; 3. aluguel, taxa de condomínio, segurança; 4. água, luz, telefone e acesso a internet;

5. serviços de limpeza, higiene, manutenção e segurança; 6. assessoria contábil;

7. propaganda e publicidade da empresa;

8. aquisição dos peixes e das mercadorias ofertadas.

Diversificação / Agregação de valor

O relacionamento entre o cliente e a loja de peixes

ornamentais é um importante fator de agregação de valor. O cliente necessita de consultoria quanto às características de cada peixe, os cuidados necessários para a sua manutenção, alimentação e

sobrevivência. Oferecer cursos, manuais, folhetos e consultoria personalizada é fator de fidelidade do cliente por maior período de tempo.

A diversificação se dá pela oferta de outros serviços como: manutenção de aquários a domicilio, projetos e montagens de

aquários, construção e manutenção de lagos, hospital de peixes, hotel de peixes, etc.

(14)

cliente, tais como: peixes raros, importados e curiosos, equipamentos que melhoram o sistema de filtragem, aquários com formatos

diferenciados e design moderno, suprimentos para manutenção da qualidade da água, alimentos super Premium, etc;

A grande variação nos itens do estoque com o objetivo de atender às mais diversas expectativas do cliente são fatores que proporcionam a procura constante de clientes novos e antigos. A linha de produtos deverá ser planejada de acordo com as características da clientela e os seus hábitos de consumo.

É importante pesquisar junto aos concorrentes para conhecer os

serviços que estão sendo adicionados e desenvolver opções específicas com o objetivo de proporcionar ao cliente um produto diferenciado. Além disso, conversar com os clientes atuais para identificar suas expectativas é muito importante para o desenvolvimento de novos serviços ou produtos personalizados, o que amplia as possibilidades de fidelizar os atuais clientes, além de cativar novos.

Divulgação

Os meios para divulgação de uma loja de peixes ornamentais variam de acordo com o porte e o público-alvo escolhido. Para um empreendimento de pequeno porte, pode ser usada a distribuição de pequenos informativos junto aos clientes que procuram a loja. Outras alternativas são os anúncios em jornais de bairro e propaganda em rádio.

Uma forma de divulgação é procurar colégios freqüentados por alunos de bom nível salarial e participar de eventos distribuindo

gratuitamente um peixe para cada aluno que esteja acompanhado dos seus pais, juntamente com um folheto da loja com informações básicas sobre aquarismo. É um investimento baixo e o retorno geralmente é bom.

(15)

A divulgação através de site na internet deve ser considerada, pois o acesso de pessoas à rede cresce permanentemente e em larga escala. Na medida do interesse e das possibilidades, poderão ser utilizados anúncios em jornais de grande circulação, revistas e outdoor. Se for de interesse do empreendedor, um profissional de marketing e

comunicação poderá ser contratado para desenvolver campanha específica.

Informações Fiscais e Tributárias

O segmento de loja de peixes ornamentais, assim entendido o comércio varejista de animais de estimação vivos para criação

doméstica, poderá optar pelo SIMPLES Nacional - Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, instituído pela Lei Complementar nº 123/2006, caso a receita bruta de sua atividade não ultrapassar R$ 240.000,00 (microempresa) ou R$ 2.400.000,00

(empresa de pequeno porte) e respeitando os demais requisitos previstos na Lei.

Nesse regime, o empreendedor poderá recolher os seguintes tributos e contribuições, por meio de apenas um documento fiscal – o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional):

• IRPJ (imposto de renda da pessoa jurídica); • CSLL (contribuição social sobre o lucro); • PIS (programa de integração social);

• COFINS (contribuição para o financiamento da seguridade social); • ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias e serviços);

• INSS - Contribuição para a Seguridade Social relativa a parte da empresa (Contribuição Patronal Previdenciária – CPP)

(16)

Conforme a Lei Complementar nº 128/2008, as alíquotas do SIMPLES Nacional, para esse ramo de atividade, vão de 4% até 11,61%, dependendo da receita bruta auferida pelo negócio. No caso de início de atividade no próprio ano-calendário da opção pelo

SIMPLES Nacional, para efeito de determinação da alíquota no primeiro mês de atividade, o empreendedor utilizará, como receita bruta total acumulada, a receita do próprio mês de apuração

multiplicada por 12 (doze).

Se o Estado em que o empreendedor estiver exercendo a atividade conceder benefícios de isenção e/ou substituição tributária para o ICMS, a alíquota poderá ser reduzida conforme o caso. Na esfera Federal poderá ocorrer redução quando se tratar de PIS e/ou COFINS. Microempreendedor Individual - entra em vigor a partir de julho de 2009

Se a receita bruta anual não ultrapassar a R$ 36.000,00, o empreendedor poderá se enquadrar como Microempreendedor Individual – MEI, ou seja, sem sócio. Neste caso, os recolhimentos dos tributos e contribuições serão efetuados em valores fixos mensais conforme abaixo:

O empresário não precisa recolher os tributos acima (nem pelo sistema unificado), exceto:

• ISS –valor fixo de R$ 5,00 (cinco reais) independente do faturamento e

• ICMS – valor fixo de R$1,00 (um real), independente do faturamento

I) Sem empregado

• R$ 51,15 mensais para o INSS relativa à contribuição previdenciária do empreendedor;

• R$ 5,00 mensais de ISS – Imposto sobre serviços de qualquer natureza.

(17)

II) Com um empregado

Neste caso o empreendedor recolherá mensalmente, além dos valores acima, os seguintes percentuais:

• Retém do empregado 8% de INSS sobre a remuneração; • Desembolsa 3% de INSS patronal sobre a remuneração do empregado.

Conclusão: Para este segmento, tanto como LTDA quanto MEI, a opção pelo Simples Nacional sempre será muito vantajosa sobre o aspecto tributário, bem como nas facilidades de abertura do

estabelecimento e para cumprimento das obrigações acessórias. Fundamento Legal: Leis Complementares 123/2006, 127/2007, 128/2008 e Resoluções do CGSN – Comitê Gestor do Simples Nacional.

Eventos

Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Linha Pet e Veterinária

Evento anual.

Local: Transamérica Expo Center – São Paulo-SP (11) 4613-2014

www.petsa.com.br

Entidades em Geral

Relação de entidades para eventuais consultas:

Associação Brasileira de Criação dos Organismos Aquáticos – ABRACOA

(18)

Paulo-SP

(11) 3672-8274 www.abracoa.kit.net

Centro de Tecnologia em Aqüicultura e Meio Ambiente – CTA Rua Tereza Zanoni Caser, 385 – Pontal de Camburi - Vitória-ES CEP 29062-070

(27) 3345-4222

http://www.cta-es.com.br/

IBAMA – Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Av. SCEN trecho 2 - ed sede – Brasília -DF

CEP 70818-900 (61) 3316-1212 www.ibama.gov.br

Centro de Aqüicultura da Universidade Estadual Paulista – UNESP Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castelane, s/n – Jaboticabal-SP Cep 14884-900

(16) 3203-2110

www.caunesp.unesp.br Procurar na localidade:

Sindicato dos lojistas do comércio. Alguns Fornecedores / Fabricantes Aquarius

Av. Brasil, 1273 – Jardim Floridiana – Rio Claro-SP CEP 13505-151

(19) 3536-1665

(19)

Aquarius Hobby

Rua Armando Sales de Oliveira, 730 – Taquaral – Campinas-SP (19) 3294-9055

www.aquariushobby.com.br Eco Marine Aquários

(11) 5542-3679

www.ecomarine.com.br AquaJr

Rua Dr. João Marques, 49 – Recife-PE (81) 3228-6134

www.aquajr.com.br Rs Discus

Av. Guapira, 143 – Metrô Tucuruvi – São Paulo-SP (11) 3798-7275 /3798-7271

www.rsdiscus.com.br Aquabetta

Rua Dr, Faivre, 723 – Centro – Curitiba-PR CEP 80060-140

(41) 3264-9536

www.aquabetta.com.br Cia do Aquário

Rua Vaz Toledo, 235 – Engenho Novo – Rio de Janeiro-RJ. (21) 2241-7886 / 2581-9842 / 3297-3147

www.ciadoaquario.com.br

Obs.: Pesquisa na internet indicará outros fornecedores de produtos para lojas de peixes ornamentais, que poderão estar localizados mais próximos ao local de instalação do negócio.

(20)

Cursos

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) http://www.senac.br/

Normas Técnicas

Não existem normas técnicas aplicáveis a este segmento empresarial.

Glossário

Aquarismo ou aquariofilia: é a técnica de criar peixes,

plantas e outros organismos aquáticos, geralmente em caixas de vidro, acrílico ou plástico, aquários, para fim decorativo ou de estudo, o que diferencia da piscicultura ou aqüicultura que tem a finalidade de

produção.

Dicas do Negócio

- É importante, para se tornar mais competitivo, dimensionar o conjunto de serviços que serão agregados; avaliar o custo-benefício desses serviços é vital para a sobrevivência do negócio, porque pode representar um elevado custo sem geração do mesmo volume de receitas;

- Investir na qualidade global de atendimento ao cliente, ou seja: qualidade do serviço, ambiente agradável, profissionais atenciosos, respeitosos e interessados pelo cliente, além de comodidades

adicionais como é o caso de estacionamento;

- Procurar fidelizar a clientela com ações de pós-venda, como: remessa de cartões de aniversário, comunicação de novos serviços e novos produtos ofertados, contato telefônico lembrando eventos e

promoções;

(21)

sucesso do empreendimento;

- O empreendedor deve estar sintonizado com a evolução do setor.

Características específicas do empreendedor

O empreendedor envolvido com atividades relacionadas a venda de peixes ornamentais precisa adequar-se a um perfil que o mantenha na vanguarda do setor. É aconselhável uma auto-análise para verificar qual a situação do futuro empreendedor frente a esse conjunto de características e identificar oportunidades de

desenvolvimento. A seguir, algumas características desejáveis ao empresário desse ramo.

- Ter paixão pela atividade e conhecer bem o ramo de negócio; - Pesquisar e observar permanentemente o mercado em que está instalado, promovendo ajustes e adaptações no negócio;

- Ter atitude e iniciativa para promover as mudanças necessárias; - Acompanhar o desempenho dos concorrentes;

- Saber administrar todas as áreas internas da empresa;

- Saber negociar, vender benefícios e manter clientes satisfeitos; - Ter visão clara de onde quer chegar;

- Planejar e acompanhar o desempenho da empresa; - Ser persistente e não desistir dos seus objetivos; - Manter o foco definido para a atividade empresarial; - Ter coragem para assumir riscos calculados;

- Estar sempre disposto a inovar e promover mudanças;

- Ter grande capacidade para perceber novas oportunidades e agir rapidamente para aproveitá-las;

- Ter habilidade para liderar a equipe de profissionais de lojas de peixes ornamentais;

Bibliografia Complementar

AIUB, George Wilson et al. Plano de Negócios: serviços. 2. ed. Porto Alegre: Sebrae, 2000.

(22)

BARBOSA, Mônica de Barros; LIMA, Carlos Eduardo de. A Cartilha do Ponto Comercial: Como escolher o lugar certo para o sucesso do seu negócio. São Paulo: Clio Editora, 2004.

BIRLEY, Sue; MUZYKA, Daniel F. Dominando os Desafios do Empreendedor. São Paulo: Pearson/Prentice Hall, 2004.

COSTA, Nelson Pereira. Marketing para Empreendedores: um guia para montar e manter um negócio. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2003. DAUD, Miguel; RABELLO, Walter. Marketing de Varejo: Como incrementar resultados com a prestação de Serviços. São Paulo: Artmed Editora, 2006.

DOLABELA, Fernando. O Segredo de Luisa. 14. ed. São Paulo: Cultura Editores Associados, 1999.

KOTLER, Philip. Administração de Marketing: a edição do novo milênio. 10. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2000.

SEBRAE-DF. Loja de Aquários e Peixes Ornamentais – Série Ponto de Partida Para Início de Negócio. Belo Horizonte: SEBRAE-MG. SILVA, José Pereira. Análise Financeira das Empresas. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

Imagem

Referências