• Nenhum resultado encontrado

Contabilidade Financeira e IFRS

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "Contabilidade Financeira e IFRS"

Copied!
38
0
0

Texto

(1)

Objetivos de aprendizagem:

Depois de ler e discutir este tópico você será

capaz entender

As Principais causas da variação do Patrimônio Líquido;

O Período contábil

As Normas para Publicações Contábeis Comparativas

 A Sequência para elaboração das Demonstrações Contábeis

 O Registro de Operações Decorrentes do Regime de Competência

O Encerramento das contas de Receitas e Despesas

A Elaboração Balancete de Verificação, Demonstração do

Resultado Operacional e o Balanço Patrimonial, Fluxo de

Caixa, Demonstração da Mutação do Patrimônio Líuido,

Demontração do Valor Adicionado -DVA

A Elaboração, divulgação e Publicação Exercício social

Destinação dos lucros

(2)

Principais

causas

da

variação

do

Patrimônio Líquido:

Investimento inicial (e posteriores) de

capital

Resultado do confronto entre as

receitas e despesas do período

(3)

Receita

Entrada de elementos para o ativo,

sob a forma de dinheiro ou direitos a

receber:

Venda de mercadorias ou prestação de

serviços

Juros sobre depósitos bancários ou

(4)

Despesa

Consumo de bens ou serviços, que, direta ou

indiretamente, ajuda a produzir uma receita

Diminuindo o ativo ou

(5)

RESULTADO

Se as receitas obtidas superarem as despesas

incorridas

LUCRO

Se as despesas incorridas superarem as

receitas obtidas

(6)

De

acordo

com

o

item

81

do

pronunciamento técnico CPC 26, a

entidade deve apresentar todos os itens

de receita e despesa reconhecidos no

período em conformidade com o regime

de competência.

Esse critério também é adotado pelas

normas internacionais.

(7)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO PERÍODO

RECEITA BRUTA DE VENDAS OU SERVIÇOS

( - ) Vendas Cancelada

( - ) Descontos Concedidos Incondicionalmente ( - ) Impostos sobre Venda

RECEITA LÍQUIDA DE VENDAS (RECEITA DE VENDAS)

( - ) Custos das Mercadorias / Serviços Vendidos

LUCRO BRUTO

( - ) Despesas Operacionais (vendas, gerais, adm. e outras operac.) (+ ) Receitas Operacionais

(+ ) Resultado da Equivalência Patrimonial

RESULTADO ANTES DAS RECEITAS E DESPESAS FINANCEIRAS

( - ) Despesas Financeiras (+ ) Receitas Financeiras

RESULTADO ANTES DOS TRIBUTOS SOBRE O LUCRO

( - ) Despesas Com IR e CR

RESULTADO LIQUIDO DAS OPERAÇÕES CONTINUADAS

( + ) Resultado líquido das operações descontinuadas

( + ) Resultado líquido decorrente da mensuração do valor justo ( - ) Despesas Com IR e CR

(8)

DÉBITO

CRÉDITO

Contas de Despesa e Receita

$ Aumentos

$ Diminuições

(9)

Espaço de tempo escolhido para que a Contabilidade mostre

a situação patrimonial e financeira na evolução dos negócios

da empresa

Normalmente um ano

(exercício social)

Intervalos menores

(ex: mês a mês)

Finalidades externas

Finalidades internas

PERÍODO CONTÁBIL

(10)

Conta de resultado = apura o lucro ou prejuízo do

exercício de acordo com a confrontação das contas de

receita e de despesa

Contas

periódicas

devem

possuir saldo zero no início dos

períodos

ENCERRAMENTO DE CONTAS DE RECEITA E

DESPESA

(11)

Ocorrendo LUCRO ou

PREJUÍZO

ou o

resultado será transferido para a conta Lucros ou

Prejuízos Acumulados;

Após essa transferência, o resultado do exercício

poderá ser distribuído para outras contas do

Patrimônio Líquido

(12)

Nome da empresa;

Nome da demonstração;

Período coberto

.

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO PERÍODO

Empresa Tamborzé S/A

Demonstração do Resultado do Período

Período: Outubro de 19x9

Em $ mil

1. Receitas

Receita de serviços

10.250

2. Despesas

Despesa de material p/ escritório

250

Despesas de peças para reparos

1.100

Despesa de salários

4.500

Despesa de aluguel

400

(6.250)

(13)

Regime de Competência x Regime de Caixa

A empresa Tamborzé comprou mercadoria por $

80.000 e vendeu por $ 100.000, qual o lucro

?

Se a empresa Tamborzé comprou e vendeu em

dezembro para pagar e receber em 3x a partir de

janeiro, qual o lucro em dezembro?

Venda

Compra

Lucro

100.000

80.000

20.000

Regime de competência

Regime de caixa

Receita

100.000

0

Despesa

80.000

0

(14)

Registro de Operações Decorrentes do Regime de

Competência

O fato gerador ocorreu dento do período

contábil, mas ainda não foi paga

Foi ganha dentro do período contábil, mas

ainda não foi recebida

DESPESA A PAGAR

(15)

Atividades

1.

Materiais adquiridos no período n

e

1, pagos no período n

e

2 e gastos ríodo n

g

3

serão apropriados na "Demonstração do Resultado" do:

A. Período n- 1.

B. Período n

a

2.

C.

Período n

2

3.

D. Nenhum deles.

2.

A partida de diário "Despesas de Salários a Salários a Pagar" caracteriza”

A.

Uma despesa diferida e não paga.

B. Uma despesa incorrida e diferida.

C.

Uma despesa incorrida e não paga.

D. Nenhuma das três acima.

3.

Receita Antecipada deve ser entendida como uma receita:

A.

Ganha e ainda não contabilizada.

B. Ganha e ainda não recebida.

C.

Recebida e ainda não contabilizada.

D.

Recebida e ainda não ganha.

(16)

Atividades

1.

A Demonstração do Resultado do Período é um relatório contábil que reflete:

A.

A variação da situação financeira entre dois momentos diferentes e sua distribuição.

B.

O patrimônio líquido em determinado momento e sua distribuição.

C.

As despesas e as receitas incorridas entre dois momentos diferentes e consecutivos.

D. As despesas pagas e as receitas recebidas entre dois momentos diferentes e

consecutivos e sua distribuição.

2.

Os lançamentos de ajustes, no fim do período, são efetuados:

A. Porque são obrigatórios.

B. Para que os demonstrativos contábeis reflitam, o mais corretamente possível, a

verdadeira situação da empresa.

C. Para satisfazer o regime de competência e de caixa.

D. Para reduzir o imposto a pagar

.

3.

A firma que encerra seu exercício em 31 de dezembro e efetua o pagamento

dos salários de dezembro somente em janeiro, deixando de efetuar o

lança-mento de ajuste, pelo regime de competência de exercício, terá como

conse-quência:

A. Aumento de lucro no exercício.

B. Aumento do saldo de caixa.

C. Aumento das obrigações.

D. Diminuição do saldo de caixa.

E. Diminuição do lucro do exercício

.

(17)

Atividades

1. O encerramento de todas as contas de receitas e

despesas tem por finaidí a determinação:

A.Do aumento do ativo.

B.Do aumento do passivo.

C.Do aumento de capital.

D.Do lucro bruto.

E.Do lucro líquido.

2. No caso de se apurar um lucro no fim do período (to

ti), uma

dasabaixo poderá ser DEBITADA, na destinação desse lucro. :

A.Dividendos a Pagar.

B.Capital.

C.Prejuízos a Amortizar.

D.Resultado do Exercício.

(18)

Elaboração, divulgação e Publicação das Demonstrações Financeiras

De acordo com a Lei nº 11.638/07,

complementada

pela

Lei

11.941/09 a entidade deve apresentar,

principalmente para

o usuário

externos da contabilidade, o resultado

da gestão e a situação patrimonial da

empresa.

Elaborar

as

Demonstrações

Financeira

no

encerramento

do

exercício com base na escrituração

contábil.

(19)

Sequência para elaboração das Demonstrações Contábeis

1. Lançamentos no Diário e respectivos registro no Razão;

2. Levantamento do balancete de verificação;

3. Preenchimento total do quadro de ajustes;

4. Lançamentos de ajustes e de encerramento e registro no

Razão (e no diário);

5. Levantamento de balancete de verificação;

(20)

Durante o mês de dezembro de X5 foram realizadas as seguintes

operações

6- Recebimento de trabalhos realizados 20.000

7- Pagamento de material empregado nos serviços prestados $

5.0008 Pagamento de despesas diversas $ 2.000

-9- Pagamento de salários, $ 6.000

a) Abrir razonetes com os saldos de 30/11/X5 e registrar as

operações ocorridas em dezembro de X5

b) Levantar o Balancete de Verificação em 31 de dezembro de X5

c) Efetuar o encerramento das contas de resultados, sabendo-se

que:

1. 30% do lucro será provisionado para Imposto de Renda e

Contribuição Socia

2.

5% Reserva Legal

3.

25% do Lucro líduido será distribuído aos acionista

d) Elaborar Demonstração do Resultado Operacional e oo Balanço

(21)

Abrir razonetes com os saldos de 30/11/X5 e registrar as operações ocorridas em dez. de X5

6- Recebimento de trabalhos realizados 20.000

7- Custo de materiais empregado nos serviços prestados $ 5.000

8- Pagamento de despesas diversas $

2.000-9- Pagamento de salários, $ 6.000

Fornecedores

Imóvel

Estoques de Materiais

Títulos a Receber

Capital Subscrito

Banco C/Movimento

Capital a Realizar

Pagamentos de Salários

Despesas Diversas

Custo de Mat. p/reparos

Receita de Serviço

(22)

Contas

credor

Banco c/Movimento

Capital integralizado

Imóveis

Estoques de Materias

Receita de Serviços

Despesas Diversas

Fornecedores

Despesas Salários

Custos de Materiais

Títulos a Receber

Total

Balancete de Verificação

Empresa: Tamborzé S/A

31 de 31.12.XX5

Saldo movimento

devedor

(23)

Pagamentos de Salários Despesas Diversas

Custo de Mat. p/reparos

Receita de Serviço

Conta de resultado

IR e C.Social a pagar

Lucros a Distribuir

Reserva Legal

Dividendos a Pagar

(24)

Receitas de Serviços (-) Despesas

(=) Lucro Bruto

(-) Imposto de Renda e Contr. Social (=) Lucro Líquido

Ativo circulante

Banco c/Movimento Fornecedores

Estoque de materiais IR e CS a pagar

Títulos a Receber Dividendos a

Ativo não circulante

Imóveis Capital Reserva Legal Lucro a Distribuir Demonstração do Resultado Perído de 1.10. a 31.12. x5 Patrimônio Líquido Passivo Circulante

Passivo não Circulante

Empresa Tamborzé S.A

Balanço Patrimonial em 31-12 XX5X

Em $ mil

Ativo Passivo e Patrimônio Líquido

(25)

Balancete

da Tamborzé S/A em 30-11-XI apresentava os

seguintes saldos (em $):

Bancos - C/Movimento 208.000; Fornecedores 88.000; Clientes 218.000; Terreno 350.000; Contas a Pagar 20.000; Desp. de Água, Energia Elétrica e Aluguel 59.000; Desp.c/Materiaisp/Reparos15.000; Receitas de Serviços 380.000; Reserva Estatutártia 42.000; Capital 320.000

Durante dezembro/X 1 ocorreram as seguintes transações:

3/12 - compra de materiais a prazo, no valor de $ 10.000, para estoque; 7/12 - recebimento de $ 18.000 de seus clientes (em dinheiro);

12/12-pagamento de despesas de energia elétrica e aluguel $2.500; 16/12-compra a vista de móveis e instalações no valor de $ 20.000; 25/12-pagamento efetuado a fornecedores, no valor de, $28.000;;

26/12-recebimento de $ 83.000, referente a serviços prestados no mês; 30/12-pagamento dos salários do mês, $ 12.000 (cheques).

Pede-se:

1- abrir razonetes com os saldos de 30-11-XI ;

2- fazer os lançamentos de encerramento nos razonetes ;

3- transferir o resultado apurado para a conta Reservas de Lucros ;

4-30% do lucro será provisionado para Imposto de Renda e Contribuição Socia 5- 30% do Lucro líduido será distribuído aos acionistas

4- Elaborar Balancete de Verificação a Demonstração do Resultado do Exercício de XI e o Balanço Patrimonial em3 1-12-X1. de acordo com a Lesgilação em vigor.

(26)

Estoques de Materiias

Desp. De Salários

Reserva de Lucros Capital Reserva Estatutária

Receita de Serviços

Móveis e Instalações Resultado do Exercício Banco c/Movimento Fornecedores Água. E.Elétrica, Aluguel

Terrenos

Clientes Contas A pagar Desp. c/ Materiais reparos

(27)

Contas

devedor

credor

Banco c/Movimento Fornecedores

Água E.E. Aluguel Terrenos

Clientes

Contas a Pagar

Desp. c/ Mat. Reparos Capital Reserva Estatutária Receita de Serviços Móveis e Instalações Estoques de Materias Despesas de Salários

Total

Saldo movimento

Balancete de Verificação

Empresa: Tamborzé S/A

31 de 31.12.x1

(28)

Receitas de Serviços (-) Despesas

(=) Lucro Bruto

(-) Imposto de Renda e Contr. Social (=) Lucro Líquido

ATIVO PASSIVO

Ativo Circulante Passivo Circulante

Banco C/Movimento Fornecedores

Clientes Contas a pagar

Estoques de Materiais IR e CS a pagar

Total Ativo Circulante Dividendos a Pagar

Total Passivo Circulante Ativo Não Circulante

Passivo Não Circulante

Terrenos

Móveis e Instalações Patrimônio Líquido

Capital

Total Ativo não Circulante Reserva Estatutária Reserva de Lucros

Total do Patrimônio Líquido

Total do Ativo Total do Passivo

Tamborzé S/A

Balanço Patrimonial em 31.12.x1 Tamborzé S/a

Demonstração do Resultado Perído de 1.1. a 31.12. x1

(29)

Demonstração Das Mutações do Patrimônio Líquido

Aspecto Legal

CVM instrução número 59/8 e Deliberação número 595/09

CFC resolução 1.185/09

CPC 26

Objetivo:

Fornece informações sobre a movimentação ocorrida nas

diversas contas componentes do Patrimônio Líquido;

Indica o valor de cada acréscimo ou diminuição do PL durante

o exercício;

Indica as movimentações provindas de resultadas de coligadas

e controladas ;

Traz informações dos resultados abrangentes;

(30)

Itens que afetam o patrimônio total

1.

Acréscimo pelo lucro ou redução

pelo prejuízo líquido do exercício.

2.

Redução por dividendos.

3.

Redução

por

pagamento

ou

crédito de juros sobre o capital

próprio.

4.

Acréscimo por reavaliação de

ativos (quando permitida por

Lei).

5.

Acréscimo

por

doações

e

subvenções para investimentos

recebidos (após transitarem pelo

resultado).

6.

Acréscimo

por

subscrição

e

integraliza-ção de capital.

7.

Acréscimo pelo recebimento de

valor que exceda o valor nominal

das ações integralizadas ou o

preço de emissão das ações sem

valor nominal.

8.

Acréscimo

pelo

valor

da

alienação de partes beneficiárias

e bónus de subscrição.

9

.Acréscimo por prémio recebido na

emissão de debêntures (após transitar

pelo resultado).

10.

Redução

por

ações

próprias

adquiridas ou acréscimo por sua

venda.

11. Acréscimo ou redução por ajustes de

exercícios anteriores.

12. Redução por reversão da Reserva de

Lucros a Realizar para a conta de

dividendos a pagar.

13. Acréscimo ou redução por outros

resultados abrangentes.

14. Redução por gastos na emissão de

ações.

15. Ajuste de avaliação patrimonial.

16. Ganhos ou perdas acumulados na

conversão etc.

(31)

Itens que não afetam o patrimônio total

1. Aumento de capital com utilização de lucros e

reservas.

2. Apropriações do lucro líquido do exercício,, para a

formação de reservas, como Reserva Legal, Reserva de

Lucros a Realizar, Reserva para Contingência e outras.

3. Reversões de reservas patrimoniais para a conta de

Lucros ou Prejuízos Acumulados (conta transitória).

4. Compensação de Prejuízos com Reservas etc.

(32)

Capital Reservas Reservas Lucros ou Outros Patriônio Participação Patrimônio Social de Capital de Lucros Prejuízos Resultados Líquido dos dos não Líquido Integra- Opções Acumu- Abrangestes Sócios da Contro- Conso-lizado Outorgadas lados Contro- ladores no lidado

e Ações em ladora Patr.Liq.das

Tesouraria F= Controladas H=

(A) (B) (.C) (D) (E) (A+B+C+D+E) G (G+F)

Saldos Iniciais 1.000.000 80.000 300.000 270.000 1.650.000 158.000 1.808.000

Aumento de Capital 500.000 -50.000- 100.000 350.000 32.000 382.000

Gastos com Emissão de Ações -7.000 -7.000 -7.000

Opções Outorgadas Reconhecidas 30.000 30.000 30.000

Ações em Tesouraria Adquiridas -20.000 -20.000 -20.000

Ações em Tesouraria Vendidas 60.000 60.000 60.000

Dividendos -162.000 -162.000 -13.200 -175.200

Transações de Capital com o Sócios 251.000 18.800 269.800

Lucro Líquido do Período 250.000 250.000 22.000 272.000

Ajustes Instrumentos Financeiros -60.000 -60.000 -60.000

Tributos s/Ajustes Instrum.Financeiros 20.000 20.000 20.000

Eq.Patrim. s/Ganhos Abrang. de Coligadas 24.000 24.000 6.000 30.000

Ajustes de Conversão do Período 260.000 260.000 260.000

Trib. s/Ajustes de Conversão do Período -90.000 -90.000 -90.000

Outros Resultados Abrangentes 154.000 6.000 160.000

Reclassif. P Res-Aj.instr. Financ. 10.600 10.600 10.600

Resultado Abrangentes Total 414.600 28.000 442.600

Constiuição de Reservas 140.000 - 140.000 -

-Realização da Reserva Reavaliação 78.800 -78.800 -

-Trib. Sobre Real.de Reserva de Reaval. - 26.800 26.800 -

(33)

Atividade

Natureza devedores credores Fornecedores 100.000 Despesas Financeiras 8.000 Mercadorias 100.000 Clientes 200.000 Receitas Financeiras 10.000 Impostos a Pagar 10.000 Receitas de Vendas 200.000 Imóveis 100.000 Equipamentos 150.000 lerrenos não Destinados a Uso 50.000 Custo das Mercadorias Vendidas 100.000

Adiantamentos de Clientes 65.000 Depreciação Acumulada - Imóveis 20.000 Despesas com Comissões 5.000

Gastos com Desenvolvimento 25.000

Depreciação Acumulada - Equipamentos 30.000 Empréstimos Obtidos 100.000 Despesas de Depreciação de Imóveis 5.000

Contribuições a Recolher 25.000 Contas a Pagar 85.000 Duplicatas a Pagar 40.000 Despesas de Depreciação de Equipamentos 7.000

Despesas de Salários 13.000

Reserva Legal 70.000 Devoluções de Vendas 4.000

Fretes sobre Vendas 2.000 Abatimentos sobre Vendas 1.000 Despesas com Propaganda 10.000 Aplicações Financeiras 75.000

Títulos a Pagar (480 dias) 30.000 Capital 200.000 Despesas Diversas 2.000 Seguros Antecipados 30.000 Reserva Estatutária 32.000 Balancete de Verificação em 31.12.X0 em $ Saldos

Empresa: Tamborzé S/A

Pede-se:

a)sabendo-se que a Despesa de Imposto de Renda e Contribuição Social corresponde a 30% do Resultado do Período, elabore a Demonstração do Resultado do Exercício;

b) resultado do período será distribuído da seguinte forma:

• 5% do Lucro Líquido serão transferidos para a Reserva Legal; • 25% do Lucro Líquido, após a

transferência para Reserva Legal, serão distribuídos como dividendos mínimos obrigatórios;

• 10% do Lucro Líquido remanescente (após a transferência para reservas e dividendos) serão transferidos para Reserva Estatutária;

• O saldo remanescente será proposto para os acionistas.

Elabore a Demonstração de Lucros/Prejuízos Acumulados para o ano de X0 e o Balanço Patrimonial em 31-12-XO.

(34)

RECEITA BRUTA DE VENDAS (-) Abatimentos sobre Vendas (-) Devoluções de Vendas

RECEITA LÍQUIDA DE VENDAS

(-) Custos das Mercadorias Vendidas LUCRO BRUTO (- ) Despesas operacionais Adeministrativas e Gerais . Salários . Depreciações . Diversas Com vendas . Comissões

. Fretes sobre vendas . Propaganda

RESULTADO ANTES DAS RECEITAS E DESPESAS FINANCEIRAS (-) Despesas Financeiras

(+ ) Receitas Financeiras

RESULTADO ANTES DOS TRIBUTOS SOBRE O LUCRO ( - ) Despesas Com IR e CS 30%

Tamborzé S/a

(35)

Saldo inicial

Lucro Líquido

Destinação do Lucro do Exercío

Reserva Legal

Dividendos proposto

Reserva para expansão

Saldo Final

Em $ mil

Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumlados X 0

(36)

Capital Reservas Reservas Lucros ou Outros Patriônio Participação Patrimônio Social de Capital de Lucros Prejuízos Resultados Líquido dos dos não Líquido Integra- Opções Acumu- Abrangestes Sócios da Contro- Conso-lizado Outorgadas lados Contro- ladores no lidado

e Ações em ladora Patr.Liq.das

Tesouraria F= Controladas H=

(A) (B) (.C) (D) (E) (A+B+C+D+E) G (G+F)

Saldos Iniciais

Aumento de Capital

Gastos com Emissão de Ações Opções Outorgadas Reconhecidas Ações em Tesouraria Adquiridas Ações em Tesouraria Vendidas Dividendos

Transações de Capital com o Sócios Lucro Líquido do Período

Ajustes Instrumentos Financeiros Tributos s/Ajustes Instrum.Financeiros Eq.Patrim. s/Ganhos Abrang. de Coligadas Ajustes de Conversão do Período

Trib. s/Ajustes de Conversão do Período

Outros Resultados Abrangentes

Reclassif. P Res-Aj.instr. Financ.

Resultado Abrangentes Total

Constituição de Reservas( expansão e Legal) Realização da Reserva Reavaliação

Trib. Sobre Real.de Reserva de Reaval.

(37)

Ativo circulante

Caixa Contas a Pagar

Banco c/Movimento Fornecedores

Aplicações Financeira Imposto a Pagar

Clientes Adiantamento de Clientes

Estoque

Prof. p/I. Renda e Cont.Social

Despeesas antecipadas Dividendos a pagar

Total do Ativo não

Circulante Empréstimos Obtidos

Ativo não circulante Contribuições a Recolher

Ativo Realzável a Longo Prazo Duplicatas a Pagar

Investimentos

Terrenos Não destinado a Uso Passivo Não Circulante

Ativo Imbilizado Títulos a Pagar

Imóveis Patrimônio Líquido

(-) Depreciação acumulada Capital

Equipamentos Reserva Legal

(-) Depreciação acumulada Reseva para Expansão

Veículos Lucros a Distribuir

Total do ativo não circulante

Total do Passivo Circulante

Total do Patrimõnio Líquido

Empresa Tamborzé S.A

Balanço Patrimonial em 31-12 X0

Em $ mil

PASSIVO

Passivo Circulante

(38)

Referências Bibliográficas

Bibliografia básica

IUDÍCIBUS S. Et al Manual de Contabilidade Societária- Fipecafi Ed Atlas

Equipe de Professores FEA/USP Contabilidade Introdutória, 11º edição.

Atlas,2011-Livro de exercícios e textos

MARION, J. Carlos. Contabilidade Empresarial. 16. ed. São Paulo: Atlas,

2012.

Bibliografia complementar:

GITMAN, Lawrence J. Princípios de administração financeira. 12. ed.

São Paulo: Pearson, 2010.

IUDÍCIBUS, Sérgio; MARION, José C. Curso de Contabilidade para não

Contadores. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

MARION, José C. Análise das Demonstrações Contábeis. 7. ed. São

Paulo: Atlas, 2012.

MARTINS, Eliseu; DINIZ, Josedilton A.; MIRANDA, Gilberto J. Análise

Avançada das Demonstrações Contábeis. São Paulo: Atlas, 2012.

Referências

Documentos relacionados

Torna público que, para os efeitos do disposto nos artigos 99.º e se- guintes do novo Código do Procedimento Administrativo e em sequência da deliberação n.º 036/2016 — CMS,

• Projetos guarda-chuva abrigam projetos da pós e da graduação • Projetos de Extensão com participação de alunos da graduação • Intercâmbio internacional

• O próximo passo na história dos computadores (ano de 1642), ocorreu quando um francês de 18 anos de nome Blaise Pascal, inventou a primeira máquina de somar: PASCALINA, a

Computador de Grande Porte ou mainframe Estes computadores, que geralmente têm muitos terminais ligados a eles, são usados para controlar quantidades imensas de informações de

Porém se o paciente apresenta estenose carotídea e é assintomático (sem AVC/AIT prévio ipsilateral a estenose), na maior parte dos casos o tratamento é clínico,

Depois de ativar a captura de tráfego na interface usada para comunicar com o servidor, filtre o tráfego capturado para observar apenas os protocolos que lhe interessam (Telnet ou

✓ 01 Caderno Capa dura de desenho com margem 100 folhas, com identificação do aluno e da frente Desenho Geométrico. ✓ 1 Caderno de desenho e cartografia 96 folhas capa

To achieve this purpose, the impact of FR in mice receiving HFD or HCD during 56 days on serum levels of basic fibroblast growth factor (FGF-basic), granulocyte-