PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ESTRATÉGIA COMPETITIVA DE MICHAEL PORTER

Texto

(1)

ESTRATÉGIA COMPETITIVA DE

MICHAEL PORTER

(2)

Baseia-se em três conceitos essenciais:

As cinco forças competitivas

As estratégias competitivas genéricas

A cadeia de Valor

(3)

"A meta da estratégia competitiva é

encontrar uma posição no setor onde

a empresa possa se defender melhor

dessas

forças

competitivas

ou

influenciá-las a seu favor".

Quanto

menores as forças, maiores serão as

chances de desempenho superior.

Estratégias competitivas de Porter

(4)

Estratégias competitivas de Porter

ENTRANTES POTENCIAIS PODER DOS CLIENTES PODER DOS FORNECEDORES PRODUTOS SUBSTITUTOS RIVALIDADE NA INDÚSTRIA

(5)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes

A primeira força competitiva de Porter trata da facilidade ou dificuldade que um novo concorrente pode sentir ao começar a fazer negócios em um setor. Obviamente, quanto mais difícil for a entrada, menor será a concorrência e maior a probabilidade de lucros a longo prazo. Porter identifica sete barreiras que dificultam a entrada de novos concorrentes no mercado

Estratégias competitivas de Porter

(6)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes Barreiras Economia de escala Diferenciação de produto Exigência de capital Custo de troca

Acesso a canais de distribuição

Desvantagens de custo independentes da escala Políticas governamentais

Estratégias competitivas de Porter

(7)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes

Barreiras

Economia de escala

Derivam de melhorias de eficiência nas suas operações:

Estratégias competitivas de Porter

AS CINCO FORÇAS COMPETITIVAS

Volume

Produção unitario total unitario total unitario total 1.000 5,00 5.000,00 8,00 8.000,00 13,00 13.000,00 1.200 5,00 6.000,00 6,67 8.000,00 11,67 14.000,00 1.500 5,00 7.500,00 5,33 8.000,00 10,33 15.500,00

(8)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes

Barreiras

Diferenciação de Produtos

Os clientes valorizam a exclusividade do produto

Os clientes tendem a se tornarem fiéis: ao produto

a empresa

Estratégias competitivas de Porter

(9)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes

Barreiras

Exigência de Capital

Necessidade de recursos financeiros: Instalações físicas

Atividades de marketing

Pesquisa e desenvolvimento

Estratégias competitivas de Porter

(10)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes

Barreiras

Custo de troca ou mudança

Custos incorridos quando o cliente compra de outro fornecedor.

Próprio bem ou serviço Adaptações

Treinamentos

Estratégias competitivas de Porter

(11)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes

Barreiras

Acesso a canais de distribuição

As empresas participantes do “setor” criam meios eficazes de distribuição. (barreiras)

Transporte

Armazenamento Comercialização

Estratégias competitivas de Porter

(12)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes

Barreiras

Desvantagens de custo independentes da escala

Vantagens de custo que novos entrantes não conseguem replicar

Tecnologia proprietária Acesso a matéria prima Subsídios governamentais

Estratégias competitivas de Porter

(13)

Força competitiva 1: ameaça de novos concorrentes Barreiras Políticas Governamentais Exigências de licenciamento Emissoras de Radio e TV Instituições Financeiras Aviação Telecomunicações Energia

Estratégias competitivas de Porter

(14)

Força competitiva 2: pressão de produtos substitutos

Está relacionada à facilidade com a qual o comprador pode substituir um tipo de produto ou serviço por outro. Porter observa que os substitutos tornam-se particularmente uma ameaça não apenas quando oferecem uma fonte alternativa para o comprador, mas também quando proporcionam uma melhoria significativa na relação preço/desempenho.

Estratégias competitivas de Porter

(15)

Força competitiva 3: poder de barganha dos clientes

compram em grandes volumes, o que lhes permite exigir melhores preços unitários.

Compram produtos padronizados ou commodities Enfrentam custos de troca

Baixos lucros

Muita preocupação com a qualidade do produto Detentores de informações

Estratégias competitivas de Porter

(16)

Força competitiva 4: poder de barganha dos fornecedores

os grupos de fornecedores serão poderosos caso existam as seguintes condições:

Pouca ou nenhuma dependência do cliente Produtos únicos – de difícil substituição

Produtos importantes para o negócio

Estratégias competitivas de Porter

(17)

Força competitiva 5: rivalidade entre os concorrentes

O nível de competição é moldado pela rivalidade existente entre os competidores.

Concorrentes numerosos e iguais em poder e porte Crescimento do setor é lento

Custos fixos altos ou produto perecível

Barreiras de saída alta - ativos especializados Lucros em declínio coma maturação do setor

Estratégias competitivas de Porter

Imagem

Referências