• Nenhum resultado encontrado

EXPLIQUE um fator que tenha levado os membros da Marinha a se rebelarem contra o governo de Floriano Peixoto.

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "EXPLIQUE um fator que tenha levado os membros da Marinha a se rebelarem contra o governo de Floriano Peixoto."

Copied!
5
0
0

Texto

(1)

PARA A VALIDADE DO QiD, AS RESPOSTAS DEVEM SER APRESENTADAS EM FOLHA PRÓPRIA, FORNECIDA PELO COLÉGIO, COM DESENVOLVIMENTO E SEMPRE A TINTA. TODAS AS QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA DEVEM SER JUSTIFICADAS.

DATA DE ENTREGA: 27 / 07 / 2016

QiD 6 – 3ª SÉRIE/PRÉ - VESTIBULAR – PARTE 2 – HISTÓRIA

1. (1,0)

A proclamação da República no Brasil, em 1889, instituiu a necessidade de revisão dos símbolos nacionais. A nova bandeira, por exemplo, expressou rupturas e continuidades, bem como a valorização de determinadas ideias para o novo regime.

APONTE a corrente político-filosófica que interferiu na remodelação da bandeira brasileira e o argumento dessa corrente para a condenação do regime monárquico.

2. (1,0) Poucos anos após sua proclamação, a república no Brasil já sofria contestações. A Revolta da Armada, que eclodiu no governo de Floriano Peixoto, refletiu as insatisfações decorrentes da implantação do sistema republicano no país, somando-se a outras rebeliões como a Federalista, ocorrida na mesma época, no Rio Grande do Sul. Esta última, apesar de ser uma rebelião regional, também foi influenciada pelas tensões políticas que caracterizaram esse governo.

EXPLIQUE um fator que tenha levado os membros da Marinha a se rebelarem contra o governo de Floriano Peixoto.

3. (1,0) "O instrumento clássico de legitimação de regimes políticos no mundo moderno é, naturalmente, a ideologia, a justificação racional da organização do poder. Havia no Brasil pelo menos três correntes que disputavam a definição da natureza do novo regime: o liberalismo à americana [Alberto Salles], o jacobinismo à francesa [Floriano Peixoto] e o positivismo [Miguel Lemos]. As três correntes combateram-se intensamente nos anos iniciais da República, até a vitória da primeira delas, por volta da virada do século"

CARVALHO, J. M. de. A Formação das Almas - o imaginário da República no Brasil. S. Paulo, Companhia das Letras, 1990, p. 9. (Adaptado)

Com base no texto, ANALISE o projeto de República proposto por pelo menos uma das correntes mencionadas.

4. (1,0) A destruição de Canudos se deveu menos ao antirrepublicanismo do Conselheiro do que a fatores como a atuação da Igreja contra o catolicismo pouco ortodoxo dos beatos e as pressões dos proprietários de terras contra Canudos, cuja expansão trazia escassez de mão de obra e rompia o equilíbrio político da região.

Roberto Ventura, Euclides da Cunha. Esboço biográfico. Adaptado.

(2)

QiD 6 – 3ª SÉRIE/PRÉ - VESTIBULAR – PARTE 2 – HISTÓRIA

5. (1,0) Leia, com atenção, os versos da composição "O Mestre-sala dos mares", de Aldir Blanc e João Bosco e depois responda ao que se pede.

"Há muito tempo,

nas águas da Guanabara, o dragão do mar reapareceu, na figura de um bravo marinheiro a quem a história não esqueceu. Conhecido como Almirante Negro, A Tinha a dignidade de um mestre-sala. (...)

Rubras cascatas

Jorravam das costas dos negros Entre cantos e chibatas,

Inundando o coração do pessoal do porão

que, a exemplo do marinheiro, gritava: não!"

IDENTIFIQUE o movimento ao qual a composição acima se refere e EXPLIQUE suas motivações.

6. (1,0) O número dos bandos de cangaceiros assume às vezes proporções assombrosas, mui especialmente

quando se destinam à tomada duma vila ou cidade. Centenas de criminosos apoderaram-se do Crato, no Ceará, e de Alagoa do Monteiro, na Paraíba. Duzentos homens atacaram Tamboril, no sertão cearense. Quinhentos bandidos saquearam a cidade paraibana de Patos. Trezentos incendiaram a cidade cearense de Aurora. Quatrocentos derrotaram a polícia da Paraíba em Carrapateira, Amparo e Monteiro, ameaçando tocar fogo na vila do Teixeira, violar as mulheres e sangrar os homens. (...)

(Gustavo Barroso, 1917 apud Gregg Narber, Entre a Cruz e a Espada: violência e misticismo no Brasil rural)

ANALISE as condições históricas que intensificaram o fenômeno do Cangaço, nas primeiras décadas do século XX.

7. (1,0) Maria Isaura Pereira de Queirós resumiu da seguinte forma a estrutura coronelista como fundamento do poder político da Primeira República no Brasil:

A pergunta: "Quem é você?" recebia invariavelmente a resposta: "Sou gente do coronel fulano". Esta maneira de redarguir dava imediatamente a quem ouvia as coordenadas necessárias para conhecer o lugar sócio-econômico do interlocutor, além de sua posição política. O termo "gente" indicava primeiramente que não se tratava de alguém do mesmo nível que o "coronel" ou sua família; caso contrário, o parentesco seria invocado logo de início para situar o indivíduo dentro do grupo (diria por exemplo "sou primo do coronel Fulano").

QUEIRÓS, M. I. P. de. "O coronelismo numa interpretação sociológica." In: Fausto, Boris (org.). História Geral da Civilização Brasileira. v. 8. São Paulo: Difel, 1985, p. 185.

APONTE duas características do coronelismo.

8. (1,0) "Não ocultemos: o proletariado protesta porque o proletariado está organizado e sindicalizado, pode ter resistência e ação direta. Mas se todas as classes estivessem organizadas (...) por instigamento da sua situação precária, neste momento não seria o operariado que protestaria só, mas toda a Nação Brasileira que se levantaria esquálida, faminta, ameaçada de necessidades negras (...)"

(Discurso de Maurício de Lacerda, deputado e advogado dos trabalhadores, em sessão da Câmara dos Deputados do dia 26 de julho de 1917)

No Brasil, o movimento operário e sindical constituiu-se ao longo da Primeira República (1889-1930), enfrentando dificuldades de toda ordem, tais como as más condições de vida, a insensibilidade das classes patronais e o preconceito das elites políticas do país.

Liderado pelos anarco-sindicalistas, pelo menos até 1917, esse movimento conheceu modificações a partir dos anos 30, mantendo essas novas características até a década de, 70.

EXPLIQUE uma razão do crescimento do movimento operário na 1a República.

(3)

QiD 6 – 3ª SÉRIE/PRÉ - VESTIBULAR – PARTE 2 – HISTÓRIA

9. (1,0) Observe a figura abaixo.

A Conferência de Berlim (1884) e a subsequente “Partilha da África” pelas potências europeias tiveram um papel fundamental na transição de uma dominação informal para um colonialismo bastante agressivo, o chamado “novo imperialismo”.

Uma das principais características desse novo imperialismo foi

(A) o convívio pacífico entre africanos e europeus, com ampla extensão de direitos políticos e sociais aos primeiros, nas regiões colonizadas.

(B) o fomento ao processo de descolonização da África, iniciado na década de 1830 e encerrado na década de 1890, com amplo apoio das principais potências europeias.

(C) a exploração econômica direta dos territórios ocupados e a criação de estruturas coloniais de administração excludentes e violentas.

(D) a dominação indireta, pelas potências europeias, das regiões colonizadas, restrita somente a 10% de todo o território africano.

(E) a limitação do imperialismo europeu somente à África e a exclusão da Ásia e da Oceania das pretensões imperiais das potências em disputa.

10. (1,0) A Primeira Guerra Mundial foi um conflito de enormes proporções, ocorrido entre 1914 e 1918, que envolveu quase todo o continente europeu e várias outras regiões do mundo. Sobre esse conflito é correto afirmar que

(A) a disputa por regiões coloniais acirrou as rivalidades entre as grandes potências, levando ao fim grandes alianças, como é o caso do desmantelamento da Tríplice Entente.

(B) a chamada “paz armada” foi imposta ao final do conflito, quando os países europeus já encontravam-se desgastados com a guerra, com o objetivo de cessar os combates e evitar novos conflitos.

(C) a entrada dos Estados Unidos, com seu apoio econômico e militar, ao lado da Entente, foi fundamental para a derrota da Tríplice Aliança.

(D) o assassinato de Francisco Ferdinando, herdeiro do trono austro-húngaro, levou o Império austríaco, juntamente com a Rússia, a declarar guerra à Sérvia, dando início ao conflito.

(E) ao final do conflito, a Alemanha impôs à França a devolução dos territórios da Alsácia-Lorena, ricos em minério de ferro e carvão.

(4)

PARA A VALIDADE DO QiD, AS RESPOSTAS DEVEM SER APRESENTADAS EM FOLHA PRÓPRIA, FORNECIDA PELO COLÉGIO, COM DESENVOLVIMENTO E SEMPRE A TINTA. TODAS AS QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA DEVEM SER JUSTIFICADAS.

DATA DE ENTREGA: 27 / 07 / 2016

QiD 6 – 3ª SÉRIE/PRÉ - VESTIBULAR – PARTE 2 – GEOGRAFIA

Texto para as questões 01 e 02

“Em 1883, a violenta erupção do vulcão indonésio de Krakatoa riscou do mapa a ilha que o abrigava e deixou em seu rastro 36 mil mortos e uma cratera aberta no fundo do mar. Os efeitos da explosão foram sentidos até na França; barômetros em Bogotá e Washington enlouqueceram; corpos foram dar na costa da África; o estouro foi ouvido na Austrália e na Índia”.

(S. Winchester, Krakatoa – o dia em que o mundo explodiu. Rio de Janeiro: Objetiva, 2003, contracapa.)

1. (1,0) Por que no sudeste da Ásia, onde se localiza a Indonésia, há ocorrência de vulcões? Por que as encostas de vulcões normalmente são densamente povoadas?

2. (1,0) Por que a atividade vulcânica deste tipo de vulcão pode causar o resfriamento nas temperaturas médias em toda a Terra?

Observe a imagem, leia o texto e responda as questões 03 e 04.

(http://revistaescola.abril.com.br)

De acordo com a teoria das placas tectônicas, a crosta terrestre está dividida em placas de espessura média de 150 km, que flutuam sobre o substrato pastoso, a astenosfera.

(Almeida e Rigolin, 2005. Adaptado.)

3. (1,0) Qual a relação existente entre a teoria da deriva dos continentes e a teoria das placas tectônicas? 4. (1,0) Quais são os três tipos de limites entre as placas tectônicas?

Texto para as questões 05 e 06

Rocha é um agregado natural composto por um ou vários minerais e, em alguns casos, resulta da acumulação de materiais orgânicos. As rochas são classificadas como ígneas metamórficas ou sedimentares.

5. (1,0) Quais são os processos de formação das rochas metamórficas?

6. (1,0) A Região Sul do Brasil destaca-se na produção de carvão mineral, que é extraído de rochas sedimentares do período Carbonífero. Que condições ambientais permitiram a acumulação desse material orgânico e que processos levaram à posterior formação do carvão mineral?

(5)

QiD 6 – 3ª SÉRIE/PRÉ - VESTIBULAR – PARTE 2 – HISTÓRIA

Texto para as questões 07 e 08

Clima corresponde à sequência cíclica das variações das condições atmosféricas, no decorrer do ano. É essa sequência que nos permite afirmar o tipo climático de alguma região. Por influência de alguns fatores, o clima não é o mesmo em todo o planeta.

7. (1,0) Quais são os elementos que compõem o clima? 8. (1,0) Quais os principais fatores modificadores do clima?

9. (1,0) O El Niño é um fenômeno decorrente de um processo natural, envolvendo os sistemas atmosférico e oceânico. A sua ocorrência implica em diferentes tipos e níveis de impactos em diversas regiões do planeta. Tendo o El Niño como referência, apresente uma consequência socioambiental decorrente da influência desse fenômeno para a população na região Sul do território brasileiro e explique por que esse fenômeno causa a consequência apresentada.

10. (1,0)

As chuvas de monções são fenômenos naturais que acontecem de forma recorrente no Paquistão e em seus países vizinhos.

Aponte o continente e a atividade econômica mais afetada por esse fenômeno. Explique também o mecanismo dessas chuvas no verão.

Referências

Documentos relacionados

Entrar no lar, pressupõem para alguns, uma rotura com o meio ambiente, material e social em que vivia, um afastamento de uma rede de relações sociais e dos seus hábitos de vida

Este estudo tem o intuito de apresentar resultados de um inquérito epidemiológico sobre o traumatismo dento- alveolar em crianças e adolescentes de uma Organização Não

5 “A Teoria Pura do Direito é uma teoria do Direito positivo – do Direito positivo em geral, não de uma ordem jurídica especial” (KELSEN, Teoria pura do direito, p..

Tautologia – Quando uma proposição sempre é verdadeira, o que acarreta que toda sua coluna na tabela- verdade possui somente valores Verdadeiros. Contradição – Oposto à

Foi apresentada, pelo Ademar, a documentação encaminhada pelo APL ao INMETRO, o qual argumentar sobre a PORTARIA Nº 398, DE 31 DE JULHO DE 2012 E SEU REGULAMENTO TÉCNICO

Neste trabalho avaliamos as respostas de duas espécies de aranhas errantes do gênero Ctenus às pistas químicas de presas e predadores e ao tipo de solo (arenoso ou

O objetivo do curso foi oportunizar aos participantes, um contato direto com as plantas nativas do Cerrado para identificação de espécies com potencial

II – não obtiver, na disciplina, nota mínima fixada pelo CEPE. O aluno, reprovado por não ter alcançado frequência ou média mínima exigida, deve repetir a disciplina, no