HISTÓRIA - 3 o ANO MÓDULO 58 GUERRA FRIA NA ÁSIA E A DÉCADA DE 1950

19 

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

HISTÓRIA - 3

o

ANO

MÓDULO 58

GUERRA FRIA NA ÁSIA

E A DÉCADA DE 1950

(2)
(3)
(4)
(5)
(6)

Como pode cair no enem

Em 25 de junho de 1950, tropas da Coreia do Norte ultrapassaram o Paralelo 38, que delimitava a fronteira com a Coreia do Sul. Com a aprovação do Conselho de Segurança da ONU, quinze países enviaram tropas em defesa da Coreia do Sul, comandadas pelo general norte-americano Douglas MacArthur. Após três anos de combate, foi assinado um armistício em 27 de julho de 1953, mantendo a divisão entre as Coreias.

(Adaptado de cpdoc.fgv.br) O governo norte-coreano anunciou recentemente que não mais reconheceria o armistício assinado em 1953, o que trouxe novamente ao debate o episódio da Guerra da Coreia. O fator que explica a dimensão assumida por essa guerra na década de 1950 está apresentado em: a) Mundialização do acesso à fontes de energia.

b) Bipolaridade das relações políticas internacionais. c) Hegemonia soviética em países do Terceiro Mundo.

(7)

Como pode cair no enem

Em 25 de junho de 1950, tropas da Coreia do Norte ultrapassaram o Paralelo 38, que delimitava a fronteira com a Coreia do Sul. Com a aprovação do Conselho de Segurança da ONU, quinze países enviaram tropas em defesa da Coreia do Sul, comandadas pelo general norte-americano Douglas MacArthur. Após três anos de combate, foi assinado um armistício em 27 de julho de 1953, mantendo a divisão entre as Coreias.

(Adaptado de cpdoc.fgv.br) O governo norte-coreano anunciou recentemente que não mais reconheceria o armistício assinado em 1953, o que trouxe novamente ao debate o episódio da Guerra da Coreia. O fator que explica a dimensão assumida por essa guerra na década de 1950 está apresentado em: a) Mundialização do acesso à fontes de energia.

b) Bipolaridade das relações políticas internacionais. c) Hegemonia soviética em países do Terceiro Mundo.

d) Criação de multinacionais japonesas no extremo Oriente.

Fixação

1) (FGV) Entre junho de 1950 e julho de 1953, transcorreu a chamada Guerra da Coreia, sobre a qual é correto afirmar:

a) O conflito foi provocado pelos interesses expansionistas do governo sul-coreano, que pro-curava estabelecer sua hegemonia político-militar na região.

b) O conflito foi provocado pela negativa japonesa em aceitar a desmilitarização imposta após a Segunda Guerra Mundial.

c) A ameaça de uma revolução socialista levou o governo da Coreia do Sul a solicitar ajuda norte-americana, o que provocou a reação do governo da Coreia do Norte.

d) Tratou-se de uma guerra civil que resultou na divisão da Coreia em dois Estados indepen-dentes.

e) O conflito teve início com a tentativa de unificação da Coreia sob iniciativa do regime comu-nista da Coreia do Norte, com apoio da China.

(8)

Fixação

2) (UERJ)

O regime comunista da China festeja com orgulho no próximo dia 1º os 50 anos da vitória da revolução que resgatou o país de seu atraso histórico e acabou com 150 anos de humilhação imposta pelas potências imperiais. Mas o futuro já não parece tão promissor.

(Jornal do Brasil, 26/09/99) No dia 1º de outubro de 1949, foi proclamada em Pequim a República Popular da China, assinalando a vitória dos comunistas, liderados por Mao Tsé-tung, sobre os nacionalistas, liderados por Chiang Kai-Shek.

Um dos motivos que explica a vitória é:

a) a postura de Mao Tsé-tung, que deu garantias aos capitais estrangeiros aplicados na China; b) o governo ditatorial estabelecido por Chiang Kai-Shek, que foi tomado pela corrupção; c) a derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial, que enfraqueceu o governo dos nacionalistas; d) a interferência americana a favor dos nacionalistas, que possibilitou a ascensão dos comu-nistas ao poder.

(9)

Fixação

2) (UERJ)

O regime comunista da China festeja com orgulho no próximo dia 1º os 50 anos da vitória da revolução que resgatou o país de seu atraso histórico e acabou com 150 anos de humilhação imposta pelas potências imperiais. Mas o futuro já não parece tão promissor.

(Jornal do Brasil, 26/09/99) No dia 1º de outubro de 1949, foi proclamada em Pequim a República Popular da China, assinalando a vitória dos comunistas, liderados por Mao Tsé-tung, sobre os nacionalistas, liderados por Chiang Kai-Shek.

Um dos motivos que explica a vitória é:

a) a postura de Mao Tsé-tung, que deu garantias aos capitais estrangeiros aplicados na China; b) o governo ditatorial estabelecido por Chiang Kai-Shek, que foi tomado pela corrupção; c) a derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial, que enfraqueceu o governo dos nacionalistas; d) a interferência americana a favor dos nacionalistas, que possibilitou a ascensão dos comu-nistas ao poder.

Fixação

3) (PUC) Leia o seguinte texto sobre a Segunda Guerra Mundial:

Antes mesmo de findar a guerra, as grandes potências [vitoriosas] firmaram acordos sobre seu encerramento, além de definirem partilhas, inaugurando novos confrontos que poderiam desencadear uma hecatombe nuclear.

Considere as alternativas abaixo, relacionando-as com os efeitos dos confrontos citados. I) A Instituição de duas Alemanhas — a República Federal Alemã e a República Democrática Alemã — e a divisão da cidade de Berlim em quatro zonas.

II) O surgimento de dois Estados Coreanos: a República da Coreia e a República Popular Democrática da Coreia do Norte.

III) A divisão do Vietnã em Vietnã do Norte e Vietnã do Sul.

IV) A Conferência de Bandung e a demarcação de áreas de influências europeias. Estão corretas somente:

a) I e II b) III e IV c) I, II e III d) I, II e IV e) II, III e IV

(10)

Fixação

4) (UFRS) Considere as seguintes afirmações sobre o período pós-Segunda Guerra Mundial. I) A constituição do Estado de bem-estar social em diversos países da Europa ocidental resultou das necessidades de proteger as populações atingidas pelo conflito, afastando a perspectiva de revolução social.

II) Na lógica da Guerra Fria, os EUA procuravam limitar a influência soviética sobre o Ocidente, simultaneamente à sua imposição hegemônica no interior do bloco capitalista.

III) No cenário do bloco capitalista, ocorreu a expansão de elementos da lógica da sociedade norte-americana, como o sistema de produção baseado no fordismo e uma cultura de consumo alimentando o sistema produtivo.

Quais estão corretas? a) Apenas I b) Apenas II c) Apenas I e III d) Apenas II e III e) I, II e III Fixação 5) (PUC) Urbanização descontrolada

Na verdade, o grande período da sociedade brasileira foi o pós-guerra, quando é adotado o padrão da sociedade de “bem-estar social”. Esse é o melhor momento tanto em termos de crescimento econômico quanto de crescimento ligado a uma política redistributiva. Foram abertos canais de promoção social, com investimentos públicos em infraestrutura, em serviços de base, educação, saúde e urbanização. Isso perdurou até os fins dos anos 1970, mas a partir daí, o país voltou a patinar e tornou-se cada vez mais concentrador de renda. Como, mesmo com retração econômica, a população continuou a crescer, passamos a ter cada vez mais marginalizados e excluídos. Hoje, o que era um problema social virou um problema de segurança e vivemos o agravamento de um quadro que era excludente. Temos uma situação de confronto entre o contigente de excluídos e aqueles que concentram as possibilidades.

(SEVCENKO, Nicolau. In: Carta capital, 8/10/2003, p. 38)

O período pós-Segunda Guerra Mundial, até os anos 1970, foi marcado por uma série de transformações socio-econômicas e políticas na Europa Ocidental, dentre as quais, o fortalecimento da chamada sociedade de bem- -estar social, que teve intrínsecas relações com:

a) a postura isolacionista dos europeus em relação à política instaurada pelas duas superpotências mundiais durante a Guerra Fria;

b) o processo de privatizações e de desmantelamento do Estado, realizado sob inspiração dos ideólogos do liberalismo econômico;

c) as concessões do Estado às organizações de trabalhadores em razão, dentre outras, do temor à proliferação dos ideais socialistas;

d) a vitória do Estado neoliberal, que eliminou grande parte dos direitos sociais e políticos conquistados pelas organizações sindicais;

e) o intenso intercâmbio comercial realizado com países do Leste Europeu visando, sobretudo, a sua recuperação econômica.

(11)

Fixação

4) (UFRS) Considere as seguintes afirmações sobre o período pós-Segunda Guerra Mundial. I) A constituição do Estado de bem-estar social em diversos países da Europa ocidental resultou das necessidades de proteger as populações atingidas pelo conflito, afastando a perspectiva de revolução social.

II) Na lógica da Guerra Fria, os EUA procuravam limitar a influência soviética sobre o Ocidente, simultaneamente à sua imposição hegemônica no interior do bloco capitalista.

III) No cenário do bloco capitalista, ocorreu a expansão de elementos da lógica da sociedade norte-americana, como o sistema de produção baseado no fordismo e uma cultura de consumo alimentando o sistema produtivo.

Quais estão corretas? a) Apenas I b) Apenas II c) Apenas I e III d) Apenas II e III e) I, II e III Fixação 5) (PUC) Urbanização descontrolada

Na verdade, o grande período da sociedade brasileira foi o pós-guerra, quando é adotado o padrão da sociedade de “bem-estar social”. Esse é o melhor momento tanto em termos de crescimento econômico quanto de crescimento ligado a uma política redistributiva. Foram abertos canais de promoção social, com investimentos públicos em infraestrutura, em serviços de base, educação, saúde e urbanização. Isso perdurou até os fins dos anos 1970, mas a partir daí, o país voltou a patinar e tornou-se cada vez mais concentrador de renda. Como, mesmo com retração econômica, a população continuou a crescer, passamos a ter cada vez mais marginalizados e excluídos. Hoje, o que era um problema social virou um problema de segurança e vivemos o agravamento de um quadro que era excludente. Temos uma situação de confronto entre o contigente de excluídos e aqueles que concentram as possibilidades.

(SEVCENKO, Nicolau. In: Carta capital, 8/10/2003, p. 38)

O período pós-Segunda Guerra Mundial, até os anos 1970, foi marcado por uma série de transformações socio-econômicas e políticas na Europa Ocidental, dentre as quais, o fortalecimento da chamada sociedade de bem- -estar social, que teve intrínsecas relações com:

a) a postura isolacionista dos europeus em relação à política instaurada pelas duas superpotências mundiais durante a Guerra Fria;

b) o processo de privatizações e de desmantelamento do Estado, realizado sob inspiração dos ideólogos do liberalismo econômico;

c) as concessões do Estado às organizações de trabalhadores em razão, dentre outras, do temor à proliferação dos ideais socialistas;

d) a vitória do Estado neoliberal, que eliminou grande parte dos direitos sociais e políticos conquistados pelas organizações sindicais;

e) o intenso intercâmbio comercial realizado com países do Leste Europeu visando, sobretudo, a sua recuperação econômica.

(12)

Fixação

6) (PUC)

O fim do bloqueio a Berlim em maio de 1949 não impediu que os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e a França mantivessem sua firme presença nos setores de ocupação ocidental da cidade. A partir daí, as fronteiras da Guerra Fria ficaram congeladas na Europa por mais de uma geração. (...) Relutantes em alterar o status quo europeu do pós-guerra (...) em função do alto custo das mudanças para ambos os lados (...) o campo de batalha da Guerra Fria foi deslocado para a Ásia e o Oriente Médio.

(Adaptado de PAXTON, Robert O. Europe in the 20th Century, p. 557-8.) Considerando o texto apresentado:

a) Cite 2 (dois) exemplos de conflitos asiáticos que exemplifiquem o deslocamento das maiores tensões da Guerra Fria para a Ásia e o Oriente Médio;

b) Explique de que forma ou a partir de que mecanismo foram mantidas, no continente euro-peu, as respectivas áreas de influência das duas principais potências durante a Guerra Fria.

Fixação

7) (UERJ)

NÚMERO DE EMPRESAS ENTRE AS 500 MAIORES DO MUNDO POSIÇÃO/PAÍS 1993 2008 1o EUA 159 140 2o JAPÃO 135 68 3o FRANÇA 26 40 4o ALEMANHA 32 39 5o CHINA 0 37 6o REINO UNIDO 41 26

Distribuição de renda na China (percentual sobre o total da renda nacional) Ano 20% mais pobres 60% inter-mediários 20% mais ricos 10% mais ricos 1992 6,2 49,9 43,9 26,8 2005 5,7 46,5 47,8 31,4

(Adaptado de SENE, Eustáquio e MOREIRA, João C. Geografia geral e do Brasil. São Paulo. Scipione, 2010.) Há trinta anos, a República Popular da China iniciou uma política de reformas da econo-mia planificada implantada por Mao Tsé-tung. A partir da análise dos dados das tabelas, duas transformações socioeconômicas resultantes dessa política reformista são:

a) Liderança tecnológica — redução dos lucros empresariais. b) Estatização da produção — ampliação de leis previdenciárias. c) Diversificação industrial — restrição dos direitos trabalhistas. d) Concentração de capital — aumento das desigualdades sociais.

(13)

Fixação

6) (PUC)

O fim do bloqueio a Berlim em maio de 1949 não impediu que os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e a França mantivessem sua firme presença nos setores de ocupação ocidental da cidade. A partir daí, as fronteiras da Guerra Fria ficaram congeladas na Europa por mais de uma geração. (...) Relutantes em alterar o status quo europeu do pós-guerra (...) em função do alto custo das mudanças para ambos os lados (...) o campo de batalha da Guerra Fria foi deslocado para a Ásia e o Oriente Médio.

(Adaptado de PAXTON, Robert O. Europe in the 20th Century, p. 557-8.) Considerando o texto apresentado:

a) Cite 2 (dois) exemplos de conflitos asiáticos que exemplifiquem o deslocamento das maiores tensões da Guerra Fria para a Ásia e o Oriente Médio;

b) Explique de que forma ou a partir de que mecanismo foram mantidas, no continente euro-peu, as respectivas áreas de influência das duas principais potências durante a Guerra Fria.

Fixação

7) (UERJ)

NÚMERO DE EMPRESAS ENTRE AS 500 MAIORES DO MUNDO POSIÇÃO/PAÍS 1993 2008 1o EUA 159 140 2o JAPÃO 135 68 3o FRANÇA 26 40 4o ALEMANHA 32 39 5o CHINA 0 37 6o REINO UNIDO 41 26

Distribuição de renda na China (percentual sobre o total da renda nacional) Ano 20% mais pobres 60% inter-mediários 20% mais ricos 10% mais ricos 1992 6,2 49,9 43,9 26,8 2005 5,7 46,5 47,8 31,4

(Adaptado de SENE, Eustáquio e MOREIRA, João C. Geografia geral e do Brasil. São Paulo. Scipione, 2010.) Há trinta anos, a República Popular da China iniciou uma política de reformas da econo-mia planificada implantada por Mao Tsé-tung. A partir da análise dos dados das tabelas, duas transformações socioeconômicas resultantes dessa política reformista são:

a) Liderança tecnológica — redução dos lucros empresariais. b) Estatização da produção — ampliação de leis previdenciárias. c) Diversificação industrial — restrição dos direitos trabalhistas. d) Concentração de capital — aumento das desigualdades sociais.

(14)

Proposto

1) (UFF) Escolha a opção que indica corretamente algumas das consequências da Guerra da Coreia (1950-53) para a própria Coreia:

a) O Japão teve de retirar-se da Coreia – que ocupava desde 1910 — e os coreanos proclamaram sua independência.

b) O presidente da Coreia do Sul, Singman-Ri, renunciou por não aceitar as condições do armistício que concluiu a guerra.

c) Os chineses ocuparam a Coreia do Norte e os Estados Unidos fizeram o mesmo na Coreia do Sul, por decisão do armistício de 1953.

d) O armistício que pôs fim à guerra manteve a divisão do país, decidida em 1945; a fronteira entre Coreia do Norte e Coreia do Sul transformou-se em zona desmilitarizada.

e) A China, que reconhecera desde 1895 a independência da Coreia, reocupou a península coreana após o término da guerra de 1950-53.

(15)

Proposto

1) (UFF) Escolha a opção que indica corretamente algumas das consequências da Guerra da Coreia (1950-53) para a própria Coreia:

a) O Japão teve de retirar-se da Coreia – que ocupava desde 1910 — e os coreanos proclamaram sua independência.

b) O presidente da Coreia do Sul, Singman-Ri, renunciou por não aceitar as condições do armistício que concluiu a guerra.

c) Os chineses ocuparam a Coreia do Norte e os Estados Unidos fizeram o mesmo na Coreia do Sul, por decisão do armistício de 1953.

d) O armistício que pôs fim à guerra manteve a divisão do país, decidida em 1945; a fronteira entre Coreia do Norte e Coreia do Sul transformou-se em zona desmilitarizada.

e) A China, que reconhecera desde 1895 a independência da Coreia, reocupou a península coreana após o término da guerra de 1950-53.

Proposto

2) (UFF) Derrotado pelos EUA em 1945, o Japão soube se recuperar economicamente, a partir dos anos 50, a ponto de se transformar numa das principais potências capitalistas do mundo contemporâneo.

Foi o chamado “Milagre Japonês”.

a) Identifique o fato que levou à rendição incondicional do Japão em 1945. b) Defina e explique o “Milagre Japonês”.

(16)

Proposto

3) (UFF) Apesar do objetivo da união econômica e monetária ser uma ideia antiga na história da Europa, somente em tempos recentes ganhou concretude e materialidade.

Face ao enunciado, numere a coluna A de acordo com a coluna B:

COLUNA A (1) Tratado de Roma (2) Itália e Luxemburgo (3)Tratado de Maastricht (4) Portugal e Espanha (5) Inglaterra e Dinamarca COLUNA B

( ) Países que ingressaram na CEE em 1986 ( ) Estabelece a Comunidade Econômica Europeia ( ) Dois dos países fundadores da CEE

( ) Estabelece a União Europeia

Assinale a opção que contém a numeração na ordem correta.

a) 2, 1, 4, 3 d) 4, 3, 2, 1

b) 2, 3, 5, 1 e) 4, 1, 5, 3

(17)

Proposto

3) (UFF) Apesar do objetivo da união econômica e monetária ser uma ideia antiga na história da Europa, somente em tempos recentes ganhou concretude e materialidade.

Face ao enunciado, numere a coluna A de acordo com a coluna B:

COLUNA A (1) Tratado de Roma (2) Itália e Luxemburgo (3)Tratado de Maastricht (4) Portugal e Espanha (5) Inglaterra e Dinamarca COLUNA B

( ) Países que ingressaram na CEE em 1986 ( ) Estabelece a Comunidade Econômica Europeia ( ) Dois dos países fundadores da CEE

( ) Estabelece a União Europeia

Assinale a opção que contém a numeração na ordem correta.

a) 2, 1, 4, 3 d) 4, 3, 2, 1

b) 2, 3, 5, 1 e) 4, 1, 5, 3

c) 4, 1, 2, 3

Proposto

4) (UFF) A Revolução Chinesa trouxe à história do mundo contemporâneo uma experiência inédita: a vitória de um amplo movimento de base camponesa, contrariando as teorias sobre as revoluções socialistas que acentuavam o papel fundamental do proletariado urbano. a) Mencione duas conquistas alcançadas pela Revolução Chinesa.

(18)

Proposto

5) (UERJ) O ano de 1946 traz de volta as eleições para o cenário político brasileiro, com o fim do Estado Novo. O governo Dutra (1946-51), contudo, reflete sua participação nos quadros da Guerra Fria, caracterizada pela Doutrina Truman e pelo Plano Marshall.

a) Explique o significado do Plano Marshall, relacionando-o ao surgimento da Guerra Fria. b) Cite dois acontecimentos ocorridos durante o governo Dutra que evidenciem a influência do contexto da Guerra Fria.

(19)

Proposto

5) (UERJ) O ano de 1946 traz de volta as eleições para o cenário político brasileiro, com o fim do Estado Novo. O governo Dutra (1946-51), contudo, reflete sua participação nos quadros da Guerra Fria, caracterizada pela Doutrina Truman e pelo Plano Marshall.

a) Explique o significado do Plano Marshall, relacionando-o ao surgimento da Guerra Fria. b) Cite dois acontecimentos ocorridos durante o governo Dutra que evidenciem a influência do contexto da Guerra Fria.

Proposto

6) (UNICAMP)

Um dos exemplos do estado de pânico total que dominou a sociedade norte-americana naqueles anos iniciais da década foi a “cruzada anticomunista” que levou o nome de Ma-carthismo por causa do senador Joseph MacCarthy.

(FENELON, Dea. A Guerra Fria,1983) Explique o que foi o Macarthismo e as suas relações com a Guerra Fria.

Imagem

Referências

temas relacionados :