Boletim Técnico - M + O) n -SO 3 CH 2

Texto

(1)

DESCRI ÇÃO

A linha ALKOPON é com post a por sais de sódio, am ônio e t riet anolam ina de álcool laurílico sulfat ado e álcool laurílico et oxilado sulfat ado, de fórm ula geral:

R- O( CH2CH2O) n-SO3- M+ em que : R = cadeia graxa de álcool laurílico

n = núm ero m édio de m oles de óxido de etileno M = tipo de sal ( Na, NH4, TEA)

O grau de et oxilação e o t ipo de sal de neut ralização ( sódio, am ônio ou t riet anolam ina) proporcionam a cada produto desta linha características diferenciadas, que perm item escolher o produt o ideal para cada aplicação.

A linha ALKOPON é const it uída pelos seguint es produt os:

Produto Descrição Quím ica Nom e I NCI ( CTFA) Nº CAS ALKOPON N Lauril Éter Sulfato de Sódio 27% Sodium Laureth-2 Sulfate 9004-82-4 ALKOPON CN Lauril Éter Sulfato de Sódio 70% Sodium Laureth-2 Sulfate 9004-82-4

ALKOPON NS Lauril Sulfato de Sódio 30% Sodium Lauryl Sulfate 151-21-3 ALKOPON NSA Lauril Sulfato de Sódio 30% Sodium Lauryl Sulfate 15-21-3

ALKOPON T (1) Lauril Sulfato de

Trietanolamina 40% TEA Lauryl Sulfate 139-96-8 ALKOPON TE (1) Lauril Éter Sulfato de

Trietanolamina 32% TEA Laureth-2 Sulfate 27028-82-6 ALKOPON A Lauril Sulfato de Amônio 28% Ammonium Lauryl Sulfate 2235-54-3 ALKOPON AE (1) Lauril Éter Sulfato de Amônio

28%

Ammonium Laureth-2 Sulfate 32612-48-9 ALKOPON MA 28 Lauril Sulfato de Amônio/ Lauril

Éter Sulfato de Amônio 28%

Ammonium Lauryl Sulfate/ Ammonium Laureth-2 Sulfate

2235-54-3 32612-48-9 ALKOPON MA 270 Lauril Sulfato de Amônio/ Lauril

Éter Sulfato de Amônio 70%

Ammonium Lauryl Sulfate/ Ammonium Laureth-2 Sulfate

2235-54-3 32612-48-9

( 1) Fornecim ento sob consult a

CTFA: Cosm et ic, Toilet ry and Fragance Associat ion I NCI : I nt ernat ional Nom enclat ure Cosm et ic I ngredient

APLI CAÇÃO

Os produtos da linha ALKOPON apresentam , em sua m olécula, um a parte hidrófoba proveniente da cadeia graxa do álcool laurílico, e um a parte hidrófila form ada pelos grupos sulfat o ou ét er sulfat o ( no caso de lauril ét er sulfat os) .

Esta estrutura confere à linha ALKOPON excelente solubilidade em água, detergência, poder espum ante, em ulsionante e espessante na presença de eletrólitos ( NaCl e NH4Cl). Devido a estas propriedades, os produtos da linha ALKOPON são os principais tensoativos

(2)

Os produtos da linha ALKOPON at uam em sinergia com produt os da linha ALKOLAN CO ( alcanolam idas) , ALKONI X ( sulfosuccinat os) , TWEEN ( ést eres de sorbit an et oxilados) e ALKOLAN CP 30 ( cocoam idopropil betaína) , o que possibilit a obt er form ulações de alt o desem penho.

ALKOPON N é norm alm ent e ut ilizado em form ulações de xam pus, sabonet es líquidos e banhos de espum a na faixa de concentração de 10 a 30% , sendo o principal tensoativo usado nesta aplicação.

ALKOPON CN é a versão concent rada de ALKOPON N, e para ut ilizá- lo é im port ant e observar o procedim ent o corret o de diluição para obter soluções hom ogêneas nas concent rações de uso.

ALKOPON NS é o principal t ensoat ivo ut ilizado com o detergente e espum ante em form ulações de crem es dentais na dosagem de 1 a 5% . Devido ao seu elevado ponto de turvação em relação ao ALKOPON N, recom enda- se utilizar ALKOPON NS em form ulações de xam pus crem osos ou perolados.

ALKOPON NSA é a versão de lauril sulfat o de sódio a 30% isent o de form aldeído. Ut iliza-se o ácido benzóico com o coniliza-servante.

Sais de am ônio com o ALKOPON A e ALKOPON MA 28 e MA 270 têm espum a fina e crem osa e são ideais para form ulações de xam pus indicados para cabelos danificados, tingidos ou com perm anentes, e xam pus 2 em 1. Além disso, são tam bém indicados em form ulações levem ente ácidas, na dosagem de 20 a 30% .

Sais de t riet anolam ina, com o ALKOPON T e ALKOPON TE, são ut ilizados em xam pus condicionadores e xam pus suaves devido ao seu efeito condicionador e m enor irrit abilidade. Norm alm ent e são utilizados em com binação com ALKOPON N para obt er a adequada viscosidade, e a dosagem recom endada é de 10 a 25% .

Para as aplicações aqui citadas, as dosagens dos produtos da linha ALKOPON devem ser definidas em caráter experim ental em cada form ulação. A OXI TENO conta com equipe técnica que poderá auxiliar na definição da dosagem adequada para aplicações específicas. Todos os produtos da linha ALKOPON são produzidos exclusivam ente com álcool laurílico de origem nat ural.

Caract eríst icas Valores Típicos da Linha ALKOPON

N N S / N SA CN T TE AE A MA 2 8 MA 2 7 0 Peso molecular 384 294 384 424 506 381 291 313 313 Aparência, 25°C líquido límpido líquido límpido pastosa líquido límpido líquido límpido líquido límpido líquido límpido líquido límpido pastosa Matéria ativa, % 26 – 28 29 – 30 69 - 71 39 - 41 32 - 34 24 - 26 27,0 – 29,5 27,5 – 29,0 69 - 71 Cloretos, % , máx. 0,12 0,10 0,10 0,5 0,5 0,5 0,3 0,5 0,5 Sulfatos, % , máx. 0,5 0,5 1,5 1,5 1,0 1,0 0,2 1,0 1,0 pH, 10% p/ p, aquoso, 25°C 7,0 - 9,0 8,0 - 9,0(1) 8,56,5 -(1) 6,5 - 8,0 6,0 - 7,5 5,0 - 7,0 5,5 - 6,5 5,0 - 6,0 6,05,0 -(1) Cor Lovibond 51/ 4”, amarelo 1 4,0 - - 6 10 6 10 6 Cor Lovibond 51/ 4”, vermelho 1 0,6 - - 2 1 1 1 1 Ferro, ppm, máx. 3 3 5 - - -

(3)

Caract eríst icas Valores Típicos da Linha ALKOPON N N S / N SA CN T TE AE A MA 2 8 MA 2 7 0 Insulfonatos, % p, máx. 1 1 4 - 1,5 1 1 1,5 2 Densidade, 25°C, g/ cm³ 1,05 - 1,07(2) - - - 1,0 1,02 - Viscosidade, 25º C, BKF 100 100 10000 - 25000(3) 100 100 2000 1500 3000 5000 Ponto de turvação,°C, máx. 0 20 0 0 0 0 15 0 0 Contagem de bactérias, ufc, máx. 10 10 10 - 10 10 10 10 10 Contagem de fungos, ufc, máx. 10 10 10 - 10 10 10 10 10 (1) pH, 25 ° C ( solução aquosa 1% ) (2) Densidade, 20/ 20° C (3) Viscosidade, 20° C, BKF MANUSEI O E ESTOCAGEM

Os produtos da linha ALKOPON têm uso previsto pelo Cosm et ic I ngredient Handbook -

CTFA. Segundo o relat ório sobre segurança dos produt os do CI R( 1) , eles são seguros em

form ulações cosm éticas nas concentrações de uso. Ent retanto, durante seu m anuseio recom enda- se ut ilizar equipam ent os de proteção individual ( EPI ) , com o luvas de PVC, óculos de segurança e avental.

Em casos de contato acidental, agir da seguinte maneira:

• olhos: lavar imediatamente com grande quantidade de água por, no mínimo, 15 minutos; • pele: tirar a roupa contaminada e lavar as regiões atingidas com grande quantidade de

água;

• ingestão: procurar auxílio médico com urgência.

O local onde são m anuseados produtos quím icos deve ser ventilado, ter chuveiros de em ergência e lava- olhos.

Os produtos da linha ALKOPON são de difícil com bustão porém queim am se forem envolvidos pelo fogo. Em cont at o com a água o produto torna- se espum oso. Para resfriar recipientes expostos deve- se utilizar água sob a form a de neblina.

É necessário estocar os produtos da linha ALKOPON em local coberto, seco, longe de fontes de calor e ignição.

ALKOPON N a granel deve ser estocado em tanques de aço inoxidável 304 ou 316, de aço carbono revestido com resina ést er vinílica, t anques de resina poliéster reforçada com fibra de vidro ou m esm o em t anques de poliet ileno.

ALKOPON NS a granel deve ser estocado em tanques de aço inoxidável 304 ou 316, de aço carbono revestido com resina éster vinílica ou tanques de resina poliéster reforçada com fibra de vidro. O produto pode apresentar turvação e separação de fases a tem peraturas abaixo de 20º C, por isso recom enda- se que os tanques sej am providos com recirculação ou serpentina para aquecim ento com água quente at é a tem peratura m áxim a

(4)

ALKOPON A e ALKOPON MA 28 a granel devem ser estocados em tanques de aço inoxidável 304 ou 316, de aço carbono revestido com resina éster vinílica ou tanques de resina poliéster reforçada com fibra de vidro. Estes produtos são viscosos, por isso recom enda- se que os tanques sejam providos com serpentina para aquecim ento com água quente até a tem peratura m áxim a de 40° C.

ALKOPON CN e ALKOPON MA 270 a granel devem ser estocados entre 15 e 40° C. Abaixo de 15° C os produtos tornam - se m uito viscosos para ser bom beados; acim a de 40° C estes produtos são passíveis de hidrólise. Recom enda- se utilizar tanques de aço inoxidável 304 ou 316, tanques de aço carbono revestidos com resina éster vinílica ou tanques de resina poliéster reforçada com fibra de vidro, providos de agitação. Bom bas de deslocam ento positivo, com o bom bas de fuso helicoidal ou de engrenagem , são recom endadas.

A adição de água ao produto a 70% reduz rapidam ente sua m atéria ativa à faixa crítica de 30 a 55% , em que o produto torna- se um gel de difícil dispersão em água. Para evit ar este problem a, o produto deve ser adicionado, lentam ente, sobre água, preferencialm ente aquecida entre 35 e 40° C, sob agitação contínua, m as não vigorosa. Entretanto, a diluição de grandes quantidades do produto pode ser agilizada por sistem as especiais constituídos de m isturadores dinâm icos.

I nform ações adicionais sobre o m anuseio destes produtos estão disponíveis em suas fichas de segurança e podem ser obt idas m ediant e solicit ação.

O prazo de validade dos produtos da linha ALKOPON é de 24 m eses para o ALKOPON N e de 12 m eses para os dem ais, a partir da data de fabricação, desde que m antidos na em balagem original e estocados de form a adequada.

EMBALAGEM

ALKOPON A é fornecido em bom bonas com 50 kg, em tam bores m etálicos com capacidade de 208 L de produto e a granel.

ALKOPON NS A e ALKOPON MA 270 são fornecidos em tam bores m etálicos com capacidade de 208 L de produto, com tam pa rem ovível e a granel.

ALKOPON MA 28 é fornecido em tam bores m etálicos com capacidade de 208 L de produto e a granel.

ALKOPON TE é fornecido em tam bores de polietileno com 200 kg, em bom bonas de polietilenos com 50 kg e a granel.

ALKOPON CN é fornecido em tam bores m etálicos com capacidade de 208 L de produto, com tam pa rem ovível, em m ini contêiner com 940 kg e a granel.

ALKOPON N é fornecido em m ini contêiner com 1000 kg, em bom bonas de polietileno e barricas de fibra com 50 kg, em tam bores de polietileno com 200 kg e a granel.

ALKOPON NS é fornecido em m ini contêiner com 900 kg, em bom bonas de polietileno e barricas de fibra com 50 kg, tam bores de polietileno com 200 kg, e a granel.

(5)

AVI SO AOS USUÁRI OS

O Bolet im Técnico contem inform ações apresentadas de boa fé e fundam entadas no m elhor conhecim ento atual da Oxiteno sobre o assunto. As inform ações têm valor apenas indicat ivo.Quaisquer inform ações com ent adas, inclusive as sugestões de condições de uso dos produtos da Oxiteno, não devem substituir ensaios e verificações experim entais que são indispensáveis para assegurar a adequação do produto a cada aplicação específica. Tam bém , é de responsabilidade do form ulador final respeitar a legislação local e obter todas as autorizações eventualm ente necessárias.

Ao m anusear o produto, é im prescindível consultar a ficha de segurança, obtida por m eio dos canais de atendim ento.

( 1) Font e: CI R - Cosm et ic I ngredient Review, “ Final report of t he safet y and assessm ent of t he Sodium Lauret h Sulfat e and Am m onium Lauret h Sulfat e “ , Journal of t he Am erican College of Toxicology, vol. 2 ( 5) , 1983.

e “ Final repor t of t he Sodium Lauryl Sulfat e and Am m onium Lauryl Sulfat e” , Journal of t he Am erican College of Toxicology, vol. 2 ( 7) , 1983.

ATENDI MENTO A CLI ENTES

Imagem

Referências

temas relacionados :