Avaliação P2 de Microbiologia. Profs Isabela e Daniela. Questões Práticas de Microbiologia

Texto

(1)

Avaliação P2 de Microbiologia Profs Isabela e Daniela

Questões Práticas de Microbiologia GABARITO:

1)A 2)B 3)C 4)B 5)E 6)A

1) O antibiograma é um exame laboratorial muito importante para categorizar as amostras bacterianas em sensíveis, resistentes ou intermediárias aos antimicrobianos. O teste de disco-difusão em ágar é um dos Testes de Suscetibilidade aos Antimicrobianos (TSA).Sobre esse teste, julgue as alternativas abaixo e assinale a correta: (0,5 ponto) a) Os resultados dos TSA devem ser muito bem interpretados pela equipe do laboratório de microbiologia, antes que o relatório final seja emitido ao médico assistente, para que esse último possa fazer a escolha mais adequado do tratamento.

b) Esse teste não é muito utilizado, pois não é confiável, embora seja um método simples em que o antimicrobiano é difundido no meio de cultura a partir do disco de papel-filtro impregnado com a droga.

c) O teste é realizado espalhando-se antimicrobianos líquidos em concentrações fixas, sobre a placa de ágar, após a semeadura do inóculo.As placas são incubadas antes dos resultados serem determinados.

d) O teste fornece resultados quantitativos, já que o médico recebe o relatório final contendo a dosagem do antimicrobiano que deve ser administrada ao paciente.

e) Os diâmetros dos halos de inibição de crescimento ao redor de cada disco são mensurados em milímetros e fornecem informações a respeito da dose que o antimicrobiano deve ser administrado no paciente e qual a via de administração mais adequada.

2) Sobre a interpretação do antibiograma, analise as alternativas abaixo e assinale a correta. (0,5 ponto)

a) Quando o microrganismo pode ser inibido por concentrações do fármaco atingidas quando são administradas doses parenterais máximas, ele é categorizado como sensível.

b) No caso de o microrganismo ser categorizado como intermediário, o antimicrobiano em questão não é a terapia mais adequada, mas o agente pode ser utilizado.

c) Quando o microrganismo é considerado resistente, ele deve ser inibido pelas concentrações atingíveis do fármaco pela via de administração adequada.

d) Quando o microrganismo é considerado resistente, ele deve responder às doses habituais do agente antimicrobiano administrado por via adequada.

e) A escolha adequada do antimicrobiano deve levar em consideração somente o resultado do antibiograma, as propriedades farmacocinéticas e a resposta clínica do respectivo antimicrobiano para erradicar a bactéria nos diversos sítios corpóreos não são muito relevantes.

(2)

3) O exame direto é uma das etapas do exame micológico. Sobre o assunto, julgue os itens que seguem:

I. O exame direto, juntamente com a avaliação clínica da lesão, pode ser utilizado para fornecer um resultado presuntivo.

II. Nessa etapa, a amostra vai sofrer uma série de preparos (fixação, coloração com diferentes soluções de corantes, incubação na temperatura adequada) para só então ser realizada sua avaliação.

III.Pode ser utilizado para auxiliar na escolha dos meios de cultura e condições de incubação.

Assinale a alternativa correta: (0,5 ponto) a) somente I está correta.

b) somente II está correta.

c) somente I e III estão corretas.

d) somente II e III estão corretas.

e) I, II e III estão corretas.

4) O cultivo de fungos é muito importante para se identificar o agente etiológico de determinadas micoses. Sobre o exame micológico, analise as alternativas abaixo: (0,5 ponto)

a) A morfologia das colônias e os testes bioquímicos podem ser utilizados para fornecer um diagnóstico presuntivo e, assim, poder ser iniciado um tratamento primário.

b) A suspeita clínica e o exame direto auxiliam na escolha dos meios de cultura que serão utilizados.

c) Fungos leveduriformes crescem em meio de cultura sólido formando macrocolônias.

d) A diferenciação entre gêneros e espécies fúngicas pode ser obtida pelos achados do exame direto.

e) O diagnóstico final da micose é fornecido pelo laboratório, sem que seja necessária a participação do médico na avaliação dos resultados fornecidos.

5) A imagem abaixo mostra 4 possíveis resultados para a pesquisa de anticorpos contra os dois tipos de HIV (HIV-1 e HIV-2). Assinale a alternativa correta. (0,5 ponto)

a) Figura A: teste inválido.

b) Figura B: teste positivo para HIV-2.

c) Figura C: teste inválido.

d) Figura D: teste negativo.

e) Figura D: teste positivo para HIV-1 e HIV-2.

(3)

6) O teste rápido para HIV é umaalternativa importante para a ampliação do diagnóstico da infecção pelo HIV e trata-se de um teste rápido que não depende de infraestrutura laboratorial.

PORQUE

Sua execução, leitura e interpretação são simples e fáceis, ele não necessita de equipamentos laboratoriais de grande porte e, além disso, o resultado pode ser analisado a olho nu em tempo igual ou inferior a 30 minutos.

Acerca dessas asserções, assinale a opção correta: (0,5 ponto)

a) As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira.

b) As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira.

c) A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma proposição falsa.

d) A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda é uma proposição verdadeira.

e) As duas asserções são proposições falsas.

Questões Teóricas de Microbiologia

7.A, 8.A, 9A, 10B, 11A, 12 A, 13 B 14.A 15 A 16 A 17 A 18A 19 C

7. O esquema abaixo representa a regulação da microbiota intestinal em situação de homeostasia e disbiose. Analise a figura e marque a alternativa correta:

(4)

I. A microbiota intestino contribui criticamente para o desenvolvimento da imunidade intestinal do hospedeiro. Os simbiontes benéficos geralmente controlam a expansão dos patógenos através da indução de respostas imunes regulatórias, envolvendo células T reguladoras.

II. Na IBD, (Inflammatory Bowel Disease) a confluência de fatores ambientais e genéticos pode alterar o equilíbrio entre o hospedeiro imune e o intestino fatores microbianos que provocam inflamação intestinal.

III. Fatores ambientais, como dieta e tratamento antibiótico, podem perturbar o intestino microbiano estrutura da comunidade. Essas alterações podem levar a uma diversidade microbiana global reduzida com perda de simbiontes benéficos e/ou expansão de patobiontes e, em última análise, resulta em uma aderência mucosa melhorada e translocação de bactérias levando ao desenvolvimento de inflamação crônica.

a) I, II e III corretas b) I e II corretas c) I e III corretas d) II e III corretas e) Apenas a III correta

8. O papel integral da microbiota intestinal na resistência à colonização de patógenos entéricos, educando e promovendo a maturação do sistema imunológico do hospedeiro e o metabolismo do hospedeiro, como demonstrado por numerosos estudos nos últimos anos, sublinham a necessidade de compreender os mecanismos subjacentes à miríade de papéis de suporte da microbiota intestinal na saúde humana. Acerca desse tema marque a alternativa correta:

I. Estudos recentes sobre a produção sistêmica de complemento C3 e hemopexina iniciados por IL-22 induzida intestinal, bem como anticorpos IgG sistêmicos induzidos por microbiota que podem potencialmente direcionar agentes patogênicos com antígenos compartilhados, desencadearam um papel anteriormente menos compreendido da microbiota intestinal em combater a infecção sistêmica.

II. Este conhecimento pode ser potencialmente aproveitado no desenvolvimento de tratamento para infecção sistêmica que pode levar a sepses fatal. Muitas vezes, existem muitas outras funções da microbiota intestinal para equipar o hospedeiro para infecção sistêmica que ainda não foi descoberta.

III. Tem havido evidências crescentes que ligam a disbiose intestinal com a manifestação de doenças que envolvem inflamação intestinal crônica, principalmente, doença inflamatória intestinal. A mitigação da inflamação do intestino, a utilização de concorrentes resistentes (probióticos), ou as mudanças nutricionais de manobra (como prebióticos e metais) podem ser abordagens potenciais para restringir as flores de Enterobacterieaceae ou bactérias causadoras de doenças no futuro.

(5)

a) I, II e III corretas b) I e II corretas c) I e III corretas d) II e III corretas e) Apenas a III correta

9. Para diagnóstico diferencial de paracoccidioidomicose, cujas manifestações clínicas estão demonstradas abaixo, é correto que:

a) Deve-se realizar a realizar a reação intradérmica para o antígeno paracoccina.

b) Deve-se realizar a realizar a reação intradérmica para o antígeno coccidiodina.

c) Deve-se realizar cultivo de swab biológico das lesões em meio ágar.

d) Deve-se realizar raio X dos pulmões.

e) Deve-se realizar PCR.

10. Acerca dos vírus HPV, podemos concluir que:

a) O papilomavírus humano (HPV) é um vírus RNA que apresenta tropismo por células epiteliais, causando infecções na pele e nas mucosas.

b) A replicação do HPV ocorre no núcleo das células escamosas e o seu ciclo de vida é diretamente relacionado ao programa de diferenciação da célula hospedeira.

c) Até o momento, foram completamente caracterizados cerca de 100 tipos de HPVs e todos apresentam perfil oncogenético.

d) A manifestação clínica do HPV está relacionado ao surgimento de lesões benignas de pele e mucosas.

e) Trata-se de vírus envelopado, com alta taxa de mortalidade dos acometidos pela infecção viral.

(6)

11. Analise as assertivas abaixo e marque a alternativa verdadeira:

I. Nas lesões benignas, a replicação do genoma viral é extracromossômica.

Nas lesões malignas, o DNA viral encontra-se integrado aos cromossomos da célula hospedeira e não acontece replicação viral.

II. Há inativação da expressão da proteína E2, que funciona como regulador negativo da expressão dos oncogenes E6 e E7.

III. Estes últimos promovem a imortalização celular ao inibirem as proteínas celulares reguladoras do ciclo celular (p53 e pRB), que são fundamentais para supressão tumoral.

a) I, II e III corretas b) I e II corretas c) I e III corretas d) II e III corretas e) Apenas a III correta

12. Acerca da patogenia das infecções virais, podemos afirmar que:

a) O termo virulência refere-se a capacidade do vírus produzir estado patológico no hospedeiro e pode estar relacionado a estirpe viral, quantidade de inóculo inicia e ao local da inoculação.

b) A redução da expressão das moléculas de classe II torna as células susceptíveis à lise mediada por macrófagos.

c) As células NK e os LTCD4 são as principais células efetoras da resposta imune contra a infecção viral.

d) A ativação da via C5 do sistema complemento está relacionada a infecção viral na célula hospedeira e deflagra a formação com complexo MAC na membrana da célula infectada.

e) A resposta deflagrada por NK na defesa do hospedeiro contra a infecção viral é considerada tardia.

13. Acerca da patogenia da infecção fúngica, podemos afirmar que:

a) Os fungos possuem uma parede celular de celulose rígida essencial que determina sua forma e os protege do estresse osmótico e ambiental.

b) Durante a infecção, as paredes celulares dos fungos exibem importantes propriedades biopatológicas, tais como: os componentes de superfície da parede celular medeiam a fixação do fungo a célula hospedeira.

c) Unidades específicas da parede celular dos fungos medeiam a ligação a receptores de reconhecimento de padrões em membranas das células hospedeiras, tais como RIG que estimulam a resposta imune inata.

(7)

d) As glucanas da parede celular e os polissacarídeos da parede celular não são reconhecidas pelas proteínas da cascata do complemento e provocar reação inflamatória.

e) Com o aparecimento dos antibióticos e corticóides para aumentar a sobrevida dos pacientes, estes se tornaram mais resistentes às infecções oportunistas, e, com elas, as infecções fúngicas começaram a ser mais raras.

14. As micoses cutâneas são causadas por fungos que só infectam o tecido queratinizado (pele, cabelos e unhas). Acerca desse tema, podemos concluir que:

I. As espécies de Malassezia são consideradas partes da microbiota cutânea, podendo ser isoladas da pele e do couro cabeludo normais, tendo sido implicadas como causa ou fator contribuinte da dermatite seborreica, hipótese apoiada pela observação de que muitos casos são aliviados pelo tratamento com cetoconazol.

II. A tínea negra é uma infecção superficial crônica e assintomática do extrato córneo, causada pelo fungo dematiáceo Hortaea (Exophiala) werneckii, mais prevalente em regiões costeiras quentes e entre mulheres jovens. As lesões aparecem com pigmentação escura (castanho-negra), frequentemente nas palmas das mãos. O exame microscópico de raspados da pele da periferia da lesão revela a presença de hifas septadas ramificadas e de células leveduriformes em brotamento, com paredes celulares melaninizadas.

III. No diagnóstico por meio do KOH, deve-se utilizar as raspas de pele são misturadas com hidróxido de potássio. O hidróxido de potássio destrói todas as células saudáveis, deixando intactas somente as células fúngicas. Se o hidróxido de potássio destruir todas as células da amostra, isso significará ausência de fungos, e a causa dos sintomas estaria relacionada a outro fator. Caso se confirme a presença de células fúngicas, o médico começará o tratamento para a infecção.

a) I, II e III corretas b) I e II corretas c) I e III corretas d) II e III corretas e) Apenas II correta.

15. A APNC ou aspergilose pulmonar semi-invasiva foi inicialmente descrita por Gefter et al. em 1981 e caracteriza-se por ser uma infecção subaguda, indolente e que leva a um processo destrutivo do pulmão. Observe as imagens abaixo e marque a alternativa correta:

(8)

I. O diagnóstico da APNC é difícil, e não raramente ocorre atraso diagnóstico (média de três meses),(3) contribuindo desta forma para aumentar a morbidade e mortalidade desta doença. A confirmação diagnóstica é feita através da demonstração de invasão do tecido pulmonar por hifas septadas típicas de Aspergillus sp., associada à presença de culturas positivas destas amostras.

II. No campo terapêutico, o antifúngico triazólico itraconazol é uma boa opção atualmente disponível devido a sua ótima eficácia, baixa toxicidade e facilidade de administração. Sua metabolização é feita no fígado, e é excretado pelas vias biliares. Dentre os principais efeitos colaterais estão a intolerância gastrointestinal, hepatotoxicidade e hipersensibilidade.

III. Na paciente, cujo exames estão demonstrados na figura acima, a paciente era de meia-idade e apresentava queixas de tosse produtiva crônica, febre e astenia. Seus achados radiológicos eram de consolidação com cavitação acometendo preferencialmente os lobos superiores, sendo este padrão o mais comumente encontrado de acordo com a literatura médica.

a) I, II e III corretas b) I e II corretas c) I e III corretas d) II e III corretas e) Apenas II correta.

16. As técnicas de hibridização e a reação de polimerização em cadeia (PCR - polimerase chain reaction) são métodos utilizados para a detecção do HPV.

Dentre as técnicas de hibridização utilizadas destacam-se: (Assinale V para as verdadeiras e F para as falsas)

a) ( ) Southern blot, que tem alta especificidade e sensibilidade. Possibilita estimar a quantidade de DNA na lesão. Apresenta limitações em relação à grande diversidade de tipos de HPV, pois não é capaz de detectar o DNA de sequências virais desconhecidas.

(9)

b) ( ) Exame citológico a partir de amostras coletadas do sangue.

c) ( ) Hibridização in situ: utiliza sondas radiomarcadas e permite a localização topográfica do DNA viral nas células e tecidos. Embora a sensibilidade desta técnica seja limitada, é o melhor método para avaliar a distribuição do HPV nas lesões e possibilita a localização viral com outros marcadores.

d) ( ) Captura híbrida não radioativa: é uma técnica segura, de fácil realização e reprodutibilidade, bem como precisa para lesões mucosas

a) V F V V b) V V V V c) F V V V d) V V V F e) V V F F

17. As verrugas são as manifestações clínicas mais comuns e características da infecção pelo HPV. São tumores induzidos por vírus pleomórficos, que acometem diversas localizações, principalmente a pele de extremidades, mucosa, pele genital e mucosas oral e laríngea. Acerca desse tema, é correto afirmar que:

I. O HPV é um vírus com distribuição universal. As verrugas cutâneas são afecções virais muito frequentes, com uma incidência estimada de 7% a 10% na população europeia e de 1% na população americana.

II. Nos imunodeprimidos, por exemplo, nos receptores de transplante renal, esses números aumentam 50 a 100 vezes, chegando a mais de 90% após 15 anos de transplante.Verrugas ocorrem em qualquer idade e a incidência cresce durante a idade escolar, com pico na adolescência e nos adultos jovens.

III. A imunidade mediada por células (IMC) parece ter um papel importante na resposta do hospedeiro ao HPV. Em pacientes com depressão da IMC, como os receptores de transplante renal, os indivíduos com infecção pelo HIV (vírus da imunodeficiência humana) e pacientes com EV, observa-se maior prevalência de verrugas e quadros mais extensos e persistentes.

a) I, II e III corretas b) I e II corretas c) I e III corretas d) II e III corretas e) Apenas II correta.

18. Marque a alternativa correta:

I. As infecções fúngicas são denominadas micoses. Em sua maioria, os fungos patogênicos são exógenos, e a água, o solo e os resíduos orgânicos constituem seus habitats naturais.

II. As micoses de maior incidência - a candidíase e a dermatofitose - são causadas por fungos que fazem parte da microbiota normal, ou que estão altamente adaptados à sobrevida no hospedeiro humano.

III. Por conveniência didática, as micoses podem ser classificadas como superficiais, cutâneas, subcutâneas e sistêmicas, que invadem os órgãos internos. As micoses sistêmicas podem ser causadas por fungos endêmicos (geralmente patógenos primários), ou por fungos ubíquos frequentemente patógenos oportunistas secundários.

a) I, II e III corretas b) I e II corretas c) I e III corretas d) II e III corretas e) III correta

(10)

19. Os vírus são os menores agentes infecciosos (com diâmetro que varia de cerca de 20 nm a cerca de 300 nm) e contêm apenas um tipo de ácido nucleico (RNA ou DNA) como genoma, circundado por um envelope proteico que pode ser delimitado por membrana contendo lipídeo. A unidade infecciosa completa é denominada virion.

Acerca das propriedades gerais dos vírus, podemos concluir que:

a) As glicoproteínas das estruturais dos vírus desempenham várias funções importantes. O principal objetivo é facilitar a transferência do ácido nucleico viral de uma célula hospedeira para outra.

b) Apenas vírus envelopados apresentam estruturas capazes de proteger o genoma viral contra a inativação por nucleases; além disso, participam na fixação da partícula viral a uma célula suscetível e são responsáveis pela simetria estrutural da partícula viral.

c) As proteínas determinam as características antigênicas do vírus. A resposta imunológica protetora do hospedeiro é dirigida contra determinantes antigênicos das proteínas ou glicoproteínas expostas na superfície da partícula viral.

d) Algumas proteínas de superfície também podem exibir atividades específicas, como, por exemplo, atividades enzimáticas, tais como a da transcriptase reversa.

e) A transcriptase reversa é uma enzima DNA polimerase transportada por vírus com genomas de RNA de sentido negativo, necessária para copiar os primeiros RNAm em uma cópia do DNA a partir do RNA viral

Imagem

Referências

temas relacionados :