• Nenhum resultado encontrado

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO - FND (Administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES)

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO - FND (Administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES)"

Copied!
16
0
0

Texto

(1)

Econômico e Social - BNDES)

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2002 E DE 2001

(2)

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO - FND (Administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento

Econômico e Social - BNDES)

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2002 E DE 2001

CONTEÚDO

Parecer dos auditores independentes Quadro 1 - Balanço patrimonial

Quadro 2 - Demonstração do resultado

Quadro 3 - Demonstração das mutações do patrimônio líquido Quadro 4 - Demonstração do fluxo de caixa

(3)

À

Secretaria Executiva do

Fundo Nacional de Desenvolvimento - FND

(Administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES)

1. Examinamos os balanços patrimoniais do Fundo Nacional de Desenvolvimento - FND, levantados em 31 de dezembro de 2002 e de 2001, e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e do fluxo de caixa correspondentes aos exercícios findos naquelas datas, elaborados sob a responsabilidade de sua administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis.

2. Exceto pelo fato descrito no parágrafo 3, nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de auditoria e compreenderam: (a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume de transações e o sistema contábil e de controles internos do Fundo; (b) a constatação, com base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e as informações contábeis divulgados; e (c) a avaliação das práticas e das estimativas contábeis mais representativas adotadas pela administração do Fundo, bem como da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto.

3. Conforme descrito nas notas 2.3 e 5.1, em 31 de dezembro de 2002, as ações não cotadas em Bolsa de Valores, foram avaliadas com base no valor patrimonial obtido a partir de demonstrações contábeis de exercícios anteriores. Em consonância com os dispositivos da Lei 6.404/76, a Resolução nº 04, de 05 de novembro de 1991, do Conselho de Orientação do Fundo Nacional de Desenvolvimento - FND, admite um período máximo de 60 dias de defasagem entre a data do balanço e a data-base das demonstrações contábeis utilizadas para fins de avaliação de investimentos a valor patrimonial.

(4)

4. Em nossa opinião, exceto quanto ao fato mencionado no parágrafo 3, as demonstrações contábeis referidas no primeiro parágrafo representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira do Fundo Nacional de Desenvolvimento - FND em 31 de dezembro de 2002 e de 2001, o resultado de suas operações, as mutações de seu patrimônio líquido e o seu fluxo de caixa correspondentes aos exercícios findos naquelas datas, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, descritas na nota explicativa 2.

Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 2003

BOUCINHAS & CAMPOS + SOTECONTI Auditores Independentes S/C

CRC-SP-5.528/O-2-S-RJ

Sérgio Bastos Estruc Contador-CRC-RJ-20.078/O-2

(5)

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO (Em milhares de reais)

2002 2001

(Reclassificado)

ATIVO

CIRCULANTE

Disponibilidades 363.187 181.703

Empréstimos a receber de agentes financeiros 772.421 818.787 1.135.608 1.000.490 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO

Empréstimos a receber de agentes financeiros 2.931.310 2.654.324

Títulos e valores mobiliários 34.130 34.034

2.965.440 2.688.358 INVESTIMENTOS PERMANENTES 733.741 829.386 4.834.789 4.518.234

(6)

QUADRO 1

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO - FND (Administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento

Econômico e Social - BNDES)

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO (Em milhares de reais)

2002 2001

PASSIVO CIRCULANTE

Dividendos a pagar 204.994 247.747

204.994 247.747 EXIGÍVEL A LONGO PRAZO

Provisão para contingências 3.173.000 2.912.259 3.173.000 2.912.259 PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Cotas patrimoniais integralizadas 1.358.228 1.358.228 Lucros acumulados 98.567

-1.456.795 1.358.228 4.834.789 4.518.234

(7)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO

(Em milhares de reais)

2002 2001

RECEITAS 532.049 390.315

Rendimentos de aplicações financeiras 141.098 20.292

Juros e correção monetária de empréstimos concedidos 314.431 322.094 Rendas de participações societárias:

. Dividendos 5.178 6.258

. Juros sobre o capital próprio 71.292 38.662

Ganhos de participações societárias - 3.009

Outras 50

-DESPESAS (400.627) (253.477)

Perdas de participações societárias (95.645)

-Provisão para risco de crédito (1.159) 1.134

Provisão para contingência (260.741) (220.338)

Auditoria e publicações (30) (27)

Despesas antecipadas com privatizações - (2)

Despesas de aplicações financeiras (43.052) (34.244)

LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 131.422 136.838

(8)

QUADRO 3

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO - FND (Administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento

Econômico e Social – BNDES

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2002 E DE 2001

(Em milhares de reais)

Cotas patrimoniais

registradas e Lucros

integralizadas acumulados Total

Saldo em 31 de dezembro de 2000 1.678.228 213.020 1.891.248

Baixa de cotas (320.000) - (320.000)

Lucro líquido do exercício - 136.838 136.838

Distribuição de dividendos do exercício anterior - (213.020) (213.020)

Proposta de distribuição de dividendos do exercício corrente - (136.838) (136.838)

Saldo em 31 de dezembro de 2001 1.358.228 - 1.358.228

Lucro líquido do exercício - 131.422 131.422

Proposta de distribuição de dividendos do exercício corrente - (32.855) (32.855)

Saldo em 31 de dezembro de 2002 1.358.228 98.567 1.456.795

(9)

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO

(Em milhares de reais)

2002 2001 (Reclassificado)

ATIVIDADES OPERACIONAIS

LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 131.422 136.838

ITENS QUE NÃO AFETAM O FLUXO DE CAIXA

. Perdas (ganhos) com avaliação de participações societárias 95.645 (3.009) . Aumento da provisão para contingência 260.741 220.338 . Aquisição de debêntures (96) -. Baixa de cotas - (320.000)

487.712 34.167

ITENS QUE AFETAM O PATRIMÔNIO LÍQUIDO

. Dividendos a pagar (32.855) (349.858)

VARIAÇÃO DO ATIVO CIRCULANTE, REALIZÁVEL A LONGO PRAZO, INVESTIMENTOS PERMANENTES, PASSIVO CIRCULANTE E EXIGÍVEL A LONGO PRAZO

. Diminuição (aumento) de empréstimos a receber de agentes financeiros (230.620) 225.648 . Aquisição de títulos e valores mobiliários - (28.523) . Venda de investimentos permanentes - 28.495 . Aumento (diminuição) de outros passivos circulantes (42.753) 5.403 (273.373) 231.023

TOTAL DE CAIXA LÍQUIDO GERADO (UTILIZADO)

PELAS ATIVIDADES OPERACIONAIS 181.484 (84.668)

VARIAÇÃO DE CAIXA, APLICAÇÕES FINANCEIRAS E FUNDO PARA GARANTIA DE LIQUIDEZ DAS OFNDs

Início do exercício 181.703 266.371

Final do exercício 363.187 181.703

VARIAÇÃO DAS DISPONIBILIDADES 181.484 (84.668)

(10)

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO - FND (Administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento

Econômico e Social - BNDES)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2002 E DE 2001

(Em milhares de reais)

1 CONTEXTO OPERACIONAL E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

O Fundo Nacional de Desenvolvimento - FND, que foi criado em 23 de julho de 1986 pelo Decreto-lei nº 2.288 (alterado pelo Decreto-lei nº 2.383, de 17 de dezembro de 1987) e atualmente é regulamentado pelo Decreto nº 193, de 21 de agosto de 1991, tem natureza autárquica e personalidade jurídica de direito público.

A administração do FND está a cargo de uma Secretaria Executiva e de um Conselho de Orientação. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES executa os serviços da referida Secretaria, consoante Decreto nº 193, de 21 de agosto de 1991, sem cobrança de taxa de administração, prestando apoio técnico, administrativo e de pessoal necessário a seu funcionamento, cabendo ao Presidente da Entidade a função de Secretário Executivo.

O FND tem por finalidade prover recursos para realização, pela União, de investimentos de capital necessários à dinamização do desenvolvimento nacional, bem como apoiar a iniciativa privada na organização e ampliação de suas atividades econômicas.

Os recursos captados pelo FND originaram-se, basicamente, da alienação de Obrigações do Fundo Nacional de Desenvolvimento (OFNDs), de longo prazo. Entretanto, o FND pode emitir cotas nominativas, endossáveis, para captar recursos de investidores privados, autarquias,

(11)

Registradas ao custo, acrescido dos rendimentos proporcionais auferidos até a data do balanço.

2.2 Empréstimos a receber de agentes financeiros e obrigações a pagar por recursos captados

Atualizados monetariamente, de acordo com os índices contratuais, acrescidos dos encargos financeiros pactuados.

2.3 Investimentos permanentes

Atualizados monetariamente, até 31 de dezembro de 1995, e posteriormente ajustados ao valor de mercado (cotação média em Bolsas de Valores ou valor patrimonial, para aquelas não negociadas em Bolsa), quando inferior ao valor contábil.

3 EMPRÉSTIMOS A RECEBER DE AGENTES FINANCEIROS

2002 2001

Banco Nacional de Desenvolvimento

Econômico e Social - BNDES 3.130.015 3.045.349

Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP 189.238 158.686

Banco do Brasil S.A. 2.119 7.944

Outros 26

-3.321.398 3.211.979

Provisão para risco de crédito (18.612) (17.453)

3.302.786 3.194.526

Encargos financeiros 400.945 278.585

(12)

Os vencimentos dos empréstimos estão previstos para os seguintes períodos: 2002 2001 A vencer: 2002 - 818.787 2003 772.421 407.105 2004 294.648 147.214 Após 2004 2.636.662 2.100.005 3.703.731 3.473.111

Sobre os empréstimos concedidos ao BNDES, ao Banco do Brasil S.A. e à FINEP a correção se dá pela TJLP, exceto no tocante a 23 empréstimos concedidos ao BNDES, sobre os quais incidem encargos financeiros devidos de 6% ao ano, e correção monetária com base na variação da TR. Foi constituída provisão para risco de crédito, representando 0,5% dos empréstimos a receber. Esse percentual é considerado pela administração do Fundo como suficiente para a cobertura de possíveis perdas.

Os recursos repassados às entidades abaixo destinaram-se às seguintes aplicações:

Entidade Aplicação

BNDES Bens de consumo, insumos básicos e pequenas e médias empresas

FINEP Projetos de tecnologia

Banco do Brasil S.A. Pequenas e médias empresas

(13)

5.1 No exercício de 1988, 75 entidades da Administração Federal transferiram para o FND ações de sua propriedade,

representando participações no capital de empresas controladas, direta ou indiretamente, pela União, em troca de cotas do Fundo em valor correspondente ao das ações conferidas.

Em 31 de dezembro de 2002 e de 2001, a carteira de ações do FND está composta como segue:

R $ m il

C usto Provisão R $ m il

O rdinárias Preferenciais corrigido de perda T otal líquido Q uantidade total V alor total B anco do N ordeste do Brasil S.A . 14.737.043.790 23.732.649.036 170.727 (129.123) 41.604 38.469.692.826 121.629 C entrais Elétricas B rasileiras S.A . - ELET R O B R Á S 22.810.794.898 - 560.445 (29.638) 530.807 22.810.794.898 560.445 R ede Ferroviária Federal S.A . - R FFSA (a) 3.000.000.000 - 113.723 - 113.723 3.000.000.000 113.723 E mpresa B rasileira de Infra-estrutura A eroportuária - IN FR A E R O (a) 197.350 - 37.361 - 37.361 197.350 23.396 E mpresa B rasileira de Telecomunicações - E M B R A TE L (a) 24.649.540 - 4.960 - 4.960 24.649.540 4.960 T ractebel Energia S.A . (Ex-G E R A SU L C entrais G eradoras do Sul do

B rasil S.A .) 2.362.826.985 - 3.556 - 3.556 2.362.826.985 3.556 B rasil T elecom - 446.538 1 - 1 446.538 1 T elebrasilia C elular 792 - - - - 792 -O utras empresas com ações cotadas e não cotadas em B olsa 18.696.862 97.413.794 1.729 - 1.729 116.110.656 1.676

T O T A L 42.954.210.217 23.830.509.368 892.502 (158.761) 733.741 66.784.719.585 829.386

2001 Q uantidade de ações

2002

(a) Investimentos no montante líquido de R$ 156.044 mil, cujas ações não são cotadas em Bolsa de Valores, foram avaliados com base em demonstrações contábeis de exercícios anteriores. De acordo com a Lei nº 6.404/76 e com a Resolução no 4, de 5 de novembro de

(14)

6 CONTINGÊNCIAS

Por determinação do artigo 7º do Decreto-lei nº 2.288, de 23 de julho de 1986, as entidades fechadas de previdência privada adquiriram, compulsoriamente, OFNDs, cujo índice de atualização à época da compra das obrigações era a variação das Letras do Banco Central.

Posteriormente, tal indexador foi substituído pelas Obrigações do Tesouro Nacional - OTN, de acordo com o determinado pelo artigo 1º do Decreto-lei nº 2.383, de 17 de dezembro de 1987.

Mais tarde, com a edição da Lei nº 7.799, de 11 de julho de 1989, e da Circular do BACEN nº 1.517, de 26 de julho de 1989, passou a ser utilizado o Bônus do Tesouro Nacional - BTN em todas as obrigações contraídas antes de 15 de janeiro de 1989 e vincendas a partir da publicação da lei e da circular antes relatadas, com cláusula de reajuste vinculada à variação da OTN sem que as partes tivessem pactuado índice substitutivo.

Tal fato levou as entidades integrantes da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Privada - ABRAPP a ingressar em juízo, por intermédio dessa Associação, contra a utilização do aludido indexador. A causa da ação deve-se ao fato de o patrimônio de suas afiliadas ter sofrido dano, de acordo com a ABRAPP, pois o índice de atualização monetária correto era o Índice de Preços ao Consumidor, consoante a Lei nº 7.730, de 31 de janeiro de 1989, em face da ocorrência de variação inferior do BTN vis-a-vis a variação do IPC.

O processo teve indeferida a medida cautelar e julgados improcedentes os pedidos formulados na ação ordinária movida pela ABRAPP. Nova medida cautelar foi requerida pela ABRAPP, e o processo encontra-se concluso ao Juiz Relator da Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da Região do Rio de Janeiro, desde outubro de 1996, e ainda pendente de decisão final.

(15)

dar direito a um dividendo anual mínimo, isento do imposto de renda, de 25% (vinte e cinco por cento) do resultado líquido positivo apurado em cada exercício.

8 PATRIMÔNIO LÍQUIDO

A União Federal e 56 empresas estatais detêm 2.363.261.781,89 cotas do FND, representadas por certificados de investimentos, cuja composição é a seguinte:

União Federal 76%

Caixa Econômica Federal 22%

Outros 2%

100%

O valor unitário da cota em 31 de dezembro de 2002, era de R$ 0,6164 (em 31 de dezembro de 2001 - R$ 0,5747).

O FND mantém 557.712.496 cotas em tesouraria decorrentes das seguintes operações:

• Permuta de ações do BNB por cotas do FND pertencentes à União,

realizada em 2 de dezembro de 1997 e a transferência de cotas de titularidade da União representativas de sua participação no FND para a FINEP, de acordo com o Decreto nº 3.987 de 29.10.2001. Essas operações ocorreram em decorrência do aumento de capital promovido pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - BNB em novembro de 1997. Como o Tesouro não dispunha, na época, de recursos livres para subscrever as ações, tornou-se necessário efetuar a operação, com a União cedendo seus direitos de subscrição ao FND. Após ter exercido o direito de subscrição, houve permuta dessas ações pelas cotas do próprio FND pertencentes à União.

BNB Quantidade Valor unitário R$ mil

Quotas 44.480.740 0,521800 23.210

(16)

• Transferência pela União de 513.231.756 quotas do FND para aumento

de capital da Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP, no montante de R$ 320 milhões, de acordo com a 29a Reunião Ordinária do Conselho de 18 de abril de 2001. A FINEP utilizou o montante de R$ 320 milhões para pagamento de parte de sua dívida com o FND.

ELEAZAR DE CARVALHO FILHO - Secretário Executivo do FND

GIL BERNARDO BORGES LEAL - Superintendente da Área de Política e Gestão Financeira

RICARDO MASSAO MATSUSHIMA - Gerente Executivo de Contabilidade - Contador CRC-SP 073.979/O-2 T-RJ

Referências

Documentos relacionados

Coleta de Dados com a utilização do produto ocorreu entre os dias 10 de setembro de 2020 e 25 de Setembro de 2020, totalizando 16 dias de dados coletados, mesma quantidade

[r]

Pode-se ainda ter a obtenção de um índice de abundância (Caughley & Sinclair, 1994) pela contagem das fezes para estudos de flutuação populacional, dado que pode ser usado

[r]

Associação para Proteção das Crianças e Adolescentes - CEPAC Planejamento familiar Escuta, acolhimento e

Em nossa opinião, com base em nossos exames e nos pareceres de outros auditores independentes, as demonstrações financeiras referidas no primeiro parágrafo representam

Em nossa opinião, as demonstrações contábeis referidas no parágrafo 1 representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira individual

O objetivo desse trabalho foi mostrar, por meio de consulta a artigos científicos, os riscos que ocorrem quando não se respeita a legislação de uso de