a) O tipo de nutrição. b) A forma de locomoção. c) O tipo de respiração. d) A presença ou a ausência de núcleo. e) O tamanho.

Download (0)

Full text

(1)

Nome: ________________________________________________________________________________ Nº: ________________________ Data: ____/____/2016

Ensino Fundamental

NOTA: MANHÃ – Ano:

7

o Bimestre:

2

o Código da Prova:

1607204972

AVALIAÇÃO MULTIDISCIPLINAR

1º TeMPO / beTA

1) Dentre as teorias evolucionistas que estudamos, uma delas cita o "Princípio do Uso e Desuso". Quem propôs esse princípio?

a) Lavoisier. b) Galileu.

c) Lamarck.

d) Darwin. e) Oparin.

2) Das alternativas a seguir, assinale a que melhor define o "conceito de mutação":

a) Trata-se de variações espontâneas dos genes, que constituem a matéria-prima da evolução.

b) Caracteriza-se pelos fósseis que compro-vam a evolução.

c) Caracteriza-se pelas modificações trans-mitidas de uma geração para a outra.

d) Trata-se de modificações sofridas pelos animais, durante a vida.

e) Caracteriza-se pelas variações provocadas em vegetais e em animais, devido ao uso ou ao desuso de determinados órgãos. 3) A qual Reino pertencem bactérias e as

cianobactérias? Elas pertencem ao... a) Reino Vegetal.

b) Reino Monera.

c) Reino Protista. d) Reino Animal. e) Reino Fungi.

4) Os protozoários são classificados em quatro grupos: ciliados, flagelados, rizópodes e esporozoários. Qual foi o critério utilizado para a formação desses grupos?

a) O tipo de nutrição.

b) A forma de locomoção.

c) O tipo de respiração.

d) A presença ou a ausência de núcleo. e) O tamanho.

5) A malária e a Doença de Chagas são doenças

causadas por: a) vírus. b) bactérias. c) fungos. d) vermes. e) protozoários.

6) Em relação às estruturas reprodutoras dos vegetais – sementes, flores e frutos –, quais

estão presentes nas briófitas?

a) Apenas as sementes. b) Sementes, flores e frutos. c) Apenas sementes e flores. d) Apenas os frutos.

e) Nenhuma dessas estruturas reprodutoras.

7) Analisando a equação da respiração dos vegetais e a equação da fotossíntese,

podemos afirmar que:

a) uma equação é o inverso da outra equação.

b) apenas uma das equações envolve gás carbônico e oxigênio.

c) apenas uma das equações envolve a glicose.

d) as duas equações ocorrem na ausência de luz.

e) as duas equações ocorrem somente na presença de luz.

(2)

8) Os elementos vegetativos – raiz, caule e folha

– e os elementos reprodutivos – flor, fruto e semente –, estão presentes em qual/quais dos

grupos a seguir?

a) Apenas em gimnospermas.

b) Apenas em pteridófitas e em angiospermas. c) Apenas em briófitas e em gimnospermas. d) Apenas em briófitas e em pteridófitas.

e) Apenas em angiospermas.

9) O estigma, o estilete e o ovário formam:

a) as pétalas. b) o estame.

c) o carpelo.

d) o receptáculo floral. e) o grão de pólen.

10) São exemplos de monocotiledôneas: a) arroz e feijão. b) morango e abacate. c) milho e feijão. d) alface e tomate. e) grama e milho. * * *

11) De acordo com os seus conhecimentos, relacione corretamente as colunas a seguir:

Coluna A (I) Mão-morta. (II) Corveia. (III) Banalidades. (IV) Dízimo. (V) Talha. Coluna B

( ) Quando ocorria a morte de um servo, sua família pagava um tributo ao senhor feudal,

para continuar a viver nas terras do feudo. ( ) Pagamentos que os servos efetuavam

ao utilizar bens do senhor feudal: fornos, moinho, lagar (espécie de tanque onde se espremem determinados frutos, como a uva).

( ) Parte da produção do servo, entregue ao senhor feudal. Geralmente, a metade de tudo o que foi produzido. Por exemplo: ovos, galinhas, trigo.

( ) Dias da semana nos quais o servo trabalhava na propriedade do senhor feudal. Geralmente, dois ou três dias por semana, realizando tarefas como colheita, ceifa do feno, limpeza das fossas, transporte em charrete.

( ) Os camponeses, que trabalhavam nos mosteiros (terras da Igreja), tinham que entregar a décima parte do que produziam, para a manutenção desses mosteiros.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo:

a) I, III, IV, V, II

b) I, II, IV, III, V

c) II, IV, V, III, I

d) II, I, IV, V, III e) I, III, V, II, IV

12) São inovações técnicas ou tecnológicas, que permitiram o aumento da oferta de alimentos, no início da Baixa Idade Média:

a) os canais de irrigação, a rotação trienal, e o uso de cabras no plantio.

b) a charrua, o uso de cabras no plantio e o moinho elétrico.

c) o moinho elétrico, o uso do cavalo no plantio e a charrua.

d) a charrua, a máquina a vapor, os canais de irrigação.

e) a charrua, o arroteamento e a rotação trienal.

(3)

13) Leia o texto a seguir:

A Península Ibérica virou palco de confronto entre cristãos e muçulmanos, no século VIII. Os muçulmanos conseguiram o controle sobre a região, formando um poderoso Estado, com capital em Córdoba, e os cristãos ficaram limitados ao reino de Astúrias, nas áreas montanhosas do norte. O secular confronto entre eles ganhou mais força, no século XI, quando a ideia de Cruzada se tornou popular e o califado de Córdoba foi dividido em reinos menores e mais fracos, por problemas políticos internos. Herdeiros de Astúrias, os reinos de Leão, Castela, Navarra e Aragão protagonizaram uma Guerra Santa.

O texto apresentado trata:

a) da Guerra dos Cem Anos, que reuniu Inglaterra e França contra os muçulmanos.

b) da Guerra de Reconquista, na qual formaram-se Portugal e Espanha.

c) da Guerra de Reconquista, na qual formou-se um reino italiano contra o reino francês. d) da Guerra de Reconquista, em que o Papa

reuniu um exército para retomar Jerusalém. e) da Guerra dos Cem Anos, que acabou por

formar o reino francês e o reino inglês. 14) Leia o texto a seguir:

O comércio, nesse período histórico, tinha abrangência internacional. Alguns mercadores medievais, como forma de defender seus interesses e melhorar seus negócios, organizaram-se em associações denominadas hansas ou ligas. Por sua vez, artesãos medievais, como vidreiros, tapeceiros, sapateiros, confeiteiros, carpinteiros, ferreiros, entre outros, organizavam-se em associações, denominadas de corporações de ofício ou guildas. Cada cidade tinha as suas corporações, nas quais se reuniam os artesãos, conforme as atividades que desempenhavam.

As corporações de ofício tinham como finalidade proteger seus associados. Procuravam, com esse objetivo, eliminar a concorrência de produtos de outras localidades. Da mesma forma, não permitiam que se instalassem, na cidade, profissionais que não pertencessem àquela associação. Muitas chegavam a restringir a possibilidade de fazer parte delas um número de membros considerado excessivo, procurando com isso limitar a concorrência. Controlava-se também a quantidade e a qualidade daquilo que era produzido. Estabelecia-se o chamado “justo preço” dos produtos, a fim de controlar a concorrência e eliminar a cobrança de valores desmedidos. Esse ganho, além do considerado justo, era chamado usura, prática condenada pela Igreja. Caso algum membro da corporação utilizasse métodos de produção que reduzissem os custos e, assim, abaixasse os preços de seus produtos, isso seria considerado concorrência desleal.

De acordo com o texto apresentado, (...)

a) as corporações de ofício controlavam a quantidade e a qualidade da produção de sua cidade, a fim de manter o “justo preço”.

b) as hansas controlavam a quantidade e a qualidade da produção do reino todo, a fim de evitar a concorrência.

c) as corporações de ofício eram associações de comerciantes, que vendiam em escala internacional.

d) as hansas eram associações de artesãos que produziam em escala global.

e) as corporações de ofício permitiam que trabalhadores internacionais produzissem em suas cidades, para aumentar a qualidade de seus produtos.

(4)

15) Leia os trechos a seguir.

Algumas teses de Lutero

21 — Erram, portanto, os pregadores de indul-gências, que afirmam que o homem é absolvido de toda pena, e salvo pelas indulgências do Papa.

27 — Ensinam somente doutrina humana, aqueles que dizem que, assim que o dinheiro tilintar no baú, a alma voará para fora do purgatório. 32 — Aqueles que acreditam que podem estar

certos de sua salvação, só por possuírem cartas de indulgência, estarão eternamente condenados assim como os seus mestres. 36 — Todo cristão, que estiver verdadeiramente

arrependido, tem direito ao perdão total de suas penas e culpas, mesmo que não tenha cartas de indulgência.

43 — Os cristãos precisam ser ensinados de que, aquele que doa para os pobres ou empresta aos necessitados, faz melhor ação do que aquele que compra indulgências.

67 — As indulgências, que os demagogos dizem ser a maior graça, só são consideradas assim enquanto geram boa renda.

68 — No entanto, elas são as graças insignificantes, quando comparadas com a graça de Deus e a piedade da cruz.

86 — De novo, “Por que o Papa, cuja riqueza hoje é maior do que a riqueza do mais rico dos Crassos, não constrói essa Basílica de São Pedro com seu próprio dinheiro, ao invés de fazê-lo com o dos pobres fiéis?”

Disponível em: <https://legacy.fordham.edu/halsall/source/ luther95.txt>. A seguir, assinale a ideia de Lutero que não

está presente nesse conjunto de teses:

a) A condenação do enriquecimento do Clero. b) A salvação não ocorre pelas indulgências.

c) A interpretação da Bíblia deve ser feita por cada fiel.

d) A condenação da venda de indulgências. e) O incentivo à caridade pela doação aos

pobres.

* * *

Leia o texto a seguir e responda às questões.

Declaração Universal dos Direitos da Água

A presente Declaração Universal dos Direitos da Água foi proclamada, tendo como objetivo atingir todos os indivíduos, todos os povos e todas as nações, para que todos os homens, tendo esta Declaração constantemente no espírito, se esforcem, através da educação e do ensino, em desenvolver o respeito aos direitos e obrigações anunciados e assomem, com medidas progressivas de ordem nacional e internacional, o seu reconhecimento e a sua aplicação efetiva.

Rio de Janeiro, 22 de Março de 1992. Disponível em: <http://

www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Meio-ambiente/ declaracao-universal-dos-direitos-da-agua.htm>.

Acesso em: 12 mai 2016. 16) A função desse tipo de texto é:

a) mostrar que podem usar a água todos os indivíduos da nação brasileira.

b) mostrar que podem usar a água não só os indivíduos da nação brasileira, como também os das nações internacionais. c) orientar que se não chover, a água pode

faltar. Portanto, a água deve ser usada com moderação.

d) fazer as pessoas refletirem que só poderão usar a água as pessoas que têm educação.

e) orientar as pessoas quanto ao uso da água de forma consciente.

(5)

Observe o cartaz a seguir e responda às questões.

22 de março

Dia Mundial da Água

Poupe água, poupe

o planeta.

Ele agradece!

Adaptado.

17) A forma verbal "poupe", indica:

a) um fato certo. b) um fato duvidoso. c) um convite.

d) uma ordem, um conselho, um pedido.

e) um fato possível. 18) Em:

I. Poupe água. II. Ele agradece.

• os verbos em destaque foram conjugados, respectivamente, nos modos:

a) indicativo e indicativo.

b) imperativo e indicativo.

c) imperativo e imperativo. d) imperativo e subjuntivo. e) subjuntivo e imperativo.

Leia o texto a seguir e responda à questão.

Água, um tesouro para a humanidade

Água é fonte de vida. Não importa quem somos, o que fazemos, onde vivemos. Nós dependemos dela! Mas as pessoas continuam a poluir os rios e suas nascentes, esquecendo-se do quanto a água é essencial para as nossas vidas.

O Brasil tem a maior reserva de água doce da Terra. Porém, a distribuição de água no país não é uniforme: 40 milhões de brasileiros não dispõem desse recurso. A Amazônia, detentora do maior volume de água do país, é uma das regiões menos habitadas. Nas capitais, onde se encontram as maiores concentrações populacionais, o abastecimento de água muitas vezes é precário. Isso acontece porque, geralmente, essas cidades estão distantes dos grandes rios brasileiros, como o Amazonas, o São Francisco e o Paraná. A escassez é mais grave na região Nordeste. Ali, a falta de água é a causa da migração para os centros urbanos. Além disso, os rios e os lagos brasileiros são, diariamente, prejudicados pela ação humana. Na região Amazônica e no Pantanal, por exemplo, os rios Madeira, Cuiabá, e Paraguai estão contaminados por mercúrio, uma substância usada no garimpo clandestino, e também por agrotóxicos utilizados nos campos de lavoura. Nas grandes cidades, os maiores poluentes dos rios são os despejos de esgotos domésticos e industriais.

Texto adaptado: <http://www.brasildasaguas.com.br/ brasil_das_aguas/importancia_agua>.

Acesso em: 13 ago. 2014. 19) Leia as frases retiradas do texto:

I. Água é fonte de vida. II. Nós dependemos dela! III. Não importa quem somos.

IV. Os rios Madeira, Cuiabá, e Paraguai estão

(6)

• Temos, nas frases propostas, sujeitos que

se classificam, respectivamente, como: a) simples, oculto, simples, simples. b) simples, oculto, composto, composto.

c) simples, simples, oculto, composto.

d) oculto, simples, oculto, composto. e) oculto, simples, composto, simples.

Observe a tirinha a seguir e responda às questões.

Como você chama isto?!

Não tenho um nome para isso – simplesmente juntei algumas sobras. Me recuso a comer comida anônima. Dik Browne Hagar

BROWNE, Dik. Hagar. Folha de S. Paulo. São Paulo, 8 mar. 1999.

20) O pronome "me", no segundo quadrinho, segue

a maneira falada pela maioria dos brasileiros, mas a norma culta da língua-padrão diz que está incorreta esta colocação pronominal, porque: a) deveríamos usar a mesóclise, isto é, o

pronome no meio do verbo.

b) o verbo não pede o pronome oblíquo. c) só se usa o pronome oblíquo no início da

frase, se o verbo assim o permitir.

d) não se deve iniciar frase com pronome oblíquo.

e) pode-se iniciar a frase com pronome oblíquo, mas devemos evitar.

21) Se a frase apresentada na questão anterior fosse

“Recuso-me a comer comida anônima” –

o pronome “me”, nesse caso, foi escrito

_____________ a que ele se refere e, nessa posição, temos a colocação pronominal denominada _____________.

• Completam corretamente as lacunas

apresentadas as informações: a) depois do verbo; mesóclise. b) antes do verbo; próclise. c) antes do verbo; mesóclise.

d) depois do verbo; ênclise.

e) depois do verbo; próclise.

Observe o cartum a seguir e responda à questão.

NÃO HÁ VAGAS!

Disponível em: <https://emidiobatista.wordpress.com/>. Acesso em: 10 mai. 2016.

22) A crítica apresentada no cartum decorre do fato de que:

a) cortaram todas as árvores, só faltou uma. b) os pássaros não devem se aglomerar em

um único espaço.

c) por falta de chuva, todas as árvores morreram. Sobrou apenas uma.

d) existem muitos pássaros na natureza e faltam lugares para todos eles.

e) com o desmatamento, os pássaros sofrem, pois não há mais lugar para todos.

(7)

Leia o texto a seguir e responda às questões.

Curiosidade sobre a Pizza

A pizza era considerada um prato tipicamente

italiano, mas foi globalizada e já faz parte do cardápio e da cultura de, praticamente, todos os países. Seu sucesso é tão grande, que hoje temos até mesmo uma data especial só para ela: o “Dia da

Pizza”, que é celebrado no dia 10 de julho.

Disponível em: <http://www.curtoecurioso.com/2015/07/5-curiosidades-sobre-pizza-e-o-dia-da-pizza.html>.

Acesso em: 10 mai. 2016. 23) Assinale a alternativa correta quanto à

separação de sílabas e quanto à posição do acento tônico.

a) sucesso: (su-ce-sso) – trissílaba –

propa-roxítona.

b) hoje: (ho-je) – dissílaba – oxítona.

c) grande: (gran-de) – dissílaba – paroxítona.

d) prato: (pra-to) – dissílaba – oxítona.

e) países: (paí-ses) – dissílaba – oxítona.

24) Na oração – “A pizza era considerada um

prato tipicamente italiano” – a locução verbal

em destaque liga-se ao seu complemento sem preposição; logo, classifica-se como:

a) verbo transitivo direto.

b) verbo transitivo direto e indireto. c) verbo de ligação.

d) verbo intransitivo. e) verbo transitivo indireto.

25) Em relação à oração da questão anterior, assinale a alternativa que indica o complemento da locução verbal destacada e como ele se classifica.

a) um prato – objeto indireto.

b) tipicamente italiano – objeto direto. c) prato – objeto indireto.

d) a pizza – objeto direto.

Figure

Updating...

References