LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CONCORDÂNCIA VERBAL

26  Download (0)

Full text

(1)

CONCORDÂNCIA VERBAL

LÍNGUA PORTUGUESA

Profª. Raquel Freitas Sampaio

GRAMÁTICA

(2)
(3)

REGRA GERAL

O verbo da oração tem de concordar em número e pessoa com o núcleo do sujeito.

CONCORDÂNCIA LÓGICA

Harmonia com o núcleo do sujeito.

CONCORDÂNCIA ATRATIVA

Harmonia com o elemento mais

próximo.

CONCORDÂNCIA IDEOLÓGICA

Harmonia com a ideia

expressa.

(4)

Os dois grandes herdeiros RECEBERAM todo o dinheiro de pois da leitura do testamento.

RECEBERAM a herança, depois da leitura do testamento, os dois grandes herdeiros.

SUJEITO SIMPLES

Quando o sujeito é simples, o verbo concorda com ele em pessoa (1ª, 2ª e 3 ª pessoa) e número (singular e plural).

Regra 1

(5)

Se o núcleo do sujeito é um nome determinado em s, o verbo só ira ao plural se tal núcleo vier acompanhado de

artigo no plural.

2

Férias É um período de necessário descanso.

Minhas férias SÃO sempre um período de descanso.

Óculos É necessário para quem tem problema de visão.

Meus óculos ESTÃO em algum lugar e eu não encontro.

Estados Unidos É um grande país.

Os Estados Unidos SÃO um grande país.

(6)

Sujeito representado por substantivo coletivo - o verbo permanece na terceira pessoa do singular.

Substantivo coletivo aparecer seguido de adjunto adnominal no plural - o verbo no singular ou plural.

3

A multidão apavorada SAIU aos gritos.

Uma multidão de estudantes SAIU aos gritos.

Uma multidão de estudantes SAÍRAM aos gritos.

(7)

Pronome relativo QUEM como sujeito da oração - o verbo pode concordar com o antecedente do pronome ou com o próprio pronome (terceira pessoa do singular).

4

Fui eu quem FIZ a tarefa.

Fui eu quem FEZ a tarefa.

Fomos nós quem PASSOU no vestibular.

Fomos nós quem PASSAMOS no vestibular.

(8)

SUJEITO COMPOSTO

Quando o sujeito composto estiver:

antes do verbo , este ficará no plural.

depois do verbo, concorda com o núcleo mais próximo ou plural.

Uma forte muralha e pesados portões PROTEGIAM as cidades.

1

PROTEGIA/PROTEGIAM a cidade uma forte muralha e pesados portões.

(9)

Pessoas gramaticais diferentes:

2

1ª pessoa (eu, nós) faz parte do sujeito – verbo na pessoa do plural (nós).

Você, sua prima e eu IREMOS fazer medicina.

1ª pessoa (eu, nós) não faz parte do sujeito – verbo

•na 2ª pessoa do plural (vós) ou

•na 3ª pessoa do plural (vocês).

Tu e ele FICAREIS para a aula de física.

Tu e ele FICARÃO para a aula de física.

(10)

SUJEITO PACIENTE

Só ocorre com o VERBO TRANSIVITO DIRETO que concorda com o sujeito paciente.

EXPLICA-SE a matéria pacientemente.

1

EXPLICAM-SE as matérias pacientemente.

A matéria é explicada pacientemente.

As matérias são explicadas pacientemente.

(11)

SUJEITO INDETERMINADO

O pronome SE como símbolo de indeterminação do sujeito leva o verbo para a 3ª pessoa do singular.

NECESSITA-SE de médicos éticos e dedicados.

1

ACREDITOU-SE em tudo que foi dito naquele dia.

(12)

EXPRESSÕES

UM DOS QUE – verbo no singular ou plural.

Ele é um dos que PASSOU em medicina na UnB.

1

Ele é um dos que PASSARAM em medicina na UnB.

PARTITIVAS a maioria de, a maior parte de, uma porção de, a metade de – verbo no singular ou plural

A maioria dos alunos PASSOU pelo Enem.

2

A metade dos alunos PASSARAM pelo Enem.

(13)

UM E OUTRO – pede o substantivo que acompanha no singular e o verbo no singular ou no plural.

Um e outro aluno PASSOU em medicina na UnB.

3

Um e outro texto EXPLICAVAM as regras gramaticais.

É QUE – é uma partícula expletiva e por isso invariável. O verbo concorda com o sujeito da oração.

Eu é que SEI o quanto tenho me dedicado aos estudos.

4

A professora é que FAZ todas as correções.

(14)

MAIS DE UM

Mais de um aluno do Olimpo PASSOU pelo ENEM.

5

Concorda com o número expresso na oração.

Mais de um aluno, mais de um professor RECLAMARAM do ENEM.

Se a expressão aparecer repetida – verbo no plural.

Se a expressão vier acompanhada de verbo que exprime reciprocidade – verbo no plural.

(15)

MAIS DE – MENOS DE – CERCA DE

6

Se seguida de numeral o verbo concorda com o substantivo que segue a expressão.

Se a expressão vier repetida, o verbo irá para o plural.

CERCA DE vinte mil pessoas ESTAVAM no estádio naquela hora.

PERTO DE um candidato ESTÁ fazendo a prova ainda.

MAIS DE uma leitura, MAIS DE uma análise SÃO necessárias.

(16)

Com expressão numérica de uma porcentagem, o verbo concorda com o número.

7

Apenas um por cento da população não COMPARECEU à votação.

Trinta e oito por cento não COMPARECERAM à votação.

Quando a expressão numérica de porcentagem vier seguida de um substantivo, o verbo poderá concordar com o numeral ou com o

substantivo.

8

Um por cento dos eleitores não

COMPARECEU/COMPARECERAM à votação.

Trinta por cento do eleitorado não

(17)

Quando uma expressão vier antes da porcentagem, a concordância se faz sempre com o número porcentual.

9

- DE TODO O ELEITORADO, trinta e seis por cento não COMPARECERAM à votação.

- DOS ELEITORES, um por cento não COMPARECEU à votação.

Quando o sujeito apresentar pronomes indefinidos como ALGUNS e QUAIS, no plural + preposição DE + pronomes pessoas NÓS e VÓS, o verbo vai para o plural, mas pode concordar com o pronome indefinido (na 3ª. p)

ou o com pronome pessoal.

10

ALGUNS de nós ESPERAVAM\ ESPERÁVAMOS melhores notas na prova.

QUAIS de vós PODERIAM\ PODERÍEIS prever o que iria

(18)

Quando os termos ALGUM ou QUAL estiver no singular, o verbo concorda com a 3ª pessoa do singular.

11

ALGUM de nós FOI o responsável pela denúncia.

QUAL de nós PODE dar uma orientação neste processo?

Quando os núcleos do sujeito composto são unidos por "ou" ou

"nem", o verbo deverá ficar no plural se a declaração contida no predicado puder ser atribuída a todos os núcleos.

Pedro ou Antônio SERÁ o presidente do clube. (Exclusão) Laranja ou mamão FAZEM bem a saúde. (Inclusão)

12

(19)

Quando os núcleos do sujeito composto são unidos por "ou" ou

"nem", o verbo deverá ficar no plural se a declaração contida no predicado puder ser atribuída a todos os núcleos.

Pedro ou Antônio SERÁ o presidente do clube. (Exclusão)

Laranja ou mamão FAZEM bem a saúde. (Inclusão)

Nem o professor, nem o aluno ACERTARAM a resposta.

13

(20)

EXERCITANDO

(CESPE) "O tráfico de drogas e a atuação das gangues perto de escolas foram citados pela maioria dos alunos durante as entrevistas.‖ A expressão ―foram citados‖ está no plural para concordar com ―alunos‖.

(CESPE) ―Não há personagem mais criticado na sociedade contemporânea que o político.‖

Caso o termo ―personagem‖ estivesse empregado no plural, a forma verbal ―há‖ deveria ser substituída pela

ERRADO

(21)

(CESPE) A globalização surgiu na Europa com o movimento protestante e hoje domina o mundo.

No período ―A globalização (...) o mundo‖, a preposição

―com‖ estabelece relação de adição entre ―globalização‖ e

―movimento protestante‖, podendo-se, portanto, usar o verbo da segunda oração flexionado no plural — dominam —, sem prejuízo da coerência e da correção gramatical do texto.

ERRADO

(CESPE) ―Nos países do Ocidente da Europa, as lutas democráticas do fim do século XVIII e século XIX, aliadas à prosperidade econômica, permitiram uma solução parcial da contradição apontada acima, com relativa difusão do saber.‖

A flexão de plural da forma verbal ―permitiram‖ justifica-se pela relação de concordância estabelecida, na oração, entre o verbo e o sujeito ―países do Ocidente da Europa‖.

ERRADO

(22)

(CESPE) A globalização surgiu na Europa com o movimento protestante e hoje domina o mundo.

No período ―A globalização (...) o mundo‖, a preposição

―com‖ estabelece relação de adição entre ―globalização‖ e

―movimento protestante‖, podendo-se, portanto, usar o verbo da segunda oração flexionado no plural — dominam —, sem prejuízo da coerência e da correção gramatical do texto.

ERRADO

(CESPE) ―Falo da atitude, crescente no cotidiano, que faz da desconfiança a própria ambiência nas relações.‖ A forma verbal ―faz‖ está flexionada no singular porque o pronome

―que‖ retoma, por coesão textual, o termo ―cotidiano‖.

ERRADO

(CESPE) ―Tudo indica que mais de 70% do trabalho no futuro vão requerer a combinação de uma sólida educação geral

(23)

(Cesgranrio-RJ) – Tendo em vista as regras de concordância, assinale a opção em que a forma verbal está errada:

a) Existem na atualidade diferentes tipos de inseticidas prejudiciais à saúde do homem.

b) Podem provocar sérias lesões hepáticas, os defensivos agrícolas à base de DDT.

c) Faltam aos países subdesenvolvidos uma legislação mais rigorosa sobre os agrotóxicos.

d) Persistem por muito tempo no meio ambiente os efeitos nocivos dos inseticidas clorados.

e) Possuem elevado grau de toxidade os defensivos do tipo fosforado.

(24)

(FUVEST) Num dos períodos seguintes não se observa a concordância prescrita pela gramática. Indique-o:

A) Não se apanham moscas com vinagre.

B) Casamento e mortalha no céu se talha.

C) Quem ama o feio, bonito lhe parece.

D) De boas ceias, as sepulturas estão cheias.

E) Quem cabras não tem e cabritos vende, de algum lugar lhe vêm.

(UFMG) – Nas duas margens, ………. relva abundante; contudo, lá onde

………. ervas perigosas, no matagal, é que ………. os bois e os cavalos.

a) crescem – existem – pastavam.

b) cresce – existem – pastavam.

c) cresce – existe – pastava.

d) cresce – existe – pastavam.

e) crescem – existe – pastava.

(25)

(CESPE) O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se concordando com o elemento sublinhado na frase:

A) As incertezas quanto ao meu próprio futuro não (dever) eximir-me de ser responsável por minhas decisões.

B) Os desafios que cada um de nós hoje se (obrigar) a enfrentar fortalecem-nos diante do futuro.

C) Há trabalhos que a gente (executar) sem imaginar o sentido que ganharão no futuro..

D) Os minutos de que se (necessitar) viver plenamente devem trazer consigo uma expectativa de futuro.

E) As privações que me (competir) enfrentar não devem desestimular meus empreendimentos.

(26)

O verbo flexionado no singular que também poderia estar corretamente flexionado no plural, sem que nenhuma outra alteração fosse feita na frase, está sublinhado em:

A) Parte do poder desse tipo de magia cinematográfica está em concretizar...

B)Toda ficção científica, de Metrópolis ao Senhor dos anéis, baseia-se, essencialmente...

C) ... tudo o que nos incomoda no cotidiano.

D) Como parte dessas coisas imaginadas acaba se tornando realidade...

E) ... a sociedade se permite sonhar seus piores problemas...

De acordo com as regras de concordância, a frase correta é:

A) AInda existem pessoas menos esclarecidas que tem na exploração predatória dos recursos naturais sua renda.

B) Naquela tarde, haviam muitos estudantes mais exaltados se manifestando por medidas que garantiam a sustentabilidade....

C) Em outras épocas, não existia preocupações com a preservação das florestas, dos rios e, mesmo, da energia.

D) Na situação atual, é impossível não haverem pessoas que se preocupem com agricultura e

Figure

Updating...

References

Related subjects :