Instituto do Câncer do Estado de São Paulo

Texto

(1)

Case da empresa :

Instituto do Câncer do Estado de São Paulo

Dados do CASE Título do Case:

Economia 10, Desperdício 0 – Redução de gastos dos sistemas utilitários com garantia de qualidade.

Perfil Institucional:

O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo ?Octavio Frias de Oliveira (ICESP) foi inaugurado em Maio de 2008, regido por um contrato de Gestão da Organização Social de Saúde (OSS), resultado da parceria entre a Secretaria Estadual da Saúde (SES/SP) e a Fundação Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FFMUSP),atualmente foi integrada a Gestão de Autarquia Especial do Hospital das Clínicas do Estado de São Paulo. A missão do Instituto é tornar-se um Centro de Excelência na área do Câncer, visando contribuir com a saúde e a qualidade de vida da sociedade. Além de almejar ser o maior Instituto especializado em tratamento e pesquisa na área de Oncologia da América Latina, pretende também atuar como Instituto-referência na área da Sustentabilidade. A busca pela excelência da prestação dos serviços oferecidos para os usuários do Sistema Único de Saúde, com base na assistência e no desenvolvimento de pesquisas e ensino, transformou o Instituto também em campo de aprendizado prático em gestão hospitalar para residentes e aprimorandos. O ICESP possui uma área de 82.486,36 m², com 28 andares e atualmente conta com 414 leitos operacionais ativos. Atende em média 2000 pacientes diariamente e realiza 15.000 exames de Imagem por mês. O Instituto recebe diariamente entre pacientes e colaboradores uma média de 7000 pessoas diariamente.

Principal Motivação:

(o que m otivou a realização do case na

em presa) Busca de melhoria continua , preocupação com o desenvolvimento

sustentável e com a saúde financeira da Instituição.

Principais resultados/benefícios gerados:

(Indicadores que com provam os benefícios da sustentabilidade am biental, social e

econôm ica)

Energia Elétrica

? Redução de 38% no valor da conta em relação a de 2012;

? Redução de Aproximadamente 7% no consumo de Energia Elétrica.

? Economia de aproximadamente R$ 120 Mil mensais, sendo R$ 60 Mil referentes a

redução no valor da energia elétrica e 60 Mil referentes as ações de melhoria do

sistema.

Água

? Redução de 2,5% no valor da conta em relação a de 2012;

? Redução de Aproximadamente 7,5% no consumo de água.

? Economia de aproximadamente R$ 4,5 Mil mensais.

Gás Natural

(2)

? Redução de aproximadamente 2,5% no valor da conta em relação ao ano de 2012;

? Redução de Aproximadamente 12% no consumo de Gás.

? Economia de aproximadamente R$ 3,5 Mil mensais.

Gás Medicinal

? Redução de aproximadamente 0,5% no consumo de O2 liquido.

? Redução de aproximadamente 10% no consumo de O2 gasoso.

? Economia de aproximadamente R$ 1 Mil mensais.

Devemos levar em consideração que nesse período aumentou em 15% o número de funcionários e 20% o número de clientes que utilizam essa Instituição.

.Um aprendizado fundamental A metodologia:

(Os pontos ou as características principais do case que fizeram a diferença na

im plem entação, e que m erecem destaques)

Um estudo prévio das redes hidráulicas, elétricas e de gases medicinais e naturais foram fundamentais para iniciar o projeto. O comprometimento dos colaboradores técnicos e da Diretoria de Engenharia Clínica e Infraestrutura da entidade também foi relevante para atingir os resultados do Projeto.

Recomendações para a reprodução da prática adotada:

(dicas para replicabilidade e adaptação das práticas deste case)

Essa experiencia nos ensinou que a responsabilidade e o comprometimento das lideranças e dos gestores foram fatores relevante para implementação das ações corretivas e preventivas e para estabelecer a adesão de todos os colaboradores e clientes desta Instituição.O levantamento de dados e a adoção de um estudo pré diagnóstico do consumo dos insumos primários foi realizado com muita transparência e objetividade, garantindo a confiança das propostas de redução e adesão de todos os atores e participantes deste Projeto. Concluimos que um projeto desta relevância deve ser replicado para qualquer empresa que queira contribuir com as reduções de custos financeiros e concomitantemente colaborar com a qualidade de vida do planeta.

Temática Abordada: OutrosEnergia Elétrica, Hidráulica, Gases Medicinais e Gases Naturais .

1 - Descrição

A Engenharia de Infraestrutura da entidade vem ao longo dos anos implementando ações de melhorias nas instalações com o objetivo de reduzir o custo variável de insumos primários como: Água, Energia Elétrica, Gás Natural e Gases Medicinais. Baseado nos Programas de Uso Racional da água foi desenvolvido o Projeto de Instalação de arejadores, adaptadores e redutores de água em torneiras, chuveiros e duchas higiênicas. Para permitir a efetividade da redução foi realizado a diminuição da temperatura do aquecimento da água dos boilers, reforma das torres de resfriamento e aumento da temperatura da Central de Água Gelada de 5 para 7,5°. Para implementar as ações de Energia Elétrica foi instalado banco de capacitores e escolha de equipamentos com melhor eficiência energética. Para garantir a diminuição de gás natural foram implantadas as seguintes ações:

Diminuição da temperatura de aquecimento dos Boilers de 75 para 63° C e dos tanques de aquecimento da água de 65 para 53° C, concomitantemente foi realizado a adequação de temperatura da água do Ar condicionado de 65 para 48°C. Para redução de gases medicinais foram realizadas algumas ações estratégicas juntamente com a equipes multiprofissionais do qual se destacam: Treinamento para o uso racional do Oxigênio, Criação de tabela padronizada para atender a troca de cilindros de oxigênio gasoso, Implantação do uso de oxigênio conforme protocolo de homogeneização médica, Implantação da utilização de ar comprimido para macro e micronebulização e Padronização dos fluxometros e válvulas e realizado campanha de conscientização focado na equipe assistencial referente aos vazamentos de gases medicinais.A nossa meta foi de reduzir 15% do custo variável nas contas de água, luz e gas natural e gas medicinal e reduzir 20%

no consumo geral dos utilitários. .

2 - Responsáveis

(3)

O projeto foi desenvolvido por uma equipe de Engenharia própria da Instiuição com parceria de prestadores de serviço contratado, qualificados e especialista em Engenharia Clínica, Elétrica e de Produção Mecânica, técnicos e eletrotécnicos especializados. O Engenheiro responsável possui o título de Engenheiro de Produção Mecânica e MBA Master em Gestão de Operações em produtos e serviços. Os treinamentos direcionados para gasoterapia foram desenvolvidos e ministrados com apoio de uma equipe de fisioterapeutas e administrador hospitalar. A equipe é composta de 01 Engenheiro Clinico, 01 Engenheiro Elétrico; 01 Engenheiro de Automação, 06 eletrotécnicos contratados; 01 Supervisor Operacional contratado; 01 Fisioterapeuta, 01 Administradora Hospitalar. A Instituição tem 82.000m²; 28 andares e 3700 colaboradores e 720 prestadores de serviço.

3 - Duração

Para mantermos todos os equipamentos e acessórios em boas condições de uso e reduzirmos ao máximo o desperdício gerados pelos usuários em uma Instituição que atende 100% de pacientes do SUS, exige muito comprometimento, conhecimento e esforço continuo dos profissionais responsáveis pela área de Engenharia Predial. A equipe iniciou as primeiras ações em janeiro de 2013 implantando o controle e monitoramento dos equipamentos e após o 1º trimestre de 2012 foi realizado um estudo dos resultados e concluido o diagnóstico.Nesse estudo foram realizadas vistorias periódicas e adequações de atividades complementares periódicas que se destacam: Manutenção Preventiva dos Sistemas Utilitários;

Detecção e correção imediata de vazamentos; Monitoramento do consumo diário de água, energia elétrica e gás natural, com anotação em planilhas de controle; Realização de treinamento periódico da equipe de manutenção;Realização de palestra para educação continuada dos colaboradores com apoio do da Engenharia de Segurança do Trabalho;Desenvolvimento de campanhas e eventos para sensibilizar os colaboradores da Instituição para reduzir gastos dos sistemas utilitários;Estabelecimento de linhas economizadoras como premissa em todos os projetos e reformas a serem desenvolvidos; Aquisição de peças e materiais que atendam as normas, códigos, recomendações e especificações de entidades e órgãos regulamentadores (ABNT, RDC50, RDC33, NBR-12.808,CNEN, SABESP, PMSP etc.), com avaliação técnica visando o menor custo e a melhor qualidade do produto adquirido; Atuação e monitoramento das ações pelo comitê de sustentabilidade da Instituição e da equipe do Projeto Cidadão.Todas as adequações foram realizadas durante o processo evolutivo do Projeto e os resultados foram obtidos nos primeiros meses após a implantação.O controle e monitoramento das ações e resultados foram instituídos na rotina da Instituição e são divulgados em painel específicos criado pela Instituição para facilitar a comunicação e ciência dos colaboradores.A Instituição promoveu uma Gincana com a participação de todos os colaboradores e prestadores de serviço para garantir a conscientização das equipes e a redução dos custos da Instituição.

4 - Participação

O projeto foi idealizado com o objetivo de diminuir os custos mensais pagos pela Instituição e conscientizar os 4400 colaboradores, visitantes e demais usuários para o uso racional de água, energia elétrica, gases medicinais e gás natural, através de ações e programas educacionais. Para atingir esses objetivos estão sendo implantadas ações corretivas que garantam a qualidade do atendimento a todos os usuários, a implantação de equipamentos eficazes que promovam a eficiência e a redução dos custos efetivos na prestação de contas da Instituição e treinamentos específicos para sensibilizar e conscientizar os profissionais para o uso correto e eficiente dos utilitários disponíveis.Tivemos um pouco de dificuldade para conscientizar os colaboradores das áreas assistenciais, devido a demanda de serviço e a dificuldade para participarem de treinamentos e palestras.As práticas de melhoria desta Instituição são divulgadas na intranet e nas redes sociais, com isso os nossos parceiros podem acessar o nosso site conhecer a evolução do nosso trabalho e realizar criticas ou sugestões para melhorarmos continuamente a nossa eficiência e a efetividade das ações.

5 - Continuidade

Essa Instituição está em busca de uma Certificação que a qualifique como Edifício Verde ou Sustentável, portanto não medirá esforços para adequar as instalações necessárias e investir em produtos e equipamentos que contribuam para a qualidade de vida de seus usuários, colaboradores e da sociedade civil.Todos os investimentos destinados aos equipamentos que produzam eficiência energética, redução de água ou gases são realizados

(4)

com critérios muito bem definidos e avaliados por uma equipe especializada visando o menor custo, aliado a qualidade dos produtos.

6 - Resultados

Energia Elétrica

? Redução de 38% no valor da conta em relação a de 2012;

? Redução de Aproximadamente 7% no consumo de Energia Elétrica.

? Economia de aproximadamente R$ 120 Mil mensais, sendo R$ 60 Mil referentes a

redução no valor da energia elétrica e 60 Mil referentes as ações de melhoria do

sistema.

Água

? Redução de 2,5% no valor da conta em relação a de 2012;

? Redução de Aproximadamente 7,5% no consumo de água.

? Economia de aproximadamente R$ 4,5 Mil mensais.

Gás Natural

? Redução de aproximadamente 2,5% no valor da conta em relação ao ano de 2012;

? Redução de Aproximadamente 12% no consumo de Gás.

? Economia de aproximadamente R$ 3,5 Mil mensais.

Gás Medicinal

? Redução de aproximadamente 0,5% no consumo de O2 liquido.

? Redução de aproximadamente 10% no consumo de O2 gasoso.

? Economia de aproximadamente R$ 1 Mil mensais.

Devemos levar em consideração que nesse período aumentou em 15% o número de funcionários e 20% o número de clientes que utilizam essa Instituição.

7 - Recomendações:

Essa experiencia nos ensinou que a responsabilidade e o comprometimento das lideranças e dos gestores foram fatores relevante para implementação das ações corretivas e preventivas e para estabelecer a adesão de todos os colaboradores e clientes desta Instituição.O levantamento de dados e a adoção de um estudo pré diagnóstico do consumo dos insumos primários foi realizado com muita transparência e objetividade, garantindo a confiança das propostas de redução e adesão de todos os atores e participantes deste Projeto. Concluimos que um projeto desta relevância deve ser replicado para qualquer empresa que queira contribuir com as reduções de custos financeiros e concomitantemente colaborar com a qualidade de vida do planeta.

Comentários:

Complemento do Case:

Anexos do Cases

(5)

http://www.benchmarkingbrasil.com.br/sistema/anexos/anexos2012/64820140225_140039_Resultados obtidos.docx

Imprimir Fechar e Voltar

Imagem

temas relacionados :