ANEXO. Proposta de Decisão do Conselho

Texto

(1)

COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 8.2.2017 COM(2017) 65 final ANNEX 1

ANEXO da

Proposta de Decisão do Conselho

relativa à posição a adotar em nome da União Europeia no âmbito do Comité Misto UE-México no que se refere às alterações do anexo III da Decisão n.º 2/2000 do Conselho

Conjunto CE-México, de 23 de março de 2000, respeitante à definição da noção de produtos originários e aos métodos de cooperação administrativa

(2)

PT

2

PT

DECISÃO Nº X/XXXX DO COMITÉ MISTO UNIÃO EUROPEIA-MÉXICO

de XX XXXXXX XXXX

relativa às alterações do anexo III da Decisão n.º 2/2000 do Conselho Conjunto CE-México, de 23 de março de 2000, respeitante à definição da noção de produtos

originários e aos métodos de cooperação administrativa O COMITÉ MISTO,

Tendo em conta a Decisão n.º 2/2000 do Conselho Conjunto CE-México, de 23 de março de 2000 (a seguir designada «Decisão n.º 2/2000»), e o seu anexo III, nomeadamente o artigo 38.º,

Considerando o seguinte:

(1) O anexo III da Decisão n.º 2/2000 estabelece as regras de origem para os produtos originários do território das Partes no Acordo.

(2) As regras de origem específicas dos produtos estabelecidas no apêndice II do anexo III da Decisão n.º 2/2000 para os produtos classificados nas posições 2914 e 2915 do Sistema Harmonizado devem ser alteradas de modo a permitir a aplicação temporária, de 1 de julho de 2014 a 31 de dezembro de 2019, das regras de origem específicas dos produtos estabelecidas nas notas 2 e 3 do apêndice II(a) do anexo III da Decisão n.º 2/2000 e devem ser atualizadas de forma a permitir a modernização das regras de origem específicas dos produtos em conformidade com os acordos comerciais recentemente celebrados. Considera-se adequado aplicar a nova prorrogação com efeitos retroativos a partir de 1 de julho de 2014, a fim de evitar perturbações das atuais condições económicas.

(3) O apêndice V do anexo III da Decisão n.º 2/2000 estabelece o prazo para cada Parte aceitar um certificado de circulação EUR.1 emitido a posteriori em conformidade com o artigo 17.º, n.º 3, desse anexo, ou para o exportador apresentar uma declaração na fatura à autoridade aduaneira da Parte de importação após a exportação dos produtos em conformidade com o artigo 20.º, n.º 6, do anexo III da Decisão n.º 2/2000.

(4) Para os produtos das posições 2914 e 2915 do Sistema Harmonizado importados na UE durante o período compreendido entre 1 de julho de 2014 e 30 de junho de 2015, o período de apresentação deve ser alargado para três anos, a fim de ter em conta as alterações retroativas das regras de origem específicas dos produtos relativas a esses produtos.

(5) O título do apêndice V do anexo III da Decisão n.º 2/2000 deve ser alterado e alinhado com a alteração de prazo e com o artigo 17.º, n.º 3, e o artigo 20.º, n.º 6, do anexo III da Decisão n.º 2/2000.

(6) O anexo III da Decisão n.º 2/2000 do Conselho conjunto CE-México deve, por conseguinte, ser alterado em conformidade,

(3)

Artigo 1.º

1. O apêndice II do anexo III da Decisão n.º 2/2000 é alterado em conformidade com o anexo I da presente decisão.

2. O apêndice V do anexo III da Decisão n.º 2/2000 é alterado em conformidade com o anexo II da presente decisão.

Artigo 2.º

A presente decisão entra em vigor 45 dias após a data da sua adoção.

É aplicável a partir de 1 de julho de 2014.

Feito em XXXX, XX de XXXX de 2017

(4)

PT

4

PT

ANEXO I

O apêndice II do anexo III da Decisão n.º 2/2000 é alterado do seguinte modo:

1) É inserida a seguinte entrada:

«Posição SH Designação do produto Complemento de fabrico ou transformação aplicável às matérias não originárias que confere a qualidade de produto

originário

(1) (2) (3) ou (4)

ex 2914*  Diacetona-álcool

 Metilisobutilcetona  Óxido de mesitilo

Fabricação a partir de acetona Fabricação em que ocorre uma reação química**

* Aplicável de 1 de julho de 2014 a 31 de dezembro de 2019.

** Uma «reação química» é um processo (incluindo um processo bioquímico), que resulta numa molécula com uma nova estrutura mediante separação das ligações intramoleculares e formação de novas ligações intramoleculares ou alteração da disposição espacial dos átomos numa molécula.

Os processos a seguir indicados não devem ser tomados em consideração para efeitos de origem:

a) A dissolução em água ou noutros solventes;

b) A eliminação de solventes incluindo água como solvente; ou c) A adição ou eliminação de água de cristalização.»

2) A entrada relativa à posição SH 2915 passa a ter a seguinte redação:

«Posição SH Designação do produto Complemento de fabrico ou transformação aplicável às matérias não originárias que confere a qualidade de produto

originário

(1) (2) (3) ou (4)

2915* Ácidos monocarboxílicos acíclicos

saturados e seus anidridos, halogenetos, peróxidos e peroxiácidos; seus derivados halogenados, sulfonados, nitrados ou nitrosados, exceto:

Fabricação a partir de matérias de qualquer posição. No entanto, o valor de todas as matérias das posições 2915 e 2916 utilizadas não pode exceder 20 % do preço à saída da fábrica do produto

Fabricação na qual o valor de todas as matérias utilizadas não excede 40 % do preço à saída da fábrica do produto

 Anidrido acético, acetato de etilo e de n-butilo, acetato de vinilo, acetato de isopropilo e de metilamilo, ácidos mono-, di- ou tricloroacéticos, seus sais e seus ésteres

Fabricação a partir de matérias de qualquer posição. No entanto, o valor de todas as matérias da posição 2916 utilizadas não pode exceder 20 % do preço à saída da fábrica do produto

Fabricação em que ocorre uma reação química**

(5)

** Uma «reação química» é um processo (incluindo um processo bioquímico), que resulta numa molécula com uma nova estrutura mediante separação das ligações intramoleculares e formação de novas ligações intramoleculares ou alteração da disposição espacial dos átomos numa molécula.

Os processos a seguir indicados não devem ser tomados em consideração para efeitos de origem:

a) A dissolução em água ou noutros solventes;

b) A eliminação de solventes incluindo água como solvente; ou c) A adição ou eliminação de água de cristalização.»

(6)

PT

6

PT

ANEXO II

O apêndice V do anexo III da Decisão n.º 2/2000 é alterado do seguinte modo:

«APÊNDICE V

PRAZO PARA ACEITAÇÃO, PELA AUTORIDADE ADUANEIRA, DE UM CERTIFICADO DE CIRCULAÇÃO EUR.1 EMITIDO A POSTERIORI EM

CONFORMIDADE COM O ARTIGO 17.º, N.º 3, D ANEXO III E PARA APRESENTAÇÃO DE UMA DECLARAÇÃO NA FATURA EM CONFORMIDADE COM O ARTIGO 20.º, N.º 6, DESSE ANEXO

1. Para as importações na União Europeia: O prazo é de dois anos a contar da data em que os produtos a que se refere o certificado de circulação EUR.1 são importados. Para os produtos das posições SH ex 2914 e 2915, tal como estabelecido no apêndice II, que entraram na União Europeia no período compreendido entre 1 de julho de 2014 e 30 de junho de 2015, o prazo é de três anos a contar da data em que os produtos a que se refere o certificado de circulação EUR.1 são importados.

2. Para as importações no México: O prazo é de dois anos a contar da data em que os produtos a que se refere o certificado de circulação EUR.1 são importados.

Imagem

Referências

temas relacionados :