Jornal 1ª Categoria. Edição Mensal 7ª Edição Dezembro de 2011

Texto

(1)

Jornal 1ª Categoria

Edição Mensal – 7ª Edição Dezembro de 2011

(2)

Jornal 1ª Categoria

Edição Mensal – 7ª Edição Dezembro de 2011

2

E

E

E

x

x

x

t

t

t

r

r

r

a

a

a

o

o

o

r

r

r

d

d

d

i

i

i

n

n

n

á

á

á

r

r

r

i

i

i

a

a

a

D

D

D

e

e

e

s

s

s

i

i

i

g

g

g

n

n

n

a

a

a

ç

ç

ç

ã

ã

ã

o

o

o

Durante o mês de novembro, tivemos a honra de contar com o auxílio do Dr. Eduardo Valadares, que assumiu, temporariamente, a titularidade do 2º Ofício Regional Cível. Caracterizado com um sotaque bastante carregado e uma altura, digamos, um pouquinho elevada, o Dr. Eduardo colocou-se totalmente à disposição da equipe, participando das reuniões, opinando e dando sugestões. Contribuiu, com certeza, para o bom andamento dos serviços demandados à Unidade, que estariam prejudicados não fosse sua inscrição para passar uma temporada conosco. A equipe do Jornal 1ª Categoria, em nome de toda a Unidade, agradece pela oportunidade e espera revê-lo no futuro, quem sabe como Defensor Público Federal titular de um ofício da Unidade.

Nós aproveitamos e fizemos algumas perguntas ao Dr. Eduardo, até para ter um retorno com as impressões dele sobre a Unidade. Confira!

Jornal. O que o senhor achou da estrutura da Unidade? O senhor acha que estamos no caminho certo?

Dr. Eduardo. A Unidade está fisicamente bem estruturada. No âmbito geral, material e pessoal, há uma deficiência visível ainda de estagiários, Defensores e servidores. Assim, quando se fala em estrutura no seu aspecto mais abrangente não podemos esquecer o corpo de funcionários que compõe o órgão. Acho sim que a DPU/DF de 1ª Categoria está no caminho certo, havendo sempre superações dos obstáculos dia a dia. Pelo menos foi o que pude sentir e vivenciar no pouco tempo que passei aí.

Jornal. E a equipe? O que o senhor achou? Foi bem recebido? Teve o auxílio necessário?

Dr. Eduardo. Fui bem recebido por todos. Sempre atenderam de

pronto as minhas solicitações. Não tenho o que reclamar disso.

Todos,

invariavelmente,

foram

solícitos

e

prestativos,

evidenciando o trabalho em equipe.

Jornal. O senhor vislumbra voltar um dia à Brasília?

Dr. Eduardo. Sempre que houver possibilidade e disponibilidade, voltarei com prazer a DPU/DF.

Jornal. O senhor poderia deixar uma mensagem para os que ficam? Dr. Eduardo. Pra nunca desistirem de melhorar todos os dias. Nunca se acomodar e pensar que já atingimos o topo. É sempre possível melhorar.

Por fim, gostaria de usar esse meio para agradecer todos os Defensores, funcionários e estagiários.

(3)

Jornal 1ª Categoria

Edição Mensal – 7ª Edição Dezembro de 2011

3

“A DPU me agregou valores

inestimáveis. O contato direto com os defensores e com os processos me aproximou da

realidade jurídica”. Nossa entrevistada, neste mês, é a estudante

Keilla Rodrigues, estagiária do 5º Ofício Regional Cível. Keilla,que está conosco desde o dia 12/05/2011, nos proporcionou a oportunidade de conhecê-la um pouco melhor, e de saber quais são os seus objetivos e sonhos. Uma pena que ela está nos deixando, mas ficamos felizes em saber que logo ela poderá voltar, quem sabe como Defensora Pública Federal. BOA SORTE! 1. Você poderia nos contar um pouco sobre sua infância, sua família? Onde você nasceu?

Eu sou nascida em Brasília mesmo, sendo a mais nova de outros dois irmãos. Meus pais vieram pra Brasília há 38 anos, quando construíram nossa casa e onde estamos até hoje.

2. Você está estudando direito, não é? Porque escolheu este curso?

A escolha do curso do Direito foi ao acaso, afinal o meu desejo era ser médica pediátrica. Porém, impossibilitada de fazer o curso desejado, e ao ganhar uma bolsa de estudos na minha faculdade, acabei optando pelo curso de Direito. As primeiras aulas foram complicadas, mas ao término do primeiro semestre já estava apaixonada pelo Direito.

3. Sabemos o quanto é importante um estágio para a carreira de um profissional. Mas, porque você escolheu estagiar na defensoria? Ser Defensora é um sonho?

O estagio na Defensoria veio num momento importante do meu curso e da minha vida. Comecei no estágio sabendo superficialmente sobre a carreira de defensor público, mas hoje posso dizer que é sim um sonho ser Defensora Pública e ajudar ao próximo na defesa dos seus direitos. 4. E a Unidade? Como é estagiar na 1ª Categoria? Estamos atendendo suas expectativas?

A DPU me agregou valores inestimáveis. O contato direto com os defensores e com os processos me aproximou da realidade jurídica. Estar na 1ª categoria me possibilitou aprendizado com a parte recursal e com matérias vistas somente na teoria na faculdade. Estagiar na DPU superou minhas expectativas, tanto que vem influenciando em minhas escolhas, sendo desejo retornar ao termino do meu estagio como colaboradora pra auxiliar e continuar o aprendizado.

5. E a DPU? Como você visualiza a Defensoria Pública no futuro?

Pela importância que a DPU tem para sociedade, eu acredito que o futuro da Instituição será prospero, que será mais valorizada pelo governo e pela população. Os defensores que estão no quadro no momento se dedicam e fazem o diferencial para que o futuro da unidade e dos assistidos seja melhor.

(4)

Jornal 1ª Categoria

Edição Mensal – 7ª Edição Dezembro de 2011

4

6. Como é a Keilla fora da Unidade? Sabemos que você está no

final do curso, portanto, não tem muito tempo. Mas, o que você gosta de fazer? Além de estudar, é claro.

Nos últimos meses, devido à monografia e ao exame de ordem, tive pouco tempo para outras atividades além de estudar. Mas nas horas livres, passo a maior parte do tempo com minha família e com os amigos, ir ao cinema e a prática de atividades físicas.

7. Keilla, novembro e dezembro serão seus últimos meses conosco, afinal, você irá se formar. Neste sentido, você poderia deixar uma mensagem para aqueles que aqui ficam?

A DPU me trouxe grandes possibilidades de aprendizado e de experiências, cabendo a mim só agradecer a todos pela receptividade e pelo carinho. Aos que ficam, o que posso desejar é que aproveitem a oportunidade que lhes é apresentada, pois a possibilidade de aprendizagem aqui é imensa. Aos defensores, em especial ao Dr. Jair Soares Junior, meu agradecimento por dispor seus conhecimentos para nos auxiliar no crescimento profissional. E aproveito o ensejo para desejar a todos um excelente natal, e que todos tenham um ano de 2012 abençoado.

Resultados e estatísticas

Confira agora alguns resultados alcançados em Novembro/2011: - Distribuição acumulada de processos novos instaurados no e-PAJ:

Total:

397

1º Oficio Regional Criminal: 27 6,80%

1º Ofício Regional Cível: 35 9,04%

2º Ofício Regional Criminal: 24 6,2%

2º Ofício Regional Cível: 42 10,57%

3º Ofício Regional Criminal: 26 6,72%

3º Ofício Regional Cível: 38 9,57%

4º Ofício Regional Criminal: 27 6,97%

4º Ofício Regional Cível: 39 9,82%

5º Ofício Regional Criminal: 21 5,42%

5º Ofício Regional Cível: 37 9,31%

6º Ofício Regional Cível: 37 9,56%

7º Ofício Regional Cível: 44 11,08%

Consulta ao e-PAJ: 29/11/2011

- Evolução mensal do atendimento presencial de assistidos na Unidade: Mês Total de Assistidos Evolução (%)

Janeiro 27 - Fevereiro 43 59,25 Março 46 6,97 Abril 42 - 8,69 Maio 52 23,80 Junho 64 23,07 Julho 68 6,25 Agosto 108 58,82 Setembro 116 7,4 Outubro 44 - 62,06 Novembro 63 43,18

Obs. O número de assistidos atendidos não tem relação com o número de PAJs novos instaurados..

“Os defensores que estão no quadro no momento se dedicam e fazem o diferencial

para que o futuro da unidade e dos assistidos seja melhor”

(5)

Jornal 1ª Categoria

Edição Mensal – 7ª Edição Dezembro de 2011

5

A

A

A

n

n

n

i

i

i

v

v

v

e

e

e

r

r

r

s

s

s

a

a

a

r

r

r

i

i

i

a

a

a

n

n

n

t

t

t

e

e

e

s

s

s

d

d

d

e

e

e

D

D

D

e

e

e

z

z

z

e

e

e

m

m

m

b

b

b

r

r

r

o

o

o

S

S

S

e

e

e

j

j

j

a

a

a

m

m

m

b

b

b

e

e

e

m

m

m

v

v

v

i

i

i

n

n

n

d

d

d

o

o

o

s

s

s

!

!

!

Teremos MUITA festa neste mês de Dezembro, afinal, além do Natal, é grande o número de aniversariantes na Unidade. Motivos não irão faltar para organizarmos um grande evento, quando poderemos festejar mais um ano de vida dos nossos queridos colegas. Confira abaixo a relação dos aniversariantes do mês:

Nome Dia Lotação

Gustavo 03 Cartório

Daniel

Fernando 06

4º Ofício Criminal 5º Ofício Cível

Felipe 14 5º Ofício Cível

Dra. Tatiana Mayra 18 3º Ofício Criminal 6º Ofício Cível Kellen Filipe 28 3º Ofício Criminal 3º Ofício Criminal

Carlos Renato 30 7º Ofício Cível

A equipe do Jornal 1ª Categoria vem a público dar as boas vindas aos novos colegas que chegaram recentemente à Unidade. Damos Boas vindas, neste mês de dezembro, ao Dr. Óscar Giorgi Ribeiro, novo titular do 3º Ofício Regional Cível, e aos estudantes Filipe, Jaqueline, Maria de Lourdes, Aline, Juliana e Graziella, que estão estagiando conosco, espalhados pela Unidade.

Colegas, toda a equipe da Defensoria Pública da União de 1ª Categoria no Distrito Federal lhes deseja uma

excelente adaptação, com muito sucesso e realizações. Recebemos-lhes com muita alegria, e podem contar com a colaboração de todos os defensores, servidores,

estagiários e colaboradores da Unidade, principalmente nesta fase inicial.

Muitas felicidades, saúde, paz e sucesso! É o que

deseja a equipe do Jornal 1ª Categoria, em nome de

toda a Unidade.

(6)

Jornal 1ª Categoria

Edição Mensal – 7ª Edição Dezembro de 2011

6

Da Série aprendendo com Humor - Homem EPAJ em:

E

En

E

n

nt

t

ã

ão

o

o

é

é

é

N

Na

N

a

at

t

ta

a

a

l

l

l

!

6º Cível Vale 01 ofício criminal Então é Natal! E o que você fez? O ano termina, e nasce outra vez! Então é Natal, a festa crista. Do velho e do novo, do amor como um todo. Que seja feliz quem souber o que é o bem! UM FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO! É o que deseja toda a equipe da 1ª Categoria! Então bom Natal, e um ano novo também. Harehama, há quem ama. Harehama, há.... Então é Natal!

(7)

Jornal 1ª Categoria

Edição Mensal – 7ª Edição Dezembro de 2011

7

Colegas defensores, servidores, estagiários e colaboradores. Neste mês de dezembro chegará ao fim minha gestão aqui na Unidade, como Defensor Público-Chefe. Gostaria muito de agradecer pela

ajuda que me foi dispensada neste período, bem como pelas sugestões e críticas, que, no final das contas, fazem parte do processo. Fiz o melhor que pude, com erros e acertos, mas sempre buscando o fortalecimento da Unidade, que é o que mais importa.

Gostaria, também, de desejar um

feliz natal

a todos, e um

excelente ano novo

, com muitas realizações, objetivos alcançados e sonhos realizados. Espero, sinceramente, que o ano de 2012 seja muito melhor do que o que está passando.

No mais, reforço que, apesar de deixar a função de Chefe da Unidade, vocês podem contar comigo.

Eduardo.

"a vida são deveres que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se vê, já são seis horas. Quando se vê, ja é sexta feira. Quando se vê, já terminou o ano. Quando se vê, ja se passaram 50 anos! E agora é tarde demais para ser aprovado. Se me fosse dada, um dia, outra

oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.

Dessa forma eu digo: não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo, a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais."

Mário Quintana

Edição: Leonardo Silva Curto e Fernanda Magalhães Silva. Supervisão e Revisão. Dr. Jair Soares Júnior. Colaboração. Isabel Quitéria Veloso, Dr.

Imagem

Referências

temas relacionados :