A U T O C I E N T I F I C I D A D E (A U T O C O G N I C I O L O G I A )

Texto

(1)

AU T O C I E N T I F I C I D A D E ( AU T O C O G N I C I O L O G I A)

I. Conformática

Definologia. A autocientificidade é a qualidade do autoconhecimento e do modo

siste-mático e teático de adquiri-lo, sem crenças ou dogmatismos, obtido pela investigação contínua da própria consciência, com enfoque multidimensional, multiveicular, multiexistencial, cosmoético e pró-evolutivo, utilizando técnicas autopesquisísticas e conscienciométricas com rigor metodoló-gico.

Tematologia. Tema central homeostático.

Etimologia. O elemento de composição auto procede do idioma Grego, autós, “eu

mes-mo; por si próprio”. O termo científico deriva do idioma Latim Medieval, scientificus, “científi-co”. Apareceu no Século XVI.

Sinonimologia: 1. Teática da cientificidade autopesquisística. 2. Autoconhecimento

evolutivo. 3. Autoconhecimento técnico avançado.

Cognatologia. Eis, na ordem alfabética, 28 cognatos derivados do vocábulo ciência:

an-ticientificidade; autocientificidade; cienciocracia; cienciocrata; cienticismo; cienticista; cístico; científica; cientificação; cientificado; cientificador; cientificamento; cientificante; cienti-ficar; cientificidade; cientificismo; cientificista; cientificístico; científico; cientismo; cientista; cientístico; cientizar; cientologia; cientológico; cientólogo; pseudociência.

Neologia. O vocábulo autocientificidade e as 3 expressões compostas autocientificidade

primária, autocientificidade intermediária e autocientificidade avançada são neologismos

técni-cos da Autocogniciologia.

Antonimologia: 1. Autocredulidade. 2. Automitificação. 3. Cientificidade. 4.

Cientifi-cismo.

Estrangeirismologia: o principium incredulitatis; o Autopesquisarium; a dedicação ao

self-knowledge; o continuous self-improvement; a self-performance científica; o strong profile

au-tocientífico; a aquisição do know-how autopesquisístico; o upgrade evolutivo; o neomodus

ope-randi da autevolução consciencial.

Atributologia: predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento

quanto à holomaturidade das autopesquisas evolutivas.

Megapensenologia. Eis 2 megapensenes trivocabulares sintetizando o tema: –

Autocien-tificidade: megapropulsora evolutiva. Autocientificidade é megautopoder.

II. Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal da autocientificidade conscienciológica; os

logico-pensenes; a logicopensenidade; os raciocinologico-pensenes; a raciocinopensenidade; os evoluciopen-senes; a evoluciopensenidade; a diferenciação pensênica; o holopensene pessoal da autocognição; o holopensene pessoal da Autopesquisologia.

Fatologia: a autocientificidade; a retilinearidade lógica; a autocrítica Cosmoética; a

pos-tura antidogmática em relação a si mesmo; o empenho dos atributos mentaissomáticos a favor de si; a precisão dos autoconceitos; a eficácia autopesquisística; a autossuperação da apriorismose; as autodeslavagens cerebrais e paracerebrais; a autorreeducação evolutiva; o fim do religiosismo; a autocura dos transtornos de personalidade; a racionalidade paracientífica; a postura científica traforística; as pesquisas racionais-empíricas conscienciológicas; o estudo de parafenômenos e parafatos com foco na intraconsciencialidade; o uso de técnicas conscienciométricas para avaliar o próprio nível evolutivo; o uso de técnicas autopesquisísticas; a recin sendo unidade de

medida da autocientificidade; o Curso Conscin-cobaia da CONSCIUS qualificado pela postura

(2)

Cons-cienciocêntrica (IC); a Reconscientia; a qualificação da Autoconsciencioterapia; a melhora no

saldo da Ficha Evolutiva Pessoal (FEP); a consolidação da autocientificidade como megatrafor.

Parafatologia: a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a sinalética

ener-gética e parapsíquica pessoal; a alfabetização paracientífica; o parapsiquismo necessário à qualifi-cação da autocientificidade; a evolução do autodiscernimento paraperceptivo; a Descrenciologia aplicada aos fenômenos parapsíquicos; a pesquisa parapsíquica nos cursos de campo da Cons-cienciologia; a holanálise holobiográfica; a subjetividade objetiva parapsíquica; a racionalidade paracientífica cosmoconscienciológica; a pesquisa projeciológica; o parapsiquismo intelectual; a inteligência parapsíquica; as pesquisas holobiográficas na Parapsicoteca; os insights assimilados da Central Extrafísica da Verdade (CEV) e dos amparadores extrafísicos.

III. Detalhismo

Sinergismologia: o autossinergismo cognitivo; o empenho pelo sinergismo

paracére-bro-cérebro; o sinergismo Ciência Convencional–Ciência Conscienciologia; o sinergismo intui-ção-razão; o sinergismo descrenciológico fatos-parafatos-autexperiências; o sinergismo teática- -verbação; o sinergismo evolutivo da autocientificidade.

Principiologia: o princípio da incerteza aplicado às autopesquisas; o princípio da

des-crença aplicado a si próprio; o princípio da teática pesquisística; o princípio falacioso da pesquisa não-participativa; os princípios científicos fundamentais da Conscienciologia.

Codigologia: o código pessoal de Cosmoética (CPC) aplicado à autopesquisa; o código

do exemplarismo pessoal (CEP) relativo à autocientificidade.

Teoriologia: a passagem do 1% da teoria para os 99% da vivência inte-lectual; a

auto-cientificidade ratificando a teoria sobre a vida humana atual valer 15 vidas humanas pregressas.

Tecnologia: a técnica do autodidatismo; a técnica da tentativa e acerto; as técnicas de

viver evolutivamente; a técnica de autorreflexão de 5 horas; a técnica da omnipesquisa perma-nente; as técnicas autoconscienciométricas contrárias às autoficções; a teática conscienciológica.

Voluntariologia: o voluntariado conscienciológico fortalecendo o holopensene da

auto-cientificidade através da convivialidade dos autopesquisadores.

Laboratoriologia: o labcon; o laboratório conscienciológico da vida cotidiana; os

la-boratórios conscienciológicos sem equipamentos.

Colegiologia: o Colégio Invisível da Experimentologia; o Colégio Invisível da

Tecno-logia; o Colégio Invisível da ParatecnoTecno-logia; o Colégio Invisível da MentalsomatoTecno-logia; o Colé-gio Invisível da Parapercepciologia; o ColéColé-gio Invisível dos Priorizadores Evolutivos; o ColéColé-gio Invisível dos Pesquisadores da Conscienciologia.

Efeitologia: o efeito da racionalidade do mentalsoma sobre o psicossoma. Ciclologia: o neociclo evolutivo existencial a partir da autocientificidade.

Interaciologia: a interação subjetividade-objetividade; a interação cognição humana–

–cognição multidimensional; a interação autopesquisa qualificada constante–reciclagens

intra-conscienciais infindáveis; a interação Mentalsomatologia-Autodiscernimentologia; a interação autodiscernimento intelectual–autocognição teática; a interação autocognição-autolucidez-aute-volução; a interação Teaticologia-Verbaciologia.

Crescendologia: o crescendo logicidade da Filosofia–racionalidade da Ciência; o

cres-cendo Ciência Convencional–Paraciência Conscienciológica; o crescres-cendo subcerebralidade-ce-rebralidade-paracerebralidade; o crescendo da Autodiscernimentologia Evolutiva; o crescendo autexperimentos-autorreflexões-autotares; o crescendo cientificidade-autocientificidade.

Trinomiologia: o trinômio racionalidade-lógica-coerência; o trinômio

analisar-enten-der-concluir; o trinômio investigação-fundamentação-formulação; o trinômio atos-fatos-parafa-tos; o trinômio Autoconscienciometrologia-Autopesquisologia-Autoconsciencioterapia; o trinô-mio cético-otimista-cosmoético (COC); o trinôtrinô-mio autexperimentação-autocientificidade-autoneo-verpon.

(3)

Polinomiologia: o polinômio criticidade-logicidade-racionalidade-cientificidade; o

po-linômio autexperimentação-autochecagem-autorreflexão-autorreciclagem; a autopesquisa apli-cada ao polinômio holossomático soma-energossoma-psicossoma-mentalsoma; o polinômio au-todiagnóstico–autenfrentamento–autossuperação–eficácia autopesquisística; o polinômio auto-crítica-autopesquisa-autocognição-autorrealismo; o polinômio inteligência somática–inteligên-cia emocional–inteligênsomática–inteligên-cia intelectual–inteligênsomática–inteligên-cia parapsíquica; a autocientificidade

promoven-do o polinômio libertário autestima-autoconfiança-autossuficiência-autodesenvoltura.

Antagonismologia: o antagonismo mentalsomaticidade / subcerebralidade; o

antago-nismo taquipsiquismo / bradipsiquismo; o antagoantago-nismo autocriticismo / heterocriticismo; o anta-gonismo monoglotismo / poliglotismo.

Paradoxologia: o paradoxo do cientista neofóbico; o paradoxo do cientista religioso;

o paradoxo do cientista místico; o paradoxo do cientista supersticioso; o paradoxo do

autocien-tista idólatra.

Politicologia: a compreensão teática da relação entre evoluciocracia e a

interassisten-ciocracia.

Legislogia: a lei da conservação holomnemônica dos patrimônios intelectuais; a lei do

maior esforço aplicada à autopesquisa ininterrupta; a lei dos autesforços evolutivos compreen-dida teaticamente.

Filiologia: a megarrecexofilia; a autopesquisofilia.

Sindromologia: a apreensão distorcida da realidade na síndrome da apriorismose; a

pro-filaxia da síndrome de Burnout; as crenças do portador da síndrome do ansiosismo; a autossupe-ração da síndrome depressiva; a profilaxia da síndrome de Swedenborg; a autocientificidade im-possibilitando a tranquilidade inócua da síndrome da mediocrização consciencial.

Mitologia: as autodesmitificações; a queda do mito da autoimagem idealizada; a

liber-tação das mitologias pseudocientíficas; o fim do mito da objetividade científica absoluta.

Holotecologia: a Holoteca.

Interdisciplinologia: a Autocogniciologia; a Antidogmatologia; a Apriorismologia; a

Au-tanaliticologia; a Autopesquisologia; a Autorrecinologia; a Heuristicologia; a Conscienciometro-logia; a RefutacioConscienciometro-logia; a TeaticoConscienciometro-logia; a Interassistenciologia.

IV. Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser

interassisten-cial; a conscin enciclopedista; a conscin racional; a conscin intelectual; a conscin mentalsomática; a conscin autocrítica; a conscin autoconsciente; a conscin-trator científica; a conscin autopesqui-sadora; a conscin teática.

Masculinologia: o acoplamentista; o agente retrocognitor; o amparador intrafísico;

o atacadista consciencial; o autodecisor; o intermissivista; o cognopolita; o compassageiro evolu-tivo; o completista; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o consciencioterapeuta; o proexista; o epicon lúcido; o evoluciente; o exemplarista; o intelectual; o reciclante existencial; o inversor existencial; o maxidissidente ideológico; o tenepessista; o ofiexista; o parapercepciologista; o pro-jetor consciente; o autodecisor; o homem racional; o sistemata; o tertuliano; o verbetólogo; o vo-luntário; o autopesquisador cobaia.

Femininologia: a acoplamentista; a agente retrocognitora; a amparadora intrafísica;

a atacadista consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopolita; a compassageira evolu-tiva; a completista; a consciencióloga; a conscienciômetra; a consciencioterapeuta; a proexista; a epicon lúcida; a evoluciente; a exemplarista; a intelectual; a reciclante existencial; a inversora existencial; a maxidissidente ideológica; a tenepessista; a ofiexista; a parapercepciologista; a pro-jetora consciente; a autodecisora; a mulher racional; a sistemata; a tertuliana; a verbetóloga; a vo-luntária; a autopesquisadora cobaia.

(4)

Hominologia: o Homo sapiens mentalsomathicus; o Homo sapiens analyticus; o Homo

sapiens multidimensionalis; o Homo sapiens conscientiologus; o Homo sapiens autocriticus;

o Homo sapiens autologicus; o Homo sapiens autolucidus; o Homo sapiens autoperquisitor; o Homo sapiens autoscientificus.

V. Argumentologia

Exemplologia: autocientificidade primária = a aplicada à autoconscienciometria sem

gerar recins; autocientificidade intermediária = a aplicada à autopesquisa para recins prementes; autocientificidade avançada = a aplicada à autopesquisa contínua para recins planejadas.

Culturologia: a cultura da inteligência evolutiva (IE).

Importância. Segundo a Evoluciologia, o mais inteligente, relevante e prioritário não

é o título de mestre ou doutor, mas a condição do autocientista. Títulos não possuem valor nas dimensões extrafísicas avançadas, mas sim a capacidade de autopesquisar-se com cientificidade, útil em qualquer dimensão.

Interassistenciologia. A autocientificidade promove melhor qualidade da assistência

através de, por exemplo, 2 recursos:

1. Exemplarismo. A autopesquisa proporciona a tares pelas recins exemplaristas. 2. Gescons. As gescons contendo metodologia autopesquisística, facilitam ao leitor a autoexperimentação das técnicas de autossuperação, podendo promover assistência policármica.

Proexologia. A autocientificidade contribui para a consecução das diretrizes da proéxis

a partir de 5 consequências, exemplificadas a seguir, em ordem alfabética:

1. Especialidade. Determinação da especialidade conscienciológica pessoal.

2. Público. Reconhecimento do público-alvo da assistência grupocármica do intermis-sivista.

3. Tares. Realização da assistência tarística necessária à consecução da proéxis. 4. Trafares. Autossuperação dos trafares e aquisição de trafais prioritários, incluídos nas cláusulas da proéxis egocármica.

5. Trafores. Identificação dos trafores e do megatrafor, nos quais foi embasada a proéxis.

Caracterologia: Sob a ótica da Conscienciometrologia, eis, por exemplo, na ordem

alfa-bética, 15 atributos qualificadores da autocientificidade: 01. Abertismo consciencial. 02. Antidogmatismo. 03. Autocriticidade. 04. Autodidatismo. 05. Autodiscernimento. 06. Bibliofilia. 07. Cientificidade. 08. Descrencialidade. 09. Intelectualidade. 10. Logicidade evolutiva. 11. Neofilia. 12. Omniquestionamento. 13. Parapsiquismo. 14. Racionalidade. 15. Tecnicidade.

(5)

Tabelologia. A partir da Confrontologia, eis, em ordem alfabética, 15 cotejos entre a

cons-cin com pseudautocientificidade e a conscons-cin com autocientificidade:

Tabela – Confronto Pseudautocientificidade / Autocientificidade

Nos Pseudautocientificidade Autocientificidade

01. Ausência de métodos autopesquisísticos Métodos e paramétodos autopesquisísticos 02. Autocertezas absolutas Autocertezas relativas

03. Autotacon Autotares

04. Cardiochacralidade Coronochacralidade

05. Crença racional Descrença

06. Ilusão da heterocura Autocura

07. Idolatria Binômio admiração-discordância

08. Laboratório convencional Laboratório conscienciológico

09. Minigescon Megagescon

10. Parapsicologia Conscienciologia

11. Predomínio de heterexperimento Predomínio de autexperimento

12. Predomínio de heteroparapsiquismo Predomínio de autoparapsiquismo

13. Racionalização dos sentimentos Análise mentalsomática dos sentimentos

14. Serendipitia eventual Corredor Heurístico

15. Teoria ou prática Teática

VI. Acabativa

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem

alfabé-tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-trais, evidenciando relação estreita com a autocientificidade, indicados para a expansão das abor-dagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:

01. Antidogmática: Comunicologia; Homeostático. 02. Autocognição: Autocogniciologia; Neutro. 03. Autodidatismo: Parapedagogia; Neutro.

04. Autodiscernimento: Holomaturologia; Homeostático. 05. Autolucidez consciencial: Holomaturologia; Homeostático. 06. Avanço mentalsomático: Mentalsomatologia; Homeostático.

07. Binômio Autoconscienciometrologia-Autopesquisologia: Experimentologia; Ho-meostático.

07. Conhecimento teático: Teaticologia; Homeostático.

08. Consciência conscienciológica: Autodiscernimentologia; Homeostático. 09. Descrenciologia: Experimentologia; Homeostático.

10. Eficácia autopesquisística: Autopesquisologia; Homeostático. 11. Know-how evolutivo: Evoluciologia; Homeostático.

12. Racionalidade empírica Conscienciológica: Holopesquisologia; Neutro. 13. Racionalidade paracientífica: Holomaturologia; Neutro.

(6)

A

AUTOCIENTIFICIDADE

,

TRAFOR POTENCIALIZADOR

DA

EVOLUÇÃO PESSOAL

,

POSSIBILITA A LIBERTA

-

ÇÃO DE INTERPRISÕES ORIUNDAS DAS CRENÇAS

,

DOGMATISMOS E RELIGIOSISMOS ESTAGNADORES

.

Questionologia. Você, leitor ou leitora, já vivencia a autocientificidade ou ainda é

pes-quisador(a) teórico(a) da Conscienciologia? Na escala de avaliação de 1 a 5, qual o nível de qua-lificação da autopesquisa para você?

Bibliografia Específica:

1. Almeida, Julio; Contestação das Crenças Disfuncionais na Terapia Cognitiva; Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Psicologia); Faculdade União das Américas; 68 p.; 4 caps.; 26 enus.; 1 índice; 3 tabs.; 21 refs.; 29,3 x 24 cm; Foz do Iguaçu, PR; 2010; páginas 10 e 18.

2. Beck, Aaron T.; Freeman, Arthur; Davis, Denise D.; & Col.; Terapia Cognitiva dos Transtornos de

Per-sonalidade (Cognitive Therapy of Personality Disorders); trad. Maria Adriana Veríssimo Veronese; 342 p.; 8 enus.; 2

ín-dices; 32 tabs.; 386 refs.; alf.; 24,5 x 17,5 cm; br.; Artmed; Porto Alegre, RS; 2ª Ed.; 2005; páginas 19 a 29.

3. Popper, Karl; A Lógica da Pesquisa Científica (The Logic of Scientific Discovery); trad. Leonidas Hegen-berg; & Octanny Silveira da Mota; 568 p.; 26 enus.; 2 índices; 1 tab.; 123 refs.; alf.; 19 x 13 cm; br.; Pensamento-Cultrix; 12ª Ed; São Paulo, SP; 2006; páginas 46 a 50.

4. Vieira, Waldo; 100 Testes da Conscienciometria; 232 p.; 100 caps.; 14 refs.; 21 x 14 cm; br.; Instituto In-ternacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC); Rio de Janeiro, RJ; 1997; página 164.

5. Idem; Conscienciograma: Técnica de Avaliação da Consciência Integral; 344 p.; 150 abrevs.; 11 enus.; 100 folhas de avaliação; 4 índices; 2.000 itens; glos. 282 termos; 7 refs.; alf.; 21 x 14 cm; br.; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1996; páginas 106, 107, 114 a 117, 184, 185 e 198 a 201.

6. Idem; 700 Experimentos da Conscienciologia; 1.058 p.; 700 caps.; 147 abrevs.; 600 enus.; 8 índices; 2 tabs.; 300 testes; glos. 280 termos; 5.116 refs.; alf.; geo.; ono.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Instituto Internacional de Proje-ciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1994; página 488.

A. K.

Imagem

Referências

temas relacionados :