FOLHA DE INFORMAÇÕES INVESTIGAÇÃO AMBIENTAL PELA CIDADE DE NEW BEDFORD DO EDIFÍCIO E INSTALAÇÕES DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE NEW BEDFORD

Texto

(1)

1

Esta folha de informações descreve o que tem sido feito para determinar que está fora de perigo para as pessoas ocuparem a Escola Secundária de New Bedford e usar as suas instalações. A folha resume os resultados da investigação desde o relatório de Abril 2011 e apresenta os próximos passos planeados para as investigações contínuas. As expressões em tipo negrito são definidas no glossário no fim da Folha de Informações.

Está fora de perigo para as pessoas ocuparem a Escola Secundária de New Bedford e usar as instalações à volta da escola.

Dentro da escola secundária, a TRC Environmental Corporation (TRC), o consultor ambiental da Cidade, avaliou os níveis de polychlorinated biphenyls (PCBs) e compostos orgânicos voláteis (VOCs) no ar do interior e determinou que não existe nenhum risco significante para a saúde dos ocupantes do edifício nas salas selecionadas excepto nas Salas A-110-1, A-203-2, e A-315-1, onde foi observada a presença de PCBs em excesso da Concentração Aceitável de Exposição a Longo Prazo (ALTEC). Estas salas

permanecem fechadas como precaução até que a avaliação determine que os níveis de PCBs no ar se encontrem debaixo da Concentração Aceitável de Exposição a Longo Prazo (ALTEC) de 0.3 micro-gramas por metro cúbico (0.3 µg/m3) total de PCBs. Esta avaliação foi baseada no critério estabelecido para os PCB’s aprovado pelo Departamento de Proteção Ambiental de Massachusetts (MassDEP), assim como a Agência de Protecção Ambiental dos Estados Unidos (EPA). A avaliação assumiu que alguém passa 8 horas por dia, 5 dias por semana durante 27 anos na Escola Secundária de New Bedford.

Fora da escola secundária, o pessoal escolar, alunos, e visitantes usam as instalações para vários motivos. As atividades incluem pessoas a atravessarem a propriedade, participando nas aulas de

educação física ao ar livre, ou cortando a relva. A TRC tomou em conta a forma como as pessoas usam as instalações para saber se as pessoas poderiam estar potencialmente expostas aos químicos no solo da superfície (solo que não está debaixo do pavimento). A TRC determinou que as potenciais exposições ao solo da superfície não significa nenhum risco significante, considerando a possibilidade de inspirar pó, comendo um bocadinho de solo da superfície, e ter a pele em contacto com o mesmo. Em chegar a esta conclusão, a TRC considerou a frequência e a que intensidade que o pessoal escolar (tais como

professores e pessoal de manutenção), alunos, e visitantes poderiam usar as instalações.

Estudos em Curso

Em nome da Cidade, a TRC está levando a cabo quatro estudos relacionados com o edifício e as instalações: 1) avaliação dos materiais de construção e equipamento que podem ter PCBs,

desenvolvimento de planos para tratar de e remover esses materiais e equipamentos 2) investigação do lençol de água (água localizada debaixo do chão em espaços no chão) que podem entrar ou infiltrar nas salas da escola usadas pelo pessoal de manutenção; e 3) avaliação e remediação do solo na Escola

FOLHA DE INFORMAÇÕES

INVESTIGAÇÃO AMBIENTAL PELA CIDADE DE NEW BEDFORD DO EDIFÍCIO E INSTALAÇÕES DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE NEW BEDFORD

Cidade de New Bedford/TRC Agosto 2012

(2)

2

Secundária de New Bedford; e 4) investigação do pó branco emitido por algumas unidades de ventilação (univents) dentro da escola.

Descrição dos Resultados da Investigação

Materiais de construção e equipamentos. Alguns materiais de construção na escola secundária contêm PCBs em níveis regulados pela EPA. A Cidade está investigando e removendo certos materiais contendo PCBs. PCBs já foram detectados no ar do interior. Estes níveis foram reduzidos depois de limparem e ajustarem o sistema de ventilação e removendo o pó afectado pelo PCB em 2007 e 2008. Em Fevereiro de 2011 recolheram-se amostras adicionais do ar do interior (foram recolhidas 61 amostras). Esta investigação concentrou-se nas luzes fluorescentes que continham os velhos lastros que aparentemente tinham vazado óleo que continha PCBs, deixando um resíduo na placa de metal que encerra as

instalações eléctricas e os lastros. PCBs foram detectados em três salas (A-110-1, A-315-1 e A-203-2) em excesso de 0.3 µg/m3. Como precaução fecharam-se estas salas até que seja determinado que o total de PCBs está abaixo de 0.3 µg/m3.

Amostras de ar interior foram recolhidas outra vez em Agosto de 2011, depois da eliminação dos velhos balastros para lâmpadas fluorescentes e lâmpadas com resíduos dos balastros. Quase 3,000 lâmpadas foram substituidas como parte do projecto de eliminação do Verão de 2011, que também incluiu a substituição das almofadas das cadeiras do auditório e eliminação de certa tinta das paredes. A concentração dos PCB no ar interior permaneceu acima de 0.3 µg/m3 nas tres salas fechadas. Os PCB também se encontraram nas outras duas salas (A-311-2 e A-307-3) e no corredor do segundo andar fora do Escritório da Casa Verde, em concentrações acima de 0.05 µg/m3. Os estudantes e o pessoal escolar podem continuar a usar o corredor do segundo andar fora do Escritório da Casa Verde e as salas A-311-2 e A-307-3 enquanto continúa a investigação.

Depois das adaptações ao sistema de tratamento do ar para aumentar a eficiência do intercambio de ar, uma amostra de ar foi recolhida da Sala A-203-2 em Abril de 2012. Depois da validação dos resultados das amostras de Abril de 2012, os filtros de ar “univent” foram mudados, as telhas do teto foram

substituídas, e todos o mobiliário móvel dentro da Sala A-203-2 foram retirados em Julho de 2012. Uma amostra de ar adicional foi recolhida em Julho de 2012 para podermos avaliar a fonte potencial de PCB.

Os PCB foram encontrados durante cada evento de amostragem em níveis acima de 0.3 µg/m3 de PCB.

Investigação da Sala de Máquinas. A aplicação da argamassa de impermeabilização entre Dezembro de 2010 e Abril de 2011 teve sucesso na eliminação do escoamento de águas subterrâneas numa grande parte da sala de máquinas. Uma quantía menor de água penetra em áreas limitadas da sala de máquinas durante períodos nos quais o lençol de água está mais elevado (como ao fim do Inverno e ao começo da Primavera), a maioría destas áreas têm estado secas desde Março de 2012.

Quase 2,600 galões de água subterrânea foram tirados da parte debaixo da sala de máquinas durante as cinco extrações de fluidos (FTE) feitas antes de Julho de 2011. Os eventos FTE encontraram fase não aquosa líquida (NAPL) e PCB na água subterrânea que foi retirada. A caracterização da Cidade da NAPL e as águas subterrâneas de Agosto 2011 encontrou que NAPL continha uma mistura de tricloroéteno (um VOC), PCB e petróleo.

(3)

3

Em 2012, a cidade adicionou um sistema de controle hidráulico para evitar que a água subterrânea afectada e os vapores entrem no edifício ou no sistema de esgoto subterrâneo do edifício, que vai desaguar ao sistema sanitário da Cidade. A Cidade continuou a sua investigação dos impactos do solo, as águas subterrâneas e NAPL utilizando um Sistema de Sonda da Membrana Interface (MIPS) em Abril de 2012. Não se encontraram VOCs associados com o sítio durante o monitoramento da rotina das águas subterrâneas capturadas pelo sistema de controle hidráulico. As emissões ao ar procedentes da extração do elemento de vapor do sistema de controle hidráulico dirigem-se à chaminé do antigo incinerador e estão significantemente debaixo dos critérios conservadores (de proteção à saúde). Dezoito perforações do solo e dois poços de monitoramento foram instalados para definir a extensão de NAPL e o impacto das águas subterrâneas. O pessoal pode continuar a trabalhar nesta área sem perigo pois as

concentrações de PCB do ar interior e os compostos orgânicos voláteis na sala de máquinas estão debaixo dos níveis de ação de EPA e MassDEP.

Solo da Propriedade da Escola Secundária. A eliminação do solo e as actividades de pavimentação foram iniciadas em Abril de 2011 e continuaram de maneira intermitente até Janeiro de 2012, durante os fins de semana, dias de festa e outros eventos escolares. As actividades correctivas tiveram lugar em toda a propriedade da escola secundária. Um total de aproximadamente 11,143 toneladas de solo foi eliminado até à data.

Questão do Pó nos Conductos de Ventilação “Univent”. Em Janeiro de 2012, um pó branco foi observado a sair de um dos conductores de ventilação “univents” em certas aulas do Boque-B. TRC recolheu e enviou uma amostra deste pó a um laboratório para a sua identificação. O laboratório identificou o pó como óxido de alumínio na sua maioría, que foi encontrado nas serpentinas de resfriamento no interior dos “univents”. O óxido de alumínio é um elemento típico de pó do interior quando está presente o alumínio metálico e não representa uma ameaça à saúde.

Os próximos passos

Materiais de construção e equipamento. A Cidade está a continuar a investigação da concentração de PCB no ar interior da escola. A Cidade continúa a trabalhar com o Departamento Escolar para melhorar o sistema de ventilação do edíficio e para avaliar as fontes potenciais de PCBs. A Cidade continuará a trabalhar com o Departamento Escolar para re-estabelecer o uso de três salas que estão actualmente fechadas, e continuará o monitoramento do ar interior para a presença de PCB.

Sala de Máquinas. Mesmo quando não se encontra a filtração de água na sala de máquinas, a Cidade continua o monitoramento dos lugares onde anteriormente se tinha encontrado a filtração de água. A Cidade também está a avaliar a possibilidade de alternativas para remediar NAPL e o impacto da infiltração no lençol de água debaixo da sala de máquinas.

Solo da escola secundária. A cidade e o lessor de operações e manutenção (a empresa solar) estão a avaliar as opções do desenho para a construção do Parque Solar proposto para estar situado ao norte do edíficio da escola secundária entre os dois parques de estacionamento. Depois de terminado o dssenho e a constução do Parque Solar, será atingida a condição de “Não Há Risco Significante” no solo da

(4)

4

propriedade da escola secundária, e a Cidade poderá completar e enviar o seu relatório final ao MassDEP.

Questão do Pó nos Conductos de Ventilação “Univent”. Os ingenheiros da escola instalaram filtros dentro dos “univents” que efectivamente capturam o pó antes de que se espalhe pelas aulas. Estes filtros são mudados periódicamente ou quando seja necessário. A Cidade está a estudar diversas alternativas para controlar o pó no futuro, incluindo uma possível substituição das serpentinas de resfriamento.

Para mais informação

Dados relacionados com os três estudos em curso na Escola Secundária de New Bedford (NBHS) estão publicados no site de internet da Cidade http://www.newbedford-ma.gov/McCoy/sitemap/sitemap.html na secção “New Bedford High School (NBHS)”; cópias em papel estão disponíveis para a sua revisão marcando hora ir ao repositório local de informação pública do Plano de Participação da Secretaría Municipal de Gestão Ambiental na sala 304 da Câmara Municipal. Detalhes sobre a investigação de materiais com PCBs encontram-se no relatório de Abril 2011 Removal and Abatement Report for PCB Building Materials – 2009 through 2011. Detalhes sobre a investigação da infiltragem do lençol de água encontram-se na Folha de Informações (Groundwater Seep Investigation Fact Sheet and Sampling Results – March 2010) , o Immediate Response Action Plan Modifications for RTN 4-22409 de Março 2010, o relatório de Janeiro 2011 Immediate Response Action Plan Modification for RTN 4-22409, o Immediate Response Action Plan Modification for RTN 4-22409 de Fevereiro 2012, e todos os relatórios associados. Os detalhes sobre a investigação do solo na propriedade da escola secundária encontram- se na Phase II Comprehensive Site Assessment de Abril 2011 e Release Abatement Measure – Soil Excavation and Removal de Abril 2011, Release Abatement Measure – Soil Excavation and Removal de Julho 2011 , e todos os relatórios associados. Detalhes sobre a investigação do pó dos “univents”

encontram-se na folha de informações de Janeiro 2012 City of New Bedford’s Environmental Investigation of the New Bedford High School Univent Dust Issue.

Se tiver mais perguntas, faça o favor de contactar Cheryl Henlin, Administração Ambiental da Cidade de New Bedford, no (508) 991-6188 ou correio electrónico cheryl.henlin@newbedford-ma.gov

(5)

5

GLOSSÁRIO DE EXPRESSÕES

Sistema de Sonda da Membrana Interface (MIPS) – O sistema de sonda da membrana interface é uma ferramenta utilizada para levar a cabo medidas de tempo real da concentração de compostos orgânicos voláteis em relação à profundidade da matéria do solo.

Fase Não Aquosa Líquida (NAPL) - um líquido, tal como o óleo, que não se dessolve fácilmente na água.

Os elementos NAPL classificam-se normalmente como os que são menos densos que a água (leve NAPL), tais como a gasolina, e aqueles com uma densidade maior que a água (denso NAPL), tais como o tricloroetileno que está presente debaixo da sala de máquinas.

Polychlorinated biphenyls (PCBs) – São misturas de até 209 elementos clorados. Não se conhece qualquer fonte natural dos PCB’s. Até um certo ponto os PCB’s podem existir como vapor no ar. PCBs não tem cheiro ou gosto. Os PCB’s não têm sido utilizados como líquido refrigerante e lubrificantes em transformadores, condensadores e outros equipamentos eléctricos porque não ardem facilmente e são bons isoladores.

Extração Total De Fluidos (TFE) – Um processo de recuperação onde se utiliza uma única bomba para extraer simultâneamente tanto a fase aquosa (água) e o producto (óleo) de um poço. Neste caso, o uso de um aspirador também permitiu a extração de vapores do solo.

Compostos orgânicos voláteis VOC’s Os VOC’s incluem uma variedade de compostos químicos largados como gases de certos sólidos ou líquidos. Os VOC’s são expelidos por uma grande gama de milhares de produtos. Exemplos de produtos que podem expelir VOC’s quando são usados, e, até um certo ponto, quando são armazenados incluem: tintas e lacas, decapantes, material de limpeza, pesticidas, materiais de construção, equipamento de escritório assim como foto copiadoras e impressoras, líquido de

correcção e papel de cópia sem papel químico, materiais de gráficas e artesanato incluindo colas e adesivos, marcadores permanentes, soluções de fotografia e combustíveis e outros produtos que contêm petróleo.

Imagem

temas relacionados :