A GLÓRIA É DE DEUS. Acesse: 1 ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - REVISTA CPAD Nº 12 - JUVENIS

Download (0)

Full text

(1)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com

1

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - REVISTA CPAD Nº 12 - JUVENIS LIÇÕES BÍBLICAS - IGREJA, O CORPO DE CRISTO

LIÇÃO 4 – OS PROPÓSITOS DA IGREJA INTRODUÇÃO

A igreja institucional do Senhor Jesus representada pelas mais variegadas denominações tem

como missão primordial realizar a grande comissão ordenada por Cristo registrada no capítulo 28 do Evangelho de Cristo segundo escreveu Mateus, concernente ao ide por todo mundo para anunciar a Palavra de Deus com o intuito da salvação da humanidade. Nesta lição estudaremos especificamente sobre os propósitos da igreja quanto à adoração, edificação dos cristãos e da evangelização como parte da grande comissão.

1. ADORAÇÃO A DEUS 1.1. DEFINIÇÃO DE LOUVOR

Definimos louvor como sendo uma explosão de alegria de um ser criado ou de uma comunidade ao

compreenderem a misericórdia e a bondade de Deus para com os seus filhos e sua criação, bem como, o seu infinito poder, sendo esta alegria manifestada, por atitudes peculiares a cada ser criado e principalmente pelo entoar de cânticos sob a regência de melodias advindas harmonicamente dos sons originados nos instrumentos musicais que exaltam, enaltecem e glorificam o Nome do Senhor Jesus.(Sl 150:1-6).

1.2. DEFINIÇÃO DE ADORAÇÃO

Definimos adoração como sendo um ato de prestação de culto a um ser transcendente pelo que

Ele é em seus atributos morais e naturais, manifestada por diversas ações e expressões de culto externas visíveis, cujo agente motor é uma atitude interna de um coração sincero e verdadeiro de um adorador.(Sl 145:1-21).

1.3. CARACTERÍSTICAS INTRÍNSECAS A VERDADEIRA ADORAÇÃO

A adoração se consolida como verdadeira quando é despertada por um coração sincero e

verdadeiro, ou seja, muitas vezes as manifestações externas de adoração, por si só, não confirmam ser esta adoração autêntica, pois na verdadeira adoração as manifestações externas de culto devem ser resultado do estado espiritual de um autêntico coração alinhado aos preceitos divinos, sendo estes os que Deus procura para que Ele seja exclusivamente adorado.(Jo 4:23).

Mas, quais são as características intrínsecas em um coração para a verdadeira adoração? A Palavra de Deus nos responde que as características fundamentais consolidadas no coração de um verdadeiro adorador, são:

CARACTERÍSTICAS DESCRIÇÃO

1.3.1 Gratidão

O verdadeiro cristão em tudo deve manifestar “ações de graças”

ao Senhor Jesus pelo que Ele é, por cuidar de nós dia a dia e acima de tudo por nos ter substituído na cruz do Calvário para a nossa salvação da condenação do pecado nos garantindo vida eterna.(1 Ts 5:18-19)

1.3.2 Alegria

O verdadeiro cristão independente de qualquer circunstância, deve

manifestar a verdadeira alegria impregnada em sua alma por ser salvo em Cristo Jesus e em saber que possui vida eterna.(Sl

(2)

100:1-A GLÓRI100:1-A É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com

2

2. EDIFICAÇÃO DOS CRISTÃOS 2.1. CONCEITO DE DONS ESPIRITUAIS

Podemos conceituar dom espiritual como uma dotação sobrenatural concedida pelo Espírito Santo

a uma pessoa para o serviço e execução dos propósitos de Deus na igreja e através dela, não sendo estes dons qualidades humanas aprimoradas por Deus, mas dádivas, favores imerecidos que o Senhor concede aos homens para revesti-los de poder a fim de que o nome do Senhor seja glorificado.(1 Pe 4:7-11)

2.2. OBJETIVOS DOS DONS ESPIRITUAIS

Em termos gerais os objetivos gerais do Espírito Santo quando falamos sobre dons espirituais são: i. Glorificar o Senhor Jesus (Jo 16:12-14)

ii. Confirmar a Palavra de Deus (Mc 16:14-20)

iii. Promover o crescimento em quantidade e qualidade da obra de Deus (At 6:1-7).

iv. Desenvolver a unidade e a edificação espiritual da igreja (1 Co 12:27-31)

v. Realizar o aperfeiçoamento dos Santos (Ef 4:11-13) 2.3. OS DONS ESPIRITUAIS

São dádivas e poder que o Espírito Santo concede a alguns crentes com o intuito de que seja evidenciada no meio do povo de Deus a presença do Senhor e seja também confirmado o poder do evangelho de Cristo. (1 Co 12:1-11)

CLASSIFICAÇÃO

DOS DONS DOM ESPIRITUAL OBJETIVO ESPIRITUAL

ELOCUÇÃO OU MANIFESTAÇÃO

VERBAL

PROFECIA

Trazer mensagens de Deus aos crentes com a

finalidade de exortar, edificar e consolar a igreja (1 Co 14:23-25)

VARIEDADE DE LÍNGUAS

Falar em línguas estranhas de forma sobrenatural

para a própria edificação de quem fala (veja interpretação de línguas)

INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS

Interpretar as línguas estranhas faladas por si

próprio ou por outrem para edificar a igreja e a quem está falando em línguas (1 Co 14:26-28)

REVELAÇÃO OU SABER

PALAVRA DE SABEDORIA

Dar em ocasiões especiais e de forma sobrenatural

palavras orientadoras para a solução de problemas considerados insolúveis (1 Rs 3:16-28)

PALAVRA DA Ter o conhecimento sobrenatural de 5)

1.3.3 Humildade

O verdadeiro cristão deve ser humilde no sentido amplo de

reconhecer-se como sendo nada de nada e ao mesmo tempo reconhecer a glória, a soberania, a majestade e o poder de Deus.( Mt 18:1-5)

1.3.4 Amor

O verdadeiro cristão ama a Deus de forma espontânea e

incondicional, ou seja, ama a Deus pelo que Ele é e por causa da sua própria existência. Este amor deve ser semelhante ao amor de um pai e uma mãe que esperam um filho que vai nascer, ou seja, o filho antes mesmo de nascer já é amado pelos seus pais incondicionalmente. (Jo 17:24-26)

(3)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com

3

CIÊNCIA acontecimentos sem qualquer comunicação natural a respeito dos fatos com o propósito exclusivo de edificação, exortação e promoção do crescimento espiritual do povo de Deus (At 9:10-19)

DISCERNIMENTO DE ESPÍRITO

Identificar operações espirituais em acontecimentos e fatos cotidianos (At 16:16-18)

PODER

Permitir a realização de algo inexplicável (Hb

11:4-7)

CURAS Curar enfermidades (Mt 10:5-8)

MILAGRES Operar distintamente da cura de enfermidades (Jo

6:1-15)

3.EVANGELIZAÇÃO

3.1. DEFINIÇÃO DE EVANGELHO

Definimos o Evangelho de Cristo como um conjunto de doutrinas cristãs que devem ser anunciadas

em todo o mundo, que revela na pessoa de Jesus Cristo a justiça de Deus e a condição de ser o único e absoluto Salvador da humanidade, ou seja, o Evangelho de Jesus significa as Boas Novas de Salvação em Cristo, sendo Ele também o Senhor de tudo e de todos.(Rm 1:16-17)

3.2. DEFINIÇÃO DE EVANGELISMO

Definimos evangelismo como um sistema organizado e estruturado segundo métodos e

estratégias técnicas fundamentadas em princípios bíblicos, dirigido pelo Espírito Santo para a proclamação do Evangelho de Jesus aos homens, para o conhecimento de Cristo, para o arrependimento, perdão dos pecados e a salvação da condenação eterna, integrando o pecador justificado, pela graça, ao corpo de Cristo. (Mc 6:7-13)

3.3. DEFINIÇÃO DE EVANGELIZAÇÃO

Definimos evangelização como a ação pragmática de anunciar o Evangelho de Cristo, conforme a

ordem imperativa de Jesus á igreja representada por seus discípulos considerando quatro determinações do Senhor exaradas em Mateus 28:18-20, a saber:

DETERMINAÇÃO SIGNIFICADO

3.3.1 Ir É a pregação do Evangelho de Cristo em todo o mundo, onde os

cristãos devem ir ao encontro das pessoas, comunicando a mensagem de salvação na pessoa de Jesus Cristo.

3.3.2 Fazer discípulos É a ação de proclamação do Evangelho de Cristo, de tal modo que, as pessoas se tornarão autênticos discípulos de Jesus, seguindo-o com irrestrita obediência aos preceitos do cristianismo.

3.3.3 Batizar É o ato confessional público do convertido ao cristianismo que simbolicamente por imersão de seu corpo físico em água em nome de Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, confirma Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor.

3.3.4 Ensinar É a ação continuada do ensino sistematizado das doutrinas da Bíblia, com o objetivo de aperfeiçoar os santos e a plenitude do conhecimento de Cristo.

A evangelização deve ser firmada no poder do Espírito Santo e na sabedoria divina e não em

sabedoria humana, ou seja, o caráter da pregação do Evangelho de Cristo deve ser consolidado no poder de Deus. (1 Co 2:1-5)

(4)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com

4

3.4. A OBRIGAÇÃO DA IGREJA EM EVANGELIZAR

A pregação da Palavra de Deus a todos os homens é indispensável e obrigatória pelos seguintes motivos:

3.4.1. É UMA ORDENANÇA IMPERATIVA DO SENHOR JESUS

O Senhor Jesus estabeleceu de forma imperativa a ordenança de evangelizar toda criatura no

mundo, sendo esta comissão de ordem individual para cada cristão, como também, de ordem coletiva para igreja como organismo eclesiástico. A missão primordial de todo cristão é evangelizar.(Mc 16:5; Mt 28:19; Lc 24:47)

3.4.2. DEUS FOI O PRIMEIRO EVANGELISTA

A obra de evangelização teve como pioneiro o próprio Senhor Jesus nos dando o exemplo moral e

espiritual de obediência e atividade no trabalho de evangelizar os pecadores. (Lc 4:16-21; Ef 2:17-20)

3.4.3. O EXEMPLO MODELO DA IGREJA PRIMITIVA

A igreja primitiva do primeiro século depois de Cristo era pujante na ordem da pregação da

Palavra de Deus, onde multidões se convertiam ao ecoar o poderoso Evangelho de Cristo na boca dos apóstolos e discípulos de Jesus.(At 2:37-43; At 8:25-40 )

3.4.4. A IGREJA SÓ CRESCE COM A EVANGELIZAÇÃO

É pela Palavra de Deus anunciada que o homem se transforma, é restaurado, tem a sua fé avivada,

cresce e se edifica espiritualmente e que se promove o crescimento natural quantitativo e espiritual da igreja. É pela pregação da Palavra de Deus que vem a fé salvadora. (At 11:19-21; Rm 10:8-10)

3.4.5. A DEGRADAÇÃO MORAL HUMANA DIANTE DE DEUS REQUER A PREGAÇÃO DA PALAVRA

O culto ao corpo e ao sexo tem marcado negativamente o comportamento moral das sociedades humanas. Os falsos deuses Mamon (dinheiro e riquezas), Pluto (ostentação) e Eros (sexo ilícito) tem dominado o homem, sem domínio próprio, especialmente o falso deus Eros que promove a prática das aberrações sexuais tais como: relações sexuais entre pessoas não casadas, relações sexuais entre pessoas da mesma família, relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo, relações sexuais entre adultos e crianças, relações sexuais entre humanos e animais irracionais, relações sexuais entre pessoas vivas e mortas, etc. Desta forma, por causa das suas concupiscências carnais, os homens abandonam a Deus não deixando ao Senhor a não ser a respeitosa escolha de entregá-los a seus próprios desejos carnais. (Rm 1:24; Lv 18:1-30)

Esta adoração ao corpo e as relações sexuais ilícitas muda a verdade de Deus em mentira, rejeita a

glorificação do Senhor para adoração a falsos deuses e transgride a vontade de Deus se lançando

nestes erros, Estes pecadores não arrependidos receberão sem sombra de dúvidas a justa punição segundo a justiça de Deus pelos seus atos. É preciso evangelizá-los.(Rm 1:25-27)

3.4.6. A NECESSIDADE DA SALVAÇÃO UNIVERSAL EM CRISTO

A Palavra de Deus registra que não existe um só homem justo, não há um justo sequer. O homem

por si só, não tem justiça própria e por isso não pode chegar aos atributos de santidade, retidão e da justiça de Deus, porém, aprouve a Deus em seu infinito amor e misericórdia tornar o homem justo, porque o desejo de Deus é que todo homem se salve. É em Jesus Cristo, o Filho de Deus, que não conheceu pecado, que nEle se fez pecado para que nós, homens miseráveis que somos, fôssemos

(5)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com

5

feitos justiça de Deus. A Palavra de Deus deve ser pregada universalmente ( Ec 7:20; 1 Tm 2:1-7; 2 Co 5:20-21)

4. CONCLUSÃO

Todo cristão tem a missão primordial de anunciar as Boas Novas de modo a realizar a vontade do

Senhor Jesus para a salvação da humanidade que vive num mundo moralmente e espiritualmente caótico. A igreja representada pelos discípulos de Jesus (individual ou coletivamente), tem a missão máxima de evangelizar os homens.

Figure

Updating...

References

Related subjects :