Versão 3.5 Número SDS: Data de revisão: 2018/04/06. Brazil:

Texto

(1)

SECÇÃO 1. IDENTIFICACAO DO PRODUTO E DA SOCIEDADE

Nome do produto : BrazeTec s Pulver Código do produto : 300000001025

Coordenadas do fabricante e do fornecedos

Companhia : Umicore Brazil Guarulhos Direcção : Rua Barão do Rio Branco, 368

07042-010 Guarulhos Brazil

Telefone : +55 (11) 2421-1000 Email endereço : info.ipds@umicore.com

Poison Center Telefone : +55 11 3726 7962 Horas de funcionamento : 24HRS Fornecedor Número de telefone de emergência

: Para o transporte da Europa, América Central e do Sul, Israel e África (Países que não falam Árabe): +32 3 213 15 70

Para o transporte no Médio Oriente (exceptuando Israel) e paí-ses de África de idioma Árabe: +32 3 213 33 79

Para o transporte nos EUA e Canadá: 1-877 986 4267 Para o transporte na Ásia e Pacifico (exceptuando a China): +65 62 64 78 36

Para o transporte na China: (+86) 400 88 71 190 Brazil: +55 11 3197 5891

Horas de funcionamento : Este numero de telefone está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Utilização recomendada da substância química e restrições de utilização

Utilizações recomendadas : brazing

SECÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO DOS PERIGOS

Classificação do GHS conforme Norma ABNT NBR 14725

Toxicidade aguda (Oral) : Categoria 5 Toxicidade aguda (Dérmico) : Categoria 5 Irritação cutânea : Categoria 2

(2)

Iirritação ocular : Categoria 2A Toxicidade reprodutiva : Categoria 1B Toxicidade para órgãos-alvo

específicos - exposição única

: Categoria 3 (Sistema respiratório, Sistema nervoso central)

Toxicidade para órgãos-alvo específicos - exposição repe-tida

: Categoria 1

Elementos de rotulagem do GHS conforme Norma ABNT NBR 14725

Pictogramas de perigo :

Palavra-sinal : Perigo

Advertências de perigo : H303 + H313 Pode ser perigoso se for inalado ou em contacto com a pele.

H315 Provoca irritação cutânea. H319 Provoca irritação ocular grave.

H335 Pode provocar irritação das vias respiratórias. H336 Pode provocar sonolência ou vertigens. H360 Pode afectar a fertilidade ou o nascituro.

H372 Afecta os órgãos após exposição prolongada ou repeti-da.

Recomendações de prudên-cia

:

Prevenção:

P201 Pedir instruções específicas antes da utilização.

P260 Não respirar as poeiras/ fumos/ gases/ névoas/ vapores/ aerossóis.

P280 Usar luvas de protecção/ vestuário de protecção/ protec-ção ocular/ protecprotec-ção facial.

Resposta:

P304 + P340 + P312 EM CASO DE INALAÇÃO: retirar a pes-soa para uma zona ao ar livre e mantê-la numa posição que não dificulte a respiração. Caso sinta indisposição, contacte um CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS/médico.

P312 Caso sinta indisposição, contacte um CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS/médico.

Armazenagem:

P403 + P233 Armazenar em local bem ventilado. Manter o recipiente bem fechado.

Etiquetagem suplementar

A seguinte percentagem de mistura consiste de ingrediente(s) com toxicidade oral aguda desco-nhecida: 45 %

(3)

A percentagem seguinte da mistura consiste em ingrediente(s) com toxicidade dérmica aguda desconhecida: 45 %

A seguinte percentagem de mistura consiste de ingrediente(s) com toxicidade aguda por inala-ção desconhecida: 75 %

A seguinte porcentagem da mistura consiste num (nuns) ingrediente (ingredientes) com perigos desconhecidos para o ambiente aquático: 75 %

Outros perigos não resultam na classificação

Não conhecidos.

SECÇÃO 3. COMPOSIÇÃO/ INFORMAÇÃO SOBRE OS COMPONENTES

Substância / Mistura : Mistura

Componentes perigosos

Nome Químico No. CAS Concentração (% w/w)

Ácido bórico 10043-35-3 <= 50

Boron sodium oxide (B8Na2O13), tetrahydrate 12280-03-4 <= 50

quartzo (SiO2) 14808-60-7 <= 30

hexafluoroaluminato de tripotássio 13775-52-5 <= 25

SECÇÃO 4. MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS

Recomendação geral : Afastar da área perigosa.

Mostrar esta ficha de segurança ao médico de serviço. Não deixar a vítima sozinha.

Em caso de inalação : Retirar o paciente para um local arejado.

Após exposição prolongada, consultar um médico.

Se a pessoa estiver inconsciente, coloque-a em posição de recuperação e procure ajuda médica imediatamente. Em caso de contacto com a

pele

: Se a irritação da pele persistir, chamar o médico. Lavar o fato contaminado antes duma outra utilização. Se estiver em contacto com a pele, enxaguar bem com água. Se estiver em contacto com a roupa, retirar a roupa.

Se entrar em contacto com os olhos

: Retirar as lentes de contacto.

Em caso de contacto com os olhos, lavar imediata e abundan-temente com água, e consultar um especialista.

Proteger o olho não afectado.

Manter os olhos bem abertos enquanto enxaguar.

Se a irritação dos olhos continuar, consultar um especialista. Em caso de ingestão : Manter o aparelho respiratório livre.

Não dar leite nem bebidas alcoólicas.

Nunca dar nada pela boca a uma pessoa inconsciente. No caso de problemas prolongados consultar um médico. Transportar imediatamente paciente para um Hospital. Sintomas e efeitos mais

im-portantes, tanto agudos

co-: O contacto com a pele pode provocar os sintomas seguintesco-: Vermelhidão

(4)

mo retardados A inalação pode provocar os sintomas seguintes: Respiração superficial

Asma

A ingestão pode provocar os sintomas seguintes: Doenças do estômago / intestinais

Contacto com os olhos Excessiva lacrimação

SECÇÃO 5. MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIOS

Meios adequados de extin-ção

: Usar meios de extinção que sejam apropriados às circunstân-cias locais e ao ambiente envolvente.

Meios inadequados de extin-ção

: Jacto de água de grande volume

Produtos de combustão peri-gosos

: Óxido de boro Compostos de flúor Métodos específicos de

ex-tinção

: Procedimento standard para incêndios com produtos quími-cos.

Usar meios de extinção que sejam apropriados às circunstân-cias locais e ao ambiente envolvente.

Equipamento especial de proteção a utilizar pelo pes-soal de combate a incêndio

: Usar equipamento de respiração autónomo para combate a incêndios, se necessário.

SECÇÃO 6. MEDIDAS A TOMAR EM CASO DE FUGAS ACIDENTAIS

Precauções individuais, equipamento de proteção e procedimentos de emergên-cia

: Usar equipamento de proteção individual. Evitar a formação de poeira.

Evitar de respirar o pó.

Assegurar ventilação adequada. Precauções a nível

ambien-tal

: Evitar que o produto entre no sistema de esgotos. Prevenir dispersão ou derramamento, se seguro.

Se o produto contaminar rios e lagos ou os esgotos informar as autoridades respectivas.

Métodos e materiais de con-finamento e limpeza

: Manter em recipientes fechados adequados, para eliminação.

SECÇÃO 7. MANUSEAMENTO E ARMAZENAGEM

Orientação para prevenção de Fogo e Explosão

: Evitar a formação de poeira.

Providenciar uma adequada ventilação em locais onde se formem poeiras.

Informação para um manu-seamento seguro

: Evitar a formação de partículas respiráveis. Não respirar vapores/poeira.

(5)

Evitar a exposição - obter instruções específicas antes da utilização.

Evitar o contacto com a pele e os olhos. Para a protecção individual ver a secção 8.

Fumar, comer e beber deve ser proibido na área de aplica-ção.

Proporcionar arejamento suficiente e/ou sistema exaustor nos locais de trabalho.

Eliminar água de lavagem de acordo com o regulamento local e nacional.

Medidas de higiene : Não comer nem beber durante a utilização. Não fumar durante a utilização.

Lavar as mãos antes dos intervalos e no final do dia de traba-lho.

Condições para uma arma-zenagem segura

: Guardar o recipiente herméticamente fechado em lugar seco e bem ventilado.

Observar os avisos das etiquetas.

As instalações eléctricas / material de trabalho devem obde-cer com as normas tecnológicas de segurança.

Para manter a qualidade do produto, não armazenar ao calor ou à luz directa do sol.

Outras informações sobre a estabilidade de armazena-mento

: Guardar em lugar seco.

SECÇÃO 8. CONTROLO DA EXPOSIÇÃO/ PROTEÇÃO INDIVIDUAL Componentes a controlar com relação ao local de trabalho

Componentes No. CAS tipo de valor (Forma de exposição) Parâmetros de controlo / Con-centração per-missível Bases

Ácido bórico 10043-35-3 TWA (Frac-ção inalável) 2 mg/m3 (Borato) ACGIH STEL (Frac-ção inalável) 6 mg/m3 (Borato) ACGIH quartzo (SiO2) 14808-60-7 TWA

(Frac-ção respirá-vel)

0,025 mg/m3 (Silica)

ACGIH

Medidas de planeamento : Só manipular num lugar equipado com um escapamento

local (ou outro escapamento apropriado).

Proteção individual

Protecção respiratória : No caso de formação de pó ou de aerossol utilizar um apare-lho respiratório com um filtro apropriado.

Quando os operadores estejam na presença de concentra-ções acima do limite de exposição, devem utilizar equipa-mento respiratório certificado.

(6)

Protecção das mãos

Material : Borracha de nitrilo Pausa através do tempo : > 240 min

Espessura das luvas : 0,38 mm

Proteção dos olhos : Óculos de protecção com um lado protector de acordo com EN 166

Proteção do corpo e da pele : Fato protector impermeável ao pá

SECÇÃO 9. PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS

Aspeto : pó Cor : castanho Odor : inodoro pH : 8 (20 °C) Concentração: 10 g/l Ponto/intervalo de fusão : 700 °C Ponto de ebulição/intervalo de ebulição

: Dados não disponíveis

Ponto de inflamação : Método: câmara fechada não inflamável

Inflamabilidade (sólido, gás) : O produto não é inflamável. Solubilidade(s)

Hidrossolubilidade : 180 g/l parcialmente solúvel

SECÇÃO 10. ESTABILIDADE E REACTIVIDADE

Estabilidade química : Não se decompõe se armazenado e utilizado de acordo com as instruções.

Possibilidade de reações perigosas

: Não se decompõe se armazenado e utilizado de acordo com as instruções.

SECÇÃO 11. INFORMAÇÃO TOXICOLÓGICA Toxicidade aguda

Produto:

Toxicidade aguda por via oral

: Estimativa da toxicidade aguda: 2.500 mg/kg Método: Método de calculo

(7)

Toxicidade aguda por via inalatória

: Observações: Dados não disponíveis

Toxicidade aguda por via cutânea

: Estimativa da toxicidade aguda: 2.500 mg/kg Método: Método de calculo

Componentes: Ácido bórico:

Toxicidade aguda por via oral

: DL50 (Ratazana, macho): > 2.600 mg/kg Método: Directrizes do Teste OECD 401 BPL: sim

Observações: leia mais sobre a substância de estrutura rela-cionada

Toxicidade aguda por via inalatória

: CL50 (Ratazana, macho e fêmea): > 2,12 mg/l Duração da exposição: 4 h

Atmosféra de ensaio: pó/névoa

Método: Directrizes do Teste OECD 403 BPL: sim

Toxicidade aguda por via cutânea

: DL50 (Coelho): > 2.000 mg/kg BPL: não

Boron sodium oxide (B8Na2O13), tetrahydrate:

Toxicidade aguda por via oral

: DL50 (Ratazana): > 2.600 mg/kg

Toxicidade aguda por via inalatória

: Avaliação: Dados não disponíveis

Toxicidade aguda por via cutânea

: DL50 (Coelho): > 2.000 mg/kg

quartzo (SiO2):

Toxicidade aguda por via oral

: Avaliação: Dados não disponíveis

Toxicidade aguda por via inalatória

: Avaliação: Dados não disponíveis

Toxicidade aguda por via cutânea

: Avaliação: Dados não disponíveis

hexafluoroaluminato de tripotássio:

Toxicidade aguda por via oral

: Avaliação: Dados não disponíveis

Toxicidade aguda por via inalatória

(8)

Toxicidade aguda por via cutânea

: Avaliação: Dados não disponíveis

Corrosão/irritação cutânea Produto:

Observações: Pode provocar irritações da pele e/ou dermatites.

Componentes: Ácido bórico:

Resultado: Não provoca irritação da pele

Lesões oculares graves/irritação ocular Produto:

Observações: Dados não disponíveis

Componentes: Ácido bórico:

Resultado: Não irrita os olhos

hexafluoroaluminato de tripotássio:

Resultado: Irritação ocular

Sensibilização respiratória ou cutânea Produto:

Observações: Dados não disponíveis

Mutagenicidade em células germinativas Produto:

Genotoxicidade in vitro : Observações: Dados não disponíveis

Carcinogenicidade Produto:

Observações: Dados não disponíveis

Toxicidade reprodutiva Produto:

(9)

Toxicidade para órgãos-alvo específicos (STOT) - exposição única Produto:

Observações: Dados não disponíveis

Toxicidade para órgãos-alvo específicos (STOT) - exposição repetida Produto:

Observações: Dados não disponíveis

Componentes: quartzo (SiO2):

Vias de exposição: Inalação

Avaliação: Afecta os órgãos após exposição prolongada ou repetida.

Informações adicionais Produto:

Observações: Sintomas de uma exposição elevada podem ser dor de cabeça, vertigens, cansa-ço, náuseas e vómitos.

Concentração substancialmente acima do valor de TLV pode provocar efeitos narcóticos. Os solventes podem desengordurar a pele.

SECÇÃO 12. INFORMAÇÃO ECOLÓGICA Ecotoxicidade

Produto: Componentes: Ácido bórico:

Toxicidade em dáfnias e outros invertebrados aquáti-cos

: CE50 (Daphnia magna): 133 mg/l Duração da exposição: 48 h Observações: Agua doce Toxicidade em peixes

(Toxi-cidade crónica)

: NOEC (Oncorhynchus mykiss (truta arco-íris)): 2,1 mg/l Duração da exposição: 87 DAYS

Observações: Agua doce Toxicidade em dáfnias e

outros invertebrados aquáti-cos (Toxicidade crónica)

: NOEC (Daphnia magna): 6 mg/l Duração da exposição: 21 DAYS Observações: Agua doce

Boron sodium oxide (B8Na2O13), tetrahydrate: Avaliação eco-toxicológica

Toxicidade aguda para o ambiente aquático

(10)

quartzo (SiO2):

Avaliação eco-toxicológica

Toxicidade aguda para o ambiente aquático

: Dados não disponíveis

hexafluoroaluminato de tripotássio: Avaliação eco-toxicológica

Toxicidade aguda para o ambiente aquático

: Dados não disponíveis

Persistência e degradabilidade

Dados não disponíveis

Potencial de bioacumulação Componentes: Ácido bórico: Coeficiente de partição: n-octanol/água : log Pow: -1,09 Mobilidade no solo

Dados não disponíveis

Outros efeitos adversos Produto:

Informações ecológicas adi-cionais

: Dados não disponíveis

SECÇÃO 13. CONSIDERAÇÕES RELATIVAS À ELIMINAÇÃO Métodos de destruição

Resíduos : Não deitar os resíduos para o esgoto.

Destruir de acordo com as Directivas Europeas sobre os resí-duos e sobre os resíresí-duos perigosos.

Segundo as normas locais e nacionais.

Não contaminar fontes, poços ou cursos de água com o pro-duto ou recipientes usados.

De acordo com o Catálogo Europeu dos Resíduos, os Códi-gos dos Resíduos não são específicos ao produto, mas espe-cíficos à aplicação.

Os códigos dos resíduos devem ser atribuídos pelo usuário, de preferência em discussão com as autoridades responsá-veis pela destruição dos resíduos.

Enviar para uma indústria licenciada de gerência dos resí-duos.

(11)

Eliminar como produto Não utilizado. Não reutilizar os recipientes vazios.

SECÇÃO 14. INFORMAÇÕES RELATIVAS AO TRANSPORTE Regulamentaçãoes Internacionais

UNRTDG

Não regulado como mercadoria perigosa

IATA-DGR

Não regulado como mercadoria perigosa

Código-IMDG

Não regulado como mercadoria perigosa

Transporte a granel em conformidade com o anexo II da Convenção Marpol 73/78 e o Có-digo IBC

Não aplicável ao produto tal como fornecido.

Regulamentação doméstica ANTT

Não regulado como mercadoria perigosa

Precauções especiais para o utilizador

Não aplicável

SECÇÃO 15. INFORMAÇÃO SOBRE REGULAMENTAÇÃO

Regulamentação/legislação específica para a substância ou mistura em matéria de saúde, segurança e ambiente

Lista Nacional de Agentes Cancerígenos para Huma-nos - (LINACH)

: Não aplicável

Portaria No 1274, controle e fiscalização dos produtos químicos.

: Ácido bórico

Regulamentaçãoes Internacionais

Os componentes deste produto estão relatados nos seguintes inventários:

CH INV : No inventário, ou de acordo com o inventário

DSL : Este produto contem os componentes seguintes classificados na lista NDSL canadiana. Todos os outros componentes es-tão na lista DSL canadiana.

AICS : No inventário, ou de acordo com o inventário NZIoC : Não em conformidade com o inventário ENCS : Não em conformidade com o inventário

(12)

ISHL : Não em conformidade com o inventário KECI : No inventário, ou de acordo com o inventário PICCS : No inventário, ou de acordo com o inventário IECSC : No inventário, ou de acordo com o inventário TCSI : No inventário, ou de acordo com o inventário

TSCA : No Inventário TSCA

SECÇÃO 16. OUTRAS INFORMAÇÕES Texto completo das outras siglas

AICS - Relação Australiana de Substâncias Químicas; ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres do Brasil ASTM - Sociedade Americana para a Testagem de Materiais; bw - Peso corporal; CMR - Cancerígeno, mutagénico ou tóxico para a reprodução; CPR - Regulamento de Produtos Controlados; DIN - Norma do Instituto Alemão de Normalização; DSL - Lista de Subs-tâncias Domésticas (Canadá); ECx - Concentração associada pela resposta de x%; ELx - Taxa de carregamento associada à resposta de x%; EmS - Procedimento de Emergência; ENCS - Substâncias Químicas Novas e Existentes (Japão); ErCx - Concentração associada à resposta de taxa de crescimento de x%; ERG - Guia de Resposta de Emergência; GHS - Sistema Glo-balmente Harmonizado; GLP - Boas Práticas de Laboratório; IARC - Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer; IATA - Associação Internacional do Transporte Aéreo; IBC - Código In-ternacional para a Construção e Equipamento de Navios que Transportam Substâncias Quími-cas Perigosas a Granel; IC50 - Concentração média máxima inibitória; ICAO - Organização In-ternacional da Aviação Civil; IECSC - Relação de Substâncias Químicas Existentes na China; IMDG - Código Marítimo Internacional de Mercadorias Perigosas; IMO - Organização Marítima Internacional; ISHL - Lei de Saúde e Segurança Industrial (Japão); ISO - Organização Internaci-onal para a Padronização; KECI - Relação de Químicos Existentes na Coreia; LC50 - Concentra-ção Letal para 50% de uma populaConcentra-ção de teste; LD50 - Dose Letal para 50% de uma PopulaConcentra-ção de teste (Dose Letal Média); MARPOL - Convenção Internacional para a Prevenção de Poluição dos Navios; n.o.s. - N.S.A.: Não especificadas de outro modo; Nch - Norma chilena; NO(A)EC - Concentração máxima que não éobservado nenhum efeito (adverso); NO(A)EL - Nivel máximo que não é observado nenhum efeito (adverso); NOELR - Taxa de Carregamento que não éob-servado nenhum efeito; NOM - Norma oficial mexicana; NTP - Programa nacional de toxicologia; NZIoC - Relação de Químicos da Nova Zelândia; OECD - Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico; OPPTS - Gabinete de Segurança Química e Prevenção à Polui-ção; PBT - Substância Persistente, Bioacumulativa e Tóxica; PICCS - Relação de Substâncias Químicas e Químicos das Filipinas; (Q)SAR - Relações (Quantitativas) entre Estrutura Química e Atividade Biológica; REACH - Regulamento (CE) No 1907/2006 do Parlamento Europeu e do Concelho a propósito do Registro, da Avaliação, Autorização, e Restrição de Químicos; SADT - Temperatura de Decomposição Autoacelerada; SDS - Ficha de dados de segurança; TCSI - Re-lação de Substâncias Químicas de Taiwan; TDG - Transporte de mercadorias perigosas; TSCA - Lei de Controle de Substâncias Tóxicas (Estados Unidos); UN - Nações Unidas; UNRTDG - Re-comendações para o Transporte de Produtos Perigosos das Nações Unidas; vPvB - Muito Per-sistentes e Muito Bioacumulativos; WHMIS - Sistema de informação de materiais perigosos no espaço de trabalho

(13)

ACGIH / TWA : média ponderada no tempo de 8 horas ACGIH / STEL : Limite de exposição de curto prazo

A informação fornecida nesta ficha de segurança é a mais correta disponível na data da sua pu-blicação. A informação prestada destina-se apenas a orientar o uso, manuseio, processamento, armazenamento, transporte e eliminação com segurança e não deve ser considerada garantia ou especificação de qualidade. A informação refere-se apenas ao produto designado e, a menos que tal seja especificado no texto, pode não ser válida se o mesmo produto for utilizado em qualquer combinação com outros produtos ou processos.

Imagem

Referências

temas relacionados :