Antenas Parabólicas Perfuradas da Argélia Alexander Wiese

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

Available online starting from 3 June 2011

TELE-satellite World

www.TELE-satellite.com/...

Arabic ةيبرعلا www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/ara/bya.pdf Indonesian Indonesia www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/bid/bya.pdf German Deutsch www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/deu/bya.pdf English English www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/eng/bya.pdf Spanish Español www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/esp/bya.pdf French Français www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/fra/bya.pdf Hebrew תירבע www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/heb/bya.pdf Chinese 中文 www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/man/bya.pdf Polish Polski www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/pol/bya.pdf Portuguese Português www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/por/bya.pdf Russian Русский www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/rus/bya.pdf Turkish Türkçe www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1107/tur/bya.pdf

Download this report in other languages from the Internet:

BYA

Dish and Receiver Manufacturer, Algeria www.bya-electronic.com

www.TELE-satellite.com/TELE-satellite-1103/eng/bya.pdf

Company Details

Engineers in Research & Development | Total Number of Employees

▼ ▼ 0...75 ... 150

Average Turnover (Previous, This, Next Year Estimates)

0...5 ...10 Mio €uro Production Certificates RoHS, DVB Production Categories OEM, ODM Main Products

Satellite Dishes with Full and Perforated Metal (60, 105 and 120cm), TV-Sets with CRT, LCD (32 and 40 inch) or Plasma (42 and 50 inch), Satellite Receiver for DVB-S/S2

COMPANY REPORT

该独家报道由高级编辑所作

144 TELE-satellite — Global Digital TV Magazine — 06-07/2011 — www.TELE-satellite.com

Antenas

Parabólicas

Perfuradas da

Argélia

Alexander Wiese

Antenas Parabólicas e Receptores do Fabricante BYA, Argélia

O fabricante Argelino BYA Electronic

pretende iniciar uma exportação

ofensiva com uma nova série de antenas

parabólicas feitas de metal perfurado.

Há razões para esperar sucesso num

mercado de antenas parabólicas

fortemente contestado? Não vai ser fácil

para BYA, mas existem várias razões para

que um pessoa fique optimista. Slimane

Ait Yala, fundador da BYA, explica as

razões para esse optimismo.

(2)

ë

Ain El Bia

(Oran, Algeria)

146 TELE-satellite — Global Digital TV Magazine — 06-07/2011 — www.TELE-satellite.com

A instalação de produção da BYA em Ain El Bia a leste de Oran na Argélia

Podemos encontrar a unidade de pro-dução com 16 mil metros quadrados na cidade de Ain El Bia. Esta cidade, com 20.000 habitantes, está localizada a cerca de 35 km a leste da segunda maior cidade da Argélia: Oran, com cerca de 1,6 milhões de pessoas. O porto Port Arzew fica ao lado de Ain El Bia, local onde a petrolífera nacional da Argélia Sonatrach carrega os seus petroleiros.

Esta é a primeira razão pela qual Sli-mane Ait Yala está confiante que as antenas parabólicas que ele produz serão bem sucedidas no mercado de exportação: “A Argélia é um país produ-tor de petróleo”, explica, “isto significa que os custos de energia na Argélia são muito baixos. “E segue imediatamente com uma segunda razão:” Os salários na Argélia também são muito baixos, o salário mínimo oficial é de cerca de 100 Euros “.

Fora isso, o metal necessário para a sua produção das antenas parabólicas é produzido domesticamente. Se

juntar-mos todos estes moti-vos é o suficiente para

servir de argumento para a exportação de

suas antenas parabóli-cas e realmente é uma jogada inteligente. Sli-mane Ait Yala: “Esteva na feira de Cantão no sul da China e descobri que os nossos preços são competitivos.” E tem ainda outra razão: BYA não é uma empresa de pequeno porte, porque pro-duzem alguns outros produtos e portanto têm muito de experiência como fabricante.

BYA foi fundada em 1993. Naquela

Slimane Ait Yala é Director-Geral ( PDG: Président Directeur Général) e fundador da BYA. Na realidade BYA recebe este nome a partir do nome da localização: Ain El Bia. Bia foi convertido para BYA.

época, ainda existia a Thomson na França e BYA abriu portas com uma linha de montagem de televisores Thomson. Pouco tempo depois, eles começaram a montar receptores de satélite para sinal analógico e logo a seguir receptores digi-tais. “Naquela época, tínhamos 90 fun-cionários”, recorda Slimane Ait Yala “, e as vendas eram equivalentes a cerca

(3)

1

2

3

148 TELE-satellite — Global Digital TV Magazine — 06-07/2011 — www.TELE-satellite.com

de oito milhões de euros”. BYA estava no seu auge em 2003, quando teve uma facturação de 10 milhões de euros, com 120 empregados.

Em 2003 também foi o ano em que ele e seu irmão Kasim fundaram a AKS (Ait--Yala Kasim Slimane). Também conse-guiu assumir a empresa e o nome desta marca bem estabelecida “Continental Edison. Na Metz em França, a empresa actualmente ainda produz televisores e outros bens de consumo. BYA utiliza a marca “Continental Edison” em sua linha de antenas e receptores, mas acima de tudo televisores. Azzedine Maouche é Gerente de Produção da BYA e forne-ceu mais alguns detalhes”. Produzimos televisores LCD de 32 cm e 40 cm, bem como televisores plasma de 42 cm, 50 cm e 60 cm” E informa: “Todos eles têm um sintonizador DVB-T. “

O mercado-alvo actual da BYA para a sua marca “Continental Edison” é quase praticamente todo dentro da Argélia. “10% de nossos produtos são enviados para além da Argélia”, ficamos a saber pelo Gerente Comercial Mahi Bouras “, principalmente na Tunísia e Líbia.” Mas isto é exactamente o que deveria mudar. “No primeiro trimestre de 2011 esta-remos a lançar um novo receptor HD para exportação e comercialização sob a marca” Continental Edison. “ explilca Mahi Bouras que, graças a seus estudos em Nova York, consegue falar perfeita-mente em Inglês.

O governo Argelino também está a fazer a sua parte em apoiar os esforços da exportação de sua indústria local. Slimane Ait Yala Gerente Geral, é bas-tante activo num determinado número de comissões, bem como na Câmara de

(4)

5

6

4

7

8

149

www.TELE-satellite.com — 06-07/2011 — TELE-satellite — Global Digital TV Magazine

Comércio Argelino, aguarda uma ofen-siva de uma grande exportação para 2011. “Nós esperamos ser capazes de aumentar significativamente as nossas vendas para 2011”, informa com opti-mismo. Com os novos produtos, como a antena parabólica perfurada e o nosso próprio receptor em HD, ele acredita que existe uma boa hipótese para que a BYA também consiga ser um grande nome no exterior da Argélia com esta frase “Made in Argélia” ganhando reconhecimento internacional.

1. BYA quer invadir o mercado de exportação com este prato perfurado. Os custos de produção da BYA são tão baixos que não estão preocupados com a concorrência. 2. Este receptor HD ficará disponível em 2011. Este modelo é uma amostra da pré-produção. O receptor vem com HDMI, LAN e uma interface USB e será montado pela BYA de momento com componentes fornecidos e será mais tarde produzido na sua totalidade pela BYA se as vendas forem bem sucedidas.

3. Azzedine Maouche é Gerente de Produção da BYA.

4. Soraya Dahmane trata das facturas.

5. Mahi Bouras é Director Comercial da BYA e é responsável pela comercialização e pelo departamento de vendas. 6. Nada pode funcionar sem a contabilidade. Laoudjane Hadher (à esquerda) e Yacoubi Sanaa (à direita ) introduz no sistema todas as contas e faturas.

7. Ait Ali Said Belkacem é um dos quatro técnicos que lidam com o serviço pós-venda e reparações na BYA.

8. Uma imagem da oficina. Os componentes de amostra são feitos aqui assim como os moldes de produção.

(5)

1

2

3

4

5

(6)

6

7

8

151

www.TELE-satellite.com — 06-07/2011 — TELE-satellite — Global Digital TV Magazine

Fabricando uma antena parabólica de 60cm na BYA

1. As antenas parabólicas são feitas a partir destas tiras sem fim de chapa de metal com 100cm de largura e 0,5 mm de espessura. O pri-meiro passo é cortar pedaços da chapa para o tamanho adequado na máquina de prensagem. Os funcionários da BYA preparam a folha de tira de metal e...

2. ...são cortadas aqui em pedaços 65 cm de comprimento.

3. Agora, a sua largura deve ser reduzida para 65 cm.

4. Os pedaços de folhas de metal de 65 cm x 65

cm são seguidamente prensados numa forma adequada com a máquina de pressão. Depois são feitos os buracos no metal.

5. As peças concluídas em forma de prato são pulverizadas com tinta. Um funcionário leva os pratos e pendura-os na esteira, seguidamente um segundo funcionário tira os pratos do trans-porte assim que os pratos estiverem pintados e secos.

6. Os pratos mover-se através da estante de pintura pulverizadora e em seguida através de um forno.

7. Agora a marca é estampada no local. BYA é fabricante de equipamento original de várias marcas diferentes, aqui nesta foto temos a MANA-TAN. Outros nomes de marcas produzido pela BYA incluem a ASTON, ECHOSTAR MAXI POWER e apenas citamos algumas marcas. Se quiser ser um dos seus clientes, tem que ter em mente que existe um número mínimo de encomenda: „ Podemos colocar o seu nome nos pratos numa encomenda a partir de 10.000 peças „, comenta o Gerente de Vendas Mahi Bouras, „ Apenas precisa de entrar em contacto connosco através do ende-reço contact@bya-electronic.com! „

8. Está concluído! O Gerente Mecânico Lahici Driss está satisfeito com a produção.

(7)

6

2

1

2

4

5

3

7

152 TELE-satellite — Global Digital TV Magazine — 06-07/2011 — www.TELE-satellite.com

Fazendo o Suporte

do Prato

1,2. As peças são estampadas a partir de uma tira sem fim de folhas de metal.

3. Os buracos são aqui marcados.

4. Os pedaços de metal são dobrados para ganhar forma, o suporte do prato está concluído.

5. Os suportes de montagem são aqui dobrados para ganhar forma.

6. Um funcionário empacota todo o hardware de montagem que está incluído com o prato. 7. Uma caixa tem o hardware de montagem para 10 antenas parabólicas.

(8)

1

2

3

154 TELE-satellite — Global Digital TV Magazine — 06-07/2011 — www.TELE-satellite.com

Instalações de

Produção da BYA

1. Um olhar sobre a instalação de produção da linha de receptores HD.

2. A máquina SMD da Fuji é usada para colocar automaticamente os componentes nas placas de circuito do receptor HD.

3. Ao fundo a correia transportadora para o montagem de componentes maiores e no final a estação de solda da ‚ Vitronics Soltec‘.

Imagem

Referências

temas relacionados :