• Nenhum resultado encontrado

O USO DA ESTAMPARIA NA MODA COMO FORMA DE IDENTIDADE REGIONAL- MARCA MUNDOPOSTO

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "O USO DA ESTAMPARIA NA MODA COMO FORMA DE IDENTIDADE REGIONAL- MARCA MUNDOPOSTO"

Copied!
8
0
0

Texto

(1)

1

O USO DA ESTAMPARIA NA MODA COMO FORMA DE

IDENTIDADE REGIONAL- MARCA MUNDOPOSTO

The Use Of Stamping In Fashion As A Form Of Regional Identity - Mark Mundoposto

Mesquita, Thaís; Especialista; Instituto Federal do Piauí, thaismesquita@ifpi.edu.br Resumo: Este artigo aborda a estamparia sob o aspecto identitário de uma marca no âmbito de valorização regional, onde a mesma produz estampas exclusivas que enaltece e transmite diferentes mensagens, valores à cultura nordestina e mais precisamente o Piauí. Isto, porque, a estamparia é considerada,não só uma linguagem de identidade da marca, mas também como forma de agregar valores ao produto. Palavras chave: Estamparia; identidade regional; moda.

Abstract: This article deals with stamping under the identity aspect of a brand within the scope of regional valorization, where it produces exclusive prints that enhance and transmit different messages, values to the northeastern culture and, more precisely, Piauí. This, because the stamping is considered, not only a brand identity language, but also as a way of adding values to the product.

Keywords: Press Shop; regional identity; fashion.

1. Introdução

Pesquisa e observação são elementos extremamente importantes para o mundo da moda. A arte, cultura, cinema, música, arquitetura, viagens, entre outros,se misturam, formam linguagens, cores, texturas, estampas e se transformam em grandes fontes de inspirações para os designers.

As estampas têm um lugar de realeza no mundo da criação, e sua importância ultrapassa seus elementos e cores, além de ter a capacidade de

______________________

Graduada em Design de Moda - Centro Universitário Uninovafapi, Pós Graduada em Negócios e Stylist de Moda - Centro Universitário Uninovafapi.

(2)

2 agregar valor ao produto e de personalizar, ou seja, deixar o produto com a identidade da marca que a produz.

Sob essa perspectiva, a pesquisadora selecionou uma Marca de moda da cidade de Teresina, no estado do Piauí, chamada “Mundoposto”, para um estudo de caso, que tem como finalidade, analisar o uso e a contribuição da estamparia como elemento de expressividade e valorização da identidade regional no produto de moda.

Esta, por sua vez, tem como diretor criativo o proprietário da marca, que afirma que a estamparia é um dos elementos de grande importância para quem trabalha com moda,que ligados à fatores culturais, exercem uma influência muito grande para suas criações. Para ele, o agrupamento da cultura, arte e a moda é uma imersão criativa no qual é convertido em estampas exclusivas. Desta forma, a marca carrega consigo uma identidade regional e local e transforma cada criação em uma peça singular e única para seus consumidores.

Para tanto, como metodologia, utilizou-se a pesquisa exploratória-descritiva, com uma abordagem qualitativa. Para este momento, foram realizadas observações in-loco, acompanhadas por uma entrevista semi-estruturada, cujas perguntas foram pré-definidas, mas adaptáveis de acordo com os rumos do diálogo entre a pesquisadora e o entrevistado.

Para o enriquecimento da pesquisa, tomou-se como base de análise os seguintes teóricos: Pezzolo, 2007; Chataignier, 2006; Treptow, 2007; Udale, 2009.

Estamparia

A Estamparia é uma palavra de origem inglesa, mais exatamente printwork, ou seja, trabalho pintado. Estampar designa uma maneira genérica de diferentes procedimentos que têm como finalidade produzir desenhos

(3)

3 coloridos e também brancos ou monocromáticos na superfície de um tecido, como se fosse uma pintura localizada que se repete ao longo da metragem da peça.(CHATAIGNIER, 2006, p.82)

Ao se tratar de estamparia em tecidos, logo temos um pensamento de que os mesmos estão vinculados à moda e, dessa forma, procuramos também associá-la a algum produto. Alguns autores discorrem sobre a finalidade da estamparia. Para Pezzolo (2007) uma das finalidades da estamparia é dar vida ao tecido, adicionando um valor estético à roupa ou coleção. E ainda, dar uma identidade à marca através da valoração do tecido. Chataignier (2006) diz que a finalidade da verdadeira estamparia é a de tornar o tecido mais atraente e chamar a atenção de um possível usuário e, claro, a de renovar a moda permanentemente e conquistar novas posições ao mercado consumidor.

Além das finalidades, a estamparia possui técnicas que podem ser aplicadas aos tecidos: técnicas de impressão serigráfica, xilográfica, cilíndrica, mono, manual ou digital (UDALE, 2009, p.90).

As estampas são transmissoras de mensagens e possuem linguagens, ou seja, os desenhos que ilustram, com beleza e colorido os tecidos, possuem seis grandes famílias: florais, geométricos, históricos, irregulares, étnicos e artísticos CHATAIGNIER (2006, p.86).

Mundoposto – estamparia como elemento de Identidade regional

A marca Mundoposto une as famílias de composições e a partir de estudos imagéticos, procuram inovações criativas associando-as à tradição, identidade e originalidade no desenvolvimento de produtos de moda. Em suas estampas, sempre estão presentes a afetividade e valorização à cultura nordestina. A influência sociocultural é um fator que define com precisão os motivos estampados nos tecidos, assim como aspectos relacionados a etnia, costumes e tradições. (CHATAIGNIER, 2006, p.81)

(4)

4 A estamparia passou a fazer parte da marca Mundoposto há mais ou menos 3 anos, quando a mesma imergiu no desenvolvimento de uma coleção de roupas com estampas totalmente voltada para a cultura piauiense. Esta coleção foi apresentada em um evento de moda local, "Piauí Moda House".

Segundo o proprietário da marca, os produtos obtiveram uma enorme aceitação do público e, desde então, desenvolvem-se estampas exclusivas. Estas, por sua vez, são criadas por meio dos símbolos que remetem a atuação ou composição de elementos do Piauí, estado de espírito e formas; suas significações vão desde os mais sublimes detalhes representacionais até os mais abstratos.

Desde então, a marca Mundoposto consegue repassar sua identidade por meio da estamparia presente em quase todos os seus produtos, como uma espécie de slogan, que fica fixado na mente das pessoas. Segundo Treptow:

Muitas vezes a identidade da marca está expressa em um slogan, que é sempre uma frase curta, positiva, compreensível, precisa, incisiva, rítmica e simpática, que tem a capacidade de fixar a imagem de uma marca na mente do consumidor (TREPTOW, 2007, pag. 57).

Prova disso são as T-shirts estampadas com frases como: “FEITO NO PIAUÍ”, “B-R-O-BRÓ”, "SOMOS DAQUI", "ABRAÇADO PELO PIAUÍ", "MERMÃ", entre outros dizeres populares e elementos culturais do Piauí, que aguçam desejo nos consumidores ."Deixamos que as pessoas sintam nelas mesmo o orgulho de ser piauiense, ao vestir-se de Mundoposto, relata Igor diretor criativo da marca.

A Marca Mundoposto começou a observar que as pessoas de fora não viam o Piauí como um estado que pudesse oferecer uma moda fashion/comercial, uma moda que pudesse vender e ao mesmo tempo criar desejo em pessoas, tanto local, como nacional. Foi a partir dessa observação

(5)

5 que voltaram o olhar para várias regiões do Piauí e perceberam a riqueza que o estado tem para transformar suas belezas em produtos de moda.

Marca Mundoposto - moda, arte, cultura, estampas.

A Mundoposto é mais que uma loja onde se vende um produto de moda, é uma marca que sempre está em busca de causar experiências nos seus consumidores, ou seja, eles trabalham com relacionamento e emoção que são repassadas através de suas estampas exclusivas e uma cartela de cores com tonalidades vivas. A captação dessa emoção dar-se por suas inspirações nas raízes piauienses com ícones da cultura local, seja pela arte, costumes, gírias e expressões utilizada no Piauí, a marca dignifica a cultura como elemento inspirador e o transforma em propostas de moda.

Criação e desenvolvimento das estampas

O desenvolvimento das estampas é feito através de muitas pesquisas e viagens pelo mundo, além de reuniões realizadas entre o diretor criativo da marcae um grupo de pesquisadores da mesma, onde ocorre um estudo de tendências mundiais e regionais para, juntos, definirem todos os ícones de uma coleção.

Todas as referências são repassadas para um grupo de criadores de estampas, em Búzios-RJ, que transformam estas informações em 10 estampas exclusivas, a serem trabalhadas durante um semestre, período que dura uma coleções. Vale ressaltar que neste período de seis meses, também são desenvolvidas as mini coleções, também chamadas de coleções cápsulas, sempre com estampas de culturas regionais e/ou mundiais.

Para a Mundoposto a estampa exclusiva é fundamental. Ela faz com que o DNA da marca se torne mais intenso, ou seja, a essência da marca é reconhecida

(6)

6 onde ela estiver, formando assim, uma identidade própria, com reconhecimento em todo o Brasil.

Produtos / Coleções

A marca Mundoposto não se limita a apenas um segmento da moda. Na loja, encontra-se a moda casual: blusas, vestidos, saias, camisetas, shorts; a moda beachwear: biquínis, maiôs, saídas de banho; além de acessórios: bolsas, carteiras, mochilas e nécessaires.

As coleções são desenvolvidas com as mais diversificadas estampas e com modelagens versáteis. Dentre elas estão:

B-R-O BRÓ, coleção que retrata um apelido popular para um fenômeno

climático de uma determinada época do ano, mais quente, por sinal (setembro, outubro, novembro e dezembro),na cidade de Teresina, a capital do Piauí. Nesta, as estampas foram retratadas,através de aquarela, os pontos turísticos de Teresina, como Casa da Cultura, Troca-troca, Ponte metálica, Museu do Piauí, Rio Parnaíba, como também os Ipês que afloram e são muito comuns nessa época do ano, como pode ser viso na Figura 1.

Figura 1 - Estampas da coleção B-R-O BRÓ

Fonte: Acervo da marca

SOL DO EQUADOR, foi expressa através da arte de Nonato Oliveira, um dos

principais retratistas da cultura nordestina, conhecido por colorir reisados, festas populares, a marca buscou referencias em suas obras, onde a cartela de cores

(7)

7 vibrantes dos quadros transformou-se em estampas, que abrilhantaram em roupas e acessórios, representada na figura 2:

Figura 2 – Peças da coleção Sol do Equador, com estampas inspiradas nas obras de arte de Nonato Oliveira

Fonte: Acervo da marca

A marca Mundoposto busca no entorno e no cotidiano piauiense um retrato único com elementos culturais, pitorescos, folclórico e de saberes, visando enaltecer e valorizar a cultura nordestina, utilizando-os como pilares na formatação de um design com estampas consciente de seu local de origem.

Metodologia

Trata-se de um estudo de caso, exploratório-descritivo, com uma abordagem predominantemente qualitativa. A Marca de moda estudada teve como sujeito da pesquisa o diretor criativo da marca. Os dados da pesquisa foram obtidas por meio de uma entrevista semi-estruturada, onde foi feita uma analise de conteúdo.

Considerações Finais

A união entre moda, arte e identidade cultural possibilita a mescla de diferentes elementos que se transformam em grandes estampas regionais no desenvolvimento de produtos que possuem um apelo emocional ligado às raízes culturais dos seus usuários e são, ao mesmo tempo, contemporâneos.

(8)

8 O estudo foi feito por meio de subdivisões: a estamparia e a regionalidade, a marca Mundoposto utilizar-se de características locais que transponham ao produto, através das estampas, a riqueza de novos detalhes e composições, que atribuem a ele não somente beleza, como também, os tornem singular, dotado de símbolos e representações únicas e identitárias de uma região especificadamente do nordeste, no Piauí.

A marca ainda assume desafios de traduzir e interpretar essas culturas de forma correta e desenvolve a sensibilidade para percebê-las como fator diferencial e competitivo no mercado da moda, sem interferir no seu real significado. Espera-se que este tema, tão rico e interessante, seja cada vez mais levado em consideração durante a projetação de novos estudos.

Dessa forma, a questão norteadora é evidenciada com clareza: a estamparia torna-se muito mais que cores e formas, ela é evidenciada como elemento de expressividade e valorização da identidade regional no produto de moda,o que se percebe por meio da Marca Mundoposto, onde valores culturais são materializados e funcionam também como extensão dos consumidores que vestem, tornam-se parte da construção da marca e/ou de uma afirmação de identidades.

Referências

CHATAIGNIER, Gilda. Fio a fio: tecidos, moda e linguagem. São Paulo: Estação das Letras Ed. 2006.

PEZZOLO, Dinah Bueno. Tecidos: história, tramas, tipo e usos. São Paulo: Ed. Senac, 2007.

TREPTOW, Doris. Inventando moda: planejamento de coleção/ DorisTreptow. - 4.ed. Brusque: D.Treptow,2007.

UDALE, Jenny. Fundamentos de design de moda: tecidos e moda; tradução Edson Furmankiewicz. Porto Alegre: Bookman, 2009.

Referências

Documentos relacionados