Aulas Liberato Do professor Irineu disparo scr2

Texto

(1)

FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA CURSO DE ELETRÔNICA

Eletrônica de Potência

Prof. Irineu Alfredo Ronconi Junior Prof. João Neves

Disparo dos tiristores com sinal CA (1800)

No sentido de ampliar o controle de potência sobre a carga, necessitamos de um circuito que amplie o controle de 900 para 1800. Com o resistor variável já é possível o controle até 900 como foi feito na última prática, poderemos adicionar a esta defasagem mais 900 adicionando um elemento reativo, no caso, um capacitor:

R4 5.6k

C1 220nF

D1 DIODE

T1

220/12+12 SCR1

SCR R3

47k

L1 R2

3.3k

R1 1.5k

Figura 1 – Circuito de disparo com capacitor

Inicialmente analise a defasagem entre tensão e corrente sobre o capacitor. Verifique o mesmo entre os sinais de entrada e do capacitor. Para tal utilize INICIALMENTE somente uma parte do circuito (figura 2):

R4 5.6k

C1

220nF

T1

220/12+12 R3

47k

L1 R2

3.3k

R1 1.5k

(2)

Supondo que o resistor R3 esteja ajustado para o mínimo, qual

o valor da tensão sobre o capacitor (considere Urede =12V)?

Qual seria este valor se o Resistor estiver ajustado para o máximo? Faça os diagramas fasoriais correspondentes.

Após desenhar as formas de ondas e verificar as defasagens entre as mesmas, monte o circuito completo.

Observe, anote e conclua sobre:

- variação de tensão na carga em função do ângulo de disparo e da resistência do potenciômetro;

- Desenhe a forma de onda sobre a carga e a correspondente forma de onda sobre os terminais de potência do tiristor. Faça as medidas de tensão com multímetro. Relacione as medidas do multímetro com os valores graficados.

- Anote os valores máximos e mínimos de ângulos de disparos e as tensões correspondentes.

Imagem

Figura 1 – Circuito de disparo com capacitor

Figura 1

– Circuito de disparo com capacitor p.1
Figura 2 – Verificação da defasagem causada pelo capacitor

Figura 2

– Verificação da defasagem causada pelo capacitor p.1

Referências