Glossário gráfico. Um guia sobre os termos mais usados na indústria

13 

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

Glossário gráfico

(2)

O vocabulário usado pelas gráficas e por designers pode parecer muito complexo de início, mas é pensado para que o processo de produção seja cada vez mais rápido e eficiente.

Com isso em mente, organizamos um glossário com os principais termos usados no ramo gráfi-co. Aproveite!

É uma companhia norte-americana focada na criação de produtos de software multimídia de criatividade. Os programas mais conhecidos são o Photoshop, software de edição de imagem e o Adobe Reader, que permite exibir, imprimir, anotar e assinar qualquer arquivo em formato PDF.

É um processo pelo qual todas as artes devem passar, no qual são discutidos o conjunto e os elementos que compõe aquela peça.

Um arquivo que pode ser alterado facilmente. Deve ser enviado no formato original do programa em que ele foi criado.

Arquivo já fechado para impressão, normalmente convertido para o formato PDF. Arquivos fechados não podem ser alterados. Não se esqueça de revisar sempre seu trabalho antes de fechá-lo ou transformá-lo em PDF.

Quando a arte é criada no Adobe Illustrator, ela é salva com a extensão AI. Um arquivo AI pode ser aberto e alterado por outras pessoas, desde que usem o Illustrator.

Segue a mesma lógica do arquivo AI. No entanto, ao invés do software Illustrator, o arquivo CDR é gerado pelo CorelDraw.

É um formato digital de imagens suportado por praticamente todos os programas gráficos e de ilustração. Usado para a transferência de trabalho artístico de vetor entre aplicativos de edição. O mesmo arquivo em formato EPS pode ser aberto pelo Adobe Photoshop, Adobe Illustrator e

(3)

Corel-Peça promocional de papel, plástico ou tecido que pode ser impressa em diversos formatos, de ambos ou um só lado. Essa nomenclatura pode ser usada também na Internet para anúncios.

Esboço ou versão teste que dá a ideia inicial do aspecto gráfico e layout do material depois de impresso. Deve mostrar o conteúdo distribuído nas páginas, dispostas na ordem em que devem ser impressas, informando detalhes como as dobras, tipografia e etc. O boneco é responsável por orientar o paginador ou a pessoa responsável pela etapa final da arte na hora da montagem em relação à disposição de cada página em relação à outra.

Técnica usada em sessões nas quais são estimuladas as trocas livres de ideias, sem censura. As sessões de brainstorming podem ocorrer em fases variadas do desenvolvimento dos projetos. Você pode usar essa técnica com a sua equipe para que desenvolvam ideias inovadoras de artes, divulgação ou eventos, por exemplo.

Trabalho de desenvolvimento e gerenciamento de uma marca junto ao mercado, com medidas que visam fortalecê-la. Tem como objetivo de aumentar o valor da empresa em si.

Um resumo, com instruções e informações preliminares e básicas sobre um produto, um projeto ou uma ação a ser desenvolvida. Não se esqueça: um bom briefing é um primeiro passo essencial para um trabalho de qualidade.

Uma das três principais características de uma cor (brilho, matiz e saturação), que definem sua aparência, com base no quanto ela se aproxima do branco ou do preto. Sempre tome cuidado para não exagerar no brilho, deixando a imagem estourada.

(4)

Sinônimo para letras maiúsculas.

Sinônimo para letras minúsculas

Sinônimo para área de visão, ou seja, a porção de espaço que a visão alcança a partir de certo ponto previamente definido.

Peça impressa apenas de só lado, em papel de grandes dimensões, para ser afixada em locais abertos ou ao ar livre. Normalmente destinada a dar informações comerciais ou anunciar eventos ao público. Como os cartazes são colocados normalmente em locais de circulação ou convivência, invista em um produto com atração visual marcante para que o seu público seja impactado.

(5)

Significa limpo, em inglês. Esteticamente, se refere a uma corrente contemporânea do design que privilegia a simplicidade, sem muitos detalhes, com poucas informações e poucas cores.

Abreviatura usada para o sistema de cores subtrativo - mistura de pigmentos - formado por Ciano, Magenta, Amarelo e Preto (representado pela letra K, de key, por ser a cor chave dessa composição). É o padrão mais usado para a impressão - enquanto televisores e monitores usam o padrão RGB.

Conjunto de conhecimentos e técnicas que buscam maior eficácia na transmissão visual de mensagens, sejam elas fotos, ilustrações ou textos. Abrange também atividades de design gráfico, webdesign, animação e outros tipos de criações.

(6)

Fase inicial do projeto, englobando planos, programas, elaboração de propostas, contrapropos-tas, planilhas e programação.

Pode ser medido em relação à diferença entre as cores que a compõem, principalmente na zona de transição, podendo ser mais sutil ou mais brusca. Se há um degradê, por exemplo, o contraste é pequeno. É usado para dar um aspecto mais marcante às peças, caso seja usado muito con-traste, ou mais suave, caso haja pouco contraste.

Direitos autorais, associados aos produtos intelectuais, concedidos aos autores para que sejam garantidas a propriedade legal e a divulgação de autoria. O copyright impede a cópia ou ex-ploração de uma obra sem que haja permissão para tal. Sempre preste atenção nos direitos auto-rias antes de distribuir um material que não tenha sido feito por você mesmo!

Processo computadorizado de gravação das chapas usadas nas impressões offset. A chapa é gravada por laser, que é controlado por um computador. A chapada é gerada diretamente de um arquivo digital, sem a necessidade da produção de um fotolito intermediário.

(7)

É a variação progressiva de tons desde um valor máximo até um valor mínimo, criando um conjunto de tonalidades de uma mesma. Use o degradê quando quiser dar um tom suave ao seu produto.

A organização dos elementos que compõem o projeto, incluindo a escolha dos textos, ilus-trações, formatos, imagens e elementos extras. A diagramação deve sempre buscar funcionali-dade e harmonia.

Medida de densidade que expressa o número de pontos individuais que existem em uma pole-gada na superfície onde a imagem se encontra. Normalmente, ao invés de usar os DPIs, usamos o termo Resolução. Quando maior a resolução, mais detalhada é a imagem, com um número alto de pontos por polegadas.

Refere-se ao número que permite uma representação fiel no papel de um objeto, guardando suas proporções e a noção do todo. É representada por dois números, com dois pontos no meio, que indicam a redução ou ampliação feita para naquele desenho.

Processo que informa ao provedor do serviço (seja ele de qualquer tipo) de que seus esforços foram suficientes ou precisam ser melhorados, especificando sempre quais elementos podem ser melhorados e quais foram os pontos altos da performance. O feedback é uma parte essencial de qualquer projeto de design ou atendimento. O Grupo Tiliform está sempre aberto aos seus feed-backs, sejam eles elogios ou críticas construtivas!

Folheto promocional, de uma folha só, que pode ser dobrada uma, duas ou mais vezes. É usa-do, normalmente, para passar uma quantidade significativa de informações

(8)

Conjunto de caracteres de uma mesma família tipográfica, cujo desenho segue o mesmo pa-drão.

É uma forma rápida e versátil de transferir arquivos, sendo uma das mais usadas da internet. A transferência ocorre entre um computador chamado “cliente” (que solicita a transferência de da-dos) e um servidor (que recebe a solicitação). O utilizador pode selecionar quais arquivos enviar ou receber do servidor.

Indica a espessura do papel, que pode variar conforme o tipo e o fabricante. Pode ser de baixa gramatura (até 60 g/m²), média (entre 60 e 130 g/m²) e alta (acima de 130 g/m²).

Conjunto de elementos gráficos que identificam visualmente e sistematicamente uma empresa, instituição, serviço, produto, programa, evento ou atividade. Costuma ter como base o logotipo. Tenha sempre em mente a identidade visual de sua marca para desenvolver trabalhos. Pro-dutos de uma mesma linha devem sempre ser harmônicos e relacionados entre si, permitin-do que o seu público-alvo ligue rapidamente aquela identidade à sua marca.

(9)

Representação gráfica de uma marca, exclusivamente formado por palavras ou tipografia. De-vem transmitir o conceito da sua proposta.

Quando há elementos em uma arte que chegam até os limites da página, é necessário usar a margem de sangria. Dessa maneira, esses elementos não serão prejudicados quando cortados após a impressão. Não se esqueça de que a sangria é diferente da margem do documento, pois a sangria representa a extrapolação da área impressa, que será retirada depois do corte!

Essa palavra pode ter dois significados. Em colorimetria, é uma das três propriedades (junto com a saturação e a luminosidade) que nos permite distinguir as cores. Já na teoria das cores, matiz se refere à cor “pura”, sem adição de branco ou preto. No círculo de cores desta teoria, o matiz é um elemento posicionado no círculo mais externo cuja cor se torna mais branco na medida em que se aproxima do centro. O matiz também permanece inalterado ao se adicionar sua cor complementar (ou oposta), quando então o matiz se esmaece até se tornar gradualmente cinza.

(10)

Relação entre a intensidade da luz incidida e a quantidade de luz transmitida ou refletida pelo original. Um papel opaco não permite a passagem da luz; enquanto em um papel com baixa opaci-dade, a imagem impressa num dos lados interfere no resultado impresso no verso da folha

Numeração das páginas de um produto, usada geralmente para jornais, livros ou revistas.

Conjunto geral de cores dispostas em uma certa sequência de tonalidades. Pode se referir tam-bém a agrupamentos pequenos, com apenas os tons usados em uma peça gráfica específica.

(11)

Um sistema de cores, criado principalmente para identificar cada tom com facilidade e precisão. Cada cor dessa classificação possui um número específico, o que facilita na hora da indicação para o Designer Gráfico, já que cada monitor costuma mostrar as cores de uma forma levemente diferente.

Usada geralmente para apresentação final para aprovação do cliente. Mostra a ilustração final, confeccionada geralmente por meio de softwares de computadores ou manualmente, com as cores, perspectivas, formas, volumes, brilhos e texturas daquele projeto. Sempre peça a render-ização ao seu designer para que possa ter uma noção final do produto antes de mandá-lo para a fase de fabricação ou impressão.

Define a quantidade total de pixels de uma imagem. Quando mais resolução, mais detalhes, ou seja, mais nítida fica a imagem. A maioria das Redes Sociais e plataformas online possuem res-oluções específicas, então busque sempre informar-se para não trabalhar em dobro!

Abreviatura do sistema de cores aditivas formado por Vermelho (Red), Verde (Green) e Azul (Blue). Tem por objetivo a reprodução de cores em dispositivos eletrônicos como monitores de TV e PC, câmeras digitais e etc. Como mencionado anteriormente, impressoras utilizam o modelo CMYK.

(12)

Intensidade de cromicidade da cor. Quanto maior a distante de sua corresponde cinza, maior é o grau de saturação da cor. Juntamente com brilho e matiz compõe os parâmetros universais usa-dos para definição das cores. Portanto, uma imagem saturada possui cores mais intensas (menos cinzas).

Pequenos traços e prolongamentos localizados no fim das hastes das letras. Alguns acreditam que a serifa reforça o alinhamento e torna o texto mais legível.

(13)

É o processo de combinação e disposição do tipo e deve sempre se integrar com o conceito do projeto. A escolha de fontes, cores e técnicas devem ajudar a definir o caráter e estilo da com-posição, sendo harmônicas entre si.

Imagem

Referências

temas relacionados :