'fi ; --^w,: :'1. ^SoHBHh. .*&? * o Chile, time que o carioca verá jogando conira os paraguaios, ~ "7rf'' il L»liii ni' iii*'"" i

Texto

(1)

TEMPO — bom, nevoeiro pela manhã.

TEMPERATURA — em ligeira- eleivação.

VENTOS — -variáveis fra- cos. Visibilidade boa.

MÁXIMA — 31.1.

MÍNIMA — 18.4.

JORNAL DO BRASIL

Rio de Janeiro — Sexta-feira, 13 de abril de 1962 Ano LXXII — N.o 85

EUA liberam * USS 130 milhões para Sudene

JORNAL DO BRASIL — Av. Rio Branco, 110/112 — Tel. 22-1818 — End. Tel.:

JORBRAS1L — Preço»:

VENDA AVULSA — (Todo o Brasil). Dias úteis Cr$

10,00 — Domingos, Cr$ ...

20,00 — ASSINATURA — (Todo o Brasil): Postal Anual, Cr? 2 000,00. Pos- tal Semestral, Cr$ 1.001,00.

ASSINATURA (Guanaba ra): E. Dom. Anual •— ...

Cr$ 3 500,00 — E. Dom. i Semestral — CrS 1 100,00.'

ACHADOS E PERDIDOS

EXTRAVIOU-SE o titulo do Tijuca Tênis Clube, n.o 253, em nome do General José Ozorio e pertencente ao teu espólio

ESQUECIDA dentro de um taxi, uma pasta com do- cumento.., com endereço do proprietário — Boa gratifica-

<;áo — Tel. 37-2615.

PERDEU-SE Titulo de Pro- prietário n. 700, do Tijuca Tênis Clube. Quem encon- trar favor comunicar-se com Francisco Caldas. Telefone:

57-2046 — Gratlflca-sc.

PERDEU-SE no dia 10/4/62, num ônibus da linha 109, uma pasta, contendo alguns documentos e 1 livro Diário n.° l, do Colégio Barào d«

Lucena. Gratlflca-se a quem devolver para Rua Ernesto de Sousa, 47.

PERDEU-SE o cartão de Ins- crição do D. R. M. n. 169 267

— Pede-se a quem o encon- trou telefonar para o Sr, Ro- cha n. 28-5801.

PEKDEU-SE o cartão de lua- crição n.° 201 375, do Depar- tamento da Renda Mercantil, da Sra. Tercsli.ha Concentl- no dc Paula estabelecida na Rua Andreza n.° S, em Cam- po Grande.

rEÜDEU-SE o cartão de Ins- crição n.° 182 027, do Depar- tamento da Renda Mercantil, da Sra Domingas Miranda, estabelecida na Rua Augus- lo dc Vasconcelos n.° 99, bo- .xe 44 do Mercado Regional São Brás. em Campo Grande.

PERDEU-SE o cartão de Ins..

crição n.° 182 925, do Dejiiur-i tamento da Renda Mercantil,1 do Sr. Antônio Afonso Pires, estabelecido na Rua Augusto de Vasconcelos n.° 99, boxe 47 do Mercado "Regional São Brãs, em Campo Grande.

PER-DEU-SE o cartão de Ins- crição n.° 201095, da lavra- dor, do Departamento da Rendi Mercantil do Sr. Deo clcclano José de" Araújo, cs tabclecldo na Estrada do Ba talha s|n.°. Serra do Rio da Prata, em Campo Grande.

PERDEU-SE a placa 4 429 (lambreta). Gratiílca-se. Tel.

22-7757. ramal 28. Sérgio.

PERDEU-SE nas imediações do Maracanã cadela Cocker Spaniel, côr preta * cinza, c|

uma manehlnha bronca no meio da cabeça. Atende pelo nome de Lelssc. Rua Arthur Menezes 21, *p. 101. Gratiíi-,

ca-se. j

PERDEU-SE unia placa dei caminhão chapa 73-7-98 D.I'„!

entre Méier o Pilares. Grati-I fica-se a quem encontrar — | Tel. 49-3343. Sr. Rui. ;

EMPREGOS 1 AUXILIARES DE LSCR1TÓHW

¦ oi AUXILIAR escritório — Mo-

ças c' dactllografla, p! diver- sas vagas, em ótimas firmas, no Centro. Ord. 13 a 22 mil. Av. Pres. Vargas 329.

1S.°. TCP.

AUXILIAR escritório — Mo- ça c! dactllografia, pi Copa.

cabana. Ord. 18 a 20 mil.

Av. Pres. Vargas 529, lô.°.

J_ÉD.

AUXILIAR de escritório, 3Í vasas _./ candidatos princ. ¦ após treino empregos imedia-1 tos, c/ salário 15 mil. 7 Se- tembro, 63, 7.°.

ÃUXlLIAR^~EÍc77dact. (o) Z. S. 15.18. Av. Pres.

Vargas, 435, ul 605.

AUXILIAR técnico Ele- mento cl curso secundártoj completos conhecimentos ge-l rais de escritório e noções cie inglês com prática ern In-:

dústria para Ir aja Ord.

H0 000. Av. Pres. Vargas. 529 1S.°, TED.

AUXILIAR CONTABILIDADEI

— Diriglmo-nos aos técnico.-;

de contabilidade, recem-for-l mados, ou aos que desejam iniciar nesta atividade pro-i missora. Temos atualmente diversos lugares para miclo Imediato. Para os prlnciplnn- tes ou que -estão desatualiza-

•dos mantemos três ciclos oe treinamento contábil (prin- clpiantes, médios e contado- res). Tempo do estágio: 1, 2 ou 4 meses. Oferecemos um ensinamento pratico c obje- tivo, revisão total da mate*

ria, Incluindo balanço final Os estagiantes trabalham com os livros e documentos

¦reais da firma. Vagas limi- tárias para este curso. Venha com antecedência fazer s'.ia Inscrição. Av. Pres. Vargas, S29, 18.». Rua. Dias da Cruz

10Õ. s| 223; Rua Maria Frei- tas. 42, sl 211. R. Conde de Bonfim, 369. s| 403. Av. Co- pacabana, GflO, -6.° andar —

TED. I

AUXILIARES menores, 2 Va- ' pazes, até 16 anos, minimo

?,." ano. estudando 4.", náo morando além do Méier, óti- i ma. aparência, imiti! vir de blusão. 18 000 a 18 300. Ar.:

Rio Branco, 151, s'loJi, <|

209. taida p| estudar.

AUXILIAR DE ESCRITÓRIO

— Precisa-se do moça dc.

boa aparência, c! boa cali-1

•grafia e conhecimento dr. ¦ caixa, para trabalhar em Ha-i . mos. Apresentar-se na Rua

Uranos n. 1 063, c| Sr. Fer- reira.

AUXILIAR PARA MEIO I EXPEDIENTE — Cia.'.

Americana admite urgente!

.1 rapazes tec. era eontabi-i litladc p| horário de 10 às . 11 horas. — Salário inicial 17 000,00. — Entrevista e admissão na At. 13 de Maio, 23, si 616,

AUXILIAR DE ESCRITO- RIO — Poderosa firma na Cinelãndia admite hoje moça ou rapaz escrevendo rápido a máquina c| noções

<le serv. de escritório. Se- ' mana de apenas 4 (quatro) dias. Cr.*> 18 500.00 no pe- rindo de experiência. Tra- tar na Av. 13 de Maio, 23,

«ala 61G.

A UXILIAR DE ESCR ÍTORIÕ

Precisa-se moça de boa aparência, coe boa letra r cl desembaraço na máqui- na. Apresentar-se no Largo de Sâo Francisco n*>. 33 40, c;

58 Ê A BASE PARA 62

Uma equipe formada à base dos elementos tle 58, com as suas duas maiores estrelas — Gar- rincha (na foto, driblan- do Altair) e Pclé — em noite de grande brilho, venceu por 3 a 1 no treino da seleção brasi- leira, ontem à noite, em Friburgo, iniciando a se- gunda fase de treina- mentos para a Copa do Mundo. O treino mos- trou que começa a esbo- çar-se o time titular para o Chile, time que o ca- rioca verá jogando con- ira os paraguaios, na noite de Sábado de Aleluia, no Maracanã.

(Página 12)

Invasão da casa de luiz nada tem com as Ligas

O Comandante tio IV Exército informou ontem, «m ladiograma xo Ministério da Guerra, «u* » invasão da casa d» Juiz» Helen»

Alva* d* Sousa rtiultou d* um equivoco na cparação-contrabando,

"nada tendo a T*r com a outra operaçio. Isto 4, com os assuntos dia Ligai Camponesa!", segundo noticiaria oficial.

A nota do Ministério da Guirra diz ainda «ju» a situação em todo o Nordeste, sigundt» o radio r«c»«

blda pelo Chefe- do Gabinete d«

Ministro, Gsneral Ênio da Cunha Garcia, * de calma. Na Paraiba — informa-ie de fonte nio oficial -»

a situação permanece estacionaria.

Após ouvir a exposição do Co- mandante do IV Exército, Gene- ral Artur da Costa e Silva, o Ge- neral Ênio Garcia procurou o Jii- nistro Alfredo Nasser, a quem fêz um relato verbal sobre o assunto.

m|r',\.«*i'.'. *'..*.

.,2" " "x^'«*<I*L. y'ÊÊÊÊ^%,_^ÊSSmÊf_m^^^.'

WÊtMi Br • k JÈr ___£* ! s Wmm Wmm

¦HRr ^F?. ; 'fi • --^w,: :'1. ^SoHBHh

_ma^^mS________________...:iÉkW^WÍÊ____i' * ¦. ¦'.•.;'¦ _#v ^fcwPtW? — ^.-.•-'•V-

S»l_s!f-iy_Ílá»_B] Hi'" "- ,t> ^k_K „'<•'¦ ys--..- , ' < . *-fc , ._. . „¦< |í'V«f'^i»p^^B|

^^^¦¦¦¦¦¦ka^^tííí^ ¦ **" - » 'y *~'m^m> -JáL* ¦•¦.*&?•*

mHÈÈBIr- *!?Í-»_<1^ "___________¥ ^.bBmF-,. ( »> ^v?*vt%«»te -.a ãa___mr ^-~~ * - ^P\íK*^<n>>í.,.,^^^^|«j 8 w^» MÊz' ¦—»«-¦- 'y'^ -ri. T 'faf/ij-afe

|I^ÍÉmÉÉwiw^ÍTff^^lP^^'^ '

li il .itlri'' •— " ""''

YrbÍÈÈÊFWW$y^\

RF -SSLwj.» «Éj Hsb^V-Í-?-^''^,.'¦'¦ '-^Spi

9ÈÊÊ_^^m^^^!^^^mWÊÊSÉÊ il L»liii ni' ""''

iii*'"" i ~ "7rf'' •»" /ià*M Rs?**/bíb^^^M^^^Ê^-^SM

•fM_t__^_____~\____0^____Í__^__yBÊB^L. ^H ¦^•P^**í***_»_^»# "«*¦-• «-^ 'MB

twitíj lTiiiW___i__WiÈ€fK__M*^^ ' t » X'-j_y.j' ¦":-''¦ íi v_) ¦ ¦¦y.'M^mÊ_W^MW^_sm^Êe,

¦HP^âaí^?1^^ ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^''^b''- y."^^m

faa*.*re3S*#;»*^^

WK____m^___~w________if_U__&-^*¦?£&zJE_íj- ±? +^J-__Wrv%2Êt___tâj&~\^____~W%i^^ ¦ ,.,-•." <**í^'riiK^iH^SS____HÍ .:~" ' m&è

Washington (AP-UPI)

— O Ministro San Tia- go Dantas e o Secretário de Estado Dean Rusk as- sinarão hoje, às 9 h 30 m, em W a s h i n g t o n, um acordo de assistência técnica e financeira aos planos de desenvolvimen- to da Sudene, no Nor- deste, no valor de USS 130 milhões.

Ontem, o Embaixador Roberto Campos, em te- 1 e g r a ma ao Presidente da República, anunciou a liberação de mais USS 6 milhões para o Estado de Minas Gerais, com ba- se nas conversações re- centes entre o Sr. João Goulart e o Presidente Kennedy.

Encontro

O Ministro San Tiago Dantas manteve on- tem longa conferência no Departamento de Es- tado, que prosseguiu mesmo durante o lanche que lhe foi servido. O Sr. Dean Rusk e San Tiago Dantas haviam planejado conversar du-

rante uma excursão no iate presidencial, ao lon- go do Rio Potomac, mas o frio e o tempo chuvo- so fizeram cancelar o programa.

Segundo fontes do De- partamento de Estado, a discussão girou em tôr- no de problemas como o desarmamento, a guerra fria, Cuba e a infiltração comunista no Continen- te.

O crédito

O empréstimo a ser as- sinado hoje em Wash- ington será o maior con- cedido pela Aliança para o Progresso desde 9 de março, quando a Argen- tina recebeu USS 150 mil e o Chile USS 120 mil.

O Presidente João Gou- lart, em seus entendi- mentos com as autorida- des norte-americanas, ob- teve a promessa de libe- ração rápida dos USS 123 milhões do crédito de USS 300 milhões que ío- ram consignados ao Bra- sil, mas ainda não foram entregues.

LEITE SEM TABELA: VAI A CRJ 38

Mateos prova carro que

Goulart deu

Cidade do México (UPI-JB) — O Presidente da República, Sr.

Adolfo López Mateos, que • auto- mobllista amador, deverá experl- mentar no ílm da semana, para um passeio até sua casa de cam- po, o carro esporte In teria sos, -de fabricação brasileiro, que lhe loi presenteado pelo Presidente do Brasil, Sr. Joáo Goulart.

O carro, modelo 1962, còr rubi, é a unidade 500 mil da Indústria automobilística brasileira. Veio num Globcmaster da Força Aérea.

ISias-leira e foi recebido no aero- perto pelo Secretário particular do Presidente. Sr. Humberto Eo- mero, e depois conduzido para a

^..ragem da residência particular cio Sr. López Mateos, em Sáo Je- íònimo.

Ministro argentino nega crise

Buenos Aires — (UPI-JB) — O Ministro do Interior afirmou, on- tem à noite, que não há crise no Gabinete, embora deixasse per- ceber a existência de dois Grupos distintos no Governo: um. pro- curando solução ordenada para cn problemas políticos. econõmlcoA e sociais, t outro, liderado petes Ministros militares e pelo Min!.- tro da Econctnla. advosando rA*

pida, deíinlçio em todas as frentes.

Enquanto o Secretário da Ma- rinha.. Contra-Almirante Gastou Ciemer.t. considerava "insensata."

a nota, anteontem atribuída a Marinha, sobre os motives qua provocaram x queda d« Prondlzl (ligações com. o comunlamo Inter- nacional), a atenção pública pas-

«ava a concentrar-se no lmlnentu aumento de 30 a 40% no custo dt vida. — (Página 7)

Lotações _>

r#o circulai»

na Tijuca

Os donos de lotações das anti- gas linhas Usina—Copacabana- « Tijuco—Praça Qutnza retiraram os carros de tráfego ontem as 23 horas, em protesto pela sua redlstribuifáo nas Unhas Cario- ca—Saenz Pena, Carioca—Félix Cunha e Carioca—Tijuca.

A modlflcaçáo foi criada como parte da Operaçiio-TIJuca, qu»

ontem 'entrou, em vigor e, na opinião geral, não obteve bons resultados. (Pâaina 10|

Negado o habeas a

o

-V"4*7üt?

, A Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Niterói indeferiu o habeas-corpus lm- petrado em favor do advogado Leopoldo Heitor, que, por Isso, continuará preso. O relator jul- nou caracterizado o "'crime de ocultaçêo de cadáver, previsto por lei".

Ontem, foi presa em São Pault a ex-em preg ada da milionária, Maria Aparecida Ângela. (Pág. 10;

Recusada por

roí

nova da URSS

Os Estados Unidos c a Grã- Bretanha rejeitaram ontem uma proposta soviética, apoia- da pelos oito paises qualifica- dos como neutros na Conferên- cia do Desarmamento — entre os quais o Brasil — para o cs- tabelecimento de uma morató-

ria das provas nucleares.

Alegam que já foram engana- dos pelo Kremlin. (Pág'. 2)

Meneghetti é candidato anti-Brizola

Porto Alegre — (Corresponden- tc) — Sacrificando as candidatu- ras Tarso Dutra e Loureiro da Silva, a Frente Oposicionista, In- tegrada pelo PSD, UDN, PL, PDC e PRP, escolheu, na madrugada de ontem, seu candidato à sucessão estadual: o ex-Governador lido Meneghetti.

O Sr. Fernando Ferrari ficou fora dos entendimentos, pois será candidato pelo Movimento Traba- Ihlsta Henovadcr.

PM ACERTA AO BICHO

SSE^jttgB&g^^H I^K^9uK^í3i_lãÍMÉÉHfl UÊÊÊ^^j^S^^^^^^^ska_wSÊB____r ^íií-' ,'.<:'-^%$Êv-':*&___'-'' ¦' •¦¦/.'¦•

O Plenário da Cofap revogou ontem, por seis votos * dois, a Portaria 660 que tabelou o litro de leite a Cr$ 25,30.

E 11 a decisão permitirá o aumento imediato do preço do produto na Guanabara, pois, sem o controle oficial, os pro- dutores já anunciavam ontem que o litro subirá a CrS 38 no Rio.

O Presiden te da Cofap. Major Cibularcs, que condenou na reu- nião o aumento puro c simples do preco do lei- tc, observou que a deci- são do Plenário tem ca- ráter provisório: o preco do leite poderá voltar a CrS 25,30, não só na Guanabara mas também cm São Paulo. Minas e Estado do Piio. se o Su- premo Tribunal Federal cassar as liminares con- cedidas em São Paulo :•¦

Niterói a favor da libe- ração. (Página 5)

Um tiroteio cm que não houve vitimas, a prisão de um banqueiro e mí- rios bicheiros <>. diversas batidas de ponta a ponta de Niterói marcaram on- lem o terceiro dia da campanha que os sar- gênios e subtenentes da PM fluminense desenca- deliram contra os con- traventores, à revelia do Governo estadual. O mn- terial apreendido (foto) foi levado paru a Dele-

gacia dc Costumes.

(Página 3)

Âbigail está presa por

amor também

O Encarregado de Nego- cios do Brasil no Equador, Sr. Lindolfo Color, visitou a brasileira Abigail Pereira Nunes, que se encontra na penitenciária de Quito, sob a acusação de haver parti- cipado de um grupo de guerrilhas, e ouviu dela a afirmação dc que não desc- ja retornar ao Brasil, pois espera casar com um equa- toriano.

A proteção diplomática à Srta. Pereira Nunes, que está bem de saúde, vem sen- do estudada, no Itamarati, pela Secretaria-Geral Adjun.

ta para Assuntos America- nos e pelo Chefe do Depar- tamento de Assuntos Jurídi- cos, Ministro Sousa Gomes.

Segundo o Itamarati, os con- tatos entre a Embaixada brasileira e o Governo do Equador foram "cordiais e de natureza informativa".

Mandato

pode ser só de 2 anos no Rio

Brasília (Sucursal) — O man- daiu dos deputados estaduais da Guanabara poderá ser fixado em doifi anos apenas caso o Supre- mo Tribunal Federal decida acom- panhar o voto do Ministro Vilas- boas. ontem designado relator da questão, que está pendente de julgamento ante os embargos opostos pelo PST c pelo Procura- dor-Geral da República contra o acórdão que fixou em quatro anos a duração do mandato.

Enquanto o Ministro Luii Gal- lotti, favorável ao mandato de quatro anos. serí. substituído pelo Ministro Henrique Dávlla. a fa- vor da duração de dois anos, o Ministro Ribeiro Costa, que votou pelos quatro anos, vai substituir, na presidência do STF. o Minis- tro Lafaiete dt Andrada.

N

AUXILIAR DE ESCRITÓRIO I

— Campo Grande. Av. Pres. !

Vargas, 329^8.0. 1

AUXILIAR DE CONTÁBIL!- DADE — Cia. Ind. precisa » prát. bilanço. 30 3.", mil, dois rl_.ssillcadores 23^0 mil. Sen.i Dantas 117. sala 203.

AUXILIAR p| seção de cu- branca, dact.. 18 000. Ed. Av, Central, s! 319.

ARQUIVISTA moça c| dact.

p 7.. Norte. Av. P. Vargas, 329, gj -.10.

AUXILIAR DE ESCRITÓRIO

— Precísa-sa de um com. piá- tica ile dactllografia e com in.vruçâo aecundária. Carta.-»

para H2-1 460, na portaria deste Jornal.

'AUXILIAR DE ESCRITÓRIO I— Rapazes e moças. Cia. Ind.

Jpreclsa 2 correntistas, 3 no- tistas cr imp. consumo, duas dacttl. prèt. eorre-ipond. 20 2.

imll. Sen. Dantas 117. . 203.

AUXILIAR ESCRITÓRIO Rapai c| sin., dact.. alguma prát.. pi Campo Grande — R. Alcindo Guanabara, 17, iftla 605.

\UXILIAR DE IMPORTAÇÃO I AUXILIARES — Precisamos.

Av Pres, Vargas, 529. 8.» i p aux.i. de escrit.. cont. e UNIVERSAL. Ibons dactí. Ed. Av. Cen- AUXILIAR- ESCRITÓRIO -Jlí:*'?J-J5.'1i'lAl9_- Rapa::, b' apar.. c! nin.. dact., AUXILIAR ESCRITÓRIO mesmo s! prát., bi letra. Sub. I Preciso moça menor, ci prá- Leopoldina. R. Alcindo Gua- tica dactllografla. R. Álvaro nabara, 17._sa!a_605._ Alvim. 24. sala 604.

AUXILIAR DE CONTABILI- DADE — 30 mil. Av. Pres.

Vargas, 329, *.".

AUXILIAR CONTAB. cl cur- 50 tícn. c' prat. Crt 26 mil.

R. I.» de Março, 7, s 908.

AUXILIARES — Temos vá- rias vagas p/ moças e rape- zes s/ prática c/ primário que desejem Iniciar-se após bre- ve treino damos empregos em e<>c. 7 Setembro, 63, 7.".

AUXILIAR esc. prática. 18/20 mil. 7 Setembro, 6«, V.w.

ASSISTENTE colíT-30 mil.

Av. Pres. Vargas. 529, s'_*10.

AUXILIAR cont 25 mil, Av.

P. Vargas, 529, s' 410.

AUXILIAR cadastro. 16 mil, sotl. 7 Setembro. 63, 7.°.

AUXILIAR ESCRIT. — Rap.

cl prat. dat. Cr$ 18 mil. R.

1.» de Março. 7, s' 906.

AUXILIAR esc. moça c| si- nário. b. letra. Av. P. Var- gas. 529. a! 410.

AUXILIAR menor ci daf.t

Av. r, Vargas, 529, »aia uo.

AUXILIAR estoquista, mó- ça c, prática p] Flamengo.

20 OCO, Av. Rio Branco, 151, _'.o.a. a! 209.

AUXILIAR DE ESCRITÓRIO

— Rapazimóça, c| prática, bom dact..* 17 mil, Z. N*or- te. Ed. Ar, Central, a, 319.

ASSISTENTE contador p R.

Miranda, boa letra, prática j tle 3 anos. lançamentos ba-

! lancete. 2", a 30 000. tam- bém aux. cardcclsta. 23 OCO.

'Av. Rio Branco, 151, slloja.

sela 209.

I AUXILIAR, contabilidade — Moça c| prática, p' Benfica.

! leira e lançamento?*, balan- í cetes. 30 000. Av. Rio Bran-

co, 151. sloja, sl 209.

AUXILIAR — Kardex. moç.' rap. — 18. Av. Pres. Vargas 433. sl 605.

AUXILIAI! Dact.. forte.

Princ. — 14. Av. Pres. Vai- gas. 433, sl 605.

AUXILIAR estoque. rapaz.

Av. pres. Vargas, 523. s, 410-

AUXILIARES contabilidade.

Serv. gerais p| Caju. prát!- ces de 3 anos. dact., cale 20 25 000. Av. Rio Branco.

131._s lo]a,_sl _209.

ALMOXARIFE — P| chefia^

30 35 mil. Av. Pres. Vargas 433. «1603.

AUXILIARES dactllógrafos p|

Pç. Bendelra, 20 000. p| Ben- [lei. prática de escrit. Mí- nimo 'i anos, 17 000. moça!

C| aparfncla. Av. Rio Bran- leo, 151» s.loja, il 209,

AUXILIAR Dcpt. pessoal — Muça c dactllografla p Cen.

tio. Ord. 20 mil. Av. Pres.

Vargas 529. 18.". TED.

AUXILIAR Caixa. Cont.

Dact. 20. Av. Pios. Vargas, 435, sl 603.

AíjISTENTE Importação ele- mento com redação própria conhecendo Cacex. Flban e Alfândega p Centro. Ord.

33 000. Av. Pres. Vargas, 529 18°. TED.

.AUXILIAR ESCRITÓRIO 2 moças dact.-. cl pratica fati. 13.20 000. Av. Rio Bran- co. 151, êiloja. sl 209.

AUXILIAR dept. pessoal, 25 mil nié 28 anos. 23 mil. Av,

*r\Vargas. 529. sl 410.

AUXILIARES" DE ESCRITO- RIO. menores, mesmo sem pratica, boa aparénlca. Pre-

! clànm-se, urgente. — Av. Rio Branco, 103, grupo 101. — D.

i Clarice. .

'.AUXILIAR esc. cl cientifico.

'dact. c| prática. Av. i>. Var- jgas. 529, sj 410.

! AUXILIAR escritório — Ra- Ipai ci conhecimentos gerais ide escritório e dactllografla p' Estácio. Ord. 13-20 000. Av.

Pres. Vargas. 523. 18.°. TfcD.

(2)

..-..-B-»"-

•2 - 1.° C- Jornal dn Brasil. 6.*-feira. 13-4-62

Ocidente rejeita e neutros apoiam trégua atômica da URSS

MIS UM SANTO

^———^——mm^—^m~^—~m_m_m, ^mmmBBBK' M|-..-- 9Rt SHs9 ^H

« W.»JIII H hf ^Blr 182^B9BfBX ? 1% a? - X 9 sE ST °* £ ^H B^^ 4 . í jH«sfe9Él Pr IB^Bill < fiai BbJbI Hr A "^1

y

:'- *%

v

:•«§«

.-.JsBm

IfflPk

¥ ..ml m m_M

mh K^

\W_m -* ^HASlAI i jH

ai B&S& hH Br

Ib^ **

/ &

^t

Jl BgroSãiEit. * 3a^K___WS_ma_m ^ tl Kfl w .MA.

}Jêé -W-WkÊSm m wkê Ir ? fl

jjj»pP'i j^' B a R* - **fl mm

m WÊ ITâHBnwi»SI *i hPSt^ ia- mCH míW

^BBaK?*^^riJ«r ' *

fc!i^, "¦ Sk *• ,3» RT-- -• s-^mwY* YmwÊ&í}

lm mÊÊM_m*-t, " ai BH BroR ~ JSá_^Kr fmmw-

«sal iSPP^ i" illiiliyiiil imI i ¦ 11.iHll lÜi^BB j. . _. '-É—.W" .*d&m__W_f

¦Hpr Hs^lB wá^'' ?mWf':

BJP^^"^ "'¦

!¦¦!*'.> fWBS-ftó^^ET^/íSií^^^' <:'MBSr í

Kennedy discute o MCE

Departamento de Estado diz que recomeçarão as

Washington (UPI-JB) — Na entrevista que ontem mantive- ram na Casa Branca, o Presi

negociações sobre Berlim

Washington e Bona (AP-UPI-JB) — O Departamento de Estado norte-americano anunciou, ontem, que os Es- ,.„,„ m WM tados Unidos e a União Soviética "reiniciarão as conver- dent» Kennedy e o Presidente sações sobre Berlim", numa reunião que se realizara se- da Comissão do Mercado Co- gunda-feira próxima entre o Sr. Dean Rusk e o Entoai- mum Europeu (MCE), Walter xíldor soviético Anatoly Dobyrnin.

A reunião foi marcada por iniciativa dos Estados Uni- dos e prosseguirá a série de discussões sobre Berlim, rea- lizadas em Genebra, entre o Secretário Dean Rusk e o Mi- nistro do Exterior Soviético. Andrei Gromyko.

Alemanha Ocidental, cm que

cardeais, patriarcas, arce- bispos, bisjws e abades to- maram parte no consistório cm que foi canonizado o beato Martin de Porres, o humilde irmão leigo da Ordem dos Dominicanos, no Peru. Na foto, o Papa João XXIII encaminha-se para a s a 1 a da consistório. (Ra-

dio foto UPIl

Genebra (AP-UPI-JB) — Os Estados Unidos c a Grã-Breta- nha rejeitaram, ontem, uma proposta soviética para que se estabeleça uma moratória sem fiscalização das provas nuclea- res. que contou com o apoio maciço dos oito países neutros representados na Conferência cio Desarmamento, entre os quais se incluem o Brasil e o México, e do Canadá, que é membro da OTAN.

Apesar da pressão dos neu- tros a favor da proposta sovié- tica, as duas potências ociden- tais afirmaram que já haviam sido enganadas uma vez pelas promessas do Kremlin sobre a questão das provas nucleares e que não pretendiam cair, nova- mente, na mesma armadilha.

REINICIO DAS PROVAS A rejeição da moratória pro- posta pela União Soviética in- dica que a série de experiên- cias nucleares n a atmosfera que os Estados Unidos estão preparando para iniciar no fim deste mês nas Ilhas Christmas, no Pacifico, será. realmente, lc- vada a cabo, a menos que os soviéticos decidam, no último momento, aceita,'.- a proibição das provas atômicas sob contro- le internacional.

O Vice-Ministro das Relações Exteriores soviético, Valerian Zorin, afastou, porém, esta pos- sibilidade, voltando a acusar o Ocidente de insistir na questão do controle para poder espio- nar o território soviético. Zorin propôs a moratória nuclear no momento em que as duas gran- des petências ocidentais — Es- tados Unidos e Grã-Bretanha

— se encontravam, visivelmen- te. na defensiva. Todos os neu-

Holandeses repelem

tros e. inclusive, o Canadá, que ê vizinho des Estados Unidos, exigiram a suspensão imediata das provas nucleare.--.

O delegado canadense. E. L.

M. Burns, depois de afirmar que o tempo urge e que é nc- cessário evitar, a todo o custo, uma nova corrida atômica, con citou as três potências nucleares — Estados Unidos.

Grã-Bretanha e União Soviéti- ca — a fazerem um esforço su- premo para dirimir as suas di- vergências a fim de evitar que a humanidade seja submetida ao terror nuclear.

Acentuou Burns que o Cana.- dá, embora seja favorável á instituição de um sistema de controle internacional para impedir a violação do tratado de proscrição atômica que vier a ser assinado, é contra a rea- lizaçáo de novas provas nuclea- res.

MOÇÃO NEUTRALISTA Uma moção que pede aos Es- tados Unidos que náo reini- ciem as experiências nucleares e propõe a criação de uma co- missão de cientistas e especia- listas para, de acordo com su- pestão da Suécia, examinar a maneira de fazer cumprir uni acordo dc proscrição atômica, foi assinada pelos oito repre- sentantes neutraüstas.

O chefe da delegação brasi- leira, Afonso Arinos de Melo Franco, que foi encarregado de entregar a moção aos repre- sentantes das três potências atômicas, foi vivamente aplau- dido ao afirmar que "a opinião pública mundial jamais com- preenderá a razão pela qual as grandes potências não conse- guem encontrar uma fórmula

para proscrever as experiências nucleares".

Vários paises do influente bloco neutralista queixaram-se de que suas propostas, visando a uma conciliação da fórmula anglo-americana, que exige o controle internacional, com a soviética, que repele o contro- le sob a alegação de que êle possibilita a espionagem, foram postas à margem pelas grande.- potências.

APELO OCIDENTAL

Aproveitando-se da posição assumida pelos neutros, o cie- legado soviético propôs a sus- pensão imediata, sem fiscali- zação, de todas as provas nucleares e atacou o apelo conjunto que o Presidente Kennedy e o Primeiro-Ministro britânico Harold Maemillan enviaram, esta semana, ao Primeiro-Ministro soviético Ni- kita Kruschev. concltnndo-o a aceitar, imediatamente, um acordo atômico vigiado a fim de evitar o reinicio cias pro- vas atVnosfcrieas norte-ameri- canas, êste més. no Pacifico.

Zorin disse que o apelo ar.- glo-amcricano criou um clima

• rie ameaça e de terror t acen- iuou. em seguiria, que os Esta- rios Unidos e a Grã-Bretanha haviam lançado um desafio ao mundo inteiro, agravando, com isso, a tensão internacional.

Afirmou, peremptòriamente.

que a União Soviética não se está preparando para reiniciar as provas nucleares, acresceu- tando que as afirmações norte- americanas, nesse sentido, constituem uma manobra pa- ra justificar o reinicio de suas experiências e jogar a culpa sobre a União Soviética.

Ofensiva rebelde no Laus

Bona aprova indonésios

Hallstein, fizeram uma revisão dos fatos mais importantes ocorridos, o ano passado, em relação ao MCE-

Concordaram em que é "con- tinuo o progresso dessa enti- dade, que se deve manter for- te e estreitamente unida, pois apresente oportunidade única cie se edificav uma associação atlântica, fundamentaria na co- laboraçáo rie sócios iguais".

REUNIÃO

Kennedy, na ruénião, ressai- tou a responsabilidade das pu- tências altamente industrial!- zadas, no que se refere aos paises da América Latina, Afr!- ca e Ásia, que se encontram em lase de desenvolvimento.

Disse que a.s nações industria- lizadas devem fazer o possível para tornar livre e indiscrimi- nado o acesso a seus mercados.

No comunicado conjunto ex- pedido ao término da entrevis- ta, informou-se que o Presi- dente norte-americano tairi- bém salientou a importância das exportações agrícolas para o comércio dos Estados Unidos e de outras nações do Mundo Livre. Repetiu que espera que a Comunidade Européia leve em conta esses fatores.

Por sua parte, Hallstein ex- pressou seu "sincero apoio ao programa de comércio do Pre- sidente, e aos seus objetivos rie reduzir as barreiras comerciais, em base isenta de discrimina- ções, entre as grandes unidades comerciais dos Estados Unidos e

*í Comunidncle Econômica Eu- ronéia ".

l\oivo move ação: queria

informou TRABALHO

o Embaixador Lewcllyn Tliomp- son regressou a Moscou eíia en.

mana. Alguns entendimentos cn- ne soviéticos e norte-americano»

sobre Berlim poderiam levar--- cabo ali, segunet

nntes.

O funcionário de Imprensa do Departamento de Estado, Lincoln White, também confirmou em pa.

lestra eoin os jornalistas que o.- Estados Unidos. Inglaterra e Fran- ça haviam enviado notas ao Go- vérno de Moscou, a 24 de março passado, referentes ao problema dns operações nos corredores aé- reos entre Berlim Oeste • a Ale- manha Ocidental. Informou-se

<iue as notas protestaram contra a programação de tantos vôos so.

viéticos nos corredores, préjtldl- cando os aliados.

DEFESA

o Presidente John Kennedy dl- ngiu mensagem cabográfica Chanceler Konrad Adenauer.

pede a elaboração de um progra- ma para a salvaguarda das rotw dos aliados que levam a zona ocidental de Berlim.

Adenauer discutiu, a seguir, « comunicação com um pequeno grupo de assessores, Inclusive o Prefeito da Zona Ocidental de Berlim, Sr. Willy Brandt, segun- do fontes autorizadas. Essas fon- tes Indicaram que o debato, a portas fechadas, durou hora « meia. e que, além de Brandi t Adenauer. estiveram presentes dl- vigentes parlamentares dos trfa principais partidos políticos.

PLANO DESCONHECIDO Não foi possivel, até agora, cn- nheceá detalhes.do novo plano, do Presidente John Kennedy. Mas em círculos autorizados loi dito que parece ser uma nova versão da proposta anterior norte-ame- ncana, de <|Ue as vias de aees-o aliado k Zona Ocidental de Ber- Um fiquem sob algum tipo de tis- callzação Internacional.

Forte e alegre, Kruschev reaparece em grande festa para comemorar vòo es

os pijama*

Londres íAP—JBi — Responsa- billzando a Brltiáli European Airways por haver quase estra- sado sua lua-de-mel, Já ciue não despachou a mala com seus pi- Jamas, Anthony GUI exigiu dn companhia uma indenização e um pedido de desculpas. Aleaa quo perdeu horas à espera da mal» com os pijamas esquecidos.

Tudo começou com um casa- mento — o de Tony e uma bo- nita Jovem de 22 anos. Bárbara

— e a partida para a lua-de-mel na aprazível Ilha de Maiorca. Sò- mente no aeroporto, um Tony afobado e nervoso lembrou-se dos pijamas t outros objetos de uso pessoal, esquecidos na vaU.se de mão. em casa. Um amigo soli- cito ofereceu-se para despacha- los, « o fê", momentos depois, no aeroporto de Londres.

Entretanto, os pijamas não chegavam. Todos os dias, o ca- sal em lua-de-mel voltava m aeroporto e... nada. Horas que podiam ser passadas ao sol fo- iam perdidas no aeroporto.

Por fim, tudo -e i Alfândega não despachara » ma- Ia, exigindo uma relação comple.

ta do que continha. Comentário rie Bárbara: "Tony cotwsui i comprar praticamente tudo cm Maiorca — exceto pijamas."

,/oscou iAP-JB) — Sempre risonho e bonachão, e go- /.ando ótima saúde, o-Premier Kruschev participou, ontem, da gigantesca manifestação que comemorou o primeiro aniversário do vòo espacial de.Yuri Gagárin, assim des- mentindo os boatos de que se encontrava doente.

Kruschev íoi vivamente aplaudido, por mais .de 6 mil soviéticos reunidos no Salão do Congresso, no Kremlin, ao subir á plataforma onde já estava Gagárin e Titov.

Proclamou-se o dia feriado e, assim, toda a URSS pôde ou- vir as palavras elogiosas do Presidente da Academia de Ci- éncias, Omstislav Keldysh, ao se referir às façanhas espaciais soviéticas e ao convite feito por Kruschev ao Presidente Ken- nedy para realizarem um pro- grama conjunto de investipr- ção espacial.

Mais adiante, afirmou <jue um dos maiores mistérios ain- da por se solucionar está em determinar o tipo da vida que se pode ter desenvolvido em outros planetas.

grande orçamento

Dona (UPI) — O Parla- mento aprovou ontem o or- çamento da Alemanha Oci- dental para o ano de 196'?, que alcança a cifra sem precedentes de 53 bilhões e 400 milhões de marcos (13 bilhões e 350 milhões de do- lares).

Os sociais-democratas, da oposição, votaram contra o orçamento, mas foram ven- cidos pelos democratas- cristãos que apoiam o Chan- celer Konrad Adenauer c a coligação dos demoqratas livres.

O orçamento prevê um de- ficit de um bilhão de mar- cos (250 milhões de dóla- res), que deverá ser coberto pelos onze Estados da Fe- deração Alemã.

A maior soma do orça- mento é destinada à defesa, que ascende a 15 bilhões de marcos i3 bilhões e 700 mi- lhões de dólares!.

O Parlamento rebaixou em 135 milhões de marcos n orçamento anterior de de- fesa' (33 750 000 dólares'.

ANIVERSÁRIO

Desde o dia 30 de março Kruschev não aparecia em pú- blico. Os boatos de que adoe- cera começaram a circular quando o Governo soviético anunciou o adiamento de uma sessão do Soviet Supremo.

. No palanque de honra, ao la- do de Kruschev, estavam, para assistir á comemoração, Frol Kozlov, V i c e-Primeiro-Minis- tro; o Presidente Leonid Bre- zhnev; e os demais Vice-Pri- meiros-Ministros Anastas Mi- koyan e Mikhail Suslov.

URSS aprova a expulsão de Escalante

•osseguc Pr

a luta

no Vietname

Saigon fAPi — Informou-se que as forças do Governo viet- namita do sul mataram 74 guerrilheiros do Viet Cong co- munista. em diversas operações.

AS. baixas do Governo foram dadas como 25 mortos c seis fr- ridos.

Casou-se Habib Bourgniba

Tunes (AP) — O Presidente Habib Boursuiba. fazendo inú- teis esforços por conter ás lá- srimas. 'casou-se, ontem, com Ouassil Ben Animar, sua leal companheira durante a cons- lante luta pela independência de Tunes.

Washington quer aplicar Lei Antitrustes a companhias

que maj oraram preço do aço

Washington < AP-JB i — Informou-se ontem que o Go- vérno dos Estados Unidos estuda a possibilidade de des- membrar. por intermédio da Justiça, a grande empresa si- denirgica U. S. Steel Corporation, por ter provocado o úl- timo aumento do aço.

Essa é apenas uma das várias medidas que o Governo norte-americano pretende tomar, por via judicial, contra os monopólios que o Presidente John Kennedy se dispõe a combater com toda a energia.

Moscou i UPI-JB i — O Prav- da aprovou, ontem, a expulsão do lider comunista cubano Aníbal Escalante da direção da ORI (Organizações Revolucio- nárias Integradas), qualifican- do de justas as criticas a êle formuladas por Fidel Castro, que o acusou dc sectarismo e ambição pessoal.

Acentuou, contudo, o órgão do Partido Comunista soviéti- co que a expulsão de Escalan- te não deve ser interpretada como cisão nas fileiras revolu- cionárias cubanas nem como indicio de que a politica cuba- na tende a inclinar-se para o Ocidente.

llolàndia — Djambi, Indo- nésia (UPI-FP-JB) — Forças militares holandesas repeliram as tropas indonésias que desem- barcaram na Ilha Waigeo, cm frente à vosta da Nova Guiné Ocidental, capturando ou dis- psrsanclo-as.

Em comunicado expedido pc- lo Comando Militar holandês, revelou-se, também, que peque- nos grupos cie soldados indo- nc.sios, que desembarcaram nas proximidades de Vlakkehoek.

na costa sul, caíram prisionei- ros ou foram dispersados.

Acredita-se que êste seja o fim das operações militares nessas regiões. Segundo o co- municado, os soldados de Su- karno estão completamente cercados.

Sukarno, no entanto, reafir- mou seu propósito de tomar posse da Nova Guiné Ociden- tal. Em discurso nas cidades de Djambi, Sumatra, asseguroj que sua inteção é obter aque- le território, "pela força se nc- cessério", até o fim deste ano.

Peruano será canonizado a 6 de maio

Vjticano lAP-JB) — O Papa João XXIII marcou o próximo dia 6 de maio para a canonização do beato pe- ruano Frei Martin de Porres.

Ainda que a data tenha sido adiantada por fontes bem informadas na semana passada, o anúncio oficial do Vaticano foi feito ontem.

A decisão foi tomada no consistório celebrado do se- gundo piso do Palácio do Vaticano e finalizou os de- morados trâmites para a ca- nonização do beato peruano.

Estiveram presentes 24 car- deais e mais 50 arcebispos e bispos.

Os cardeais deram seu vo- to favorável à elevação do beato aos altares. Frei Mar- tin de Porres nasceu no Século XVI da união ilegiti- ma de uma escrava pana- menha, Ana Velásquez, com o fidalgo espanhol Don Juan de Porres.

Exército francês esmagou movimento subversivo da OES nas ruas de Orã

Orã (AP-UPI-JB) — Tropas francesas apoiadas por tanques e carros blindados esmagaram ontem uma insur- reição do Exército Secreto em uma batalha de cinco ho- ras" nas ruas de Orã, na qual morreram cinco soldados e 18 foram feridos. Não há estimativa da.s baixas entre os ter- roristas.

O Primeiro-Ministro Michel Debré comunicou ontem ao seu Gabinete o propósito de renunciar amanhã, enquan- to o banqueiro Georges Pompidou, que o sucederá no pos- to, já se encontra ocupado com a composição do seu Ga- binete. Afirma-se em círculos governamentais que a maio- ria dos principais Ministros, Cotive de Murville. F; cy, Va- léry e Joxe permanecerá no novo Gabinete.

por Jouhaud, que havia negado

Vietname — i UPI-JB) — O?

rebeldes esquerdistas do Laus desencadearam, nas últimas V- liovas, uma ofensiva militar que ameaça a capital provincial de Attopeu. situada no extremo Sul do paij. a. apenas 46 quilo- metros da fronteira do Vietnã- me do Sul.

C; conselheiros militares noi- t e - a m erioa n cs mani fest a ra m entem que não sabem com cer- teza se cs esquerdistas do Pa- thet Laus estão tentando cap- turar a cidade, que é a capital da Província de Champassak.

cu se apenas tentam cercá-la.

com o propósito de exercer maior pressão sobre o Governo.

Alguns conselheiros preveni otie o Pathet Laus duplicará, em Attopeu. o sítio estabelecido em Nam Tha. situada no extremo Noroeste do Laus. Nam Tha acha-se cercaria c submetida ao que cs conselheiros militares classificaram de "sitio lento".

Os esquerdista* indicaram nu? a estratégia consiste em pressionar o Governo, a fim de que este reinicie as conversa- cões de paz e forme um Govêt- no de coligação, que seria en- cabeçado pelo Príncipe neutra- lista Souvanna Phouma. Além disso, também realizaram ou- tres ataques, de menor impor- tancia. em vário? pontes do P.-is.

Attopeu está cercada há mais de um ano pelas tropas esqtier- distas, mas estas não haviam atacado anteriormente. A luta mais cruenta ainda se desenro- Ia em Nam Tha. ctide cs es- querdistas têm estado bombar- deando o aeroporto, com uma média de 30 projéteis de mor- teiro. diariamente.

Um avião C-4". da Fórçn Aérea do Laus. incendiou-se r caiu nesse lugsr. no domingo passado, quando foi alcançado pelo fogo dc armas leves.

Rede de

satélites tripulados

ORA ISOLADA

Orã, principal metrópole do oeste da Argélia, está virtual- mente isolada por uma greve dos trabalhadores dos correio';

e telégrafos, partidários do Exército Secreto.

Ao que se informa a luta ms ruas teve início perto das 16h30m, quando um terrorista disparou contra um caminhão carregado de tropas de assalto, ferindo um dos soldados.

Forte tiroteio irrompeu perto da Praça das Vitórias, pouco depois das 15h30m, e várias ho- ras depois ainda se ouviam os disparos. Às 20 horas ain.1i chegava à zona central o éco dos disparos de metralhadoras, canhões dc 37 milímetros e a:-- mas automáticas de outros ca- libres.

Os terroristas do Exército Se- creto fizeram explodir ontem a parte superior da tone de cou- irôle do aeroporto de Argel, se- gundo informou a policia, anun- ciando que o tráfego civil nu aeroporto dc Maison Blancnr havia sido interrompido tem- poràriamentc.

Os dois andares superiores da torre ficaram completamen- te destroçados. A policia anun- ciou que a torre sofreu "danes muito sérios" e que vários fuu- cionários ficaram feridos. Naò se anunciaram mortes- RESPONSÁVEL

O ex-General francês Raot.l Salan fez ontem uma tentativa a favor do seu colega Edmond Jouhaud — atualmente em jui- gamento por traição — escro- vendo ao Presidente do Tri- bunal uma carta na qual as- sume a responsabilidade por por todas as atividades do acusado na Organização cio Exército Secreto.

O Presidente Charles Bornet surpreendeu a todos os presen- tex ao ler essa comunicação, cuja assinatura íoi reconhecida

qualquer responsabilidade pelos ataques terroristas na OES na Argélia.

"Afirmo que Jouhaud so- mente agiu sob minhas ordens, obedeceu às minhas instruções e atuou dentro do marco de minhas diretivas" diz a missi- va, recebida por Bomet n.i quarta-feira.

Enquanto isso foi anunciado que George Bidault, antigo Pri- meiro-Ministro e que foi tam- bém Ministro de Relações Ex- teriores do General De Gaulle na época imediata à libertação francesa, se encaminhou paia a Suíça a fim de ali organizai a oposição contra a politica ar- gelina do Presidente francês.

As agências noticiosas tle Paris receberam pelo correio uma carta, aparentemente cn- viada por Bidault, onde se diz que êste íoi designado chefe do Conselho Nacional de Re- sistència. Bidault vem desde há algum tempo demonstrando ser encarniçado opositor tia independência argelina.

POSSE NA ARGÉLIA

A independência argelina deu ontem um passo a mais para a sua concretização com a transferência de novas ia- cuidados ao governo provisório argelino.

Bellaid Abdesselam tomou posse da pasta de assuntos econômicos do "gabinete" às 8h30m gmt.

Apesar do terrorismo da OES destinado a impedir a entrega do poder aos argeli- nos, a transferência de facul- dades íoi levada a cabo duran- te os últimos três dias, de acordo com o programado.

O.s terroristas mataram a tiros a um oficial de inteli- gência do Exército francês quando êste voltava a sua re- sidencia. localizada perto do bairro de Bad cl Oued, diz hoje um comunicado dado a conhe- cer pelps franceses.

ACLAMADO O GOVERNO ANGOLANO

ESTUDOS

O próprio Presidente Ken- nedy tomou parte numa reu- nião realizada ontem de noite, na C-isa Branca, para estudar a situação.

Falando anteontem aos jor- nalistas, o Presidente afirmou que o aumento dos preços do a>;o era "irresponsável c injus- tificávcl" e que o Governo dos Estados Unidos agiria com o maior rigor contra a especula- ção.

Um porta-voz de imprensa da Casa Branca, Andrew Hat- cher. disse que "estas coisas tomam tempo", mas confirmou que o Governo pretende agir imediatamente.

PASSO ATRAS

Os jornalistas indicaram ao porta-voz que talvez os empre- sarios do aço, diante da reaçüo

do Governo, voltassem atrás em un intenção de aumento dos preços.

O funcionário expressou que 'o Presidente John Kennedy gostaria muito que isso acon- tecesse, mas manifestou a sua descrença na informação.

NO CONGRESSO

O Senador Mansfield, de Montana, chefe da maioria de- mocrata. disse que o aumento de preços do aço precisa de uma reação contrária e que 6 chegado o momento de substi- tuir as palavras pela ação. Ma- niíestou Mansfield que o Mi- nistério da Justiça está inte- ressadissimo no assunto e que chegou à conclusão de que o aumento dos preços do aço re- presenta uma especulação.

O Encarregado de Monopólios do Ministério da Justiça, por sua vez, disse que o assunto está sendo estudado e*>m todo o cuidado.

ifl wÉf --ffifl!w^HÍ8B_ffraaH^?^^ ia ^Htt^-* '^^^BSJJJoí?1'"'_'¦'¦- *^& ^Hff W9T T^SsBbH^ÍÍ?s^BÉÉÉ^Btt

Holden Roberto, dirigente, do Movimento Nacionalista Angolano, anuncia a nem compatriotas exilados em leopolivilte. no Con^o, a cónslituiçãá do Governa Provisório de Libertação, do qual >ern o Chefe.. (Rodtojota da IPI, especial para o JB)

Rúfalo. Nova Iorque (UPI- JB) — Os Estados Unidos dr- veriam situar em órbita um sistema de satélites artificiais e de naves espaciais tripuladas para criar uma barreira quase invencível contra a guerra — disse ontem o Dr. Walter R.

Dornberger, que durante a úl- tima guerra mundial íoi dire- tor de pesquisas com foguetes na Alemanha e chefe da famosa base experimental de Peene- inunde.

Dornberger. que atualmente é vice-presidente e chefe de ci- entistas da empresa Bell Ae- rosystems Co., declarou que um sistema de projéteis diri- tiidos com base no espaço se- ria muito mais difícil de des- truir que as plataformas de lançamentos situadas em terra.

"T e n d o permanentemente cm órbita sobre seu território essa ameaça procedente do cs- paço, os soviéticos pensariam antes de se decidir a declarar uma nova guerra mundial" — disse Dornberger aos oficiais da Força Aérea que treinam os cadetes-aviadores e aos mem- bros da Faculdade da Univer- sidade de Búfalo que ouviram sua palestra.

Dornberger. que foi um dos construtores da Bomba V-'-', chegou aos Estados Unidos em 1947.

ONU ouvirá o Capitão Galvão

Nações Unidas (UPI-JB) — O Capitão Henrique Galvão.

chefe do grupo que seqüestrou o navio português Santa Maria, cm 1961, será ouvido na quali- dade de "peticionèrio" pela Co- missão Especial da ONU sobre territórios de dominio portu- ' tiuès.

Galvão aparece inscrito em lista de refugiados como ex- inspetor-geral das colônias por- tuguêsas e "reconhecido defen- sor da população indígena".

Será ouvido pela Comissão Es- pecial antes do próximo dia 23 cie abril.

Depois do dia 23 de abril, uma -omissão de inquérito partirá para a Africa. segundo decidiu a ONU-. A data para o início da missão será dada a conhecer mais tarde. O grupo deverá concluir sua tarefa antes que a assembléia-geral se reuna, em 8 de junho.

A Comissão solicitou permis- são, há duas semanas, para vi- sitar os dois Congos, Gana, Guiné, Marrocos, Nigéria, Se- negai. Tanganica, República Árabe Unida e territórios brita- nicos, cm busca de informações acerca dos domínios portugue- ses.

A Comissão ainda não res- pondeu a uma pergunta do Sr.

Alberto Franco Nogueira, sp- bre se os funcionários da ONU não desejariam visitar Goa e.

outros dois territórios portu- guèses ocupados pela índia.

Zenon Rossides. de Chipre, Presidente da Comissão, suge- riu que a resposta a Nogueira deve ser feita cm termos posi- tivos, "empregando o mesmo de humor que aparece na carta do Sr. Ministro de Relações Exte- riores".

^¦Sv^^.at-wííWStfi^iiíaSStesíH-Jbw

Imagem

Referências

temas relacionados :