PRIMEIRO SEMESTRE DE Introdução. História Cronológica da Fotografia Aérea e Sensoriamento Remoto

Texto

(1)

CURSO DE AGRONOMIA

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA AGRÁRIAS UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ

PROF. DR. GETULIO T. BATISTA, Ph.D. PRIMEIRO SEMESTRE DE 2012

APOSTILA: "Histórico Estendido do Sensoriamento Remoto" Introdução

Há muitos eventos interessantes na história de interpretação de fotografias aéreas e sensoriamento remoto. A Primeira Edição do Manual de Sensoriamento Remoto da Sociedade Americana de Fotogrametria e Sensoriamento Remoto tem um bom capítulo, embora naturalmente desatualizado. O material que segue foi revisado de uma variedade grande de fontes e indicam que esta tecnologia tem:

 amadurecimento relativamente recente;

 desenvolvida a partir da contribuição de inúmeros indivíduos;

 desenvolvida principalmente pelas forças armadas e indústria/comércio; e

 continua com avanço tecnológico rápido em escala global (por exemplo, programas como SPOT, França; Radarsat, Canadá; JERS-1, Japão; IRS, Índia,; e todos os satélites comerciais norte-americanos).

História Cronológica da Fotografia Aérea e Sensoriamento Remoto

Aproximadamente 300 BC - Grécia, Aristóteles filosofando sobre a natureza da luz, pressente a luz como uma qualidade e não como uma substância; como era considerada na ocasião por muitos. Ele observou que alguns objetos têm o potencial para transparência mas este estado só é atingido na presença da luz.

1666 - Sir Isaac Newton, experimentando com um prisma, verificou que podia dispersar luz em um espectro de vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo, e violeta. Utilizando um segundo prisma, verificou que ele podia recompor as cores novamente em luz branca.

1802 - Thomas Young amplia os conceitos básicos de Young-Von Helmholtz de visão de cor: Três conjuntos separados de cones na retina do olho, sensibilizados para o vermelho, azul, e verde.

1827 - Joseph Nicephore Niepce tira a primeira foto da natureza. (Tempo de exposição foi de 8 horas).

1839 - Louis M. Daguere anuncia a descoberta de que vapores de mercúrio poderiam imprimir uma imagem em um prato de prata e conseguiu gravar a imagem que se formava no fundo de uma câmara escura através da reação fotoquímica do iodeto de prata. Estas primeiras impressões foram denominadas "daguerreótipos".

(2)

1839 - William Henry Fox Talbot descreve um sistema de imageamento em papel de cloreto de prata usando uma solução fixadora de cloreto de sódio. Talbot foi a primeira pessoa a empregar um processo de revelação positivo/negativo que constitui a base para fotografia moderna.

1830s - invenção do estereoscópio pelos alemães. O dispositivo era usado durante a era Vitoriana para diversão.

1855 - o físico escocês James Clark Maxwell, postulou a teoria das cores aditivas para a produção de fotografias coloridas.

1858 - primeira fotografia aérea conhecida é levada em um balão cativo a uma altitude de 400m em Paris por Gaspar Felix Tournachon Nadar.

1861 - com ajuda do fotógrafo Thomas Sutton, Maxwell demonstra as técnicas dele usando um arco de fitas multicoloridas. (Filtro vermelho - sulfo-cianeto de ferro, filtro azul - sulfato amoníaco de cobre, filtro verde - cloreto de cobre, um quarto filtro de vidro colorido (limão) também foi usado.)

1860s - uso de observações aéreas de balões cativos na guerra americana. Balões eram usados para mapear floresta em 1862.

1870s - fotos tomadas em alturas de cerca de 10.000m, de balões livres.

1873 - Herman Vogel verificou que colocando diversos corantes em emulsões de haletos de prata (que são naturalmente sensíveis só a luz azul) ele poderia estender a sensibilidade dessas emulsões para comprimentos de onda mais longos estabelecendo assim os passos para fotografia no infra-vermelho próximo.

1887 - os alemães começaram experiências com fotografia para silvicultura.

1903 - Julius Neubronne patenteia máquina fotográfica montada para pombos.

1906 - o Albert Maul toma a primeira fotografia aérea usando um foguete impulsionado por ar comprimido que subiu a uma altura de cerca de 800m e tomou as primeiras fotos e a máquina fotográfica retornou à terra por paraquedas.

1906 - G.R. Lawrence experimentando durante algum tempo com máquinas fotográficas (algumas câmaras pesavam mais que 500g) que eram içadas ao ar com a ajuda de balão e controles, tira fotos do terremoto de São Francisco a partir de uma altitude de uns 600 metros. A máquina fotográfica de Lawrence pesava mais que o avião que os irmãos Wright pilotavam (incluindo o piloto).

1907 - ocorre o primeiro congresso e a fundação da primeira revista "Internationales Archiv fur Photogrammetrie de fotogrametria, em Viena.

1909 - o Wilbur Wright toma a primeira fotografia aérea (avião) da cidade Centrocelli, Itália. A Primeira Guerra Mundial induziu um aumento no uso da fotografia aérea.

(3)

1915 - estão sendo produzidas máquinas fotográficas especialmente construídas para uso aéreo. Lt. Col. J.T.C. More Brabazon projetou e produziu a primeira máquina fotográfica aérea de caráter prático em colaboração com a Thornton Pickard Ltd.

1918 - época da primeira guerra mundial, unidades aéreas francesas estavam desenvolvendo e imprimindo cerca de 10000 fotografias por noite. Durante a ofensiva de Meuse-Argonne, foram feitas 56.000 impressões de fotografias aéreas entregues às Forças Expedicionárias Americanas em quatro dias.

1914-1919 - a primeira guerra mundial produz aumento no uso de fotografia aérea, mas depois da guerra o interesse diminui significativamente.

1919 - começa o serviço canadense de mapeamento florestal.

1919 - Hoffman primeiro a utilizar o infravermelho termal a partir de uma aeronave. Surgem os primeiros livros: Lee, 1922; Joerg, 1923 (urbano); Platt & Johnson 1927 (arqueologia).

1924 - Mannes e Godousky patenteiam o primeiro trabalho com filme de multi-camadas que permitiu a comercialização do filme Kodachrome em 1935.

1931 - Stevens desenvolve um filme sensível ao infravermelho (P&B).

1934 - foi fundada a Sociedade Americana de Fotogrametria. Photogrammetric Engineering é publicada pela primeira vez. Mais tarde a Photogrammetric Engineering foi renomeada para Photogrammetric Engineering and Remote Sensing. A Sociedade é atualmente denominada American Society of Photogrammetry and Remote Sensing.

1936 - capitão Albert W. Stevens toma a primeira fotografia da curvatura real da terra - tomada a partir de um balão de vôo livre a uma altitude de ~24.000m.

1941-1945 - a segunda guerra mundial provoca o desenvolvimento de técnicas mais sofisticadas para interpretação de fotografia aérea. Americanos, Britânicos e alemães desenvolvem dispositivos promissores para imageamento na faixa do infravermelho termal.

1942 - a Kodak patenteia o primeiro filme falsa cor sensível ao infravermelho.

1946 - primeiras fotografias espaciais tomadas dos foguetes V-2.

1950s - a tecnologia avança para a faixa multi-espectral.

1954 - Westinghouse desenvolve o primeiro sistema de radar de visada lateral aerotransportado.

1960 - é lançado o primeiro satélite meteorológico (TIROS - 1).

1960s - os E.U.A. começam a coletar fotografias para o serviço de inteligência usando satélites orbitais (programas CORONA e KH).

(4)

Anos 1960s - fotografia espacial da Gemini e Apollo.

1968 - Hemphill descreve o uso de laser aerotransportado.

1972 - lançamento do primeiro Satélite para Observação dos Recursos Terrestres (ERTS-1). Este sistema é mais tarde denominado Landsat-1. O ERTS levava a bordo um sistema de câmera de vídeo (RBV) e um varredor ("scanner") multispectral (MSS).

1972 - fotografia tomadas do Sky Lab, primeira plataforma espacial tripulada.

1975 - lançamento do Landsat 2.

1978 - lançamento do Landsat 3.

1978 - lançamento e fracasso do Seasat. Primeiro satélite SAR civil.

1978 - lançamento do Nimbus 7 ("Coastal Zone Color Scanner").

1978 - lançamento do NOAA 6 (TIROS-N), primeiro satélite a levar a bordo o AVHRR, radiômetro avançado de resolução muito alta (AVHRR).

1981 - lançamento do SIR-A (Space Imaging Radar - A).

1982 - lançamento do Landsat 4 (Mapeador Temático-TM e MSS).

1984 - lançamento do SIR-B.

1984 - lançamento de Landsat 5.

1985 - assinado contrato Comercial com a EOSAT para a operação dos satélites e direitos aos dados do Landsat.

1986 - lançamento do SPOT-1, Satélite de Observação dos Recursos da Terra francês (Systeme Probatoire de la Observação de la Terre).

1988 - é lançado o primeiro Satélite de Sensoriamento Remoto da Índia (IRS).

1990 - lançamento do SPOT-2.

1991 - lançamento do ERS-1, Satélite de Radar europeu, principalmente projetado para aplicações oceanográficas.

1991 - lançamento do segundo Satélite de Sensoriamento Remoto indiano.

(5)

1992 - a lei americana de 1992 sobre o Sensoriamento Remoto da Terra que devolve o controle do programa Landsat para o governo americano. A EOSAT retém direitos de alguns dados do Landsat até dez anos após a aquisição.

1993 - lançamento do SIR-C.

1993 - lançamento do SPOT-3.

1994 - é lançado sem sucesso o Landsat 6.

1995 - terceiro Satélite Sensoriamento Remoto Indiano é lançado.

1995 - o Canadá lança o RADARSAT.

1995 - dados dos satélites CORONA e KH são desclassificados por Ordem Executiva assinada pelo Presidente Clinton em 23 fevereiro. Esta ordem autoriza o uso das fotografias dos satélites de inteligência adquiridas nos anos sessenta.

1995 - lançamento do ERS-2.

1995 - Sistema GPS completamente operacional. O programa começou em 1973, tendo o primeiro satélite da constelação de 24 satélites sido lançado em 1978.

1995 - primeira indicação que uma classe nova de satélites de inteligência está sendo desenvolvida aparece na imprensa. O nome do satélite novo é 8x e parece ser uma versão aperfeiçoada do principal satélite espião KH-12. O satélite pesaria cerca de vinte toneladas e poderá adquirir imagens detalhadas de uma área grande (~35.000km2) da superfície da Terra aparentemente com a mesma precisão dos satélites existentes que cobrem áreas aproximadamente de 400km2 mostrando detalhes tão pequenos quanto 15cm.

1997 - lançamento proposto do SeaWiFs, em substituição ao coastal zone color scanner (http://seawifs.gsfc.nasa.gov/~grey/flipbook.html).

1997 - lançamento do SPOT-4.

1999 - lançamento da estação AM-1 da série de Plataformas de Órbita Polar do Programa EOS (Earth Observing System).

1999 - lançamento do Landsat-7.

1999 - lançamento do IKONOS, satélite comercial de alta resolução

(6)

2000 – NASA realiza missão SRTM (Shuttle Radar Topography Mission) e disponibiliza dados globais da topografia da Terra.

Imagem

Referências

temas relacionados :