20 CONGRESSO BRASILEIRO DE CONTABILIDADE FATORES DIMENSIONAIS DA INTERNACIONALIZAÇÃO NAS EMPRESAS COM GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA

Texto

(1)
(2)

FATORES DIMENSIONAIS DA

INTERNACIONALIZAÇÃO NAS EMPRESAS COM GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA

Regis Barroso Silva

Universidade Federal do Ceará – UFC Alessandra Carvalho de Vasconcelos Universidade Federal do Ceará – UFC

Rafael Sales Almeida

Universidade Federal do Ceará – UFC Paulo Henrique Nobre Parente

Universidade Federal da Paraíba – UFPB

20° CONGRESSO BRASILEIRO DE CONTABILIDADE

Fortaleza 2016

(3)

AGENDA

 Contextualização

Questão de Pesquisa

Objetivos do Estudo

Fundamentação Teórica

Método

Análise dos Resultados

Considerações Finais

(4)

CONTEXTUALIZAÇÃO

A governança corporativa age como um atrativo aos investidores internacionais, uma vez que gera externalidades positivas, contribuindo na solução de problemas

de conflitos de interesses.

Internacionalização – desenvolvimento de negócios além das fronteiras geográficas.

Principais teorias: econômicas e comportamentais. (captação de

recursos e de novos mercados, busca por ativos estratégicos e por

mercados globais eficientes).

(5)

CONTEXTUALIZAÇÃO

A internacionalização atua como imperativo da adoção de boas práticas de governança, uma vez que as empresas apresentam a necessidade de captar

investimentos no mercado externo, bem como reduzir os custos de transação

Motivação para internacionalização: atuação no mercado externo, bem como a forma de atuação da empresa no país de origem.

Teoria da internalização – análise racional entre os benefícios e os

custos da internacionalização.

(6)

QUESTÃO DE PESQUISA

Como se comportam os distintos fatores determinísticos da internacionalização das empresas brasileiras de capital aberto de elevado padrão de governança

corporativa?

(7)

OBJETIVOS DO ESTUDO

Investigar os distintos fatores determinísticos da internacionalização nas empresas com governança corporativa de excelência.

Identificar os principais mercados externos atingidos pelas empresas participantes dessa amostra, tanto em relação à presença de subsidiárias quanto por meio das

suas exportações.

OBJETIVO GERAL

OBJETIVO ADICIONAL

(8)

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A governança corporativa permite obter maiores facilidades de entrada de capital, como aumento de investimentos externos e financiamentos com taxas

menores.

Teorias relacionadas à internacionalização de empresas:

 Teoria baseada em critérios econômicos e baseados na evolução comportamental.

Internacionalização e governança corporativa:

 A governança corporativa atua como um atrativo aos investidores internacionais,

pois contribui para a solução de problemas de conflitos de interesses.

(9)

MÉTODO

“A literatura predominante sobre o tema indica relacionamento entre internacionalização e governança.”

• Amostra inicial de 176 empresas listadas nos índices de governança da BM&FBovespa (IGCX, IGTC, IGC-NM e ITAG);

• Amostra final de 141 empresas, excetuando-se as financeiras;

• Informações coletadas referentes ao exercício financeiro de 2014,

coletados: Formulário de Referência, DFPs e Formulário Cadastral.

(10)

MÉTODO

• Análise e identificação dos determinísticos da internacionalização  Análise Fatorial.

• Indicadores:

Indicador Operacionalização

% do capital social em posse de

estrangeiros Quantidade de acionistas estrangeiros com ações no capital social da empresa.

Nº de subsidiárias ou plantas no

exterior Todas as sedes, plantas industriais, escritórios, centros de

operação de distribuição da empresa instalados no exterior.

Nº de regiões para onde exporta Quantidade de países ou regiões geográficas onde as empresas possuem negócios.

% de faturamento internacional em

relação ao faturamento total Relação entre o valor das receitas externas e o valor da

receita total.

(11)

MÉTODO

• Análise e identificação dos determinísticos da internacionalização  Análise Fatorial.

• Indicadores (continuação):

Indicador Operacionalização

% de empregados no exterior Relação entre o número de empregados atuantes no exterior e o total de empregados da empresa

Ações negociadas em bolsas de

valores estrangeiras Número de bolsas estrangeiras em que são negociadas ações das empresas

% do capital estrangeiro do

controlador Indica a participação de estrangeiros como acionistas controladores

Negocia ADR’s Indica se a empresa negocia ou não American Depositary

Receipts (ADR’s) na bolsa americana

(12)

MÉTODO

• Variáveis de controle  Controle Familiar e Idade da Empresa.

• Considerações na Análise Fatorial:

• Correlação mínima de 0,30;

Measure of Sampling Adequacy (MSA) igual ou superior a 0,50;

• Teste Kaiser-Meyer-Olkin (KMO) e Teste de Bartlett superior a 0,50 em todas as

variáveis.

(13)

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Análise Descritiva

(14)

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Teste KMO e Barlett

(15)

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Variância Total Explicada

(16)

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Matriz de Componente Rotativa

(17)

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Composição dos Fatores Extraídos

(18)

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Mercados Externos de Atuação das Empresas

N = 192

(19)

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Mercados Externos de Atuação das Empresas

N = 107

(20)

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Mercados Externos de Atuação das Empresas

N = 70

0 10 20 30 40 50 60 70 80

New York Stock Exchange (Estados Unidos) Bolsa de Madrid (Espanha) Luxembourg Stock Exchange (Luxemburgo) Toronto Stock Exchange (Canadá) Euronext (França) Hong Kong Exchange (China) Total

Bolsas de valores estrangeiras onde as empresas negociam ações

(21)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A internacionalização pode ser classificada em três dimensões: ações;

atividades e do capital.

Divergentes com os estudos de Brandão et al. (2014) e Hassel et al.

(2003). Abordagem bidimensional da internacionalização (econômica e comportamental).

Empresas brasileiras apresentam estratégias de internacionalização:

 subsidiárias ou plantas na região da América do Sul;

 negociando suas ações, preferencialmente, na bolsa americana através da

emissão de ADR’s.

(22)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Contribuição: visão diferenciada do processo de internacionalização das empresas brasileiras.

Limitações: escopo de pesquisa (governança corporativa).

Pesquisa futura: avaliação da internacionalização, comparando os

mercados e suas respectivas estratégias.

(23)

OBRIGADO PELA ATENÇÃO!

Paulo Henrique Nobre Parente paulonobreparente@gmail.com

“Duas coisas só me deu o Destino: uns livros de contabilidade e o dom de sonhar.”

– Fernando Pessoa

Imagem

Referências

temas relacionados :