Relatório de Gestão HG FIF DI. HG Verde. Agosto de São Paulo, 13 de setembro de Rentabilidade no mês:...-1,80% Acumulado no ano:...

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

R e l a t ó r i o d e G e s t ã o

Agosto de 2002

HG FIF DI

HG Verde

O fundo apresentou uma rentabilidade de 1,36% ou 94% do CDI. No ano, o fundo acumula 11,42% ou 96% do CDI. A nossa decisão continua ser a de investir nos instrumentos mais conservadores, mesmo que estes rendam um pouco menos, até que a volatilidade e a instabilidade dos mercados diminua.

Rentabilidade no mês: Acumulado no ano:

...1,36% ...11,42%

Devido às condições econômicas e políticas instáveis, o fundo apresentou uma das maiores volatilidades dos últimos meses. Infelizmente, quando lidamos com preservação de patrimônio, temos que tomar medidas que, às vezes, não são as melhores visando o dia-a-dia, mas que serão eficazes em cenários adversos.

Basicamente, decidimos proteger o patrimônio total do fundo em dólar durante boa parte do mês. Grande parte da volatilidade veio exatamente desta posição. Além do dólar, também mantivemos posições acreditando em aumentos das taxas de juros futuras negociadas na BM&F. Em outra vertente, enxergamos ativos extremamente baratos: bolsa e bradies. A bolsa, por motivos já comentados anteriormente, continua com ativos bastante depreciados - sofrendo ainda mais, devido à excessiva venda pelos investidores externos. Os bradies chegaram a atingir preços próximos ao de países que não honraram suas dívidas - o que não acreditamos que acontecerá no Brasil.

Com uma melhora do cenário e a subida quase inesperada de José Serra nas pesquisas, ganhamos um pouco na bolsa e bradies e perdemos no câmbio e juros. Infelizmente, as perdas nestes mercados superaram nossos ganhos e fechamos o mês com -1,80%.

Entretanto, continuamos a acreditar que este tipo de lógica é a melhor para atravessarmos momentos complicados como o atual e é a maneira que melhor pode nos proteger em cenários mais adversos.

Rentabilidade no mês: Acumulado no ano:

...-1,80% ...21,69%

(2)

HG Hedge FAC

Uma carteira diferenciada com diversos estilos de gestão, como a do HG Hedge FAC, mostrou-se pouco volátil e bastante rentável no mês de agosto.

Tivemos um período de melhoria do cenário interno, tanto no campo político (com o avanço do candidato governista nas pesquisas de intenção de voto e o comprometimento dos candidatos opositores com responsabilidade fiscal e estabilidade monetária); como no campo econômico (com o anúncio do acordo brasileiro com o FMI). Esses eventos ajudaram a reduzir a tensão dos mercados e, com isso, houve uma redução tanto das taxas de juros projetadas como da cotação do dólar. Com esse cenário mais otimista, operações que acreditavam na melhora da conjuntura obtiveram excelentes retornos. Dentre elas, destaque para os gestores que apostavam na queda das taxas de juros pré-fixadas, na redução da cotação de dólar (que passou de R$ 3,33 para R$ 3,02) e na alta de alguns setores da bolsa.

No mês, o HG Hedge FAC atingiu a rentabilidade de 3,40%, ou seja, Rentabilidade no mês: Acumulado no ano: ...3,40% ...16,29%

HG FCL II

Rentabilidade no mês: Acumulado no ano: ...4,66% ...-21,26%

A bolsa em agosto refletiu o melhor humor dos mercados após a divulgação do pacote do FMI e a ascensão de Serra nas pesquisas. Nesse sentido, com a redução do risco país e político e a retração do câmbio, aqueles papéis considerados mais defensivos tiveram um desempenho fraco. As grandes exportadoras devolveram parte da alta acumulada no ano. Aracruz caiu 17,3%, Embraer 11%, Vale 9,2% e CST 8,8%.

A melhora no cenário político-econômico foi fundamental para a forte recuperação das cotações dos bancos. Os papéis do Banco do Brasil subiram mais de 30% , do Itaú (ITAU4) 21% e Bradesco (BBDC4) 18%. O maior destaque, contudo, ficou por conta da Embratel (EBTP4), que subiu 81,7% no mês. O motivo para a forte alta foi a expectativa de venda da empresa, além da recomposição do índice (EBTP4 deve ter sua participação no índice aumentada). Um outro destaque positivo foi a Eletropaulo, que conseguiu na última hora recursos do BNDES para pagar parte de seus vencimentos e renegociar parte de sua dívida. Com um maior otimismo no mercado, as ações de primeira linha não ficaram para trás. A Telemar (TNLP4) subiu 10,9% e a Telesp Celular, 17%.

O FCL II, por ser um fundo passivo em índice, teve uma alta de 4,66% no mês. A diferença entre a oscilação do fundo e a do Ibovespa Médio, 8,17%, decorre do fato de que estão alocados no portfólio do fundo, ações de 2ª linha e posições de índice futuro.

(3)

HG TOP Ações

Mais uma vez, o fundo obteve rentabilidade superior a de seu benchmark, o Ibovespa: enquanto o índice rendeu 6,35% no mês, o HG Top Ações acumulou 6,78%. O resultado é muito bom porque o Top Ações concentra seus recursos em fundos preponderantemente fundamentalistas; e tais fundos costumam ter uma rentabilidade melhor no longo prazo, geralmente, perdendo do índice Bovespa em momentos de forte alta do mesmo. No ano, a rentabilidade do Top Ações já está 10,39 pontos percentuais acima da do índice.

Num mês em que o mercado de ações experimentou uma razoável recuperação das perdas que vinha sofrendo nos meses anteriores, destacamos os ótimos retornos dos fundos que formam a carteira. Esses fundos concentram-se principalmente em estratégias de “stock picking”, isto é, buscam selecionar os papéis que alcançam rentabilidade superior a do índice no longo prazo, como é o caso dos fundos Opportunity Lógica II e ARX FIA, que renderam, respectivamente, 9,54% e 8,14% no mês. Algumas vezes tais fundos podem utilizar-se de instrumentos derivativos para ampliarem seus resultados.

Rentabilidade no mês: Acumulado no ano:

...6,78% ...-10,70%

HG TOP FIF

Em agosto, o Top FIF novamente foi beneficiado por possuir uma carteira diversificada. Mesmo em um período de volatilidade nos mercados, garantiu a manutenção do patrimônio de seus cotistas.

Com relação à gestão da casa, a rentabilidade no mês foi inferior a de seu benchmark (o CDI), devido a uma grande posição comprada em dólar, que resultou em perdas com a desvalorização da moeda americana.

No entanto, como este foi um período de boas rentabilidades provenientes da gestão de terceiros (que representam cerca de 40% do fundo), resultantes de ganhos, principalmente, nos mercados de câmbio e juros, o fundo conseguiu preservar o seu patrimônio ficando com rentabilidade próxima a de seu benchmark.

O fundo rendeu 1,44% em agosto, o que corresponde a 99,31% do CDI. No ano, o Top FIF continua sendo um dos mais rentáveis do mercado, acumulando 17,13% (ou 143,95% do CDI), com uma volatilidade condizente, de 8% ao ano (fonte: Gazeta Mercantil).

Rentabilidade no mês:

Acumulado no ano:

...1,44

%

...17,13

%

234,48% do CDI, e no ano, já acumula 16,29% (ou 135,12% do CDI), mantendo a volatilidade em 2,67% ao ano (fonte: Gazeta Mercantil).

(4)

HG Cambial

Num mês de melhora significativa de nosso risco e apreciação do real, o HG cambial acabou tendo uma performance bem melhor do que a da moeda norte-americana, apesar de não considerarmos essa rentabilidade como "boa". Fechamos o mês com -5,43% contra uma desvalorização de -11,85% (dólar + 7,28%). A rentabilidade superior decorreu de posições no dólar abril que mantemos no fundo que sofreu menos do que a Ptax durante o mês. No ano, ainda continuamos com rentabilidade inferior a do dólar. Rentabilidade no mês: Acumulado no ano: ...-5,43% ...20,19%

HG Global

Apesar da grande queda do dólar durante o mês, a melhora do risco Brasil produziu bons ganhos para o fundo. A rentabilidade no mês foi de 6,48%. No ano, o fundo acumula 16,35% ou 143% do CDI. Como frisamos desde o começo do ano, esta continua sendo uma boa aplicação por aliar a boa rentabilidade de juros com a variação cambial por um longo período de tempo.

Rentabilidade no mês: Acumulado no ano:

...6,48% ...16,35%

Clube de Investimento Strategy e HG Strategy II

A performance do Clube de Investimento Strategy (6,48%) e do Fundo HG Strategy II (6,47%) foi inferior a do Ibovespa médio, seu benchmark, que ganhou 8,17% no mês de agosto. Creditamos tal performance pela alocação de parte significativa de nosso portfólio em papéis defensivos, caracterizados por ter uma situação financeira confortável (baixo endividamento, hedge para dívidas em moeda estrangeira), atuação em setores que praticam preços livres (não regulados pelo governo ou autarquias) e exportadoras. Por outro lado, as ações de telecomunicações voltaram a sofrer uma forte queda, inclusive as fixas, como a Brasil Telecom PN e a Telemar Norte Leste PNA, que caíram 3,5% e 18,4%, respectivamente.

Rentabilidade no mês: Acumulado no ano:

...6,48% (Strategy) 6,47% (Strategy II) ...-7,48% (Strategy) -7,64% (Strategy II)

HG Café FIF

Rentabilidade no mês: Acumulado no ano:

...1,79% ...17,97%

O mercado de café deu início no mês de agosto à recuperação de preços que estávamos aguardando. Além da percepção de que a safra atual, apesar de grande, está fluindo com relativa facilidade, e portanto,

(5)

Hedging-Griffo Asset Management

Este boletim tem caráter meramente informativo, não podendo ser distribuído, reproduzido ou copiado sem a expressa concordância da Hedging-Griffo Asset Management. A Hedging-Griffo Asset Management não se responsabiliza por erros de avaliação ou omissões. Os investidores têm que tomar suas próprias decisões de investimento.

estarmos caminhando para uma exportação recorde durante o ano de 2002, o mercado começa a olhar com atenção para as condições atuais das lavouras de café e com isso a perceber que a próxima safra não conseguirá atingir os níveis da atual.

Outro fator que contribuiu para a melhora de preços durante o mês de agosto foi o lançamento por parte do Ministério da Agricultura de um programa de opções de venda de café. Através desse programa, a Conab lança opções de venda e os produtores e cooperativas as compram, adquirindo, portanto, o direito de vender para o governo através da Conab o café tipo 6 , bebida dura (qualidade equivalente a do indicador BM&F/ ESALQ) a R$ 130,00 para o mês de dezembro.

Com relação à rentabilidade do fundo, a valorização do mês não expressa totalmente a alta dos preços do café, mas comprova o acerto da estratégia de utilização desse fundo como Hedge para os momentos de maior nervosismo no mercado financeiro, pois o dolar no mês de agosto se desvalorizou 11,85 % e, como mantemos uma posição de 30 a 80 % do fundo comprada nesse ativo, sofremos os efeitos dessa movimentação, mas tivemos no conjunto uma valorização muito superior ao CDI.

Performance (23-out-2001 a 31-ago-2002)

HG Café FIF: Índice Esalq: Dólar Comercial: CDI: Ibovespa Médio: ...18,61% ...8,32% ...11,24% ...15,52% ...-10,08% 23/10/01 31/08/02 Índice BMF/ESALQ R$ 104,81 Dólar Comercial R$ 2,731 Indicadores 31/07/02 113,53 R$ 3,022 R$ 108,13 R$ 3,428 R$

Imagem

Referências

temas relacionados :