• Nenhum resultado encontrado

História- 2 ano/ Ensino Médio Revolução Francesa

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "História- 2 ano/ Ensino Médio Revolução Francesa"

Copied!
7
0
0

Texto

(1)

História- 2° ano/ Ensino Médio Revolução Francesa

1 – A Revolução Francesa representou uma ruptura da ordem política (o Antigo Regime) e sua proposta social desencadeou

a) a concentração do poder nas mãos da burguesia, que passou a zelar pelo bem-estar das novas ordens sociais.

b) a formação de uma sociedade fundada nas concepções de direitos dos homens, segundo as quais todos nascem iguais e sem distinção perante a lei.

c) a formação de uma sociedade igualitária regida pelas comunas, organizadas a partir do campo e das periferias urbanas.

d) convulsões sociais, que culminaram com as guerras napoleônicas e com a conquista das Américas.

e) o surgimento da soberania popular, com eleição de representantes de todos segmentos sociais. 2 - "Artigo 6 - A lei é a expressão da vontade geral; todos os cidadãos têm o direito de concorrer, pessoalmente ou por seus representantes, à sua formação; ela deve ser a mesma para todos, seja protegendo, seja punindo. Todos os cidadãos, sendo iguais a seus olhos, são igualmente admissíveis a todas as dignidades, lugares e empregos públicos, segundo sua capacidade e sem outras distinções que as de suas virtudes e de seus talentos".

("Declaração dos direitos do homem e do cidadão", 26 de agosto de 1789.) O artigo acima estava diretamente relacionado aos ideais:

a) socialistas que fizeram parte da Revolução Mexicana. b) capitalistas que fizeram parte da Independência dos EUA. c) comunistas que fizeram parte da Revolução Russa.

d) iluministas que fizeram parte da Revolução Francesa. e) anarquistas que fizeram parte da Inconfidência Mineira.

3 - O ideário da Revolução Francesa, que entre outras coisas defendia o governo representativo, a liberdade de expressão, a liberdade de produção e de comércio, influenciou no Brasil a Inconfidência Mineira e a Inconfidência Baiana porque:

a) cedia às pressões de intelectuais estrangeiros que queriam divulgar suas obras no Brasil. b) servia aos interesses de comerciantes holandeses aqui estabelecidos que desejavam influir no governo colonial.

c) satisfazia aos brasileiros e aos portugueses, que desta forma conseguiram conciliar suas diferenças econômicas e políticas.

d) apesar de expressar as aspirações de uma minoria da sociedade francesa, aqui foi adaptado, pelos positivistas, aos objetivos dos militares.

(2)

e) foi adotado por proprietários, comerciantes, profissionais liberais, padres, pequenos lavradores, libertos e escravos como justificativa para sua oposição ao absolutismo e ao sistema colonial. 4 – Observe a imagem abaixo:

O cartaz acima circulou na França durante momentos de radicalização do processo revolucionário (1792-1794). Era acompanhado pela seguinte legenda: "Matéria de reflexão para os charlatões coroados: que um sangue impuro regue os nossos campos". Os valores e idéias defendidos nesse cartaz podem ser associados às concepções apresentadas nas alternativas abaixo, À EXCEÇÃO DE:

a) Reconhecimento do princípio da igualdade entre os cidadãos. b) Crítica aos privilégios da nobreza e do clero.

c) Defesa do ideal de soberania popular. d) Valorização do direito divino dos reis.

e) Defesa da perseguição aos contra-revolucionários. 5 - Considere as duas afirmações seguintes:

I. A Declaração francesa dos Direitos em 1795 estabeleceu o princípio segundo o qual "Cada povo é independente e soberano, qualquer que seja o número de indivíduos que o compõem e a extensão do território que ocupa. Esta soberania é inalienável." (Citado por Eric Hobsbawm - NAÇÕES E NACIONALISMO)

II. Depois da derrota napoleônica, o Congresso de Viena adotou como um dos princípios da reorganização do mapa político europeu, o da legitimidade.

(3)

6 - Em 1789, deputados do terceiro estado da Assembléia dos Estados Gerais se auto-nomearam Assembléia Nacional Constituinte em junho. Em princípio o rei queria fechá-la, mas o povo resistiu. A Assembléia foi então reconhecida pelo rei em agosto de 1789. Em 1791, finalmente a assembléia cumpriu o seu dever e a Constituição foi aprovada. Sobre a Assembléia Nacional Constituinte responda:

a). Qual o objetivo de uma Assembléia Nacional Constituinte?

b) Com a elaboração e aprovação da Constituição, que tipo de governo foi instituído na França a partir de então?

7 – No processo da Revolução Francesa, o golpe do 18 Brumário que levou Napoleão Bonaparte ao poder, implicou:

a) a consolidação do poder da burguesia.

b) a convocação da Assembléia Nacional Constituinte. c) a aprovação da Declaração dos Direitos do Homem. d) a instituição do período do Terror.

e) a composição política entre girondinos e jacobinos.

8 - Uma das fases mais dramáticas da Revolução Francesa ficou conhecida como "O Terror", período em que o poder estava nas mãos dos jacobinos que dominavam a Convenção. Assinale o fato abaixo que ocorreu nesta fase:

a.) convocação dos Estados Gerais por Luís XVI;

b.) aprovação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão; c.) queda da Bastilha;

d.) abolição dos direitos feudais sobre os camponeses; e.) os preços dos alimentos foram tabelados;

9 - O Iluminismo foi um movimento cultural, ocorrido nos séculos XVII e, principalmente, XVIII, na Inglaterra, Holanda e França. Que idéias iluministas influenciaram os ideais revolucionários da França em 1789?.

10 - Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, de 1789.

Este documento é um manifesto contra a sociedade hierárquica de privilégios da nobreza, mas não um manifesto a favor de uma sociedade democrática e igualitária. "Os homens nascem e vivem livres e iguais perante as leis", dizia seu primeiro artigo; mas ela também prevê a existência de distinções sociais, ainda que "somente no terreno da utilidade comum". A propriedade privada era um direito natural, sagrado, inalienável e inviolável. Os homens eram iguais perante a lei e as profissões estavam igualmente abertas ao talento; mas, se a corrida

(4)

começava sem empecilhos, pressuponha-se como fato consumado que os corredores não terminariam juntos. A declaração afirmava (posição contrária à hierarquia da nobreza ou absolutismo) que "todos os cidadãos têm o direito de colaborar na elaboração das leis"; mas "tanto pessoalmente como através de seus representantes". E a assembléia representativa que ela vislumbrava como o órgão fundamental de governo não era necessariamente uma assembléia democraticamente eleita, tampouco, no regime que estava implícito, pretendia-se eliminar os reis.

(Eric Hobsbawm.)

a) Qual o contexto histórico que produziu a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão de 1789 e, segundo o autor, qual a classe social beneficiada por ela?

11 - As grandes revoluções burguesas, a revolução industrial e a francesa abalaram estruturas sociais seculares e acenaram com possibilidades de construção de uma sociedade mais justa e igualitária. A Declaração Universal dos Diretos do Homem evidencia essa perspectiva otimista e a prevalência das idéias iluministas. Essa Declaração:

( ) defendia a igualdade de todos perante a lei, contrariando as práticas jurídicas da sociedade feudal.

( ) mantinha a ordem jurídica dos tempos do feudalismo; contestava apenas alguns dos seus princípios básicos.

( ) apesar de certos limites, estabelecia a afirmação de princípios que garantiam mudanças sociais importantes.

( ) evidencia a vitória que a burguesia obteve com a revolução industrial e a revolução francesa.

( ) assegurava o respeito pela propriedade privada, garantindo sua legitimidade jurídica.

12 - Observe os detalhes da caricatura. (Leonel ltaussu A. Mello e Luís César Amad Costa. "História moderna e contemporânea". São Paulo: Scipione, 1994. p. 360) A caricatura retrata o jogo das relações entre os três estados que existiam na França antes da Revolução de 1789.

(5)

a) Que grupos e que relações sociais estão representados na caricatura?

b) Antes do movimento revolucionário, quais eram as principais críticas do povo em relação às camadas dominantes?

c) Que classe social liderou a Revolução e que transformações ocorreram no período mais radical do processo revolucionário?.

(6)

Gabarito 1 – B 2 – D 3 - E 4 – C 5 – A) SOBERANIA POPULAR

6 – a) Pensar em uma constituição norteada pelo individualismo e liberalismo b)A República Jacobina do Terror.

7 - A 8 - D

9 - As idéias dos pensadores iluministas ingleses encontraram grande aceitação na França do século XVIII, onde atingiram seu auge. Investigando problemas políticos, religiosos e culturais, os franceses procuraram idealizar uma sociedade na qual houvesse liberdade e justiça social. Dos franceses, Voltaire (1694-1770) foi o maior dos filósofos iluministas e um dos maiores críticos do Antigo Regime e da Igreja. Defendeu a liberdade de pensamento e de expressão. Como forma de governo, era a favor de uma monarquia esclarecida, na qual o governante fizesse reformas influenciado pelas idéias iluministas.

Outro crítico do Antigo Regime foi Montesquieu (1698-1755), que propunha a divisão do poder em executivo, legislativo e judiciário, mantendo-se os três em equilíbrio permanente. Escreveu “O espírito das leis” e “Cartas persas”. Defendeu ainda a posição de que somente as pessoas de boa renda poderiam ter direitos políticos, ou seja, direito de votar e de candidatar-se a cargos públicos

Rousseau (17 12-1778), outro pensador francês, distinguiu-se dos demais iluministas por criticar a burguesia e a propriedade privada. Considerava os homens bons por natureza e capazes de viver em harmonia, não fosse alguns terem se apoderado da terra, dando origem à desigualdade e aos conflitos sociais. Propunha um governo no qual o povo participasse politicamente e a vontade da maioria determinasse as decisões políticas. Expôs suas idéias principalmente em duas obras: “O contrato social” e “Discurso sobre a origem da desigualdade.”

As propostas desses e de outros iluministas franceses difundiram-se pela Europa e América em boa parte graças à “Enciclopédia”. Esta volumosa obra, organizada pelos iluministas Diderot e D’Alembert e escrita por grandes pensadores e cientistas, sintetizava o conhecimento e as idéias vigentes na época.

Também em relação à economia surgiram idéias novas, que atacavam o mercantilismo e a

interferência do Estado na vida econômica. Na França apareceram os fisiocratas (fisio = natureza; cracia = poder), como Quesnay, para quem a riqueza de uma nação provém da agricultura e, portanto, da natureza. A economia seria regulada por leis naturais, sendo desnecessária a

intervenção do Estado. O principio “Laissez faire, laissez passer” (Deixe fazer, deixe passar) era defendido pelos fisiocratas, onde pregavam o ideal de liberdade.

10 – Crise da Monarquia, Iluminismo, resquícios feudais. A burguesia. 11 – V F VV F

(7)

12 – a)segundo estado e terceiro estado ( nobreza e povo)

b) Criticavam as desigualdades sociais que agravava, tornando cada vez mais precária as condições de vida.

Referências

Documentos relacionados

▷ Com a unidade de comando OCU conectada, podem ser checadas as informações sobre a intensidade do sinal de chama, avisos de falha e os valores dos parâmetros unicamente através

A teoria das filas de espera agrega o c,onjunto de modelos nntc;máti- cos estocásticos construídos para o estudo dos fenómenos de espera que surgem correntemente na

O arrematante adquire o bem(ns) no estado de conservação em que o mesmo se encontra e declara que tem pleno conhecimento de suas condições e instalações, nada tendo

A partir de um estudo sobre os modelos de desenvolvimento do pensamento sobre a linguagem de funções, este trabalho tem o objetivo de propor e testar um modelo de níveis

Não foi observada diferença signi- ficativa entre as diversas quantidades de pólen utilizadas na polinização para a maioria dos parâmetros de qualidade das sementes (P100,

Estudos sobre privação de sono sugerem que neurônios da área pré-óptica lateral e do núcleo pré-óptico lateral se- jam também responsáveis pelos mecanismos que regulam o

Sabe-se que a produtividade e a satisfação dos colaboradores esta ligada a sua qualificação profissional e treinamentos recebidos no ambiente de trabalho ou em cursos apoiados

Crisóstomo (2001) apresenta elementos que devem ser considerados em relação a esta decisão. Ao adquirir soluções externas, usualmente, a equipe da empresa ainda tem um árduo