Potential of Passionfruit biodiversity as medicinal and functional food. Ana Maria Costa Biologia Molecular Animal Embrapa Cerrados

59 

Texto

(1)

Potential of Passionfruit

biodiversity as medicinal and

functional food

Ana Maria Costa

Biologia Molecular Animal

Embrapa Cerrados

(2)

500 species of Passiflora in the genera

120 species had origin in Brazil

The most of them is used to medicinal and

functional purposed

(3)
(4)

Species mainly used for

medicinal purpose:

Passiflora incarnata

Passiflora caurelea

Passiflora edulis

Passiflora foetida

(5)

Recommended to control:

Passiflora incarnata

(medical industry)

Insomnia

(Dhawan et al., 2004).

Anxiety

Senile erysipelas

Asthma

Helmints

Dysmenorrheal

Epilepsy

Neuroses

Hysteria

Neurasthenia

Neuralgia

Burns

Diarrhea

Hemorrhoids

Morphine dependency

Main physiological effects:

(6)

Passiflora caerulea

(Brazilian origin)

Introduced in Europe at the 17th century

Helmintic

(roots) - Netherlands, India, South America

and Mexico

Anti-spasmodic

- Italy

Control of insomnia and disturb of the nervous

systems

(extracts and tinctures) - Mauricio’s Island

Diuretic

(roots) - Mauricio’s Island

Anti-microbial

(aerial parts of the plant) - Argentina

(pneumonia)

Anxiety control

(infusion of leaf, flours and fruits/

juicy)

(Anesini & Perez, 1993).

(7)

Passiflora edulis

Americas

Anxiety control

(Jamir, et al., 1999; Matos, 2002; Dhawan, et al., 2004)

Anti-helmintic

used in the treatment of:

Insomnia

Menopause symptoms

Infant's cramps

Constipation (fresh fruits)

Hypertension (

Americas and India

)

Diarrhea (

Americas e India

)

Gastric carcinomas (

Madeira’s Island

)

Diuretic

(8)

Passiflora foetida

It is used in the treatment of:

Hysteria

and insomnia

- infusion of the green

parts (Nigeria);

Headache - leaf (Brazil and India)

Vomit prevention - fruits

Erysipelas

and skin inflammations

– leaf

extracts pomades and lotions (Brazil)

(Dhawan, et al., 2004).

billiards' disturbs

(9)
(10)

Passiflora suberosa

Bath with cooked leaf:

skin disease

Cooked roots:

induction of menstruation and

hysteria control

(11)

Passiflora laurifólia

Linn

.

Treatment of:

Cardiac arrhythmia

and

Nervous disorders

Créditos NTGB

(12)

Passiflora maliformis Linn

(13)

Passiflora quadrangularis Linn

Sedative

(14)

Passiflora pedunculata

(steams)

Passiflora sexflora

Juss

(aerial parts)

Passiflora vitifolia

HBK

(15)

Nervous systems

Endocrine

systems

Immunological

systems

Pathways: exchange of information

through chemical mediators

Human Behaviors

Feeds

(16)

Nervous systems effects

Sedative

Anxiolitic effect

Fever control

Hysteria

Insomnia

Neuroses

Neuralgia

Neurasthenia

Morphine

Dependency

Analgesic

Anti-spasmodic

Narcotic

Somniferous

Tremors

(17)

Menopause symptoms

Cardiac

arrhythmia

Asthma

Hypertension

Dysmenorrhea

Gastric

system

Diuretic

Diabetes

Endocrine and

immunological

systems

Skin inflammation

Erysipelas

(18)

Anti-fungi

Anti- parasites (helmintus)

Anti-microbial

properties

Anti-bacterial

(19)

Billiards disturb

Vomit prevention

Diuretic

Hypotension

Menopause symptoms

Antibiotic

Infant’s cramps

control

Constipation control

Gastric stimulant

Nervous systems

Asthma control

Erysipelas and inflammation skin

Dysmenorrheal

Anti-helmintic

Anti-spasmodic

edulis

caerulea

foetida

incarnata

suberosa

Are theses effects true?

(20)

Popular knowledge

Pharmacologial

studies

Phyto constituents

Technology to sustainable production

system

(21)

Espécie Fito-constituinte

Passifora actinia Hooker Isovitexin, (Santos et al. (2003) Passiflora adenopoda M oc. &

Sesse

G licosídeos cianogênicos linamarina, lotaustraliana (Spencer et al., 1986).

Passiflora ambigua Linn. Flavonó ide saponarina (U lubelen et al., 1982b).

Passiflora apetala Linn. G licosídeo cianogênico Passibiflorina (O lafsdottir et al., 1997). Passiflora biflora Domb. O- e C-glicosilflavonas; 4’-O-rhamnosilsw ertisina, luteolina-7-O

neohesperidosídeo juntamente com suertisina, suertiajaponina, 4’-O-rhamnosil-suertiajaponina, 2’’-O-rhamnosilisoorientina e 2’’-O-ramnosilisovitexina (M cCormick and M abry, 1983); glicosídeos cianogênicos passibiflorina e epipassibiflorina (Spencer e Seigler, 1985a).

Passiflora bryonioides H.B.K Derivados flavona saponaretina, vitexina, apigenina-7-mo noglicosídeo e dois kaempfero l-3-bio sídeos (Poethke et al. 1970). Alcaló ide harman (Poethke et al., 1970).

Passiflora caerulea Linn. U ma flavona chrisina (Speroni et al., 1996), glicosídeos cianogênico sulfato tetrafillina B-4-sulfato e

epitetrafillina B-4-sulfato (Seigler et al., 1982) Passiflora calcarata M ast. Passiflorina (Bombardelli et al., 1975)

Passiflora capsularis Lam. Passicapsina; B iglicosídeo cianogênico 4-bi-vino siltetrafillina B (Fischer et al., 1982)

Passiflora coactilis Linn. C-glicosil flavonas O-glicosil-2’’-O-rhamnosil orientina, 4’-O-glicosil-2’’-O-rhamnosil-vitexina, vitexina, 4’-O glicosilvitexina, isovitexina, isoorientina, 4’-O-glicosil orientina, 2’’-O-rhamnosil orientina, scoparina, 2’’-O-rhamnosil scoparina e 8-C-glicosil-dio smetina (Escobar et al., 1983)

Passiflora coccinea Aubl. G licosídeo cianogênico passicoccina (Spencer e Seigler, 1985b) Passiflora cochinchinensis

Spreng.

Flavonó ides naringina e apigenina-7-O-glicosídeo; Amino ácidos; Carbo idratos (Ma et al., 1982)

Passiflora colinvauxii Linn. G licosídeo cianogênico passibiflorina (Adsersen et al., 1993) Passiflora coriacea Fuss. G licosídeo cianogênico barterina (O lafsdottir et al., 1989 a b) Passiflora cyanea M ast. C-glicosil flavonó ide 2’’-xylosilvitexina e coumarina esculetina

(U lubelen et al., 1981)

Passiflora foetida Linn. Flavonó ides pachipodol, 7,4’-dimetoxiapigenina, ermanina, 4’,7-O-dimetil-naringenina, 3,5-dihidroxi-4,7-dimetoxi flavanona (Echeverri e Suarez, 1985; Echeverri e Suarez, 1989). C-glicosil flavonó ides chrisoerio l, apigenina, isovitexina, vitexina , 2’’-xilosilvitexina, luteolina-7-β-D-glicosídeo, kaempfero l (U lubelen et al., 1982c); C ianohidrina glicosídeos tetrafillina A, tetrafillina B, tetrafillina B sulfato, deidaclina, vo lkenina (Andersen et al., 1993); Ácidos graxos ácido lino léico e ácido lino lênico (Hasan et al., 1980); alpha-pirones chamadas passifloricinas (Echeverri et al., 2001)

Phyto compounds found in the Passiflora genera

Passiflora indecora H.B.K Glicosídeo cianogênico passibiflorina (Olafsdottir et al., 1997) Passiflora laurifolia Linn. Ácido Pantotênico, ácido ascórbico (CSIR, 1966b)

Vitamina C (Suntornsik, et al., 2002) Passiflora lechenaultii DC Passiflorina (Bombardelli et al., 1975)

Passiflora lutea Linn. Glicosídeos cianogênicos linamarina, lotaustralina e passibiflorina (Spencer e Seigler, 1985a)

Passiflora menispermifolia H.B.K.

Flavonóides vitexina, orientina, 6-hidroxi luteolina 6,7-dimetil éter e luteolina-7-β-D-glicosídeo; Coumarina esculetina (Ulubelen et al.., 1981)

Passiflora molliseria DC Ácido ascórbico (Uzcategui, 1985)

Passiflora mollissima Bayley Passiflorina; Constituintes voláteis: 30 hidrocarbonetos alcanos, alcenos, aromáticos e terpenos; 4 aldeídos; 11 cetonas; 36 alcóois; 4 lactonas, 5 ácidos graxos; 47 ésters (Froehlich et al. 1989)

Passiflora morifolia Mast. Glicosídeo cianohidrina linamarina (Olafsdottir et al., 1992) Passiflora oerstedii Mast. Flavonóide C-glicosil 2’’-xilosilvitexina; Esteróis β-sitosterol e

seu 3-β-D-glicosídeo; Açúcares glicose, frutose, galactose (Ulubelen et al., 1981)

Passiflora palmeri Linn. Flavonóides quercetina-7, 3’-dimetil éter, isoscoparina, isovitexina, apigenina-7-glicosídeo, vitexina, chrisoeriol, isoscutellareina-8-metil éter, quercetina, isorhamnetina, luteolina, isoorientina, luteolina-7-glícosídeo, selagina, 6-metoxi kaempferol, vicenina-2, 2’’-O-glicosil vitexina, 2’’-O-rhamnosil vitexina e uma flavona tricetina 4-metil éter (Ulubelen et al. 1984)

Passiflora pavonis Mast. Flavonas C-glicosil isovitexina, isoorientina, isoorientina-4’-β-D-glicosídeo, luteolina-7- β -D-glicosídeo (McCormick e Mabry, 1981)

Passiflora pendens Linn. Linamarina, lotaustraliana, linustatina e neolinustatina (Spencer et al., 1986)

Passiflora pittieri Flovonóides C-glicosil isovitexina, 2”-xilosil vitexina, uma mistura de vicenina-2, schaftosídeo e isoschaftosídeo, luteolina-7-O-glicosídeo e ácido clorgênico (Ulubelen et al., 1982a) Passiflora platyloba Fuss. C-glicosídeos vitexina, isovitexina, isomollupentina

(6-C-arabinosil-apigenina), isovitexina-7-rhamnosilglucosídeo e isomollupentina-7-rhamnosilglicosídeo (Ayanoglu et al., 1982) Passiflora quadrangularis

Linn.

Passiflorina (Bombardelli et al., 1975); Triterpeno glicosídeo quadrangulosídeo (Orsini et al., 1986), ácido oleanólico 3-sophorosídeo (Orsini et al., 1987) Monoterpenóides: (2E)-2,6-dimetil-2,5 ácido heptadienóico, (2E)-2,6 (2E)-2,6-dimetil-2,5 hepta ácido dienóico- β -D-glicopiranosil éster, (5E)-2,6-dimetil-5,7-octadieno-2,3-diol e (3E)-3,7 dimetil-3-octeno-1,2,6,7-tetrol (Osorio et al., 2000)

Passiflora racemosa Brot. Éster de sulfato de tetrafillina B (Jaroszewski e Fog, 1989)

Around 50 species already investigated

Different chemical composition among

species

(22)

Studies have been concentrating in the

species:

P. alata

P. caerulea

P. incarnata

P. edulis

(23)

Plant main active compounds

Indolic alkaloids

(passiflorin, harmin,

harmanol, harmalin)

Cyanglicosides

Lignans

(cafeic and ferrulic acids )

Steroids

(ββββ-sitosterol)

Flavanoides

(vitexin, isovitexin,

neosperidin, saponarin, crisin, BZF)

(24)

Passiflora incarnata

Flavanoid:

Isovitexin (Menghini et al., 1993)

Passiflora edulis

Glycosides like passiflorin

and flavanoids glycosides (Mareck et al.,

1991)

Passiflora alata

Small amounts of isovitexin

(Ulubelen et al., 1982)

Differences in composition among

species

(25)
(26)

Passiflora incarnata

Promotes physiological effects

in animals

Control anxiety / act as a sedative

Aoyagi et al., 1974

Anti-convulsive

Effect due to the presence of:

Maltol (γγγγ-benzo proprionic derivative)/ Ethil-maltol

Speroni and Minghetti, 1988

(27)

Passiflora incarnata

Anxiolitic and sedative -

Crisine (flavonoid)

(28)

Dhawan et al. (2003)

Passiflora incarnata

Methanolic leaf extracts:

benzoflavonoid (BZF)

Blocks the dependency to:

Morphine,

nicotine,

canabinoid,

alcohol,

diazepam.

↑ sexual appetite

↑ spermatozoids

Anxiolitic

(29)

Dhawan et al. (2003)

Passiflora incarnata

Methanolic leaf extracts :

anti-spasmodic compounds

May have anti-asthmatic

action?

ββββ-adrenergic receptors

(30)

Aoyagi et al., 1974:

Maltol (γγγγ-benzo proprionic derivated )

Passiflora incarnata

Anxiolitic compounds

Dhawan et al., (2003)

Benzoflavonoid (BZF)

Zanoli et al., (2000)

crisine flavonoid

(31)

Passiflora edulis

Action in the nervous

system :

Do et al. (1983)

-

Enhance

barbituric effect, morphine induced

sleep in mouse

Maluf et al. (1991)

- Induce no specific central nervous system

depression in mouse, rats and healthy human.

(32)

Microsporum gypseum

,

Chrysosporium tropicum

and

Trichophyton terrestre

Passiflora edulis

anti-fungi effect

(Qureshi et al., 1997)

(33)

Passiflora caerulea

anxiolitic

anti-convulsive

1 mg de Crisina

Wolfman et al., 1994:

Diazepam (miorelaxing effect)

Show it similar effect to 6 mg of

Medina et al. (1990)

benzodiazepines receptors of central and periferical

nervous system

(34)

Passiflora alata

Enhance the induced sleep by pentobarbital

Oga et al., 1984:

Leaf extracts:

Powerful analgesic effect (mouse)

Anxiolitic

Petri et al. 2001:

Leaf extracts:

(35)

Passiflora actinia

(Brazil natives)

Composition similar to Passiflora incarnata

Santos, et al. 2003:

Sedative effect and cataleptic

(36)
(37)

Popular knowledge relate the use of

“maracujá” fruits and juice as:

- Tranquilizer

- Against insomnia

- In the control of tremors in elderly

- To avoid migraine

(38)

Commercial species of “maracujá” (P. edulis):

Rich in vitamins (A and C), carotenoids,

alkaloids, flavonoids and minerals.

(Casimir, et al., 1981, Suntornsuk et al., 2002,

Dhawan, et al., 2004)

(39)

Recent research with “maracujá” peels

revealed important physiological effects:

- Diabetes control

- Prevention of cardiovascular

diseases

(40)

Chau & Huang (2005)

Passiflora edulis

a) Slow the blood levels of triglycerides,

cholesterol and hepatic cholesterol

turnover

b) Enhance total levels of

lipids, cholesterol and bile acids in

feces

5% of fibers of “maracujá” seeds

Scientific proof of functional potential:

(41)

Sabaa & col., 2004

Effects of “maracujá” peels flour in

animals:

- Weight control

- Compensation of diabetes

Commercialized as food supplement (not

functional food)

(42)

ANVISA – Legislation of Functional Foods

- Security to human consumption needs

proof throw scientific studies (if it is part of

human diet it is not necessary).

- Presence of the compounds is important

to

promote

human

health

(or

demonstration of the beneficial effect for

human health throw scientific studies);

- Quantities of ingest is necessary to obtain

desirable effect;

(43)

Valuation

of

the

Cerrado’s

Biodiversity

(Passiflora species)

Social

economical

environmental

Biological

information

Production

system

Technology

processing

Target - Public

Technology

transference

Functional

study/

medicinal/

Cosmetic

Passiflora

Identification and

Isolation of

compounds

Prod

.

Drugs

Levels to the

desire effect

Processment/

storage

Specie

object of

the study

Security

use

Nutritional value

Validation of

Beneficial effect

HUMANS

wild and commercials species

Characterization

(44)

Collection of the Embrapa Cerrados

germplasm:

- 150 accesses (native species and

commercial cultivars);

(45)

P. edulis

3 varieties

(genetic

breeding)

P. setacea

1 native

2 varieties

(genetic enhanced

through breeding)

P. nitida

9 natives

P. alata

5 natives

P. tenuifila

3 natives

(46)

Passifloras:

- Molecular characterization of the Germplasm

accesses

- Genetic improvement

- Physical and physicochemical properties

- Mineral composition

- Chemical compounds

- Food security

- Organoleoptic

- Biological effects

Evaluation with

environmental

follow up

(12 crops – 3 years)

(47)

Evaluation of Passifloras collection from

Embrapa Cerrados:

Chemical compounds

Antioxidants

Fibers

Oils

Juice

Casca (peels)

Seeds

Volatiles

Crops:

january/

february

may/ june

september/

october

(48)

Production systems

and genetic

improvement

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Physicochemi

stry

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Chemistry

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Security

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Activity in neuronal cells culture

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO) BIODISPONIBILIZADA NO SORO DOS VOLUNTÁRIOS (soros dos contrastantes)

- Dosagem de mediadores

- Proteômica da resposta neuronal

(URFJ; UnB: R. Nonato e equipes; CPAC; UFMG).

Functional use, medicinal, aromatic of Passifloras from Cerrado

Genotyping of humans

for molecular

neurological markers

Organoleptic

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Anxiety and sleep latency

(humans)

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO/ POLPA CONGELADA):

- Instrumento de; - Polissonografia (UnB; CPAC)

Tremors &

migraines

(humans)

Antibiotic efficiency

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Diabetes &

Blood lipids

(humans)

(49)

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Atividade em Células Neuronais

em Cultura

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO) BIODISPONIBILIZADA NO SORO DOS VOLUNTÁRIOS (soros dos contrastantes)

- Dosagem de mediadores

- Proteômica da resposta neuronal

(URFJ; UnB: R. Nonato e equipes; CPAC; UFMG).

Genotipagem de

humanos

contrastantes

(ansiedade)

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Ansiedade e Latência do Sono

(humanos)

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO/ POLPA CONGELADA):

- Instrumento de; - Polissonografia (UnB; CPAC)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Diabetes &

Lipidiograma

(humanos)

Production

systems and

genetic

improvement

(50)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Atividade em Células Neuronais

em Cultura

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO) BIODISPONIBILIZADA NO SORO DOS VOLUNTÁRIOS (soros dos contrastantes)

- Dosagem de mediadores

- Proteômica da resposta neuronal

(URFJ; UnB: R. Nonato e equipes; CPAC; UFMG).

Genotipagem de

humanos

contrastantes

(ansiedade)

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Ansiedade e Latência do Sono

(humanos)

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO/ POLPA CONGELADA):

- Instrumento de; - Polissonografia (UnB; CPAC)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Diabetes &

Lipidiograma

(humanos)

Fruits

Production

systems and

genetic

improvement

(51)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Atividade em Células Neuronais

em Cultura

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO) BIODISPONIBILIZADA NO SORO DOS VOLUNTÁRIOS (soros dos contrastantes)

- Dosagem de mediadores

- Proteômica da resposta neuronal

(URFJ; UnB: R. Nonato e equipes; CPAC; UFMG).

Genotipagem de

humanos

contrastantes

(ansiedade)

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Ansiedade e Latência do Sono

(humanos)

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO/ POLPA CONGELADA):

- Instrumento de; - Polissonografia (UnB; CPAC)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Diabetes &

Lipidiograma

(humanos)

Fruits

Peels

Juice

Seeds

Production

systems and

genetic

improvement

(52)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Atividade em Células Neuronais

em Cultura

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO) BIODISPONIBILIZADA NO SORO DOS VOLUNTÁRIOS (soros dos contrastantes)

- Dosagem de mediadores

- Proteômica da resposta neuronal

(URFJ; UnB: R. Nonato e equipes; CPAC; UFMG).

Genotipagem de

humanos

contrastantes

(ansiedade)

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Ansiedade e Latência do Sono

(humanos)

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO/ POLPA CONGELADA):

- Instrumento de; - Polissonografia (UnB; CPAC)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Diabetes &

Lipidiograma

(humanos)

pH; tritable acidity; brix; dimensions; fresh matter

and dry matter; mineral composition nutritional and

anti-nutritional

Peels

Juice

Seeds

Physical-chemistry

(53)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Atividade em Células Neuronais

em Cultura

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO) BIODISPONIBILIZADA NO SORO DOS VOLUNTÁRIOS (soros dos contrastantes)

- Dosagem de mediadores

- Proteômica da resposta neuronal

(URFJ; UnB: R. Nonato e equipes; CPAC; UFMG).

Genotipagem de

humanos

contrastantes

(ansiedade)

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Ansiedade e Latência do Sono

(humanos)

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO/ POLPA CONGELADA):

- Instrumento de; - Polissonografia (UnB; CPAC)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Diabetes &

Lipidiograma

(humanos)

Antioxidant capacity; carotenoids;

flavanoids; phenolics; polyamines;

volatiles

Peels

Juice

Seeds

Chemistry

Functional use, medicinal, aromatic of Passifloras from Cerrado

Fatty acids

Peptides

(54)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Atividade em Células Neuronais

em Cultura

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO) BIODISPONIBILIZADA NO SORO DOS VOLUNTÁRIOS (soros dos contrastantes)

- Dosagem de mediadores

- Proteômica da resposta neuronal

(URFJ; UnB: R. Nonato e equipes; CPAC; UFMG).

Functional uses, medicinal, aromatics of Passifloras from

Cerrado

Genotipagem de

humanos

contrastantes

(ansiedade)

Ansiedade e Latência do Sono

(humanos)

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO/ POLPA CONGELADA):

- Instrumento de; - Polissonografia (UnB; CPAC)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Diabetes &

Lipidiogram

(humans)

Security

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Peels

Security and biological

effects

(55)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Activity in neuronal

cells culture

Uso funcional, medicinal, aromático de Passifloras do Cerrado

Genotipagem de

humanos

contrastantes

(ansiedade)

Anxiety and sleep

latency (humans)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Security

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Juicy

Cellular parameters alteration

“in vivo” “in vitro”

Diabetes &

Lipidiograma

(humanos)

Tremors &

migraines

(humans)

Security and biological

effect

(56)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES

(CAPC; UPIS)

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Juicy

Diabetes &

Lipidiograma

(humanos)

Genotyping of

humans for

molecular

neurological

markers

and

activity in neuronal

cells culture

Confirmed anxiety and

sleep latency effects

(57)

Cultivo e

melhoramento

Genéticos

5 espécies de passiflora:

- P. edulis – 3 variedades melhoradas;

- P. setacea– 6 variedades melhoradas e uma nativa;

- P. nítida – 9 variedades - P. alata – 5 variedades - P. tenuifila – 1 variedade

Condições de campo acompanhadas (dados para uso funcional, medicinal e aromático): - Safra;

- Clima (precipitação, umidade relativa; luminosidade)

- irrigação;

- pragas/ doenças/ agrotóxicos;

- Solo (macro e micro nutrientes – início e meio de ano);

Período de acompanhamento:

2007 a 2010 - pelo menos 6 safras – início: safra 1: maio/ junho de 2007.

Equipe CPAC

Físico-química

FRUTO, SEMENTE, CASCA: - tamanho e dimensões; POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO); CASCA, SEMENTE:

- pH e ácidos solúveis, brix; - matéria seca;

- fibras;

- estrato etéreo

- macro e micro elementos; - elementos anti-nutricionais

(CPAC; UFM)

Química

FRUTO/ POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO): - Vitamina C - Fenóis totais - Atividade antioxidante - Carotenóides: (espetrofotométrico e HPLC) - Flavanóides (HPLC)

- Perfil de ácidos graxos - Voláteis.

-Poliaminas SEMENTE: -Ácidos graxos; CASCA:

Fibras e atividade antioxidante (CPAC; CENARGEN; CTAA: UFRJ UNICAMP, UFMG).

Segurança

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO):

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas “in vitro”;

- Confirmação da segurança de consumo: Avaliação de alterações plasmáticas em humanos;

FARINHA DE CASCA:

- Contaminação por micotoxinas

(atividade de água e aflatoxinas);

SEMENTES:

Segurança de consumo de peptídeos antibióticos;

(CPAC; CTAA; SABIN; UPIS; UnB)

Atividade em Células Neuronais

em Cultura

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO) BIODISPONIBILIZADA NO SORO DOS VOLUNTÁRIOS (soros dos contrastantes)

- Dosagem de mediadores

- Proteômica da resposta neuronal

(URFJ; UnB: R. Nonato e equipes; CPAC; UFMG).

Genotipagem de

humanos

contrastantes

(ansiedade)

Organoléptica

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO)

(CPAC e UCB)

Ansiedade e Latência do Sono

(humanos)

POLPA E INFUSÃO/ CHA (FOLHAS & FRUTO SECO/ POLPA CONGELADA):

- Instrumento de; - Polissonografia (UnB; CPAC)

Tremores &

Enxaqueca

(humanos)

Eficácia Antibiótica

SEMENTES (CAPC; UPIS)

Diabetes &

Lipidiograma

(humanos)

Seeds

Security

Efficiency of

antibiotic use

Secure use

peptides: topic

and oral

application

(58)

Functional and Medicinal Properties of

Natives “Maracujás”

CNPq Fábio Faleiro –

Diversify use of “maracujá” (potential ornamental, functional

and medicinal of natives species).

CNPq Ana Maria Costa

Functionality of native maracujá “A” in latency of sleep and

anxiety in humans.

MP1 (Functional foods) - Ana Maria Costa

Study of the functional and medicinal of the native

maracujás “A and B” in anxiety, sleep and algias cranium

facials.

(59)

Thanks for your attention!

abarros@cpac.embrapa.br

Imagem

Referências

temas relacionados :