Amostra de vidro comercial usada para comparação

Top PDF Amostra de vidro comercial usada para comparação:

Catastrofização da dor: comparação entre grupos de uma amostra clínica e não clínica

Catastrofização da dor: comparação entre grupos de uma amostra clínica e não clínica

Outro dos tratamentos disponíveis para o controlo da dor são as mobilizações articulares que visam diminuir a intensidade da dor e incapacidade em pacientes com dor lombar crónica. Contudo, existem poucos estudos a verificarem efetivamente, os efeitos desta intervenção em pacientes com dor musculosquelética, de modo especial dor crónica lombar, o que dificulta a avaliação e aplicação desta intervenção (Tavares, Chaves, Silva, Guerreiro, Gonçalves & Albuquerque, 2017). Todavia existem pelo menos dois estudos que os estudaram, Castro, Daltro, Kraychete e Lopes (2012) focaram-se nos efeitos imediatos da intervenção e na comparação com a intervenção placebo e o controlo na intensidade e incapacidade da dor, bem como a possibilidade de existência de um efeito mediador da catastrofização sobre a intensidade de dor em pacientes com dor crónica, dado que pelo menos 43% da amostra estudada apresentava altos níveis de catastrofização e o de Shah e Kage (2016), que apurou efeitos semelhantes quando comparados os grupos submetidos à mobilização articular e os grupos sujeitos a exercícios de extensão na redução da intensidade de dor, aumento da amplitude de movimento de extensão lombar e incapacidade relacionada com a dor lombar (Tavares, et. al., 2017). No primeiro estudo verificou-se a eficácia da mobilização articular e as melhorias na incapacidade, intensidade da dor e catastrofização pré e pós-intervenção (Castro, Daltro, Kraychete & Lopes, 2012).
Show more

41 Read more

Traços de personalidade e trauma complexo e a comparação entre a amostra clínica e a população geral

Traços de personalidade e trauma complexo e a comparação entre a amostra clínica e a população geral

40 clínica na comparação com a População geral. Contudo, os resultados apresentaram-se como positivos na amostra clínica e também na população geral, pelo que a hipótese é parcialmente confirmada. Na literatura encontramos evidências de que um elevado Neuroticismo relaciona-se com situações traumáticas (Allen & Lauterbach, 2007; Becerra-Garcia et al., 2012; Ceobanu & Mairean, 2015; Gil, 2015; Hengartner et al., 2017; Magnus et al., 1993; Moran et al., 2011). Estes dados podem dever-se ao facto de que, tendencialmente, indivíduos com um nível mais elevado de Neuroticismo tendem a reagir e interpretar eventos neutros de forma negativa (Magnus et al., 1993; Sarubin et al., 2015). Autores afirmam que o Neuroticismo é um traço ligado ao baixo controlo de impulsos, humor deprimido, irritabilidade e agressividade, logo indivíduos com valores altos nesta dimensão têm maior risco de desenvolver PSPT (Allen & Lauterbach, 2007; Bienvenu et al., 2001). Deste modo, a hipótese não comtemplava níveis elevados desta dimensão na amostra normativa. Uma explicação possível será que independentemente da psicopatologia ou da normatividade, o valor intrínseco da relação das variáveis entre si, segue um padrão comum do desenvolvimento, existindo algo do desenvolvimento humano que é comum, como já descrito (McCrae & Costa, 1997). A relação dos construtos psicológicos como os Traços da Personalidade na relação com o Trauma Complexo tem intrinsecamente um valor e uma direção que é comum à psicopatologia e à amostra da população normativa. Isto quer dizer que, a relação das variáveis é independente da psicopatologia e essa relação tem um construto psicológico que é comum a todos os indivíduos, quer sofram de perturbação mental ou não. Encontramos, portanto, o ponto-chave de que as variáveis relacionam-se entre si de forma semelhante, onde o Neuroticismo assume-se como um traço importante, com um papel marcador de psicopatologia e com uma relação direta nas duas amostras.
Show more

67 Read more

Distorções cognitivas: comparação entre uma amostra forense e uma amostra normativa

Distorções cognitivas: comparação entre uma amostra forense e uma amostra normativa

Hostilidade, Depressão, Ansiedade e Psicoticismo, visto estes sintomas estarem mais associados a comportamentos agressivos e de agressão sexual (Stinson, Becker & Tromp, 2005). No entanto, tal não se verificou. Foram os estudantes que apresentaram médias mais elevadas, nomeadamente nos índices de Hostilidade, Obsessão-compulsão, Ansiedade e Sensibilidade interpessoal. Particularmente em relação ao fato de os estudantes sentirem mais ansiedade que os reclusos, embora fosse de esperar o contrário, tal poderá decorrer do fato dos estudantes universitários se encontrarem num ambiente propício à ansiedade e ao stress, sobretudo porque a maioria dos estudantes que participaram neste estudo frequentavam o primeiro e segundo ano. De acordo com alguns estudos, os caloiros e alunos do segundo ano têm reações ao stress mais elevadas do que os alunos dos anos seguintes, podendo ser devido a maior ansiedade e a uma gestão de tempo e de atividades de lazer entre eles inferior, em comparação com os alunos dos outros anos (Allen & Heibert, 1991, cit. por Misra & McKean, 2000). Quanto aos restantes índices, Somatização, Ansiedade fóbica e Ideação paranóide, mais uma vez esperava-se a existência de diferenças significativas entre reclusos e estudantes universitários em que as médias dos reclusos fossem as mais elevadas, contudo tal não aconteceu. Relativamente à somatização, talvez o fato de os estudantes sentirem um maior stress e ansiedade se possa refletir também a nível físico e assim apresentaram sintomas como dores musculares, peso nos braços e nas pernas e sentirem-se fracos em alguma parte do corpo, ao contrário dos reclusos, visto que não apresentaram níveis significativos de ansiedade. O índice Ansiedade fóbica continha questões como “Sentir medo de espaços abertos na rua” e “Medo de sair de casa sozinho”, pelo que o fato de não se ter verificado diferenças significativas entre reclusos e estudantes pode ter-se devido às circunstâncias em que os reclusos se encontram.
Show more

102 Read more

Comparação de métodos convencionais e alternativos em amostra de leite cru e processado

Comparação de métodos convencionais e alternativos em amostra de leite cru e processado

Para a análise no sistema Vidas ® (Biomérieux S.A.) ECO, foi inoculado 25 mL de amostra em 225 mL de m-TSB [caldo TSB (Oxoid Ltd., Basingstoke, Hampshire, England) suplementado com sais biliares nº3 (Difco/USA), K 2 HPO 4 (Vetec Química Fina Ltda, Rio de Janeiro, Brasil) e cloridrato de acriflavina (Sigma-Aldrich, USA)] a 41ºC por seis horas. Após, retirou-se 1 mL do caldo de enriquecimento e transferiu-se para o caldo CT-MAC [Caldo MacConkey (Oxoid Ltd., Basingstoke, Hampshire, England), suplementado com cefixima-telurito (CT- Biomérieux S.A.)] e foi incubado por 24 horas a 37 ºC (±1ºC). Decorrido esse período, transferiu-se 0,5 mL para a barrete STR ® (Biomérieux S.A.) e colocado no Vidas Heat & Go ® (Biomérieux S.A.) a 131ºC para aquecimento por 15 min, retirou-se e deixou-se esfriar por 15 minutos, colocando-se, em seguida, no equipamento mini-Vidas ® (Biomérieux S.A.) para a leitura e detecção do patógeno. A confirmação dos resultados positivos foi procedida a partir do caldo CT-SMAC com isolamento em ágar CT-SMAC por 24 horas a 37ºC e realizando a confirmação conforme testes clássicos descritos nos métodos normalizados pela ISO.
Show more

141 Read more

Comparação entre sistemas de preparo de amostra para cálculo do pagamento de cana pelo teor de sacarose

Comparação entre sistemas de preparo de amostra para cálculo do pagamento de cana pelo teor de sacarose

Análise de Variância, Coeficiente de Variaçao e Teste de Tukey para Brix X Caldo Extraído.. ANÁLISE DE VARIANCIA.[r]

81 Read more

Comparação de três técnicas de coleta de amostra de material prepucial para diagnóstico da campilobacteriose

Comparação de três técnicas de coleta de amostra de material prepucial para diagnóstico da campilobacteriose

RESUMO Ctilizaram-se seis reprodutores bovinos infectados naturalmente com Com pylobacter fetus, para comparar três métodos de coleta de material prepucial para exame bacteriológico: o[r]

7 Read more

O K-CPT em uma amostra brasileira: descrição do desempenho e comparação com as normas norte-americanas

O K-CPT em uma amostra brasileira: descrição do desempenho e comparação com as normas norte-americanas

conômico dos sujeitos; portanto, pode ser que sua amostra tenha incluído somente crianças de classe social mais baixa do que as crianças da amostra brasileira, e, consequentemente, seus sujeitos tiveram escores piores. Isso seria surpreendente, porque, no presente estudo, os sujeitos foram selecionados de maneira a refl etir a distribuição de classes sociais da cidade de São Paulo, localizada em um país menos desenvolvimento do que os EUA e no qual uma porcentagem muito maior de pessoas pertence a classes sociais mais baixas se comparado ao que ocorre na maioria das cidades norte-americanas. Com relação à distribuição de gênero, apesar da existência de uma proporção global equivalente entre meninos e meninas na amostra norte-americana, não foram fornecidas informações sobre a equivalência dessa proporção em cada faixa etária. Não acreditamos que possíveis diferenças nessa distribuição sejam uma explicação plausível para os nossos resultados, já que uma preponderância de meninos ou de meninas teria levado a efeitos de gênero diferentes daqueles previamente relatados.
Show more

7 Read more

Comparação de valores de PFE em uma amostra da população da cidade de São Carlos, São Paulo, com valores de referência.

Comparação de valores de PFE em uma amostra da população da cidade de São Carlos, São Paulo, com valores de referência.

Objetivo: Comparar os valores de referência para PFE sugeridos por outros autores em 1963, 1989 e 2001 (para populações nos EUA, na Inglaterra e em Cuba, respectivamente) com os valores de PFE coletados de uma amostra da população da cidade de São Carlos (SP), verificando se há concordância entre estes. Métodos: Participaram do estudo 243 indivíduos (123 mulheres; 120 homens) na faixa etária entre 20 e 70 anos. A coleta de PFE foi realizada com o indivíduo em pé, utilizando um clipe nasal, através de medidor de PFE portátil. Os valores obtidos foram comparados com os previstos, utilizando-se o teste de Friedman e post hoc de Dunn (p < 0,05). Resultados: Obser- vou-se diferença significativa para todas as faixas etárias, em ambos os sexos, quanto aos valores previstos em 1989; o mesmo ocorreu para as faixas etárias 20-30, 31-40 anos, em ambos os sexos, e 61-70 anos para mulheres quanto aos valores de 2001, assim como para a faixa etária 20-30 anos para homens quanto aos valores previstos em 1963. Conclusões: Os valores previstos em 1963 são aceitáveis para uma população de indivíduos com as mesmas características da amostra estudada, exceto para os homens de 20-30 anos. Nosso estudo provou ter grande relevância devido ao tamanho da amostra estudada quando comparado ao do trabalho realizado em 1963. A maioria dos valores previstos em 1989 e 2001 superestimou os valores de PFE obtidos nesse estudo, indicando sua inadequação para a população estudada.
Show more

6 Read more

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO: ANÁLISE E COMPARAÇÃO DAS INFORMAÇÕES DE UMA AMOSTRA DE EMPRESAS LISTADAS NO NOVO MERCADO

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO: ANÁLISE E COMPARAÇÃO DAS INFORMAÇÕES DE UMA AMOSTRA DE EMPRESAS LISTADAS NO NOVO MERCADO

Para que isso aconteça, um meio de comunicação a ser usado é a Demonstração do Valor Adicionado. Graças a esta demonstração os colaboradores de uma companhia podem conhecer o peso da sua remuneração e encargos sociais para a empresa, e a comunidade e sociedade em geral pode avaliar as vantagens e desvantagens em acolher tal entidade (CUNHA; RIBEIRO; SANTOS, 2005). A importância da DVA já foi constatada por diversos países inclusive a sua elaboração é recomendada até por organizações mundiais respeitadas (VIEIRA, 2004). A publicação da Demonstração do Valor Adicionado tornou-se obrigatória para companhias de capital aberto graças à aprovação da Lei 11.638 de 2007, apesar de algumas empresas já publicarem voluntariamente antes mesmo da obrigatoriedade. Com isto, tomou-se um passo importante para a valorização das empresas atuarem como agentes sociais responsáveis. A DVA, se analisada corretamente, torna-se um instrumento de comparação e avaliação, tanto para a sociedade, governo e empregados como para os próprios gestores das empresas, pois é através dela que se conhece quanto que a empresa contribui para a qualidade de vida de seus funcionários, para sociedade, seus investidores e para o governo.
Show more

82 Read more

COMPARAÇÃO DA POROSIDADE TOTAL, GRANULOMETRIA E CONDUTIVIDADE HIDRAÚLICA DE AMOSTRA DE SOLO EM ÁREA FLORESTADA E DE CAMPO

COMPARAÇÃO DA POROSIDADE TOTAL, GRANULOMETRIA E CONDUTIVIDADE HIDRAÚLICA DE AMOSTRA DE SOLO EM ÁREA FLORESTADA E DE CAMPO

573 Figura 5: Imagem do permeâmetro adaptado, com estruturas de madeira e garrafas de vidro como reservatórios de água, notar a presença das amostras indeformadas e de béquer como recipiente coletor da água percolada. A cada intervalo de 30 minutos, determinou-se a quantidade de água percolada no material. O tempo do ensaio teve duração de 5 horas e 30 minutos. O coeficiente de permeabilidade é determinado pelo volume de água que percola a amostra por unidade de tempo. A quantidade de água é determinada com proveta graduada, determinando-se a vazão (Q). Este permeâmetro é muito utilizado para solos de granulação grossa (solos arenosos).
Show more

12 Read more

Comparação de metodologias no estudo de SNPs mitocondriais com interesse forense com base numa amostra da população de timor- leste

Comparação de metodologias no estudo de SNPs mitocondriais com interesse forense com base numa amostra da população de timor- leste

Relativamente à distribuição de haplogrupos da amostra da população de Timor- Leste, verificou-se que o número de marcadores utilizados para a sua caracterização demonstrou não ser suficiente, uma vez que 7 amostras das 38 estudadas ficaram classificadas como haplogrupo M*, ou seja, não foi possível definir o subhaplogrupo. Desta forma, é necessário uma maior resolução filogenética usando um maior número de marcadores, de modo a melhor caracterizar as amostras em subhaplogrupos mais específicos. A caracterização dos SNPs do DNA mitocondrial deve recair não só na discriminação de linhagens major, mas também, na utilização de um mínimo de polimorfismos que permitam um aumento significativo do poder de discriminação.
Show more

81 Read more

COMPARAÇÃO DA RESISTÊNCIA MECÂNICA DA CERÂMICA SINTÉTICA REFORÇADA COM FIBRA DE VIDRO

COMPARAÇÃO DA RESISTÊNCIA MECÂNICA DA CERÂMICA SINTÉTICA REFORÇADA COM FIBRA DE VIDRO

Para os testes com os corpos de prova onde havia fibras, utilizou-se somente calcita em quantidade de 160% sobre a quantidade de resina utilizada, mais 65 % de calcita sobre a massa original. Para a introdução da fibra colocou-se 10 gramas da mistura na cavidade de cada matriz e adicionou-se as fibras completando posteriormente com a resina. Desta forma a disposição das fibras ficaram distribuídas em alturas iguais corpo de prova. Após a confecção dos corpos de prova foram realizados os testes de flexão nas amostras com fibra e em uma amostra sem a presença de fibra para que fosse realizada uma comparação dos resultados.
Show more

7 Read more

Sinterização de vidro soda-cal-sílica comercial assistida por campo elétrico

Sinterização de vidro soda-cal-sílica comercial assistida por campo elétrico

Métodos de produção eficientes que economizam tempo e energia são sempre exigidos e novos processos de sinterização de baixo custo têm sido desenvolvidos para materiais cerâmicos e implementados por empresas e pesquisadores em todo o mundo. Com este objetivo, uma nova abordagem conhecida como Flash Sintering está atraindo grande interesse. Esta nova técnica de sinterização envolve a aplicação de campo elétrico através de uma amostra durante o aquecimento, gerando assim aceleração abrupta da cinética de densificação, diminuindo o tempo de sinterização de horas para segundos e diminuindo o aquecimento do forno em até centenas de graus Celsius. Frequentemente descritas para cerâmicas policristalinas e compósitos de cerâmica e vidro, a sinterização auxiliada por campo elétrico com apenas vidro não foi encontrado na literatura. A sinterização assistida por campo elétrico foi controlada com sucesso, sem que ocorresse o escoamento da amostra, obtendo uma elevada densidade relativa do vidro comercial. Um vidro de janela soda-cal-sílica não estequiométrica foi usado na pesquisa devido à sua importância comercial, por ser um material de partida de baixo custo, por apresentar condução iônica e haver na literatura dados de propriedades físicas e de cinética de sinterização convencional. A tensão também influencia fortemente a cinética de sinterização do vidro soda-cal- sílica. Os resultados experimentais foram comparados com cálculos analíticos realizados a partir do modelo de Clusters não-isotérmico de sinterização de vidro por fluxo viscoso com cristalização concorrente. O aumento de temperatura nos compactos de pó de vidro durante o aquecimento do forno e aplicação da tensão foi estimado usando um modelo de radiação de corpo negro e condutividade. Preliminarmente, o aumento da temperatura devido ao efeito Joule pode explicar a diminuição da temperatura de amolecimento em comparação com a temperatura do forno e a rápida sinterização do vidro estudado.
Show more

58 Read more

COMPARAÇÃO DO POTENCIAL ANTIOXIDANTE DE XANTANA COMERCIAL MODIFICADA QUIMICAMENTE

COMPARAÇÃO DO POTENCIAL ANTIOXIDANTE DE XANTANA COMERCIAL MODIFICADA QUIMICAMENTE

Em ambiente escuro, transferiu-se uma alíquota de 1mL de amostra, preparada nas concentrações de 0,05% e 0,2% (m/v), para tubo de ensaio com 3mL do radical ABTS. A analise foi realizada em temperatura ambiente e o tempo de reação 30 minutos. A leitura foi realizada a 734nm em espectrofotômetro PG Instruments®, modelo T90. Como branco usou-se solução de ABTS:água destilada, nas mesmas proporções da amostra:radical. Zerou-se o espectrofotômetro com água destilada e o resultado foi expresso em I%, calculado de acordo com a equação 1.
Show more

6 Read more

Comparação da estabilidade da dipirona sódica solução oral em frasco de vidro e polietileno

Comparação da estabilidade da dipirona sódica solução oral em frasco de vidro e polietileno

mais estudos contribuindo assim para ampliar as pesquisas em farmacovigilância. Primeiramente foi retirado 600 mL de um lote de dipirona sódica na produção antes do envase. Depois de separado os 600 mL, os mesmos foram envasados com uma pipeta graduada, pois o processo de envase da empresa onde a pesquisa foi realizada, é utilizado o envase comum sem a aplicação de nitrogênio. A amostra foi envasada em 10 frascos de vidro âmbar e 10 frascos de polietileno, também foi separada uma quantidade para fazer a análise inicial onde os resultados físico-químicos obtidos foram utilizados como parâmetro para as demais análises. Após o envase, esses 20 frascos foram armazenados em uma câmara seca devidamente calibrada em temperatura de 50°C com uma variação de ± 2°C durante 90 dias. A temperatura e o tempo determinados para realização desta pesquisa, não foi baseados nas exigências de estabilidade conforme resolução preconizada pela ANVISA (RE nº 01/05). Porém o tempo (90 dias) e a temperatura (50°C) adotados para essa pesquisa é proporcional ao período de validade (24 meses) do produto pesquisado em condições normais de temperatura. Esta informação baseia-se na RE nº 398/04 que foi revogada pela RE nº 01/05. Esse método foi utilizado devido o prazo limitado para a realização desta pesquisa.
Show more

21 Read more

Comparação dos produtos de moagem para produção de membrana porosa composto de vidro temperado reutilizado

Comparação dos produtos de moagem para produção de membrana porosa composto de vidro temperado reutilizado

RESUMO: O presente trabalho busca comparar a influência de diferentes tipos de moagem para fragmentação dos frascos e recipientes de vidro temperado borosilicato, que sofreram descarte em laboratórios, e seu emprego na produção de membranas porosas para microfiltração, produzidas pela sinterização por preenchimento. São comparados dois tipos de moagem: o moinho de bolas convencional e o moinho de alta energia do tipo SPEX. A principal diferença do convencional para o moinho de alta energia é que o moinho vibratório trabalha em movimentos circulares e tridimensionais simultaneamente, além de agir em alta frequência e velocidade de impacto, fornecendo um tamanho de partícula menor que o moinho convencional. Os fragmentos de vidros foram obtidos das vidrarias destinadas ao descarte, armazenadas na UTFPR, sendo processados nos moinhos com um poder de moagem de 2:1, durante 14 horas. Em uma proporção de 20% em massa do vidro, foram adicionados o agente responsável pela fase não sinterizável, o cloreto de sódio (NaCl), sendo compactados em três pressões 108 MPa, 123 Mpa e 139 MPa. Os resultados se baseiam na caracterização da membrana por microscópio eletrônico de varredura de emissão de campo (MEV-FEG), absorção de água, porosidade e densidade. As membranas produzidas pelo material fragmentado pelo moinho de alta energia apresentaram esse baixo índice de absorção, apresentaram um espelhamento em suas superfícies aparentando vitrificação em suas estruturas. Como a granulometria da partícula utilizada nessa membrana foi menor, a redução do tamanho de partículas, maior é a área superficial da mesma. Consequentemente o estudo mostra que ocorreu uma redução na temperatura de sinterização das membranas produzidas pelos pós processados no moinho de alta energia. Entre as pressões utilizadas, a pressão de 123 Mpa apresentou os maiores valores de densidade, tanto para o material fragmentado pelo moinho SPEX, quanto pelo moinho convencional. Entretanto, com o aumento da densificação, os parâmetros de porosidade e absorção são inversamente proporcionais, devido a densificação no fechamento dos poros da amostra. Conclui-se que o processo de produção de membranas utilizando vidro temperado oriundo de descarte de laboratórios, utilizando o moinho de alta energia SPEX é uma alternativa rentável para produção de um material com inúmeras aplicações.
Show more

84 Read more

Comparação da degradabilidade do ibuprofeno em suspensão oral armazenada em embalagem primária de polietileno e de vidro

Comparação da degradabilidade do ibuprofeno em suspensão oral armazenada em embalagem primária de polietileno e de vidro

As análises de dissolução do ibuprofeno foram realizadas pelo método de HPLC, conforme farmacopeia, onde foi utilizado uma solução de fosfato de potássio 0,05M pH 7,2 como meio de dissolução e uma solução de benzofenona como padrão interno. O aparato, o volume de cada cuba e a velocidade foram pá, 900mL e 50 RPM respectivamente. O padrão foi preparado transferido para o balão volumétrico de 100,0mL 55,6mg de Ibuprofeno padrão, adicionado 50,0mL do meio de dissolução e levando ao ultrassom por 30 minutos e completado o volume com meio de dissolução. Posteriormente foi realizada a transferência de 10,0mL desta amostra e 10,0mL da solução do padrão interno para balão volumétrico de 25,0mL e filtrado em membrana de 0,45µm, tipo Milex e transferido para vial adequado. Para a preparação da amostra foi transferido 900,0mL do meio para cada uma das seis cubas. Sendo as mesmas aquecidas entre 37°C ± 0,5°C. Foi realizada a pesagem de seis seringas vazias e transferida 10,0mL de amostra (equivalente a 500,0mg de Ibuprofeno) para cada uma das seis seringas, sendo realizada uma nova pesagem com as seringas cheias, em seguida foram transferidas 10,0mL devidamente pesados para cada cuba e realizando o fechamento das mesmas. Após o término foram coletados 10,0mL de cada cuba e transferidos para um balão de 25,0mL contendo 10,0mL de padrão interno (não sendo necessário completar o volume). Em seguida foi realizada a homogeneização e a filtragem em membrana de 0,45µm diretamente no vial. Os cálculos foram realizados conforme fórmula abaixo:
Show more

11 Read more

Comparação da resistência à flexão de espigões de fibra de vidro após esterilização com recurso a dois métodos distintos

Comparação da resistência à flexão de espigões de fibra de vidro após esterilização com recurso a dois métodos distintos

De acordo com as instruções do fabricante, Coltène/Whaledent, os espigões ParaPost® Fiber White (Coltène/Whaledent, Mawhaw, NJ, USA), devem ser esterilizados em soluções desinfetantes de alto nível, por imersão. O melhor método de preparação dos espigões testados, não utilizados, para sua posterior reutilização será aquele que destruindo todas as formas de vida mantenha as suas propriedades originais, nomeadamente quanto à sua resistência. No nosso estudo, comparando os resultados obtidos para cada grupo testado e o grupo controlo, verificamos uma diminuição da resistência à fratura em todos os espigões submetidos a tratamento. As diferenças observadas tiveram significado estatístico, para um intervalo de confiança de 95%, entre o grupo dos espigões submetidos a esterilização por autoclave e o grupo contolo. Não se observaram diferenças com significado estatístico entre o grupo controlo e o grupo dos espigões submetidos a desinfeção de elevado nível para o mesmo intervalo de confiança. Tal facto deve, no entanto, ser analisado com cautela uma vez que os resultados obtidos para o grupo submetido a desinfeção de elevado nível já apresentam diferenças com significado estatístico relativamente ao grupo controlo quando considerado um intervalo de confiança um pouco menor o que pode ficar a dever-se ao reduzido tamanho da amostra. Os resultados obtidos no nosso trabalho para este grupo sugerem assim que a desinfeção de elevado nível também pode reduzir a resistência dos espigões à fratura e que essa diminuição pode apresentar significado estatístico em relação ao grupo não submetido a nenhum método de desinfeção/esterilização. Seria interessante efetuar o mesmo estudo com uma amostra maior para confirmar ou não este aspeto.
Show more

31 Read more

Comparação de métodos para estimar o volume comercial em Floresta Ombrófila Densa no Estado do Amazonas

Comparação de métodos para estimar o volume comercial em Floresta Ombrófila Densa no Estado do Amazonas

interesse (R²) e pela análise gráfica dos resíduos. Para complementar a análise das funções de afilamento, foram também utilizadas as estatísticas, desvio (D), desvio padrão das diferenças (SD), soma do quadrado dos resíduos relativo (SQRR) e porcentagem dos resíduos (RP) com a finalidade de se ter uma análise mais detalhada do desempenho das estimativas ao longo de todo o fuste. Para comparar a média entre os tratamentos foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado e o teste de Tukey para o nível crítico α ≤ 0,01. A análise de variância mostrou a existência de diferenças significativas entre os métodos, todavia, o teste de Tukey não identificou diferença entre as médias dos tratamentos. Concluiu-se que a equação de volume de dupla entrada de Meyer foi o método de melhor desempenho para estimar o volume comercial. A utilização de um fator de forma médio por classe de diâmetro gera estimativas mais precisas do que um fator de forma médio único para a amostra. O volume comercial estimado a partir das equações de afilamento testadas foi menos preciso que o estimado por equações de volume e que a utilização de equações de razão não se mostrou adequada quando o diâmetro foi usado como variável de entrada, mas muito apropriado quando a entrada adotada foi alturas comerciais.
Show more

66 Read more

COMPARAÇÃO DO CUSTO DA ENERGIA DE FUSÃO DO VIDRO ENTRE DIFERENTES TIPOS DE FORNO.

COMPARAÇÃO DO CUSTO DA ENERGIA DE FUSÃO DO VIDRO ENTRE DIFERENTES TIPOS DE FORNO.

RESUMO A parcela crescente do custo da energia de fusão do vidro no custo de produção, devido ao aumento do preço dos insumos energéticos, tem redobrado o interesse da indústria por esse fator. Por outro lado a evolução provável dos preços relativos das fontes de energia modificará a competitividade energética dos diferentes tipos de forno, influenciando decisões estratégicas de investimento.

9 Read more

Show all 10000 documents...