Aplicações de novas tecnologias

Top PDF Aplicações de novas tecnologias:

NOVAS TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DE SIMULAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES NO PROCESSO DE PRODUÇÃO ARQUITETÔNICA

NOVAS TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DE SIMULAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES NO PROCESSO DE PRODUÇÃO ARQUITETÔNICA

Os profissionais de arquitetura e engenharia que presenciaram a transição entre as ferramentas tradicionais de desenho e projeto e as ferramentas da era digital com certeza se viram diante de uma verdadeira revolução nos processos de criação arquitetônica. Os meios de produção e desenvolvimento de projeto mudaram e, com isso, em alguns casos, a maneira de entender os espaços também. Dessa forma, verifica-se a configuração de uma nova maneira de se vivenciar o processo de produção arquitetônica, baseada na necessidade de se responder às complexidades diversas que a sociedade contemporânea demanda, utilizando cada vez mais os recursos digitais. Para tal, é preciso conhecer as novas ferramentas que surgem e evoluem a cada dia e entender como elas podem influenciar o processo de projeto e de tomada de decisões. Nesse sentido, este trabalho se estrutura em torno de uma base teórica sobre a fenomenologia da concepção arquitetônica e a relaciona com o novo contexto tecnológico que se consolida, buscando responder as seguintes questões: Qual seria o limite para a interferência computacional nos meios de produção da engenharia e arquitetura? Os recursos de computação gráfica devem se limitar à representação ou podem fazer parte das etapas de concepção e desenvolvimento de projeto? Como essas novas ferramentas e tecnologias poderiam contribuir para um novo * Professor de Arquitetura e Urbanismo CES/JF. Mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Federal Fluminense. Arquiteto - Produção de imagens do Arqgraphics Arquitetura+Digital LTDA, Brasil.
Mostrar mais

16 Ler mais

Aplicação da nanotecnologia na construção civil: uma visão geral de suas aplicações, os nanotubos de carbono e as novas tecnologias em estudo

Aplicação da nanotecnologia na construção civil: uma visão geral de suas aplicações, os nanotubos de carbono e as novas tecnologias em estudo

Embora pareça algo recente, a nanotecnologia na década de 50 já era vislumbrada por alguns cientistas visionários, como Richard Feynman. Em uma palestra em 1959, o físico americano comentou pela primeira vez a respeito do poder de manipulação de átomos e moléculas pelo homem (MORAIS, 2012), algo que poderia resultar na confecção de componentes em um tamanho tal, que seria impossível ver a olho nu. Mais tarde, equipamentos e tecnologias sofisticadas puderam tornar realidade a manipulação de partículas tão pequenas, visíveis apenas com microscópios de alta precisão, como o MEV - Microscópio Eletrônico de Varredura.
Mostrar mais

43 Ler mais

Educação musical e as novas tecnologias

Educação musical e as novas tecnologias

O Flash é um software que permite fazer vários projetos digitais, desde jogos, animações ou aplicações. Existe uma área de trabalho onde são colocados os objetos que queremos que interajam. Estes objetos podem ser botões dos menus do jogo, por exemplo, ou podem ser texto, etc. Para estes objetos é necessário definir comportamentos de acordo com o que se pretende, isto é, podemos ter um objeto que consiste num botão para tocar um som, sendo neste caso necessário definir que, quando este botão for clicado, o mesmo irá produzir um determinado som. Para tal é necessário programar o comportamento para cada objeto, ou seja, enviar uma sequência de comandos para um programa de computador de forma a atingir um determinado objetivo ou que execute uma determinada função.
Mostrar mais

182 Ler mais

Infância, escola e novas tecnologias

Infância, escola e novas tecnologias

Não abunda a investigação fundamental sobre o uso das novas tecnologias em contexto de educação pré- escolar. Com efeito, proliferam os relatórios, artigos e web sites que defendem e valorizam os benefícios educativos da utilização do computador em idades precoces, mas a base de sustentação desses textos é geralmente, frágil. Discutem-se os potenciais benefícios, cuidados a ter na escolha de software, alerta-se para o perigo de utilização excessiva mas, na sua maioria, estes textos dizem respeito mais a opiniões do que a estudos empíricos. Encontramos contudo alguns autores de referência que abordam de forma continuada e mais aprofundada esta questão, especificamente no que se refere ao contexto da educação pré-escolar (Haugland e Wright, 1997; 2000; 2002; Clements e Nastasi, 2002; Siraj-Blatchford, 2003), bem como algumas pesquisas e projectos de intervenção que, sobretudo nos últimos anos, começaram a ser desenvolvidos neste âmbito. Entre estes, de referir o Projecto DATEC (Developmentally Appropriate Technology in Early Childhood 1 ) no qual Portugal se constituiu como parceiro e que teve como principal objectivo identificar aplicações baseadas em tecnologias de informação e comunicação promotoras do desenvolvimento e da aprendizagem das crianças até aos oito anos de idade, bem como identificar boas práticas educativas com vista a definir critérios de qualidade presentes na utilização das TIC na educação de infância (Ramos et al 2001).
Mostrar mais

23 Ler mais

As novas tecnologias e o papel do professor

As novas tecnologias e o papel do professor

Este estudo intitulado, As Novas Tecnologias e o Papel do Professor propôs-se a realizar uma investigação sobre as formas de aprender e ensinar com uso das mídias, em especial a Internet, concluindo ser a formação continuada, fator imprescindível para o uso pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) no ambiente escolar. Partindo dos princípios da Tecnologia Educacional, o educador terá condições de identificar as ferramentas educacionais e avaliar suas aplicações de forma a promover uma aprendizagem significativa e eficaz, conseguindo lidar com as tecnologias da sociedade sem ser por elas “dominado”. Através do estudo de caso, este trabalho tem como objetivo contribuir para a reflexão crítica sobre a prática do professor com o uso das novas tecnologias. A partir dos dados apurados, a presente pesquisa irá apresentar ainda propostas de ação que possibilitarão aos professores a busca por novas maneiras de agir pedagogicamente mediante os desafios que lhes são apresentados no dia-a-dia, na relação com os alunos e com outros professores, atualizando-se constantemente, refletindo sobre sua prática, discutindo as teorias, as experiências e a aplicação destas na sua vivência.
Mostrar mais

26 Ler mais

Função Visual e Novas Tecnologias

Função Visual e Novas Tecnologias

Foi estabelecido como critério de exclusão, neste estudo, alunos com necessidades educativas especiais (indicação fornecida pela direção da escola, ou verbalizada pelo estudante, no caso do ensino superior); alunos com má colaboração na ação de rastreio, onde não se obtiveram resultados fiáveis nos testes optométricos; alunos portadores de patologia com efeitos oculares, tais como a diabetes, ou história de doença ocular, como catarata, herpes de zoster, etc; alunos sem visão binocular, revelando reduzida esteriopsia (>200’’arco) ou presença de tropia constante ao perto, dado que muitos dos efeitos esperados podem ser semelhantes aos associados ao uso excessivo de novas tecnologias.
Mostrar mais

78 Ler mais

A MEMÓRIA SOCIAL NA ERA DAS NOVAS TECNOLOGIAS

A MEMÓRIA SOCIAL NA ERA DAS NOVAS TECNOLOGIAS

Voltando-se um pouco para o passado, pode-se perceber uma convergência de maneiras diferentes de preservar a memória social. Falando de tecnologia, o ciberespaço é caminho fundamental para isso hoje, desde que possa ser compartilhada e desde que o acesso seja democratizado. Os meios se somam. A preservação de sons, imagens e textos permite que essa relação seja mais rica, desde que quem produz a informação possa se reconhecer no que está lá, de alguma maneira. Isso permite a criação de vínculos. As tecnologias, em si, não são nem positivas nem negativas, desde que a sociedade consiga se perceber ao ver sua história retratada.
Mostrar mais

18 Ler mais

Cl - Em termos de novas tecnologias, o

Cl - Em termos de novas tecnologias, o

Os Estados Unidos, por exemplo, optaram por um padrão de transmissão, o ATSC, feito para a transmissão de televisão em alta definição, ou seja, ocupa- se praticamente a banda toda de [r]

5 Ler mais

Novas tecnologias e organização do trabalho.

Novas tecnologias e organização do trabalho.

elas múltiplas implicações na vida quotidiana dos indivíduos e grupos que constituem as sociedades contemporâneas, a análise sociológica das no vas tecnologias e da organização do trabalho revela-se cada vez mais perti- nente. Os dilemas epistemológicos e metodológicos que se nos apresentam em relação à sua compreensão e explicação são complexos. Embora sendo factores passíveis de autonomizar como objectos científicos, em termos estruturais e funci- onais são interdependentes e complementares. Por outro lado, enquanto reali- dades microssociológicas são atravessados por um conjunto de efeitos societais. As limitações para abordar o tema em epígrafe são várias. Em primeiro lugar a sua extensão e profundidade. Em segundo lugar, como fenómenos sociais, o seu grau de estruturação e regularidade sócio-espacial é simultaneamente desigual e tendencial. Finalmente, coexistem nas sociedades contemporâneas modelos de organização do trabalho e tecnologias dessemelhantes, dificultando assim a deli- mitação das fronteiras do objecto de observação e, portanto, da construção do seu objecto científico.
Mostrar mais

18 Ler mais

Novas tecnologias de processamento de hortofrutícolas

Novas tecnologias de processamento de hortofrutícolas

Equipamento piloto da Escola Superior de Biotecnologia Ozono.. Ozono[r]

38 Ler mais

A DEMOCRACIA FACE AS NOVAS TECNOLOGIAS

A DEMOCRACIA FACE AS NOVAS TECNOLOGIAS

Com essa atual agenda, os Estados perdem, mais uma vez, seu influente papel no âmbito econômico e político, e são desafiados a manter a estabilidade das relações sociais, ainda que diante da forte atuação de empresas multinacionais, ONGs, movimentos sociais, partidos políticos, mídia (social bots, fake-news), crime organizado etc., que emergiram no cenário jurídico internacional nas últimas décadas, impulsionados, em grande medida, pela facilidade da internet e das novas tecnologias.

16 Ler mais

VíDEO E NOVAS TECNOLOGIAS

VíDEO E NOVAS TECNOLOGIAS

Desde o final do século XIX, com o desenvolvimento de novas técnicas e aparatos tecnológicos que permitiram, por exemplo, o advento da fotografia e do cinema, mas principalmente a partir das primeiras décadas do século XX, com o crescimento das editoras, do nascimento do rádio e da televisão, u ma outra sorte de agentes assumiu o papel de gestão de bens simbólicos, determinando novas orientações para o gosto e para o consumo: as indústrias da cultura. Theodor Adorno e Max Horkheimer (1985) foram os primeiros a, ainda no início do século passado, analisarem a natureza e o funcionamento dessa nova instituição, cuja razão de ser, apontaram, é a ideologia do mercado.
Mostrar mais

17 Ler mais

Olhar do educador e novas tecnologias

Olhar do educador e novas tecnologias

e do acesso às dinâmicas do conhecimento, ou por conta da globalização impulsionada pelas tecnologias. Desafio crucial é a preparação adequada de professores, em grande parte porque as universidades se mantêm como instituições do século passado. Não se deram conta de que as “tecnologias se transformaram em espaço de produção” (Ibid., p. 5). “A desconexão entre o engajamento estudantil em espaços digitalmente mediados e suas experiências de alfabetização na sala de aula pode levar a escolarização a se sentir fora de sintonia (out of sync)” (Ibid.). O desafio propriamente dito é fazer com que os alunos “produzam suas próprias ideias” (Ibid., p. 12). A predominância do foco no remix e na convergência (misturar mídias e dinâmicas virtuais) privilegia esforço de combinação em vez de pesquisa criativa, desvelando uma das preocupações dos educadores (CARR, 2010 80 ). Sheridan e Rowsell sublinham “a arte do spin”: 81
Mostrar mais

12 Ler mais

Novas tecnologias e Medicina de Família

Novas tecnologias e Medicina de Família

É possível que a medicina na linha de frente esteja sob maior pressão agora do que em outros períodos. Isto se deve, pelo menos em parte, ao fato de a população estar vivendo por mais tempo do que nunca com um crescente número de doenças crônicas. Cada vez mais o manejo destes problemas ocorre em serviços de atenção primária e comunitária à saúde. Se desejarmos enfrentar este desafio e continuar a oferecer um NHS [National Health System] condizente com seus princípios fundantes, precisamos acolher novas tecnologias e os benefícios em potencial que pode oferecer aos nossos pacientes.
Mostrar mais

5 Ler mais

Formação de Professores para as novas tecnologias

Formação de Professores para as novas tecnologias

É necessário ressaltar, que a capacitação não se limita apenas a esses passos iniciais: será necessário um esforço contínuo de nova capacitação e recapacitação, pois as tecnologias mudam constantemente e o educador não pode de maneira alguma ficar de fora dos novos contextos. Capacitar para o trabalho com novas tecnologias como a informática e telecomunicações não significa apenas preparar o indivíduo para um novo trabalho docente. Significa, de fato, prepará-lo para o ingresso em uma nova cultura, apoiada em tecnologia num processo de integração e comunicação. Além disso, deverá haver uma ação junto às Faculdades de Educação para que estas incluam as novas tecnologias nos cursos de formação de professores.
Mostrar mais

10 Ler mais

NOVAS TECNOLOGIAS NA SALA DE AULA

NOVAS TECNOLOGIAS NA SALA DE AULA

Desde minhas primeiras incursões pela literatura sobre as tecnologias da informação e da comunicação, aplicadas ou não à educação, tenho tido a impressão de caminhar sobre um grande mosaico de pedras desconexas, de formas e tamanhos diversos. Muitas são peças novas, fascinantes e de boa qualidade. Outras são recentes, mas quando examinadas de perto revelam ser apenas fantasia ou pedras gastas, repintadas. Algumas são antigas, resistentes e encaixam muito bem com as novas, de boa qualidade. Outras são muito interessantes, mas ainda não foram cortadas e cozidas, e podem até quebrar quando submetidas à temperatura dos fornos que conferem intemporalidade às cerâmicas nobres.
Mostrar mais

14 Ler mais

Comunicação, educação e novas tecnologias

Comunicação, educação e novas tecnologias

d e contribuir para um futuro mais humanizado que o presente e, esperamos, um pouco mais democrático também. Para isso abordarei rapidamente a origem do desenvolvimento tecnol[r]

14 Ler mais

modelagem matemática e novas tecnologias

modelagem matemática e novas tecnologias

Já a corrente científica considera que a Matemática deve ser ensinada de modo estruturado. A Modelagem é vista aqui, como uma maneira de introduzir novos conteúdos. O que se pode observar é que, tanto a corrente pragmática, quanto a científica, não mostram interesse pelo conhecimento reflexivo. Esse fato levou Barbosa (2001) a considerar a origem de uma terceira corrente, chamada sócio- crítica. Nesta, a Modelagem é vista como um meio para questionar a realidade vivida. Os resultados não são obrigatoriamente positivos, mas geram nível de crítica. O professor deve conduzir os alunos para um conhecimento reflexivo. As atividades potencializam a reflexão sobre a Matemática, a Modelagem e seu significado social. Na visão sócio-crítica, são valorizados todos os resultados, tanto os que são diretamente úteis à Matemática, como aqueles que são úteis para o aprendizado de um modo geral, ao contrário das correntes pragmática e científica. Os resultados que aparentemente não são utilizáveis de imediato, podem vir a sê-lo em estudos posteriores, gerando novas idéias e novas pesquisas.
Mostrar mais

228 Ler mais

O ensino de geografia e as  novas tecnologias.

O ensino de geografia e as novas tecnologias.

O uso das novas tecnologias da informação e comunicação tem muitas vantagens no processo de ensino-aprendizagem, pois possibilita novos meios e recursos para os professores de Geografia tornarem suas aulas mais dinâmicas e com um rendimento escolar melhor, pois a partir do momento que o aluno se entrosa mais nas aulas através de recursos que o chama atenção, como jogos onlines, utilização de google maps, outros software educativo que dinamize mais as aulas, vídeos e documentários para ter uma visão melhor dos assuntos estudados mostrando-lhe casos semelhantes com a sua vida cotidiana, o processo de ensino aprendizagem na Geografia terá uma significância melhor.
Mostrar mais

52 Ler mais

Aula 10   Novas tecnologias

Aula 10 Novas tecnologias

4- existência de fatos novos que reabilitam a discussão das tecnologias aplicadas à educação: surgimento da informática e da telemática, possibilitando aos usuários a oportunidade de entrar em contato com novas e recentes informações, pesquisas e produções científicas de todo o mundo, todas as áreas; a oportunidade de desenvolver a auto- aprendizagem e a aprendizagem a distância a partir de microcomputadores e Internet; a abertura que se configura, no ensino superior, para a formação de competências pedagógicas dos professores universitários, essencial para a atuação docente e para a aprendizagem dos alunos.
Mostrar mais

6 Ler mais

Show all 10000 documents...