Araticum - DNA nuclear - Variabilidade do conteúdo

Top PDF Araticum - DNA nuclear - Variabilidade do conteúdo:

DISSERTAÇÃO_Potencial alelopático do fruto e variabilidade do conteúdo de DNA nuclear de Annona crassiflora Mart

DISSERTAÇÃO_Potencial alelopático do fruto e variabilidade do conteúdo de DNA nuclear de Annona crassiflora Mart

O marolo (Annona crassiflora Mart.) é uma espécie endêmica do Cerrado que passa por um processo contínuo de redução populacional, congruente com a redução das dimensões de seu bioma. Esta espécie apresenta diversos potenciais de uso, portanto faz-se necessário o direcionamento de esforços para a conservação deste recurso genético. Ao se encontrar o potencial de uso de uma espécie, favorece-se sua utilização, e consequentemente, sua conservação. Neste trabalho, buscou-se a detecção do potencial alelopático e a avaliação da variabilidade do conteúdo de DNA nuclear de populações de marolo localizadas em Minas Gerais. Primeiro, estudou-se a alelopatia por meio da utilização de extratos vegetais, utilizando diferentes partes do fruto e solventes com diferentes polaridades. Tais extratos foram avaliados pelas respostas biológicas de três espécies bioindicadoras (alface, brócolis e tomate) quando expostas aos mesmos. As partes do fruto apresentaram potencial alelopático, especialmente o embrião com endosperma em meio de acetato de etila que apresentou efeito inibitório expressivo sobre sementes de alface e brócolis, e o extrato metanólico da casca que apresentou efeito inibitório sobre o tomate. A análise dos extratos por meio de espectometria de massas por ionização por electrospray (ESI-MS) revelou que as partes do fruto de marolo são ricas em compostos bioativos possibilitando a identificação de aleloquímicos nos extratos avaliados. Para se estudar a variabilidade do conteúdo de DNA nuclear, populações de marolo foram identificadas e georreferenciadas em Minas Gerais, das quais foi coletado material vegetal para estimativa do conteúdo de DNA nuclear utilizando citometria de fluxo. Foi encontrada entre populações de marolo variabilidade para o tamanho do genoma e uma correlação positiva significativa entre conteúdo de DNA e latitude (r = 0,46; p = 0,0003). Espera-se que os resultados deste trabalho sirvam de subsídio para estudos do potencial alelopático e farmacológico da espécie A. crassiflora, além de mitigar a lacuna de conhecimento referente a essa planta e fomentar a conservação desse patrimônio genético.
Mostrar mais

100 Ler mais

Cariótipo e conteúdo de DNA nuclear de Passiflora L.: uma contribuição para sistemática e evolução do gênero

Cariótipo e conteúdo de DNA nuclear de Passiflora L.: uma contribuição para sistemática e evolução do gênero

O gênero Passiflora também apresenta ampla variabilidade para o número de cromossomos. Considerando as espécies com contagens reportadas na literatura, seis grupos cariológicos podem ser definidos: a) 2n = 12, 24, 36; b) 2n = 14; c) 2n =18, 36; d) 2n = 20; e) 2n = 22; e f) 2n = 24 cromossomos (STOREY, 1950; SNOW; MACDOUGAL, 1993; DE MELO et al., 2001; e DE MELO; GUERRA, 2003; BELO et al., 2015). Entretanto, a definição do número de cromossomos ancestral para o gênero ainda é conflituosa e possui diferentes proposições: x = 3 (STOREY, 1950), x = 9 (SNOW; MACDOLGAL, 1993), x = 6 (DE MELO et al., 2001) e x = 12 (HANSEN et al., 2006). A proposta de x = 6 têm sido a mais aceita, sendo corroborada por análises da citogenética molecular com base no número e posição dos sítios rDNA 5S e 45S (DE MELO; GUERRA, 2003). Em contrapartida, Hansen et al. (2006) consideraram esta hipótese convincente mais não conclusiva. Então, apoiado em árvores filogenéticas moleculares, estes autores sugeriram que considerar x = 12 como ancestral é mais parcimonioso. De fato, esta é uma questão que ainda permanece em aberto para o gênero Passiflora.
Mostrar mais

94 Ler mais

Cariótipo e conteúdo de DNA nuclear de quatro espécies do gênero Costus L.: uma contribuição citotaxonômica e evolutiva/Karyotype and nuclear DNA content of four species of the genus Costus L.: a cytotaxonomic and evolutionary contribution

Cariótipo e conteúdo de DNA nuclear de quatro espécies do gênero Costus L.: uma contribuição citotaxonômica e evolutiva/Karyotype and nuclear DNA content of four species of the genus Costus L.: a cytotaxonomic and evolutionary contribution

Neste trabalho foi realizado o processamento combinado das espécies alvo e padrão e a centrifugação (diluição da suspensão nuclear ou remoção do citosol), porém, esses procedimentos minimizam, mas não impedem a interferência de metaboólitos secundários (Greilhuber, 2005; Price et al., 2000; Praça et al., 2009). O processamento reduz a variabilidade e melhora a padronização, no entanto, em caso de metabólitos secundários, como resultado, a amostra e núcleos padrão são influenciados na mesma medida (Dolezë et al, 1991; Baranyi e Greilhuber, 1999; Bennett et al., 2008). Tendo em vista os baixos valores do CV, a metodologia aplicada, demostrou - se adequada, porém, não se pode descartar a hipótese da influência desses compostos fenólicos.
Mostrar mais

22 Ler mais

Quantificação do conteúdo de DNA nuclear de Eucalyptus spp. por citometrias de fluxo e de imagemNuclear DNA content quantification of the Eucalyptus spp. by means of flow and image cytometries

Quantificação do conteúdo de DNA nuclear de Eucalyptus spp. por citometrias de fluxo e de imagemNuclear DNA content quantification of the Eucalyptus spp. by means of flow and image cytometries

O conhecimento do tamanho do genoma tem recebido mais atenção desde a década de 90, sendo muito importante em diversas áreas da ciência, como a genética molecular, genômica, melhoramento, taxonomia e cladística (OHRI, 1998; YANPAISAN et al., 1999; ZONNEVELD et al., 2005; BENNETT e LEITCH 2005). Esse conhecimento tem sido útil em estudos de relações filogenéticas, na análise de possíveis correlações entre seu tamanho e características fisiológicas e agronômicas, exemplo dos parâmetros de crescimento em milho (BIRADAR et al., 1994) e cana (EDMÉ et al., 2005), e na análise do efeito de fatores ambientais (LOUREIRO e SANTOS, 2004). De acordo com Price e Johnston (1996) e Hardie et al. (2002), um conjunto de dados que apresente a extensão da variedade do tamanho do genoma entre e intra espécies é importante no estudo da distribuição de sua variabilidade, na freqüência da magnitude dos eventos iniciais que geraram esta mudança de conteúdo, na plasticidade e fluidez do genoma vegetal e na evolução do conteúdo de DNA.
Mostrar mais

73 Ler mais

Diversidade genética, conservação in vitro de germoplasma e análise do  conteúdo de DNA  nuclear em palma de óleo {Elaeis guineensis Jacq. e Elaeis oleifera (Kunth) Cortés}

Diversidade genética, conservação in vitro de germoplasma e análise do conteúdo de DNA nuclear em palma de óleo {Elaeis guineensis Jacq. e Elaeis oleifera (Kunth) Cortés}

O estudo da variabilidade genética baseado em caracteres morfológicos tem fornecido, importantes informações para os programas de melhoramento de palmeiras. O conhecimento da biometria de sementes permite obter informações sobre a dispersão, germinação e identificação de variedades, além de informações para a conservação dos recursos genéticos e sua utilização mais racional e eficiente. O objetivo deste trabalho foi avaliar a diversidade genética em diásporos de palma de óleo e agrupar os acessos quanto às suas características morfológicas divergentes. Foram avaliados diásporos de 41 acessos de palma de óleo (Elaeis oleifera e E. guineensis), quanto à morfologia externa (peso dos diásporos, diâmetro longitudinal e transversal) e interna (espessura do endocarpo, peso das amêndoas, diâmetro longitudinal e transversal, número de lócus e amêndoas e comprimento do embrião). Utilizou-se analise de grupamento para identificar a similaridade em relação às características morfológicas internas e externas. Os acessos de E. oleifera formaram grupos de acordo com a distribuição geográfica da espécie, porém com significativas diferenças entre acessos de mesma origem. Em E. guineensis tipo tenera observou-se grande divergência nos parâmetros externos, que os diferenciaram das outras espécies, sendo espessura de endocarpo a que mais se destacou na diferenciação intra e inter-populacional. Para os acessos de E. guineensis tipo dura o padrão de agrupamento foi similar aquele observado para o tipo tenera e diferindo quanto ao tamanho, peso dos diásporos e espessura de endocarpo.
Mostrar mais

157 Ler mais

Influencia do formol utilizado para conservação de cadaveres na obtenção de DNA nuclear em tecido muscular

Influencia do formol utilizado para conservação de cadaveres na obtenção de DNA nuclear em tecido muscular

Outros pesquisadores, Strachan et al., em 2002, citaram que tal sensibilidade excelente tem fornecido novos métodos para o estudo da origem molecular de doenças e tem encontrado numerosas aplicações na ciência forense, no diagnóstico, na análise de ligações genéticas, utilizando a classificação de um único tipo de esperma, e nos estudos paleontológicos em que as amostras podem conter um número insignificante de células. No entanto, a sensibilidade extrema do método implica que enormes cuidados devem ser tomados para evitar a contaminação da amostra com DNA de outras fontes.
Mostrar mais

80 Ler mais

Estudos polínicos, citogenética e quantidade de DNA nuclear em espécies de Oenocarpus Mart. (Arecaceae)

Estudos polínicos, citogenética e quantidade de DNA nuclear em espécies de Oenocarpus Mart. (Arecaceae)

Os cromossomos podem ser avaliados em células em divisão meiótica ou mitótica, dependendo do objetivo do estudo. Quando vistos em metáfase de células em divisão mitótica, os cromossomos apresentam uma forma característica que possibilitam ser analisados, medidos e utilizados para identificação individual dos pares cromossômicos. Esta forma característica é devido ao comprimento do DNA e posição diferencial da constrição primária, o centrômero (RÖSER, 1999). Dessa forma, as características mais evidentes e utilizadas em estudos de cariótipo são a posição do centrômero, o número e tamanho dos cromossomos, mas ainda é possível analisar os cromossomos pela quantidade de DNA, tamanho do centrômero, largura do cromossomo e outros parâmetros que, por serem mais trabalhosos, são menos empregados (GUERRA, 1988). O número, assim como a morfometria dos cromossomos são características amplamente usadas em estudos de citotaxonomia, que juntamente com outras características citológicas, ajudam no entendimento de variações genéticas envolvidas na evolução de um determinado grupo, na delimitação taxonômica mais clara de espécies, como também na caracterização de genomas de plantas e de animais, incluindo a espécie humana (BALTISBERGER; WIDMER, 2009).
Mostrar mais

98 Ler mais

Polinização e formação de frutos em araticum.

Polinização e formação de frutos em araticum.

O araticum, Annona crassiflora Mart., é fruta típica do Cerrado brasileiro, com potencial econômico e alimentar, entretanto, há baixa produção. O objetivo deste trabalho foi avaliar o sistema reprodutivo do araticum e identificar seus possíveis polinizadores. O experimento foi desenvolvido no Estado de Goiás, Brasil, nos municípios de Goiânia, a 6° 35’ 56,0” S 49° 16’ 44,4” O; 727 m e Vila Propício, a 15°15’ 37,0” S 48 0 42’ 30,9” O; 696 m, em 2004 e 2005. O delineamento foi em blocos ao acaso com quatro tratamentos: polinização cruzada manual (T1); polinização natural (T2); autopolinização espontânea (T3) e autopolinização manual (T4). A viabilidade do pólen foi checada usando carmim acético a 1%. Em 2004, as porcentagens de frutos formados em Goiânia foram de 39,46%; 0% e 0% em T1, T2 e T3, respectivamente. Em Vila Propício foram: 31,11%; 4,65% e 0% em T1, T2 e T3 respectivamente. Em 2005, as porcentagens de frutos formados em Goiânia foram de 64,24%; 4,72%, 0% e 34,38%, em T1, T2, T3 e T4 respectivamente. Em Vila Propício, três espécies de besouros foram coletados nas flores de araticum e identificados como: Cyclocephala atricapilla Mannerheim, Cyclocephala latericia Hohne e Cyclocephala octopunctata Burmeister. Em Goiânia, somente Cyclocephala octopunctata foi coletado. A polinização cruzada manual resultou em alta frutificação. O araticum é espécie autocompatível, mas principalmente alogâmica. Palavras-chave: cerrado, frutas nativas, Cyclocephala, dioicia funcional, Annona crassiflora, cantarofilia,
Mostrar mais

9 Ler mais

Determinação do conteúdo de DNA em pimentão (Capsicum annuum L.) por citometria de imagem

Determinação do conteúdo de DNA em pimentão (Capsicum annuum L.) por citometria de imagem

As metodologias adotadas para estudos de quantificação de DNA em Capsicum annuum L. ‘Fortuna Super’ possibilitaram a determinação do valor 2C = 8,10 pg. Esse valor foi 2% inferior ao relatado para núcleos da mesma população de plantas, por citometria de fluxo. Essa pequena diferença entre os valores mencionados demonstra a adequação da metodologia de CI para determinação do valor C de plantas, com a vantagem de que as análises podem ser feitas utilizando-se uma pequena quantidade de núcleos da amostra. A citometria de imagem, conforme realizada, apresenta, dessa forma, potencial aplicação em estudos de plantas utilizando-se apenas uma única ponta de raiz, o que permite determinar o seu valor 2C, em picogramas, e identificar eventuais variações nesse valor. Tal metodologia também pode ser aplicada em amostras provenientes de cultura de tecidos vegetais ou no monitoramento de materiais submetidos a substâncias que podem alterar o ciclo celular, com o propósito de identificar precocemente possíveis variações no conteúdo de DNA desses materiais.
Mostrar mais

65 Ler mais

DISSERTAÇÃO_Duplicação cromossômica de bananeira “ouro” com amiprofósmetil e avaliação da estabilidade do conteúdo de DNA

DISSERTAÇÃO_Duplicação cromossômica de bananeira “ouro” com amiprofósmetil e avaliação da estabilidade do conteúdo de DNA

Em programas de melhoramento genético de bananeira diversas estratégias são usadas, dentre elas a de duplicação cromossômica in vitro de diploides AA/BB para gerar tetraploides, que posteriormente serão cruzados com diploides melhorados permitindo a criação de triploides secundários AAA/AAB, que se beneficiam do efeito “gigas”. Assim, o presente trabalho tem como objetivo verificar o efeito do Amiprofós-metil (APM) na indução de duplicação de cromossomos em explantes da bananeira “Ouro”, cultivar diploide (AA) que possui características importantes para o melhoramento genético, bem como a estabilidade no conteúdo de DNA das plantas ao longo de 30 dias. O experimento foi realizado no Laboratório de Cultura de Tecidos, situado no Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras – UFLA, utilizando como material vegetal explantes de bananeira “Ouro”, diploide (AA), cedidos pela EMBRAPA Mandioca e Fruticultura. Inicialmente os explantes foram estabelecidos in vitro em meio MS suplementado com 2,5 mg L -1 de BAP (6-benzilaminopurina), 30 g L -1 de sacarose, 1,7g L -1 de Phytagel e pH 5,8. Foi utilizado delineamento inteiramente casualizado com 20 tratamentos, que consistem nas 5 diferentes doses de APM e os 4 tempos de exposição do explante ao antimitótico, sendo 13 plantas por parcela. Após estabelecimento in
Mostrar mais

46 Ler mais

Nuclear DNA content and chromosome number in Brachiaria spp. genotypes

Nuclear DNA content and chromosome number in Brachiaria spp. genotypes

ABSTRACT - Breeding programs for Brachiaria spp. use both intraspecies and interspecies crosses between sexual and apomictic plants in order to obtain new cultivars with the desired characteristics. As there are different ploidy levels both within and between species of this genus, it becomes necessary to evaluate the genotypes used in breeding programs, as a guide to breeders when adopting crossing strategies. In this work, DNA content and chromosome number were determined in order to characterise ploidy levels in Brachiaria spp. genotypes. In the analysis of 15 genotypes, DNA content varied with the ploidy levels (2x, 3x and 4x), and between species and/or taxon. The average DNA content was 1.74 pg (2x) in B. ruziziensis, 3.74 pg (4x) in B. decumbens and 3.52 pg (4x) for B. brizantha. For the genotype 86, 2.57 pg of DNA was obtained and 2n = 3x = 27, indicating a triploid accession, probably a natural hybrid. The variation in the total DNA content allowed the differentiation of Brachiaria ruziziensis (2n = 2x = 18) from the tetraploid species Brachiaria Brizantha and Brachiaria decumbens (2n = 4x = 36), as well as the probable hybrid triploid (2n = 3x = 18) of these species.
Mostrar mais

6 Ler mais

Variabilidade do potencial mátrico e do conteúdo de água no solo em experimento de manejo de irrigação.

Variabilidade do potencial mátrico e do conteúdo de água no solo em experimento de manejo de irrigação.

Desenvolveu-se um experimento de manejo de irrigação de milho (Zea mays L.), cultivado em Latossolo Roxo, de julho a dezembro de 1994, em Guaíra (SP). Os tratamentos, com 4 repetições, foram: tr000 - aplicação de metade da lâmina de água recomendada durante todo o ciclo da cultura; tr0I0 - aplicação da lâmina recomendada somente na fase intermediária da cultura, e metade dessa lâmina na fase inicial e final; e trIII - aplicação da lâmina recomendada durante todo o ciclo da cultura. Utilizando tensiômetros, mediu-se o potencial mátrico de 0,10 a 1,00 m de profundidade, de 0,10 em 0,10 m e, a partir dos valores obtidos, analisaram-se a variabilidade e a propagação desta para o conteúdo de água no solo. Os resultados mostraram que: (1) eventualmente, nas primeiras leituras realizadas após irrigação ou precipitação pluvial, o potencial mátrico e o conteúdo de água no solo mostraram acréscimos em suas variabilidades, pelo fato de, em alguma repetição, a frente de molhamento não ter atingido a cápsula porosa do tensiômetro; (2) o valor do potencial mátrico aumentou em profundidade, tendência que foi acompanhada de um aumento da estabilidade temporal e de uma redução da variabilidade espacial; (3) o potencial mátrico apresentou variabilidade elevada e heterogeneidade de variância; (4) a variabilidade do conteúdo de água no solo foi menos acentuada que a do potencial mátrico, para toda a faixa estudada. Mediante tais resultados, foi possível concluir que a irrigação pode ser manejada com alto nível de confiança estatística quando os resultados de potencial mátrico são transformados para conteúdo de água no solo, transformação esta que minimiza os problemas de variabilidade.
Mostrar mais

9 Ler mais

Karyotype and nuclear DNA content of Trichomycterus areolatus (Siluriformes, Trichomycteridae)

Karyotype and nuclear DNA content of Trichomycterus areolatus (Siluriformes, Trichomycteridae)

The specimens studied were collected from the Ti- jeral and Huilma Rivers, in the south of Chile (Bueno River hydrographic basin, Province of Osorno, 10 th Region). Chromosome preparations were obtained by the squash method from bronchial epithelium of the fishes, previously treated with an intraperitoneal colchicine injection (0.5% p/v). Thirteen individuals from the Tijeral River (two males, two females and nine of unknown sex) and twelve from the Huilma River (two males, two females and eight of unknown sex) were analyzed. The chromosomes were stained with 4% Giemsa solution. Chromosome morphol- ogy was identified based on the centromeric index, follow- ing the protocol of Levan et al. (1964). For the fundamental number determinations, it was assumed that metacentric and submetacentric chromosomes are two-armed chromo- somes, and the subtelocentric and telocentric (= acrocen- tric) are one-armed chromosomes. The length of the short arm (SA) and long arm (LA) of each chromosome pair of the karyotype was obtained, and the absolute values were standardized as relative lengths over the total length of the haploid chromosome complement. For each chromosome pair, the total relative length (TRL) in percentage and the total absolute length (TAL) in µm were also recorded. The nuclear DNA content of T. areolatus was determined by
Mostrar mais

5 Ler mais

TESE_Diversidade genética, caracterização nutricional e conteúdo de DNA de diferentes tecidos de Butia capitata

TESE_Diversidade genética, caracterização nutricional e conteúdo de DNA de diferentes tecidos de Butia capitata

to infer that there is greater diversity within populations , we observed the formation of three major groups; one with plants of the populations of Bonito de Minas, ICA and Abóboras, a second with plants of ICA and Cristália and a third one with plants of Mirabela and Cristália . In the second study it was found that the pulp of Butia capitata is quite acid and has a high concentration of vitamin C, total phenolics and antioxidant capacity, however, has low amount of total sugars. The pulp of Butia capitata has high humidity and median values of fiber and protein. The potassium and iron are present in larger amounts in pulp B. capitata. In the last essay cotyledon petiole structures and haustorium after 8 days of in vitro culture had its DNA contents changed over the evaluated periods showing high variation coefficients. The sheath, petiole and cotyledon radicle have lower coefficients of variation and equal amounts of DNA, being these structures the most reliable for tissue analysis in Butia capitata.
Mostrar mais

128 Ler mais

Avaliação do conteúdo global de metilação do DNA e expressão de sirtuínas no pulmão de ratos Wistar.

Avaliação do conteúdo global de metilação do DNA e expressão de sirtuínas no pulmão de ratos Wistar.

Epigenetics is defined as the reversible and inheritable changes in the functional genome arising from environmental factors that do not alter the nucleotide sequence of DNA. The epigenetic mechanisms act by regulating the expression of genes promoting the reprogramming of the epigenome. Therefore, the objective of this work was to evaluate whether the consumption of a diet rich in simple carbohydrates and the association with aerobic training of swimming with load, during 18 weeks, would be able to induce a change in the global methylation content and in the expression of sirtuins in the lung tissue of Wistar rats. Initially, 40 Wistar rats aged 35 days were divided into four groups: Sedentary control diet (SDC), sedentary carbohydrate diet (SDRC), trained control diet (TDC) and trained carbohydrate diet (TDRC), animals made use of diet and training and after this period, euthanized. The results showed that in all the groups analyzed, regardless of the diet consumed and the training, Sirtuina (Sirt2) was the most expressed gene, when compared to the expression of Sirt 3, Sirt4, Sirt5, Sirt6 and Sirt 7. There was a significant difference in 5-methylcytosine content in lung tissue induced by SDRC or by swimming physical training (p <0.001). It can also be observed that there were no statistical differences in the levels of expression of enzymes responsible for DNA methylation (Dnmt1, Dnmt3a and Dnmt3b) as well as the expression of the enzymes that demethylate DNA (Tet 2 and Tet 3). Histological analyzes showed that, in all groups evaluated, regardless of diet and training, the presence of an inflammatory process in the lung parenchyma, not compatible with the lungs of rats considered to have a normal pulmonary architecture. There was no change in the expression of genes related to oxidative stress: Cat, MnSod, ZnSod, as well as inflammatory cytokines: IL6 and Tnf, corroborating the results of histological analyzes. It was possible to detect in lung tissue that 30% of the animals in the trained groups had positive PCR for the 16S rRNA gene, while in sedentary animals this percentage rose to 70%, suggesting that aerobic swimming training decreased the pulmonary bacterial load. Taken together, the data obtained allow us to conclude that the gene expression of animals is very heterogeneous within the same group, which did not leave evident statistical differences that would allow us to suggest epigenetic mechanisms induced by the environment.
Mostrar mais

80 Ler mais

Nuclear and mitochondrial DNA markers in traceability of retail beef samples

Nuclear and mitochondrial DNA markers in traceability of retail beef samples

minutes; 35x (94 o C, 25 seconds; 62 o C, 20 seconds; 72 o C, 45 seconds) and a final heat of 72 o C, 10 minutes. The LHR and sat1711a were amplified in order to identify the presence of nuclear specific B. taurus and B indicus alleles, respectively. Hence, in order to identify the matrilineal ancestrally a mitochondrial SNP (mtDNA) was also evaluated. The reactions were carried individually and the reaction conditions were as described above, except for the annealing temperature: 58 o C, 62 o C and 58 o C for LHR, sat1711a and mtDNA primers, respectively. Reactions products for LHR, sat1711a and mtDNA (15μl) were directly subjected to enzymatic restriction (Hha I, Msp I and Hind III, respectively). The final products of PCR or PCR-RFLP were submitted to electrophoresis in 2% agarose gel with ethidium bromide. The images were captured in a laser scanner FujiFilm3000.
Mostrar mais

4 Ler mais

Variabilidade da região ITS do Cluster Ribossõnico Nuclear em populações de ostras de três estuários da costa cearense

Variabilidade da região ITS do Cluster Ribossõnico Nuclear em populações de ostras de três estuários da costa cearense

Classificações taxonômicas de ostras são problemáticas, pois estes organismos possuem características morfológicas pouco informativas. A variabilidade da região ITS do cluster ribossômico tem sido bastante utilizada em estudos filogenéticos e taxonômicos, visto que esta região apresenta uma variabilidade relativamente elevada e fácil amplificação por termociclagem. A ostra foi, por décadas, confundida com , entretanto, estudos recentes indicam que são duas espécies biologicamente distintas. Esta pesquisa objetivou analisar a variabilidade da região ITS01 de populações de ostras em três estuários da costa do Estado do Ceará e investigar a presença de uma segunda espécie de ostra pertencente ao gênero . Exemplares da ostra nativa cf. foram coletados nos estuários da costa cearense para análise de variabilidade populacional. Foram coletados também espécimes de cf. para estudo de filogenia e comparação com o primeiro grupo de ostras. Após extração de DNA e amplificação por PCR da região ITS01, seqüências desta região foram obtidas para análise filogenética realizada através dos métodos de !" e máxima parcimônia. Sequências de ITS01 descritas no # $ % para 35 indivíduos, representando 12 espécies de ostras do gênero , e mais duas seqüências de & (grupo externo), foram utilizadas para os alinhamentos com as sequências obtidas na presente pesquisa. A variabilidade intraespecífica de .cf. foi estudada pelo método da máxima parcimônia. Seqüências inéditas de ITS01 completo foram obtidas para e , com 427 e 439 pb, respectivamente. A árvore de !" evidenciou a clara separação de .cf e .cf. em ramos distintos (100%), confirmando a ocorrência de, pelo menos, duas espécies de no local de estudo. O estudo sugere a ocorrência de no Estado do Ceará. Embora alguns autores tenham considerado
Mostrar mais

58 Ler mais

Análise da Variabilidade Genética de Populações de Drosophila polymorpha de Santa Catarina Usando um Marcador Nuclear e um Mitocondrial.

Análise da Variabilidade Genética de Populações de Drosophila polymorpha de Santa Catarina Usando um Marcador Nuclear e um Mitocondrial.

As coletas foram realizadas em três unidades de conservação, que são: a Reserva Biológica Estadual da Canela Preta, Reserva Biológica Estadual do Aguaí e o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, distribuídas respectivamente nas regiões norte, sul e central do Estado de Santa Catarina (Figura 2, Tabela 1). Para a captura das moscas foram utilizadas 80 armadilhas, feitas a partir de garrafas PET (Figura 3) confeccionadas segundo Tidon & Sene (1988). As armadilhas continham como isca uma mistura de banana, laranja e abacaxi fermentados. Estas armadilhas foram distribuídas ao longo das trilhas (penduradas em árvores) para aumentar a abrangência amostral do local. As trilhas percorridas em cada UC foram definidas em conjunto com os responsáveis pelas unidades de conservação, no sentido de maximizar a variabilidade ambiental das coletas.
Mostrar mais

75 Ler mais

Filogeografia molecular de Phakopsora pachyrhizi com base em dados de sequenciamento de regiões gênicas do DNA nuclear

Filogeografia molecular de Phakopsora pachyrhizi com base em dados de sequenciamento de regiões gênicas do DNA nuclear

The internal transcribed spacer (ITS) region of the 18S–28S nuclear ribosomal DNA (nrDNA), which includes two spacers (ITS1 and ITS2) and the intervening 5.8S gene, constitutes a multicopy gene family. Due to concerted evolution, the tandem nrDNA repeats are more homogeneous within species and more distinct between species (Alvarez and Wendel, 2003). Transcription of the 18S–28S nrDNA cistron produces a single, long transcript from which, upon processing, the ribosomal RNAs are released with the spacers degraded to nucleotides (Coleman, 2009). Even though the spacers are not incorporated into the mature ribosomal RNA (rRNA), they are required to form functional secondary structures that contain binding sites for nuclear proteins required for ribosome biogenesis and correct processing of rRNA (Hillis and Dixon, 1991; Nazar 2004; Mullineux and Hausner, 2009). Sequence alignments of ITS have shown that polymorphic sites are distributed in a non-uniform manner across the ITS region. The 5.8S gene sequences are extremely conserved, the ITS1 and ITS2 sequences are highly polymorphic (Hillis and Dixon, 1991; Coleman, 2007; Nilsson et al., 2008). Given evolutionary constraints, both ITS1 and ITS2 sequences exhibit some conservation at the structural level, even though they can vary significantly at the sequence level (Hausner and Wang, 2005).
Mostrar mais

98 Ler mais

Nuclear DNA content and karyotype of Rosewood (Aniba rosaeodora)

Nuclear DNA content and karyotype of Rosewood (Aniba rosaeodora)

Rosewood (Aniba rosaeodora Ducke, Lauraceae) is ecologically and economically important to the Amazon region. As a consequence of its economic importance, rosewood populations have been decimated in the Amazon forest. Species of nine genera of the Lauraceae family have characterized karyotypes with n = x = 12 chromosomes in the gametophytic phase but the genus Aniba is one of the least studied Lauraceae genera with a previously undescribed genome. We used cytogenetic techniques to determine that the A. rosaeodora karyotype contained 12 pairs (2n = 24) of relatively small submetacentric chromosomes with lengths ranging from 1.34 to 2.25 m m and a nucleolar organizer region (NOR) in the short arm of chromosome 7. Flow cytometry gave 2C = 2.32 pg of DNA, equivalent to approximately 2.24 x 10 9
Mostrar mais

4 Ler mais

Show all 8203 documents...