Arcabouço de software

Top PDF Arcabouço de software:

Arcabouço de software para auxiliar no desenvolvimento de sistemas interface cérebro-computador pervasivos.

Arcabouço de software para auxiliar no desenvolvimento de sistemas interface cérebro-computador pervasivos.

Neste capítulo é discutido como foi realizada a implementação de cada módulo do sistema ICC pervasivo desenvolvido neste trabalho. Essa discussão é iniciada com uma apresentação sobre o desenvolvimento do hardware usado na aquisição dos sinais, sendo mostrados os disposi- tivos usados, a interface de comunicação usada entre esses dispositivos e os requisitos para o equipamento implementado funcionar adequadamente. A discussão segue com a apresentação dos passos realizados para aquisição dos sinais cerebrais. Depois, é abordado o treinamento realizado com os participantes para que eles aprendam a operar o sistema, sendo mostrado o procedimento adotado durante as etapas do treinamento. O processamento do sinal é mostrado com foco na implementação do algoritmo máquina de suporte vetorial usado na classificação das características do sinal. Em seguida, é apresentada a realização do acesso aos dispositivos multimídia. É discutido o desenvolvimento do arcabouço de software, sendo apresentados os módulos desse arcabouço e os passos realizados para suas implementações. Finalmente, são abordados o planejamento e a elaboração do teste de usabilidade a ser realizado para avaliação do sistema ICC pervasivo para o controle de dispositivos multimídia.
Mostrar mais

84 Ler mais

BASS: um arcabouço de software para integração de sistemas de informação: um arcabouço de software para integração de sistemas de informação

BASS: um arcabouço de software para integração de sistemas de informação: um arcabouço de software para integração de sistemas de informação

Eberhart (2002) propõe o arcabouço conceitual Web Service Description Framework (WSDF). Esse arcabouço trata o aspecto de dinamismo de aplicações orientadas a servi- ços baseando-se em modelos da Web Semântica e Ontologias. WSDF provê mecanismos tanto para a descrição quanto para a ligação e invocação dinâmica de serviços. O principal propó- sito de WSDF é permitir que um cliente possa acessar um serviço sem o conhecimento prévio de sua descrição. WSDF não é um arcabouço de software, mas uma especificação conceitual, arquitetural e de desenho de sistemas. WSDF requer a utilização do padrão de desenho Ob- server (Gamma et al., 1995) tanto no desenho de clientes quanto de serviços. O objetivo do Observer é descrever um mecanismo que estabelece uma relação um-para-muitos entre obje- tos, de forma que, quando um objeto muda o seu estado, todos os seus objetos dependentes são notificados. WSDF define o uso de meta-informações sobre serviços tanto no lado cliente quanto nos serviços, por meio de anotações semânticas utilizando RDF (Resource Description Framework ) (Lassila e Swick, 2002). O Observer deve ser utilizado no desenho de serviços e clientes para notificar mudanças nos serviços mantendo essas anotações atualizadas.
Mostrar mais

89 Ler mais

Arcabouço de software baseado em componentes para desenvolvimento de aplicações de gerenciamento de energia.

Arcabouço de software baseado em componentes para desenvolvimento de aplicações de gerenciamento de energia.

De um ponto de vista operacional, aplicações são orientadas a trabalhar com dados e invocação de serviços. Seria interessante se uma estratégia de energia pudesse saber quais os serviços disponíveis à aplicação, e de preferência, saber quanto tempo dura para executar um serviço ou, pelo menos, quando o resultado do serviço deve ser obtido. Baseado nesses dois conceitos foi desenvolvida uma linguagem baseada em XML para modelar o comportamento desejado e esperado de uma aplicação. Baseado nessa informação de comportamento, o arcabouço será capaz de decidir não apenas quando se conectar aos serviços, mas também decidir qual dado dever ser enviado ou recebido.
Mostrar mais

67 Ler mais

Arcabouço de software para a aquisição de dados de saúde através de jogos eletrônicos.

Arcabouço de software para a aquisição de dados de saúde através de jogos eletrônicos.

Para possibilitar o desenvolvimento de jogos para captura de dados de saúde, um arcabouço deve permitir a aquisição e persistência dos dados obtidos a partir da interação do usuário co[r]

71 Ler mais

Um arcabouço de software reflexivo para persistencia de objetos em bases de dados heterogeneas

Um arcabouço de software reflexivo para persistencia de objetos em bases de dados heterogeneas

Esse método as- socia o nome name ao objeto object , registra esse objeto como uma nova raiz de persistência no servidor de nomes (método register(String na.me, Oid oid)) e torna-o[r]

116 Ler mais

Um arcabouço para planejamento e controle descentralizado de robôs heterogêneos

Um arcabouço para planejamento e controle descentralizado de robôs heterogêneos

Esta tese aborda o problema de navegação e controle descentralizado de times de robôs cooperativos em ambientes com obstáculos. Propõem-se aqui uma metodo- logia para a coordenação de ag[r]

131 Ler mais

GUARD: um arcabouço para recomendação baseado em programação genética

GUARD: um arcabouço para recomendação baseado em programação genética

Os sistemas de recomendação fornecem sugestões de itens baseados no interesse do usuário. Esses sistemas estão presentes em diversos contextos, tais como comércio eletrônico, máquinas de busca e guias de programação para TV digital. Esta dissertação propõe o GUARD (A Genetic Unified Approach for Recommendation), um arcabouço baseado em programação genética criado para gerar funções de ranking de itens para sistemas de recomendação. O arcabouço desenvolvido é flexível, e apesar de ter sido implementado para trabalhar com filtragem colaborativa, pode ser facilmente estendido para recomendação baseada em conteúdo ou híbrida. Na filtragem colaborativa, itens são recomendados ao usuário levando em consideração a preferência de usuários com interesses semelhantes aos seus.
Mostrar mais

68 Ler mais

DESENVOLVIMENTO DE ARCABOUÇO CARDÍACO DERIVADO DE ÓRGÃO DESCELULARIZADO

DESENVOLVIMENTO DE ARCABOUÇO CARDÍACO DERIVADO DE ÓRGÃO DESCELULARIZADO

Os corações foram cortados em pequenos pedaços e as amostras passaram por inclusão em etanol 30%, 50%, 70%, 90% e três banhos etanol 100%, com tempos de 15 min cada banho e então levadas para ponto crítico, após o ciclo completo do ponto crítico o peso seco foi obtido. As amostras foram colocadas em tubos cônicos de 1,5mL, foram adicionados 180 µL de tampão ATL e 20 µL de proteinase K e vortexados. Os tubos foram incubados em banho maria a 56°C overnight para completa lise do tecido. Seguiu-se com adição de 200 µL de tampão AL e foram vortexados e incubados a 56°C por 10 min. 200 µL de etanol 100% foi acrescido e vortexados novamente. A mistura foi pipetada em uma coluna mini spin do próprio kit DNeasy (Qiagen, Germany) e coletada em tubos de 2mL, foi então centrifugada a 6000 X g por 1 min. O líquido do tubo foi descartado e inserido novo tubo de 2mL para então acrescentar 500 µL do tampão AW1 na coluna e centrifugar a 6000 X g por 1 min. Novamente o líquido restante foi descartado e um novo tubo inserido. 500 µL do tampão AW2 foi adicionado a coluna e centrifugado por 3 min a 20000 X g. A mini coluna foi transferida para um tubo cônico e o DNA foi eluido por adição de 200 µL de tampão AE ao centro da coluna e incubado a temperatura ambiente por 1 min, então foi centrifugado por 1 min a 6000 x g. As amostras foram analisadas e os quatificação de DNA residual foram feitas por nanodrop 2000 spectrophotometer (Thermo Scientific) o gráfico da diferença estatística entre os grupos foi obtida por software GraphPad Prism 6.0.1.
Mostrar mais

44 Ler mais

MYOP: um arcabouço para predição de genes ab initio"

MYOP: um arcabouço para predição de genes ab initio"

Utilizando essas três topo- logias, estudamos a influência de dois modelos probabilísticos para a região codificadora e dois tipos de modelo para cada um dos 4 sinais biológicos (sinal d[r]

111 Ler mais

EbitSim: simulador de BitTorrent utilizando o arcabouço OMNeT++

EbitSim: simulador de BitTorrent utilizando o arcabouço OMNeT++

O protocolo BitTorrent é uma das aplicações P2P mais bem sucedidas da Internet, sendo largamente estudada pela comunidade de pesquisa. Contudo, o estudo da dinâmica de uma rede BitTorrent de larga escala apresenta diversos desafios, tais como a dificuldade em realizar capturas da rede ou montar experimentos para medição. O método utilizado para superar estes desafios é a simulação, porém não há uma ferramenta adequada disponível para a comunidade de pesquisa. Por conta disso, a maioria dos trabalhos que utilizam simulação desenvolvem os seus próprios simuladores, resultando em trabalhos que não podem ser repetidos ou verificados. Neste trabalho, é apresentado o simulador de BitTorrent EbitSim, que permite a alteração dos mecanismos utilizados, a configuração dos parâmetros do sistema e a definição da topologia utilizada. O simulador foi desenvolvido utilizando o arcabouço OMNeT++, que fornece um conjunto de ferramentas que facilitam a configuração de variados cenários e dos parâmetros do modelo. Além disso, o arcabouço INET foi utilizado para modelar as camadas inferiores de rede. O desenvolvimento do modelo do BitTorrent foi baseado na especificação oficial, e contou com o auxilio de trabalhos relacionados e discussões com desenvolvedores de clientes BitTorrent. O EbitSim foi validado por meio de comparações com resultados obtidos a partir de uma implementação real de uma rede BitTorrent, realizada em um ambiente de testes controlado. Foi demonstrado que o EbitSim apresenta resultados compatíveis com uma rede BitTorrent real.
Mostrar mais

110 Ler mais

Gel de plaquetas: arcabouço 3D para cultura celular.

Gel de plaquetas: arcabouço 3D para cultura celular.

Investigando o papel da plaqueta idealizou-se a sua utilização, sob a forma de gel, como arcabouço 3D para cultura celular baseando-se na secreção de uma série de hormônios interfaceados com a adesão, cicatrização e neovascularização dos seus grânulos. A possibilidade de uso do plasma rico em plaquetas (PRP) como um arcabouço 3D em forma de gel para sustentação das células possui diversas van- tagens. Entre elas, lista-se ser um material biológico, que apresenta fácil reabsorção após a fase de transplantação, pode ser produzido com concentrado de plaquetas do próprio paciente que receberá o transplante, trata-se de um material barato, além de serem ricos em fatores de crescimento, em particular, PDGF e TGF que estimulam a síntese de matriz extracelular 7 , são importantes para diferenciação em
Mostrar mais

3 Ler mais

Um arcabouço de avaliação de algoritmos de Sistemas de Quóruns Bizantinos

Um arcabouço de avaliação de algoritmos de Sistemas de Quóruns Bizantinos

Em um segundo momento, o cap´ıtulo 5 contribui, em uma ´ultima an´alise, no entendimento de abordagens empregadas para implementac¸˜ao de sistemas de armazenamento tolerantes a faltas bi- zantinas. Diga-se que esta contribuic¸˜ao ´e muito importante, sobretudo para a classe dos sistemas de qu´oruns bizantinos (foco central desta dissertac¸˜ao). Sabendo-se que existe um grande n´umero de tra- balhos que apresentam protocolos de sistemas de qu´oruns bizantinos, ´e preciso que a sua efetividade e, fundamentalmente, seu comportamento sejam observados na pr´atica, tendo em vista as possibilidades oferecidas por diferentes cen´arios de execuc¸˜ao — diferentes modelos de rede, diferentes alterac¸˜oes na carga de faltas, presenc¸a de concorrˆencia de operac¸˜oes, etc. E, para que esta atividade de avaliac¸˜ao acontec¸a em um car´ater mais preciso e de maneira mais eficiente, conv´em realiz´a-lo em um mesmo ambiente: isto evita maiores esforc¸os com desenvolvimento e maiores problemas com comparac¸˜oes entre implementac¸˜oes realizadas sobre suportes computacionais (ora em software, ora em hardware) diferentes e espec´ıficos, onde se tem o risco maior de comprometer a qualidade da an´alise. O trabalho em [20], por exemplo, ilustra este ´ultimo aspecto. Tal compara duas implementac¸˜oes de sistemas de armazenamento tolerantes a faltas bizantinas: uma baseada em sistema de qu´oruns (apresentada no mesmo trabalho), outra baseada em replicac¸˜ao m´aquinas de estado realizada por outro trabalho [9], por´em se trata de an´alise de sistemas espec´ıficos e diferentes.
Mostrar mais

121 Ler mais

Cultura de condrócitos em arcabouço tridimensional: hidrogel de alginato.

Cultura de condrócitos em arcabouço tridimensional: hidrogel de alginato.

Muitos pesquisadores têm usado o hidrogel de alginato como ar- cabouço de sustentação dos condrócitos para implante em articu- lações lesadas em modelos animais. A vantagem desse hidrogel é a sua propriedade atóxica e a sua utilização de maneira injetável. Tal arcabouço pode ser injetado juntamente com os condrócitos in situ , permitindo a sua gelatinização com cloreto de cálcio no local da lesão. 3,15 O alginato é degradado por vias enzimáticas no pró-

5 Ler mais

Um arcabouço de monitoramento e auto-proteção para nuvens privadas

Um arcabouço de monitoramento e auto-proteção para nuvens privadas

Com o objetivo de validar as ideias supracitadas foi feita uma aná- lise dos padrões a serem seguidos nas áreas (quando não existentes foram descritos os padrões de facto, ou seja, os mais usados) e um arcabouço foi desenvolvido. Este arcabouço conta com dois tipos de agentes, de monitora- mento e de proteção além de contar com um canal de comunicação baseado no paradigma Publicar/Assinar e uma interface web que permite a definição de políticas de alto-nível, neste caso o nível de segurança aceitável no sistema. Resumidamente, o seu arcabouço funciona da seguinte maneira: O administrador do sistema ou responsável pela organização defini o nível de segurança requerido nesta e seleciona ou desenvolve os módulos dentro das áreas a serem cobertas pelo sistema. Assim, os agentes de monitoramento coletam as informações e repassam as mensagens relevantes aos agentes de auto-proteção interessados. Estes por sua vez analisam as informações atra- vés de uma função de utilidade e, se necessário, tomam as devidas ações para evitar uma ameaça.
Mostrar mais

107 Ler mais

Adapta: um arcabouço para o desenvolvimento de aplicações
distribuídas adaptativas

Adapta: um arcabouço para o desenvolvimento de aplicações distribuídas adaptativas

Eventos consistem em situações de disponibilidade de recursos que se estendem durante um determinado período de tempo chamado de tempo de duração. O tempo de duração é determinado na denição do evento e pode ser alterado dinamicamente pelo usuário do arcabouço. A avaliação de eventos baseia-se em expressões lógicas inseridas pelo usuário do arcabouço como parte da denição do evento. A m de disparar a noti- cação de um evento, a expressão lógica correspondente deve permanecer válida durante todo o tempo de duração, evitando a geração de eventos quando situações temporárias ocorrem, por exemplo: picos de uso da UCP quando um aplicativo é aberto na máquina. Aos eventos gerenciados pelo Serviço de Eventos Locais dá-se o nome de even- tos locais. Estes eventos descrevem mudanças nos recursos computacionais obtidos em um nó único, como UCP, memória, disco rígido e interface de rede. Eventos locais ini- ciam o processo de adaptação de aplicações centralizadas e aplicações distribuídas cujas ações de reconguração independem dos demais nós da rede, e ainda provêem ciência das condições de disponibilidade de recursos computacionais no ambiente distribuído ao Serviço de Eventos Distribuído.
Mostrar mais

116 Ler mais

Cultura de condrócitos em arcabouço tridimensional: hidrogel de alginato

Cultura de condrócitos em arcabouço tridimensional: hidrogel de alginato

This study targeted the culture of alginate hydrogel-encapsulated chondrocytes, the characterization of extracellular matrix (ECM) production of a tissue produced in vitro so that this[r]

5 Ler mais

Arcabouço conceitual de adaptação de recursos educacionais

Arcabouço conceitual de adaptação de recursos educacionais

aluno com baixos níveis de habilidades recebe um recurso com alto grau de utilidade e adequado a seu estilo de aprendizagem). Dessa forma, neste cenário utilizamos Arquiteturas Pedagógicas com correção em pares de estudantes. Alunos de diferentes perfis (de acordo com seus níveis de habilidades) foram escolhidos para formar seus pares de executor-avaliador dentro das atividades. Para a escolha dos pares de estudantes, utilizamos o algoritmo K-Means na ferramenta de software Weka [Weka, 2018]. Utilizamos 2 clusters (K = 2) da seguinte forma: Cluster 0 (níveis de habilidades inferiores): 20 estudantes (60,61%); Cluster 1 (níveis mais altos de habilidades): 13 alunos (39,39%). Cada aluno do Cluster 0 interagiu com pelo menos um aluno do Cluster 1 e vice-versa. A Figura 2 apresenta um exemplo de debate de teses recomendado a estudantes, em que um aluno (no formulário de avaliação) está avaliando a resposta do seu colega (em minha tese 1).
Mostrar mais

10 Ler mais

Um arcabouço para o desenvolvimento de simuladores de procedimentos em realidade virtual.

Um arcabouço para o desenvolvimento de simuladores de procedimentos em realidade virtual.

O modelo geom´ etrico cont´ em a representa¸c˜ ao visual de todos os elementos do ce- n´ ario. Conforme mencionado na arquitetura, ´ e importante que este modelo esteja organizado de forma hier´ arquica, e seja capaz de representar instˆ ancias e anima- ¸c˜ oes. No entanto, estes recursos b´ asicos e muitos outros j´ a est˜ ao dispon´ıveis atra- v´ es de diversas bibliotecas de software distribu´ıdas gratuitamente, como o Ogre ( JUNKER , 2006), o OpenSG ( REINERS; VOSS; BEHR , 2002) e o OpenSceneGraph ( MARTZ , 2007).

131 Ler mais

Arcabouço jurídico e tecnologia para compostagem de resíduo de abatedouro

Arcabouço jurídico e tecnologia para compostagem de resíduo de abatedouro

Figura 3.14 - Dados de análise química de composto orgânico oriundo de resíduo de abate bovino, com e sem inoculante, iniciados no período mais quente e no período mais frio d[r]

142 Ler mais

Show all 5484 documents...