Atendimento de enfermagem

Top PDF Atendimento de enfermagem:

Atendimento de enfermagem às mulheres que sofrem violência sexual.

Atendimento de enfermagem às mulheres que sofrem violência sexual.

O objetivo deste estudo foi caracterizar a assistência de enfermagem prestada pelo enfermeiro às mulheres que sofreram violência sexual, atendidas no Hospital da Mulher -CAISM/Unicamp. Foi realizado estudo retrospectivo e descritivo com 146 fichas de atendimento de enfermagem a mulheres, entre junho de 2006 a maio de 2007. Os resultados mostraram que a maioria dos atendimentos ocorreu durante o período diurno, houve coerência entre as intervenções e os diagnósticos de enfermagem identificados, e as mulheres relataram que receberam orientações de acordo com o protocolo do programa. O tempo da consulta de enfermagem foi maior no período noturno (p=0,0227) e essas mulheres mais frequentemente conheciam os riscos de saúde, decorrentes da violência sexual (p=0,0072), adequaram os horários do antirretrovirais, de acordo com suas atividades diárias (p=0,0397), e estavam mais orientadas quanto à finalidade das sorologias (p=0,0351). Conclui-se que o atendimento prestado mostrou-se adequado e com melhor qualidade no plantão noturno.
Mostrar mais

8 Ler mais

Holopraxis na enfermagem: dificuldades, experiências e possibilidades.

Holopraxis na enfermagem: dificuldades, experiências e possibilidades.

Para que haja integração e complementaridade na profissão é preciso que o atendimento de enfermagem seja dirigido à clientela e não à instituição; prática e teoria sejam usadas de forma entrelaçada e não separada; as categorias estejam cientes de que o cuidar/cuidado atenderá o processo saúde-doença e não u m ou outro; cada profissional assuma seus atos com responsabilidade; a categoria como u m todo reivindique condições trabalhistas: jornada de trabalho justa, piso salarial decente, redimensionamento em relação à quantidade de clientes/enfermagem, garantia institucional de condições apropriadas de estrutura física e materiais para trabalho, possibilidade de aprimoramento, entre outras; e o enfermeiro cumpra um dos seus principais papéis: o de educador, sem querer competir com outras categorias. Sabemos que esses objetivos não são fáceis de alcançar, principalmente no que se refere às instituições e condições trabalhistas, e toda mudança gera resistência; mas acredito que, com o passar do tempo, os equívocos ou falhas do sistema atual serão os prováveis geradores da renovação na enfermagem e no atendimento à saúde no futuro.
Mostrar mais

18 Ler mais

Rev. Gaúcha Enferm.  vol.38 número1

Rev. Gaúcha Enferm. vol.38 número1

A área de administração está contemplada com estudos sobre educação permanente, qualidade de vida de traba- lhadores e autonomia profissional. A satisfação do usuário considera a proposta da ausculta ao usuário como um dos elementos de avaliação do atendimento de enfermagem e, com isto, traz sua contribuição para gestão e qualificação da enfermagem no Sistema Único de Saúde (SUS). A desafiadora discussão acerca da liderança em enfermagem está presen- te, agregando reflexões sobre esta inesgotável questão de pesquisa.

2 Ler mais

Hipertensão arterial e medidas de controle referidos na população urbana de Cáceres/MT.

Hipertensão arterial e medidas de controle referidos na população urbana de Cáceres/MT.

— A medida da tensão arterial na prática médica de rotina. — Atendimento de enfermagem ao pa- ciente com hipertensão arterial.[r]

4 Ler mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Marcos Paulo Campos Gonçalves

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Marcos Paulo Campos Gonçalves

O objetivo deste estudo consistiu em identificar e descrever as manifestações de estresse no trabalho da equipe de enfermagem que atua na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) localizada na cidade de Brumadinho-MG. Em termos metodológicos, a pesquisa constitui-se em um estudo descritivo de abordagem qualitativa, por meio de estudo de caso. Foram entrevistados 16 profissionais de enfermagem, sendo oito enfermeiros e oito técnicos de enfermagem. Para a análise do estresse ocupacional, foi utilizado o Modelo Teórico de Explicação do Estresse Ocupacional (MTEG), desenvolvido e validado por Zille (2005), adaptado para este estudo. A análise dos dados teve como referência a técnica de análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que a grande maioria dos entrevistados apresentou estresse, variando de leve/moderado a muito intenso. As principais fontes de tensões identificadas no ambiente de trabalho foram conflitos com a equipe e relacionamento interpessoal; falta de material, equipamento e infraestrutura; sobrecarga de trabalho; excesso de responsabilidade; política e poder; número insuficiente de profissionais na equipe de enfermagem; convívio com o sofrimento; acúmulo de vínculos empregatícios e relacionamento desgastante com a classe médica. Os principais sintomas de estresse identificados nestes profissionais foram ansiedade; nervosismo; insônia; angústia; dor de cabeça por tensão; dor nos músculos do pescoço e ombros; fadiga e irritabilidade. Identificaram-se os seguintes indicadores que impactam o trabalho destes profissionais: vida pessoal e social; fuga das responsabilidades de trabalho; desgastes nos relacionamentos interpessoais; desmotivação com o trabalho e diminuição da produtividade e da qualidade do trabalho. Os mecanismos de defesa mais utilizados pelos profissionais de enfermagem para enfrentar as situações
Mostrar mais

114 Ler mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE A INSERÇÃO DE GRADUANDOS DE ENFERMAGEM EM UM PROJETO DE ATENDIMENTO AS VÍTIMAS DE  VIOLÊNCIA DOMÉSTICASILVA, Aline Marques; RODRIGUES,Sthephanie; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE A INSERÇÃO DE GRADUANDOS DE ENFERMAGEM EM UM PROJETO DE ATENDIMENTO AS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICASILVA, Aline Marques; RODRIGUES,Sthephanie; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

Este estudo descreve a experiência de uma aluna do terceiro ano de Enfermagem da FAEF que participou de um projeto de atendimento a vítimas de violência doméstica, chamado Centro de Apoio para Envolvidos em Violência Doméstica (CAPEVIDO), em parceria com a Delegacia da Mulher no município de Garça. Foi verificado que a participação neste projeto e aproximação com essa temática tão complexa ampliou o olhar e conhecimento teórico prático da aluna. Além disso foi visto que o curso de Enfermagem pode contribuir muito dentro de uma equipe multidisciplinar para o a assistência a essas vítimas.
Mostrar mais

7 Ler mais

REVISÃO DE LITERATURA: DEMÊNCIA POR CORPÚSCULOS DE LEWY E  CONTRIBUIÇÕES DA ENFERMAGEMMANFLIN, Gabriela C.M. Ferreira; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

REVISÃO DE LITERATURA: DEMÊNCIA POR CORPÚSCULOS DE LEWY E CONTRIBUIÇÕES DA ENFERMAGEMMANFLIN, Gabriela C.M. Ferreira; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

Na literatura geriátrica e gerontológica, bem como nos manuais desenvolvidos para cuidadores, os cuidados de enfermagem ganham destaque com capítulos específicos. Essa assistência, em geral, abrange cuidados com a pele, prevenção de úlceras de pressão, higiene corporal e oral, vestimenta, nutrição e hidratação e administração de medicamentos. Além destes cuidados percebo que cabe a enfermeira orientar quanto a estratégias de manejo dos sintomas comportamentais e psicológicos no idoso demenciado.

8 Ler mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ALUNOS DO 3ª ANO DO CURSO DE ENFERMAGEM SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ELABORAÇÃO DE AÇÕES EDUCATIVAS PARA CAPTAÇÃO DE DOADORAS DE LEITE MATERNOALVES, Maressa Alcantara; PEIXOTO, Mariana Rodrigues; MELO, Adriele Ap. Paganini; GIMENEZ, Fab

RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ALUNOS DO 3ª ANO DO CURSO DE ENFERMAGEM SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ELABORAÇÃO DE AÇÕES EDUCATIVAS PARA CAPTAÇÃO DE DOADORAS DE LEITE MATERNOALVES, Maressa Alcantara; PEIXOTO, Mariana Rodrigues; MELO, Adriele Ap. Paganini; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

Este trabalho é um relato de caso à partir de uma visita realizada por um grupo de alunas do terceiro ano do curso de Enfermagem da FAEF a um Banco de Leite materno de um município do interior paulista, com intuito de conhecer o serviço, visto que esses alunos tinham a intenção de realizar o planejamento de uma ação educativa voltada para esta temática como proposta da disciplina de Ações de Enfermagem em Saúde Coletiva III.

7 Ler mais

IMPORTÂNCIA E ATUAÇÃO DOS SAIS MINERAIS NO ORGANISMOGRILLO, Andrey de Conti; GUEDES, Ilsiane Menezes da Silva; NICOLAI, Jessika Cham; FERNANDEZ, Wellington Silva

IMPORTÂNCIA E ATUAÇÃO DOS SAIS MINERAIS NO ORGANISMOGRILLO, Andrey de Conti; GUEDES, Ilsiane Menezes da Silva; NICOLAI, Jessika Cham; FERNANDEZ, Wellington Silva

Os Sais minerais são considerados elementos essenciais, eles, como as vitaminas, não podem ser sintetizados pelo organismo, por isso precisam ser fornecidos através da alimentação (PIN[r]

11 Ler mais

FATORES ALIMENTARES: A RELEVÂNCIA DOS SAIS MINERAIS E AS DEFICIÊNCIAS OCASIONADAS NO ORGANISMOMARQUES, Amanda; ARMANDO, Ana Victoria; BRANDO, Eduarda; FERNANDEZ, Wellington Silva

FATORES ALIMENTARES: A RELEVÂNCIA DOS SAIS MINERAIS E AS DEFICIÊNCIAS OCASIONADAS NO ORGANISMOMARQUES, Amanda; ARMANDO, Ana Victoria; BRANDO, Eduarda; FERNANDEZ, Wellington Silva

A Revista Científica Eletrônica de Enfermagem é uma publicação semestral da Faculdade de Ensino Superior e Formação Integral – FAEF e da Editora FAEF, mantidas pela Sociedade Cultural e Educacional de Garça. Rod. Cmte. João Ribeiro de Barros km 420, via de acesso a Garça km 1, CEP 17400.000/TEL. (014)3407-8000 www.faef.br – www.faef.revista.inf.br –enfermagem@faef.br

7 Ler mais

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS E TECIDOS: UMA BREVE REVISÃOVICENTE, Cndida Fabiana; GIMENEZ, Fabiana Veronez Martelato; BARBOSA, Jonas Pedro

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS E TECIDOS: UMA BREVE REVISÃOVICENTE, Cndida Fabiana; GIMENEZ, Fabiana Veronez Martelato; BARBOSA, Jonas Pedro

O profissional de enfermagem tem um papel muito presente nesse cenário porque é o agente de saúde mais próximo do paciente tanto o doador como o receptor, sendo assim, além do seu preparo técnico, é muito importante que busque constantemente apoio psicológico para ter estrutura emocional para participar de situações desafiadoras que surgem em sua rotina de trabalho.

14 Ler mais

Simulação realística na autoconfiança e satisfação profissional

Simulação realística na autoconfiança e satisfação profissional

Estudo quase-experimental, com abordagem quantitativa, realizado no laboratório de simulação e consultório de um hos- pital de ensino considerado referência no Distrito Federal. A população do estudo foi constituída de 119 profissionais, sendo 55 da clínica médica, 40 da unidade de pacientes críticos e 24 da unidade de terapia intensiva. A amostra foi de conveniência, e constituiu-se de 53 profissionais de enfermagem (enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem) em virtude da indispo- nibilidade da maioria ausentar-se do setor de atuação. Desse total, 26 profissionais compuseram o grupo experimental e 27 o grupo controle.
Mostrar mais

6 Ler mais

REVISÃO PREVENÇÃO AO KPCGIUSTI, Susana, Alamino, Santos; GIUSTI, Mario, Neto; TEIXEIRA, Maynara Elaine; BARBOSA, Jonas Pedro

REVISÃO PREVENÇÃO AO KPCGIUSTI, Susana, Alamino, Santos; GIUSTI, Mario, Neto; TEIXEIRA, Maynara Elaine; BARBOSA, Jonas Pedro

Mas antes mesmo de termos o primeiro contato com infecções desse tipo, já havia várias preocupações como exemplo a didática de enfermagem traz consigo a Florence Nightingale com sua teoria ambientalista, hoje vista com isolamento de doentes para que não aumentasse o risco para outros pacientes.

7 Ler mais

IMPORTÂNCIA DA INICIAÇÃO CIENTÍFICA NA FORMAÇÃO DE ENFERMEIROSQUEVEDO, Cssia; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

IMPORTÂNCIA DA INICIAÇÃO CIENTÍFICA NA FORMAÇÃO DE ENFERMEIROSQUEVEDO, Cssia; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

Dos 4 estudos selecionados foi possível verificar que um deles foi publicado em 2001, outro em 2004, seguidos dos anos de 2009 e 2012. Levou-se em consideração essa variável pois, no ano de 2001 houve a publicação das Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Enfermagem, a qual norteia as instituições de ensino superior na elaboração de seus Projetos Políticos Pedagógicos, orientando sobre os aspectos que devem ser trabalhados com o aluno em formação para que os mesmos desenvolvam habilidades e competências necessárias para ser e saber atuar como um profissional ético, crítico- reflexivo, com conhecimentos teóricos e práticos dentro da sua área (BRASIL, 2001).
Mostrar mais

9 Ler mais

PSIQUISMO FETAL E AS POSSÍVEIS CONTRIBUIÇÕES DA ENFERMAGEMOLIVEIRA, Beatriz Tamae Sassaqui; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

PSIQUISMO FETAL E AS POSSÍVEIS CONTRIBUIÇÕES DA ENFERMAGEMOLIVEIRA, Beatriz Tamae Sassaqui; GIMENEZ, Fabiana V. Martelato

Quanto à realização do pré-natal, o enfermeiro tem respaldo técnico– científico para abordar a mulher, e por ele ter uma visão holística, cria vínculos com a mulher não olhando a gestação apenas como um processo natural de procriação, mas visualizando a mulher e mãe que tem seus desejos, medos e dúvidas. Essa habilidade de criar vínculo com a mulher torna a consulta de enfermagem diferente, pois não está centrada apenas em procedimentos técnicos, mas existe o diálogo como peça fundamental (ARAUJO, et al, 2010, p.66).
Mostrar mais

8 Ler mais

OCORRÊNCIA DA SÍNDROME DE BURNOUT NOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM: REVISÃO DE LITERATURABISCARO, Larissa; PINTO, Adriana A.M

OCORRÊNCIA DA SÍNDROME DE BURNOUT NOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM: REVISÃO DE LITERATURABISCARO, Larissa; PINTO, Adriana A.M

A SB pode ocorrer em qualquer profissional da área da saúde e em qualquer área específica, mas estudos indicam, que na enfermagem especificadamente, acomete principalmente os profissionais da Unidade de Terapia Intensiva, por ser um setor com pacientes mais complexos, consequentemente com maior demanda de cuidados e responsabilidades.

7 Ler mais

O PLANO SETORIAL DA SAÚDE PARA MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO À MUDANÇA DO CLIMABUCHIGNANI, Erika Bicalho

O PLANO SETORIAL DA SAÚDE PARA MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO À MUDANÇA DO CLIMABUCHIGNANI, Erika Bicalho

Especificamente o Plano Setorial da Saúde de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima (PSMC – Saúde) foi desenvolvido visando estabelecer medidas em duas linhas [r]

7 Ler mais

METODOS ALTERNATIVOS PARA O AUXILIO E APRENDIZAGEMSILVA, Rafaela Fvero; MARINHO, Mirelly Salvino; BARBOSA, Jonas Pedro

METODOS ALTERNATIVOS PARA O AUXILIO E APRENDIZAGEMSILVA, Rafaela Fvero; MARINHO, Mirelly Salvino; BARBOSA, Jonas Pedro

Com base em todos os artigos pesquisado nos despertou uma curiosidade em aplicar um projeto nos universitários do curso de enfermagem criando nossos próprios materiais independente do que seja e tentar buscar um método alternativo para a compreensão de todos e que não fique cansativo, tanto aqueles que assiste mas para nós que apresentamos.

9 Ler mais

FARMACOCINÉTICA, FARMACODINÂMICA, EFEITOS DAS SUBTÂNCIAS PSICOATIVAS NO ORGANISMO HUMANOOLENIRA, Cssia; FERNANDEZ, Wellington Silva

FARMACOCINÉTICA, FARMACODINÂMICA, EFEITOS DAS SUBTÂNCIAS PSICOATIVAS NO ORGANISMO HUMANOOLENIRA, Cssia; FERNANDEZ, Wellington Silva

O presente estudo realizou uma revisão bibliográfica sobre a ação e o trânsito que essas substâncias fazem no organismo humano, principalmente a cocaína/crack, uma droga devastador[r]

8 Ler mais

Tecnologia e humanização em ambientes intensivos.

Tecnologia e humanização em ambientes intensivos.

O desenvolvimento do conhecimento de enfermagem pode ser feito através de uma reflexão das ações realizadas durante as atividades diárias e principalmente pela vontade de avançar, somando ao fazer tecnicista um fazer/pensar mais humanitário. Entretanto, durante este processo, faz-se necessário a realização de estudos que explorem e cultivem esse fenômeno em nossa sociedade, contribuindo para uma melhor qualidade dele (3) .

4 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados