Baixo consumo de energia.

Top PDF Baixo consumo de energia.:

Circuitos coletores de energia solar para sistemas embarcados de baixo consumo

Circuitos coletores de energia solar para sistemas embarcados de baixo consumo

Muitas destas aplicações de RSSF ocorrem em ambientes propícios para a coleta da energia solar. Como exemplos destas aplicações pode citar- se: o monitoramento da qualidade do ar e da água, sistemas de prevenção con- tra incêndio em florestas, monitoramento de temperatura em estufas, sistema de prevenção contra abalos sísmicos, entre outros. Sabe-se que a conversão de energia solar por meio de células fotovoltaicas pode ser maximizada ao operar-se o painel solar em uma tensão específica. Os circuitos responsáveis por tal tarefa são denominados Rastreadores do Ponto de Máxima Potência (MPPT, do inglês Maximum Power Point Tracker). Na grande maioria das aplicações, os circuitos MPPT são projetados para sistemas com potência maior do que 1 Watt. Esta característica da carga (“alta potência”), torna irrelevante o consumo de energia do circuito MPPT. Contudo, o avanço da microeletrônica contribuiu para o desenvolvimento das chamadas Platform in Packages (PiP), uma solução que integra um microcontrolador com um transceptor de rádio frequência. Uma das características destas plataformas é o baixo consumo de energia (menor do que 150 mW). O uso destas plata- formas tem sido cada vez mais difundido nas aplicações de RSSF. Assim, a preocupação com o consumo do circuito MPPT tornou-se uma realidade no projeto de circuitos coletores de energia solar.
Mostrar mais

118 Ler mais

Sincronização temporal para dispositivos com conexão sem fio de baixo consumo de energia

Sincronização temporal para dispositivos com conexão sem fio de baixo consumo de energia

A medida de tempo ´e necess´aria para diversos fins, incluindo, mas n˜ao se limitando a seguran¸ca, ordenamento, reconstitui¸c˜ao de uma s´erie de eventos, determina¸c˜ao de causa e efeito/consequˆencia, sendo que diferentes aplica¸c˜oes exigem diferentes n´ıveis de precis˜ao. Em dispositivos de sensores sem fio de baixo consumo de energia, que armazenam as medi¸c˜oes antes de envi´a-las, a natureza das medidas ou de suas aplica¸c˜oes pode tornar im- portante o registro do tempo, portanto a distribui¸c˜ao de uma mesma referˆencia de tempo ´e necess´aria, entre todos os dispositivos da rede. O tempo em micro-controladores pode ser contado com precis˜ao suficiente (e necess´aria para a aplica¸c˜ao) para que o intervalo necess´ario para a transmiss˜ao da referˆencia entre dois dispositivos cause erro significante. Observando a aplica¸c˜ao de sensores sem fio em monitoramento de redes de distribui¸c˜ao de energia el´etrica Smart Grid, nota-se a necessidade da distribui¸c˜ao da referˆencia de tempo para relacionar as medidas em cada ponto de medi¸c˜ao, mesmo que sofram atrasos para serem enviadas ao local de armazenamento de dados. Esta poss´ıvel aplica¸c˜ao motivou a realiza¸c˜ao deste trabalho: implementar algoritmo de distribui¸c˜ao de tempo que possa ser utilizado em redes de sensores sem fio para monitoramento de Smart Grid.
Mostrar mais

89 Ler mais

Sistema de comunicação visual de baixo consumo alimentado por energia renovável

Sistema de comunicação visual de baixo consumo alimentado por energia renovável

deste, o sistema disporá ainda de um painel fotovoltaico responsável pela alimentação do painel LED e pela carga de um módulo de bateria Este módulo alimentará o sistema quando a potência fornecida pelo painel fotovoltaico não for mais suficiente. O trabalho implica, inicialmente, em um estudo aprofundado de um sistema que possa aproveitar ao máximo a energia solar disponível, visando baixo consumo e alta confiabilidade. Para otimizar a vida útil da bateria, escolheu-se a melhor opção para a aplicação do projeto, em conjunto com métodos eficientes de carga e descarga da mesma. O monitoramento do consumo é de suma importância para o propósito do projeto. A maior parte do consumo energético é proveniente do painel LED, sendo assim, foi conveniente selecionar adequadamente o modo mais apropriado para acionar os diodos emissores de luz e ao mesmo tempo conter uma exibição nítida da informação. A mensagem contida no painel será atualizada remotamente, via comunicação sem fio, podendo ser editada através de um software de interface simples compatível com um módulo compacto de transmissão conectado via USB a um computador. O campo de aplicação da proposta é vasto, podendo ser utilizado em diversos estabelecimentos comerciais, como: placa de posto de gasolina, letreiros diversos, sinalização de rodovias, entre outros. O projeto foi realizado com o propósito uso em um mostrador de preço de combustível de um auto posto.
Mostrar mais

108 Ler mais

MONOGRAFIA_ Um protocolo de múltiplas camadas para redes de sensores sem fio com baixo consumo de energia e latência reduzida

MONOGRAFIA_ Um protocolo de múltiplas camadas para redes de sensores sem fio com baixo consumo de energia e latência reduzida

A proposta desse trabalho como mecanismo para reduzir a latência é a im- plantação de cadeias de tráfego rápido por onde as mensagens são transmitidas sem problemas decorrentes de latência. Em determinado momento, alguns nós são escalados para funcionarem em um modo mais ativo, ou seja, esses nós per- manecerão ou com seus rádios o tempo todo ligados ou terão ciclos de trabalho alto. O grupo de nós sensores escolhidos formarão o backbone por onde as trans- missões de mensagens ocorrerão de maneira ágil com objetivo de alcançar o nó base. Os demais nós sensores estarão em ciclo de trabalho reduzido com a fina- lidade de economizar energia. Em resumo, quando um nó desejar transmitir uma mensagem até a base bastará que este transmita a mensagem até o backbone por onde a mensagem será transmitida rapidamente.
Mostrar mais

63 Ler mais

Equipamento eletrônico de baixo consumo com comunicação sem fio para auxílio nas inspeções de detecção de roubo de energia elétrica

Equipamento eletrônico de baixo consumo com comunicação sem fio para auxílio nas inspeções de detecção de roubo de energia elétrica

Para reduzir as perdas não técnicas, as concessionárias de energia fazem pesados investimentos em ações de controle e combate que envolvem a inspeção constante de suas redes em busca de fraudes e ligações clandestinas. Porém, os resultados práticos ainda são muito modestos, apesar do enorme esforço realizado. Para ilustrar, a AES Eletropaulo, uma das financiadoras deste trabalho através de um Projeto de P&D da ANEEL, informa que, comparando o ano de 2007 com o primeiro trimestre de 2008, conseguiu reduzir muito pouco o nível de suas perdas não técnicas, de 5,0% para 4,9%, embora venha realizando um esforço formidável nesta área, investindo algo em torno de R$ 65 milhões por ano [2], [4].
Mostrar mais

51 Ler mais

Desenvolvimento de um rastreador de baixo custo para sistemas de energia fotovoltáicos

Desenvolvimento de um rastreador de baixo custo para sistemas de energia fotovoltáicos

A utilização de fontes de energia renováveis passou a ser uma real necessidade para o mundo atual, principalmente em decorrência do problema ambiental. Nesse contexto, a energia fotovoltaica destaca-se por ser uma solução cujo balanço de vantagens e desvantagens é favorável. Para tornar-se competitiva, se comparada com as fontes de energia elétrica convencionais, a energia fotovoltaica deve ter os seus custos reduzidos e utilizar sistemas de conversão mais eficientes, que podem ser obtidos através do desenvolvimento e emprego de novos materiais, do aperfeiçoamento na fabricação dos módulos, da utilização de técnicas de rastreamento solar e da procura do ponto de máxima transferência de potência. Dentro dessa perspectiva, esse trabalho busca avaliar o rendimento de um sistema fotovoltaico fixo após a inserção de um sistema de rastreamento solar, utilizando como atuador um motor de corrente contínua, acionado através de um amplificador operacional alimentado pela energia gerada pelo próprio painel fotovoltaico. O rastreador proposto buscou atender a requisitos técnicos e econômicos, tais como baixo custo, baixo consumo de energia e facilidade de implementação. Testes de campo foram realizados na fase inicial do projeto e evidenciaram o bom funcionamento do rastreador mesmo em dias nublados e com baixo nível de radiação, apresentando-se confiável e com boa precisão ao seguir o movimento do Sol mesmo sob altos níveis de irradiância. Com o sistema em funcionamento, procurou-se ainda encontrar o ponto de máxima potência do sistema. Finalizando essa análise, foram verificados ganhos na energia diária coletada de 19,9% para medições no mês de junho e de 26,3% no mês de dezembro, para um dia de céu limpo, o que pode ser considerado um resultado bastante significativo.
Mostrar mais

109 Ler mais

Sistema de localização de baixo consumo para ovelhas

Sistema de localização de baixo consumo para ovelhas

Uma proposta para reduzir o consumo energético dos sistemas baseados em GPS é apresentado em [32]. O sistema, desenvolvido para a localização de rebanhos, é composto pela estação base, repetidores, nós principais e secundários. A estação base e repetidores estão fixos e são alimentados a bateria. Os nós primários são móveis, integram um GPS e são alimentados através de uma bateria. Os nós secundários, também eles móveis, integram um gerador de energia cinética, que permite a obtenção de energia quando os animais movem o pescoço para se alimentarem, e enviam o seu ID em broadcast quando têm energia suficiente. Tanto os nós primários como os secundários podem ser transportados pelos animais, sendo que alguns animais recebem nós primários enquanto outros recebem nós secundários. A aquisição da posição por GPS é efetuada uma vez por hora para diminuir o consumo de energia, e a posição dos nós secundários é aproximada à posição do nó primário pelo último valor de posição adquirido. Este sistema destaca-se pelo baixo consumo de energia. No entanto este sistema apenas permite determinar que os nós secundários estão na proximidade de nós primários, sem que permita identificar uma localização mais concreta. Adicionalmente, os nós primários mantém os problemas de autonomia devido ao uso de GPS.
Mostrar mais

89 Ler mais

CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA PELOS SERVIDORES DA UNICAMP

CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA PELOS SERVIDORES DA UNICAMP

A contribuição dos equipamentos de TI no consumo de energia do data center vai além de sua carga instalada, pois temos também uma considerável dissipação de calor. Mesmo com todo o esforço da indústria eletrônica em desenvolver processadores e demais circuitos integrados de baixo consumo de energia e baixa dissipação, a crescente necessidade de se obter circuitos mais velozes coloca o binômio performance-consumo em xeque o tempo todo, tornando bastante complexa a obtenção de um adequado gerenciamento térmico desses componentes e do servidor como um todo.
Mostrar mais

6 Ler mais

Sistemas embutidos de muito baixo consumo para redes LPWAN

Sistemas embutidos de muito baixo consumo para redes LPWAN

Tendo-se conclu´ıdo estes estudos, delinearam-se as caracter´ısticas do sistema final, as opera¸ c˜ oes que este iria realizar, a quantidade de vezes que elas seriam realizadas, a forma de poupar o m´ aximo de energia poss´ıvel e o formato dos dados que seriam enviados pelo sistema. Atendendo-se a que a longevidade do dispositivo est´ a intrinsecamente relacionada com a forma como ´ e montado e com o n´ umero de opera¸ c˜ oes de transmiss˜ ao que realiza, determinou-se quais dos perif´ ericos existentes no micro controlador seriam os mais apropriados para cada tarefa, identificando-se a existˆ encia de perif´ ericos similares, sendo uns mais limitados que outros mas que gastam menos energia na execu¸ c˜ ao das suas tarefas.
Mostrar mais

118 Ler mais

Caixa de velocidades automática para veículo de ultra-baixo consumo

Caixa de velocidades automática para veículo de ultra-baixo consumo

Ao acionar a embraiagem o fluxo de energia mecânica é interrompido, ou seja, deixa de existir a ligação mecânica entre o motor e as rodas de tração, possibilitando o engrenamento da marcha desejada como também imobilizar o veículo tendo o motor em funcionamento. Seguidamente o atrito desenvolvido pelos elementos de fricção, prato de pressão e os discos de fricção, inflige a retoma da conexão entre as duas partes distintas, de forma que o esforço produzido pelo motor seja transmitido para o sistema de transmissão e de seguida ás rodas, via diferencial. Contudo, nesta etapa designada de fase transitória, onde tendo as duas partes girando a velocidades diferentes a transmissão de potência será gradualmente restaurada, deste modo infligindo uma suave e progressiva transferência do esforço produzido pelo motor à caixa de velocidades.
Mostrar mais

134 Ler mais

Arquiteturas de Baixo Consumo

Arquiteturas de Baixo Consumo

Grande parte da energia consumida na mudança de estado é utilizada na carga dos capacitores O tempo para um transistor mudar de estado depende do tempo para carregar ou descarregar to[r]

52 Ler mais

Arquitetura de um cluster computacional de baixo consumo e com proporcionalidade energética

Arquitetura de um cluster computacional de baixo consumo e com proporcionalidade energética

O hardware com uso proporcional de energia é aquele onde é possível definir dife- rentes níveis de desempenho de acordo com algum critério de utilização. Por exemplo, se o dispositivo não tem tarefas associadas ele idealmente não deve ter consumo de ener- gia, mas deve trabalhar com o máximo desempenho em momentos de maior utilização e com um desempenho menor, consumindo menos energia, quando não é muito acionado (Barroso & Hölzle 2007). Processadores com níveis dinâmicos possuem mecanismos para reduzir sua frequência de operação e/ou a voltagem para fazê-los funcionar, onde se define um conjunto de níveis de operação cada um com um consumo de energia dife- rente. Esses níveis podem ser alterados pelo sistema de forma dinâmica, como no modelo Dynamic Voltage and Frequency Scaling (DVFS), geralmente associados a um modo de potência (Mittal 2014). Os modos de potência controlam o hardware de acordo com al- guma situação pré-determinada. Por exemplo, em um modo “economia de energia” um processador é colocado em uma frequência de operação menor, o brilho da tela de um notebook é diminuído se a carga da sua bateria chegar a menos de 15%, ou um desk- top é colocado em modo de “hibernação” caso não haja interação do usuário durante 30 minutos. Quanto mais modos de potência, maiores são as possibilidades de reduzir o con- sumo de energia, seja de forma automática ou de forma intencional através administrador do sistema. Alguns trabalhos (Kansal & Zhao 2008, Rao et al. 2011) mostram estraté- gias dinâmicas de modos de potência implementadas em nível de sistema operacional. Eles buscam fazer uma predição sobre a utilização do hardware pelo usuário através da construção de perfis baseados no seu comportamento e em indicadores fornecidos pelo kernel do sistema. Uma vez identificado um perfil, um modo de potência é escolhido para fornecer o desempenho mais adequado com o menor nível de tensão necessário.
Mostrar mais

85 Ler mais

Diferencial de transmissão para veículo de ultra baixo consumo

Diferencial de transmissão para veículo de ultra baixo consumo

Quando as condições de má aderência surgem, nesse caso haverá uma roda que começará a patinar, mas como o movimento é comandado pela engrenagem sem-fim e não pela roda sem-fim, que por sua vez está em contacto com o veio em melhores condições de tração. O veio com menor rotação, devido à sua engrenagem de dentes retos em contacto com o seu semelhante, evita que o oposto deslize, porque a rotação das rodas de dentes retos terá de ser igual. Há então uma menor perda de energia na roda que patina, e o binário transmitido á roda da coroa incidirá no veio em melhores condições de tração.
Mostrar mais

74 Ler mais

Desenvolvimento de um indicador de desempenho climático para edifícios de baixo consumo

Desenvolvimento de um indicador de desempenho climático para edifícios de baixo consumo

Na fase de design e projeto de um edifício, é usualmente necessário prever o funcionamento e desempenho dos sistemas e equipamentos considerados. Esta antevisão é, geralmente, feita recorrendo à simulação térmica dinâmica, que como o próprio nome indica, utiliza um modelo matemático para reproduzir, em ambiente informático, o desempenho de um exemplar virtual do edifício em análise. Um dos softwares mais utilizados para este efeito é o EnergyPlus (38) . Este software, gratuito e open source, foi inicialmente desenvolvido pelo United States Department of Energy (DOE, Departamento de Energia dos Estados Unidos) com base no BLAST (Building Loads Analysis and System Thermodynamics) e no DOE-2, ambos datados entre o final dos anos 70 e o início dos anos 80, e teve a sua primeira versão (1.0) lançada em 2001. O EnergyPlus é, de acordo com a sua própria designação, um programa de análise energética e simulação da carga térmica. Este programa simula, de forma integrada e em passos de tempo definidos pelo utilizador, o comportamento do edifício e de toda a infraestrutura envolvida, nomeadamente sistemas de AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado), água, fontes renováveis de energia, entre outros (Figura 6) (39) .
Mostrar mais

67 Ler mais

Previsão de curto prazo do consumo de energia

Previsão de curto prazo do consumo de energia

A primeira parte do trabalho desenvolvido passou pela aquisição, tratamento e transformação dos dados brutos. Este processamento passou pela verificação da integridade, conversão de formato e extração de atributos relevantes intrínsecos à série temporal da carga. Destes atributos identificados destacam-se os valores passados do consumo de energia elétrica, que apresentam uma forte correlação com o consumo atual. Posteriormente, foram caracterizados os perfis diários típicos do consumo, onde foram identificadas e caracterizadas a frequência de ocorrência de cada perfil de consumos de acordo com os dias da semana e meses do ano. Este procedimento permitiu concluir que existe uma forte dependência dos perfis de consumo destes dois parâmetros sendo relevante a sua introdução como variável de entrada no modelo de previsão. Assim, a identificação da sazonalidade foi introduzida através do mês a que a previsão diz respeito. Foram também introduzidos os índices dos conjuntos encontrados. Para além destas variáveis, foram ainda consideradas variáveis meteorológicas, cuja correlação com este perfil de consumo provou ser reduzida.
Mostrar mais

78 Ler mais

Monitorização do consumo de energia em centros de dados

Monitorização do consumo de energia em centros de dados

A métrica proposta pela Sun pretende colmatar a necessidade de comparar distintos servidores para um mesmo fim, segundo as necessidades/preocupações mais relevantes para qualquer gestor tecnológico. Sendo esta uma métrica comparativa, as unidades utilizadas podem variar caso a caso, consoante o contexto em que se inserem. Por exemplo a performance pode ser medida em número estimado de utilizadores em simultâneo que seriam suportados, em BTU’s (British Thermal Units), Jops (Java Open Particle System), etc.. No caso do espaço, poderia ser expresso em metros cúbicos, em unidades de bastidores (ou Rack Units - RU), etc.. e a energia em Watts, KVA, etc... O cálculo do SWaP é feito a partir da expressão abaixo:
Mostrar mais

110 Ler mais

Gestão do consumo de energia : eliminação de desperdício

Gestão do consumo de energia : eliminação de desperdício

No ano de 1994 a empresa objecto de estudo teve talvez a seu mais importante salto na questão energética, que foi a instalação de uma central de cogeração. Esta ideia nasceu a partir da necessidade abordada na última auditoria energética realizada até então. O motor da cogeração trabalhava a fuelóleo, e dele resultava a combinação da geração de energia eléctrica e calor. Mais tarde foram instalados mais duas caldeiras de vapor para apoiar quando necessário a geração de vapor, consumido no enchimento e utilizada para ambientação da fábrica, crucial nos armazéns. Por questões fiscais deu-se a necessidade da criação de uma empresa interna distribuidora de energia 3 , e consequentemente possuidora da cogeração. Em Novembro de 2007, por questões ambientais, a empresa distribuidora de energia encerrou a geração de energia eléctrica, ou seja, desligou o motor a fuelóleo. Ao atingir a concentração de emissões de NOx a 1500mg/Nm 3 foi mandatório a instalação da monitorização em contínuo das emissões, anteriormente feitas 2 vezes por ano Na medida em que os valores destas medidas ultrapassavam o teto previsto pela legislação portuguesa, foram aplicadas coimas e efectuado o pedido de desligamento da mesma. O facto de a empresa estar em processo de certificação ambiental, ISO 14000, fortaleceu a decisão.
Mostrar mais

105 Ler mais

Uma metodologia de racionalização do consumo de energia em empresas

Uma metodologia de racionalização do consumo de energia em empresas

- O u t r a limita çã o que se apresenta, é o f a ­ to da a nal i s e q u a l i t a t i v a a r es pe it o dos p r o b l e m a s de u t i l i z a ç ã o de e n e r g i a na e m p r e s a ser d e s e n v o l v i d a através da a pl i c a ç ã o de um a lista de v e r i f i c a ç ã o , com um certo teor técnico, aos r e s p o n ­ sáveis das ãreas de m a i o r consumo. 0 êxito d ess a e t ap a da m e t o d o logia depe n der a , em muito, da s e n s i b i l i d a d e da p e s s o a que for a- p l i c a r o trabalho, em o b t e r dos e n t r e v i s t a d o s r e s p o s t a s que c o r ­ r e s p o n d a m rea l m e n t e ã r ea l i d a d e na empresa;
Mostrar mais

113 Ler mais

Fatores associados ao baixo consumo de frutas e verduras entre pré-escolares de baixo nível socioeconômico,.

Fatores associados ao baixo consumo de frutas e verduras entre pré-escolares de baixo nível socioeconômico,.

O consumo energético dos alimentos não recomendados aos 12-16 meses foi de, em média, 13,61% do valor energé- tico total, sendo que para 9,2% das crianc¸as esses alimentos representaram mais de 30% do consumo energético. As mães que relataram ter oferecido refrigerantes ou sucos artifi- ciais e no mínimo três tipos diferentes de alimentos não recomendados no mês anterior à coleta de 12 -16 meses cor- responderam a 83,3% e 68,3% da amostra, respectivamente. Na tabela 2 são apresentadas as variáveis associadas ao consumo de frutas aos 2-3 anos. Não houve associac¸ão sig- nificativa em relac¸ão a gênero, número de filhos, ocupac¸ão materna e paterna, tempo de aleitamento materno exclu- sivo, estado nutricional e escolaridade materna. Dentre as variáveis dietéticas, o consumo precoce de bebidas e ali- mentos ac¸ucarados, assim como o percentual energético provindo de alimentos não recomendados ingeridos aos 12- 16 meses, não se mostrou associado ao desfecho.
Mostrar mais

8 Ler mais

O baixo consumo de oxigênio tem reflexos nos escores de depressão em idosos.

O baixo consumo de oxigênio tem reflexos nos escores de depressão em idosos.

Aplicou-se inicialmente o teste Kolmogorov- Smirnov para determinação da curva de normalidade. Para comparar as possíveis diferenças entre os grupos e entre os diferentes momentos (pré e pós-intervenção), uma análise de variância para medidas repetidas (ANOVA) com teste Duncan post-hoc foi utilizada. A correlação entre os dados de consumo de oxigênio e os escores de depressão foi feita por meio da correlação de Pearson. Os dados estão apresentados em média ± desvio-padrão e o nível de significância adotado foi de p≤0,05. A análise estatística foi conduzida com o auxílio do software Statistica Statsoft ® , Inc., 2004, versão 7.0.
Mostrar mais

11 Ler mais

Show all 10000 documents...