Banana - Custo de Produção

Top PDF Banana - Custo de Produção:

Voltando para casa com a produção não vendida: uma análise do comportamento de produtores de banana do Espírito Santo sob a ótica da teoria do efeito custo afundado

Voltando para casa com a produção não vendida: uma análise do comportamento de produtores de banana do Espírito Santo sob a ótica da teoria do efeito custo afundado

A Teoria da Perspectiva sugere que o processo de tomada de decisões não é estritamente racional. Para Thaler (1980) as pessoas resistem em aceitar a perda, preferindo muitas vezes continuar arriscando na tentativa de recuperar o prejuízo ou gasto que tiveram. Uma das consequências da aversão à perda é o efeito custo afundado que é definido como uma maior disposição em continuar uma empreitada uma vez que um investimento em dinheiro, esforço ou tempo já tenha sido realizado (ARKES; BLUMER, 1985). Assim, o objetivo deste estudo é identificar se o efeito custo afundado é uma das razões que fazem com que os produtores de banana do Espírito Santo tomem as decisões que envolvem a volta para casa com a produção não vendida. Trata-se de um estudo de casos múltiplos de natureza exploratória e descritiva. A investigação foi realizada por meio de entrevistas com 17 produtores de banana do Espírito Santo, que comercializam seus produtos nas Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (CEASA). Os resultados encontrados demonstram que os produtores relutam em vender abaixo do preço de custo, constatando que há a influência dos custos afundados nas decisões de voltar para a casa com a produção não vendida. Outro achado do estudo é que o medo da perda, que é um dos pilares da Teoria da Perspectiva, também influencia as decisões dos produtores, no sentido de tentar evitar perdas futuras, sugerindo que esse fenômeno é tão robusto, a ponto de fazer com que os indivíduos olhem para o passado e para o futuro (MOON, 2001), tentando evitar as perdas em ambos os sentidos.
Mostrar mais

16 Ler mais

Análise de custos para decisão no cultivo da banana : um estudo de caso a partir da análise de custo, volume e lucro

Análise de custos para decisão no cultivo da banana : um estudo de caso a partir da análise de custo, volume e lucro

Para se obter produção máxima, o principal fator são as intempéries climáticas, contudo existem algumas alternativas para se chegar mais próximo da produção máxima, como por exemplo, para o controle de ventos forte, o uso de quebra-ventos, que são cortinas de bambu ou de outras plantas que servem como barreira para o vento não atingir as bananeiras com total velocidade. Os quebra- ventos devem atingir em média 18 metros de altura e devem estar a uma distância das bananeiras de 500 metros, podendo ser plantado em linhas. No caso de chuvas excessivas, as quais podem causar erosão no solo e derrubar as bananeiras, um cuidado a ser tomado é deixar o solo protegido com biomassa vegetal na superfície do terreno, assim se reduz o fluxo da água e a velocidade das enxurradas que podem arruinar as plantas (SOUZA; BORGES, 2012).
Mostrar mais

75 Ler mais

A Produção de Banana e seus Impactos Socioeconômicos no Desenvolvimento da Microrregião  de Araguaína-TO.

A Produção de Banana e seus Impactos Socioeconômicos no Desenvolvimento da Microrregião de Araguaína-TO.

As práticas culturais adotadas no manejo da produção se dão a partir do capinar da área, adubação, irrigação, aplicação da aérea de fungicidas para que tenha o controle sobre as pragas fugidas nos frutos, o controle do moleque da bananeira, os nematóides e o sistema de mitigação de risco, sobretudo para a Sigatoka Negra, peste esta que segundo EMBRAPA (2000) é a mais grave doença da bananeira, causada pelo fungo Mycosphaerella fijiensís , onde a evolução de lesões da Sigatoka Negra e a propagação do fungo são influenciados por fatores ambientais como umidade, temperatura e vento. A doença ainda afeta o crescimento das bananeiras, assim como o crescimento dos cachos e dos frutos, comprometendo a qualidade da banana, causando um alto custo de produção e redução nos lucros.
Mostrar mais

37 Ler mais

Análise da produção de banana orgânica no município de Itapajé  Ceará,Brasil

Análise da produção de banana orgânica no município de Itapajé Ceará,Brasil

Como se trata de uma entidade sem fins lucrativos, o IBD apóia entidades que não possuem condições financeiras para atuar na área de produção orgânica e desejam iniciar o processo de certificação. Ademais, o incentivo dado a partir de um repasse mensal à Associação de Agricultura Biodinâmica, passa (dentro de sua disponibilidade) a disponibilizar consultores para auxiliar de forma gratuita ou a baixo custo os produtores que estão enquadrados no prazo de certificação compreendido entre um a dois anos. Dentro desse período é traçado um cronograma de reembolso do valor que deveria ter sido pago pelo produtor. Este valor, em seguida é reinvestido em outras instituições com os mesmos problemas financeiros. Há também a possibilidade do IBD dividir o custo total do processo de certificação, em doze parcelas fixas mensais, para facilitar o pagamento.
Mostrar mais

107 Ler mais

Produção e caracterização de iogurte simbiótico sabor banana, obtido a partir de leite de vaca e de cabra, cultura probiótica e polpa de banana verde

Produção e caracterização de iogurte simbiótico sabor banana, obtido a partir de leite de vaca e de cabra, cultura probiótica e polpa de banana verde

O perfil demográfico dos entrevistados, a frequência de consumo de leites fermentados probióticos, o grau de conhecimento em relação a esses alimentos e a atitude dos consumidores frente aos produtos ricos em ácido linoleico conjugado (CLA) foram avaliados a partir da metodologia de entrevista estruturada utilizando como instrumento de coleta de dados um formulário específico constituído por questões de múltipla-escolha com características fechadas, semi-abertas e dicotômicas denominado de “formulário piloto”. Inicialmente, com o objetivo de discriminar o número de variáveis, esclarecer os objetivos da pesquisa, prever as autorizações necessárias, o tempo e o pessoal disponíveis, além de programar o cronograma e o custo da pesquisa, este formulário foi aplicado a um número restrito de pessoas ligadas à área de alimentos. 10
Mostrar mais

112 Ler mais

Aplicação de sensores de gases de baixo custo recobertos com filmes finos de polianilina na observação do amadurecimento da banana prata.

Aplicação de sensores de gases de baixo custo recobertos com filmes finos de polianilina na observação do amadurecimento da banana prata.

Com vistas à minimização das perdas de produção e preservação das características originais dos frutos tem como à otimização dos custos de logística, é relevante determinar o momento oportuno para a realização da colheita. De modo geral, a seleção do grau de maturação adequado para a colheita é de suma importância, pois, frutos fisiologicamente imaturos terão o seu amadurecimento comprometido, ao passo que os frutos colhidos em estádio de maturação mais avançado são mais susceptíveis a doenças e se deterioram mais rapidamente. A banana, como um fruto climatério, apresenta uma ascensão respiratória de etileno, a qual marca o início do amadurecimento.
Mostrar mais

16 Ler mais

Caracterização da produção de genótipos de banana introduzidos na região de Bonito - MS.

Caracterização da produção de genótipos de banana introduzidos na região de Bonito - MS.

O emprego de cultivares resistentes ou tolerantes às principais doenças foliares, como a sigatoka-negra (Mycosphaerella fijiensis) (CORDEIRO et al., 1998a; GASPAROTTO et al., 2006), sigatoka-amarela (Mycosphaerella musicola Leach), o mal-do-panamá (Fusarium oxysporum f.sp. cubense) (Smith, Snyder e Hansen), seria a opção mais viável para a implantação de novos cultivos (MOREIRA, 1997; CORDEIRO et al., 1998b), principalmente em áreas onde se preconiza a preservação ambiental, uma vez que, não utilizando defensivos, não causaria agressão ao meio ambiente e reduziria o custo de produção, assim como a prática da adubação orgânica (SWENNEN; WILSON, 1982; BORGES et al., 2002), pela disponibilidade desse insumo nas propriedades, além de agregar valor ao produto.
Mostrar mais

6 Ler mais

Rentabilidade e risco da pequena produção de banana no Projeto Jaíba

Rentabilidade e risco da pequena produção de banana no Projeto Jaíba

Por meio desses dados foi construído o modelo adaptado (Quadros 3A e 6A), mantendo o planejamento agronômico, as produtividades e os preços dos produtos e dos insumos adotados pelos modelos originais (Quadros 2A e 4A). Foram incorporados ao custo de produção os valores pagos pelos pequenos produtores, a título de tarifa d’água. Esse procedimento foi necessário, uma vez que, no estudo original, a tarifa d’água foi separada para verificar a capacidade de pagamento dos produtores pelo método willingness to pay. Esse método consiste no desenvolvimento de simulações de resultado, com vistas em determinar a rentabilidade da exploração da atividade que identifique o valor máximo que o produtor estará disposto a pagar, preservando sua capacidade de pagamento geral.
Mostrar mais

106 Ler mais

Análise de risco da produção de banana no município de Missão Velha - Ceará

Análise de risco da produção de banana no município de Missão Velha - Ceará

O uso da análise de sensibilidade influenciará na determinação do grau de certeza dos resultados. A função dela é identificar se a modificação de algum valor médio de uma variável da amostra é suficiente para mudar os resultados e a interpretação da análise. Assim, foi selecionada a mudança do lucro como teste de sensibilidade de cada variável em análise. O procedimento adotado foi de provocar a mudança de 1% em cada variável de custo de produção, uma a uma, separadamente, e verificar a significância de seu efeito na alteração do lucro (CAMPOS; CAMPOS, 2017).
Mostrar mais

20 Ler mais

Análises de sistemas de secagem: solar, elétrico e misto na produção de banana-passa.

Análises de sistemas de secagem: solar, elétrico e misto na produção de banana-passa.

Por ser geograficamente bem posicionado, o Brasil possui uma zona de excepcional disponibilidade de energia solar, tem grande potencial energético disponível, e a necessidade de desenvolver novas tecnologias que fomente e promova a mobilidade social na busca de um maior desenvolvimento regional. Esta necessidade é particularmente importante em países como o Brasil, que tem o desafio de promover o desenvolvimento tecnológico, na busca de novas técnicas para os processos de produção e conservação de alimentos. Ambiciona-se que esse crescimento socioeconômico ocorra em sintonia com o mundo globalizado de avançadas tecnologias, porém, com ações localizadas que priorizem a pesquisa e o desenvolvimento de equipamentos simples, de fácil construção, manutenção, operação e baixo custo, que respondam pelas demandas típicas de cada região do país. A escolha do setor frutífero decorre da sua importância no cenário econômico brasileiro. A utilização de sistemas de secagem tem como finalidade diminuir o desperdício de alimentos, aumentando o tempo de conservação, viabilizando a produção de um produto de boa qualidade, e a comercialização com elevado poder econômico agregado.
Mostrar mais

259 Ler mais

Análise do custo social das perdas no processo produtivo da banana no município de MauritiCE

Análise do custo social das perdas no processo produtivo da banana no município de MauritiCE

Em se tratando da banana, observa-se ineficiência na utilização de métodos de colheita, transporte, acondicionamento, armazenamento, distribuição e comercialização. As perdas por falta de técnicas adequadas de pós-colheita chegam a atingir, em alguns casos, até 60% da produção, brasileira, de acordo com TAGLIARE E FRANCO (1994), citados por CARVALHO (1996). Segundo reportagem apresentada pelo Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão (agosto de 2000), as perdas dentro de uma lavoura de banana no Brasil correspondem a 20%, em média, sem se considerar as perdas nos demais elos da cadeia. Segundo a mesma matéria, 46% das frutas que são colhidas no país são desperdiçadas, ou seja, de cada 100 kg de frutas, 46 kg perdem-se ao longo da cadeia.
Mostrar mais

15 Ler mais

DECISÕES GERENCIAIS ENVOLVENDO O CUSTO DE PRODUÇÃO E O PROBLEMA DA PRODUÇÃO CONJUNTA

DECISÕES GERENCIAIS ENVOLVENDO O CUSTO DE PRODUÇÃO E O PROBLEMA DA PRODUÇÃO CONJUNTA

Esta classificação pode ser alterada ao longo do tempo, em função das mudanças tecnológicas e das condições de mercado, extremamente dinâmicas nos dias atuais. A inseparabilidade dos custos da produção conjunta gera alguns problemas de ordem Societária, Fiscal e Gerencial: Como avaliar os estoques, normalmente considerados a valor de custo? Como apurar o resultado proporcionado por cada produto?

21 Ler mais

A UTILIZAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO COMO FERRAMENTA GERENCIAL EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE LEITE

A UTILIZAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO COMO FERRAMENTA GERENCIAL EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE LEITE

As mudanças econômicas ocorridas no início da década de 1990 vêm exigindo rápidos ajustamentos estratégicos e estruturais do setor agroindustrial do leite. A desregulamentação do mercado de leite, e posteriormente, a abertura comercial da economia brasileira resultaram em um mercado competitivo em termos de qualidade, produtividade e escala de produção. A cadeia de produtiva do leite é um segmento sensível a estas transformações. A necessidade de analisar economicamente a atividade leiteira é extremamente importante, pois, através dela, o produtor passa a conhecer com detalhes e a utilizar, de maneira inteligente e econômica os fatores de produção (terra, capital e trabalho). A partir daí, localiza-se os pontos de estrangulamento para depois concentrar esforços gerenciais e tecnológicos, para obter sucesso na sua atividade e atingir os seus objetivos de maximização de lucros e minimização dos custos. O objetivo desse trabalho é caracterizar alguns conceitos e metodologias importantes envolvidos no gerenciamento da empresa agropecuária, especialmente na produção leiteira e estimar o custo de produção de leite em uma propriedade na Região de Bom Despacho, Minas Gerais. Economicamente, concluiu-se que a atividade leiteira estudada apresentou rentabilidade de 17,48%, no período. Considerando os indicadores econômicos apresentados, pode-se concluir que as despesas com os recursos fixos são as que mais oneram o custo final da atividade leiteira. Os itens que mais afetaram o custo de produção do leite foram a Remuneração do Capital Investido seguido pela Depreciação, no caso dos recursos fixos e os gastos com Mão-de-obra e Alimentação.
Mostrar mais

15 Ler mais

Efeito do ensacamento de cachos de banana 'Nanicão' na produção e no intervalo entre inflorescência e colheita.

Efeito do ensacamento de cachos de banana 'Nanicão' na produção e no intervalo entre inflorescência e colheita.

O ensacamento de cachos em sacos de polietileno é prática efetuada em muitas outras regiões produto- ras de banana do mundo (Soto Ballestero, 1992; Galán Saúco et al., 1996), sendo rotineira em bananais cul- tivados por grandes empresas agrícolas em países da América Central (Moreira, 1987), desde a década de 60 (Perumal & Adam, 1968). No Brasil, esta práti- ca tem sido executada em caráter experimental e, re- centemente, tem sido adotada por alguns produto- res nos estados de São Paulo e Santa Catarina, em- bora as informações sobre a técnica sejam ainda limi- tadas com relação às diferenças entre cultivares e quanto às condições climáticas.
Mostrar mais

6 Ler mais

Custo de produção de animais de reposição em diferentes sistemas de produção de leite

Custo de produção de animais de reposição em diferentes sistemas de produção de leite

A criação de bezerras e novilhas necessita de cuidados e investimentos, o que possibilita criação adequada dos animais, está fase muitas vezes é encarada como apenas uma despesa a mais. Estudos vêm comprovando que a criação de fêmeas de reposição, levando em consideração manejo sanitário, nutricional e as instalações adequadas, acaba reduzindo a idade da primeira parição, aumentando a produção de leite e a vida útil dos animais. Com isso, os produtores acabam reduzindo custos, o que acarreta um rendimento melhor ao final de cada mês (BITTAR, OLTRAMARI, 2011).
Mostrar mais

32 Ler mais

Participação do custo da embalagem na composição do custo de produção e do preço de atacado do tomate de mesa

Participação do custo da embalagem na composição do custo de produção e do preço de atacado do tomate de mesa

Quantificou-se a participação do custo da embalagem caixa “k” no custo de produção e no preço de atacado do tomate, comparando com a participação do custo da embalagem caixa Embrapa no mes- mo processo de comercialização. A substituição da embalagem cai- xa “k” pela embalagem caixa Embrapa significa uma redução de 10,14% no custo de produção do tomate e uma redução de 5,92% no preço de atacado do tomate, somente devido à embalagem. Isso sig- nifica aumento de lucro de 10,14% para o produtor de tomate e au- mento de lucro de 5,92% para o varejista. Se for repassada esta dife- rença para o consumidor final, poderá haver maior estímulo ao con- sumo e/ou melhoria de qualidade do produto.
Mostrar mais

3 Ler mais

Custo de produção em pecuária de corte na visão do custo dinâmico – Caso Fazenda Arural

Custo de produção em pecuária de corte na visão do custo dinâmico – Caso Fazenda Arural

No caso da pecuária de corte, no passado recente, a atividade produtiva não era vista com bons olhos pelos principais agentes de desenvolvimento, eram várias as limitações de ordem creditícia oficial para pecuaristas de corte e as considerações eram de que a atividade se auto sustentava, já que a base alimentar (pastagens) praticamente não tinha custo e engordar boi era coisa de preguiçoso, segundo a percepção destes agentes. A pecuária de corte no Brasil durante vários anos foi desenvolvida de forma quase extrativista, os ciclos pecuários eram bem definidos e eram provocados pelas inconstâncias dos preços e intempéries climáticas. Pelo lado técnico havia pouca preocupação na obtenção de ganhos reprodutivos, a natureza se encarregava de manter os índices de natalidade e a engorda seguia em processo lento entre as safras das pastagens, sendo que estes fatos ainda compõem parte da realidade da pecuária de corte brasileira. Atualmente estes ciclos estão amenizados devido ao uso de melhor tecnologia produtiva e melhor distribuição das informações comerciais.
Mostrar mais

16 Ler mais

Produção de farinha de banana verde

Produção de farinha de banana verde

Como se trata de uma fruta tropical, a banana sofre influências de uma série de fatores climáticos e do solo onde é cultivada. De acordo com a EMBRAPA (2004), a bananeira exige condições especificas para ter uma boa produção e frutos saudáveis, são elas: a faixa de temperatura ótima para o desenvolvimento dos bananais de 26-28 °C, com mínimas não inferiores a 15 °C e máximas não superiores a 35 °C; a precipitação efetiva anual ideal de 1.200 a 1.800 mm; pode ser cultivada em altitudes que variam de 0 a 1.000 m acima do nível do mar; apresenta melhor desenvolvimento em locais com médias anuais de umidade relativa superiores a 80%; a velocidade do vento deve ser inferior a 40 km/h; a bananeira se adapta bem a diversos tipos de solos, entretanto, as melhores condições para a cultura ocorrem quando cultivada em solos profundos, bem drenados, não sujeitos a inundações, sem restrições ou barreiras físicas e com textura areno- argilosa.
Mostrar mais

71 Ler mais

Custo de produção de amora-preta em região tropical

Custo de produção de amora-preta em região tropical

RESUMO-O cultivo da amora-preta é recente no Brasil. A espécie apresenta elevada adaptabilidade, bai- xa exigência em frio, facilidade de manejo, rusticidade e pouca utilização de defensivos agrícolas. É uma fruta que vem despertando elevada atenção dos consumidores devido à presença de compostos fenólicos com propriedades antioxidantes. Com este trabalho, objetivou-se analisar o custo de produção do cultivo da amora-preta, em primeiro ano de produção. Para estimar a matriz de coefi cientes técnicos e os custos de produção, em 2007, os preços de venda foram levantados junto a um produtor, e o restante das informações foi obtido de um experimento. De acordo com os dados e os cálculos de custos, a primeira produção da cultura foi de 3.000 kg.ha -1 , com custo de implantação e condução, no primeiro ano, de R$ 8.710,63, e no
Mostrar mais

6 Ler mais

A depreciação, a amortização e a exaustão no custo de produção agrícola

A depreciação, a amortização e a exaustão no custo de produção agrícola

INSTITUTO DE ECONOMIA AGRÍCOLA DE SÃO PAULO. Estimativa de custo de operação de máquinas e implementos agrícolas, estado de São Paulo, maio de 2004. Disponível em: <http://www.iea.sp.gov.br/out/ precos/cus-maq0704.php>. Acesso em: 30 out. 07. MOCHÓM, Francisco. Princípios de economia. Tradução de Thelma Guimarães; Revisão técnica de Rogerio Mori. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. RÁMIZ, Antonio Argandona. Os custos. São Paulo: Nova Cultural, 1988. (Enciclopédia prática de economia: questões da teoria econômica).

9 Ler mais

Show all 10000 documents...