Bioma Caatinga - Vegetação Potencial

Top PDF Bioma Caatinga - Vegetação Potencial:

P ADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO E CONSERVAÇÃO DE SERPENTES DO BIOMA CAATINGA

P ADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO E CONSERVAÇÃO DE SERPENTES DO BIOMA CAATINGA

Informações provenientes dos estudos da herpetofauna da Caatinga podem servir como subsidio para a compreensão da história das áreas de vegetação aberta, além de fornecer bases para trabalhos de conservação (Rodrigues, 2003). Estudos dessa natureza são necessários e urgentes se levarmos em conta a destruição e perda de hábitats em decorrência da ocupação antrópica (Araújo et al., 2005). Com um maior número de informações sobre a herpetofauna da Caatinga nos últimos anos, é possível realizar uma análise mais profunda sobre os padrões de distribuição das serpentes do bioma. O conhecimento sobre a distribuição e riqueza de espécies de serpentes para o bioma tem o potencial de fornecer bons indicativos sobre as áreas de diversificação e centros de endemismo (Guedes et. al., 2014) e, a partir daí, gerar ferramentas para um melhor entendimento dos processos de distribuição e utilização de área pelas serpentes em toda a Caatinga.
Mostrar mais

24 Ler mais

Potencial de armazenamento de água no caule de plantas do bioma caatinga

Potencial de armazenamento de água no caule de plantas do bioma caatinga

Este trabalho está dividido em duas abordagens principais: levantamento da fitossociologia de uma associação de solo e vegetação; e a avaliação do potencial de armazenamento de água em espécies representativas do bioma Caatinga. A principal questão científica que motivou este trabalho é qual o potencial do armazenamento de água em caules de plantas do bioma Caatinga? Esta questão suscitou duas hipóteses principais, testadas nesta pesquisa, a saber: i) as plantas da caatinga preservada apresentam a mesma área específica condutora de seiva bruta (xilema hidroativo) nos estratos na planta e entre as diversas espécies; ii) a capacidade de armazenamento de água nas plantas da caatinga preservada não variam conforme a espécie.
Mostrar mais

54 Ler mais

LÉA MORAES NUNES TEIXEIRA EVAPOTRANSPIRAÇÃO EM VEGETAÇÃO NATURAL DO BIOMA CAATINGA OBTIDA POR BALANÇO HÍDRICO NO SOLO E POR SENSORIAMENTO REMOTO

LÉA MORAES NUNES TEIXEIRA EVAPOTRANSPIRAÇÃO EM VEGETAÇÃO NATURAL DO BIOMA CAATINGA OBTIDA POR BALANÇO HÍDRICO NO SOLO E POR SENSORIAMENTO REMOTO

Na Figura 19, foi possível avaliar a razão entre ETr e ETo nos períodos em que houveram dados de umidade monitorado pelo grupo Hidrosed e dados meteorológicos advindos da PCD da FUNCEME próximo à área. Essa razão ETr/ETo é chamada de fração evaporativa, ela é o dado de saída também dos algoritmos SEBAL e SAFER advindo da imagem em si, após as etapas de balanço de energia e antes da influência do valor da evapotranspiração potencial do dia da imagem. A fração evaporativa se refere à porcentagem da evapotranspiração potencial que está sendo evapotranspirada efetivamente, esse valor porém estaria limitado à 1, com algumas variações de até 1,1 como já encontrado para culturas bem irrigadas e em boas condições fisiológicas em campos de alfafa e milho (ALLEN et al, 2002), e em casos semelhantes, a ETr pode apresentar valores rapidamente maiores que a ETo.
Mostrar mais

124 Ler mais

Plano de divulgação do Bioma Caatinga

Plano de divulgação do Bioma Caatinga

• Único bioma exclusivamente brasileiro, a caatinga tem características próprias: índices pluviométricos muito baixos e temperaturas médias anuais elevadas variando pouco durante o ano. Além disso, são comuns ventos fortes e secos, que contribuem para a aridez da paisagem nos meses de seca. A vegetação da caatinga é adaptada ao clima quente e seco e apresenta inúmeras espécies com grande potencial frutífero, medicinal e forrageiro, que podem ser exploradas de forma sustentável, para garantir à população sertaneja condições dignas de vida. Além disso, a caatinga é a região semi-árida mais rica em espécies do mundo.
Mostrar mais

9 Ler mais

Variabilidade espaçotemporal da evapotranspiração em vegetação do bioma caatinga com uso do modelo dicasm

Variabilidade espaçotemporal da evapotranspiração em vegetação do bioma caatinga com uso do modelo dicasm

Além das diferenças na estimativa da evapotranspiração potencial e real, a taxa de água realmente utilizada pela vegetação pode diferir significativamente das taxas de evapotranspiração potencial, que é regulada pela demanda da atmosfera por vapor de água, devido aos impactos de secas, doenças, pragas, fenologia e área vegetada e textura, fertilidade e salinidade do solo (ANDERSON et al., 2012). O conhecimento da evapotranspiração real da vegetação em geral é de fundamental importância em atividades ligadas a gestão de bacias hidrográficas, em modelagens meteorológica e hidrológica (LI et al., 2009). A estimativa da evapotranspiração real pode ser feita utilizando modelos hidrológicos, os quais consideram a influência de diversos fatores nos fluxos de água e podem ser utilizados em diferentes escalas temporais ou espaciais, fazendo com que os resultados dessas estimativas sejam capazes de atender às demandas do gerenciamento dos recursos hídricos (SENAY et al., 2011).
Mostrar mais

100 Ler mais

Defeso da caatinga:  proposta de política pública para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar em bioma caatinga

Defeso da caatinga: proposta de política pública para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar em bioma caatinga

A elaboração de políticas públicas exige o real envolvimento da sociedade e o caminho até sua implantação é longo. Convencer políticos dos anseios de uma comunidade e da sua urgência requer habilidade, diálogo e conhecimento, pois serão eles que irão apresentá-las e defendê-las junto aos órgãos competentes, para serem transformadas em lei e assegurar os recursos financeiros para a sua execução. Certamente, a implementação de políticas públicas constitui importante medida para efetivar a recuperação da Caatinga e estabelecer a agricultura familiar de modo sustentável. Em nível regional, as políticas contribuirão para alcançar a segurança alimentar, reduzir o êxodo rural e promover a cultura da paz; já em nível global, servirão para mitigar os efeitos das mudanças climáticas, do aquecimento global e garantir a produção segura de alimentos livres de agrotóxicos e fertilizantes.
Mostrar mais

16 Ler mais

Análise multivariada no estudo de padrões na mastofauna do bioma caatinga

Análise multivariada no estudo de padrões na mastofauna do bioma caatinga

O levantamento sobre a mastofauna do bioma Caatinga apresentado no workshop “Avaliação e Identificação de Ações Prioritárias para a Conservação da Biodiversidade da Caatinga”, realizado em Petrolina, em 2000, lista 144 espécies de mamíferos no bioma, incluindo 10 Didelphiomorpha; 8 Xenarthra; 64 Chiroptera; 6 Primates; 36 Rodentia; 1 Lagomorpha; 14 Carnívora e 5 Ungulados, com dez casos de endemismos (OLIVEIRA et al., 2003). Este trabalho representa a mais completa atualização, contrastando com os dados de levantamentos anteriores que relatavam uma baixa densidade populacional e um pequeno número de espécies endêmicas. No entanto, Oliveira et al. (2003) considera baixo o nível de endemismo dos mamíferos na Caatinga e assegura que muitas das espécies não foram formalmente descritas, mostrando com isso o grau de desconhecimento da fauna local.
Mostrar mais

98 Ler mais

Histórias em quadrinhos como recurso pedagógico no estudo do bioma caatinga

Histórias em quadrinhos como recurso pedagógico no estudo do bioma caatinga

Researches on the Caatinga Biome are portrayed in the didactic books of sciences pointed to the absence of contents and outdated as the scientific theses. From some careers observed the existence of books, this research is a comic with the specific of the Caatinga Biome to be used in the classroom as a pedagogical resource for the study of the biome. As a general objective, this research that used Comics as a pedagogical resource, sought to evaluate the HQ "Flight to the Caatinga: beyond the white forest", as a mediating resource of the learning process of the contents involving the Caatinga Biome. For this, the comic was used in a seventh grade class of elementary school in two consecutive classes. The qualitative research was developed in three moments: pre-reading through the probing dialogue about the student's relationship with the HQ's, followed by the individual and silent reading activity of the resource, and the post-reading consisted of filling the resource crosswords and questionnaire. The answers were read and grouped into the following categories: students' acquisition of knowledge, student reflection on what was presented to them, and interpretation from the interaction between visual and verbal elements, or only visual, these categories were analyzed in light of literature. The comics used in the classroom reached its objectives, since, it enabled the students to develop reflective thinking, contributed to new conceptions about the caatinga biome and introduced new knowledge to the students.
Mostrar mais

73 Ler mais

Nova espécie de Rhaphiptera (Coleoptera, Cerambycidae) do Bioma Caatinga

Nova espécie de Rhaphiptera (Coleoptera, Cerambycidae) do Bioma Caatinga

Body pubescence whitish to yellowish; superior lobe of compound eyes with four rows of ommatidia; lobes separated one from another by approximately three times their individual widt[r]

4 Ler mais

ATIVIDADE ENZIMÁTICA DE SOLOS DO BIOMA CAATINGA COM E SEM AÇÃO ANTRÓPICA

ATIVIDADE ENZIMÁTICA DE SOLOS DO BIOMA CAATINGA COM E SEM AÇÃO ANTRÓPICA

Regarding the periods of the year, the dry one had lower values of enzymatic activity of β- glucosidase and arylsulfatase (Table 3). Among the evaluation years, when correlating accumulated precipitation (Table 1) and enzymatic activity, the highest correlations were observed in the preserved area in both periods of the year (Figure 4). This is evidence of the fragility of Caatinga soils under the interference of man in the two periods of the year, over time. However, it should be noted that the activity of arylsulfatase in both Caatinga areas and periods of the year showed a high correlation with precipitation.
Mostrar mais

9 Ler mais

Screening das atividades antioxidantes e anticoagulantes de plantas do bioma Caatinga

Screening das atividades antioxidantes e anticoagulantes de plantas do bioma Caatinga

Entre as finalidades de maior exploração extrativista da Caatinga, destaca-se o uso medicinal de suas plantas, uma vez que o potencial terapêutico das mesmas é conhecido há décadas (AGRA et al., 2007; SOUZA, 2013). Suas espécies apresentam características fisiológicas que refletem adaptações complexas e peculiares às condições únicas do ambiente onde vivem, o que tem despertado o interesse da comunidade científica (TROVÃO et al., 2007). Estudos etnobotânicos realizados na região apontam que as espécies vegetais são utilizadas pela comunidade para tratar doenças variadas, incluindo doenças de pele, respiratórias, gastrintestinais e infecções variadas. (TROVÃO et al., 2007; AGRA et al., 2007; CARTAXO et al., 2010; ALBUQUERQUE et al., 2007). Além disso, avaliações qualitativas realizadas nas regiões tropicais demonstraram que as populações humanas locais têm um amplo conhecimento das espécies de plantas úteis. Além disso, a realização de estudos de plantas medicinais do semi-árido região brasileiro tem crescido progressivamente, sendo a maioria destes estudos descritivo, se concentrando em listar plantas junto com suas indicações terapêuticas, modo de utilização e qual o órgão utilizado (AGRA et al., 2007; CARTAXO et al, 2010; ALBUQUERQUE et al., 2007)
Mostrar mais

79 Ler mais

Impactos das Mudança Climáticas na Disponibilidade Hídrica no Bioma Caatinga

Impactos das Mudança Climáticas na Disponibilidade Hídrica no Bioma Caatinga

O Clima característico do município é o semiárido, o qual ocorre essencialmente na Região Nordeste, na área de depressão sertaneja, onde a vegetação predominante é a caatinga. Formando a região conhecida como polígono das secas, que avança sobre o norte de Minas Gerais. As temperaturas são elevadas e geralmente superiores a 25ºC. A pluviosidade é baixa, em torno de 500 mm anuais, e irregular, apresentando como principal período chuvoso os meses de janeiro a abril. Março e Agosto são os meses com a maior e a menor precipitação, com totais médios de 136 mm e 05 mm, respectivamente (SONDA, 2014). As chuvas que ocorrem no Sertão tem sua origem nas frentes frias, nos Vórtices Ciclônicos de Ar Superior (VCAS) e na Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), sendo esse último sistema, o principal sistema de produção de chuvas no semiárido de Pernambuco (PERNAMBUCO, 2006). As chuvas são irregulares, concentrada, são predominantemente convectivas, ocorrem sob a forma de fortes aguaceiros de pequena duração, proporcionando rápido escoamento superficial e, consequentemente, baixa taxa de infiltração no solo, agravando, assim, as condições de carência de umidade para as plantas (LINS, ALBUQUERQUE, 2001, p.21).
Mostrar mais

93 Ler mais

Análise da complexidade temporal de variáveis climáticas no bioma Caatinga

Análise da complexidade temporal de variáveis climáticas no bioma Caatinga

el relieve y la dinámica de las masas de aire. En series temporales, la entropía es una medida de la cantidad de incertidumbre (o regularidad) con muchas aplicaciones en series climáticas. Con el fin de comprender la evolución del grado de regularidad en series temporales climáticas en la Caatinga y compararlas con los resultados de Santos et al. (2015) obtenidos en la Mata Atlántica, se aplicó el método Sample Entropy (SampEn) para analizar la entropía en series históricas de promedios diariosde la temperatura del aire, de la humedad relativa del aire y de la velocidad del viento, registrados en el municipio de Poço Redondo, en el estado de Sergipe, Brasil, en el período de 2005 a 2014. Se observaron regularidades mayores para las series de la temperatura del aire (promedio de 1,12) y de la humedad relativa del aire (promedio de 1,28), indicando que estas variables son las más fáciles de usar para las predicciones del clima. Este resultado está asociado con la caracterización climática de la región (región semiárida).Los valores de entropía observados para la velocidad del viento fueron en su mayoría mayores que los observadas para las otras variables (promedio de 2,18). No se observaron tendencias en las series entrópicas, y todas se caracterizaron como estacionariaspara la ventana estudiada. En comparación con los resultados obtenidos por Santos et al. (2015), fue posible observar la influencia de la maritimidad y de las masas de aire sobre la entropía de la temperatura del aire y de la humedad relativa del aire.
Mostrar mais

11 Ler mais

Resposta da vegetação da caatinga a vários níveis de raleamento

Resposta da vegetação da caatinga a vários níveis de raleamento

One of lhe major ouleomes of these studies is that peak herbaceous vegetation yields were similar for ali three manipulation treatments. Therefore, for the caatinga type studied, un[r]

6 Ler mais

Relação da vegetação de caatinga com a condição geomorfométrica local.

Relação da vegetação de caatinga com a condição geomorfométrica local.

Embora a comparação de mapas mostrasse notáveis rela- ções, principalmente, entre algumas classes e a curvatura vertical, os histogramas das curvaturas indicam a dificulda- de de aplicação analítica dessas variáveis na classificação da vegetação. A simetria da distribuição das duas curvaturas (horizontal e vertical) é uma característica dessas variáveis, independente do tipo de relevo (Valeriano, 2003; Valeriano & Carvalho Júnior, 2003). Ocasionalmente, podem ocorrer variações de dispersão, sobretudo da curvatura vertical, maior em terrenos mais movimentados porém com distribuição sempre simétrica e centrada em torno do valor nulo. As for- mações Complexo Arbóreo (B), Caatinga Arbórea (E) e Ca- atinga Florestada (F) apresentaram maior dispersão de cur- vatura vertical, coerentemente com a maior frequência de declividades altas, sobretudo a última. As únicas assimetri- as notáveis nas distribuições de curvaturas ocorreram no Complexo Galeria, em virtude da sua associação com canais de drenagem; tal característica implica na predominância de terrenos convergentes (horizontalmente) que, no caso local, se mostraram correlatos a concavidades (verticalmente). Assim, ambos histogramas têm maiores frequências em seu lado esquerdo.
Mostrar mais

8 Ler mais

Representação matemática do comportamento intra-anual do NDVI no Bioma Caatinga

Representação matemática do comportamento intra-anual do NDVI no Bioma Caatinga

A representação matemática da série temporal de índice de vegetação, inclusive para fins de reconstrução da série, pode ser realizada de duas maneiras. A primeira é fundamentada em técnicas de filtragem, nas quais operações matemáticas são empregadas para preencher as lacunas e filtros são utilizados para suavizar a série temporal utilizando uma janela móvel, como o filtro Savitzky-Golay (SG) (CHEN et al., 2004), o filtro de iteração de valor médio (JULIEN; SOBRINO, 2010), entre outros. O segundo tipo é baseado em ajuste de curvas, no qual uma função matemática, geralmente não linear, é utilizada para simular o crescimento sazonal da vegetação. Essas funções incluem a função gaussiana assimétrica (AG) (JÖNSSON; EKLUNDH, 2002), a função logística dupla (DL) (BECK et al., 2006), entre outras. Vários estudos compararam a eficiência de alguns desses métodos, mas não há um consenso sobre qual é o melhor para representação matemática das séries temporais de índices de vegetação (HIRD; MCDERMID, 2009; ATKINSON et al., 2012; LIU et al., 2017). Vale salientar que resultados de ajuste de curvas aplicam-se preferencialmente a regiões de características semelhantes (clima, cobertura de nuvens e tipo de vegetação) e que a resposta de cada abordagem pode ser diferente, ajustando bem ou não os dados do índice.
Mostrar mais

16 Ler mais

Bioma Caatinga sob a perspectiva de estudantes residentes em áreas rurais

Bioma Caatinga sob a perspectiva de estudantes residentes em áreas rurais

Ações humanas vêm causando, ao longo dos anos, sérios danos ao equilíbrio ecológico da Caatinga (Cruz, 2008). No meio rural, várias atividades lesivas aos recursos naturais ainda persistem, tais como: uso de agrotóxico na agricultura, desflorestamento para o aumento da pecuária, produção de lenha, carvão e cercas, monocultura, queimadas, dentre outras (Pareyn, 2010; Siqueira Filho, 2012). Muitas dessas atividades são realizadas por falta de conhecimento sobre o funcionamento da interdependência existente entre os fatores bióticos e abióticos, formas de manejo dos recursos naturais e, consequentemente, pelo baixo nível de sensibilização ambiental, acarretando em desequilíbrio da natureza.
Mostrar mais

7 Ler mais

Modelo de apoio à tomada de decisão em um sistema agroflorestal do bioma Caatinga

Modelo de apoio à tomada de decisão em um sistema agroflorestal do bioma Caatinga

Resumo: O semiárido brasileiro tem sofrido ao longo dos anos um processo severo de degradação ambiental. Os indicadores agropecuários situam-se muito aquém dos necessários para a geração da renda familiar capaz de manter no campo a população rural. Neste cenário, a conservação da biodiversidade torna-se peça fundamental para a manutenção da qualidade de vida. Os Sistemas Agroflorestais (SAFs) são um exemplo da nova proposta de produção. Objetivou-se, desta forma, compreender a dinâmica da caprinocultura dentro de um sistema agrossilvipastoril inserido no bioma Caatinga no estado do Ceará. A dinâmica do rebanho caprino foi analisada em um SAF localizado na Embrapa Caprinos e Ovinos, em Sobral, CE. A ferramenta utilizada mostrar-se eficiente em demonstrar o comportamento do subsistema estudado no que se referem, principalmente, as práticas de manejo do rebanho, como, por exemplo, a determinação do intervalo entre nascimentos, o desaleitamento, o destino dos animais (venda ou reprodução). Isso permite ao tomador de decisão visualizar sua decisão antes que a ponha em prática, reduzindo desta forma os riscos com o emprego das mesmas.
Mostrar mais

5 Ler mais

Estudo químico de fungos endofíticos associados a plantas do bioma caatinga.

Estudo químico de fungos endofíticos associados a plantas do bioma caatinga.

O estudo químico de fungos endofíticos associados a plantas do bioma Caatinga foi realizado através da identificação de compostos orgânicos voláteis (COVs) e do isolamento de metabolitos não voláteis produzidos por dez fungos da família Botryosphaeriaceae e um da família Nectriaceae. Na identificação de COVs produzidos pelo fungo Albonectria rigidiuscula (Nectriaceae) foram utilizados quatros meios de cultura diferentes (BD, BDA, peptona e arroz) e em três períodos de incubação (7, 14 e 21 dias), empregando-se as mesmas técnicas de extração e análise. No estudo de identificação de COVs, os fungos Lasiodiplodia citricola, L. gonubiensis, L. parva, L. pseudotheobromae, L. theobromae, Neosicoccum ribis, N. cordaticola, N. parvum, Botrysphaeria mamane e Pseudofusicoccum stromaticum foram cultivados em BD, sob as mesmas condições. Como técnica de extração e análise, utilizou-se a micro-extração em fase sólida por headspace (HS-MEFS), aliada à cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas (CG-EM). Os dados das análises foram ainda submetidos a tratamentos estatísticos de ACP e AAH. A identificação de COVs fúngicos se mostrou adequada para discriminar dez espécies da família Botryosphaeriaceae. A discriminação do complexo N. parvum / N. ribis apontou a importância de COVs como uma ferramenta quimiotaxonômica auxiliar. Além disso, o α-bisabolol que foi produzido em alto teor (88,83%) pelo fungo P. stromaticum , pode ser apontado como um marcador químico para a espécie. A produção de COVs pelo fungo A. rigidiuscula mostrou maiores variações qualitativas e quantitativas nos meios de cultura mais pobres em nutrientes. Os fungos N.parvum , L. gonubiensis e A. rigidiuscula apresentaram potencial citotóxico e o estudo de compostos não voláteis apontou variações significativas nos ácidos graxos produzidos nos micélios e meios líquidos extraídos. A partir dos extratos fúngicos ativos foram isolados os metabólitos (3 S , 4 S )-4-hidroximeleina, ciclo (Leu-Pro), ciclo ( S -Phe- S -Pro), (3 S , 4 R )-4- hidroximeleína, ( R )-meleina, pestalopirona, xilitol, ciclo ( L -Pro- L -Tyr) e tirosol. O isolamento de dicetopiperazinas sugere uma relação destes compostos com o potencial citotóxico dos extratos ativos, uma vez que o potencial anticâncer desta classe é relatada na literatura.
Mostrar mais

204 Ler mais

Representações sociais de professores e licenciandos em biologia sobre o bioma Caatinga

Representações sociais de professores e licenciandos em biologia sobre o bioma Caatinga

Este estudo teve como objetivo a análise das representações sociais de professores e licenciandos em Biologia, sobre o bioma Caatinga, para verificar se elas contêm subsídios que poderão contribuir para a conservação e sustentabilidade desse bioma. Além disso, analisamos se esses aspectos estão contemplados nos currículos dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Para atingir os objetivos propostos, adotamos uma abordagem qualitativa, tendo como sujeitos vinte licenciandos e oito professores desses cursos. Utilizamos como referencial metodológico a técnica de evocação, para identificar as representações sociais, através de questionário. A análise dos resultados permitiu verificar que as representações sociais dos professores e licenciandos estão centradas nas características do clima e da vegetação da Caatinga. Faltam os aspectos sociais, econômicos e éticos do bioma Caatinga, que poderiam apontar para a conservação e a sustentabilidade dessa região. Concluímos que os aspectos encontrados nessas representações refletem os conteúdos dos programas curriculares do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, que citam muito superficialmente temas referentes a esse bioma. Dessa forma, sugerimos a reformulação dos programas curriculares das disciplinas e a realização de novas pesquisas sobre as características físicas, biológicas, sociais, econômicas e éticas do bioma Caatinga , a fim contribuir para a conservação e sustentabilidade desse bioma único no mundo.
Mostrar mais

117 Ler mais

Show all 9473 documents...