Caldas da Rainha

Top PDF Caldas da Rainha:

Estágio no Gabinete de Turismo da Câmara Municipal das Caldas da Rainha

Estágio no Gabinete de Turismo da Câmara Municipal das Caldas da Rainha

Neste terceiro capítulo do nosso relatório iremos descrever as principais tarefas realizadas no âmbito do nosso estágio, integrado no Programa de Estágios Profissionais na Administração Local. O estágio teve lugar no Gabinete de Turismo da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, com início no dia 4 de Abril de 2011 e com a duração de um ano. Até 11 de Outubro, as instalações do gabinete estavam localizadas no edifício dos Paços do Concelho sendo que, a partir dessa data, o funcionamento passou a realizar-se numa sala cedida pelo Centro da Juventude das Caldas da Rainha, visto que se encontra numa fase final a abertura da nova Loja do Turismo das Caldas da Rainha, que agregará o Posto de Turismo, o Gabinete de Turismo e outros espaços relacionados com o sector e cuja abertura ao público deverá acontecer no próximo mês de maio ou junho de 2012. Outra mudança que ocorreu durante o estágio prende-se com a coordenação, que numa primeira instância esteve a cargo da Dra. Vânia Ferreira, mas que por motivo de saída da Câmara das Caldas, para ingressar na edilidade de Alcobaça, passou a ser responsabilidade do Dr. António Marques, Diretor Executivo da Expoeste e reconhecido dinamizador da atividade turística na cidade termal.
Mostrar mais

159 Ler mais

Contributos para a emergência de uma juventude sónica: a constituição da cena noise das Caldas da Rainha

Contributos para a emergência de uma juventude sónica: a constituição da cena noise das Caldas da Rainha

Somado a isto, dois fatores importantes proporcionaram (ao contrário de cenas emblemáticas para a música, fora das capitais, em outros países, como Seattle e/ou Liverpool 12 ), ou pelo menos ajudaram, a fomentar esse início de cena nas Caldas da Rainha. Primeiro, a proximidade com Lisboa. Isto fez com que o network, feito muito por João Paulo, tão vital às novas cenas, fosse mais fácil e, consequentemente, mais rápido. Isso, num país ainda em modernização era primordial. “Estruturas de network são (neste exemplo) estruturas das relações e interações entre atores de carne e osso que agem intencionalmente e desfrutam de uma capacidade de autorreflexão, deliberação e escolha” (Crossley, 2008: 91). Podemos considerar que o processo de atribuição de significados é simultaneamente pessoal e social no sentido de que partindo do indivíduo, são também fruto da negociação, da modificação e da reafirmação social. Aqui serão importantes as “instâncias” de formação que para além da componente de aprendizagem contribuem para a transmissão de uma hierarquia social de estilos musicais garantindo a sujeição à ideologia dominante no subcampo. O significado musical pode ser resultado da
Mostrar mais

22 Ler mais

Proposta de reabilitação e reconversão dos Pavilhões do Parque D. Carlos I nas Caldas da Rainha

Proposta de reabilitação e reconversão dos Pavilhões do Parque D. Carlos I nas Caldas da Rainha

A pousada deverá ser um marco, uma referência no contexto do parque. Visto à distância, o volume deve ser observado como um pano de fundo na paisagem que complementa o lago. Com esta intervenção a memória colectiva permanece quase que intacta, mantendo a analogia de um edifício majestoso esquecido no parque das Caldas da Rainha, suscitando a curiosidade de entrar. No entanto, a identidade do edifício é agora revelada e dada a conhecer ao público, entre os diferentes espaços sociais que existem no interior da Pousada. Este equipamento hoteleiro é pensado como um lugar misto de alojamento e de lazer, que combina no seu interior, um conjunto de actividades que valorizam a estadia do hóspede, convidando-o a permanecer por mais tempo na cidade e, porventura, a voltar novamente. O hóspede tem a possibilidade de usufruir da cidade e do espaço habitável, que em conjugação com a envolvente circundante, o parque, remetem para a existência de espaços sociais comuns, entre o habitante e o hóspede. Aqui, o parque e o edifício funcionam como um todo. A distribuição funcional do edifício, foi determinada segundo a atribuição de zonas por cada corpo, de modo a que todas as zonas pudessem ser independentes umas da outras e funcionarem em conjunto. Desta forma, atribuiu-se à Pousada três zonas distintas: Social, Serviços e Hospital Termal.
Mostrar mais

154 Ler mais

Caldas da Rainha e as conexões com a cerâmica

Caldas da Rainha e as conexões com a cerâmica

simples pressão na pasta mole, ao mesmo tempo que limita a decoração a vidrados escorridos e ao desenho, no interior, de uma espiral. Ainda destes primeiros anos do Estúdio é de assinalar a contribuição de Ferreira da Silva, conhecedor e admirador da arte sua contemporânea, também ele, como Pinto Ribeiro, sócio da SECLA. Outros artistas de relevo, de que a exposição dá conta, foram Thomaz de Mello (Tom), de que se mostram peças diversas, algumas de inspiração abstracta, outras refletindo sobre a tradição da cerâmica popular caldense, e o casal Júlio Pomar e Alice Jorge: o primeiro, à época, já destacada figura do neorealismo, onde a arte tentava a resistência às normas oficiais; a segunda com obra de gravadora e pintora, cujas peças aqui apresentadas denotam uma atenção particular às técnicas. De Pomar, saliente-se a Garrafa (1957) onde a própria forma do objecto acompanha a forma feminina pintada. Maria Antónia Parâmos, José Aurélio e António Quadros continuam esta linha. Aurélio, escultor, revela uma atenção às possibilidades plásticas do barro que não se encontra naturalmente em António Quadros, pintor. Do primeiro, mostram-se, entre outras, jóias e duas pequenas esculturas plenas de inventividade e humor; do segundo, peças de um serviço que fez para o casamento de José Aurélio, onde cada peça é decorada com um pequeno poema relativo ao seu uso ou ao tema do amor; e também pratos decorativos onde é possível detectar o conhecimento da obra cerâmica de Picasso, por exemplo, ou o ensaio de um retorno a um certo primitivismo da arte cerâmica. De Luís Ferreira da Silva, que trabalhou na SECLA já nos anos 60, há uma tentativa de inovação formal e técnica mais evidente, que inclui, por exemplo, a inclusão de desperdícios, de cacos partidos nas suas obras. São dele também alguns dos azulejos patentes na exposição. Nestes últimos anos do Estúdio SECLA, há uma atenção cada vez maior à matéria, aos sinais evidentes da cozedura e à forma, que acompanham o interesse pela abstracção nas demais artes deste período. Herculano Elias, o próprio Joaquim Alberto Pinto Ribeiro, Miria Toivola Câmara Leme, José Santa-Bárbara, Leonore Davis e Ian Hird são os últimos artistas deste período representados na exposição. Depois da sua passagem pelas Caldas da Rainha, a SECLA orientou-se exclusivamente para a produção em série. Mas a experiência do Estúdio ficou como um marco na história da cerâmica portuguesa (Público, 07-01-2000).
Mostrar mais

100 Ler mais

O papel dos Museus nos constructos da experiência global do destino. O caso do Museu da Cerâmica de Caldas da Rainha.

O papel dos Museus nos constructos da experiência global do destino. O caso do Museu da Cerâmica de Caldas da Rainha.

O interesse pela história da cidade de Caldas da Rainha, que teve na sua origem a Rainha D. Leonor, fundadora das Termas, que inclui todo o seu património cultural e natural (Parque D. Carlos I e Mata Rainha D. Leonor), deverá ser encarado como um factor de desenvolvimento local e regional, de forma a atenuar situações em que os resultados foram muito acentuados, como foi o caso de não haver para muitos visitantes nenhum outro interesse para além da cerâmica. Sublinhe-se que desde sempre a cerâmica faz parte das raízes identitárias da cidade, mesmo assim, poderão e deverão existir outros interesses para que um destino se afirme como destino turístico.
Mostrar mais

112 Ler mais

Reabilitação da fábrica de cerâmica SECLA em Caldas da Rainha

Reabilitação da fábrica de cerâmica SECLA em Caldas da Rainha

Fundado em 1485 pela Rainha D. Leonor, o Hospital Termal das Caldas da Rainha é o mais antigo do mundo, contando já com cinco séculos de existência. No século XV (1485) a Rainha D. Leonor funda um estabelecimento de banhos e um hospital termal, as Caldas da Rainha. Segundo reza a História, em 1484, a esposa de D. João II ia em direcção à Batalha e, ao passar pelo sítio onde se viriam a erguer as Caldas, viu alguns pobres metidos em "prezas daquelas águas cálidas que saíam da fonte fumegando". Perante a sua curiosidade foi-lhe respondido que eram doentes de "frialdades", e que naquelas águas encontravam remédio para os seus padecimentos. D. Leonor decidiu então criar melhores condições para os utilizadores daquelas águas. O pavilhão do Hospital Termal, construído em finais do século XIX, com as suas altas janelas, é um belo exemplo de arquitectura termal.
Mostrar mais

91 Ler mais

Estudo das cerâmicas azulejares exumadas da praça da república das caldas da rainha, Leiria (portugal)

Estudo das cerâmicas azulejares exumadas da praça da república das caldas da rainha, Leiria (portugal)

Os azulejos foram etiquetados e inventariados com a marcação da seguinte referência alfanumérica – nº inventário CRPR000, denominando o local arqueológico CR – Caldas da Rainha e PR – Praça da República, sendo as marcações efetuadas com caneta de álcool nos cantos dos fragmentos. Optou-se por marcar no vidrado, sendo que a marca pode ser facilmente removida com álcool e em caso de exposição pode ser remarcada no tardoz do objeto.

27 Ler mais

Empenho hoteleiro na promoção do património em Caldas da Rainha

Empenho hoteleiro na promoção do património em Caldas da Rainha

Para dar a conhecer ainda mais a cidade e toda a sua envolvente, o Posto de Turismo de Caldas da Rainha, põe à disposição de quem o visita várias brochuras não só “Onde ficar?” e “O que visitar?”, mas também brochuras de roteiros turísticos temáticos, nomeadamente “Museus”, “Rota da Arte Nova”, “Rota da Água” e “Rota Mestre Ferreira da Silva”. A “Rota Bordaliana” é a mais recente rota cultural elaborada dedicada a Rafael Bordalo Pinheiro. Trata-se de uma rota bastante dinâmica com diversas obras cerâmicas dispersas pela cidade, na maior parte, em locais de interesse turístico, e que conta com códigos QR para consulta em telemóveis.
Mostrar mais

100 Ler mais

Impactos culturais, sociais e económicos do Centro Cultural e de Congressos de Caldas da Rainha

Impactos culturais, sociais e económicos do Centro Cultural e de Congressos de Caldas da Rainha

Por um lado temos os edifícios e a sua inserção no meio onde foram construídos, onde são estimadas as mais-valias dessa edificação quer ao nível social quer económico, por ou[r]

103 Ler mais

CReO Design: o design como alavanca para a sustentabilidade do território das Caldas da Rainha e Óbidos

CReO Design: o design como alavanca para a sustentabilidade do território das Caldas da Rainha e Óbidos

Para o presidente da Câmara, Telmo Faria, o chocolate chamou a atenção de Óbidos como marca, criando um outro castelo, mais imaterial (Coelho, 2009) e, consigo, também mais riquez[r]

85 Ler mais

Estudo e análise das competências específicas de Linguagem e Comunicação dos formandos dos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA), de nível B3, no CENCAL, no concelho de Caldas da Rainha (Portugal)

Estudo e análise das competências específicas de Linguagem e Comunicação dos formandos dos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA), de nível B3, no CENCAL, no concelho de Caldas da Rainha (Portugal)

“a formação vocacional abrange, em termos integrados, nomeadamente, a aprendizagem, a qualificação inicial, a oferta formativa de educação e formação, entre a qual a orie[r]

735 Ler mais

A Rainha D. Leonor Patrona da Sociedade Portuguesa de Reumatologia

A Rainha D. Leonor Patrona da Sociedade Portuguesa de Reumatologia

assistance to wretched families, the creation of the Nossa Senhora do Pópulo Hospital, in a place where there already existed thermal springs since the Roman colonisation and that very rapidly (still in the Queen’s lifetime) came to be called Caldas da Rainha, represents her own legacy to health. It must be remarked that the creation of this Hospital and the clear distinction between the concepts of social work and health, proved by the creation and maintenance of distinct works dedicated respectively to one or the other con- cept, are the circumstances that made the Queen the eminent patron of the action and of the work launched by the founders of the Portuguese Rheumatology Society. Besides, it is common be- lief that the Caldas da Rainha Hospital was, from the beginning, a place where frialdades*, as it was said then and it is still said today to designate the origin of some osteoarticular conditions, were cured and here we find another argument for the assignment of our Society under the patronage of Queen Leonor. It is also worth adding some remarks to this belief, but before it is fair to put an end to the reflections about the personal ties between Queen Leonor and King João II.
Mostrar mais

9 Ler mais

Arq. NeuroPsiquiatr.  vol.73 número6

Arq. NeuroPsiquiatr. vol.73 número6

1 Centro Hospitalar do Oeste, Departamento de Neurologia, Caldas da Rainha, Portugal; 2 Centro Hospitalar do Oeste, Departamento de Doenças Infecciosas, Caldas da Rainha, Portugal; 3 Cen[r]

1 Ler mais

Ricardo Jorge Ferreira da Silva Aluno nº 2007028 6º Ano – Turma 1 Ano Letivo 20142015

Ricardo Jorge Ferreira da Silva Aluno nº 2007028 6º Ano – Turma 1 Ano Letivo 20142015

Certifica-se que Ricardo Jorge Ferreira Da Silva , natural de Caldas da Rainha, nascido/a a 09/01/1984, nacionalidade Portuguesa, portador do Cartão do Cidadão Nº 12265329 válido até ___/___/_____,participou no Curso de Formação Profissional 3º Curso de abordagem ao doente urgente: do diagnóstico à terapêutica - Introdução à abordagem do trauma que decorreu em 13/12/2014 no/a Hospital Beatriz Ângelo com a duração total de 8 horas.

17 Ler mais

Contributos para a implementação de estratégias na área da energia e do ambiente numa Agência Regional de Energia e Ambiente

Contributos para a implementação de estratégias na área da energia e do ambiente numa Agência Regional de Energia e Ambiente

Os municípios da Região Oeste, que em 2009 apresentaram um maior consumo de energia final per capita, foram Alcobaça, Alenquer, Torres Vedras e Caldas da Rainha. Em qualquer um destes quatro municípios este indicador encontra-se acima do valor calculado para a Região Oeste e que foi 1,57 tep/hab. Esta situação pode ser resultado destes serem os municípios mais populosos da região, o que vai levar ao desenvolvimento de um maior número de atividades necessárias as atividades tanto pessoais como profissionais dos seus habitantes, ou então pode ser explicado pela importância que o sector industrial apresenta com a existência atividades com elevados consumos de energias nestes municípios.
Mostrar mais

113 Ler mais

Perceção dos residentes sobre impactos e políticas turísticas

Perceção dos residentes sobre impactos e políticas turísticas

Foi entre 1148 e 1185 no reinado de D. Afonso Henriques, que foram criadas zonas para os indivíduos discriminados socialmente, designadamente, Caldas de Óbidos (atualmente Caldas da Rainha), onde permaneciam os condenados por crimes em A-dos-Negros para os Mouros, Concigraf – Publicidade e Meios de Comunicação, Lda. (Sem data). Considerado um símbolo de poder e autonomia judicial, foi erguido a 20 de Agosto de 1513, na Praça de Santa Maria um Pelourinho, depois de D. Manuel atribuir um Foral a Óbidos (documento legislativo que define as regras de funcionamento da vila em paralelo com as da Coroa e membros da comunidade civil). O monumento composto por uma coluna, três degraus e uma pinha coroada, evidencia ainda marcas de uma argola metálica, possivelmente onde os condenados foram expostos e humilhados publicamente, Freguesia Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa (2014), SFSoluções (2006).
Mostrar mais

93 Ler mais

O túmulo da rainha Santa Isabel

O túmulo da rainha Santa Isabel

Também em relação ao facial de cabeceira está garantida a continuidade ideológica: o que se mostra são três figuras femininas, de origem nobre (duas delas filhas de reis, tal como a própria rainha D. Isabel) que chegaram à santidade através da imitação de Cristo, muito particularmente pela via do contemptus mundi. Com efeito, S. Clara, S. Catarina e S. Isabel de Hungria, como sabemos, são figuras-síntese dos valores da abnegação e da humildade, nas quais, por semelhança de estatuto e de orientação espiritual, D. Isabel procurou inspiração para a sua vida, tão inequivocamente marcada pela espiritualidade mendicante. Convidadas para a última morada da rainha, aí se perfilaram, na sua expressão mais condensada, para depois da morte lhe protegerem a alma.
Mostrar mais

12 Ler mais

Aplicação de uma metodologia de screening para avaliar a mortalidade por câncer em municípios selecionados do Estado de Minas Gerais, Brasil.

Aplicação de uma metodologia de screening para avaliar a mortalidade por câncer em municípios selecionados do Estado de Minas Gerais, Brasil.

A Tabela 2 apresenta, para ambos os sexos, os municípios e localizações primárias de cân- cer que foram considerados como de baixa prio- ridade em futuras investigações, tendo em vis- ta apresentarem valores de RMP menores que 100%. Em Araxá, Caldas, Muzambinho e Poço Fundo, não houve excesso de óbitos, em ho- mens, para câncer de estômago: RMP (IC95%) = 90 (39-142); 96 (39-142); 88 (0-188); 79 (0-187), respectivamente, e, em Araxá e Poços de Caldas, também em homens, não houve excesso para câncer de fígado RMP = 70 (0-149) e 72 (14-130), respectivamente. Nota-se que, dentre os mu- nicípios selecionados, somente em Araxá, sexo masculino, para câncer de pulmão, observou-se uma RMP < 100% (RMP = 37 (8-67)). Estudos sobre câncer de estômago, fígado e mama não devem ser encarados como prioritários em An- dradas e Araxá (sexo feminino).
Mostrar mais

12 Ler mais

Turismo e os Mitos das Águas Termais da Serra de Caldas

Turismo e os Mitos das Águas Termais da Serra de Caldas

O rito realiza o mito e permite a sua vivência. É essa a razão por que se encontram frequentemente ligados: na verdade, a união é indissolúvel e, de fato, a separação sempre foi a causa da sua decadência. Separado do rito, o mito perde, se não a sua razão de ser, o melhor da sua força de exaltação: a capacidade de ser vivido (CAILLOIS, 1972, p. 24). Nas águas quentes tem-se o rito de passagem do estado de enfermidade ao estado de cura através de imersões nas águas termais. A mãe natureza aquece a água por meio das lavas (o mito do vulcão), dando-lhe o caráter de “milagrosa”, pois da terra emer- gem as águas com o poder de cura. A partir desse momento, pessoas doentes, dos mais distantes locais, dirigem-se para a Serra de Caldas para a imersão nas águas quentes. Após os banhos, normalmente em banheiras, encerra-se o ritual da cura.
Mostrar mais

11 Ler mais

Reabilitação das Caldas de Canaveses

Reabilitação das Caldas de Canaveses

A primeira parte diz respeito á pesquisa bibliográfica e respetiva sintetização de elementos essenciais ao tema da reabilitação, termalismo e arquitetura termal; a segunda foca-se no trabalho de campo, sendo levado a cabo varias visitas ao local em questão, nomeadamente as Caldas de Canaveses e respetiva envolvente, esta tarefa culminou com o levantamento topográfico e fotográfico dos edifícios e envolvente das Caldas de Canaveses; a terceira parte engloba a organização e interpretação de todos os elementos recolhidos ate então; e por fim a quarta parte que irá culminar na elaboração de uma proposta de reabilitação do Hotel e Termas das Caldas de Canaveses, sendo esta proposta composta por vários elementos que visam ajudar a compreender a ideia e o espaço a que se destina esta intervenção.
Mostrar mais

73 Ler mais

Show all 2529 documents...