Carga Mental

Top PDF Carga Mental:

Fatores psicossociais e carga mental de trabalho: uma realidade percebida pelos enfermeiros em Unidades de Terapia Intensiva.

Fatores psicossociais e carga mental de trabalho: uma realidade percebida pelos enfermeiros em Unidades de Terapia Intensiva.

Objetivo: analisar a percepção de fatores psicossociais e a carga mental de trabalho de enfermeiros que trabalham em unidades de terapia intensiva. A hipótese é que os enfermeiros dessas unidades podem perceber os riscos psicossociais e manifestar uma alta carga mental de trabalho. Além disso, a dimensão psicossocial relacionada às demandas cognitivas do cargo explicaria a maior parte da carga mental de trabalho. Método: estudo quantitativo, com delineamento descritivo, transversal e comparativo. Foi examinada 91% da população das Unidades de Terapia Intensiva de três hospitais chilenos, correspondente a 111 enfermeiros. Os instrumentos utilizados incluíram (a) um questionário do histórico biossociodemográfico; (b) o questionário SUSESO- ISTAS 21; e (c) a Escala Subjetiva de Carga Mental de Trabalho (ESCAM). Resultados: no total, 64% e 57% dos participantes perceberam um alto nível de exposição aos riscos psicossociais Demanda psicológica e Jornada dupla, respectivamente. Além disso, foi observado um nível de médio para alto de carga mental global. Foram obtidas correlações positivas e significativas entre algumas das dimensões do SUSESO-ISTAS 21 e do ESCAM. Utilizando uma análise de regressão, determinou-se que três dimensões do questionário de risco psicossocial ajudaram a explicar 38% da carga mental total. Conclusão: os enfermeiros das unidades de terapia intensiva percebem os fatores psicossociais e a sobrecarga mental de trabalho em várias de suas dimensões.
Mostrar mais

8 Ler mais

Avaliação da carga mental de trabalho e do desempenho de medidas de mensuração: NASA TLX e SWAT.

Avaliação da carga mental de trabalho e do desempenho de medidas de mensuração: NASA TLX e SWAT.

Resumo: Este estudo avalia a carga mental para atividades desempenhadas em empresa catarinense de soluções em energia e busca comparar os resultados da carga mental de trabalho encontrada a partir de dois métodos de mensuração atualmente mais usados - NASA TLX e SWAT. Por meio deste estudo avaliou-se a carga mental exigida tanto pela atividade de montagem manual, quanto de montagem automática de placas eletrônicas. Os resultados da avaliação da carga mental evidenciaram que entre as duas formas de execução da atividade, as exigências mentais mostram-se maiores na atividade de montagem manual. Os métodos de avaliação da carga mental aplicados em estudos da ergonomia possibilitam conhecer as capacidades e limitações do trabalhador, características da organização do trabalho e facilitam a apresentação quantitativa e qualitativa dos resultados. A comparação do desempenho entre os dois métodos de avaliação da carga mental, também se mostrou como uma investigação pertinente para o campo da ergonomia, já que são poucos os estudos comparativos em relação ao desempenho dos métodos. Na comparação do desempenho geral entre os dois métodos, o método NASA TLX possibilita avaliar a carga mental analisando diversas dimensões da situação de trabalho e apresenta vantagens quando comparado ao SWAT, pois pode ser facilmente aplicado e mostrou-se com maior aceitação por parte dos avaliados.
Mostrar mais

12 Ler mais

Carga Mental e Ergonomia

Carga Mental e Ergonomia

Este estudo investiga a utilidade e a possibilidade de uso da base teórica de Carga Mental no trabalho, em uma situação de trabalho específica no que se refere aos seus aspectos ergonômicos. Procura-se indicar as vantagens e desvantagens decorrentes da incorporação e utilização dos conceitos e métodos relacionados à Carga Mental de Trabalho. A revisão teórica buscou referenciar o estado da arte da Carga Mental de Trabalho, recorrendo a uma literatura pouco conhecida pelos ergonomistas. Nesta revisão caracterizam-se as diferentes abordagens teóricas sobre o conceito de Carga Mental, suas limitações e sua multidimensionalidade. Confrontamos os posicionamentos de pesquisadores da Ergonomia sobre a utilização da teoria de carga de trabalho em um contexto ergonômico, onde se constata um conflito de posições não existindo consenso. Foram comparados também conceitos e procedimentos da Ergonomia com métodos utilizados nos estudos de Carga Mental. A noção de Regulação, usada em Ergonomia é contraposta à noção de Desempenho utilizada nos estudos de Carga Mental. Na pesquisa de campo utiliza-se um dos métodos mais consagrados para acesso à Carga Mental de Trabalho (NASA-TLX), em uma situação real de trabalho com forte característica mental (Call Center em uma empresa de Telecomunicações).
Mostrar mais

6 Ler mais

Técnicas de Análise de Carga Mental Aplicadas no Design de Interfaces  Gráficas

Técnicas de Análise de Carga Mental Aplicadas no Design de Interfaces Gráficas

As medidas das tarefas primárias e secundárias estão dentro da classe de me- didas comportamentais. O principal método relacionado a esta classe de Carga é o método da Tarefa Secundária. Basicamente, durante a execução de uma determinada tarefa, apresenta-se ao operador uma tarefa secundária. Da execução desta tarefa secundária faz-se uma inferência sobre a Carga Mental da tarefa primária. Contabili- zam-se os erros, tempo de execução e dificuldades apresentadas na tarefa secundá- ria. Existe uma variedade de técnicas para a aplicação deste método, que variam con- forme o grau de dificuldade da tarefa secundária em relação à primária. Este método retorna um resultado bem aproximado da carga mental, servindo muito mais para estudos exploratórios e comparativos. É uma técnica importante para a determina- ção do nível de carga mental em sistemas Humano – Computador, mas sua aplicação não é simples. (Corrêa, 2003).
Mostrar mais

24 Ler mais

Open Avaliação da carga mental de trabalho dos operadores dos centros de operação e controle de energia elétrica.

Open Avaliação da carga mental de trabalho dos operadores dos centros de operação e controle de energia elétrica.

O conceito de carga mental do trabalho é um produto conceitual originado da noção de carga de trabalho, entendida genericamente como um campo de interação entre as exigências da tarefa e a capacidade de realização humana. Ela resulta do fato, do trabalhador executar a tarefa em si. Atualmente constata-se um aumento significativo das mudanças imposto as situações de trabalho nas organizações principalmente com a introdução da informática e automação de processos. Alguns fatores associados a estas mudanças necessitam serem aperfeiçoados, pois ainda existem acidentes e incidentes nas organizações, ocasionados principalmente por fadiga, falta de concentração ou devidos à inadequação operador/tela/máquina/computador. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a carga mental dos trabalhadores Técnicos dos Centros de Operação e Controle de Energia Elétrica. São identificados os fatores que mais contribuem para a percepção da sua carga de trabalho. Para tanto se utilizou um questionário contendo questões referentes aos aspectos sócios demográficos e funcionais dos operadores, questões sobre a carga de trabalho e o método NASA-TLX. A pesquisa foi realizada nos centros de Controle e Operação de uma empresa de energia elétrica nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Como conclusão as demandas que mais contribuíram para a taxa global da carga mental de trabalho em termos de peso foram a Exigência Mental seguida da Exigência Temporal. A demanda com menor peso foi a Frustração demonstrando o engajamento dos operadores e o comprometimento dos mesmos com o trabalho. Pretende- se que os resultados desta pesquisa possam subsidiar melhorias nos processos de gestão da operação das empresas do Setor Elétrico, contribuindo para uma melhoria da qualidade do trabalho.
Mostrar mais

127 Ler mais

Riscos psicossociais e assédio moral no contexto acadêmico

Riscos psicossociais e assédio moral no contexto acadêmico

O Assédio Moral e os riscos psicossociais tem sido fonte de estudos de diversos pesquisadores no século XXI, mas ainda é pouco abordado pela Saúde do Trabalhador. Assédio Moral é tema complexo, de difícil abordagem, pois está inserido em um âmbito da violência caracterizada pela percepção muitas vezes apenas da própria vítima. Nesta pesquisa estabelecemos os objetivos de identificar a existência de Riscos Pscicossociais e Assédio Moral e suas repercussões entre os docentes de uma Instituição de Ensino Superior, além dos objetivos específicos de :identificar características do trabalho dos docentes, identificar a existência de riscos psicossociais/pressão no ambiente de trabalho, identificar as alterações à saúde dos docentes provocadas pelos riscos psicossociais/pressão no trabalho. O estudo foi de abordagem quantitativa, transversal e descritivo do qual foi apresentado o instrumento de pesquisa um questionário de 26 perguntas com questões sociodemográficas e ocupacionais, além de 2 questões norteadoras sobre os riscos psicossociais e o assédio moral baseadas na literatura existente. Constituíram-se como sujeitos da pesquisa uma amostra de 54 docentes, 62,79% em relação ao total, sendo em sua maioria 92% do sexo feminino, 64,80% casados e 37,03% entre as idades de 40 à 49 anos,do qual 81,50% graduados em enfermagem, em sua maioria formados nas décadas de 70 e 80.dos quais 63% estão em cargos de Professor Doutor com regime de trabalho de dedicação exclusiva, recebendo entre 12 à 14 salários mínimos vigentes,e destes 50 % admitiram exercício de cargos administrativos, dos quais também informaram exercer cargos de Assessoria e Consultoria. A maioria informou que sua opção pela academia foi devido á realização pessoal e a probabilidade de trabalhar com pesquisa onde destacaram maior realização profissional ao ministrar aulas e menor ao exercer trabalhos administrativos. Destes sujeitos 94,4% admitiram à existência de riscos psicossociais em seu ambiente de trabalho atribuídos à sobrecarga de trabalho, carga mental intensa, estresse, tempo, relações inter-pessoais, excesso de responsabilidade e falta de planejamento, 92,60% admitiram sofrer pressão no trabalho, e destes 87% disseram sentir a saúde afetada, relataram queixas de maior incidência como: estresse, ansiedade, insônia/dificuldades no sono, cefaléia e gastrite. Questionados sobre o Assédio Moral a maioria 38% disseram ser um problema comum na universidade, dos quais 22% disseram ter sido vítima contraponto 22% que alegaram nunca ter sido vítima de Assédio Moral, enquanto 32% disseram ter conhecimento de um colega que sofreu. Foram descritos vários casos dos quais muitos coincidentes com a literatura. Evidenciou-se que o local de trabalho está caracterizado pelo aspecto de demanda excessiva, pressão e competição que afeta à saúde dos docentes e propicia o ambiente propício a existência de riscos psicossociais e do Assédio Moral.
Mostrar mais

188 Ler mais

Rev. LatinoAm. Enfermagem  vol.23 número2

Rev. LatinoAm. Enfermagem vol.23 número2

obtenidos con los percentiles del grupo profesional de técnicos y profesionales de nivel medio se observa que Demandas cognitivas y complejidad de la tarea obtiene una puntuación cercana al percentil 75, valorándose como sobrecarga mental. Las restantes dimensiones obtienen puntuaciones por debajo del percentil 75, pero superan este nivel cuando se suma la desviación típica, y no descienden del percentil 25 cuando se resta, con excepción de Organización temporal del trabajo. Es decir, los/as participantes tienen un nivel de carga mental de trabajo medio-alto. Estos resultados apoyan parcialmente la segunda hipótesis referida a la sobrecarga mental. Es interesante destacar que no se obtienen diferencias en este peril de carga mental en distintas condiciones laborales en las que a priori podrían esperarse diferencias. Este resultado apunta a la idea de un peril de carga mental del puesto de trabajo de enfermero/a de UPC independiente de otros aspectos laborales distintos de las funciones y tareas propias. Por tanto, para mejorar y prevenir esta situación de carga mental debiera realizarse un diseño óptimo del puesto que redujera la simultaneidad de tareas de alta complejidad y favoreciera una adecuada distribución de las pausas de descanso.
Mostrar mais

8 Ler mais

Cartilha: saúde mental e direitos humanos

Cartilha: saúde mental e direitos humanos

Estruturado em sete partes – Saúde Mental e Direitos Humanos, Saúde Mental no Direito, Sistema de Atenção em Saúde Mental, Benefícios Destinados às Pessoas com Transtorno Mental, Saúde Mental nos Tribunais, Órgãos Responsáveis e Informações Úteis –, o livro apresenta um texto em linguagem clara, objetiva e acessível, além de um conteúdo abrangente e profundo que versa sobre os direitos relativos à saúde mental, dispersos em várias áreas do Direito, como civil, penal, trabalhista e previdenciário.

1 Ler mais

Avaliação da eficácia de avisos de segurança em diferentes níveis de carga cognitiva num simulador em realidade virtual

Avaliação da eficácia de avisos de segurança em diferentes níveis de carga cognitiva num simulador em realidade virtual

condições: de baixa exigência (soma de três números de um dígito) e de alta exigência (soma de dois números de dois dígitos). Os participantes faziam a adição mentalmente e diziam o resultado em voz alta. Verificou-se que na condição da tarefa com carga cognitiva de alta exigência, os participantes realizavam mal a tarefa aritmética cognitiva solicitada, possivelmente adivinhando os resultados, deixando mais recursos cognitivos para a primeira tarefa. Neste caso, se duas tarefas são executadas em simultâneo e, ultrapassam os recursos atencionais disponíveis, o desempenho numa tarefa, ou em ambas, se deteriora. Uma área de conhecimento que tem explorado intensivamente o paradigma da dupla tarefa tem sido a área da segurança no contexto dos transportes. Por exemplo, Chun e colegas (2012) criaram uma tarefa onde os participantes tinham de inserir uma série de dígitos num touch-screen, enquanto na outra tarefa seguiam um veículo a uma distância fixa e velocidade constante. O tempo de resposta para acionar o travão quando houvesse uma aproximação do veículo da frente era medido. O objetivo dos autores era avaliar qual o melhor feedback para avisar o condutor da aproximação do veículo da frente. Neste caso, usaram-se feedbacks visuais, auditivos e hápticos verificou-se que os tempos de acionar o travão eram menores no aviso háptico (vibração no volante).
Mostrar mais

188 Ler mais

Perda carga e  reservatorio

Perda carga e reservatorio

O fator de atrito ou coeficiente de resistência de Darcy-Weisbach, é um parâmetro adimensional que é utilizado para calcular a perda de carga em uma tubulação. Seu valor pode variar com a rugosidade relativa da tubulação e o número de Reynolds. Quando o escoamento é laminar, seu valor depende apenas do número de Reynolds.

15 Ler mais

Carga e Força Elétrica

Carga e Força Elétrica

7. Dispõe-se de três esferas me- tálicas idênticas e isoladas uma da outra. Duas delas A e B estão descarregadas, enquanto a esfera C contém uma carga elétrica Q. Faz-se a esfera C tocar primeiro a esfera A e depois a esfera B. No final deste procedimento, qual a carga elétrica das esferas A, B e C respectivamente? (A)Q/2, Q/2 e nula (B)Q/4, Q/4 e Q/2 (C)Q, nula e nula (D)Q/2, Q/4 e Q/4 (E) Q/3, Q/3 e Q/3

7 Ler mais

Proposta para estimar curva carga-recalque e capacidade de carga em estacas de madeira.

Proposta para estimar curva carga-recalque e capacidade de carga em estacas de madeira.

O ensaio consistiu na aplicação de uma série de, no mínimo, sete golpes do martelo na estaca, com energias crescentes, isto é, iniciando-se com altura de queda de 20 cm para o primeiro golpe e acrescentando 20 cm para os próximos golpes, até 140 cm para o último. Tal procedimento de execução é denominado ECD de energia crescente ou prova de carga dinâmica. As curvas carga- recalque obtidas por meio desse método experimental, que correspondem à resistência mobilizada versus o deslocamento dinâmico devido ao impacto de energia crescente em cada estaca de madeira estão incluídas na Figura 5.
Mostrar mais

12 Ler mais

RESISTÊNCIA AO FOGO DE VIGAS PROTEGIDAS COM TINTA INTUMESCENTE: ESTUDO EXPERIMENTAL

RESISTÊNCIA AO FOGO DE VIGAS PROTEGIDAS COM TINTA INTUMESCENTE: ESTUDO EXPERIMENTAL

A especificação da espessura de protecção segue, normalmente, a recomendação dos fabricantes das tintas, apresentada em forma de tabelas ou gráficos, para diferentes temperaturas críticas, espessuras de protecção e diferentes períodos de estabilidade ao fogo. Estes dados são baseados em resultados de testes experimentais conduzidos em fornos de resistência ao fogo utilizando elementos estruturais típicos (vigas e pilares), com e sem carga, e que, em regra, são mantidos confidenciais devido à natureza comercial dos fabricantes, limitando uma correcta e completa caracterização das propriedades físicas e térmicas deste material.
Mostrar mais

10 Ler mais

Carga imediata: uma opção?

Carga imediata: uma opção?

Diferentes artigos definem os mesmos termos de diferentes formas, o que pode mudar a interpretação feita dos estudos. Como por exemplo o termo “carga”. Alguns autores consideram que um implante está em carga quando se torna visível na cavidade oral (no caso de implantes que não estejam submersos no osso, ou estando submersos, quando a tampa de cicatrização passa a estar exposta através dos tecidos moles). Aqui a lógica é que movimentos da língua, pressão da mucosa jugal e alimentos possam exercer carga sobre o implante. Outros autores sugerem que o implante não está em carga até que seja efectuada a reabilitação protética temporária mas esta não precisa de ter contatos oclusais com a arcada oposta - Carga não funcional. Aqui a lógica é a mesma da referida anteriormente, carga pelos movimentos da língua, pressão da mucosa jugal e alimentos que contactam a restauração provisória e a arcada oposta Por fim, outros autores definem “carga” quando a restauração provisória sobre o implante está em contato direto com a arcada oposta - Carga funcional (Cochran, D. L., 2006; Cochran, D. L. et al., 1998; Kher, U. e Patil, S., 2011; Degidi, M., Piatelli, A. e Carinci, F., 2006).
Mostrar mais

85 Ler mais

Correlações comportamentais, fisiológicas e morfológicas da carga parasitária em Rhinella icterica (Anura: Bufonidae)

Correlações comportamentais, fisiológicas e morfológicas da carga parasitária em Rhinella icterica (Anura: Bufonidae)

Os resultados mostram que os indivíduos de R. icterica encontrados na natureza são infectados por diversas espécies de parasitas de grupos taxonômicos diferentes, e que esses parasitas infectam diversos órgãos (Tabela 4). Os resultados mostram também correlações da carga parasitária com caracteres morfológicos e fisiológicos, mas não com caracteres comportamentais (Tabela 7). Deve-se salientar, antes mesmo de passar para a discussão mais profunda das relações entre fenótipo do hospedeiro e caraga parasitária, que os sapos adultos foram capturados na natureza, quando as suas relações com os parasitas já estam estabelecidas e, potencialmente, por muito tempo. Assim, não podemos discenir se as relações observadas representam um efeito da presença dos parasitas ou se a variação individual da condição fisiológica antes da infecção causou a diferentes cargas parasitárias observadas no presente estudo (Beldomenico and Begon 2010). O cenário mais provável é que a variação individual na condição fisiológica e susceptibilidade à infecção, inicialmente, determinam diferentes cargas parasitárias. Provavelmente, esta variação na carga parasitária ainda transforma os fenótipos dos hospedeiros através de um processo de constante interação.
Mostrar mais

78 Ler mais

OBJETIVOS DA PROPAGANDA GLOBAL

OBJETIVOS DA PROPAGANDA GLOBAL

Unidades que permitem fácil Unidades que permitem fácil estiva de carga acima da altura estiva de carga acima da altura coberta com uma lona bem coberta com uma lona bem esticada. É também projetado esticada. É também projetado para cargas que precisam ser para cargas que precisam ser

23 Ler mais

Metodologia de execução e determinação da capacidade de carga de estacas de pequeno diâmetro cravadas e injetadas

Metodologia de execução e determinação da capacidade de carga de estacas de pequeno diâmetro cravadas e injetadas

Face das técnicas construtivas das EPDCI’s terem sido adaptadas por vários métodos sem o devido estudo teórico e avaliação do desempenho dessas fundações, apresenta-se a verificação experimental da capacidade de cargas através da realização de Provas de Carga estáticas em três estacas teste, sendo duas com o comprimento até o impenetrável à percussão (designadas de estacas "longas") E01 e E03 e uma estaca que sua ponta não atravessasse a camada de menor resistência (designada estaca "curta") em uma pequena área de trabalho experimental caracterizados por dois furos de sondagem SPT.
Mostrar mais

93 Ler mais

FILTRO ATIVO DE POTÊNCIA TRIFÁSICO PARALELO COMANDADO PARA VÁRIAS FUNÇÕES – ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS E REATOR ELETRÔNICO ALTO FP: CONTRIBUIÇÕES A OTIMIZAÇÃO DA QUALIDADE DE ENERGIA

FILTRO ATIVO DE POTÊNCIA TRIFÁSICO PARALELO COMANDADO PARA VÁRIAS FUNÇÕES – ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS E REATOR ELETRÔNICO ALTO FP: CONTRIBUIÇÕES A OTIMIZAÇÃO DA QUALIDADE DE ENERGIA

Um outro fato interessante constatado é que a simples presença de uma malha de controle da tensão no barramento CC de um filtro ativo paralelo, devidamente integrada à sua malha de controle de corrente, garante total controle do fluxo de potência ativa em ambas as direções CA/CC e CC/CA em regime permanente, o que pode permitir em termos operacionais a combinação de mais de uma função para o mesmo circuito de potência. Para tanto, não há necessidade de qualquer alteração em seu circuito de controle, exceto que a amplitude máxima da ação de controle da malha de tensão, esteja devidamente ajustada para a condição de máximo fluxo de potência ativa a ser processado pelo conversor. Isto permite garantir a sua estabilidade no nível de tensão previamente estabelecido para o elo CC, independente das suas condições de carga.
Mostrar mais

226 Ler mais

Estudo de carga lateral e de ponta em estacas moldadas in loco via metodologia alternativa de prova de carga

Estudo de carga lateral e de ponta em estacas moldadas in loco via metodologia alternativa de prova de carga

Neste trabalho utilizou o banco de dados proveniente dos relatórios de ensaios de prova de carga estática à compressão, com o processo de carregamento rápido conforme o item 5.3.3 da ABNT NBR 12131:2006 – Estacas – Prova de Carga Estática –. Método de Ensaio, por meio da célula expansiva hidrodinâmica, em estacas do tipo hélice contínua, da prestação de serviços da Empresa Arcos Engenharia de Solos, detentora da patente da referida célula, conveniada com a Universidade Federal de Viçosa, com objetivo da análise comparativa entre os métodos semi-empíricos da teoria de fundações.
Mostrar mais

206 Ler mais

Show all 7232 documents...