Chiller de absorção

Top PDF Chiller de absorção:

Arrefecimento solar : análise da viabilidade do arrefecimento de uma garrafeira comercial por intermédio de um chiller de absorção

Arrefecimento solar : análise da viabilidade do arrefecimento de uma garrafeira comercial por intermédio de um chiller de absorção

A crescente preocupação com as questões ambientais e a sustentabilidade energética tem levado ao desenvolvimento de sistemas cada vez mais eficientes e que façam o máximo uso das chamadas energias renováveis. Neste âmbito, esta dissertação visa o estudo da utilização de um sistema de arrefecimento solar numa garrafeira comercial em vez de um sistema de arrefecimento eléctrico convencional. O sistema estudado é composto por um chiller de absorção que é alimentado por água quente proveniente de um sistema solar térmico com o apoio de uma caldeira a gás natural, sendo o arrefecimento do chiller efectuado por uma torre de arrefecimento. A implementação deste sistema na garrafeira foi simulada no programa de simulação computacional “EnergyPlus” com os dados climáticos característicos da região do Porto, que fornece um relatório detalhado com as informações pretendidas, destacadamente as temperaturas exterior e interior da garrafeira, o consumo eléctrico dos componentes e o consumo de gás. Analogamente, foi simulado um sistema de arrefecimento eléctrico convencional nas mesmas condições que o anterior, a fim de comparar os resultados obtidos. Verifica-se que o sistema de arrefecimento solar consegue uma poupança de 1180,60 €/ano (24 %/ano) relativamente ao sistema convencional. Contudo, após contabilizar os custos relativos ao investimento inicial de cada um dos sistemas, observa-se que o sistema de arrefecimento solar apresenta um custo inicial bastante maior (cerca de 41.620 € mais elevado) do que o sistema convencional. Fazendo uma análise económica simplificada, conclui-se que o tempo de retorno do investimento inicial ronda os 35 anos, o que é demasiado face ao tempo de vida útil habitual de um chiller de absorção (até 25 anos). Nas actuais condições, conclui-se que o sistema de arrefecimento solar não é economicamente viável, podendo no entanto tornar-se uma solução interessante dentro de algum tempo, caso os preços da electricidade aumentem consideravelmente ou os chillers de absorção venham a impor-se no mercado, tornando-se mais baratos do que actualmente.
Mostrar mais

116 Ler mais

Trigeração numa estufa agrícola: produção de frio e electricidade pelo uso conjunto de microcogeração, bomba de calor e chiller de absorção

Trigeração numa estufa agrícola: produção de frio e electricidade pelo uso conjunto de microcogeração, bomba de calor e chiller de absorção

Em alguns países, em que as temperaturas durante os meses de Verão são bastante elevadas, são necessários sistemas de climatização nas estufas agrícolas para que a produção de determinadas culturas não seja prejudicada. Com o aquecimento global, as temperaturas estão subir ano após ano e em determinados países a utilização de sistemas de ventilação forçada para o arrefecimento das estufas torna-se insuficiente. A elaboração desta dissertação surgiu com a necessidade de implementar um sistema de arrefecimento de estufas agrícolas alternativo que consiga alcançar as temperaturas ideais de desenvolvimento das culturas e que resulte em benefícios ambientais. Assim, esta dissertação pretende realizar a simulação energética e o estudo de viabilidade da implementação de um sistema de trigeração, constituído por um sistema de microcogeração a funcionar em conjunto com um chiller de absorção, acrescido de uma bomba de calor a funcionar como complemento.
Mostrar mais

107 Ler mais

Desenvolvimento de um chiller usando como fonte de calor a energia solar

Desenvolvimento de um chiller usando como fonte de calor a energia solar

O equipamento em estudo é um chiller de absorção e como tal utiliza calor no seu funcionamento. O calor necessário à máquina será obtido com água quente, aquecida através da energia solar. Ora, para aproveitar a energia que o sol diariamente fornece ao planeta são necessários equipamentos de recolha da radiação solar. Os coletores solares apresentam-se como sendo a mais comum tecnologia de aproveitamento da energia solar térmica, fazendo a captação da radiação solar. A radiação produzida pelo sol não é aquela que efetivamente chega à Terra e é aproveitada pelos coletores. A radiação que chega ao limite superior da atmosfera é chamada de radiação total, correspondendo à quantidade de radiação emitida desde o nascer ao pôr-do-sol. No entanto, ao atravessar a atmosfera a radiação sofre os processos de absorção, reflexão e difusão, sendo que apenas uma parte dela atinge a superfície terrestre, à qual se dá o nome de radiação solar incidente. A radiação incidente é ainda divida em duas: a radiação difusa e a radiação direta. A radiação direta é aquela que atinge a superfície da Terra sem ser intercetada por nuvens ou espalhada pela atmosfera (responsável pela sombra dos objetos). A radiação difusa é espalhada da atmosfera sofrendo vários desvios no seu percurso (é responsável pela claridade durante o dia) [35].
Mostrar mais

134 Ler mais

Desempenho de sistemas de condicionamento de ar com utilização de energia solar em...

Desempenho de sistemas de condicionamento de ar com utilização de energia solar em...

em especial, devido ao elevado consumo de energia dos sistemas de condicionamento de ar. Para esses sistemas, a possibilidade de utilização de energia solar é uma alternativa tecnicamente possível e interessante de ser considerada, principalmente porque, quando a carga térmica do edifício é mais elevada, a radiação solar também é mais elevada. Dentre os sistemas de condicionamento de ar solar, o sistema térmico - que associa coletores solares térmicos com chiller de absorção - é o mais disseminado, na atualidade. Entretanto, dependendo do caso, outras tecnologias podem ser vantajosas. Uma opção, por exemplo, no caso de edifícios de escritórios, é o sistema elétrico - que associa painéis fotovoltaicos ao chiller convencional de compressão de vapor. Neste trabalho, para um edifício de escritórios de 20 pavimentos e 1000 m 2 por pavimento, na cidade de São Paulo, no Brasil, duas
Mostrar mais

192 Ler mais

Survey of chicken abattoir for the presence of Campylobacter jejuni and Campylobacter coli

Survey of chicken abattoir for the presence of Campylobacter jejuni and Campylobacter coli

In this work, despite the high frequency of Campylobacter spp. in feces samples (22.2%), only one sample (2.8%) of the evisceration water presented contamination with C. jejuni, and the presence of Campylobacter spp. in chiller water samples and rinse water of chilled carcasses was not observed. Differently from the present findings, CASTRO et al. 5 have detected higher percentages of C. jejuni

4 Ler mais

Disponibilidade biológica do fósforo de fontes fosfatadas determinada por intermédio da técnica de diluição isotópica: II. Suínos em crescimento.

Disponibilidade biológica do fósforo de fontes fosfatadas determinada por intermédio da técnica de diluição isotópica: II. Suínos em crescimento.

A dieta controle (CONT), em que todo o fósforo contido era de origem vegetal, apresentou menor taxa de absorção real de fósforo (49%) em relação aos demais tratamentos. Isto se deve à predominância do fósforo fítico que apresenta menor disponibilidade devido à molécula de fitato encontrar-se fortemente ligada a certos cátions, o que não permite uma hidrólise mais eficiente dos grupos ortofosfatos exis- tentes, pela ação das enzimas do trato gastrintestinal dos monogástricos. que de acordo com KETAREN et al. (1993) possui menor disponibilidade deste mine- ral para os suínos. Todavia, o valor obtido está de acordo com os dados de literatura, onde a disponibi- lidade do fósforo de dietas à base de grãos de cereais,
Mostrar mais

7 Ler mais

Crescimento inicial e absorção de zinco pelo milho em função do modo de aplicação e fontes do nutriente.

Crescimento inicial e absorção de zinco pelo milho em função do modo de aplicação e fontes do nutriente.

A adubação com Zn, em média, proporcionou maior absorção do nutriente pelo milho (Quadro 4). Quando o Zn foi aplicado na semente, não se observou diferença entre as fontes na absorção de Zn pelo milho, mas tanto os teores como as quantidades absorvidas e a absorção por unidade de superfície radicular foram bem menores com este método de aplicação do nutriente. O óxido de Zn proporcionou maior absorção de Zn quando incorporado, assim como o sulfato, embora a diferença para o último não seja tão grande. Por outro lado, o sulfato proporcionou maior teor e absorção de Zn por unidade de superfície de raiz que o óxido. No caso do Zn quelatizado, os teores na parte aérea e a
Mostrar mais

7 Ler mais

Matéria (Rio J.)  vol.13 número1

Matéria (Rio J.) vol.13 número1

Compósitos poliméricos com fibras naturais têm potencial para aplicação em componentes sujeitos a carregamentos leves ou moderados. As principais aplicações estão na construção civil, indústria de móveis e embalagens e no ramo automotivo [1, 2]. O baixo desempenho mecânico e alta absorção de umidade dessas fibras [3, 4, 5, 6], são os grandes empecilhos em encontrar novas aplicações. Uma alternativa para minimizar este problema é o processo de hibridização, associando fibras naturais e sintéticas.

8 Ler mais

Determinação da biodisponibilidade do fósforo de diferentes fontes pela técnica de diluição isotópica, em suínos em crescimento.

Determinação da biodisponibilidade do fósforo de diferentes fontes pela técnica de diluição isotópica, em suínos em crescimento.

Os animais que consumiram a ração CONT, seguidos daqueles que consumiram ração contendo ROCHA, apresentaram menor nível de P absorvido. Os valores de absorção para FBC, MBC, ST e AcF foram intermediários (P>0,05) e semelhantes entre si, observando-se o maior valor quando se utilizou o superfosfato simples. O P retido foi menor (P<0,05) nos animais que consumiram a ração-controle (CONT) e semelhante nos demais tratamentos.

7 Ler mais

Modelos in vitro para determinação da absorção de fármacos e previsão da relação dissolução/absorção.

Modelos in vitro para determinação da absorção de fármacos e previsão da relação dissolução/absorção.

Dentre as principais famílias de transportadores de fármacos que promovem a absorção estão: os transportado- res ABC, compostos pelos grupos MDR, cujos substratos típicos são os compostos hidrofóbicos, agentes antitumorais, digoxina e imunossupressores, e MRP, cujos substratos tí- picos são conjugados aniônicos, agentes antitumorais, metotrexato e pravastatina. Existem também os transporta- dores peptídicos (PEPT) que são responsáveis pelo transpor- te de di e tripeptídeos e antibióticos β-lactâmicos; os trans- portadores de ácido monocarboxílico (MCT) que atuam na permeação de ácido lático e ácido salicílico; os transporta- dores de ânions orgânicos (OATP), cujo exemplo de substrato típico é a tiroxina, e de íons orgânicos (OAT, OCT e OCTN), cujos exemplos de substratos típicos são dopamina, metotrexato e cimetidina e os transportadores nucleosídeos (CNT e ENT), que atuam no transporte de nucleosídeos purínicos e pirimidínicos (Katsura, Inui, 2003). Cabe ressaltar os transportadores de efluxo ou secre- ção, ou seja, aqueles que transportam os fármacos da mem- brana intestinal de volta para o lúmen. Estes transportado- res funcionam como barreira à absorção. Os principais componentes desta classe são as glicoproteínas-P (Pgp), que são dependentes de ATP (170-180 KDa) e estão presen- tes em inúmeros órgãos e tecidos, incluindo cérebro, fíga- do, intestino, glândula adrenal, placenta, barreira hemato- encefálica e rim (Katsura, Inui, 2003).
Mostrar mais

13 Ler mais

Ä Regiões do espectro eletromagnético que fornecem informações úteis para a espectroscopia atômica ⇒ ⇒ UVVIS e raios X Ä

Ä Regiões do espectro eletromagnético que fornecem informações úteis para a espectroscopia atômica ⇒ ⇒ UVVIS e raios X Ä

Quando um vapor atômico é exposto a um campo magnético forte (0,1 – 1 Tesla), observa-se um desdobramento dos níveis eletrônicos levando à formação de várias linhas de absorção para cada transição eletrônica. Estas linhas diferem em cerca de 0,01 nm e a soma de suas absorbâncias é exatamente igual à da linha original.

44 Ler mais

Utilização de nanopartículas para obtenção de betões de elevado desempenho

Utilização de nanopartículas para obtenção de betões de elevado desempenho

desempenho à resistência compressão, absorção de água por imersão, absorção de água por capilaridade, difusão dos cloretos por migração em regime não estacionário, resistividade elétri[r]

134 Ler mais

Absorção de nutrientes pelo trigo.

Absorção de nutrientes pelo trigo.

A quantidade total de nitrogênio absor- vido, de ordem de 250 kg/ha, foi retirada paulatinamente até a planta completar 110 dias, após o que não houve mais absorção, mas somente transl[r]

23 Ler mais

Repositório Institucional da UFPA: Absorção do dióxido de carbono por resíduo de bauxita em torres de absorção

Repositório Institucional da UFPA: Absorção do dióxido de carbono por resíduo de bauxita em torres de absorção

Também, eram feitas medições constantes de vazão da suspensão após passagem pela torre de absorção, com a finalidade de se padronizar essa vazão para todos os experimentos e torres utilizadas, diminuindo-se assim uma variável. Em seguida foram realizadas seis corridas para calibração do sistema piloto incluindo a determinação da vazão ótima de gases que permitia a resolução mais adequada na medição da quantidade de gases absorvidos. Com esta finalidade foram projetadas, fabricadas e testadas cinco placas de orifício com áreas de 10%, 20%, 40%, 60% e 80% destinadas a restringir a admissão de gases na entrada do ventilador e desta forma atingir a máxima resolução na diferença da composição dos gases na entrada e saída. Após estes testes, a placa de orifício selecionada foi a de 10% da área da seção transversal da tubulação de entrada do ventilador.
Mostrar mais

116 Ler mais

Aplicação do método da espectrofotometria de derivadas na identificação e doseamento simultâneo de sistemas multicomponentes.

Aplicação do método da espectrofotometria de derivadas na identificação e doseamento simultâneo de sistemas multicomponentes.

Em um espectro de primeira ordem (derivada pri- meira) ocorre a anulação no ponto referente ao compri- mento de onda máximo (λ max ) do espectro de ordem zero. É positivo onde a absorção aumenta e negativo onde ela diminui. Assim, uma curva diferencial de ordem n se anu- la n vezes, apresentando n + 1 bandas.

9 Ler mais

Correlação entre absorção de água e tempo de cozimento de cultivares de feijão.

Correlação entre absorção de água e tempo de cozimento de cultivares de feijão.

O objetivo deste trabalho foi analisar o comportamento de cultivares de feijão quanto aos testes da capacidade de absorção da água pelos grãos e do tempo de cozimento, bem como avaliar correlações entre essas características visando à identificação precoce de linhagens de fácil cozimento. Foi adotado o delineamento experimental inteiramente casualizado, arranjado em fatorial 2 x 9, com três repetições. As cultivares utilizadas foram TPS Nobre e Pérola e os grãos foram imersos em água destilada durante 2 a 18 horas. Os resultados obtidos evidenciaram que a capacidade de absorção da água pelos grãos aumentou com o tempo em que permaneceram embebidos, até atingir o máximo de hidratação: 13h7min e 13h12min para as cultivares TPS Nobre e Pérola, respectivamente. O tempo de cozimento diminuiu à medida que os grãos permaneceram imersos até 12h49min, para as duas cultivares. A capacidade de absorção da água pelos grãos e o tempo de cozimento apresentaram correlação negativa e significativa.
Mostrar mais

6 Ler mais

Absorção intestinal de D-xilose em crianças infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana.

Absorção intestinal de D-xilose em crianças infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana.

A Figura 2 ilustra a associação das variáveis analisadas pela ACM. Sugere tendência de associação entre o teste da D-xilose normal e ausência de Cryptosporidium. Há também evidências que sugerem associação entre o teste da D-xilose alterado e a presença de Cryptosporidium. A presença ou ausência de diarréia e de alteração imunológica e a positividade ou negatividade do exame parasitológico de fezes não trouxeram informações sobre má absorção (teste da D- xilose normal ou alterado). Da mesma maneira, não houve evidência quanto à associação do teste da D-xilose com o estado nutricional dos pacientes neste estudo.
Mostrar mais

8 Ler mais

Caracterização de concentrado proteico de feijão comum preto, cultivar Iapar 44, novo e envelhecido.

Caracterização de concentrado proteico de feijão comum preto, cultivar Iapar 44, novo e envelhecido.

No envelhecimento de feijão preto comum das variedades Jamapa e ‘kidney’ por método químico com tampão acetato 0,1 M e pH 4,0, Morales-De Léon et al. (2007) e Kaur e Singh (2007) obtiveram farinhas e isolados proteicos com propriedades funcionais (absorção de água e óleo, propriedades emulsificantes, espumantes e de formação de gel) alteradas em relação às amostras não envelhecidas. A eletroforese de isolados proteicos do feijão comum preto demonstrou diminuição nas bandas de 14 e 26 kDa correspondentes ao grupo da fito-hemaglutinina nas amostras endurecidas, indicando alguma perda ou modificação da proteína. As alterações na de proteína que diminuíam com o tempo de armazenamento.
Mostrar mais

10 Ler mais

Estudos sôbre a alimentação mineral do cafeeiro: XX. efeito da variação de pH no desenvolvimento e composição química do cafeeiro (Coffea arabica L., var. Mundo Nôvo) cultivado em solução nutritiva.

Estudos sôbre a alimentação mineral do cafeeiro: XX. efeito da variação de pH no desenvolvimento e composição química do cafeeiro (Coffea arabica L., var. Mundo Nôvo) cultivado em solução nutritiva.

Este fato possivelmente es teja ligado à absorção do fosforo, sendo que nos tratamentos on de houve decréscimo na absorção do fosforo observou-se uma dimi nuigao no desenvolvimento da[r]

16 Ler mais

Show all 6643 documents...