Circunferência da cintura

Top PDF Circunferência da cintura:

Associação entre circunferência da cintura e índice de massa corporal de mulheres brasileiras.

Associação entre circunferência da cintura e índice de massa corporal de mulheres brasileiras.

Resumo O objetivo do estudo foi analisar a asso- ciação entre a circunferência da cintura (CC) e o índice de massa corporal (IMC) de mulheres bra- sileiras em idade fértil, estudadas na última Pes- quisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS), no ano de 2006. Este estudo é um recorte da PNDS, a qual é um estudo seccional, de base domiciliar. O estado nutricional foi avaliado através do IMC e da CC, considerando-se excesso de peso IMC > 25 Kg/m 2 e CC de risco > 80 cm. Para a avaliação da

8 Ler mais

ASSOCIAÇÃO ENTRE GORDURA CORPORAL RELATIVA E ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, CIRCUNFERÊNCIA DA CINTURA, RAZÃO CINTURA-QUADRIL E RAZÃO CINTURA-ESTATURA EM ADULTOS JOVENS

ASSOCIAÇÃO ENTRE GORDURA CORPORAL RELATIVA E ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, CIRCUNFERÊNCIA DA CINTURA, RAZÃO CINTURA-QUADRIL E RAZÃO CINTURA-ESTATURA EM ADULTOS JOVENS

Com exceção da RCQ (entre as mulheres), to- dos os quatro indicadores antropométricos analisa- dos tiveram associação com o percentual de gordu- ra estimado por pregas cutâneas. Entre os homens, a CC foi a medida mais fortemente associada ao desfecho, enquanto entre as mulheres, foi o IMC. O percentual de gordura estimado pelo IMC, atra- vés da equação de Deurenberg, não se mostrou vá- lido para a amostra estudada. A partir de medidas simples, como peso, estatura e circunferência da cintura, é possível obter modelos de predição do percentual de gordura, com razoável poder expli- cativo e baixo custo. Estudos adicionais são neces- sários para permitir a extrapolação dos resultados para outras populações.
Mostrar mais

8 Ler mais

Circunferência da cintura ou abdominal? uma revisão crítica dos referenciais metodológicos

Circunferência da cintura ou abdominal? uma revisão crítica dos referenciais metodológicos

Entretanto, em alguns documentos americanos os termos circunferência da cintura e circunferência abdominal aparecem como sinônimos (“waist (abdominal) circumference” (NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH, 1998); “abdominal (waist) circumference” (CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION, 2006). Nestes documentos há a orientação para que a medida seja tomada na parte mais alta do ílio, linearmente ao ponto médio da axila direita, traçando-se numa linha horizontal ao chão. O antropometrista deve ficar à direita do avaliado. A medida deve ser realizada sobre a pele e com a respiração normal. De qualquer forma, embora o documento admita o termo CA, a medida não é tomada na cicatriz umbilical e basicamente se mostra correspondente aos sítios indicados para CC já discutidos.
Mostrar mais

24 Ler mais

Circunferência da cintura e índice de massa corporal como preditores da hipertensão arterial.

Circunferência da cintura e índice de massa corporal como preditores da hipertensão arterial.

Para o diagnóstico da obesidade, existem vários métodos indiretos que permitem estimar com precisão a quantidade total de gordura corpórea, assim como sua distribuição. Entre esses métodos destacam-se a tomografia computadorizada, a absorciometria por raios X de dupla energia (DEXA) e a ressonância magnética. Para a realização de estudos epidemiológicos, entretanto, considerando-se a simplicidade e os custos dos diversos métodos, tem sido recomendada a utilização de índices antropométricos: o índice de massa corporal (IMC), a relação cintura-quadril (RCQ) ou apenas a circunferência da cintura (CC) e as dobras cutâneas (DC) 4 .
Mostrar mais

9 Ler mais

Correlação entre índice de massa corporal e circunferência da cintura em crianças.

Correlação entre índice de massa corporal e circunferência da cintura em crianças.

A circunferência da cintura foi mensurada com a criança em posição ortostática, colocando-se sobre a pele uma fita inelástica graduada em milímetros, no espaço correspondente à menor circunferência entre a crista ilíaca e o rebordo costal, no momento da mínima expiração. Foram consideradas com obesidade central, as crianças cujos valores da CC, de acordo com o sexo e a idade, eram iguais ou maiores que os do percentil 80 (6) . No caso

6 Ler mais

Acurácia da circunferência da cintura e da relação cintura/quadril como preditores de dislipidemias em estudo transversal de doadores de sangue de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil.

Acurácia da circunferência da cintura e da relação cintura/quadril como preditores de dislipidemias em estudo transversal de doadores de sangue de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil.

A medida da circunferência da cintura e do quadril foi realizada antes da doação de san- gue, em duplicata, obedecendo à padronização de Callaway et al. 8 . A aferição foi feita estando o indivíduo em pé, em posição ereta, utilizan- do-se uma fita métrica flexível e inextensível de 200cm de comprimento, com precisão de uma casa decimal. Para garantir a validade e fide- dignidade das medidas, observou-se rigorosa- mente a posição da fita no momento da medi- ção, mantendo-a no plano horizontal. Para ob- tenção dos valores das circunferências, circun- dava-se com a fita o local do corpo que se de- sejava medir, sendo a mesma colocada com fir- meza, sem esticar excessivamente, evitando-se assim a compressão do tecido subcutâneo. A leitura foi feita no centímetro mais próximo, no ponto de cruzamento da fita. As circunferên- cias foram aferidas com o indivíduo usando apenas a roupa íntima, em posição ortostática, abdômen relaxado, braços ao lado do corpo e os pés juntos. A medida da circunferência da cintura foi tomada na altura da cintura natural do indivíduo, que é a parte mais estreita do tronco, e a circunferência do quadril foi medi- da na extensão máxima das nádegas.
Mostrar mais

8 Ler mais

PONTOS DE CORTE DE CIRCUNFERÊNCIA DA CINTURA DE ACORDO COM O ESTADIAMENTO PUBERAL PARA IDENTIFICAR SOBREPESO EM ADOLESCENTES

PONTOS DE CORTE DE CIRCUNFERÊNCIA DA CINTURA DE ACORDO COM O ESTADIAMENTO PUBERAL PARA IDENTIFICAR SOBREPESO EM ADOLESCENTES

Métodos: Trata‑se de um estudo longitudinal, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, com 557 adolescentes, de 10 a 15 anos de idade, selecionados em escolas públicas. Aferiram‑se as medidas de circunferência de cintura, braço, pescoço e quadril, percentual de gordura, massa corporal, estatura e pressão arterial. Para determinar a maturação sexual, foi utilizada a autoavaliação da escala de Tanner. Aplicou‑se a curva ROC (Receiver Operating Characteristic Curve) para determinar: poder preditivo, sensibilidade, especificidade e os pontos de corte de circunferência de cintura para identificação de sobrepeso. Resultados: Observou‑se correlação positiva entre circunferência de cintura e massa corporal, índice de massa corporal (IMC), circunferência do braço e quadril, razão cintura/quadril e pressão arterial em ambos os sexos. Os pontos de corte para circunferência de cintura de acordo com o estadiamento puberal para identificação de sobrepeso que apresentaram maior desempenho na curva ROC foram: 71,65 cm para meninas pré‑púberes, 67,90 cm para meninas púberes, 70,25 cm para meninas pós‑púberes e 66,45 cm para meninos púberes. Faixa etária, massa corporal, estatura, IMC, porcentagem de gordura, circunferência do braço e do quadril foram considerados fatores preditores da circunferência da cintura alterada.
Mostrar mais

9 Ler mais

Circunferência da cintura e relação cintura/estatura: úteis para identificar risco metabólico em adolescentes do sexo feminino?.

Circunferência da cintura e relação cintura/estatura: úteis para identificar risco metabólico em adolescentes do sexo feminino?.

A homocisteína também não se mostrou diferente entre os grupos classiicados de acordo com a circunferência da cintura e RCE. Na Third National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES III) também não foi observada associação da homocisteína com a medida da cintura, bem como com outros fatores de risco (HDL-C e pressão arterial sistólica) em adolescentes, o que indica que esse parâmetro parece não estar relacionado com outros componentes da síndrome metabólica, embora possa ser um fator de risco independente para doenças cardiovasculares (25) .
Mostrar mais

6 Ler mais

Circunferência da cintura na predição do Diabetes mellitus gestacional

Circunferência da cintura na predição do Diabetes mellitus gestacional

Síndrome metabólica (SM) é caracterizada por obesidade central, defi nida na mulher brasileira, pela medida da circunferência da cintura (CC) ≥ 80 cm ou índice de massa corporal (IMC) >30 kg/m², associada a mais dois entre quatro fatores: triglicérides aumentado (≥150 mg/dl ou tratamento específi co para esta anormalidade), HDL-colesterol reduzido (<50 mg/dl, ou tratamento específi co para esta anormalidade), hipertensão arte- rial (sistólica ≥130 ou diastólica ≥ 85mmHg ou em tratamento específi co para hipertensão arterial) e glicemia de jejum aumentada (≥ 100mg/dl ou diagnóstico prévio de diabete tipo 2) [1]. SM é transtorno complexo, representado por um conjunto de fatores de risco cardio- vascular, usualmente relacionados à deposição central de gordura e à resistência a insulina. A causa básica da SM continua a desafi ar os especialistas, mas a resistência à insulina e a obesidade central são fatores primordiais [1]. Atualmente, o aumento mundial da obesi- dade, e decorrente associação com resistência à insulina, conferem papel de destaque para a SM [2,3]. Especifi camente, entre as mulheres brasileiras, o excesso de peso aumentou de 28 (1974-75) para 48% (2008-09) [4].
Mostrar mais

55 Ler mais

Índice de massa corporal e circunferência da cintura como marcadores de hipertensão arterial em adolescentes.

Índice de massa corporal e circunferência da cintura como marcadores de hipertensão arterial em adolescentes.

4.530 alunos, com variação entre 14% a 20% por ano de idade. Participaram do estudo 456 alunos do total dos matriculados, sendo as 24 perdas decorrentes de faltas ou recusa (três casos). A coleta de dados foi realizada em duas visitas. Na primeira visita foi aplicado um questionário de autopreenchimento, foi realizada a primeira aferição da pressão arterial e foram realizadas as medidas antropométricas. Na segunda visita, foi feita a segunda aferição da pressão arterial. As medidas de circunferência da cintura foram feitas na borda da crista ilíaca com fita métrica inextensível, com o adolescente em expiração 16 . Para a estatura e a cintura foram realizadas três
Mostrar mais

6 Ler mais

PONTOS DE CORTE DE CIRCUNFERÊNCIA DA CINTURA DE ACORDO COM O ESTADIAMENTO PUBERAL PARA IDENTIFICAR SOBREPESO EM ADOLESCENTES

PONTOS DE CORTE DE CIRCUNFERÊNCIA DA CINTURA DE ACORDO COM O ESTADIAMENTO PUBERAL PARA IDENTIFICAR SOBREPESO EM ADOLESCENTES

Métodos: Trata‑se de um estudo longitudinal, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, com 557 adolescentes, de 10 a 15 anos de idade, selecionados em escolas públicas. Aferiram‑se as medidas de circunferência de cintura, braço, pescoço e quadril, percentual de gordura, massa corporal, estatura e pressão arterial. Para determinar a maturação sexual, foi utilizada a autoavaliação da escala de Tanner. Aplicou‑se a curva ROC (Receiver Operating Characteristic Curve) para determinar: poder preditivo, sensibilidade, especificidade e os pontos de corte de circunferência de cintura para identificação de sobrepeso. Resultados: Observou‑se correlação positiva entre circunferência de cintura e massa corporal, índice de massa corporal (IMC), circunferência do braço e quadril, razão cintura/quadril e pressão arterial em ambos os sexos. Os pontos de corte para circunferência de cintura de acordo com o estadiamento puberal para identificação de sobrepeso que apresentaram maior desempenho na curva ROC foram: 71,65 cm para meninas pré‑púberes, 67,90 cm para meninas púberes, 70,25 cm para meninas pós‑púberes e 66,45 cm para meninos púberes. Faixa etária, massa corporal, estatura, IMC, porcentagem de gordura, circunferência do braço e do quadril foram considerados fatores preditores da circunferência da cintura alterada.
Mostrar mais

9 Ler mais

Circunferência da cintura como instrumento de triagem de fatores de risco para doenças cardiovasculares em escolares.

Circunferência da cintura como instrumento de triagem de fatores de risco para doenças cardiovasculares em escolares.

Métodos: Este estudo transversal de base escolar contou com 1.413 escolares de 7 a 12 anos de idade, selecionados de forma aleatória por conglomerados. Foram medidos a circunferência da cintura, o colesterol total e as pressões arterial sistólica e diastólica. A partir dos valores de colesterol total e das pressões arterial sistólica e diastólica, foram criadas referências de fatores de risco para doenças cardiovasculares. Para a análise dos dados, foram utilizadas a curva receiver operating characteristic (ROC) e a análise bivariada, seguida dos cálculos de sensibilidade, especificidade e razão de chances.
Mostrar mais

6 Ler mais

Circunferência da cintura como marcador para triagem de doença hepática gordurosa não alcoólica em adolescentes obesos.

Circunferência da cintura como marcador para triagem de doença hepática gordurosa não alcoólica em adolescentes obesos.

Os pacientes com DHGNA tinham valores signi- ficativamente mais elevados de peso corporal, IMC (índice de massa corporal), IMC/I (IMC para idade) z-escore, gordura total (% e kg), CC, go[r]

9 Ler mais

Índice de massa corporal, circunferência da cintura e hipertensão arterial em estudantes.

Índice de massa corporal, circunferência da cintura e hipertensão arterial em estudantes.

Objetivo: investigar qual o melhor preditor antropométrico de hipertensão arterial em alunos de escolas privadas. Método: estudo transversal, com amostra composta por 286 alunos com idade de 10 a 14 anos de duas escolas privadas de Paranavaí-Paraná. As variáveis analisadas foram: índice de massa corporal, circunferência de cintura e pressão arterial. Na análise estatística foram utilizados os testes de correlação parcial de Pearson e a regressão logística multivariada, considerando-se p<0,05. Resultados: os dois indicadores antropométricos demonstraram fracas correlações com os níveis sistólicos e diastólicos, com coefi cientes (r) variando de 0,27 à 0,36 (p< 0,001). Na análise multivariada, o único indicador antropométrico associado ao risco de hipertensão arterial foi a circunferência de cintura (OR= 2,3; IC 95%: 1,1-4,5) independente da idade e gênero. Conclusão: nesta faixa etária, a circunferência de cintura parece ser melhor do que índice de massa corporal como preditor de hipertensão arterial.
Mostrar mais

5 Ler mais

Obesidade abdominal e risco cardiovascular: desempenho de indicadores antropométricos em mulheres.

Obesidade abdominal e risco cardiovascular: desempenho de indicadores antropométricos em mulheres.

• antropometria - a aferição do peso, da estatura, da circunferência de cintura e da circunferência de quadril foi feita na sala de avaliação antropométrica do serviço de saúde da instituição, e realizaram-se duas medidas por dois integrantes da equipe, adotando a média aritmética como medida final. Utilizou-se uma balança digital Tecline TEC 30 com capacidade de 140 kg e precisão de 100 g, para medida do peso; um estadiômetro vertical de madeira, para medida de altura; uma fita métrica inelástica de 0,5 cm de largura, para as medidas de circunferência de cintura e quadril. As medidas foram feitas com a menor quantidade de roupa possível, normalmente de roupas íntimas - calcinha e sutiã - ou trajes de banho. O ponto anatômico de referência para a medida da circunferência da cintura foi a parte mais estreita entre o tórax e o quadril. Para a medida de quadril, foi considerada a maior protuberância (glúteo máximo). A leitura foi feita no centímetro mais próximo.
Mostrar mais

6 Ler mais

Sensibilidade e especificidade de diferentes medidas de adiposidade para diferenciação entre pouca/ampla coordenação motoraSensibilidade e especificidade de diferentes medidas de adiposidade para diferenciação entre pouca/ampla coordenação motora.

Sensibilidade e especificidade de diferentes medidas de adiposidade para diferenciação entre pouca/ampla coordenação motoraSensibilidade e especificidade de diferentes medidas de adiposidade para diferenciação entre pouca/ampla coordenação motora.

O peso foi mensurado com arredondamento para o 0,1 kg mais próximo por meio de uma balanc ¸a digital, modelo TBF- 300 (Tanita, São Paulo, Brasil) calibrada regularmente, com as crianc ¸as vestindo roupas leves e sem sapatos. O per- centual de gordura corporal foi estimado por uma balanc ¸a digital de impedância bioelétrica, modelo TBF-300 (Tanita, São Paulo, Brasil). A estatura foi mensurada com arredon- damento para o milímetro mais próximo, com as crianc ¸as em pé, de pés descalc ¸os ou vestindo meias, junto a um estadiômetro, modelo 220 (Seca, São Paulo, Brasil). As medic ¸ões de circunferência da cintura foram feitas com uma fita inelástica, conforme descrito por Lohman et al. 16
Mostrar mais

8 Ler mais

Análise vetorial de bioimpedância e estado nutricional de idosas de acordo com o índice de massa corporal.

Análise vetorial de bioimpedância e estado nutricional de idosas de acordo com o índice de massa corporal.

Foram analisados como indicadores do estado nutricional: massa corporal e estatura para cálculo do IMC, circunferência da cintura (CC), circunferência do quadril (CQ) e relação cintura[r]

7 Ler mais

Arq. Bras. Cardiol.  vol.96 número3

Arq. Bras. Cardiol. vol.96 número3

Estudos sugerem que a circunferência da cintura (CC) e IMC aumentados são indicadores de desenvolvimento da HAS, e a CC apresenta maior acurácia do que a RCQ na detecção da hipertrigliceridemia, do colesterol elevado e da composição corporal, embora ainda não seja o melhor preditor de dislipidemia 2-5 .

1 Ler mais

IDENTIFICAÇÃO DO PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE INDIVÍDUOS ATENDIDOS EM UM EVENTO DE QUALIDADE DE VIDA

IDENTIFICAÇÃO DO PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE INDIVÍDUOS ATENDIDOS EM UM EVENTO DE QUALIDADE DE VIDA

A circunferência da cintura (CC) foi aferida em torno do tronco, dois dedos acima da cicatriz umbilical (indivíduos em pé), com uma fita métrica inelástica (com precisão de 1 mm), sem fazer pressão, sendo utilizada a classificação da OMS, para avaliação do risco de complicações metabólicas, considerando-se os pontos de corte para homens, para risco aumentado, os valores de CC entre 94 e 102 cm, e, substancialmente aumentado valores de CC iguais ou superiores a 102 cm; e, para as mulheres, risco aumentado de CC entre 80 e 88 cm, e muito aumentado, para valores iguais ou superiores a 88 cm.
Mostrar mais

8 Ler mais

Fenótipo cintura hipertrigliceridêmica: associação com alterações metabólicas em adolescentes.

Fenótipo cintura hipertrigliceridêmica: associação com alterações metabólicas em adolescentes.

Método: Estudo transversal com amostra probabilística de 1.076 adolescentes entre 11 e 17 anos, de ambos os sexos, estudantes de escolas públicas. Os participantes foram submetidos à avaliação antropométrica (peso, altura e circunferência da cintura) e à dosagem dos níveis de colesterol total, LDL-C, HDL-C, colesterol não HDL, triglicérides (TG) e glicemia de jejum. Foram obtidas informações referentes às condições econômicas das famílias dos participantes. O fenótipo CHT foi definido pela presença simultânea da circunferência da cintura aumentada (≥ percentil 90 por idade e sexo) e dos níveis séricos de triglicérides elevados (≥ 100 mg/dL). A análise de regressão logística foi utilizada para avaliação das associações de interesse.
Mostrar mais

8 Ler mais

Show all 2520 documents...