Coleta de resíduos sólidos domiciliares

Top PDF Coleta de resíduos sólidos domiciliares:

Análise do uso de SIG no roteamento dos veículos de coleta de resíduos sólidos domiciliares.

Análise do uso de SIG no roteamento dos veículos de coleta de resíduos sólidos domiciliares.

Relata-se neste trabalho, a análise do uso de um Sistema de Informação Geográfica – SIG como ferramenta para roteiri- zação de veículos de coleta de resíduos sólidos domiciliares. O software utilizado foi o TransCAD, versão 3.2, que permite desenvolver rotas utilizando algoritmos que incluem o pro- cedimento de roteirização em arco. O objetivo é minimizar a extensão total a ser percorrida pelos veículos coletores. O estudo de caso foi realizado na cidade de Ilha Solteira – SP. Os dados coletados e os resultados obtidos pelo TransCAD foram processados no software Microsoft Excel. Os resultados obtidos demonstraram reduções percentuais de até 41% na distância total percorrida e de 68% no tempo total de percurso em relação ao serviço atual.
Mostrar mais

5 Ler mais

Associaçao entre coleta de resíduos sólidos domiciliares e saúde, Belo Horizonte (MG), Brasil

Associaçao entre coleta de resíduos sólidos domiciliares e saúde, Belo Horizonte (MG), Brasil

Como o objetivo da pesquisa foi avaliar a associação entre ausência de coleta de resíduos sólidos domiciliares e a incidência de certas doenças, ou- tros fatores que podem intervir nesta associação devem ser analisados. Fa- tores ambientais, socioeconômicos e li- gados ao comportamento são usual- mente apontados como possíveis variáveis de confusão em tal tipo de estudo. Nesta investigação, conside- rou-se que a própria seleção das áreas já é um procedimento que torna homo- gêneos os grupos segundo algumas variáveis ambientais, como abasteci- mento de água e perfil socioeconô- mico. Certos fatores ligados ao com- portamento podem estar relacionados à condição socioeconômica e assim te- riam sido controlados por meio da se- leção das áreas. Porém, aqueles não re- lacionados a tal condição dificilmente seriam controlados, já que o estudo se baseia em dados secundários.
Mostrar mais

9 Ler mais

AVALIAÇÃO DO SERVIÇO DE COLETA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES EM CIDADE DE MÉDIO PORTE UTILIZANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS E RECEPTORES DO SISTEMA DE POSICIONAMENTO POR SATÉLITE

AVALIAÇÃO DO SERVIÇO DE COLETA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES EM CIDADE DE MÉDIO PORTE UTILIZANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS E RECEPTORES DO SISTEMA DE POSICIONAMENTO POR SATÉLITE

Este trabalho apresenta o estudo de caso do serviço de coleta de lixo realizado de segunda- feira a sábado pela Prefeitura Municipal na área central da cidade de Ituiutaba (MG), que possui aproximadamente 90.000 habitantes. Para caracterizar o problema, foi realizado mapeamento dos setores e das rotas de coleta de lixo da área em estudo com a utilização de receptores do sistema GPS e o software GPS TrackMaker para o tratamento e obtenção dos dados de distâncias percorridas, tempos e velocidades de percurso. Em seguida, utilizou-se o Sistema de Informações Geográficas – SIG como ferramenta para roteirização de veículos de coleta de resíduos sólidos domiciliares. O software utilizado foi o TransCAD versão 4.5 Academic License, que é um SIG específico para aplicações em problemas de transporte e possibilita o desenvolvimento de rotas utilizando-se algoritmos de roteirização em arco (Arc Routing). A utilização de receptores do sistema GPS mostrou-se uma alternativa bastante eficaz para a realização de mapeamentos, em especial para a coleta de informações sobre rotas e itinerários realizados pelos veículos. Os dados obtidos com a rotina mostraram redução de aproximadamente 44% nas repetições de trechos já servidos pela coleta de lixo, redução de 71% no custo com a mão-de-obra para a realização dos serviços e redução das distâncias percorridas em aproximadamente 68%, em relação à situação atual.
Mostrar mais

157 Ler mais

Acondicionamento e coleta de resíduos sólidos domiciliares e impactos na saúde de crianças residentes em assentamentos periurbanos de Salvador, Bahia, Brasil.

Acondicionamento e coleta de resíduos sólidos domiciliares e impactos na saúde de crianças residentes em assentamentos periurbanos de Salvador, Bahia, Brasil.

O impacto na saúde de crianças devido aos resíduos sólidos foi estudado de duas formas: uma considerando o domínio doméstico, expres- so pelo tipo de acondicionamento domiciliar dos resíduos sólidos, e outra considerando o domínio público, expresso pela coleta de resíduos sólidos domiciliares. Para a primeira, considerou-se co- mo variável independente principal o tipo de acondicionamento domiciliar dos resíduos sóli- dos, definida em três categorias: adequado (saco plástico, lata ou balde com tampa), inadequado (caixa de papelão, caixote de madeira ou balde sem tampa) e sem acondicionamento; e para a segunda, considerou-se como variável indepen- dente principal a coleta dos resíduos sólidos do- miciliares no ambiente público, definida em três categorias: regular (diária, alternada ou semanal podendo ser porta-a-porta, de caixa estacionária ou de ponto de lixo), irregular (mensal ou espo- rádica de caixa estacionária ou ponto de lixo) e não coletado (vazado em terreno baldio, canal ou quintal).
Mostrar mais

7 Ler mais

Análise de uso de SIG no sistema de coleta de resíduos sólidos domiciliares em uma cidade de pequeno porte

Análise de uso de SIG no sistema de coleta de resíduos sólidos domiciliares em uma cidade de pequeno porte

Relata-se neste trabalho, a análise do uso de um Sistema de Informação Geográfica – SIG como ferramenta para roteirização de veículos de coleta de resíduos sólidos domiciliares. O software utilizado foi o TransCAD, versão 3.2, que é um SIG específico para profissionais de transportes, permitindo desenvolver rotas utilizando-se algoritmos que incluem um procedimento de roteirização em arco (Rotina Arc Routing). O objetivo dessa rotina é minimizar a extensão total a ser percorrida pelos veículos coletores. O estudo de caso foi realizado na cidade de Ilha Solteira – SP, localizada na região noroeste do estado. A cidade possui uma população de aproximadamente 24.000 habitantes, sendo considerada uma cidade de pequeno porte. O serviço de coleta de lixo domiciliar na cidade de Ilha Solteira é executado pelo Poder Público Municipal, sendo realizado por uma frota de três veículos que trabalham de segunda-feira a sábado cobrindo toda a cidade. Os resultados obtidos pelo TransCAD e os dados fornecidos pelo Setor de Obras e Serviços da Prefeitura Municipal foram processados no software Microsoft EXCEL, for Windows versão 2000, para a obtenção dos parâmetros operacionais. Os resultados obtidos com a rotina demonstraram reduções percentuais de até 41%, em termos de distância total percorrida, e, de 68% no tempo total de percurso, em relação ao serviço atual. Com relação às características dos sistemas de coleta dos municípios brasileiros de pequeno porte, observou-se que esses municípios não apresentam recursos humanos e materiais para lidarem com a problemática dos resíduos sólidos.
Mostrar mais

158 Ler mais

Proposta de coleta seletiva da fração orgânica dos resíduos sólidos domiciliares visando sua utilização para a geração de biogás a partir da biodigestão anaeróbia

Proposta de coleta seletiva da fração orgânica dos resíduos sólidos domiciliares visando sua utilização para a geração de biogás a partir da biodigestão anaeróbia

A Política Nacional de Resíduos Sólidos preconiza que na disposição final adequada somente os rejeitos devem ser lançados, não sendo o caso dos resíduos orgânicos, que constituem mais da metade dos resíduos sólidos urbanos gerados no país. Diante desse contexto, esta pesquisa teve como principal objetivo desenvolver uma proposta de coleta seletiva da fração orgânica dos resíduos sólidos domiciliares (FORSD) no bairro Pici, Fortaleza-CE, visando sua utilização para a geração de biogás a partir da biodigestão anaeróbia. Esta pesquisa ocorreu em 05 (cinco) etapas, sendo elas: o desenvolvimento do programa de educação ambiental (EA); a caracterização física dos resíduos sólidos domiciliares (RSD); a implantação do programa de coleta seletiva da FORSD; a caracterização física e química da FORSD; e, os ensaios de biodegradabilidade anaeróbia. Inicialmente, aplicou-se questionário socioambiental, abordando-se um total de 175 residências, com um público que possuiu, em sua maioria, características socioeconômicas favoráveis ao desenvolvimento deste projeto. O RSD amostrado apresentou uma geração per capita média elevada (0,93 Kg/hab.dia), baixo peso específico aparente (156 Kg/m³, em média) e percentual de matéria orgânica elevada (média de 55,9%). Quanto à participação no programa de coleta seletiva, registrou-se uma participação em potencial de 61% das residências e com 33% doando efetivamente a FORSD limpa. A FORSD apresentou características ligeiramente ácidas, constituída de 74% de umidade e 26% de ST, sendo basicamente composta por matéria orgânica putrescível (STV = 92,15% dos ST, em média) e rica em nutrientes (média de PT = 0,68% e de NTK = 1,43%). Nos ensaios de biodegradabilidade, para análise da influência das condições operacionais, foram encontrados melhores resultados de AME, produção e composição de biogás e remoção de DQO nos frascos incubados a uma rotação de 150 rpm e com adição de 1g/L de alcalinizante. O tipo de pré-tratamento que proporcionou maior biodegradabilidade da FORSD foi o térmico submetido a 30 minutos no processo de autoclavagem, em que foram registrados as maiores remoções de STV (41% removido), DQO (56% removida) e valor de AME (1,0777 gDQO- CH 4 /gSTV.d). Ressalta-se também que nos ensaios de biodegradabilidade cerca de 60% ou
Mostrar mais

153 Ler mais

Coleta de resíduos sólidos domiciliares em local de entrega obrigatória: aspectos de custos e opinião dos usuários.

Coleta de resíduos sólidos domiciliares em local de entrega obrigatória: aspectos de custos e opinião dos usuários.

Todos os serviços oferecidos são cobrados diretamente dos residentes através de taxas. De modo gratuito são realizados somente os serviços de reparos em contêineres que foram danificados pelo uso normal. Neste caso os residentes devem comunicar o fato ao fornecedor dos serviços, por telefone ou mensagem eletrônica, que recolherá o recipiente para reparos. Durante o período de reparação, os residentes recebem sacos de papel para dispor os RSD para coleta sem pagar por eles ou por taxas extras.

137 Ler mais

Caracterização detalhada dos resíduos sólidos domiciliares de Sorocaba visando melhorias do sistema de coleta seletiva

Caracterização detalhada dos resíduos sólidos domiciliares de Sorocaba visando melhorias do sistema de coleta seletiva

Salienta-se ainda que somente um dos estudos selecionados (MANCINI et al., 2007) apresentou a divisão dos itens em termos de massa e volume, sendo que o restante restringiu-se à apresentação dos dados gravimétricos. A escassez de resultados semelhantes provavelmente se deve ao fato de que a caracterização volumétrica traz uma relativa subjetividade intrínseca a seus resultados, principalmente devido ao grau de compactação aplicado após a separação. Seus resultados não devem ser aplicados em estimativas de aumento da vida útil do aterro em caso de uma eventual recuperação destes resíduos. Isto porque num aterro certamente haverá uma compactação, inclusive a causada pelo próprio peso das camadas de resíduos alocadas acima. Esses fatores, assim como a composição e o tempo de aterramento (e, conseqüentemente, da decomposição), influirão no peso específico dos resíduos aterrados e assim, na capacidade e estabilidade estrutural do aterro. Para a reciclagem, porém, saber o quanto cada resíduo ocupa de espaço após a separação é importante para estabelecer diretrizes com relação ao armazenamento, à necessidade ou não de prensagem, ao transporte, dimensionamento de pátios de compostagem aeróbia, etc.
Mostrar mais

135 Ler mais

Análise de custos dos serviços de coleta e disposição de resíduos sólidos domiciliares (RSD) como subsídio para elaboração de sistema de tributação no município de Jaboticabal - SP.

Análise de custos dos serviços de coleta e disposição de resíduos sólidos domiciliares (RSD) como subsídio para elaboração de sistema de tributação no município de Jaboticabal - SP.

Para VELLOSO (1999), certos serviços podem ser tornados obrigatórios pela lei e é isto o que significa a locução "posto à disposição" do contribuinte. Serviços públicos essenciais são os serviços prestados no interesse da comunidade e estes são remunerados mediante taxa, que incidirá sobre a utilização efetiva ou potencial do serviço. Como exemplo, pode-se mencionar o serviço de distribuição de água, de coleta de resíduo, de esgoto. O Supremo Tribunal Federal do Rio de Janeiro - RJ na Resolução nº89.876 o decidiu que, "sendo compulsória a utilização do serviço público de remoção de resíduo - o que resulta, inclusive, de sua disciplina como serviço essencial à saúde pública” - a tarifa de resíduo instituída pelo Decreto nº 196, de 12 de novembro de 1975, do Poder Executivo do Município do Rio de Janeiro, é, em verdade, taxa.
Mostrar mais

135 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA HIDRÁULICA E AMBIENTAL CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL GABRIEL VIDAL GASPAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA HIDRÁULICA E AMBIENTAL CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL GABRIEL VIDAL GASPAR

O manual visa levar a pequenos municípios uma forma de dimensionar melhor o serviço de coleta de resíduos sólidos domiciliares e de alguns outros tipos de resíduos, como os resíduos oriundos da varrição de vias e praças. Atualmente, quando o município não apresenta um projeto de coleta apropriado, podem existir algumas falhas de operação, falta de cobertura de áreas estratégicas ou um superdimensionamento. Tudo isso, associado à falta de organização das instituições públicas, acarreta um gasto governamental bastante considerável e que poderia ser reduzido. Além disso, é importante salientar que o investimento nesse tipo de projeto impacta positivamente outras áreas da administração municipal, visto que a problemática dos resíduos sólidos é uma questão de drenagem urbana, quando causa o entupimento de bocas de lobo e galerias pluviais e ocasiona alagamentos, e é também um problema de saúde pública, quando propicia a proliferação de vetores e contamina os mananciais próximos, por exemplo.
Mostrar mais

76 Ler mais

DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES EM MEGACIDADES: UMA ANÁLISE DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES EM MEGACIDADES: UMA ANÁLISE DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

O percentual de materiais recicláveis (papel, plástico, vidro e metal) presentes nos resíduos sólidos do município de São Paulo é inferior a 30%. Verifica-se que, caso a coleta seletiva fosse amplamente implementada, com captação total (utopia) dos materiais recicláveis gerados, quase 30% dos resíduos atualmente coletados seriam desviados dos aterros sanitários. Restariam ainda 70% dos resíduos a prosseguir para outra destinação.

6 Ler mais

A sustentabilidade econômico-financeira da gestão de resíduos sólidos domiciliares, em um município de porte médio do interior do estado de São Paulo / Economic-financial sustainability of household solid waste management, in a medium-sized municipality i

A sustentabilidade econômico-financeira da gestão de resíduos sólidos domiciliares, em um município de porte médio do interior do estado de São Paulo / Economic-financial sustainability of household solid waste management, in a medium-sized municipality in the state of São Paulo

Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n.4,p.18192-18204 apr. 2020. ISSN 2525-8761 a ser testada refere-se à possibilidade de a relação entre o consumo de água e geração de RSD ser utilizada para fins de cobrança. Diversos estudos têm demonstrado tal correlação, concluindo pela existência no caso dos serviços de energia elétrica e de abastecimento de água. Considerando o município em estudo, a utilização das informações sobre o consumo de água é facilitada, devido ao fato de a prestação dos serviços de RSD ser de responsabilidade da autarquia municipal de saneamento ambiental. A fórmula adotada para a cobrança dos serviços de RSD, por meio da Taxa de Resíduos Sólidos (TRS), abarca duas componentes: uma fixa e outra variável. A primeira destas componentes, também denominada disponibilidade de serviço, diz respeito aos custos em que o prestador incorre pela mera disponibilização do serviço aos usuários. Seu cálculo envolve informações sobre: despesa de coleta de RSD; quantidade de economias ativas de água; taxa de investimento; fator de referência da categoria; fator de frequência da coleta; e índice de evasão de receita de água e esgoto. A segunda componente refere-se à geração de RSD durante um determinado período temporal e encontra- se relacionada proporcionalmente ao consumo de água. É calculada a partir do produto da massa gerada de RSD pelo preço necessário para custear as despesas correntes e de capital com a prestação dos serviços, possuindo progressão dos valores por faixa de geração de resíduos e valores diferenciados por categoria de uso do imóvel. Implantada em 2015, a taxa produziu uma evolução positiva do índice de autossuficiência com manejo de RSD, com equilíbrio econômico-financeiro a partir de 2016. Conclui-se, assim, que a TRS constitui-se em uma forma viável de se promover a sustentabilidade econômico-financeira da prestação dos serviços de RSD.
Mostrar mais

13 Ler mais

A caracterização física dos resíduos sólidos domiciliares de Fortaleza como fator determinante do seu potencial reciclável

A caracterização física dos resíduos sólidos domiciliares de Fortaleza como fator determinante do seu potencial reciclável

(lixo), no Município de Fortaleza, com o objetivo de conhecer a composição dos resíduos sólidos, seus respectivos percentuais e o índice de geração per capita. Como primeiro passo, realizou-se revisão bibliográfica sobre o tema acerca do pensamento de autores conhecedores do assunto. Em seguida, efetivou-se visita aos órgãos públicos e procedeu-se entrevistas a técnicos da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (EMLURB), para obter informações sobre o sistema de limpeza urbana e seu gerenciamento. Em seguida, procedeu- se o reconhecimento de campo com visitas a todos os bairros, considerando a divisão administrativa do Município abrangendo as vinte e cinco zonas geradoras lixo (ZGL), que fazem parte das seis secretarias executivas regionais (SER), ao complexo de Jangurussu (triagem e transferência de lixo), ao aterro sanitário, aos estuários dos rios Ceará e Cocó, a orla, e acompanhamento do fluxo do lixo (geração, coleta, transporte e destino final). E, por último, realizou-se o levantamento de campo, onde foram coletadas 792 amostras de lixo produzidas nos domicílios permanentes unifamiliares em todos os bairros de Fortaleza, no período de abril a dezembro do ano de 2004. Como resultados da caracterização dos resíduos, foram identificados seus componentes e respectivos percentuais nas vinte e cinco ZGLs. Trabalhando esses dados, foi possível determinar a sua distribuição média nas seis SERs, identificar áreas com maior produção de materiais recicláveis, a produção per capita de lixo, e a projeção da produção per capita de lixo domiciliar e também da projeção da produção per capita de lixo reciclável. Observou-se, ainda, que o percentual de materiais recicláveis é significativo e que deveriam ser coletados de forma separada, mediante a coleta seletiva, para preservar suas características, objetivando a reciclagem. O indicador de produção de lixo per capita também poderia ser utilizado como medidor de aferição da produção dos resíduos domiciliares coletados a serem pagos pelo Município. Na conclusão, foram expressas as perspectivas do reaproveitamento do lixo, a relevância do trabalho para tomada de decisões estratégicas no gerenciamento dos resíduos sólidos, mediante informações produzidas como forma de subsídios para a elaboração da política de resíduos sólidos de Fortaleza, com o objetivo de promover o reaproveitamento desse lixo, sob a óptica do desenvolvimento sustentável participativo e da Agenda 21, seguido de recomendações e sugestões.
Mostrar mais

145 Ler mais

Análise do gerenciamento dos resíduos sólidos domiciliares do município de Ilha Solteira – SP

Análise do gerenciamento dos resíduos sólidos domiciliares do município de Ilha Solteira – SP

A eficiência da gestão dos resíduos sólidos domiciliares gera impactos diretamente no bem- estar de toda a população do município, mas em especial nas pessoas que trabalham com a coleta, separação e comercialização dos materiais recicláveis. O objetivo desta dissertação é analisar as partes integrantes do sistema de gerenciamento de resíduos sólidos domiciliares do município de Ilha Solteira - SP, desde a geração dos resíduos sólidos nas residências até a sua destinação final em aterros e/ou separação e comercialização pela cooperativa de materiais recicláveis do município. A pesquisa foi dividida em três etapas. A primeira etapa consistiu em realizar um levantamento de dados sobre a destinação dos resíduos sólidos domiciliares no município de Ilha Solteira – SP. A segunda etapa consistiu em entrevistar os munícipes com o objetivo de levantar qual é o tamanho da parcela da população que realiza a separação dos materiais recicláveis, como estes são acondicionados e quais os materiais que são separados. E a terceira etapa foi a caracterização gravimétrica dos resíduos sólidos domiciliares destinados ao aterro sanitário, segundo o método de quarteamento. A pesquisa forneceu resultados sobre a redução da vida útil do aterro sanitário, a quantidade de materiais com valor econômico que está sendo desperdiçado no aterro e a renda que deixa de ser gerada para as pessoas diretamente envolvidas com a comercialização dos materiais recicláveis. Com os resultados obtidos nesta pesquisa, a municipalidade que opera e gerencia os resíduos sólidos terá informações que poderão subsidiar o planejamento e as ações de curto, médio e longo prazo; no sentido de melhorar a eficiência e as condições econômica, ambiental e social do sistema de gestão dos resíduos sólidos domiciliares de Ilha Solteira – SP.
Mostrar mais

64 Ler mais

Prevalência de helmintos em resíduos sólidos orgânicos domiciliares; um risco à saúde ambiental e humana / Prevalence of helminths in household solid organic waste; a risk to human and environmental health

Prevalência de helmintos em resíduos sólidos orgânicos domiciliares; um risco à saúde ambiental e humana / Prevalence of helminths in household solid organic waste; a risk to human and environmental health

Seguindo o perfil de outros países, no Brasil os resíduos sólidos constituem foco de debates em diferentes setores da sociedade, tendo em vista os impactos negativos que afetam os sistemas ambientais, econômicos e sociais. A atenção deve ser intensificada para parcela orgânica de origem domiciliar. Esses resíduos representam riscos à saúde ambiental e humana, dentre outros aspectos, por reunir condições favoráveis ao desenvolvimento de organismos com potencial patogênico. Somente nas últimas décadas as possibilidades de contaminação da parcela orgânica dos resíduos sólidos domiciliares foram reconhecidas, compreendendo-se que os riscos são similares aos de serviços de saúde. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a prevalência de helmintos em resíduos sólidos orgânicos domiciliares gerados em município de grande porte da Paraíba, Brasil e apontar alternativas para o tratamento e aproveitamento desses resíduos, com o propósito de reduzir os riscos citados. A pesquisa foi realizada em três bairros situados em Campina Grande, estado da Paraíba, Brasil. Os critérios para escolha desses bairros foram a localização (oeste), o número de habitantes (> 10 mil habitantes), a participação dos líderes comunitários no processo de formação em Educação Ambiental, oferecido desde 2007 e em projetos de coleta seletiva. Para a análise, por meio de quarteamento múltiplo, o material coletado foi pesado, despejado em lona plástica e homogeneizado, constituindo-se amostras compostas. Constatou-se um número expressivo de ovos de helmintos nos resíduos analisados, de 0,84 a 6,5 ovos/gST. Dentre as espécies, prevaleceram Ascaris lumbricoides (49%), seguidos de Ancylostoma sp. (30%), Hymenolepis nana (15%) e Enterobius vermicularis (6%). Pode-se inferir que os resíduos sólidos orgânicos domiciliares são um veículo de transmissão de agentes patogênicos quando dispostos de forma imprópria, podendo provocar infecções subsequentes para animais e seres humanos, notadamente em locais com ausência de Educação Ambiental e/ou em condições precárias de saneamento. A disposição desses resíduos sem tratamento aumenta as probabilidades de contaminação ambiental e humana, há, no entanto, tecnologias que podem ser aplicadas para o tratamento, dentre as quais, o tratamento biológico aeróbio descentralizado, cujas estruturas e princípios permitem a modificação de problema em solução, transformação da parcela orgânica em composto, com características agronômicas viáveis aos fins agrícolas. O tratamento constitui uma das ações da gestão integrada de resíduos sólidos. Todas as ações que constituem esse tipo de gestão requerem a formação em Educação Ambiental.
Mostrar mais

14 Ler mais

Estudo da geração de resíduos sólidos domiciliares no município de São Carlos, SP,...

Estudo da geração de resíduos sólidos domiciliares no município de São Carlos, SP,...

O desenvolvimento tecnológico, o crescimento industrial, o acelerado processo de urbanização e o crescimento populacional transformaram o espaço geográfico brasileiro. Somado à mudança de hábitos e de consumo acarretou e vem acarretando diversos problemas ambientais. O incentivo à troca e o investimento em produtos descartáveis, levaram a um aumento significativo da geração de resíduos sólidos. Tratar e dar um destino adequado à grande quantidade de resíduos tem sido um grande desafio às autoridades brasileiras. Para que haja melhor gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos é preciso conhecer o que tem sido gerado, ou seja, qual a quantidade e que tipo de material é descartado. Para bem conhecer essa produção, a melhor maneira é fazer um estudo da geração e composição gravimétrica dos resíduos sólidos através de sua caracterização física. Portanto, a proposta deste trabalho foi fazer um levantamento da geração dos resíduos sólidos domiciliares no Município de São Carlos. Essa investigação levou em conta não apenas os resíduos que chegam ao aterro sanitário através da coleta convencional, mas também os que chegam às centrais de triagem através da coleta seletiva, utilizando-se como instrumento principal a sua caracterização física. Na coleta convencional, o número de amostragem compreendeu todos os setores, sendo a massa da amostra obtida por quarteamento. Foi feito uma caracterização no inverno e outra no verão. Destacam-se, nos resultados, o percentual de resíduos sólidos domiciliares, em massa: matéria orgânica (59,08%), papel e papelão (6,44%), tetra pak (0,94%), vidro (1,67%), metal e alumínio (1,31%), plásticos 10,47% (2,84% de plásticos rígidos e 7,63%de plásticos filmes) e outros (20,09%). Observou-se que o percentual de materiais que poderiam ser reintroduzidos no mercado e estão sendo depositados no aterro sanitário, ainda é elevado, considerando a que a coleta seletiva foi introduzida no município em 2002. Na coleta seletiva destacam-se: o papel e papelão, com 47,41%; seguido pelos plásticos, com 21,60% (rígidos - 17,95% e filmes - 3,65%); vidro, 12,25%; metal e alumínio, 7,63% (lata - 1,54% e geral - 6,10%); rejeitos, 5,79% e tetra pak, 5,30%.
Mostrar mais

134 Ler mais

Gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos domiciliares no município de FortalezaCE.

Gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos domiciliares no município de FortalezaCE.

saneamento básico, como é o caso da distribuição de água potável. Nas metrópoles, nessa última década ocorreu uma tendência crescente para a terceirização desses serviços. O Chile é o país que apresenta maior número de municípios com a realização dos serviços de limpeza urbana por empresas privadas. Somente na Guatemala esses serviços são feitos em grande proporção por meio de contratos privados independentes do setor público, realizados diretamente pela população. Mesmo que a responsabilidade da gestão do setor seja instituída por lei ao Município, esse não assume a operacionalização dos serviços de coleta e disposição final dos resíduos sólidos, o que resulta em um quadro precário do ponto de vista sanitário e ambiental.
Mostrar mais

107 Ler mais

PLACAS CIMENTÍCIAS À BASE DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES

PLACAS CIMENTÍCIAS À BASE DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES

______________________________________________________________________________ Resumo: A partir de uma crescente preocupação de toda a sociedade por soluções que promovam uma adequada destinação dos resíduos sólidos e também um desenvolvimento sustentável, o presente estudo teve por objetivo avaliar parâmetros físicos e mecânicos de placas cimentícias alternativas, à base de resíduos sólidos domiciliares, compostos por polímeros, papéis e vidro. Realizaram-se ensaios de determinação da resistência à compressão, resistência à flexão, de massa específica aparente, absorção de água e de microscopia eletrônica de varredura. Os resultados foram comparados com os dados técnicos das placas cimentícias convencionais (sem amianto) e das placas de EPS, disponíveis na literatura. Concluiu-se que todos os índices obtidos para o compósito formado à base de resíduos proveniente da coleta seletiva do município de Blumenau-SC alcançaram os limites mínimos necessários dos parâmetros abordados, para sua aplicação em estruturas de vedação. Observando-se a superfície de contato pasta cimentícia e resíduos particulados no microscópio eletrônico de varredura, constatou-se que resíduos compostos por papel tendem a deixar mais vazios nos compósitos devido às fibras, quando comparados aos resíduos compostos por PET.
Mostrar mais

10 Ler mais

Caracterização de resíduos sólidos domiciliares na cidade satélite do Varjão – Distrito Federal – Brasil

Caracterização de resíduos sólidos domiciliares na cidade satélite do Varjão – Distrito Federal – Brasil

Com base na metodologia descrita no Capítulo 4, são apresentados neste capítulo os principais resultados obtidos durante o desenvolvimento da pesquisa, os quais permitem ampla discussão que se fundamenta na análise e interpretação do conjunto de dados construído a partir de variáveis relacionadas a saúde e ao meio ambiente. Inicialmente são apresentados dados referentes ao Inquérito socioeconômico (faixa etária, sexo, nível de escolaridade e ocupação da população estudada), condições de moradia (tipo de construção e piso, nº de cômodos, nº moradores, instalações sanitárias); em seguida são mostrados resultados que subsidiam análise do tema central deste estudo a caracterização física dos RSD (composição e geração per capita). Posteriormente são apresentadas informações obtidas sobre o gerenciamento (coleta, transporte e disposição dos resíduos domiciliares em locais inadequados), observações em campo e relatos dos moradores que configura a situação da cidade do Varjão em relação aos resíduos produzidos.
Mostrar mais

146 Ler mais

LEAN SERVICE E REDUÇÃO DE CUSTOS NO PROCESSO DE COLETA DE RESÍDUOS DOMICILIARES

LEAN SERVICE E REDUÇÃO DE CUSTOS NO PROCESSO DE COLETA DE RESÍDUOS DOMICILIARES

A busca sistemática de esforços para melhorar as operações das organizações tem despertado o crescente interesse sobre o “Lean”, além dos contextos da manufatura. Neste artigo, objetiva- se analisar o processo de coleta de resíduos domiciliares do município de Belo Horizonte, realizado pela Superintendência de Limpeza Urbana de modo a identificar as perdas existentes que impactam nos custos desta atividade. Analisaram-se as diretrizes do Plano Municipal de Gestão integrada de Resíduos Sólidos e o processo atual de coleta de resíduo domiciliar. Isso possibilitou a identificação das perdas sob a ótica Lean e a mensuração dos custos envolvidos com esta operação. A análise também permitiu o levantamento dos ganhos e os desafios gerenciais advindos da adoção do sistema de coleta “ponto a ponto” como uma alternativa para a realização deste serviço. Realça-se a importância do uso da abordagem “Lean” na análise e na busca de alternativas para a melhoria da qualidade e da produtividade na gestão de operações dos serviços.
Mostrar mais

14 Ler mais

Show all 10000 documents...