Contribuição de grupos

Top PDF Contribuição de grupos:

AVALIAÇÃO DE MÉTODOS DE CONTRIBUIÇÃO DE GRUPOS SOBRE O DESEMPENHO DA EQUAÇÃO DE PENG-ROBINSON NA AVALIAÇÃO DO EQUILÍBRIO QUÍMICO E DE FASES ENVOLVENDO TRIGLICERÍDEOS, ÉSTERES E GLICEROL

AVALIAÇÃO DE MÉTODOS DE CONTRIBUIÇÃO DE GRUPOS SOBRE O DESEMPENHO DA EQUAÇÃO DE PENG-ROBINSON NA AVALIAÇÃO DO EQUILÍBRIO QUÍMICO E DE FASES ENVOLVENDO TRIGLICERÍDEOS, ÉSTERES E GLICEROL

Acima deste ponto, este estado é alcançado em temperaturas muito elevadas em que os triglicerídeos estão sujeitos à decomposição e a operação é mais onerosa devido ao gasto energético de aquecimento da mistura. Além disso, essas condições garantem que a mistura reacional apresente-se em uma única fase densa do início ao fim da reação, impedindo que a velocidade da reação seja influenciada pela transferência de massa entre fases líquida e supercrítica favorecendo o alcance de conversões próximas às do equilíbrio mais rapidamente. Considerando o mesmo método de contribuição de grupos de Joback-Reid para estimação da capacidade calorífica de gases ideais e energia de Gibbs de formação e o método de Marrero-Gani para estimar a entalpia de formação, os valores de H 0 °, G 0 ° e C p °
Mostrar mais

168 Ler mais

Formação em contexto: a contribuição de grupos de pesquisa para o desenvolvimento...

Formação em contexto: a contribuição de grupos de pesquisa para o desenvolvimento...

questionamentos sobre a prática desenvolvida ao comparar seu problema com outras experiências. Ela definiu uma meta: - diminuir a quantidade de toalhas para lavar usando o conhecimento adquirido nos grupos de formação -. A visita a outras creches, a observação de diferentes práticas e, especialmente, ao deparar com o portfólio da Creche da USP onde viu penduradores de toalhas identificados com o nome das crianças (...), um artefato que ela desconhecia pareceu-lhe a solução adequada. Ao participar da comunidade de prática diferente que ela começa a interiorizar e ver como alternativa para seu problema. Só que, para resolver a questão, ela precisa enfrentar outro problema (...) ver se a direção, a coordenação e os professores aceitam a sugestão. A gestão democrática da diretora recomenda o projeto: - vamos sentar com as professoras para ver elas podem nos ajudar. (KISHIMOTO, 2006).
Mostrar mais

212 Ler mais

Determinação de propriedades do biodiesel utilizando modelos preditivos

Determinação de propriedades do biodiesel utilizando modelos preditivos

Há diversas metodologias para o cálculo das propriedades físicas mencionadas. No entanto, neste trabalho avaliaram-se apenas os modelos baseados no conceito de contribuição de grupos, pois esse tipo de procedimento necessita apenas do conhecimento da estrutura molecular do composto e, às vezes, de algumas propriedades básicas do componente, outra característica importante é que são de fácil aplicação. Além disso, quando comparada a outras metodologias, como a QSPR ( Quantitative Structure Property Relation ) e aplicação de redes neurais para estimativas de propriedades físicas, modelos de contribuição de grupos apresentam maior confiabilidade na predição de propriedades de componentes que não foram utilizados para estimativa dos parâmetros das correlações (NANNOOLAL, 2006). Para cálculo do fator acêntrico, modelos baseado no princípio dos estados correspondentes também foram avaliados.
Mostrar mais

186 Ler mais

de um método preditivo para cálculos de massa específica de líquidos iônicos em um amplo intervalo de temperatura e pressão

de um método preditivo para cálculos de massa específica de líquidos iônicos em um amplo intervalo de temperatura e pressão

Líquidos iônicos são compostos possuidores de uma série de características físico-químicas desejáveis para diferentes aplicações industriais. O conhecimento das suas propriedades, sobretudo da massa específica, é fundamental para que eles sejam aplicados em simuladores de processos. A determinação experimental de tal propriedade é impraticável para todos os líquidos iônicos existentes, de forma que métodos capazes de estima-las são requeridos. Neste trabalho, é apresentado um novo método de contribuição de grupos capaz de estimar a massa específica dessa classe de compostos em um amplo intervalo de temperatura (251,62 – 473,15 K), o qual foi denominado “GCVOL-IL”. O método proposto é uma extensão do modelo “GCVOL-OL-6Ń”, o qual é capaz de estimar satisfatoriamente a massa específica de compostos orgânicos moleculares a diferentes temperaturas e à pressão atmosférica. A estimativa da massa específica a altas pressões (até 300 MPa) foi realizada por meio de uma equação do tipo Tait. Para o desenvolvimento deste trabalho, foi criado um banco de dados, composto de 21845 dados experimentais de massa específica para 863 diferentes líquidos iônicos puros além de 994 dados experimentais para misturas binárias contendo compostos dessa classe. Os resultados obtidos indicam que o modelo proposto foi capaz de estimar satisfatoriamente o comportamento volumétrico (T, P, ρ) de uma grande variedade de líquidos iônicos puros (incluindo espécies policatiônicas), bem como o comportamento (x, T, ρ) das misturas binárias estudadas. Na etapa final do trabalho, o método foi comparado com os três melhores modelos de mesma natureza existentes na literatura. A análise de uma série de critérios indicou que o método é competitivo frente aos existentes, o que encoraja sua utilização e implementação em simuladores de processos.
Mostrar mais

117 Ler mais

Cálculo de grupos de homotopia dos grupos clássicos

Cálculo de grupos de homotopia dos grupos clássicos

Neste trabalho, mostraremos que a todo fibrado pode ser associado uma seq¨uˆencia exata e, atrav´es de tal seq¨uˆencia, pode-se calcular o grupo fundamental e o grupo de homotopia de ordem superior de um espa¸co topol´ogico X. Aqui, trabalharemos especificamente com os grupos cl´assicos, isto ´e, o grupo das rota¸c˜oes do espa¸co euclidiano R n , o grupo unit´ario e seu subgrupo especial unit´ario, al´em do

86 Ler mais

Anéis de grupos inteiros de grupos de Frobenius

Anéis de grupos inteiros de grupos de Frobenius

O principal objetivo deste trabalho ´e mostrar que (P8) vale para grupos de Frobe- nius cujo complemento pode ser imerso em um anel de divis˜ao e para grupos de Frobe- nius de ordem ´ımpar. O trabalho ´e dividido em dois cap´ıtulos. No primeiro estudamos os an´eis de grupos e as propriedades de grupos de Frobenius. No segundo cap´ıtulo obtemos o principal teorema deste trabalho.

38 Ler mais

AVALIAÇÃO PARTICIPATIVA COM GRUPOS DE PAIS: UMA CONTRIBUIÇÃO

AVALIAÇÃO PARTICIPATIVA COM GRUPOS DE PAIS: UMA CONTRIBUIÇÃO

A gente fica tão fechada dentro dos problemas da gente, e achando que não tem solução, que não tem como esclarecer, como resolver, mas pra tudo tem solução.. Já ouvi muitas[r]

232 Ler mais

Diferenciais de mortalidade por sexo no município de São Paulo em 2005 e 2016: contribuição dos grupos etários e das principais causas de óbito

Diferenciais de mortalidade por sexo no município de São Paulo em 2005 e 2016: contribuição dos grupos etários e das principais causas de óbito

Além da análise por grupo etário, também é possível decompor a diferença na esperança de vida ao nascer por sexo, de acordo com as diferentes causas de óbito da po- pulação. Isso acontece porque a participação de cada causa no perfil de mortalidade geral pode contribuir para aumentar ou reduzir o diferencial (YANG et al., 2012). Para melhor visualização dos resultados, a decomposição foi calculada para os grupos etários de 0 a 19 anos, 20 a 49 anos e 60 anos e mais. As seguintes causas de óbito foram seleciona- das, uma vez que são as mais prevalentes na população em estudo: doenças infecciosas e parasitárias; neoplasmas (neoplasias); doenças do aparelho circulatório; doenças do aparelho respiratório; doenças do aparelho digestivo; causas externas de morbidade e de mortalidade; e demais causas. As contribuições da causa de morte j do grupo etário x a (x+n) para o hiato na esperança de vida ao nascer foram encontradas por meio da seguinte equação:
Mostrar mais

23 Ler mais

Análise econômica da eficiência da produção de cana-de-açúcar de fornecedores do Estado do Paraná

Análise econômica da eficiência da produção de cana-de-açúcar de fornecedores do Estado do Paraná

Já no grupo das DMUs com área plantada entre 20 e 50 hectares, constatou-se que nenhuma apre- sentou eficiência técnica máxima, com média para o grupo da ordem de 0,6280014, inferior à média dos demais grupos. É neste grupo que se observou o menor escore de eficiência entre as unidades pesquisadas (0,187474). A DMU com este resultado situa-se no município de Cambará e, de acordo com os dados levantados, obteve produtividade média (83 t/ha) inferior à média do conjunto da amostra (97,38 t/ha). Na pesquisa de campo, o produtor relatou que ocorria demora na retirada da cana, por problemas de atrasos da usina, o que pode ter contribuído para tal desempenho.
Mostrar mais

13 Ler mais

Vacinação contra infeções por Streptococcus pneumoniae de grupos com risco acrescido para doença invasiva pneumocócica (DIP). Idade pediátrica ( – Normas de Orientação Clínica

Vacinação contra infeções por Streptococcus pneumoniae de grupos com risco acrescido para doença invasiva pneumocócica (DIP). Idade pediátrica ( – Normas de Orientação Clínica

A inclusão da Pn13 no PNV tem como objetivo garantir imunidade individual e de grupo resultante de coberturas vacinais elevadas. Com a vacinação gratuita das crianças/jovens pertencentes aos grupos de risco acrescido para DIP, implementa-se uma estratégia adicional de proteção individual, aumentando o espectro de serotipos com a utilização complementar da vacina Pn23.

7 Ler mais

Características dos espermatozóides em espécies de Leptodactylus (Anura, Leptodactylidae)

Características dos espermatozóides em espécies de Leptodactylus (Anura, Leptodactylidae)

As espécies formaram dois grupos, um em cada quadrante do eixo principal, e, ainda, formou-se um terceiro grupo intermediário (Figura 6).. Contribuição de cada variável para a formação [r]

84 Ler mais

Calorimetric study on the interaction of alcohols with Saccharomyces cerevisiae (Sc).

Calorimetric study on the interaction of alcohols with Saccharomyces cerevisiae (Sc).

A determinação experimental da entalpia de interação de álcoois alifáticos (C 2 -C 8 ) com suspensões de Sc foi feita com o interesse de verificar a contribuição aditiva dos grupos - CH [r]

3 Ler mais

EVASÃO, UM PROBLEMA COMUM, ORIGENS DIVERSAS: UM ESTUDO SOBRE A EVASÃO ENTRE OS DIFERENTES GRUPOS DE ALUNOS DA UFJF – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

EVASÃO, UM PROBLEMA COMUM, ORIGENS DIVERSAS: UM ESTUDO SOBRE A EVASÃO ENTRE OS DIFERENTES GRUPOS DE ALUNOS DA UFJF – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Para justificar o tratamento desigual dado aos grupos de alunos que se enquadram na situação de cotistas, o principal fator é a procedência da escola do aluno, ou seja, se a instituição em que ele cursou o ensino médio é, nesse caso, pública. Para se ter uma ideia da desproporcionalidade da inclusão de alunos procedentes de escola pública no ensino superior da rede federal, o censo 2014 mostra um percentual de 47,7% de alunos de escola pública, 36,2% de alunos de escolas privadas e 16,1% que não informaram. Entretanto, a rede estadual, federal e municipal é responsável por 87,2% das matrículas no ensino médio do país, ficando a escola privada com 12,8%, segundo dados do censo da educação básica de 2013. Isso demonstra o quão desproporcional ainda é a quantidade de alunos oriundos de escolas públicas que conseguem ingressar no ensino superior público federal, mesmo com a instituição da política de cotas.
Mostrar mais

99 Ler mais

Papel e responsabilidades da universidade no processo socioeducativo presente em movimentos de economia solidária.

Papel e responsabilidades da universidade no processo socioeducativo presente em movimentos de economia solidária.

Enfim, a pobreza no Brasil gera a exclusão social. É possível afirmar que a exclusão é um processo no qual indivíduos e grupos não têm acesso às oportu- nidades. Várias barreiras e restrições impedem cidadãos de baixa renda de tor- narem-se sujeitos completamente autônomos: o desemprego crônico; acesso insuficiente aos serviços básicos como saúde e educação; discriminação racial e de gênero (MARQUEZ; REFICCO; BERGER, 2009). Ou seja, não se busca aqui caracterizar a pobreza apenas com base no baixo poder aquisitivo, mas também no quanto esses grupos têm seus direitos fundamentais respeitados ou desrespeitados. A pobreza é complexa e multidimensional, com facetas de desigualdade, informalidade e exclusão (SEN, 2000).
Mostrar mais

32 Ler mais

Open Consequências da violação da simetria de Lorentz no Efeito Casimir

Open Consequências da violação da simetria de Lorentz no Efeito Casimir

Considerando as condições de Dirichlet e Neumann, vimos que essa soma tem a contribuição de três termos: a contribuição da energia do vácuo livre (sem fron- teiras), a contribuição da en[r]

75 Ler mais

IgGs como mediadoras da eritrofagocitose: possível contribuição na anemia em infecções por Plasmodium vivax e influência dos grupos sanguíneos do sistema ABO

IgGs como mediadoras da eritrofagocitose: possível contribuição na anemia em infecções por Plasmodium vivax e influência dos grupos sanguíneos do sistema ABO

Vários trabalhos foram realizados no intuito de elucidar a relação entre os grupos sanguíneos A, B e O e a suscetibilidade à malária falciparum (MARTIN et al., 1979; KASSIM & EJEZIE, 1982; AKINBOYE & OGUNRINADE, 1987; PANT et al., 1992; PANT et al., 1992; PANT et al., 1998; NABIAS et al., 2000; UNEKE et al., 2006) sendo que alguns incluíram o P. vivax (MONTOYA et al., 1994; BEIGUELMAN et al., 2003; GUPTE et al., 2012). Muitos resultados foram contraditórios devido, principalmente, ao tamanho da população amostral, já que em estudos deste tipo, para a observação de pequenos efeitos, é necessário um grande número de pacientes, e também a falta de grupos controles. Porém, quatro desses trabalhos associaram o grupo ABO com a gravidade da malária, sendo então, um melhor marcador de suscetibilidade do que a prevalência ou incidência da parasitemia. Todos estes quatro estudos concluíram que o grupo sanguíneo A foi mais associado à gravidade (FISCHER & BOONE, 1998; LELL et al., 1999; LOSCERTALES, 2006; PATHIRANA et al., 2005). Como estes trabalhos propuseram que o grupo sanguíneo O confere resistência à malária, o A é mais suscetível e o B possui um efeito intermediário, a pressão seletiva da malária derivada da antiga coevolução do P. falciparum com o H. sapiens foi considerada consistente com a distribuição mundial do sistema ABO, porém esses autores não excluem a existência de outros fatores seletivos.
Mostrar mais

131 Ler mais

Decomposição de Wedderburn para álgebras de grupos racionais de grupos metacíclicos finitos

Decomposição de Wedderburn para álgebras de grupos racionais de grupos metacíclicos finitos

O objetivo principal desta dissertação é apresentar um método para estudar o problema do isomorfismo para álgebras de grupo racionais de grupos metacíclicos finitos, usando ferramentas computacionais, mais precisamente o pacote "Wedderga"do software "Groups, Algorithms and Programming"(GAP). Classicamente, o problema do isomorfismo surgiu na tese de Doutorado de G. Higman (1940) a respeito de anéis de grupos sobre os inteiros, onde Higman perguntava se o isomorfismo ZG ∼ = ZH implicava no isomorfismo G ∼ = H. Ele mesmo provou que a resposta é positiva quando G é abeliano finito, mas, em 2000, M. Hertweck respondeu negativamente a questão de forma geral exibindo dois grupos finitos não isomorfos com anéis de grupos isomorfos sobre os inteiros. O problema do isomorfismo se torna particularmente interessante quando tratado para álgebras de grupos KG, onde K é um corpo.
Mostrar mais

52 Ler mais

Os grupos-nome: efeitos da substituição do imaginário pelo virtual na constituição dos grupos sociais.

Os grupos-nome: efeitos da substituição do imaginário pelo virtual na constituição dos grupos sociais.

Mesmo um grupo estruturado pode vir a ser virtualizado, e isto é verdadeiro inclusive entre os pequenos grupos nos quais os indivíduos se encontram (ou se encontrariam) numa unidade aparentemente “orgânica”, como num grupo face a face, por exemplo. Na medida em que este proces- so de virtualização ganha força nas sociedades contemporâneas, traz como conseqüência um fenômeno bastante característico: a perda do caráter “grupal” nos grupos. O caráter “grupal” estaria na associação entre indiví- duos que se reconhecem como fazendo parte de um mesmo time, isto é, indivíduos que tendo ou não uma função diferente no grupo, estão voltados para alcançar um certo objetivo. Num grupo face a face virtualizado, isto é, esvaziado de imaginário, o contorno do grupo que define sua permanência é o nome do grupo, sua imagem. Os relacionamentos entre os indivíduos, ainda que face a face, deixam de ser regulados mais especialmente pela presença de indivíduos de carne e osso que ocupam diferentes funções nesses grupos para se pautarem apenas pela referência à mesma marca co- mum, o mesmo nome que os congrega e que lhes confere uma identidade. Assim, pela virtualização, também os pequenos grupos perdem a especificidade do face a face, onde a mediação é realizada pela presença, digamos, “carnal”, do outro, que é visto e ouvido como humano, por uma outra mediação na qual ele é apenas o outro, ou ainda, a imagem estrita que se faz deste outro.
Mostrar mais

16 Ler mais

Perigosidade radiológica no ambiente construído: avaliação da contribuição da radiação gama dos materiais geológicos

Perigosidade radiológica no ambiente construído: avaliação da contribuição da radiação gama dos materiais geológicos

Figura 5-12 - Número de horas necessárias para atingir o valor máximo de dose absorvida proposta por Markkanen, (1995), de 1 mSv/a (valores censurados na parte superior a 12000 horas) para as taxas de dose absorvidas no interior, e removendo os valores do exterior (contribuição em excesso). Linhas horizontais mais espessas correspondem ao número médio de horas presente num ano e ao número resultante de utilizar um fator de ocupação igual a 0,8 (Markkanen 1995). Valores calculados, removendo aos valores relativos ao interior, em terrenos graníticos (L1-L6), a média crustal de dose absorvida indicada por Markkanen, (1995), dado que os valores exteriores são superiores à média crustal. Para os terrenos metassedimentares, foi considerada uma medição realizada no exterior, um metro acima de qualquer superfície e subtraido o valor de radiação cósmica gama (33 nGy/h), sendo obtido o valor de 49,9 nGy/h, abaixo da média crustal indicada por Markkanen (1995). Foi considerado um fator de conversão de 0,7 entre taxa de dose absorvida (nGy/h) e dose efetiva (nSv/h).
Mostrar mais

162 Ler mais

Efeito da suplementação de L-carnitina combinada ao exercício aeróbio sobre a composição...

Efeito da suplementação de L-carnitina combinada ao exercício aeróbio sobre a composição...

O treinamento também aumenta a contribuição dos lipídios e correspondente decréscimo da contribuição dos carboidratos (forma-se menos lactato) para o metabolismo energét[r]

96 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados