Controlo biológico

Top PDF Controlo biológico:

O Controlo biológico do treino na performance de alto rendimento no futebol

O Controlo biológico do treino na performance de alto rendimento no futebol

Focado na área do controlo biológico do treino, este estágio permitiu operacionalizar conceções e metodologias que há já algum tempo têm vindo a ganhar espaço num mundo do futebol, cada vez mais cientificamente informado. Como é norma acontecer, os treinadores guiam-se bastante pela sua intuição, no que à prescrição das cargas diz respeito. No entanto, a equipa técnica do Estoril Praia adotou como método de controlo do treino os meios tecnológicos designados de GPS, que permitiram ter acesso às intensidades, velocidades e trajetórias de deslocamento.. Mas o reduzido número de GPS’s, com apenas três unidades, não permitia controlar toda a equipa, uma vez que com os dados de três jogadores, uma generalização poderia induzir-nos em erro, por ser limitada e pouco representativa de todo o plantel, havendo por isso a necessidade de um controlo mais abrangente de todos os jogadores. Esta necessidade juntamente com os conhecimentos científicos e experiencia dos elementos da equipa técnica levaram-nos a adotar a escala de perceção subjetiva de esforço, que nos permitiu recolher informações de todos os jogadores, tornando-se mesmo mais importante do que os dados dos gps’s. Fácil de recolher e de proceder à sua análise, este tornou-se rapidamente no método adotado pela equipa técnica ao longo da época. Além destas vantagens permitiu-nos ter noção do tipo de trabalho realizado e nos aproximou mais dos jogadores, conhecendo-os melhor, de tal forma que com o passar do tempo a oscilação da carga prevista ao longo dos microciclos ia ao encontro da “planeada”. No entanto, os meios tecnológicos não foram totalmente afastados, tendo sido utilizados no acompanhamento e controlo de jogadores vindos de lesões. Independentemente do método escolhido, uma coisa parece-nos certa: sem métodos de controlo do treino dificilmente conseguimos entender o porquê das performances obtidas em treino e em jogo.
Show more

105 Read more

Produção de um agente de controlo biológico recorrendo a subprodutos da indústria agro-alimentar

Produção de um agente de controlo biológico recorrendo a subprodutos da indústria agro-alimentar

55 promoveu nenhuma redução, chegando mesmo a ser superior, apesar de os resultados não serem estatisticamente diferentes entre o controlo e o tratamento com o agente de controlo biológico. Após 7 dias, os resultados são mais positivos. A incidência apresenta uma redução de 20% enquanto que a severidade é reduzida em 40% quando comparadas com o controlo. Ambos os resultados apresentam diferenças significativas. Os resultados obtidos nos ensaios de maçãs revelaram-se bastante mais positivos. As reduções em termos de incidência e severidade foram superiores, 47% e 54% respectivamente Os resultados pouco satisfatórios nos ensaios com peras pode dever-se ao facto de a concentração do microrganismo antagonista na suspensão onde foram mergulhados os frutos ser de 5×10 6 ufc/mL, abaixo do valor recomendado para peras, que é 5×10 7 ufc/mL. Estudos realizados com a levedura Candida sake indicam que a actividade deste antagonista é dependente da concentração utilizada. Realizaram ensaios de eficácia usando concentrações diferentes de levedura, verificando que a sua capacidade antagonista é significativamente diferente entre as concentrações de 2x10 6 e 2x10 7 ufc/mL, sendo esta última a que permitiu melhores resultados (Nunes et al., 2001b). A disparidade de resultados verificada entre os frutos utilizados também poderá ter sido influenciada pelo seu estado de maturação das peras, que era mais avançado (dados não apresentados) visto que frutos mais maduros apresentam uma elevada concentração de açúcares associados ao processo de senescência, promovendo assim o ataque de variados patogénios, como é o caso de P. expansum (Spadaro et al., 2002). O uso de uma elevada concentração de açúcares para a produção do agente de controlo biológico poderá ter contribuído para os resultados pouco positivos. Apesar de a levedura em questão apresentar um bom crescimento a elevadas concentrações desta fonte de carbono, o meio utilizado poderá influenciar a sua capacidade antagonista, visto que estudos realizados com o mesmo microrganismo, mas tendo sido produzidos com menor concentração de açúcares, apresentam resultados consideravelmente melhores (Comunicação pessoal). Alguns dos componentes existentes no licor de laranja poderão ter sido também a causa dos resultados obtidos. Estudos realizados por Piano et al. (1997) indicam que a capacidade antagonista de Metschnikowia é influenciada pela adição de certos nutrientes.
Show more

82 Read more

Avaliação de alterações na parede celular de frutos de pêra ‘Rocha’ como mecanismo de defesa contra podridões de pós-colheita, em controlo biológico

Avaliação de alterações na parede celular de frutos de pêra ‘Rocha’ como mecanismo de defesa contra podridões de pós-colheita, em controlo biológico

As doenças pós-colheita de frutos, causadas por fungos, reduzem drasticamente a produção comercializável, representando significativos prejuízos económicos. A utilização de métodos de controlo biológico, com recurso a microrganismos antagonistas, tem vindo a ser estudada como uma estratégia alternativa ao uso de fungicidas. Em pêra ‘Rocha’, a espécie Aureobasidium pullulans mostrou-se eficaz como agente de biocontrolo contra a podridão azul causada pelo fungo Penicillium expansum embora os mecanismos subjacentes à sua acção na indução de respostas de defesa no hospedeiro permaneçam por elucidar. Com o presente trabalho pretendeu-se investigar, a nível bioquímico e molecular, a hipótese da parede celular das células do fruto desempenhar um papel no mecanismo de defesa ao restringir a progressão da infecção, após biotratamentos envolvendo o A. pullulans. Através de 3 abordagens complementares - quantificação de i) capacidade antioxidante e de compostos fenólicos, ii) actividade de enzimas modificadoras da parede celular por espectrofotometria e viscosimetria, e iii) expressão de genes envolvidos em alterações da firmeza da polpa por PCR quantitativo em tempo real, os resultados obtidos sugerem a existência de uma resposta do hospedeiro, dependente da sua exposição ao agente antagonista. Foi observado um decréscimo diferencial de algumas moléculas com capacidade antioxidante, o que sugere um aumento da lenhificação dependente da condição ensaiada, sendo mais significativo em amostras inoculadas com o patogénio. Os resultados de actividades enzimáticas totais e de expressão génica sugerem uma redução de despolimerização da parede celular e/ou aumento de respostas de defesa através da libertação de moléculas sinalizadoras, promovidos pelo A. pullulans. Estes dados suportam-se ainda por observações morfológicas nos vários tratamentos, onde se constatou que, na presença dos fungos em sinergia nos tratamentos de biocontrolo, a área necrótica era restrita ao local da inoculação, sugerindo um reforço da parede celular, bloqueando assim a proliferação do patogénio nos tecidos do hospedeiro.
Show more

99 Read more

Produção de um agente de controlo biológico de doenças pós-colheita, em reactor biológico, a partir de resíduos de alfarroba. Estudos de transferência de massa.

Produção de um agente de controlo biológico de doenças pós-colheita, em reactor biológico, a partir de resíduos de alfarroba. Estudos de transferência de massa.

ii A estirpe PBC-1 de Pantoea agglomerans é um eficaz agente de controlo biológico em pomóideas e citrinos. O seu uso comercial depende do desenvolvimento de um meio de cultura que permita obter um elevado rendimento em biomassa a um custo mínimo, sem perder a sua eficácia como agente de biocontrolo. Para reduzir custos foi estudado o uso de sub-produtos da indústria agro-alimentar como fonte de carbono. Optou-se utilizar resíduos de alfarroba por apresentarem um elevado teor em açúcares (40 - 60%) facilmente extraídos em água e serem um sub-produto da indústria da alfarroba, abundante na região algarvia.
Show more

133 Read more

Diagnóstico e controlo biológico de nematodes gastrointestinais nos mamíferos selvagens mantidos em cativeiro no Monte Selvagem, Reserva Animal

Diagnóstico e controlo biológico de nematodes gastrointestinais nos mamíferos selvagens mantidos em cativeiro no Monte Selvagem, Reserva Animal

Os nematodes gastrointestinais (NGI) são um grande problema nos mamíferos selvagens em cativeiro, pelo que é importante que os Parques Zoológicos disponham de técnicas de diagnóstico eficientes e medidas de controlo alternativas. O Mini-FLOTAC é a mais recente técnica de contagem de ovos por grama de fezes (OPG), que devido à sua maior sensibilidade, exatidão e precisão pode vir a substituir o McMaster no diagnóstico de parasitoses. Os fungos nematófagos constituem um grupo com grandes perspetivas de ser utilizado como método complementar de controlo biológico das helmintoses, já que permitem a redução da utilização de anti-helmínticos, o que por sua vez diminui a probabilidade do aparecimento de resistências. Deste modo, o presente estudo teve como objetivos, caracterizar os parasitas presentes nos mamíferos selvagens de um Parque Zoológico e verificar a eficácia dos fungos Mucor circinelloides e Duddingtonia flagrans na diminuição de ovos e larvas de NGI destes mesmos animais, comparando as técnicas coprológicas quantitativas de McMaster e do Mini-FLOTAC.
Show more

103 Read more

Isolamento e produção de agentes de controlo biológico das principais doenças de pós-colheita, em citrinos e pomóideas

Isolamento e produção de agentes de controlo biológico das principais doenças de pós-colheita, em citrinos e pomóideas

The thesis is organized in 8 distinct parts: a general introduction, 6 chapters each one structured as papers, describing the research work, a general discussion and co[r]

210 Read more

Avaliação do potencial de leveduras dos géneros Pseudozyma e Rhodosporidium no controlo biológico pós-colheita de bolores

Avaliação do potencial de leveduras dos géneros Pseudozyma e Rhodosporidium no controlo biológico pós-colheita de bolores

Sporobolomyces e Tilletiopsis são dois géneros de leveduras basidiomicetas frequentemente isoladas a partir do filoplano, incluindo representantes com elevado potencial como agentes de biocontrolo. Sporobolomyces roseus é eficaz no controlo de Penicillium expansum e Botrytis cinerea em pomoideias (46) e vários estudos têm sugerido que esta levedura actue principalmente por competição por espaço e nutrientes não tendo, no entanto, sido excluída a eventual produção de um metabolito com actividade antifúngica (44;46). O elevado consumo de açúcares por Sporobolomyces roseus face a B. cinerea sugere que a competição por açúcares desempenhe um papel importante na acção desta levedura (45). No entanto, pensa-se que,, em lesões à superfície dos frutos a competição se estenda a outros nutrientes, tal como compostos ricos em azoto, presentes em muito menor quantidade (1). Sporobolomyces roseus é ainda capaz de usar acetato de butilo como fonte de nutrientes. Este é um composto volátil da maçã que estimula a deterioração do fruto e que, em experiências in vitro, mostrou ser capaz de estimular a germinação de conídios de B. cinerea, bem como a sua adesão a membranas. A deplecção deste composto por S. roseus, in vitro, contribui assim para uma diminuição do efeito estimulador da germinação dos conídios de B. cinerea. Este efeito não foi, contudo, demonstrado em maçãs devido às dificuldades técnicas inerentes a este tipo de experiência (47).
Show more

121 Read more

A combinação simultânea de peixes larvívoros com pesticidas como uma estratégia de controlo de vetores da malária - Um estudo experimental com Poecilia reticulata e três pesticidas

A combinação simultânea de peixes larvívoros com pesticidas como uma estratégia de controlo de vetores da malária - Um estudo experimental com Poecilia reticulata e três pesticidas

Uma vez que a ideia principal deste trabalho foi associar pesticidas que matem larvas de mosquito, eventualmente portadores do plasmódio da malária, a peixes lar- vívoros que se alimentem das restantes, vivas, eventualmente fragilizadas pela pre- sença de um larvicida, foi também avaliado neste estudado qual o impacto que o DDT, Spinosade e o Abate têm em parâmetros de performance alimentar de guppies. Estes são peixes larvívoros que têm sido amplamente usados no controlo biológico da pro- pagação da malária em vários pontos do globo. Neste caso, o Spinosade também se mostrou como sendo o larvicida aparentemente mais adequado, pois ao contrário dos restantes, não produziu qualquer efeito negativo sobre a capacidade predatória desta espécie, medida como o tempo despendido na ingestão de presas à sua disposição (no caso náuplios de artémias), que não diferiu significativamente da situação controlo. Perspetivando uma situação com uso de larvas de mosquito, o larvicida teria capaci- dade de matar uma série de larvas, podendo o guppy conseguir em paralelo aumentar o número de larvas mortas através de predação de larvas resistentes ou fragilizadas. Este cenário hipotético é realista e bem corroborado pelo estudo recente de Anogwih et al. (2015), que explorou o mesmo tipo de conceito que esta dissertação investigou.
Show more

72 Read more

Desenvolvimento de técnicas imunoquímicas e moleculares para a detecção do Triatoma vírus (TrV) em amostras humanas e animais

Desenvolvimento de técnicas imunoquímicas e moleculares para a detecção do Triatoma vírus (TrV) em amostras humanas e animais

O Triatoma Vírus (TrV) é um patogénio de Triatoma infestans, o mais importante vector responsável pela Tripanosomose Americana, patologia também conhecida como doença de Chagas, causada pela infecção com o protozoário Trypanosoma cruzi. Devido ao seu modo de transmissão, especula-se que milhões de seres humanos e animais residentes em zonas endémicas para a doença de Chagas já estiveram expostos ao TrV. No entanto, até à presente data o TrV só foi encontrado em populações de triatomíneos de algumas regiões da Argentina. Tendo em conta a transmissão horizontal, vertical bem como a alta patogenicidade, o TrV é considerado um potencial agente no controlo biológico do Triatoma infestans. Contudo, alguns aspectos permanecem por esclarecer, como a infectividade de TrV em modelo animal. Assim, os dois principais objectivos deste estudo são pesquisar a presença de anticorpos anti-TrV em soros de pacientes com doença de Chagas, residentes ou não em países endémicos e estudar a possível infectividade de TrV em modelo animal (Mus musculus, BALB/c). Na pesquisa de anticorpos anti-TrV em soros de pacientes com doença de Chagas utilizou-se soros de pacientes residentes no Brasil, Cuba e soros de pacientes residentes em Portugal e que estiveram em zonas endémicas para a doença de Chagas. No estudo da possível infectividade do TrV utilizou-se cinco grupos de murganhos Mus musculus (BALB/c), onde cada grupo foi inoculado com diferentes concentrações de TrV e partículas vazias de TrV. A partir da análise imunoquímica, através de ELISA anti-TrV, pode-se constatar que não é possível encontrar anticorpos específicos anti- TrV em soros desses pacientes. Contudo, pode-se observar que todos os soros de pacientes com doença de Chagas, bem como soros de pacientes que nunca estiveram em zonas endémicas para a doença de Chagas apresentam uma certa reactividade frente a antigénios do TrV. A análise das amostras de sangue e do soro dos murganhos por RT- PCR e por ELISA, permite concluir que TrV não é infectivo para murganhos. Estes resultados em conjunto, bem como os resultados de estudos anteriores podem reforçar a hipótese da utilização de TrV como ferramenta no controlo biológico da doença de Chagas.
Show more

74 Read more

Adequação dos sistemas de controlo de custos de obra às metodologias de controlo internacionais

Adequação dos sistemas de controlo de custos de obra às metodologias de controlo internacionais

Este sistema de determinar a evolução do projeto, quer ao nível do planeamento (on schedule, behind schedule or ahead schedule), quer ao nível dos custos incorridos (on budget, over budget or under bugted) foi originalmente implementado no Departamento da Defesa dos Estados Unidos da América, no ano de 1967, para projetos com orçamento superior a 100 milhões de dólares. [4] A sua função primordial era monitorizar e controlar projetos complexos e designava-se por Cost and Schedule Control Systems Criteria (C/SCSC). O método revelou-se tão eficaz que outros departamentos do governo acabaram por adotá-lo, como por exemplo o Departamento de Energia, no controlo de projetos nucleares e de produção de energia convencionais. Empresas privadas começaram a implementar este sistema encorajadas pelo tipo de report que lhes era solicitado, quando trabalhavam para o governo. [12]
Show more

142 Read more

Desenvolvimento de um iogurte suplementado com Spirulina platensis: aaracterização físico-química, microbiológica e sensorial

Desenvolvimento de um iogurte suplementado com Spirulina platensis: aaracterização físico-química, microbiológica e sensorial

As amostras de iogurte (dia 0 e dia 30) foram preparadas da seguinte forma, de acordo com a receita otimizada: no robot de cozinha BIMBY, foram inicialmente adicionados apenas o leite (Mimosa) e o agar (Panreac, Espanha) a 50⁰C, 3,5 min, com velocidade 4, sendo posteriormente adicionados os restantes ingredientes, o iogurte natural açucarado sem lactose (Nutrégi), o açúcar (Intermarché) e a alga (BioSamara). O preparado foi distribuído por 8 frascos de vidro onde foram colocados cerca de 100 gramas por cada um dos frascos (anexo 7.1.1, figura 7.1.1). Antes da utilização da iogurteira (Tefal, YG 10011) foi efetuada uma monitorização da temperatura, a partir de uma sonda (HI141C) introduzida no interior da mesma, sendo que a gama de temperatura situou-se num intervalo de 41,3-45,4 o C (anexo 7.1.1, figura 7.1.2). Após 8 horas e 30 minutos de fermentação foram retirados os frascos da iogurteira e colocados no frigorífico a aproximadamente 4 o C para conservação até à realização das provas sensoriais e análises laboratoriais (anexo 7.1.1, figura 7.1.3). Este procedimento foi repetido na preparação das amostras de iogurte controlo, que continham os mesmos ingredientes e as mesmas quantidades, com exceção da alga.
Show more

167 Read more

CONTROLO E REGULAÇÃO

CONTROLO E REGULAÇÃO

Apesar da fragilidade dos meios técnicos e do carácter parcial destes primeiros planos, esta é a fase em que o estado tem capacidade para os executar e controlar e mostra "determinação política". Com o Plano Intercalar de Fomento (1965-1967), quando é na realidade possível falar de um verdadeiro planeamento indicativo, uma vez que, do ponto de vista metodológico, se trata já de um plano integrado e global - facto que se consolida no III Plano de Fomento (1968-1973) -, o controlo político diminui paralelamente ao aumento da complexidade da situação económica e social. A guerra colonial por um lado 46 , e o poder acrescido de alguns
Show more

28 Read more

ESCOLA DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL CUR SO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DENTISTICA

ESCOLA DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL CUR SO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DENTISTICA

0 espaço biológico é constituído pelo epitélio juncional e a inserção conjuntiva, como o sulco gengival não faz parte do espaço biológico, este pode ser invadido por procedimento[r]

29 Read more

são Final. Tese de Mestrado David Alves

são Final. Tese de Mestrado David Alves

Na afirmação n.º 5 os resultados mantêm-se coerentes relativamente à maior impugnação dos inquiridos de Lisboa, sendo, contudo, muito equilibrados (F= 0,040; gl= 1; p = 0,842). A amostra de Vila Real apresenta um resultado especialmente negativo, na medida em que é a segunda afirmação menos aceite. Embora os inquiridos de Vila Real considerem que a atividade da polícia é adequadamente controlada, a ideia de que os agentes de autoridade não são devidamente punidos é consensual entre as amostras. Os inquiridos parecem entender que o número de polícias condenados é reduzido relativamente ao número de polícias acusados e que não há, por parte dos órgãos competentes, uma verdadeira preocupação em promover um processo justo neste tipo de casos. A suposta impunidade dos polícias de que se queixam os inquiridos poderá também ser entendida pela forma de que os erros policiais não são relatados devidamente e que não chegam sequer aos mecanismos de controlo.
Show more

170 Read more

Avaliação do desempenho de remoção de poluentes de lixiviados: um estudo de caso para o sistema de tratamento de aterro municipal de Betim - Minas Gerais

Avaliação do desempenho de remoção de poluentes de lixiviados: um estudo de caso para o sistema de tratamento de aterro municipal de Betim - Minas Gerais

Quanto ao aspecto biológico, são analisados apenas dois grupos de microorganismos dentre os vários encontrados nos lixiviados: Coliformes Fecais (termotolerantes) e Coliformes Totais. Para os parâmetros biológicos, há também uma grande variabilidade no tempo. Seus valores são heterogêneos apresentando, em muitos casos, valores elevados de microorganismos. A origem principal destes é, possivelmente, os resíduos provenientes de residências, uma vez que todo o resíduo de serviço de saúde, outra possível fonte, é autoclavado antes de ser enviado ao aterro sanitário. As concentrações mínimas e máximas de microorganismos, ratificam que a fase dominante de degradação no interior do maciço de resíduos sólidos está entre as fases 2 e 3 de degradação biológica, mesmo concentrações estando um pouco mais elevadas no caso do aterro em estudo(Tabela 3.2, converter as unidades da tabela para NMP/100mL).
Show more

129 Read more

Fibrilhao auricular: controlo do ritmo vs controlo da frequncia

Fibrilhao auricular: controlo do ritmo vs controlo da frequncia

Os β-bloqueantes e os antagonistas dos canais de cálcio em monoterapia são geralmente eficazes no controlo da resposta ventricular, mas por vezes é necessária terapêutica combinada para alcançar frequências ventriculares adequadas. A associação dos β-bloqueantes ou dos bloqueadores dos canais de cálcio com a digoxina parece ser eficaz durante a actividade diária normal. Para controlo da frequência ventricular durante as 24 h e no exercício físico, os β-bloqueantes conjuntamente com a digoxina pare- cem revelar maior eficácia. 28

11 Read more

 Resumo e Abstract

Resumo e Abstract

Os materiais foram encolhidos criteriosamente de forma a obter um peso final o mais baixo possível e ao mesmo tempo uma elevada resistência a forças mecânicas. Tratando-se de uma aeronave, este é um dos fatores mais relevantes para todo o processo construtivo. Utilizou-se uma estrutura de plástico e fibra de vidro para alojar os seus constituintes, entre eles, motores, placa de controlo, módulo de sensores, bateria, módulo de rádio, variadores de velocidade e cabos elétricos de ligação.

3 Read more

GESTÃO DE DESEMPENHO COMO INSTRUMENTO DE INSTRUMENTO DE CONTROLO CONTROLO ESTRATÉGICO

GESTÃO DE DESEMPENHO COMO INSTRUMENTO DE INSTRUMENTO DE CONTROLO CONTROLO ESTRATÉGICO

A avaliação do desempenho profissional é orientada para avaliar o quadro de desempenho do funcionário dentro da administração local. Tem como vantagens :[r]

94 Read more

Estruturação inicial e elaboração de documentação base do Plano de Segurança da Água dos SMSBVC

Estruturação inicial e elaboração de documentação base do Plano de Segurança da Água dos SMSBVC

O presente trabalho expõe uma descrição das diversas etapas do desenvolvimento do Plano de Segurança da Água, da Zona de Abastecimento de Barroselas - ZA02, a cargo dos Serviços Municipalizados de Viana do Castelo. Este plano foi realizado segundo uma abordagem de identificação e avaliação de possíveis riscos, tendo em consideração o sistema em questão, o que permitiu identificar um conjunto de Pontos Críticos de Controlo, estabelecer Planos de Monitorização Operacional com instruções necessárias ao correto funcionamento do sistema e um conjunto de ações corretivas a adotar, caso sejam detetados desvios.
Show more

87 Read more

As relações entre burnout, incivilidade no trabalho, e absentismo em trabalhadores de call centers

As relações entre burnout, incivilidade no trabalho, e absentismo em trabalhadores de call centers

investimento inicial ao mesmo, é assim interrompido. Contrariamente ao que verificámos nas pessoas que não obtiveram qualquer grau académico, dentro das pessoas que o obtiveram, encontrámos correlações positivas e significativas entre a autoeficácia pré intencional e a recompensa (r = .44, p < .010) e entre a autoeficácia pós intencional e a recompensa (r = .35, p < .010), deste ponto de vista, à medida que aumenta a reciprocidade aumenta a autoeficácia e vice-versa. É ligeiramente mais provável que uma pessoa que obteve um grau académico acredite que possa ser reconhecida através de crenças de controlo do que através de crenças de coping. Dentro do grupo dos supervisores encontrámos 17.4% de licenciados, já dentro do grupo dos CSR encontrámos praticamente o dobro, ou seja 30.5%. Estes dados conduzem à simples conclusão de que não é pelo grau de formação que as pessoas em CC alcançam um maior estatuto profissional, além disso, como veremos mais adiante, o grau de civilidade também não é um bom preditor neste particular. Quanto aos gestores, apenas 10% referiram a obtenção de um grau académico. As baixas pontuações na área da justiça sugerem que as decisões não sejam tomadas com base no mérito, mas sim no favoritismo, neste contexto é provável que um supervisor ou gestor ascenda ao cargo por facilitismo e/ou, perante a ausência de alternativas, poderá haver um maior investimento numa carreira em CC de uma pessoa que não obteve qualquer grau académico. As condições relacionadas com a baixa recompensa e a baixa segurança na vida profissional também podem ser identificadas a partir da inconsistência entre as habilitações literárias e o estatuto profissional (Siegrist, 1996).
Show more

248 Read more

Show all 2276 documents...