Cruzeiro do Sul (jornal)

Top PDF Cruzeiro do Sul (jornal):

Segunda Guerra, pracinhas e impressos : um estudo sobre o jornal O Cruzeiro do Sul (1945)

Segunda Guerra, pracinhas e impressos : um estudo sobre o jornal O Cruzeiro do Sul (1945)

Esta pesquisa faz um estudo sobre o jornal O Cruzeiro do Sul que foi produzido pelo Serviço Especial da Força Expedicionária Brasileira. Foi uma publicação regular, editada duas vezes por semana, produzido entre 03 de janeiro a 31 de maio de 1945, totalizando 34 edições. No entanto, sua circulação ficou restrita a Itália. Foi o principal veículo impresso para formar a opinião dos soldados brasileiros sobre a Segunda Guerra Mundial. O jornal era impresso em Florença e tinha uma tiragem estimada de 5.000 exemplares. Ao estudar esse periódico procuramos analisar as representações produzidas pelo O Cruzeiro do Sul privilegiando a proposta do jornal para educar com imagens e textos os soldados da FEB, como o Brasil foi representado e as razões para a presença brasileira para as batalhas da Segunda Guerra Mundial. Vemos o jornal como um suporte educacional. Observamos um processo educacional, mas não escolar. Para um melhor entendimento, é necessário levar em consideração que o jornal não é mero transmissor de notícias. É preciso entender a tipologia de um jornal, qual o seu objetivo, para que tipo de leitor ele está destinado, facilitando assim, um melhor entendimento e também uma futura crítica.
Mostrar mais

86 Ler mais

A imprensa diária de Sorocaba: análise dos jornais Cruzeiro do Sul e Diário de Sorocaba...

A imprensa diária de Sorocaba: análise dos jornais Cruzeiro do Sul e Diário de Sorocaba...

O suplemento cultural. Quer dizer, sempre foi meu sonho, quando estava no jornal, era criar um suplemento assim, que fosse cultural, me enquadrava mais. Então, quando nós criamos o In, ele ficou assim, uma coisa muito chic para o jornalismo de Sorocaba, porque era um luxo ter um caderno daqueles. Eram, acho que quatro folhas, dezoito páginas grandes, para você trabalhar com cultura semanalmente, linha temática, cada dia um tema diferente. De caráter até pedagógico, de ensino, acadêmico. [...] Eu acho que a gente fez o In porque a gente queria fazer um Pasquim aqui. Sabe, no fundo talvez fosse isso. Talvez a gente tivesse feito um Pasquim só cultural, só estético e não político de bater de frente como era o Pasquim. Mas era um jornalzinho cultural, porque, não entravam aquelas noticias de policia, de não sei o que. A ideia era falar de cultura, que era mais interessante. [...] Não sei se o Walter acha isso, o Walter do Diário, você conhece, o filho do Vitor e atual diretor – não sei se ele concorda ou não, mas o In deu outro perfil para o jornal, ele fez frente com o Cruzeiro do Sul. E aqui entre nós, a briga sempre foi do Diário com o Cruzeiro. O Cruzeiro tem, até hoje, uma
Mostrar mais

165 Ler mais

MANUAL DE MARCAÇÃO A MERCADO DA CRUZEIRO DO SUL S.A. DTVM

MANUAL DE MARCAÇÃO A MERCADO DA CRUZEIRO DO SUL S.A. DTVM

O objetivo deste manual é definir as bases e metodologias necessárias SOMENTE para a precificação de CERTIFICADOS DE DEPÓSITO BANCÁRIOS PÓS-FIXADOS EM CDI e DEPÓSITO A PRAZO COM GARANTIA ESPECIAL DO FGC (“DPGE”) PÓS-FIXADOS EM CDI, uma vez que todos os demais ativos são precificados com base no manual de Marcação a Mercado do Deutsche Bank S.A. – Banco Alemão (o “Custodiante”), instituição financeira custodiante de todos os Fundos de Investimento administrados pela Cruzeiro do Sul S.A. DTVM (a “Administradora” ou “Cruzeiro do Sul DTVM”). E por essa razão, os procedimentos foram adotados exclusivamente para este fim.
Mostrar mais

16 Ler mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº /2020

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº /2020

CPF nº. ....., nomeia(m) e constitui(em) seu bastante procurador o(a) Sr.(a) ....... , (qualificação), Cédula de Identidade RG nº. ... e CPF nº. ..... , a quem confere(imos) amplos poderes para representar a (Razão Social da Empresa), perante o Município de Cruzeiro do Sul/RS, no que se referir ao Pregão Presencial nº 006-04/2020, especialmente para tomar toda e qualquer decisão durante as fases do Pregão, inclusive apresentar DECLARAÇÃO DE QUE A PROPONENTE CUMPRE OS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO, oferecer/assinar PROPOSTA DE PREÇOS E DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO
Mostrar mais

23 Ler mais

Descrição de cultivares locais de feijão-caupi coletados na microrregião Cruzeiro do Sul, Acre, Brasil.

Descrição de cultivares locais de feijão-caupi coletados na microrregião Cruzeiro do Sul, Acre, Brasil.

Realizaram-se quatro excursões pela via fluvial na microrregião Cruzeiro do Sul – AC (municípios de Marechal Thaumaturgo, Rodrigues Alves, Porto Walter e Cruzeiro do Sul), até a fronteira com a República do Peru. Na Resex Alto Juruá, com 538.492 ha (Acre 2009), foram percorridos os rios Juruá, São João, Rio Amônia e Rio Tejo; nos períodos de maio e agosto de 2010 e fevereiro e agosto de 2011 (Figura 1). Os experimentos foram conduzidos nos anos de 2011 e 2012, no município de Cruzeiro do Sul - AC. O primeiro em cultivo convencional, na penitenciária “Emanuel Neri da Silva”, em área cedida pelo Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Acre (IAPEN) (07º 36’ 02,10” – S e 72º 41’56,06” – W) e, o segundo, em cultivo em aleias, em área próxima ao Campus Floresta da Universidade Federal do Acre (07 o 33’ 34,47” – S e 72 o 43’ 03,55” - W).
Mostrar mais

12 Ler mais

Variabilidade espacial de variáveis limnológicas e coliformes fecais do Igarapé Preto, em Cruzeiro do Sul-AC

Variabilidade espacial de variáveis limnológicas e coliformes fecais do Igarapé Preto, em Cruzeiro do Sul-AC

Quantos aos dados hidrometeorológicos, os registros relacionados a precipitação nos dias das coletas foram compilados no Posto Meteorológico do município de Cruzeiro do Sul, no estado do Acre, amostrados no site Adicionalmente, também foram observadas outras características hidrometeorológicas, como pressão, temperatura mínima e máxima do ar, umidade relativa (%), vento (direção e velocidade), nebulosidade (0-10), segundo recomendação na literatura especializada de hidrologia.

16 Ler mais

Caracterização de Baculovírus Patogênico ao Mandarová-da-mandioca (ErelGV) Procedente de Cruzeiro do Sul, Acre.

Caracterização de Baculovírus Patogênico ao Mandarová-da-mandioca (ErelGV) Procedente de Cruzeiro do Sul, Acre.

No Acre, a lagarta do mandarová vem ocorrendo em mandioca desde meados de 1980 na região de Cruzeiro do Sul. Em 1993 e 1998, ocorreram novos surtos com perdas estimadas em 50-60% na produtividade. Surtos menos severos ocorreram também nos anos de 2002 e 2007 (FAZOLIN et al., 2007a). Em 2014 ocorreu o primeiro surto de mandarová em seringueiras no estado do Acre, nas regiões de Epitaciolândia e Capixaba. Observou-se elevado nível populacional das lagartas e grande parte das árvores totalmente desfolhadas (Embrapa Acre, 2014).

21 Ler mais

Serpentes peçonhentas e ofidismo em Cruzeiro do Sul, Alto Juruá, Estado do Acre, Brasil.

Serpentes peçonhentas e ofidismo em Cruzeiro do Sul, Alto Juruá, Estado do Acre, Brasil.

Foi realizado um estudo retrospectivo coletando informações sobre casos de acidentes ofídicos referentes ao período de agosto de 2007 a julho de 2009 atendidos no Hospital Regional do Juruá, município de Cruzeiro do Sul (Acre) (Figura 1). Esse município apresentava cerca de 77.000 habitantes durante o período desse estudo (IBGE 2010). As principais atividades econômicas da região são a produção de farinha de mandioca, o extrativismo (açaí, buriti), a agricultura (milho, arroz, banana) e a pesca. O clima da região é caracterizado como tropical quente e úmido, com temperatura média anual de 24 ºC (Ribeiro 1977), sendo o período de maio a outubro considerado o mais seco do ano. Durante o período deste estudo o município apresentou uma precipitação pluviométrica anual de 2.405 mm. Os dados climáticos foram obtidos na Estação Meteorológica de Cruzeiro do Sul do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).
Mostrar mais

8 Ler mais

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL. TERMO ADITIVO PROCESSO SELETIVO 2º/2015- Vagas Remanescentes

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL. TERMO ADITIVO PROCESSO SELETIVO 2º/2015- Vagas Remanescentes

1 – PROVA TRADICIONAL – 1.1 Dos Períodos de Inscrição, Horários e Locais: O Processo Seletivo da Universidade Cruzeiro do Sul – 2015/2 o semestre, ocorrerá em vestibulares independentes, com os seguintes períodos e horários de inscrição: 1º vestibular - de 30.04.2015 a 22.04.2015; 2º vestibular – de 01.05.2015 a 13.05.2015; 3º vestibular – de 25.05.2015 a 10.06.2015; 4º vestibular – de 22.06.2015 a 15.07.2015; 5º vestibular – de 27.07.2015 a 12.08.2015 de 2 a a 6 a , das 9h às 21h, e sábado, das 9h às 13h. Caso existam vagas remanescentes, outros vestibulares serão realizados, com início das inscrições 48 horas após a realização do vestibular anterior e término 24 horas antes do início do próximo. As inscrições serão realizadas nos seguintes locais: UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL - CAMPUS São Miguel: Av. Dr. Ussiel Cirilo, 225 – São Miguel Paulista – São Paulo (SP). - Fone: 2107-5498; CAMPUS Anália Franco: Av. Regente Feijó, 1295 – Tatuapé – Jardim Anália Franco - São Paulo (SP). - Fone: 2107-5498; CAMPUS Liberdade: Rua Galvão Bueno, 868 – Liberdade – São Paulo (SP). 1.2. PROVA AGENDADA E INGRESSO VIA ENEM -1.2.1 As inscrições para a prova agendada e ingresso Enem, terão início em 01/04. 1.2.2. 2 - Das Condições de Procedimento: 2.1. Os vestibulares do Processo Seletivo da Universidade Cruzeiro do Sul serão independentes; o candidato aprovado em um deles não precisará realizar vestibular seguinte. 2.2. Poderão inscrever-se, no Processo Seletivo da Universidade Cruzeiro do Sul, os candidatos que tenham concluído o Ensino Médio, estando os candidatos cientes de que a não apresentação de documentos comprobatórios da conclusão do Ensino Médio implicará automática perda do direito à vaga. 2.3. No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar: comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor máximo de R$ 30,00. 2.4. O simples recolhimento da taxa não garante a inscrição. 2.5. A inscrição implica, por parte do candidato, reconhecimento e aceitação de todas as condições previstas neste Edital. 2.6. A Universidade Cruzeiro do Sul se reserva o direito de não manter a oferta de cursos cujas opções não tenham atingido a proporção de 1/1 na relação candidato/vaga. 2.7. Haverá ingresso por meio das notas obtidas no ENEM (2010 e posteriores) com inscrições e demais prazos do vestibular tradicional.
Mostrar mais

8 Ler mais

Estudantes egressos do programa MOVA/ALFA 100 de Cruzeiro do Sul/Acre: relações de aprendizagens e de inserção social

Estudantes egressos do programa MOVA/ALFA 100 de Cruzeiro do Sul/Acre: relações de aprendizagens e de inserção social

Nesse contexto é possível perceber que foram pessoas que vieram atrás de um sonho, mas na realidade para muitos se tornou em um verdadeiro pesadelo. Saíram do Nordeste para o meio da Amazônia, sem o devido preparo e, além de tudo, passaram a ser explorados e até mortos por patrões. Hoje os descendentes, são os habitantes ribeirinhos dos rios da região, que estão sendo atendidos pelo Programa ALFA 100. Tem-se perguntado quanto à contribuição do ALFA 100 para o povo que mora nessas comunidades, tendo em vista suas muitas especificidades que requerem preparo profissional diferenciado e políticas públicas voltadas para atender a formação integral desses cidadãos marcados por desafios e pela exploração. Até que ponto esse ideal educacional constante nas políticas sociais tem sido alcançado nessas comunidades ribeirinhas do município Cruzeiro do Sul. Alguns desses jovens e adultos que estão sendo alfabetizados têm conseguido dar continuidade aos estudos, garantem uma funcionalidade, ou seja, a possibilidade de usar a leitura, a escrita e o cálculo diante das demandas no seu contexto social.
Mostrar mais

270 Ler mais

Entre o científico e o popular: saberes e práticas da equipe de enfermagem e clientes com feridas: um estudo de caso no município Cruzeiro do Sul - Acre

Entre o científico e o popular: saberes e práticas da equipe de enfermagem e clientes com feridas: um estudo de caso no município Cruzeiro do Sul - Acre

Beleza é ver o pôr-do-sol Dali do Remanso Banhar nas águas dos igarapés Ouvir pássaros cantar Por entre as flores do jardim Quero ver-te, sempre verde Amazônia do meu coração Amazônia do meu coração Quero ver estrelas guardadas pelo azul No céu de Cruzeiro do Sul Pelos rios e florestas Pelos montes e esquinas Cruzeiro do Sul menina É um pedaço de mim Vamos acordar pra realidade A Amazônia é grande, mas tem fim Estas queimadas doem demais em mim Quero ver estrelas guardadas pelo azul No céu de Cruzeiro do Sul Quantas pessoas passam por aqui Amigos que se foram sem se despedir Cruzeiro do Sul minha terra natal Sua história é um sonho pra sonhar Quero ver um novo dia clarear
Mostrar mais

147 Ler mais

Articulações para o desenvolvimento na floresta : populações locais e políticas públicas em torno da natureza na microrregião de Cruzeiro do Sul, Acre

Articulações para o desenvolvimento na floresta : populações locais e políticas públicas em torno da natureza na microrregião de Cruzeiro do Sul, Acre

Nesse sentido, o morador da zona rural-floresta muda-se para a cidade de Cruzeiro do Sul (para a “rua”) motivado principalmente pelos laços de parentesco, como no caso da filha que vai atrás da mãe que se aposentou e foi morar sozinha na cidade ou da esposa que acompanha o marido que quer morar perto da mãe. Mas nem sempre a adaptação na cidade é fácil, nesse caso, não é raro que essas pessoas retornem para a zona rural-floresta. O mesmo acontece dentro da própria zona rural-floresta: os agricultores estão sempre indo e vindo, mudando-se de algum rio ou ramal, “abrindo” novos terrenos e construindo novas “moradas” atrás de “um canto em que a vida seja mais fácil” e que seja “bom de rancho”, ou seja, que haja caça e peixe em abundância. Em termos de infra-estrutura, um bom lugar de morada também é um lugar onde existe acesso a escola para os filhos, que esteja ao alcance de atendimento especializado na área da saúde e que o transporte até a cidade seja facilitado. Por exemplo, escutei muitos casos de mudanças de locais de moradia porque o acesso até a cidade era extremamente precário, em especial, nos casos das moradias em ramais esburacados e sem condições de transporte. Em ramais desse tipo, os moradores podem levar até dias andando a pé desde suas casas até a estrada, onde é possível pegar ônibus ou caminhões que fazem o transporte até a cidade.
Mostrar mais

313 Ler mais

A Incidência Parasitária Anual da Malária e a sua Relação com as Variáveis Ambientais e Limnológicas em Dois Bairros de Cruzeiro do Sul, Acre

A Incidência Parasitária Anual da Malária e a sua Relação com as Variáveis Ambientais e Limnológicas em Dois Bairros de Cruzeiro do Sul, Acre

Os anofelinos possuem grande capacidade de flutuação devido aos seus tufos palmados, cerdas foliáceas e órgãos flutuadores, e elas adotam a posição horizontal, deixando a parte do corpo em contato com a superfície. Alimentam-se praticamente só de recursos da superfície da lâmina d’água (FORATTINI, 2002). Estes podem ser influenciados pelas variáveis limnológicas. A malária tem sido amplamente estudada (GUERRA et al., 2007), porém pouco se sabe a respeito da presença das larvas e as alterações limnológicas, podendo-se citar Oliveira et al. (2010), que investigaram a presença de larvas no Igarapé Preto e na represa do Campus da UFAC em Cruzeiro do Sul, Acre.
Mostrar mais

9 Ler mais

Avaliação da implementação e resultados da Política Nacional de Educação especial nas escolas estaduais de Cruzeiro do Sul - Acre

Avaliação da implementação e resultados da Política Nacional de Educação especial nas escolas estaduais de Cruzeiro do Sul - Acre

Essa pesquisa teve o propósito de realizar um estudo de caso com foco na avaliação da implementação e resultados da política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva na rede estadual do município de Cruzeiro do Sul no estado do Acre. A investigação foi fundamentada por uma pesquisa documental, realizada por meio da análise e estudo da política, da legislação vigente, de dados do censo escolar e dos relatórios anuais enviados pelas escolas ao setor da secretaria responsável pela educação especial, o NAPI (Núcleo de Apoio Pedagógico à Inclusão). Foram aplicados questionários aos professores de AEE (Atendimento Educacional Especializado) e intérpretes. Realizou-se posteriormente, entrevistas com o coordenador geral do NAPI e com dois dos orientadores que acompanham e dão suporte aos professores de AEE, intérpretes e atendentes pessoais.
Mostrar mais

104 Ler mais

Prevalência de sepse urinária em gestantes da UBS/ESF do Cruzeiro do Sul

Prevalência de sepse urinária em gestantes da UBS/ESF do Cruzeiro do Sul

Gestational urinary sepsis may be symptomatic or asymptomatic, and is a concern for professional nursing in attention to prenatal care. The objective of this study was to investigate the prevalence of uri- nary sepsis in pregnant women at the Basic Health Unit of Cruzeiro do Sul. A descriptive retrospective study was conducted by means of a quantitative and qualitative approach. Its sample consisted of 124 medical records of pregnant women. From the analyzed records, 19.35% of the pregnant women were diagnosed with urinary sepsis. 8.33% of these women developed cystitis, while 33.33% developed anemia, even in cases that had been treated with iron supplements. Among pregnant women with urinary sepsis, 41.66% were referred to a specialist, 12.50% to the urgency and emergency unit and 4.16% to the high risk unit. The main treatment was cephalexin (91.66%) and the more prevalent symptom was back pain (58.33%). The study concludes that it is extremely important that each family health unit has its own procedures to control the prevalence of urinary sepsis, in order to provide better care to pregnant women and prevent the diseases commonly found in pregnancy.
Mostrar mais

12 Ler mais

Características de diferentes sistemas de uso do solo em Cruzeiro do Sul, Acre

Características de diferentes sistemas de uso do solo em Cruzeiro do Sul, Acre

Com a tendência de desmatamento que ocorre no estado do Acre surge a necessidade de políticas que incentivem sistemas de manejo que possam reduzir essa prática. A utilização de sistemas agroflorestais é um meio para obter esse intento. Este trabalho foi realizado com o objetivo de caracterizar a composição florística de um sistema agroflorestal e uma floresta natural e comparar atributos químicos do solo entre o quintal agroflorestal, a floresta, um cultivo agrícola e uma pastagem. Este estudo foi desenvolvido em Cruzeiro do Sul, Acre. Para caracterização florística da área florestal utilizou-se o método de parcelas e no SAF o método de sondeio. Para análise do solo coletaram-se amostras nas profundidades de 0-10, 10-20 e 20-40 cm que foram enviadas ao laboratório da Universidade Federal de Lavras para caracterização química. Na comparação química do solo foram determinados os teores de M.O, P, K, Ca, Mg e Al, utilizou-se delineamento inteiramente casualizado e as médias foram testadas por meio do teste de Scott-Knotta 5% de significância.Utilizou-se o método da Krigagem para elaborar mapas de distribuição espacial das variáveis nas áreas de estudo. As espécies identificadas da floresta apresentaram características madeireiras, enquanto o SAF possui características alimentares. Foi observado nos resultados da análise química do solo, que o teor de P foi maior no cultivo agrícola, diferindo-se dos demais sistemas de uso do solo. Para os nutrientes K e Mg não foi observada diferença estatística entre os ambientes. Para o Ca foi observado menor teor no solo do ambiente florestal, diferindo-se dos demais sistemas de uso do solo. Para o Al, foi observada diferença estatística na interação tratamento x profundidade. Foi identificado um grande número de espécie. Os mapas permitiram observar os nutrientes em todo o ambiente. Há semelhança edáfica entre o SAF e a floresta.
Mostrar mais

104 Ler mais

Consumo de quelônios no perímetro urbano de Cruzeiro do Sul, Acre, Brasil

Consumo de quelônios no perímetro urbano de Cruzeiro do Sul, Acre, Brasil

exacerbada. Apesar dessa problemática, são extremamente escassos estudos etnozoológicos publicados em relação ao uso desses animais na região. Assim, esse trabalho teve o objetivo de realizar um inventário das espécies de quelônios consumidas no município de Cruzeiro do Sul, Acre, por meio da aplicação de questionários semiestruturados para identificar os bairros e perfil dos consumidores, viabilizando a implantação de ações de combate ao tráfico de animais silvestres na região. De acordo com os resultados, constatou-se que além do consumo como fonte de alimento, os quelônios são utilizados para fins medicinais. Observou-se que o Jabuti (Chelonoidis denticulatus) é a espécie mais consumida, sendo relatado pela maioria dos entrevistados o consumo destes animais sem necessidade de subsistência, o que evidencia ainda mais a importância de ações de conservação para o grupo na região.
Mostrar mais

10 Ler mais

Ganho de peso e estado nutricional de gestantes em Cruzeiro do Sul, Acre

Ganho de peso e estado nutricional de gestantes em Cruzeiro do Sul, Acre

fator de risco para hemorragia (WHO, 2009). A ocorrência de anemia em gestantes de Cruzeiro do Sul persiste num contexto em que foi implementado desde 2002 o Programa de Fortificação de Farinhas de trigo e milho com ferro e ácido fólico no Brasil, além da orientação no pré-natal para rastreio na primeira consulta e suplementação de sulfato ferroso (40 mg de ferro elementar dia) e ácido fólico (5 mg/dia) para profilaxia da anemia em gestantes (MS, 2012). O percentual considerável de anemia por carência de ferro pode ser justificado pela inadequação no consumo de alimentos fontes de ferro, confirmados pela POF (2009), com 32% baixo de consumo deste micronutriente entre mulheres na região norte. Além disso, estudos apontam que ser mais jovem, ter baixa escolaridade e baixo número de consultas de pré-natal, pode estar associado a baixa adesão na ingestão de suplementos nutricionais, como ferro e ácido fólico que são indicados durante os cuidados de pré-natal na atenção básica (Barbosa et al., 2011).
Mostrar mais

129 Ler mais

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015

. Após o início do semestre letivo, a desistência da matrícula não implicará devolução de qualquer importância paga, ficando, o deferimento solicitado, na dependência do pagamento das mensalidades vencidas, inclusive a do último mês iniciado. 8.10.2. O pedido de desistência da matrícula deve ser feito, por escrito, nos setores competentes da Universidade Cruzeiro do Sul. 8.11. A Universidade Cruzeiro do Sul reserva-se o direito de, a qualquer tempo durante o curso, extinguir turnos dos cursos oferecidos, sendo resguardado, em qualquer hipótese, o direito de o aluno transferir-se para o turno mantido pela própria Universidade. 8.12. O prazo de validade do Processo Seletivo expira em 10.09.2015. 8.13. Fica eleito o Foro da Cidade de São Paulo, com exclusão e renúncia de qualquer outro, por mais privilegiado que seja, para dirimir questões oriundas do presente Processo Seletivo. 8.14. O manual do candidato e o Regulamento do Programa de Bolsas (disponível no site) integram o presente edital. 8.15. Os casos omissos serão resolvidos pelos Órgãos Colegiados Superiores da Universidade Cruzeiro do Sul.
Mostrar mais

10 Ler mais

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016

direito de utilizar meios complementares de identificação, que possibilitem a identificação do candidato. 8.7. Os gabaritos estarão disponíveis pela INTERNET e nos campi da Universidade. 8.8. A Universidade Cruzeiro do Sul participa do Programa do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior - FIES, do Ministério da Educação. 8.9. A Universidade Cruzeiro do Sul fará divulgar, sempre que necessário, normas complementares ao presente edital e avisos oficiais relativos ao presente Processo Seletivo. 8.10. Fica a cargo da Universidade Cruzeiro do Sul a devolução, total ou parcial, de valores pagos referentes à 1ª parcela de semestralidade, quando do cancelamento de matrícula. 8.10.1. Após o início do semestre letivo, a desistência da matrícula não implicará devolução de qualquer importância paga, ficando, o deferimento solicitado, na dependência do pagamento das mensalidades vencidas, inclusive a do último mês iniciado. 8.10.2. O pedido de desistência da matrícula deve ser feito, por escrito, nos setores competentes da Universidade Cruzeiro do Sul. 8.11. A Universidade Cruzeiro do Sul reserva-se o direito de, a qualquer tempo durante o curso, extinguir turnos dos cursos oferecidos, sendo resguardado, em qualquer hipótese, o direito de o aluno transferir-se para o turno mantido pela própria Universidade. 8.12. O prazo de validade do Processo Seletivo expira em 10.09.2016. 8.13. Fica eleito o Foro da Cidade de São Paulo, com exclusão e renúncia de qualquer outro, por mais privilegiado que seja, para dirimir questões oriundas do presente Processo Seletivo. 8.14. O manual do candidato e o Regulamento do Programa de Bolsas (disponível no site) integram o presente edital. 8.15. Os casos omissos serão resolvidos pelos Órgãos Colegiados Superiores da Universidade Cruzeiro do Sul.
Mostrar mais

9 Ler mais

Show all 10000 documents...