Cultura de tecidos

Top PDF Cultura de tecidos:

Cultura de tecidos e regeneração de plantas transgênicas a partir de calos embriogênicos...

Cultura de tecidos e regeneração de plantas transgênicas a partir de calos embriogênicos...

A cana-de-açúcar é uma monocotiledônea poliplóide, alógama que possui baixa taxa reprodutiva devido a dificuldade de florescimento. Devido estas características genéticas e fisiológicas os programas de melhoramento são longos e laboriosos. Alternativamente, modernas aplicações da biotecnologia visam contribuir com o desenvolvimento de novos cultivares. Neste trabalho estudou-se a metodologia de cultura de tecidos a partir de discos de folhas imaturas para o estabelecimento da cultura de calos embriogênicos e regeneração de plantas a partir dos calos embriogênicos e diretamente, a partir de folhas imaturas. O objetivo principal foi contribuir para o desenvolvimento de métodos eficientes para produção de plantas transgênicas a partir de calos e folhas imaturas, considerando-se a crescente necessidade de produção de novos cultivares com características agronômicas específicas. Diversas concentrações de 2,4-D e cinetina em meio MS foram testadas para o estabelecimento de calos altamente embriogênicos e para a indução da desdiferenciação celular nos discos foliares antecedendo a regeneração de plantas. Meios de cultura sem reguladores de crescimento (MS) e com a adição de BAP e ANA foram testados para a regeneração de plantas a partir de discos foliares. Calos embriogênicos com 12 a 20 semanas de cultivo produziram em média 3 a 5 plantas, em meio de regeneração MS. Folhas imaturas apresentaram elevado potencial de regeneração de plantas quando se utilizou 2,4-D em concentrações de 5 e 8 mg/L nos períodos de 5 e 8 dias no escuro. Houve indução a formação de embriões somáticos que resultaram em média 12 a 16 plantas por explante no período total de 7 a 10 semanas. Além disso, foi testado o pré-tratamento dos discos foliares em meio MS3K, contendo 2,4-D (3mg/L) e cinetina (0,1 mg/L), antes da transferência do discos para meio de regeneração MS. Os discos
Mostrar mais

65 Ler mais

Efeito da adubação nitrogenada no crescimento e na produção de alho proveniente de cultura de tecidos e de multiplicação convencional.

Efeito da adubação nitrogenada no crescimento e na produção de alho proveniente de cultura de tecidos e de multiplicação convencional.

O prolongamento do ciclo das plantas provenientes de cultura de tecidos pode estar relacionado com a menor concentração de vírus em seus tecidos. Associado a este fenômeno, o nitrogênio também pode retardar a maturidade da planta (Zambolim & Ventura, 1993) e, conseqüentemente, o desenvolvimento do bulbo (Bertoni et al., 1992). Por outro lado, é sabido que plantas hospedeiras de patógenos ou sob qualquer condição de estresse tendem a acelerar o ciclo por meio da produção de hormônios específicos, garantindo, desta forma, a sobrevivência da espécie antes de ser destruída (Leopold & Kriedmann, 1978). Assim, acredita-se que as plantas provenientes de multiplicação convencional tendam a acelerar seu ciclo.
Mostrar mais

9 Ler mais

Seleção de lotes de sementes de Pinus taeda L. para a cultura de tecidos.

Seleção de lotes de sementes de Pinus taeda L. para a cultura de tecidos.

Pinus taeda L. (PINACEAE) é uma das espécies florestais mais cultivadas para fins de florestamento e reflorestamento, além de apresentar excelente qualidade madeireira (MARCHIORI, 1996). A escolha dessa espécie também está ligada às características industriais que apresenta e ao potencial ornamental (LORENZI et al., 2003), além de possuir rápido crescimento, o que a permite atingir grandes incrementos anuais em altura (SELLE et al., 1994). Plantios florestais de alta produtividade são indispensáveis para o desenvolvimento de sistemas silviculturais rentáveis. No setor florestal, a técnica de cultura de tecidos denominada micropropagação é a mais difundida, apresentando
Mostrar mais

8 Ler mais

Análise química da cultura de tecidos do híbrido Clusia paralicola X Clusia Weddelliana.

Análise química da cultura de tecidos do híbrido Clusia paralicola X Clusia Weddelliana.

que exclusivamente, nas resinas e nos frutos restringindo sua disponibilidade e uso na medicina popular, em qualquer época do ano, estimulou estudos da cultura de tecidos de espécies de Clusia visando uma fonte contínua destes metabólitos. Balansard e Pellissier constataram que os metabólitos presentes no látex de Clusia rosea inibiam a ação de fitorreguladores empregados no cultivo in vitro 5 . Diante destas dificuldades,

3 Ler mais

Comparação do crescimento e produção entre alho proveniente de cultura de tecidos e de multiplicação convencional

Comparação do crescimento e produção entre alho proveniente de cultura de tecidos e de multiplicação convencional

O plantio foi realizado em 29 de abril de 1995 utilizando delineamento expe- rimental de blocos casualizados e esque- ma de parcelas subdivididas no tempo com dois tratamentos (plantas provenien- tes de cultura de tecidos e de multipli- cação convencional) nas parcelas e sete épocas de avaliação (30, 50, 70, 90, 110, 130, 150 após o plantio) nas subparcelas, com quatro repetições. Os bulbilhos foram classificados antes do plantio, usando-se apenas aqueles reti- dos nas peneiras 2 (malha 10 x 20 mm) e 3 (malha 8 x 17 mm). As parcelas fo- ram constituídas por canteiros com 0,20 m de altura, 1 m de largura e 3 m de comprimento com cinco linhas de plan- tio. Os bulbilhos foram plantados a uma profundidade de 5 cm, com espaçamento de 10 cm entre plantas nas linhas e 20 cm entre linhas. A área útil da parcela foi definida como as três fi- leiras centrais, descartando-se duas plantas em cada linha na extremidade da parcela. Obteve-se uma área útil de 1,56 m 2 , dividida em duas sub-áreas
Mostrar mais

7 Ler mais

Estudos de Cultura de Tecidos, In Vitro, de Macroalgas Marinhas da Espécie Gracilaria birdiae

Estudos de Cultura de Tecidos, In Vitro, de Macroalgas Marinhas da Espécie Gracilaria birdiae

Macroalgas marinhas constituem um recurso vital para a economia de diversos países e tem sido exploradas ao redor do globo devido a sua capacidade de produção de fico colóides como o ágar, carragenina e alginatos, bem como pelo seu espectro de utilização, seja na indústria de alimentos, de fertilizantes e na medicina. Estudos sobre a indução, cultivo e reorganização de calos, tem representado um importante papel nas técnicas de cultura de tecidos e suas aplicações. Em diferentes tecidos cultivados in vitro, a utilização de reguladores de crescimento é de importância primordial para o estabelecimento da competência e determinação, condições necessárias para a formação de calos e regenerações.
Mostrar mais

94 Ler mais

Avaliação por RAPD de plantas de abacaxizeiro cultivar Smooth Cayenne derivadas do seccionamento do talo e cultura de tecidos

Avaliação por RAPD de plantas de abacaxizeiro cultivar Smooth Cayenne derivadas do seccionamento do talo e cultura de tecidos

RESUMO – Foram coletadas, em área comercial da fazenda Córrego dos Bois, município de Canápolis – MG, plantas de abacaxizeiro cultivar Smooth Cayenne, para serem avaliadas quanto à propagação pelo método do seccionamento do talo e cultura de tecidos, bem como análise por RAPD das mudas decorrentes destes dois processos de propagação. A propagação pelo seccionamento do talo foi eficiente na produção de mudas, tanto em quantidade como em qualidade, em um curto espaço de tempo, além de apresentar a mesma característica genotípica (análise por RAPD) das plantas-matrizes de origem. Já no processo de produção de mudas por cultura de tecidos, não foi obtida uma quantidade suficiente de mudas que comprovasse a utilização de uma metodologia mais sofisticada. Além da perda por contaminação em laboratório de 70% do material em estudo, foi necessária a utilização de um longo período, aproximadamente 18 meses, para a obtenção das mudas. Na análise por RAPD das plantas decorrentes deste processo de propagação, foram observados padrões de bandas diferentes em algumas amostras, as quais podem estar relacionadas com uma possível variação somaclonal. Termos para indexação: Ananas comosus, PCR, polimorfismo, variabilidade genética. 1
Mostrar mais

5 Ler mais

Cultura de tecidos vegetais. Sua importância no estudo biológico de algumas hiperplasias

Cultura de tecidos vegetais. Sua importância no estudo biológico de algumas hiperplasias

e outros tem como ponto de partida formações tecidulares meristemá- ticas, com frequência obtidas a partir do meristema cambial. E no fim de um certo número de repicagens, digo melhor transferências para novos meios, vai-se reduzindo, progressivamente, por selecção histoló­ gica, a tendência para a diferenciação celular, aumentando, porém, o poder de proliferação de tecidos. Seguindo a técnica preconizada pelo autor citado, deixam, contudo, de poder ser interpretados, por razoes que é óbvio enunciar, por evidentes, inúmeros aspectos metabólicos con­ dicionados por indefiníveis interacções de correlação. Quer dizer, por outras palavras, este modo de proceder afasta muito a análise bioló­ gica experimental do quadro natural em que se desenrolam os fenó­ menos da vida celular. Isto não significa que a cultura de tecidos segundo os métodos referidos não tenha já permitido o esclarecimento de muitos problemas da fisiologia e da patologia, e isto especialmente desde os tempos em que o aperfeiçoamento de vários métodos de aná­ lise físico-química e biológica tem facultado a realização de estudos a partir de amostras de diminuta massa. Contudo, como ficou dito, não podemos generalizar o emprego dos métodos clássicos de cultura de
Mostrar mais

14 Ler mais

BAP e substratos na aclimatização de plântulas de gloxínia (Sinningia speciosa Lood. Hiern.) provenientes de cultura de tecidos.

BAP e substratos na aclimatização de plântulas de gloxínia (Sinningia speciosa Lood. Hiern.) provenientes de cultura de tecidos.

A aclimatização é a fase da micropropagação em que ocorre a transferência das mudas produzidas in vitro para o ambiente externo, a casa-de-vegetação (De- berg & Maene, 1981) e, posteriormente, para o campo. Um dos obstáculos para a aplicação prática dos métodos de cultura de tecidos é a dificuldade de transferir com sucesso as mudas das condições in vitro para o solo em razão da diferença entre as duas condições (Read & Fel- lman, 1985). A aclimatização é constituída de duas eta- pas: enraizamento (in vitro e in vivo) e transferência pa- ra condições não estéreis com temperatura e umidade controladas (Dunstan & Turner, 1984). Fatores como genótipo, estresse hídrico, alteração do metabolismo he- terotrófico (in vitro) para autotrófico, infecção por pató- genos e estresse pela luz, além das variações de tempe- ratura, interferem no sucesso da aclimatização.
Mostrar mais

6 Ler mais

Aplicações da cultura de tecidos vegetais em fruteiras do Cerrado.

Aplicações da cultura de tecidos vegetais em fruteiras do Cerrado.

São poucos os trabalhos envolvendo as técnicas de cultura de tecidos em fruteiras do cerrado. Dentre eles, predominam estudos de micropropagação, ger an do con h ecimentos pr incipalmente par a multiplicação de espécies antes pouco dominadas e servindo de base e estímulo para novas pesquisas. Ressalta-se, ainda, a necessidade de mais estudos sobre fatores muitas vezes pouco explorados, como luminosidade e tipo de ramos, que influenciam os protocolos de cultivo in vitro.

7 Ler mais

Aplicações da cultura de tecidos em plantas medicinais.

Aplicações da cultura de tecidos em plantas medicinais.

A cultura de tecidos também tem sido apontada como valioso instrumento para o estudo dos metabólitos primário e secundário, constituindo um sistema apropriado para a produção de compostos farmacológicos importantes. Pesquisas têm demonstrado sucesso na produção de metabólitos secundários em diferentes órgãos e culturas não organizadas como calos e suspensão de células (Schripsema & Verpoorte, 1994; Karam et al., 2003; Furden et al., 2005; Gyorgy et al., 2005). No entanto, alguns fatores in vitro podem coordenar ou alterar a taxa de produção de metabólitos secundários em plantas medicinais, como a luminosidade, o tipo de frasco (Buffa Filho et al., 2002) e o meio de cultura (Mógor et al., 2007; Reis et al., 2009).
Mostrar mais

12 Ler mais

Polygala paniculata: um recurso de salicilato de metila produzido por cultura de tecidos vegetais.

Polygala paniculata: um recurso de salicilato de metila produzido por cultura de tecidos vegetais.

O estabelecimento de cultura in vitro de Polygala paniculata L. permitiu a propagação rápida de matéria-prima vegetal sob condições assépticas e padronizadas. As plantas in vitro foram submetidas à extração e destilação simultâneas (EDS) e a composição química do óleo essencial foi analisada por CG/DIC e CG/EM. Foram avaliados os efeitos de BAP (6-benzilaminopurina) sobre o desenvolvimento in vitro e produção de voláteis em P. paniculata. A principal característica do óleo essencial consistiu na presença marcante de salicilato de metila. Plantas cultivadas em meio controle MS (Murashige & Skoog) produziram mais do que 80% de salicilato, enquanto o uso de BAP, reduziu a produção de salicilato de metila a 71% e 21% para as concentrações de 2 e 4 mg L -1 , respectivamente. A cultura de
Mostrar mais

4 Ler mais

Cultura de tecidos a partir de estruturas embrionárias de cumaru (Dipterix odorata Aubl. Willd) Leguminosae - Papilionoideae.

Cultura de tecidos a partir de estruturas embrionárias de cumaru (Dipterix odorata Aubl. Willd) Leguminosae - Papilionoideae.

Produção de calo - Após 5 semanas de cultura no meio A , os embriões deram ori- gem a calos com coloração branca e de aspecto duro que foram repicados.. Apôs a repica- gem no mesmo meio[r]

3 Ler mais

Termoterapia associada à cultura de tecidos para obtenção de plantas de cana-de-açúcar...

Termoterapia associada à cultura de tecidos para obtenção de plantas de cana-de-açúcar...

que não apresentaram Lxx com 90 dias de cultivo (4 plantas provenientes do cultivo de meristemas de 0,5 mm, 1 planta de meristema de 1,0 mm e 3 plantas de meristemas de 1,5 mm). Além disso, os meristemas de 0,5 mm não necessariamente regeneraram plantas com títulos mais baixos da bactéria quando comparados com os meristemas de 1,0 mm e 1,5 mm, mostrando que estes tamanhos testados não apresentaram correlação direta com o nível de infecção da planta regenerada por eles. Em relação ao segundo experimento, os resultados de RT-PCR mostraram que o incremento no tempo de termoterapia proporcionou maior redução nos títulos bacterianos, sendo os tratamentos de 2 horas e 3 horas os mais bem sucedidos com média de redução de 80,08% e 81,73%, respectivamente, mas não foi capaz de eliminar a bactéria. Portanto, estes experimentos demonstram que a termoterapia associada ao cultivo de tecidos é uma metodologia promissora, pois apresentaram redução da presença da bactéria Lxx em plantas de cana-de-açúcar, mas por não terem sido totalmente efetivos na eliminação da mesma, reforça a necessidade de estudos complementares.
Mostrar mais

77 Ler mais

Cultura de tecidos e transformação genética de espécies da família Poaceae

Cultura de tecidos e transformação genética de espécies da família Poaceae

Quando as SC de B brizantha foram plaqueadas em meio 24 h antes do bombardeamento, estas apresentaram-se muito plasmolisadas e oxidadas, independentemente das condições testadas. Os melhores resultados, em termos de viabilidade das SC, foram obtidos quando estas foram plaqueadas 4 h antes do bombardeamento. Além disso, osmóticos inertes como sorbitol e manitol foram testados juntos ou separadamente, assim como, sacarose 12% no meio de bombardeamento, tendo aumentado a expressão transiente do gene gus, no entanto, reduziram muito a viabilidade das células (dados não apresentados). No caso de SC de B. brizantha, a pressão osmótica do meio de bombardeamento que contém 3% de sacarose e 0,7% de phytagel, é o suficiente para plasmolisar as células de forma reversível. Outro fator importante foi o período de plaqueamento das células após o bombardeamento. Manter as células, depois do bombardeamento, por 48 h no mesmo meio aumentou a expressão do gene gus, provavelmente porque aumentou o número de divisões das células transformadas, no entanto, reduziu sobremaneira a viabilidade das células devido à oxidação. A expressão gênica e a reversibilidade do estresse causado às células foi favorecida por um período de 24 h no meio onde estas foram bombardeadas. Resultados semelhantes de período de tratamento osmótico pré e pós bombardeamento foram relatados para SC embriogênicas de milho (VAIN; McMULLEN; FINER, 1993) e calo escutelar de trigo (PERL et al., 1992) e Paspalum notatum(SMITH et al., 2002). Em grama rhodes o estresse osmótico e a pré-cultura afetou a taxa de expressão transiente de gus. A maior expressão foi em 1,5 M de osmótico e 7 d de pré-cultura, mas como o tratamento osmótico reduziu a proliferação celular e induziu necrose, osmótico a 1,2M foi utilizado para obter transformantes por biobalística (GONDO et al., 2009) Este efeito positivo do tratamento osmótico pode ser devido à plasmólise, que por manter o potencial de pressão de células feridas reduz os danos celulares, impedindo a extrusão de citoplasma de células bombardeadas (FINER; McMULLEN, 1991).
Mostrar mais

158 Ler mais

Palavras-chave: Allium sativum L., multiplicação “in vitro”,

Palavras-chave: Allium sativum L., multiplicação “in vitro”,

Este trabalho foi realizado em Marília (SP), com o objetivo de estudar o crescimento, produção, absorção de N e as correlações entre estas características, no alho obtido por cultura de tecidos, cultivado em doses elevadas de N. Foram utilizadas cinco doses de N: 0, 80, 140, 200 e 250 kg/ha, adotando-se delineamento experimental de blo- cos casualizados com quatro repetições. O número de folhas/planta e a razão bulbar aumentaram proporcionalmente à elevação da dose de N no solo. A altura da planta e o acúmulo de matéria seca, por outro lado, demostraram uma resposta quadrática, aumentando até as doses de 180 e 164 kg/ha de N, respectivamente. A acumulação de N tam- bém seguiu o comportamento quadrático para parte aérea e bulbo, entretanto, somente o bulbo apresentou um ponto máximo de acúmulo na dose de 182 kg/ha. Para produção total de bulbos, verificou-se um comportamento quadrático, aumentando até a dose de 234 kg/ha de N. A produção comercial foi afetada negativamente pelos níveis de N mais elevados, apresentando uma curva de resposta quadrática. A pro- dução comercial máxima estimada (18,74 t/ha) foi verificada para uma dose de 194,4 kg de N por hectare. Os níveis de resposta ao N do alho proveniente da cultura de tecido mostraram-se superiores ao do alho multiplicado de forma convencional. Foram verificadas correlações altamente significativas entre a quantidade de N extraída e as caracte- rísticas de produção da planta.
Mostrar mais

6 Ler mais

Melhoramento florestal: ênfase na aplicação da biotecnologia.

Melhoramento florestal: ênfase na aplicação da biotecnologia.

A técnica de cultura de tecidos conhecida como embriogênese somática também é amplamente empregada, especialmente para o desenvolvimento de propágulos de coníferas, possibilitando a propagação massal de famílias-elite de árvores. Para SUTTON (2002), a embriogênese oferece potencial para a produção e para o armazenamento de germoplasma de clones, além da propagação de um número ilimitado de plantas. Em café (Coffea arábica L.), foram observados bons resultados com a utilização de tratamentos “pulse” na indução de embriões somáticos, a partir de cultura de calos (PAPANASTASIOU et al., 2008). Esses tratamentos consistem em expor os explantes, por períodos curtos de tempo, a altas concentrações de reguladores de crescimento em meio líquido e depois transferi-los para meio convencional.
Mostrar mais

8 Ler mais

Crescimento vegetativo e características dos frutos de cinco cultivares de abacaxi na região de Bauru-SP

Crescimento vegetativo e características dos frutos de cinco cultivares de abacaxi na região de Bauru-SP

RESUMO- Avaliaram-se o crescimento vegetativo e a produção de cultivares novas e tradicionais de abacaxi na região de Bauru. As cultivares estudadas foram: ‘Smooth Cayenne’, ‘Jupi’, ‘Imperial’, ‘Gold’ e ‘Gomo de Mel’. As mudas foram obtidas por cultura de tecidos pela empresa BIONOVA a partir de plantas- matrizes cedidas pela Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical e por produtores comerciais e passaram por um período de 100 dias de aclimatação em telado acondicionadas em tubetes. O plantio no campo foi realizado em canteiros revestidos com ‘mulching’ plástico preto em janeiro de 2007. O delineamento foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Cada parcela apresentou 32 plantas, e o sistema de plantio foi em linhas duplas, no espaçamento 0,30 x 0,50 x 1,0 m. A avaliação dos tratamentos foi baseada na determinação do nível de crescimento vegetativo (massa e comprimento da folha ‘D’ e diâmetro do caule) e nas características físicas dos frutos. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey, a 5% de probabilidade. Nas condições ambientais da região de Bauru (SP), e considerando o uso de mudas obtidas por cultura de tecidos, os resultados deste trabalho indicaram a superioridade das cultivares ‘Gold’, ‘Smooth Cayenne’ e ‘Jupi’ em relação a ‘Imperial’ e ‘Gomo de Mel’, com crescimento vegetativo maior e produção de frutos mais pesados.
Mostrar mais

7 Ler mais

Características anatômicas de mudas de morangueiro micropropagadas com diferentes fontes de silício.

Características anatômicas de mudas de morangueiro micropropagadas com diferentes fontes de silício.

camadas de células paliçádicas e menor preenchimento do meso! lo com parênquima esponjoso, em relação aos demais tratamentos. Resultados distintos foram obtidos por Calvete et al. (2002), que, ao trabalhar com morangueiro da cv. Vila Nova, observaram espessura de parênquima paliçádico inferior e com apenas uma camada de células em propágulos cultivados in vitro, em relação às plantas ex vitro, em que os autores observaram duas camadas de células desse mesmo tecido. Maior espessura desses tecidos do limbo foliar confere à planta cultivada in vitro maior possibilidade de sobrevivência durante a transferência para ambiente ex vitro, o que é um fator importante para o sucesso da cultura de tecidos (Barboza et al., 2006; Silva et al., 2008).
Mostrar mais

5 Ler mais

Show all 10000 documents...