Curso de Ciências Sociais - UFCG

Top PDF Curso de Ciências Sociais - UFCG:

Formados(as) : dilemas e desafios dos egressos do Curso de Ciências Sociais da UFCG Campus de Sumé - PB.

Formados(as) : dilemas e desafios dos egressos do Curso de Ciências Sociais da UFCG Campus de Sumé - PB.

O trabalho tem como objetivo apresentar o perfil socioeconômico dos egressos do curso de Licenciatura Plena em Ciências Sociais da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) no Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDSA), Sumé - PB, traçando a inserção e trajetória acadêmica, pós-formação, inserção no mercado de trabalho. Buscando analisar através da aplicação de questionário e entrevistas quais os diversos caminhos percorridos para a escolha, permanência e conclusão do curso. Busca, ainda, compreender o processo de inserção no mercado de trabalho através da empregabilidade, tendo como período compreendido para a análise os anos de 2013 a 2017. O recorte em tal período deve-se porque foi a partir desse contexto que se formaram as primeiras turmas desde a implantação do Campus em 2009. A pesquisa observa a relação entre a quantidade de egressos e quantidade dos que conseguiram adentrar ao mercado de trabalho pela via da área de formação. Pesquisas nacionais indicam grande percentual de profissionais atuando fora da área de formação. Os resultados apontam que os egressos estão satisfeitos quanto à escolha do curso, mostrando que a universidade foi assertiva quanto à sua implantação, porém há críticas referentes a diálogo/vínculos entre a universidade, egresso e o mercado de trabalho, aponta ainda a falta de oportunidades como a maior dificuldade encontrada após a formação dos egressos.
Mostrar mais

75 Ler mais

Uma pauta necessária e um desafio na formação de alunas e alunos do curso de licenciatura em ciências sociais do CDSA/UFCG.

Uma pauta necessária e um desafio na formação de alunas e alunos do curso de licenciatura em ciências sociais do CDSA/UFCG.

A desigualdade de gênero é um fenômeno ainda presente na sociedade contemporânea, apesar das lutas históricas dos movimentos feministas que vem se desenvolvendo desde o início no século XIX. Embora algumas conquistas importantes tenham sido alcançadas e paradigmas hegemônicos tenham sido questionados, a desigualdade entre homens e mulheres precisa ser tomada como objeto de discussão e ser enfrentada nos vários espaços da sociedade. Nesse sentido, este trabalho tem por objetivo analisar como a temática da desigualdade de gênero é concebida pelas alunas e alunos do 8° período do Curso de Licenciatura em Ciências Sociais do CDSA/UFCG, tendo em vista captar alguns sinais que possam evidenciar a contribuição deste curso nas questões relacionadas à temática tratada nesta monografia. Para isso, optou-se pela pesquisa exploratória de caráter qualitativo, com a utilização da técnica de entrevista semiaberta, envolvendo três (03) pessoas, sendo uma do sexo masculino e duas do feminino, que vivenciaram algumas experiências relacionadas ao tema analisado. Os resultados dessa pesquisa mostraram que a temática de gênero é um conteúdo de interesse das pessoas entrevistadas e que as mesmas se posicionam criticamente com relação às questões de gênero. Quanto à formação que é desenvolvida no curso de Ciências Sociais, vimos que ela oportuniza aos educandos e educandos algumas experiências importantes relacionadas à questão de gênero, principalmente nos projetos e nos grupos de estudos e pesquisa. Nesse sentido é importante dizer que todas as pessoas entrevistadas participaram desses espaços formativos e, além disso, têm colocado em prática na sala de aula as aprendizagens construídas no decorrer dessas experiências formativas. Enquanto campo disciplinar do curso, vimos como limite o fato de o curso oferecer a disciplina de gênero apenas como optativa, o que quer dizer que nem todo alunado vai cursá-la.
Mostrar mais

83 Ler mais

Inclusão e estigmatização na universidade pública: o caso do PEC-RP no curso de Ciências Sociais da UFCG.

Inclusão e estigmatização na universidade pública: o caso do PEC-RP no curso de Ciências Sociais da UFCG.

Ao mesmo tempo, o curso de Ciencias Sociais (entre as licenciaturas do Campus I da UFCG) e aquele em que o percentual de alunos(as) PEC e menor em relacao ao total de alunos ingressant[r]

142 Ler mais

Satisfação dos estudantes do curso de Ciências Contábeis em relação ao próprio curso no CCJS/UFCG.

Satisfação dos estudantes do curso de Ciências Contábeis em relação ao próprio curso no CCJS/UFCG.

Diante de tudo que foi abordado, Severino (2008), argumenta que enquanto as instituições universitárias privadas seguem convictas, a lógica do mercado na oferta de seus serviços educacionais, as universidades públicas, assim como a educação pública em geral, se debate num confronto de múltiplas frentes. Enfrentam a necessidade de inovar para atender às justas necessidades surgidas no seio da sociedade por força de sua complexificação, modernização e desenvolvimento, ao mesmo tempo em que se veem constrangidas a resistir às induções e determinações que lhe são feitas pela política neoliberal imperante, o que, muitas vezes, leva seus defensores a ter de assumir uma posição vista como conservadora. Queiroz et al. (2013), explicam que a relação ensino privado com o mercado refere-se, em um primeiro nível, à capacidade do setor de suprir, mobilizando recursos privados, a demanda de massa por ensino superior. O mercado e a dinâmica da competição entre os próprios estabelecimentos privados são determinantes na ocorrência dos grandes movimentos de expansão e estagnação que se verificam na trajetória do setor privado no país nos últimos trinta anos. As direções seguidas pelo setor privado de ensino superior consistem, em primeiro lugar, na ampliação da oferta de cursos da área das ciências sociais aplicadas, sobretudo Direito e Administração, e em suprir uma demanda de formação de profissões liberais de prestígio nas áreas de ciências exatas e tecnológicas, como as de engenharia, e na área da saúde, em especial com cursos de Medicina e Odontologia. Na segunda direção tem-se a ampliação do número de cursos mediante a fragmentação das carreiras, em geral das áreas de ciências sociais aplicadas e da saúde com a oferta dos cursos de tecnólogos.
Mostrar mais

57 Ler mais

Fatores que influenciam o desempenho discente no curso de Ciências Contábeis do CCJS/UFCG.

Fatores que influenciam o desempenho discente no curso de Ciências Contábeis do CCJS/UFCG.

Na literatura especializada aponta como estudantes não-tradicionais, algumas das características mais comumente. Bowl (2001) destaca que são o maior sentido de responsabilidade com que enfrentam as suas tarefas e, evidentemente, a impossibilidade de se dedicarem a tempo inteiro à universidade e ao estudo, face às responsabilidades laborais e familiares, entre outras. Também Davies e Williams (2003) enfatizam os papéis múltiplos que os estudantes adultos desempenham, tais como a atividade profissionais e responsabilidades familiares, ao mesmo tempo que são estudantes. Zosky et al. (2004) afirmam que estes estudantes estão mais motivados do que os colegas mais jovens, em relação às tarefas académicas. Ora estas características básicas configuram, desde já, uma posição de desigualdade ou desvantagem dos estudantes maduros no Ensino Superior. Os papéis múltiplos que são obrigados a assumir; o tempo diminuto que têm para estudar; pesquisar e para atividades de trabalho autónomo e atividades extracurriculares; representam sem dúvidas, uma fonte de cansaço e de conflito nas várias arenas sociais, tanto no seio da família, da academia, ou mesmo do trabalho (KIRBY et al, 2004).
Mostrar mais

85 Ler mais

Análise da percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis da UACC/UFCG acerca da ética profissional contábil.

Análise da percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis da UACC/UFCG acerca da ética profissional contábil.

Desde o nosso nascimento somos treinados a seguir padrões sociais, normas, regras e diretrizes a serem seguidas. Somos ensinados sobre o que é o certo e o que é errado, tudo estabelecido para que haja uma convivência social. Sempre pautados na moral e nos bons costumes. Para Nalini (2009 p. 115) “a ética, infelizmente, é uma moeda em curso até mesmo para os que não costumam ser ético”. Acrescenta ainda que é de suma importância à reabilitação do estudo da ética, baseado no egoísmo e como o ser o humano é indiferente na sorte de outro ser humano.
Mostrar mais

16 Ler mais

A formação de professores/as no curso de licenciatura em ciências biológicas no CFP/UFCG: desafio para a implementação de uma educação para convivência com o semiárido.

A formação de professores/as no curso de licenciatura em ciências biológicas no CFP/UFCG: desafio para a implementação de uma educação para convivência com o semiárido.

Portanto, vê-se que a forma como é feita a educação, tanto em escolas de ensino básico quanto em universidade no Semiárido, muitas vezes acaba perpetuando essa ideia criada historicamente de que essa região não tem valor, que é um lugar pobre, que não é possível conviver com a seca de forma sustentável, e isso acaba se incorporando no pensamento das pessoas da própria região, que passam a desvalorizar as riquezas únicas da caatinga. Portanto, uma mudança no sistema educacional no SAB pode conseguir reverter esse problema, desconstruindo essa visão negativa que se tem sobre o Semiárido, porém esse processo de reconstrução de modelo educacional não e algo simples, e depende de vários aspectos sociais e escolares para serem concretizados. Sobre a perpetuação desse pensamento nas escolas do Semiárido, Lima nos diz (2010, p. 153):
Mostrar mais

53 Ler mais

O perfil dos egressos do curso de graduação em Ciências Contábeis da UFCG: a relação entre o projeto político-pedagógico e o campo de atuação.

O perfil dos egressos do curso de graduação em Ciências Contábeis da UFCG: a relação entre o projeto político-pedagógico e o campo de atuação.

Contudo, os egressos no curso de Ciências Contábeis, também, devem ter habilidades para trabalhar com outras pessoas e em grupos; identificar, estruturar e apresentar rápidas soluções de problemas que afetam a empresa; elaborar demonstrativo e relatórios contábeis sejam eles de finalidade interna ou externa; adaptar às mudanças que venham a ocorrer durante o desempenho de suas atividades profissionais, devido às constantes modificações do ambiente de negócios; gerenciar os recursos e projetos voltados ao desenvolvimento e à aplicação de sistemas contábeis; desenvolver uma visão crítica e sistêmica componente de apoio em processos de tomada de decisões; saber ter um tratamento interpessoal; desenvolver, implantar, acompanhar e analisar os sistemas contábeis de custos, controle gerenciais e de auditoria; e ter visão holística e interdisciplinar frente à construção do conhecimento.
Mostrar mais

66 Ler mais

Discurso e práticas pedagógicas no curso de Ciências Sociais na perspectiva dos estudantes

Discurso e práticas pedagógicas no curso de Ciências Sociais na perspectiva dos estudantes

Me parece que essas categorias ou temáticas fazem parte de uma gama de conhecimentos que chamarei do senso comum acadêmico, que são ideias comumente propagadas, defendidas, porém, raramente problematizadas a um nível de contexto da vida real. Desta forma, por exemplo, ao discutir sobre trabalho de campo, a chamada “hierarquia de saberes” é contestada em prol de evidenciar a importância da voz do próprio “objeto de pesquisa”; reflexões acerca de capital cultural abordam várias instâncias da dominação cultural; a democracia representativa é analisada criticamente, quase ninguém do instituto de ciências humanas e filosofia falaria contra a democracia. Entretanto esses olhares não são direcionados ao próprio local de onde se fala. Nas salas de aula, todas as vozes têm a mesma importância ou uma só voz? A experiência, a memória dos estudantes, estão colocadas no processo de aprendizagem? Estamos a hierarquizar saberes? A democracia, cujas falhas analisamos lá fora, como se dá aqui dentro? Pouco se pensa se esses sensos comuns estão presentes no fazer acadêmico, nas salas de aula, no funcionamento do próprio curso, do instituto, da universidade.
Mostrar mais

62 Ler mais

Condicionantes da criação e desenvolvimento do curso de Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia Ciências, e Letras de Marília

Condicionantes da criação e desenvolvimento do curso de Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia Ciências, e Letras de Marília

[...] quando eu entrei na Faculdade, até não comentei, eu tive duas experiências muito divertidas. Uma foi com o Nacan, professor de Física, quando ele me encontrou na rua, ele veio me cobrar: "Como eu tinha aguentado científico e depois fui fazer Humanas?" e o Nacan quando ficava nervoso ele gaguejava muito, então ele meu deu uma cobrada assim violenta: "Como a senhora resolveu ir fazer Humanas? Que desperdício! Onde já se viu, devia ter indo para Biológicas, para Exatas!", mas isso gaguejando, imagine essa cobrança gaguejando e outra pessoa que me fez uma cobrança foi a Dona Ruth que era professora de canto orfeônico, ela veio assim muito assustada: "Como! Como!" Mas isso já não foi no 1º ano, foi no 2º ano: "Como! Eu estava fazendo Ciências Sociais, que era um curso que só tinha comunistas, só tinha subversivos! Onde já se viu fazer Ciências Sociais!".(TANABE,Yoshiko. Entrevista 01.Nov. 1992) Mas, embora houvesse dificuldades por se tratar dos primeiros anos e do fato estar localizado no interior do Estado o que de certa forma dificultava o contato com os demais IIES e a dificuldade de contratação e permanência dos professores, e ainda as atividades de pesquisa fossem também incipientes no começo houve segundo os relatos dos entrevistados o empenho para que o curso tivesse os mesmos padrões de qualidade do curso oferecido pela USP; “O que eu posso dizer e que todo o esforço era feito no sentido de dar o melhor ensino. Se não se equivalia ao da USP pelo menos o esforço se fazia nessa direção”. (MAUÉS Massaud. Entrevista 01. Nov. 1992).
Mostrar mais

135 Ler mais

ÁREA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE DIREITO MANUAL DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

ÁREA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE DIREITO MANUAL DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

§ 1 o . A pauta de pesquisas, visitas orientadas, seminários e trabalhos reais e simulados, inclui as práticas processuais e não processuais referentes às disciplinas constantes do Projeto Pedagógico do Curso de Direito, bem como as atividades práticas dos profissionais do Direito.

7 Ler mais

A percepção dos alunos do curso de Ciências Contábeis e de Administração, da UFCG do campus de Sousa, sobre a ética no setor público.

A percepção dos alunos do curso de Ciências Contábeis e de Administração, da UFCG do campus de Sousa, sobre a ética no setor público.

Para tanto, foi possível responder ao seguinte questionamento: Qual a percepção dos discentes dos cursos de Ciências Contábeis e de Administração da UFCG, Campus de Sousa, quanto à Ética no setor público? Verificando que é essencial que os servidores formem uma consciência pautada em princípios morais, tornando-os dignos e merecedores de respeito e confiança, pois só assim, proporciona serviços de qualidade. Nesse sentido, observou a relevância que tais discentes atribuem numa consciência ética que envolve a honestidade, capaz de distinguir o certo ou errado. Ficando claro, conforme a visão dos mesmos, que o servidor público é responsável pelos seus atos dentro da organização, e seus valores passam a ser uma referência importante para a sociedade.
Mostrar mais

42 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

A sociedade vem exigindo que organizações mantenham uma postura de responsabilidade socioambiental. A partir destas exigências as organizações têm se preocupado em investir em ações que compensam os recursos naturais e humanos que utiliza para a consecução de suas atividades. Além disso, as empresas são motivadas por diversas razões a investirem na área socioambiental, dentre estas estão a boa imagem corporativa e ações regulatórias. Diante disso, este estudo buscou responder a seguinte questão problema: o desempenho econômico- financeiro influencia os investimentos socioambientais de empresas do Sul do Brasil? Diante do contexto, o objetivo geral consistiu em analisar se o desempenho econômico-financeiro influencia os investimentos socioambientais de empresas do sul do Brasil. A análise compreendeu os anos de 2013 a 2017. A amostra do estudo compreendeu as empresas listadas no ranking das 500 Maiores Empresas do Sul do Brasil, conforme a revista Amanhã e listadas na B3, totalizando 10 empresas. A pesquisa classificou-se como descritiva, documental e quantitativa. Por meio da técnica estatística da análise de regressão linear múltipla. Os resultados encontrados evidenciam que a quantidade de funcionários e o lucro líquido influenciam nos investimentos sociais internos. Por outro lado, o lucro líquido, tamanho da empresa, EBITDA, quantidade de funcionários impactam nos investimentos sociais externos. Por fim, o tamanho da empresa, investimentos ambientais defasados, lucro líquido e a variação da receita líquida defasada influenciam os investimentos ambientais. Estes resultados revelam que as maiores empresas do Sul do Brasil, a partir de seus resultados, investem em questões socioambientais, contribuindo assim para com os resultados da empresa, gerando benefícios também para a sociedade e meio ambiente.
Mostrar mais

84 Ler mais

Fatores influentes no processo de ensino e aprendizagem sob a percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis  UFCG -  Sousa.

Fatores influentes no processo de ensino e aprendizagem sob a percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis UFCG - Sousa.

Em seguida, analisaram-se os dados coletados por meio de um questionário, em que se observou por meio da estatística descritiva que o perfil da amostra pesquisada se caracteriza em sua maioria: por alunos matriculados no 7º período do curso, pertencente ao gênero feminino, com idade de até 25 anos, solteiros e que cursaram o ensino médio em escolas públicas. Aprofundando o perfil dos participantes da pesquisa, foram questionados quais seriam os principais motivos que levaram a escolha do curso de Ciências Contábeis, onde os respondentes apontaram entre outras opções, a pretensão de prestarem concurso público na área contábil, 32,38% da amostra e a possibilidade de atuarem em diversas áreas e segmentos da empresa com 29,38%. Ademais, a maior parte dos discentes não participa de atividades acadêmicas por dedicar-se a alguma atividade remunerada, tanto na área contábil como em outras áreas.
Mostrar mais

88 Ler mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DE CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DE CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Mantidos de certo modo à margem do sistema de seguridade social no Brasil até a década de 1970, os trabalhadores e trabalhadoras canavieiras de Campos dos Goyta[r]

203 Ler mais

Manualização dos processos da Coordenação do Curso de Administração da UFCG.

Manualização dos processos da Coordenação do Curso de Administração da UFCG.

Segundo o Artigo 85, poderá requerer regime de exercício domiciliar, na forma da lei: I – aluna em estado de gravidez, a partir do oitavo mês de gestação; II – aluno acometido de doenças infecto-contagiosas ou outros estados que impossibilitem sua freqüência às atividades didáticas, desde que se verifique a conservação das condições intelectuais e emocionais necessárias para o prosseguimento da atividade acadêmica; III – mãe adotiva, por até 90 dias a contar da adoção; IV – aluno que necessite prestar assistência a ascendentes, descendentes, cônjuges ou companheiros, que requeiram tratamento especializado ou que se encontrem em estado terminal. O regime de exercício domiciliar somente se aplica ao aluno matriculado em disciplinas no período letivo em curso.
Mostrar mais

102 Ler mais

O perfil do professor contábil: um estudo sob a percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis da UFCG da cidade de Sousa - PB.

O perfil do professor contábil: um estudo sob a percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis da UFCG da cidade de Sousa - PB.

Por este termo, eu, abaixo assinado, assumo a responsabilidade de autoria do conteúdo do referido Trabalho de Conclusão de Curso, intitulado: O perfil do professor contábil: um estudo sob a percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis da UFCG da cidade de Sousa-PB, estando ciente das sanções legais previstas referentes ao plágio. Portanto, ficam, a instituição, o orientador e os demais membros da banca examinadora isentos de qualquer ação negligente da minha parte, pela veracidade e originalidade desta obra.

62 Ler mais

Curso de Ciências Sociais da UFC: mapeamento da produção de monografias art VIEIRA.S

Curso de Ciências Sociais da UFC: mapeamento da produção de monografias art VIEIRA.S

6 Convém esclarecer o seguinte: na Universidade Federal do Ceará, durante alguns anos, professores de História, Psicologia e Filosoi a, além dos de Ciências Sociais, integravam o quadro docente do então Departamento de Ciências Sociais e Filosoi a. Desse modo, essa unidade chegou a totalizar mais de noventa professores. Gradativamente, foram acontecendo desmembramentos, na medida em que se criaram, na instituição, os departamentos de: Psicologia (1982), História (1993) e Filosoi a (2001). E, com a formação deste último, a denominação daquele primeiro passou a ser Departamento de Ciências Sociais. Tal situação explica, por exemplo, o registro de alguns nomes de professores de Filosoi a, neste quadro, como orientadores de monograi as, no curso de Ciências Sociais.
Mostrar mais

25 Ler mais

As representações sociais de ciência: um estudo a partir de um curso de licenciatura em ciências biológicas

As representações sociais de ciência: um estudo a partir de um curso de licenciatura em ciências biológicas

A presente pesquisa é de natureza qualitativa e investigou as representações sociais de ciência de licenciandos em Ciências Biológicas e suas possíveis relações com o processo de formação inicial de tais estudantes, tendo como foco responder a questão de pesquisa: Quais são as representações sociais que alunos de um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas de uma Universidade Pública têm sobre ciência e quais são as possíveis contribuições-impactos da formação inicial no desenvolvimento dessas representações? Os participantes da pesquisa foram alunos regularmente matriculados no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas de uma Universidade Pública, totalizando-se 89 estudantes. A pesquisa foi realizada em duas etapas: a primeira, de modo geral, teve como objetivo levantar e organizar os possíveis elementos do núcleo central e do sistema periférico das representações sociais de ciência dos estudantes participantes e a segunda etapa teve como intuito buscar evidenciar os possíveis impactos/contribuições da formação inicial na construção dessas representações. A metodologia utilizada parte dos principais métodos e técnicas atribuídas à pesquisa do núcleo central das representações sociais: Técnica de Associação Livre de Palavras (TALP) e Hierarquização. Também foram utilizadas entrevistas como parte da segunda etapa da pesquisa, de modo complementar os dados obtidos inicialmente, das quais emergiram duas categorias: 1) LCB/ disciplinas curriculares e 2) Atividades extracurriculares/Eventos. Os dados obtidos com a TALP foram analisados por meio da análise prototípica e os dados obtidos com as entrevistas foram analisados tendo como base aspectos da análise de conteúdo de Bardin (1977). Ao realizar comparações entre as representações dos alunos iniciantes e concluintes do curso constatou-se grande similaridade entre os elementos que formam o possível núcleo central desses grupos. Nessa região houve o compartilhamento dos elementos conhecimento, estudo e experimento. As diferenças foram encontradas em sua maioria na região periférica, a qual revela a presença de elementos de caráter tentativo (busca e curiosidade) e social (dominação) apenas para o grupo de alunos concluintes. Desse modo, os dados decorrentes da pesquisa nos levam a verificar que as reflexões promovidas pelas disciplinas curriculares e as vivências possibilitadas pelas atividades extracurriculares têm contribuído para a formação de uma visão mais ampla de ciência, compreendendo-a como uma construção humana
Mostrar mais

109 Ler mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO E SERVIÇOS SOCIAIS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO E SERVIÇOS SOCIAIS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA

2 I - intensificar e assegurar a cooperação entre alunos-monitores e professores- orientadores nas atividades básicas da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais relativas ao ensino e à pesquisa, ampliando a participação dos alunos-monitores no processo educacional;

8 Ler mais

Show all 10000 documents...