Dados comportamentais: correlação com resultados da avaliação

Top PDF Dados comportamentais: correlação com resultados da avaliação:

AVALIAÇÃO DA CORRELAÇÃO ENTRE OS RESULTADOS GEOMETALÚRGICOS E INDUSTRIAIS

AVALIAÇÃO DA CORRELAÇÃO ENTRE OS RESULTADOS GEOMETALÚRGICOS E INDUSTRIAIS

É importante salientar que apesar da recuperação ter sido baixa o processo foi eficiente, pois grande parte do zinco não recuperado era proveniente de minerais secundários. Portanto, conclui-se que os resultados geometalúrgicos e industriais têm boa correlação e auxiliam na tomada de decisões e entendimento do comportamento do processo. Diante disso, os mesmos podem ser utilizados para avaliação da variabilidade do comportamento mineral, mapeamento de tendências de alteração do minério e necessidade de revisão da rota de processo.
Show more

6 Read more

Correlação entre Testes para Avaliação da Vitalidade Fetal, pH da Artéria Umbilical e os Resultados Neonatais em Gestações de Alto Risco.

Correlação entre Testes para Avaliação da Vitalidade Fetal, pH da Artéria Umbilical e os Resultados Neonatais em Gestações de Alto Risco.

Vale reiterar que a precisão e a facilidade com que o pH da artéria umbilical pode ser co- nhecido e o fato de este refletir de maneira satisfatória as condições de nascimento têm con- sagrado este método como padrão ideal para o diagnóstico do sofrimento fetal. Persistem, porém, algumas dúvidas sobre a correlação entre os va- lores de pH e os demais resultados neonatais, o que motivou a realização deste estudo.

8 Read more

Correlação entre as dimensões da personalidade e as competências comportamentais

Correlação entre as dimensões da personalidade e as competências comportamentais

2009, em que a natureza internacional da investigação permite que a sua utilização seja adaptada e apropriada para uma variedade de línguas, países, grupos étnicos e etários, e a pessoas com diferentes capacidades (Bartram, Brown, Fleck, Inceoglu & Ward, 2006; SHL Group, 2009). O estudo de precisão foi feito com uma amostra de 807 participantes do Reino Unido, entre os 16 e os 68 anos (M=31 e DP=11), em que 57% dos participantes são do sexo feminino. A experiência de trabalho dos participantes varia entre um ano de experiência e mais de 15 anos de experiência profissional. Foram calculados os coeficientes Alfa de Cronbach para cada uma das 32 dimensões, resultando numa média de 0,81, sendo que o valor mais baixo é 0,67. A partir de uma amostra de 168 participantes dos EUA, Reino Unido e Índia, e com idades compreendidas entre os 18 e os 55 anos, sendo 75% do sexo feminino, foram realizados estudos para averiguar a validade de construção. Os resultados das correlações entre a versão anterior do OPQ (OPQ32i) e a utilizada neste estudo (OPQ32r) variaram entre 0,69 e 0,84 (M=0,78). Para estudar a validade de critério foi utilizada uma amostra de 853 participantes da Europa, Ásia e Américas, com idades entre os 35 e os 60 anos, e com 19% dos participantes pertencentes ao sexo feminino. Os resultados deste estudo indicam uma boa validade preditiva, com uma média de 0,32 nas correlações entre os preditores (resultados no questionário OPQ32r) e as variáveis critério (avaliação do desempenho com base nos fatores de competências da Estrutura Universal de Competências da SHL – ver Quadro 2) (Bartram et al., 2006; Brown & Bartram, 2009).
Show more

50 Read more

Avaliação por Doppler colorido do carcinoma da mama: correlação com dados clínicos e histopatológicos.

Avaliação por Doppler colorido do carcinoma da mama: correlação com dados clínicos e histopatológicos.

OBJETIVO: Avaliar a capacidade da ultra-sonografia com Doppler colorido em caracterizar a vascularização de carcinomas sólidos da mama e em correlacionar padrões de vascularização com o tamanho, estádio e grau histológico destes tumores. MATERIAIS E MÉTODOS: Sessenta e seis carcinomas da mama foram es- tudados com Doppler colorido. As características morfológicas e fluxométricas foram avaliadas antes da biópsia e correlações com aspectos clínicos, histopatólogicos e estadiamento tumoral foram avaliadas es- tatisticamente. RESULTADOS: Cinqüenta e dois tumores (79%) apresentaram vasos penetrantes, 63 (95%) mostraram vasos periféricos, 33 (50%) tinham vasos centrais e em dois tumores (3%) não foi observada vascularização. O número médio de vasos nos tumores foi de 11,9 ± 7,7 e na mama contralateral foi de 1,7 ± 2,5. Nenhuma associação foi evidenciada com as características histológicas. A distribuição dos va- sos foi diferente em dois grupos de tumores. Não houve diferença na velocidade diastólica, na resistência e no índice de pulsatilidade dos tumores e da mama contralateral. A velocidade sistólica nos tumores foi de 11,74 ± 0,96 e na mama contralateral foi de 9,45 ± 0,55. O número de vasos aumentou com a progressão do estadiamento dos tumores. CONCLUSÃO: O padrão vascular dos carcinomas da mama identificado pelo Doppler colorido deve ser considerado com potencial característica importante na avaliação pré-operatória destes tumores, em conjunto com outros fatores prognósticos como o tamanho tumoral e o estádio da doença. Unitermos: Tumor mamário – diagnóstico; Tumor mamário– ultra-som; Tumor mamário – Doppler colorido.
Show more

6 Read more

Avaliação do efeito do dano por fadiga em uma poltrona de ônibus urbano : correlação de dados de campo e de laboratório

Avaliação do efeito do dano por fadiga em uma poltrona de ônibus urbano : correlação de dados de campo e de laboratório

Uma das maiores dificuldades de aplicação da análise de fadiga em veículos e em seus componentes está em desenvolver uma correlação entre os danos causados por fadiga em ensaios de laboratório e testes de estrada. Esta correlação pode contribuir significativamente para a redução do tempo e do custo no desenvolvimento de um novo produto. O objetivo deste trabalho é apresentar uma correlação entre os danos causados em uma poltrona de um ônibus urbano no ensaio de durabilidade em campo com um ensaio controlado de fadiga em laboratório. A prova de durabilidade acelerada alterna tipos de pista, asfalto, terra e paralelepípedo, assim como a condição de carregamento sobre a poltrona. Na prova de laboratório, um carregamento cíclico com frequência e amplitude controladas é aplicado sobre o conjunto da estrutura da poltrona e de seus componentes. Partindo de uma análise utilizando o método de elementos finitos são definidas as regiões mais críticas para ocorrência de uma falha na estrutura da poltrona. Nessas regiões são colados extensômetros e os dados reais de carregamentos são coletados em ambos os ensaios. Com os dados experimentais, utilizando o método rainflow e a teoria do acúmulo do dano, é realizado o cálculo do dano causado por fadiga para cada ponto instrumentado. A partir dos resultados, é relacionado o número de ciclos do ensaio de laboratório que causam um dano de fadiga equivalente ao dano causado no teste de campo, em função da distância percorrida pelo veículo.
Show more

68 Read more

Avaliação da função pulmonar em indivíduos obesos assintomáticos respiratórios: correlação entre dados antropométricos e espirométricos

Avaliação da função pulmonar em indivíduos obesos assintomáticos respiratórios: correlação entre dados antropométricos e espirométricos

Gravidade do distúrbio ventilatório e classe de obesidade Sobrepeso e obesidade associaram-se com maior fre- qüência a distúrbios ventilatórios obstrutivos, em sua maioria de leve intensidade. A freqüência de obstrução leve foi de 12,5% em indivíduos normais, 28,2% com sobrepeso e de 53,3% em obesos (p<0,001), variando de 50% (obesidade I) a 71,9% (obesidade III). Obstruções moderadas foram observadas em até 13% dos pacientes obesos das classes II e III. Não foram observadas diferen- ças estatisticamente significantes em relação à gravidade do distúrbio ventilatório e gênero em pacientes obesos (resultados não exibidos).
Show more

5 Read more

Correlação entre os dismorfismos oocitários e os resultados da fertilização in vitro

Correlação entre os dismorfismos oocitários e os resultados da fertilização in vitro

4 Centro de Referência da Saúde da Mulher, Hospital Pérola Byington, Sao Paulo, Brasil RESUMO na reprodução assistida, a seleção de gametas com o objetivo de alcançar melhores resultados clínicos é uma tarefa crucial dos embriologistas. A qualidade do oóci- to é um fator chave na fertilidade feminina, refletindo o potencial intrínseco de desenvolvimento do gameta, além de ter um papel crucial não só na fecundação, mas também no desenvolvimento embrionário subsequente. Os dismorfismos oocitários são classificados em 2 tipos: citoplasmáticos, que incluem a presença de granulações e/ou de inclusões citoplasmáticas (vacúolos, corpos refra- tivos, agregados do retículo endoplasmático) e extracito- plasmáticos (alterações na forma do oócito, alterações na zona pelúcida, no espaço perivitelino e alterações do corpúsculo polar). Variações na morfologia oocitária podem ocorrer devido a fatores como idade da mulher, problemas genéticos e alterações no ambiente hormonal a que o oócito é exposto com a hiperestimulação ovaria- na. A classificação da morfologia oocitária, bem como sua correlação com o desenvolvimento embrionário e taxa de gravidez são bastante controversas na literatura. Vários estudos não demonstram nenhuma associação entre os dismorfismos oocitários e os resultados da fertilização in vitro, enquanto outros relatam uma associação entre a morfologia oocitária e desenvolvimento embrionário. Essas diferenças nos resultados podem ser explicadas devi- do a utilização de diferentes critérios morfológicos e devido a uma falta de padronização nessa avaliação oocitária. Palavras-chaves:Fertilização in vitro; dismorfismo; morfologia oocitária; reprodução assistida
Show more

5 Read more

Correlação entre os resultados de tração a quente e fluência para o cobre comercialmente puro

Correlação entre os resultados de tração a quente e fluência para o cobre comercialmente puro

Em geral, os parâmetros de resistência e ductilidade dos diversos materiais metálicos dependem fortemente das condições de temperatura e taxa de deformação aplicada em ensaios de tração a quente. A norma ASTM E-21 [26] especifica que no início do ensaio e durante o escoamento, a taxa de deformação seja de 0,005 ± 0,002 min -1 , e que após o escoamento seja aumentada para 0,05 ± 0,01 min -1 . No entanto, dependendo da sensibilidade que a resistência do material apresente com a temperatura e a taxa de deformação, o simples cumprimento dessas recomendações pode levar a uma avaliação bastante limitada do desempenho do material. Este trabalho explora melhor as propriedades mecânicas do cobre comercial em uma faixa mais ampla de taxas de deformação e temperatura, permitindo uma melhor caracterização das suas propriedades mecânicas através de ensaios de tração a quente.
Show more

125 Read more

Correlação de resultados da depuração de creatinina determinada e o Clearance estimado por fórmula

Correlação de resultados da depuração de creatinina determinada e o Clearance estimado por fórmula

Os marcadores utilizados para os testes de depuração ou clearance podem ser exógenos, como inulina, que é um polissacarídeo da frutose, o iohexol, o iotalamato, o radiofármaco DTPA (diethylene triamine penta acetic acid), que, apesar de apresentarem excelentes resultados na avaliação da função renal, são técnicas de alto custo, e como são agentes não encontrados normalmente na circulação, a realização de estudos de suas depurações demandam infusão venosa, coleta da urina por um período determinado, normalmente com a internação do indivíduo, seguida por métodos de determinação de alta complexidade, tornando-os inconvenientes e de aplicabilidade em casos muito específicos ou com propósitos de pesquisa. Na prática clínica a avaliação da TFG é realizada utilizando-se substâncias de produção endógena que são eliminadas pelos rins e facilmente determinadas em laboratórios clínicos. Como rotina laboratorial, devem ser usados marcadores endógenos, como a creatinina, que apresenta vantagens, pois pode ser realizada em condições ambulatoriais.
Show more

52 Read more

Correlação dos dados clínicos e métodos não invasivos na detecção da aterosclerose...

Correlação dos dados clínicos e métodos não invasivos na detecção da aterosclerose...

Na avaliação do escore de cálcio, os pacientes não receberam nenhum tipo de contraste ou medicação para controle da freqüência cardíaca, e a duração total do exame foi de 5 a 10 minutos. Utilizaram-se eletrodos sobre o tórax que permitiram a geração do sinal eletrocardiográfico, que foi usado para aquisição sincronizada e prospectiva da imagem axial do coração. Isto resulta em imagens congeladas, isto é, com nenhuma ou pouca movimentação do coração. A aquisição das imagens axiais foi realizada com pausa respiratória em inspiração com duração média de 15 seg. Este protocolo de MDCT foi validado com os resultados da EBCT (30). Este estudo apresentou exposição à radiação menor que 1 minuto, o que significa 1,7 a 2,5 mSv (diretriz brasileira). Estes valores estão abaixo da classificação de doses muito fracas, onde não são observados riscos individuais significativos 51-52.
Show more

115 Read more

Dados hiperespectrais de dossel e sua correlação com nitrogênio aplicado a cultura...

Dados hiperespectrais de dossel e sua correlação com nitrogênio aplicado a cultura...

A utilização de dados provenientes do sensoriamento remoto é alternativa para otimizar a utilização de insumos, dentre eles o nitrogênio. O presente trabalho teve como objetivo verificar a possibilidade de uso de um sensor hiperespectral em dossel na cultura da cana-de-açúcar, verificando sua capacidade em discriminar a resposta da cultura as diferentes doses de nitrogênio e estimar o teor foliar de nitrogênio, em três áreas experimentais. O trabalho foi dividido em três capítulos: O primeiro capitulo utiliza os dados hiperespectrais somente da variedade SP 81-3250, única comum em todas as áreas, de todas as datas de coleta das três áreas experimentais para verificar o potencial dos dados em diferenciar as doses de nitrogênio aplicado (0, 50, 100 e 150 kg.ha -1 ) e qual melhor época. Os dados espectrais foram avaliados pela estatística multivariada da análise discriminante, em que os centroides das diferentes doses foram submetidos a análise de variância. Os resultados obtidos foram que os meses de dezembro, janeiro e fevereiro discriminou todas as doses nas três áreas, o mesmo não ocorreu no mês de agosto. As bandas que apresentaram maiores significância foram na região do verde, red-edge e infravermelho próximo. No segundo capitulo foi avaliado a sensibilidade dos dados hiperespectrais em estimar a biomassa do ponteiro da cana-de-açúcar. Para isso foi utilizado somente os dados de Piracicaba. A análise espectral foi realizada aos 137, 169 e 193 Dias Após o Corte (DAC) e a avaliação biométrica foi realizada aos 345 DAC. Durante o corte de dois metros de linha, realizado manualmente. A biomassa do ponteiro foi submetida ao teste de Shapiro-Wilk, análise de variância pelo Teste F e as médias quando significativas, comparadas pelo Teste de Tukey. Posteriormente foi realizada a análise de correlação de Pearson da biomassa do ponteiro e cada comprimento de onda. Análise mostrou que existe correlação positiva entre a biomassa do ponteiro e a reflectância do dossel aos 137 DAC e 169 DAC, porém aos 193 DAC não houve nenhum comprimento de onda com correlação significativa. O comprimento de onda de 685 nm aos 137 DAC obteve a maior correlação, de 0,33. No terceiro capitulo teve por objetivo selecionar variáveis a partir de dados hiperespectrais de dossel da cana-de-açúcar para geração de modelos para predição do Teor Foliar de Nitrogênio. Para isso foi utilizado os dados das três áreas experimentais, que receberam doses de 0, 50, 100 e 150 kg.ha -1 de nitrogênio. Para
Show more

133 Read more

Correlação entre os efeitos comportamentais da fluoxetina e da desipramina e a sensibilidade nociceptiva em camundongos /

Correlação entre os efeitos comportamentais da fluoxetina e da desipramina e a sensibilidade nociceptiva em camundongos /

A correlação entre os efeitos con^ortamentais de drogas antidepressivas e a sensibilidade nociceptiva em camundongos, foi investigado por meio da administração [aguda] dos antidepressivos [fluoxetina] e [des:^raniina], respectivamente, inibidores pref^enciais de recitação de serotoiuna e de noradrenalina. As medidas coniportamentais avaliadas foram: atividade locomotora, tenpo de imobilidade no teste da natação forçada e as respostas ansiolíticas/ansiogênicas no labirinto em cruz elevado. Os efeitos antinociceptivos dos antídq)ressivos foram avaliados com os testes do “tail-flick”, da placa quente e da formalina. Os resultados obtidos demonstraram que ambos os antidepressivos, na dose de 40 mg/kg causaram uma redução significante da atividade locomotora; assim, esta dose foi descartada dos demais e?q)erimentos. A fluoxetina e a desipramina, nas doses de 2,5 a 20 mg/kg, não modificaram as respostas avaliadas nos testes da natação forçada e do labirinto em cruz elevado, entretanto, induziram efeitos antinociceptivos significantes no teste da placa quente, com as doses de 10 e 20 mg/kg, e, no teste da formalina, com todas as doses testadas. As repostas antinociceptivas foram dissociadas de outras alterações conq)ortamentais dos antidepressivos. O possível envolvimento de sítios medukires na [analgesia] induzida por antidepressivos foi avaliado nos testes do ^tail-flick” e da foniialina. Somente a desipramina (7,6 e 15,2 (ig/p.1) induziu analgesia no teste da formalina. Também foi examinada a correlação entre os níveis basais de [emocionalidade] e a sensibilidade nociceptiva. Os camundongos foram [selecionados] no teste da natação forçada e denominados de camundongos “não- deprimidos”, “intermediários” e ‘^deprimidos”. Os animais selecionados foram avaliados nos testes da formalina e da placa quente. As respostas analgésicas foram significantes nos teste da formalina para os camundongos “não-deprimidos” e “deprimidos”, quando estes foram tratados com fluoxetina e des^ramina (5 mg/kg). No teste da placa quente, somente os camundongos chamados de “deprimidos” exibiram antinocicepção significante, com ambos os antidepressivos (10 e 20 mg/kg). Em concltisão, os resultados obtidos indicaram que a fluoxetina e a desçramina induzem antinocicepção significante dissociada de outros efeitos conportamentais destas drogas em camundongos n o n i^ . Os efeitos antinociceptivos obtidos com camundongos selecionados evidenciaram a relevância dos níveis basais de emocionalidade na sensibilidade nocicqjtiva.
Show more

96 Read more

Sobre a avaliação de resultados de agrupamento: medidas, comitês e análise de dados...

Sobre a avaliação de resultados de agrupamento: medidas, comitês e análise de dados...

T dados. Seu objetivo ´e a organizac¸˜ao de objetos em um conjunto finito de categorias, ´ecnicas de agrupamento desempenham um papel fundamental na an´alise explorat´oria de i.e., grupos (clusters), na expectativa de que relac¸˜oes significativas entre objetos resultem do processo. Nem todos resultados de agrupamento s˜ao relevantes, entretanto. De fato, a vasta maioria dos algoritmos de agrupamento existentes produzir´a um resultado (partic¸˜ao), mesmo em casos para os quais n˜ao existe uma estrutura “real” de grupos nos dados. Se grupos de fato existem, a determinac¸˜ao do melhor conjunto de parˆametros para estes algoritmos ainda ´e necess´aria, a fim de evitar a utilizac¸˜ao de resultados esp´urios. Tal determinac¸˜ao ´e usualmente feita por meio de crit´erios de validac¸˜ao, os quais avaliam os resultados de agrupamento de forma quantitativa. A avaliac¸˜ao/validac¸˜ao de resultados de agrupamentos ´e o foco desta tese. Em um contexto geral, crit´erios de validac¸˜ao relativos e a combinac¸˜ao dos mesmos (ensembles) s˜ao propostas. No que tange crit´erios, prop˜oe-se o uso da ´area sob a curva (AUC — Area Under the Curve) proveniente de avaliac¸˜oes ROC (Receiver Operating Characteristics) como um crit´erio de validac¸˜ao relativo no contexto de agrupamento. Al´em de uma avaliac¸˜ao emp´ırica da AUC, s˜ao exploradas algumas de suas propriedades te´oricas, bem como a sua relac¸˜ao com outro crit´erio relativo existente, conhecido como Gamma. Ainda com relac¸˜ao `a crit´erios, um ´ındice relativo para a validac¸˜ao de resultados de agrupamentos baseados em densidade, proposto com a participac¸˜ao do autor desta tese, ´e revisado. No que diz respeito `a combinac¸˜ao de crit´erios, mostra-se que: (i) combinac¸˜oes baseadas em uma selec¸˜ao arbitr´aria de ´ındices possuem aplicac¸˜ao pr´atica limitada; e (ii) com o uso de heur´ısticas para selec¸˜ao de membros da combinac¸˜ao, melhores resultados podem ser obtidos. Finalmente, considera-se a avaliac¸˜ao/validac¸˜ao no contexto de dados de express˜ao gˆenica. Neste caso particular estuda-se o uso de informac¸˜ao da Gene Ontology, na forma de similaridades semˆanticas, na avaliac¸˜ao de medidas de dissimilaridade e resultados de agrupamentos de genes.
Show more

180 Read more

Pico cepstral nas disfonias comportamentais: dados preliminares

Pico cepstral nas disfonias comportamentais: dados preliminares

Recentemente a American Speech-Language and Hearing Association (ASHA), publicou um manuscrito com a recomendação de protocolos a serem considerados na avaliação dos pacientes atendidos na clínica vocal, indicando a extração do cepstrum como a medida acústica a ser considerada no protocolo de avaliação devido a sua robustez (PATEL et al., 2018), sendo mais confiável que outras medidas mais tradicionais como o jitter e o shimmer (HEMAN-ACKAH et al., 2003).

29 Read more

Avaliação transcricional do Gene TLR9 e sua correlação com dados clínicos em pacientes com câncer de próstata

Avaliação transcricional do Gene TLR9 e sua correlação com dados clínicos em pacientes com câncer de próstata

O câncer de próstata (CaP) é a neoplasia mais comum entre homens no Brasil, após o câncer de pele não melanoma. O Antígeno Prostático Específico (PSA) tem sido o biomarcador mais utilizado para a triagem e diagnóstico da doença, no entanto, é questionado por sua baixa especificidade, uma vez que seus níveis também se alteram em condições não patológicas. Portanto, ainda se mostra necessária a busca por novos biomarcadores, capazes de predizer a ocorrência e desenvolvimento do CaP. Os Receptores Toll-like (TLRs) são proteínas associadas à resposta imune, capazes de reconhecer uma diversidade de padrões moleculares, inclusive relacionados a tumores. O presente trabalho objetivou quantificar os transcritos do gene TLR9 em amostras de tecidos de 22 pacientes com CaP por qPCR. Foi utilizado o método Cq comparativo, validado após a obtenção da curva padrão relativa. Não foi verificada correlação entre os níveis de mRNA de TLR9 e os dados clínico-patológicos dos pacientes. Em suma o presente trabalho evidenciou a expressão do gene TLR9, sendo necessária uma análise com um número maior de indivíduos, para que assim seja possível estabelecer seu comportamento no CaP.
Show more

29 Read more

RMN prostática multiparamétrica: correlação com os resultados da anatomia

RMN prostática multiparamétrica: correlação com os resultados da anatomia

contraste endovenoso (perfusão) e espectroscopia multivoxel com tempo de eco prolongado; em ressonador de alto campo Philips 3T Achieva com bobina de 6 canais Phased-array. Já obtidos os resultados da RMN foram comparados de forma diferida com os dados de anatomia patológica

11 Read more

Alterações comportamentais na Síndrome de Noonan: dados preliminares brasileiros

Alterações comportamentais na Síndrome de Noonan: dados preliminares brasileiros

Ruggieri e Arberas (2003) dizem que muitas dessas discrepâncias podem ser o produto de anormalidades nos genes ou nas proteínas e enzimas comprometidas. Por hora, a recente descoberta de quatro genes responsáveis pela doença permitirá avaliar se mutações nesses diferentes genes podem correlacionar com graus distintos de dificuldade de aprendizagem e alterações comportamentais. Comparado a outras síndromes genéticas, não há um vasto campo de estudos sobre as características psicológicas e psiquiátricas dos pacientes com SN conforme o gene envolvido. O primeiro estudo, ainda quando não tinha sido descrito nenhum padrão do fenótipo comportamental da síndrome, foi realizado por Wood e colaboradores (1995). Desta amostra eles identificaram em mais de 50% comportamentos de rigidez, alterações de humor, problemas de comunicação, apetite excessivo, dificuldades para expressar emoções. Poucas crianças apresentaram problemas de sono, comportamento agressivo, comportamentos do espectro autista. Ao avaliar os resultados da aplicação do inventário
Show more

10 Read more

GUSTAVO HELMS RETINOSCOPIA EM CÃES DE TRABALHO MILITAR: CORRELAÇÃO ENTRE AMETROPIAS E ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS

GUSTAVO HELMS RETINOSCOPIA EM CÃES DE TRABALHO MILITAR: CORRELAÇÃO ENTRE AMETROPIAS E ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS

RESUMO A técnica de retinoscopia em faixa é a mais utilizada para caracterizar ametropias (miopia e hipermetropia) em cães. Relatos científicos demonstraram que a ocorrência de miopia em Pastor alemão com função de guia para cegos, é menor do que em cães da mesma raça sem esta função. Os problemas de comportamento são considerados a principal causa de descarte em cães de trabalho militar por gerarem diminuição no desempenho de suas funções. A determinação da refração de cães de trabalho pode ser um importante parâmetro na avaliação da performance destes animais. O objetivo deste estudo foi correlacionar a presença de ametropias com alterações comportamentais em 46 cães de trabalho militar das raças: Rottweiler, Pastor alemão, Retriever do Labrador, Pastor belga de Malinoi, Retriever dourado e Pitbull. A presença de ametropias foi determinada através da retinoscopia em faixa, enquanto dados referentes ao comportamento, foram obtidos por meio de questionários respondidos pelos condutores dos cães. Foi observado que existe correlação entre a presença de ametropia e alterações de comportamento. A análise estatística foi significativa, e nos fez concluir que ametropias podem gerar alterações comportamentais, portando a refração ocular deve ser adicionada aos critérios de seleção de cães utilizados para trabalho.
Show more

46 Read more

Uma proposta para análise de dados com correlação espacial e temporal.

Uma proposta para análise de dados com correlação espacial e temporal.

Esta análise, nos revelou, ainda, raios de correlação de amostras variando de 146 a 868 metros para a área A1 e de 27 até 280 metros para a área A4, resultados importantes a serem considerados e analisados para que ações de controle e de prevenção mais seguras e corretas sejam efetuadas. Vale ressaltar que o maior valor do alcance de correlação das amostras, 868 metros, pode ser concordante com os resultados divulgados no artigo de NILDIMAR et al. (2003), onde foi identificado que o alcance de vôo do Aedes pode atingir até 800 metros. Observe que, no nosso caso, temos o alcance de correlação das amostras e no artigo, temos o alcance de vôo do Aedes. A relação provável existente entre estes resultados é que, se for capturada uma fêmea em determinado ponto amostral e se neste local existirem ovos, a partir do nascimento dos mosquitos, alguns podem permanecer próximos ao local de nascimento e outros podem voar até 868 metros, alcance de correlação das amostras, assim, o resultado seria condizente com o artigo de NILDIMAR et al. (2003). Caso contrário, podemos concluir que os alcances de correlação obtidos são devidos a locais próximos favoráveis ao depósito de ovos ou que fornecem alimento às fêmeas, existindo, então, uma quantidade razoável de fêmeas sobrevoando esta área de correlação.
Show more

116 Read more

Avaliação dos resultados

Avaliação dos resultados

através da utilização de dois indicadores. Estes foram a avalia- ção do risco de queda e a avaliação da dor, pois, de acordo com os enfermeiros gestores do contexto, estes focos de atenção necessitavam de uma intervenção para a melhoria da presta- ção de cuidados de enfermagem. Para o efeito foram construí- dos instrumentos de avaliação do risco de queda e da dor, ba- seados na padronização do SClínico® existente nos contextos. Este instrumento foi preenchido em três momentos diferentes para cada caso em análise. Ou seja, a um cliente selecionado para o estudo seriam efetuadas três avaliações com o mesmo instrumento de colheita de dados, em três momentos diferen- tes: num primeiro momento, pelo enfermeiro responsável pelo cliente no turno; num segundo momento, pelo enfermeiro su- pervisor major junto do próprio cliente; num terceiro momento, o instrumento seria preenchido com base nos registos efetua- dos para aquele turno e para aquele cliente recorrendo à apli- cação informática SClínico disponível no contexto.
Show more

7 Read more

Show all 10000 documents...