Degradação Ambiental - Seridó Paraibano.

Top PDF Degradação Ambiental - Seridó Paraibano.:

Avaliação da degradação ambiental de parte do Seridó Paraibano.

Avaliação da degradação ambiental de parte do Seridó Paraibano.

A metodologia baseou-se nos trabalhos de Baumgratz et al. (1986); ITDG (1994) e Ferreira et al. (1997). Na avaliação da degradação ambiental foram utilizados os parâmetros vegetação, topografia, solo/geologia, ecologia, mecanização, área agrícola, densidade populacional e pecuarização e os dados extraídos das imagens TM, com apoio das cartas topográficas, dos mapas temáticos e dados de campo georreferenciados, resultando em 130 zonas homólogas de tonalidades de cinza, numeradas seqüencialmente (Figura 1). Na avaliação dos níveis de degradação ambiental para a sua classificação em baixo, moderado, grave e muito grave foram definidos pesos (Tabela 1) de acordo com a vulnerabilidade do terreno. Por exemplo, uma determinada área com uma vegetação fechada e uma declividade baixa (< 15%) é muito menos vulnerável a
Mostrar mais

4 Ler mais

Avaliação da degradação ambiental de parte do seridó paraibano.

Avaliação da degradação ambiental de parte do seridó paraibano.

Este trabalho vem a confirmar a gravidade da ocorrencia dos processos de desgaste das terras no Estado da Paraiba, uma vez que 44,86% da area possuem o indice grave de degradagao e 2,[r]

115 Ler mais

A articulação dos atores sociais no território do seridó paraibano: Entrelaçamentos e desafios para o desenvolvimento sustentável

A articulação dos atores sociais no território do seridó paraibano: Entrelaçamentos e desafios para o desenvolvimento sustentável

42 Diante a crise segue-se este impasse, tido como conflito entre o desenvolvimento (nos moldes do capitalismo central) e a preservação dos recursos naturais esgotáveis. A intervenção da ONU, e a consequente elaboração do Relatório Bruntland, e seus desdobramentos, são resultado do alargamento da fissura entre a Economia e a Ecologia, e seus posicionamentos opostos, pois, de fato havia muitas questões a se ponderar, sobretudo como o capitalismo periférico poderia seguir sua trajetória desenvolvimentista (impulsionada a partir da década de 1950) vivenciada no pós-guerra e resultado do modelo de produção fordista, numa conjuntura em que não haveria a possibilidade de degradação ambiental, nos mesmos níveis apresentados pelo capitalismo central em sua fase de “take-off”. Não se poderia negar aos pobres, aquilo que fora dado aos ricos.
Mostrar mais

132 Ler mais

Dinâmica da serrapilheira e atividades edáficas em áreas degradadas no seridó paraibano.

Dinâmica da serrapilheira e atividades edáficas em áreas degradadas no seridó paraibano.

Ao relacionar os resultados do estudo com a premissa inical da tese, verifica- se que as áreas do SAB que estão passando por um processo de degradação ambiental histórico não tendem a se recuperar por suas condições naturais, sendo pois necessário a adoção, urgentemente, de projetos de restauração de áreas que priorizem a utilização de plantas nativas, como o Marmeleiro e a Catingueira. Por sua vez, ao verificar o pressuposto inical, percebe-se que, de fato, quanto maior for a quantidade de serrapilheira sobre o solo, maior serão os processos edáficos e biogeoquímicos que estarão acontecendo, entretanto, sua capacidade e tempo de restauração podem variar muito.
Mostrar mais

161 Ler mais

Open Análise da estrutura do arranjo produtivo local de pegmatitos e quartzitos da microrregião do seridó paraibano

Open Análise da estrutura do arranjo produtivo local de pegmatitos e quartzitos da microrregião do seridó paraibano

Trata-se da Planta Piloto de Argamassa, uma das ações do Projeto Tecnologia Avançada para Mineração de Quartzito, também inserida nas ações do PROMIN, e integrado ao APL de Pegmatitos e Quartzitos. Foi elaborada pela CDRM, juntamente com o Instituto Nacional do Semiárido - INSA, financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP e SEBRAE-PB, e executado pelo Centro de Tecnologia Mineral - CETEM e a Universidade Federal de Campina Grande - UFCG, com intuito de diminuir a degradação ambiental causada pelos resíduos da atividade mineral em Várzea (SETDE, 2011). A Figura 5 apresenta, à esquerda, os resíduos gerados pelas serrarias no beneficiamento do quartzito em Várzea, e, à direita, os produtos fabricados, os quais são destinados à construção civil.
Mostrar mais

122 Ler mais

Diagnóstico físico-conservacionista, socioeconômico e ambiental em microbacia hidrográfica no Seridó Paraibano.

Diagnóstico físico-conservacionista, socioeconômico e ambiental em microbacia hidrográfica no Seridó Paraibano.

na equação da reta, determinada para cada caso, para calcular os percentuais de degradação dos meios social, econômico, tecnológico, socioeconômico e ambiental. Nas AUAS, há maior aptidão para pastagem/sistemas silvipastoris (compartimentos III, V, IX e X); a ocupação mínima de vegetação nativa foi de 54,0% entre os compartimentos, não sendo necessária reposição florestal da RL para nenhum deles. Nas AUR, 2,12 ha de pastagem e 5,1 ha mineração estão em desacordo com a legislação. As maiores áreas conflitantes nas APP ocorreram nos compartimentos I (43,9 ha) e II (47,1 ha). O grau de degradação socioeconômica foi de 53,3% na comunidade do Saco e de 54,9% na do Pinga. Já a degradação ambiental foi da ordem de 34,8% para a comunidade do Saco e 13,0% para a do Pinga. Dividindo-se cada compartimento, conforme metodologia aqui utilizada, foi possível, além de indicar o uso proposto pelo RN, aplicar simultaneamente a legislação ambiental no manejo de bacias hidrográficas. Os níveis de degradação socioeconômica e ambiental encontrados para as duas comunidades foram superiores ao limite mínimo recomendável pela metodologia aplicada, sinalizando que são necessárias soluções urgentes para evitar o seu avanço e mitigar os seus impactos negativos sobre a população local.
Mostrar mais

142 Ler mais

Mineração do caulim como tendência à desertificação no Seridó paraibano

Mineração do caulim como tendência à desertificação no Seridó paraibano

Observando os impactos oriundos das atividades de mineração em terras semiáridas, constata-se que as mesmas produzem conflitos e vulnerabilidades de ordem social, econômica, ambiental e cultural em todo mundo. A vulnerabilidade compreende um complexo sistema que envolve riscos e exposições a desastres (SANTOS, 2015). Da mesma forma que esses processos de degradação por mineração são conflitantes para regiões semiáridas, em outras regiões do Brasil, grandes desastres ambientais também são percebidos, ligados à mineração, como, por exemplo, o rompimento de barragens de rejeitos. A sociedade que sofre essa problemática, destacando a tragédia/crime pelo rompimento das barragens de rejeitos, nas cidades de Mariana (2015) e Brumadinho (2019) no estado de Minas Gerais, não é priorizada por segurança de vida, tampouco assegurada legalmente em suas localidades. Infelizmente, a visibilidade e repercussão desses acontecimentos foram relevantes (nacional e internacionalmente) devido à quantidade de vidas e famílias completamente destruídas. Nesse sentido, é possível enxergar uma interação dialética dos elementos (homem x natureza) que se interceptam quando o assunto é falar sobre tais fatos que montam e remontam histórias de desastres e fenômenos ambientais. A desertificação está em curso de forma lenta e constante, passando despercebida da população geral e grande mídia, quanto aos impactos das atividades de mineração nas áreas susceptíveis.
Mostrar mais

183 Ler mais

Sistema de avaliação e comparação espacial do processo de desertificação no seridó potiguar e paraibano, semiárido brasileiro.

Sistema de avaliação e comparação espacial do processo de desertificação no seridó potiguar e paraibano, semiárido brasileiro.

A desertificação é um fenômeno de escala global caracterizado pela degradação das terras nas zonas áridas, semiáridas e subúmidas secas para o qual concorrem fatores de ordem ambiental, social, econômica e institucional. Definir um conjunto de ações para seu enfrentamento requer o conhecimento das complexas relações estabelecidas entre a sociedade e o meio ambiente de modo a identificar e monitorar as causas e consequências do processo. A modelagem dessa realidade permanece um desafio para pesquisadores em todo o mundo, especialmente no Brasil, em virtude da grande quantidade de aspectos a serem considerados para os quais nem sempre há informações confiáveis e disponíveis. Procurando reduzir essa lacuna, o presente estudo estruturou um sistema de avaliação e comparação espacial da desertificação para os 32 municípios das microrregiões geográficas do Seridó paraibano e potiguar a partir de um conjunto de 27 indicadores recomendados na literatura relacionada, organizados segundo o modelo conceitual DPSIR - força motriz, pressão, estado, impacto e resposta. Os indicadores, discretos ou continuamente distribuídos, foram calculados, normalizados, ajustados à relação direta ou inversa com a desertificação, ponderados por especialistas de diferentes áreas do conhecimento e organizados em planos de informação do tipo raster. Técnicas de análise de decisão multicritério incorporadas a um sistema de informações geográficas foram utilizadas para desenvolver índices multicriteriais de desertificação, para cada categoria DPSIR, como instrumentos de avaliação das causas estruturais, causas diretas, susceptibilidade, consequências e respostas da sociedade para o problema. Os resultados apontaram que causas estruturais do processo, entre elas a concentração de terra, desigualdade social e cultura do consumo, mantêm 49,7% da área estudada em níveis
Mostrar mais

176 Ler mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GEOGRAFIA: UMA EXPERIÊNCIA INTERDISCIPLINAR NO SERIDÓ POTIGUAR

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GEOGRAFIA: UMA EXPERIÊNCIA INTERDISCIPLINAR NO SERIDÓ POTIGUAR

O Módulo VI foi trabalho no dia 28 e 29 de julho. Nesses encontros ocorreram às discussões, esclarecimento de dúvidas e orientações dos projetos interdisciplinares elaborados pelos profesores-alunos das escolas. As propostas foram todas contextualizadas com a realidade da comunidade escolar para possível execução das mesmas. Os eixos temáticos elencados pelos participantes foram: Ética Cidadania e Meio Ambiente; Biodiversidade: a Caatinga; Fundamentos da Educação Ambiental; Técnicas de Educação Ambiental; Projetos e atividades em Educação Ambiental; A Geografia do Semi-Árido; A Educação Ambiental como tema transversal; Impactos Ambientais e Legislação Ambiental; Desertificação e Qualidade de Vida; Desenvolvimento Sustentável; Gerenciamento de Resíduos; Saúde e Meio Ambiente Domiciliar; Saneamento Básico e Ambiental; Educação Ambiental e Materiais Didáticos.
Mostrar mais

11 Ler mais

A pecuária e a degradação ambiental nos agropolos do Ceará

A pecuária e a degradação ambiental nos agropolos do Ceará

O índice calculado para cada um dos agropolos não possibilita inferências quanto ao grau de degradação nos agropolos, mas permite identificar as causas que mais contribuem para o problema. Assim, dentro dos pecuários que compuseram o Índice de Degradação Ambiental, a bovinocultura destacou-se como o principal fator de degradação em dez dos dezoito agropolos. Nestes agropolos devem ser tomados cuidados preventivos quanto aos danos ambientais provocados pela bovinocultura os quais são conseqüência principalmente do manejo inadequado e cultivo de forrageiras que levam à perda de biodiversidade. Além disso, os bovinos emitem grande quantidade de gás metano que aumenta o efeito estufa. Já a criação de ovinos, dentre as atividades pecuárias é o principal agente de degradação nos agropolos Extremo Norte, Centro sul, Cariri e Cariri Oeste. Nos agropolos Sobral e Baixo Jaguaribe, Sertão Central e Inhamuns Sul a caprinocultura é o fator que sobressai. A ovinocraprinocultura leva à degradação devido ao sobrepastoreio que afeta a qualidade da cobertura vegetal.
Mostrar mais

2 Ler mais

Gravuras pré-históricas da área arqueológica do Seridó potiguar/paraibano:  um estudo técnico e cenográfico

Gravuras pré-históricas da área arqueológica do Seridó potiguar/paraibano: um estudo técnico e cenográfico

Uma observação deve ser feita. Além dos sítios trabalhados, serviu como referência para esta análise a cópia da mancha gráfica da Pedra da Retumba, Jardim do Seridó, RN. Citada por Araripe (1887) e publicada por Martin (1997; p. 299), atualmente, encontra-se submersa pelas águas da represa do Rio Seridó. Foi a partir deste material que os tipos GPR 3 e 4 foram identificados. Portanto, para efeito comparativo, tal acervo será considerado no estabelecimento das relações cenográficas, como a décima unidade analítica. Assim, dentro do acervo destes 10 sítios (incluindo a Pedra da Retumba), constatou-se e definiu-se o seguinte repertório de recorrências entre sítios:
Mostrar mais

88 Ler mais

Estudo etnobotânico de plantas medicinais em comunidades rurais e urbanas do Seridó Paraibano, Nordeste do Brasil

Estudo etnobotânico de plantas medicinais em comunidades rurais e urbanas do Seridó Paraibano, Nordeste do Brasil

Northeast Brazil. This study conducted an ethnobotanical survey on the use of medicinal plants in the municipality of Picuí, Seridó of Paraíba, Brazil. An urban area (neighborhood monte santo) and a rural area (massapê farm) were analysed. The ethnobotanical information was obtained through semi-structured questionary containing socioeconomic characteristics of the respondents, characteristics of plants and their therapeutic uses. We selected an adult which was the responsible adult of the residence "householder" for the interview and used the technique of "snowball". Among the participants of the survey, the majority was a female, aged 25-75 years and had low education. 37 plant families, 59 genera and 64 species were cited. The species most frequently cited were Vernonia
Mostrar mais

99 Ler mais

A paleontologia nas escolas públicas do Curimataú Ocidental e Seridó Oriental Paraibano: uma abordagem na ótica dos professores.

A paleontologia nas escolas públicas do Curimataú Ocidental e Seridó Oriental Paraibano: uma abordagem na ótica dos professores.

Paleontology is an extremely important science to understand events of the past, as well as for the development of discoveries and research about geological era, species evolution and the changes with them over time. However, what we can see is that the approach of this subject in the school curriculum is minimal, so it is far from being applied with emphasis and with effective importance in the classroom. This study aims to show how teachers of micro-regions from Western Curimataú and Oriental Seridó Paraibano perceive these difficulties, making a qualitative and quantitative analysis of Paleontology education by completing a form divided in two parts. In the first part, it was made a profile analysis of teachers and, in the second, it was applied objective and subjective questions, in which teachers could describe all the main points about how Paleontology is approached in their classrooms. This research involved the participation of twenty teachers from public schools in seven cities in the Western Curimataú and Seridó Oriental Paraibano. The results demonstrated that teachers understand the importance of Paleontology in teaching the subjects of Science and Biology, as it contributes to the development of students’ scientific knowledge. In addition, they also observed that the schoolbooks and the curriculum are unsatisfactory about Paleontology. Despite difficulties, the teachers try to insert the subject in the classroom, making use of the resources they have. In this context, the research made it possible exposes the teachers’ perceptions about the deficit in the development of Paleontology theme in basic education and even presented some methodologies used by teachers to try to circumvent existing problems. Thus, it was verified the need of an overhaul in schoolbooks and in the school curriculum.
Mostrar mais

59 Ler mais

Fatores de degradação ambiental nos agropolos do Ceará

Fatores de degradação ambiental nos agropolos do Ceará

• PIB per capita : corresponde ao valor monetário dos bens e serviços finais produzidos por habitante foi utilizado na pesquisa como proxy da renda da população. A pobreza limita o acesso das populações a determinados recursos e conduz a práticas de gestão insustentáveis. Assim, quanto maior este indicador, menor a propensão à degradação. • Nº de bovinos, Nº de ovinos e Nº de caprinos. Atividades pecuárias são frequentemente apontadas como grandes fatores de degradação. Práticas inadequadas no manejo de ovinos e caprinos estão levando ao sobrepastoreio e consequentemente à diminuição da quantidade e qualidade da cobertura vegetal o que contribui para intensificar o processo de degradação do solo. Considerou-se uma relação direta entre estes indicadores e a degradação.
Mostrar mais

18 Ler mais

Análise do estado nutricional de um grupo de gestantes de um município de pequeno porte do seridó oriental paraibano.

Análise do estado nutricional de um grupo de gestantes de um município de pequeno porte do seridó oriental paraibano.

As gestantes com o ganho de peso gestacional excessivo não é benéfico ao recém-nascido, pois, às vezes, esse excedente serve apenas para deteriorar o estado nutricional [r]

56 Ler mais

ASPECTOS DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL NO NORDESTE DO BRASIL

ASPECTOS DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL NO NORDESTE DO BRASIL

Este artigo tem como objetivo fazer uma análise do processo de degradação ambiental no nordeste do Brasil, ocasionado por meios antrópicos como o desmatamento através da retirada e queimadas da cobertura vegetal. Aborda também as principais características ambientais da região, fazendo um resgate histórico da ocupação no Brasil, que ocasionaram o processo de degradação ambiental. As pesquisas foram realizadas utilizando materiais bibliográficos através de artigos científicos, livros, Dissertações e teses relacionadas ao tema. O desmatamento nessa região tem sido alvo de estudo em varias universidades, pois vem causando historicamente danos aos recursos naturais, principalmente aos considerados mais frágeis, afetando o equilíbrio ambiental e consequentemente a manutenção e qualidade da vida humana. O resultado demonstrou que o processo de desmatamento e de degradação ambiental do Nordeste, esteve e está associada ao processo agropecuária, produção agrícola, produção industrial, crescimento populacional e tem ocasionado uma serie de consequências negativas, como a perda da biodiversidade, degradação do solo, processos erosivos, escoamento superficial, diminuição da água para recargas dos aquíferos, entre outras consequências.
Mostrar mais

12 Ler mais

A degradação ambiental no entorno do Açude de Bodocongó

A degradação ambiental no entorno do Açude de Bodocongó

O presente trabalho objetivou mostrar a degradação ambiental no entorno do Açude de Bodocongó, localizado no bairro de mesmo nome, na cidade de Campina Grande, Paraíba. Tratou-se de um estudo bibliográfico com base na metodologia de Gil (2007); Lakatos e Marconi (2009). O referencial teórico foi fundamentado nas obras de Carvalho (2007), Cebalhos et al. (2000), Meira et al. (2001), Medeiros et al. (2012), Brasileiro et al. (2009), Janebro (2003) e Costa (2011). Os resultados confirmam a degradação ambiental do Açude de Bodocongó, através da poluição das águas, ocasionada pelo lançamento de esgotos domésticos e industriais, resíduos sólidos e por outras atividades humanas desempenhadas sem controle, causando impactos ambientais que comprometem a qualidade de vida da população. Concluindo-se, portanto, que se faz necessário a criação de projetos para a recuperação da área, assim como, a implantação de campanhas educativas junto a comunidade, no sentido de despertar a importância da preservação e conservação do meio ambiente.
Mostrar mais

20 Ler mais

Educação ambiental em assentamentos rurais do sertão paraibano.

Educação ambiental em assentamentos rurais do sertão paraibano.

Seguindo recomendações articuladas no Programa Nossa Natureza, em 1989 foi criado o IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), tendo por finalidade formular, coordenar e executar a política nacional do meio ambiente. O IBAMA foi resultado da fusão de quatro órgãos que eram ligados direta ou indiretamente às causas ambientais [SEMA, Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF), SUDEPE (Superintendência do Desenvolvimento da Pesca) e SUDHEVEA (Superintendência da Borracha)]. Mesmo com a criação do IBAMA, as ações voltadas para a Educação Ambiental ainda eram esporádicas, não tendo o apoio das próprias instituições incumbidas de promovê-las (DIAS, 2004).
Mostrar mais

46 Ler mais

Poluição sonora e a degradação da qualidade ambiental

Poluição sonora e a degradação da qualidade ambiental

A competência para legislar sobre a poluição sonora é concorrente. Assim compete à União, aos estados e ao Distrito Federal criar novas normas de controle da poluição (art. 24, VI, da CF). Os municípios também poderão legislar sobre o controle da poluição com base no seu peculiar interesse (art. 30, I da CF) ou suplementar as normas federais ou estaduais (art. 30, II da CF), no entanto, a União, os Estados, o Distrito Federal e os municípios possuem competência comum para combater a poluição em todas as suas formas. (art. 23, VI, do CF). Todos os entes públicos de direito público interno tem competência legislativa, administrativa e, consequentemente, poder de polícia ambiental para exercer o controle da poluição sonora, fiscalizando e aplicando as penalidades cabíveis.
Mostrar mais

48 Ler mais

A degradação ambiental do Vale do Siriji-PE

A degradação ambiental do Vale do Siriji-PE

Passados quatrocentos (400) anos de degradação das matas ciliares e de outras formas de vegetação natural do vale, geraram impactos ambientais diferenciados, segundo as atividades produtivas, ali desenvolvidas pelos agricultores. Nas margens do rio Siriji, há uma forte predominância da monocultura da cana-de-açúcar forte inimiga ao equilíbrio ambiental, tanto mais agressiva quanto maior é o uso de uma diversidade enorme de agroquímicos tais como, herbicidas, fungicidas e de adubos químicos, os quais além de prejudicarem a saúde do homem que os aplica, eliminam a avifauna, os peixes e demais formas de vida aquática, pois planta-se bem próximo à lamina d’água.
Mostrar mais

93 Ler mais

Show all 10000 documents...